quinta-feira, abril 23, 2015

Vi tanta mentira andar à solta...

Eu Vim de Longe

José Mário Branco

Quando o avião aqui chegou
Quando o mês de maio começou
Eu olhei para ti
Então entendi
Foi um sonho mau que já passou
Foi um mau bocado que acabou
Tinha esta viola numa mão
Uma flor vermelha na outra mão
Tinha um grande amor
Marcado pela dor
E quando a fronteira me abraçou
Foi esta bagagem que encontrou
Eu vim de longe
De muito longe
O que eu andei pra aqui chegar
Eu vou pra longe
Pra muito longe
Onde nos vamos encontrar
Com o que temos pra nos dar
E então olhei à minha volta
Vi tanta esperança andar à solta
Que não hesitei
E os hinos cantei
Foram feitos do meu coração
Feitos de alegria e de paixão
Quando a nossa festa se estragou
E o mês de Novembro se vingou
Eu olhei pra ti
E então entendi
Foi um sonho lindo que acabou
Houve aqui alguém que se enganou
Tinha esta viola numa mão
Coisas começadas noutra mão
Tinha um grande amor
Marcado pela dor
E quando a espingarda se virou
Foi pra esta força que apontou
E então olhei à minha volta
Vi tanta mentira andar à solta
Que me perguntei
Se os hinos que cantei
Eram só promessas e ilusões
Que nunca passaram de canções
Eu vim de longe
De muito longe
O que eu andei pra aqui chegar
Eu vou pra longe
P´ra muito longe
Onde nos vamos encontrar
Com o que temos pra nos dar
Quando eu finalmente eu quis saber
Se ainda vale a pena tanto crer
Eu olhei para ti
Então eu entendi
É um lindo sonho para viver
Quando toda a gente assim quiser
Tenho esta viola numa mão
Tenho a minha vida noutra mão
Tenho um grande amor
Marcado pela dor
E sempre que Abril aqui passar
Dou-lhe este farnel para o ajudar
Eu vim de longe
De muito longe
O que eu andei pra aqui chegar
Eu vou p´ra longe
P´ra muito longe
Onde nos vamos encontrar
Com o que temos pra nos dar
E agora eu olho à minha volta
Vejo tanta raiva andar a solta
Que já não hesito
Os hinos que repito
São a parte que eu posso prever
Do que a minha gente vai fazer
Eu vim de longe
De muito longe
O que eu andei prá aqui chegar
Eu vou pra longe
P´ra muito longe
Onde nos vamos encontrar
Com o que temos pra nos dar

16 comentários:

Impio Blasfemo disse...

Pois foi Prof.
Houve aqui alguém que se enganou, como diz a canção.

Saravá
IMPIO

São disse...

Excelente!

Onde a esperança e a alegria e o Futuro?

Não , não nos enganámos...enganaram-nos!

Bom final de semana

andorinha disse...


A ouvir...quase de lágrimas nos olhos. Porque recuo 41 anos...
Esta e a Trova do Vento que Passa têm esse efeito em mim...

https://www.youtube.com/watch?
v=rE_nw8VGVYE

João Pedro Barbosa disse...

Fomos Enganados
E Fomos Os Primeiros A Saber
O Que Só Nos Dá Vantagem

João Pedro Barbosa disse...

Os Problemas Do Clima Temperado

"http://www.gazetadorossio.pt/nacional/pneumonia-mata-o-dobro-em-portugal-que-no-resto-da-europa/"

João Pedro Barbosa disse...

Já Só Me Vejo Aqui

João Pedro Barbosa disse...

Tem Que Manter O Timbre Para O Coro
Mas Fazer A Massagem Sem Ter O Beneficio É Novidade Para Quem Faz Politica Como Um Tratamento Com Efeitos Secundários Que Só Se Compreende Pelo Coelho Que A Passos E A Pedro A Oposição É Certa

Pedro Rocha Barbosa disse...

Como O Vinho Ajuda A Engolir Algumas Refeições O Tabaco Ajuda A Passar Algumas Esperas

"http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=838973&tm=8&layout=121&visual=49"

Alcedo Atthis disse...

Fomos Enganados

João Pedro Barbosa disse...

http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=4781165

João Pedro Barbosa disse...

Rainbow? Desculpa lá! Mas a senhora do café. Pediu-te para não amestrar as crianças...

João Pedro Barbosa disse...

A Nini Foi Melhor No Lumiar Que A Corte A Norte

João Pedro Barbosa disse...

Os Amores Pobres São Os Mais Felizes

João Pedro Barbosa disse...

Também Numa Legislatura
O Único Momento De Conciência
Foi A Lei Dos Animais
Também Já É Altura
De Terem Algum Emprego

ANTONIO AFONSO disse...

Nunca há engano...nos enganos...
Há esperanças desfeitas...outras se renovam...e novas que nascem...
Com a viola na mão podemos reescrever o texto,e com o coração...criamos amor!

João Pedro Barbosa disse...

A andorinha e o professor,

Podiam desempatar as notas do Ímpio Blasfemos e as minhas esmolas.

Cuidado: Viana do Castelo É Mais Que Minho E Onde Estou Nem Se Fala