segunda-feira, outubro 13, 2008

Um homem rigoroso.

Morreu assim - envelope na mão, sorriso nos lábios, recém-arrancados aos dela. Que não chamou ninguém. Ou sequer as lágrimas, há muito previstas... O som do papel rasgado, em pano de fundo o zumbido da tecnologia médica, alheia ao aparecimento da linha isoeléctrica nos visores. O cartão de visita, amarelecido e privilegiado, ele nunca os usara. Dizia que os clientes mais jovens levavam os seus contactos nos telemóveis e os da velha guarda em guardanapos dos tascos favoritos de Matosinhos. A data; sublinhada - trinta anos atrás... E o texto: "Minha querida, é chegado o momento para fazer e gabar - com rigor inatacável! - uma profecia arriscada: serei feliz contigo para sempre."
Ela sorriu. Não seria o tempo que lhe restava, opulento ou anémico, a impedi-la de o dizer, que se danasse o rigor (mortis) - "Eu também, amor". E regressou aos lábios dele.

31 comentários:

Fragmentos Culturais disse...

Há amores para sempre! Mesmo que a morte os separe...
Casos reais de 'afectos perfeitos'!

Espero que não perca Lisa Ekdahl na 'Casa da Música'!

lobices disse...

...mais uma belíssima ruminação partilhada com todos nós
...grato
...um abraço

Fora-de-Lei disse...

Algo mórbido, não ?!

Julio Machado Vaz disse...

Fragmentos,
O bilhete já cá canta:).

andorinha disse...

Escreve posts assim e deixa-me sem palavras...
Sendo assim, limito-me a fazer minhas as palavras do Lobices.
É uma ruminação bela e tocante.

cabecinhapensadora disse...

Bonito mesmo. Mas não se regressa onde nunca se esteve. Ainda que o 'para sempre' deseje a travessia da morte. Se a morte puder sonhar-se, é mais ou menos assim: um desprendimento natural.

Gonçalo R. disse...

Caro "fora-da-lei",

depende... dos ouvidos que ouvem.

(se me permite a resposta, Prof)

CrisTina disse...

O lado belo da morte... se é que a morte tem um lado belo...
Por um amor como este vale a pena ter vivido!

Fora-de-Lei disse...

Gonçalo R. 5:00 PM

Ouvidos ?! Acho que terá mais a ver com os pés...

Laura disse...

Professor, muito "pré-rafaelita" o humor desta sua tela...
:)

thorazine disse...

Ringo Star em altas!! ;)))

http://www.publico.clix.pt/videos/?v=20081014161523&z=1

Ou como é que se diz em jargão? Flasbacks? :D

yulunga disse...

Bom dia maralhal.
Cabecinha pensadora
Mas não se regressa onde nunca se esteve.
Não acho.
Muitas e muitas vezes sinto saudades de sítios aonde nunca fui mas que me chamam.

JFR disse...

Hoje, é dia de lhe deixar um abraço. De amizade, de admiração, de felicidade por disfrutar das suas palavras. Ditas e escritas. Com a satisfação de continuar a aprender, na concordância ou na discordância. Obrigado.

P.S.: Hoje fui boicotado. Substituiram "O amor é..." (matinal), por uns "artistas" que falavam do orçamento, mesmo sem este ter sido, totalmente, apresentado. Provavelmente, um programa encomendado pelo Governo! Irra!

coccinela disse...

JFR tirou-me as palavras da “escrita”.
Obrigada por estar aí.
Muiiiitos anos de Vida,
muitos momentos especiais...
Beijo

Erecteu disse...

A "minha" Maria (http://chezmaria03.blogspot.com/) arrastou-me até aqui, é óbvio que não lhe vinha dar um abraço sem kuskar o post.
Se não se importa levo-o num guardanapo, ficará lá pó fundo da memória, junto do coração.
Conte muitos, destes e dos outros.

yes! my love! disse...

MUITOS MUITOS PARABÉNS !!!

em meu nome e de todas as que não sabem :) que faz hoje anos!


http://br.youtube.com/watch?v=vjmBaGpmyAA&feature=related

Olhar disse...

À semelhança do jfr 7.10 PM, Professor, faço votos que disfrute de muitos momentos felizes no decorrer deste novo ano que se lhe avizinha;), muito obrigada por ser quem é, e de fazer o favor de, às vezes, o partilhar connosco.:)

Um abraço amigo.

blogico disse...

Muitos parabéns!

E não estou só a referir-me a este belíssimo texto... :)

yulunga disse...

Parabéns Dr. Murcon

moon disse...

Julinho,

Um big, big kiss! CHUAC!!
Parabéns, miúdo giro!!

Laura disse...

Happy birthday dear President...
(ooooops...dear Doctor :)
Happy birthday to you!

Longa vida!

Pamina disse...

Parabéns, bom resto de noite e, se tiver havido bolo e os três desejos da praxe ao apagar as velinhas, que eles se realizem:).
Um bj.

lobices disse...

...antes de terminar o dia: um abraço de parabéns

CD disse...

A morte pacífica é muito chata.
é por isso que não quero (posso) estar doente quando ela chegar

ASPÁSIA disse...

PROF.

PARABÉNS ATRASADOS... PELO DIA DE ONTEM. QUE MAIS UM ANO DE VIDA LHE TRAGA O QUE OS PRECEDENTES AINDA NÃO PUDERAM OFERECER-LHE.

ABRAÇO AMIGO.

mariam disse...

Júlio, PARABÉNS!

desejo-lhe um mundo de sucessos e ofereço-lhe uns baguinhos de romã, é Outono e é tempo delas...

quanto ao post, ah!no amor, como eu gostaria de ser como "ELA", quando esse meu tempo chegar...

um sorriso :)

mariam

Ni disse...

Hoje... contrario o Eugénio. Sorriso.
Porque hoje recrio com palavras um bolo de aniversário... doce, muito doce... que ofereço a alguém de quem gosto muito:

Passa pelas coisas e vê-as,
renovado, como animal rejuvenescido!
Se alguém chama por ti, responde!
Se alguém te pede amor, estremece!
Como fruto de sol, com sabor,
vai sentindo o calor do chão, enternecido.

Parabéns!

Um abraço embalado.

A Menina da Lua disse...

Estes amores assim...ou seja eternos, sempre me atraíram! mas que infelizmente não resistem aos alucinantes e por vezes supérfluos envolvimentos que caracterizam os novos tempos, onde a palavra de ordem é desistir ao primeiro embate e dificuldade.

Professor

É muito tocante a forma como refere este sentir... que apesar da hora ser triste contem toda a profundidade e grandeza dum amor feliz e por isso belo...

E claro que aproveito mais uma vez para lhe dar um abraço de parabens pelo seu aniversário e tambem pelos belos presentes que nos vai oferecendo tanto quando o lemos como quando o ouvimos.

roc disse...

Parabens. Abraço

susana disse...

Este post é muito triste... Não gosto de Love Stories... Fiquei tão triste que nem sei onde é que quis chegar com isto.

cabecinhapensadora disse...

Yulunga
sentir saudade de lugares onde nunca se esteve talvez seja a saudade do futuro que inspirou pensadores e poetas, saudade que é projectiva e sã. Mas não invalida o facto de que não possa haver regresso; por uma ordinária razão: regressar é só uma palavra a exprimir um desejo. Não só não se volta onde nunca se esteve como, se acaso se volta, o lugar não é o mesmo. Nem quem volta. Logo, se entendermos que regressar é sempre regressar a outra coisa, diz-se regresso?
Bom domingo para ti
E Parabéns a quem são devidos :) ainda que sejamos nós a receber as prendas.