terça-feira, setembro 06, 2011

Aniversário.

Pai,

Parabéns. (Já sei, já sei, é um dia como os outros, alegra-te com este pensamento - estejas onde estiveres não vais aturar Mãe e filho a esvaziar-te uma taça de champanhe goela abaixo:)!). "Estejas onde estiveres", a nostalgia de ao menos ter direito à dúvida... Estás em Cantelães e na memória saudosa de muitos, ponto final. Domingo pensei (mais) em ti. Fui à RTPN e permitiram que deixasse o sexólogo na maquilhagem. Uma raridade, como sabes... Quando regressava a casa interroguei-me sobre o que dirias ao telefone, conheço-te, jamais te quedarias por uma sms, conversar é preciso, viver não é preciso:). Não te imagino a discordar da substância, mas acredito que subtilmente provasses poder ter sido... mais subtil! E terias razão, mas... Gosto de acreditar que não traí os valores cultivados na minha educação, coisa diferente é pensar que herdei/aprendi o teu estilo florentino. A esse nível, meu querido, alguém te partiu o molde ao nasceres. E acho que fez bem:))))).

186 comentários:

ana b. disse...

Prof:

Soube que tinha estado na RTPN mas não sei do que tratou. De qualquer modo, arriscar-me-ia a dizer que o novo molde não saiu muito diferente do original:)

Interessada,

Respondendo ao anterior post:
Obrigada pela música:)
Acertou. Gosto muito dela e acho-a muito verdadeira. Só não percebi a que despedida se refere... Qual delas?:)))

Pedro:

Gosto imenso de te ver nessa foto. Estás um giraço!:)

Cê_Tê ;) disse...

Não vi nem ouvi o programa mas pelos comentários cruzados felicito-o pela falta de eufemismos.
Arrisco outro tipo de feed-back- Um elogio emocionado ainda que contido de quem sabe que cada estilo pertence a uma certa época histórica- retrata-a e sofre dela influência. ;)

A Menina da Lua disse...

Oh Professor

É claro que não traiu os valores...antes pelo contrário!:)
Quanto aos estilos! não se preocupe pois eles nunca poderiam ser os mesmos; cada época é cada época! cada uma tem os seus:)

Gostei imenso de o ler!
Muito ternurento e eu gosto disso:)

Impio Blasfemo disse...

Prof JMV

Eu fui um dos que o viu e desde já acrescento que gosto do actual estilo e gostava do seu antigo também, caso considere que ele era diferente. Aliás, para lhe ser franco, não lhe conheço mudança de estilo. Assim, faço votos que continue com este estilo, o que é muito diferente de ser "estiloso", o que muito acontece a muito boa gente que aí anda por este Portugal....

Quanto ao que disse na RTP_N só tenho pena de uma coisa; o programa foi curto demais.
O que disse sobre "hipérbole ministerial" (a adjectivação é minha) em relação aos cortes nos transplantes fez-me bater palmas. Mas soube-me a pouco; queria mais uns minutinhos de "vara-pau". a programação não deixou.

Claro que se o Sr. Ministro precisasse de um rim, pois iria metê-lo em Nova Iorque e nem sequer passava por listas de espera; todos o sabemos.....

Abraços

Ímpio

Anfitrite disse...

Para o professor Ele está em toda a parte. Não o sente junto de si?! E teve a sorte de o seguir até ao momento da separação física. Eu fiquei orfã de, pai vivo, aos nove anos de idade. E nunca mais o vi, em lugar nenhum.
Também eu detesto SMS. Esses só servem para dar recados e descargo de consciências.
Há valores que nunca se devem ignorar, mas há momentos, em que, mesmo sem maquilhagem, é preciso afastar-nos um pouco do rumo, para falar bem alto, e despertar consciências moucas.
Os moldes sempre foram todos diferentes, mas acontece que, com a poluição, os materiais se têm indo degradando.

http://www.youtube.com/watch?v=qMR7rgizVTw&feature=related

andorinha disse...

Tão tocante, o post!


Também não vi, infelizmente, nem sei de que programa se trata.

Impio, tu que viste, ajuda aqui a malta.
Qual foi o programa? Não podemos ver/ ouvir aqui em podcast?
Não podes pôr um link?

Perdemos conversas preciosas só porque o Júlio nunca se digna avisar os murcónicos...:(
Raio de feitio!:)))))))

ana b. disse...

Impio:

O estilo do Prof. é o mesmo. Ele apenas se referia às diferenças entre o estilo do pai, que me parece ter sido mais contido nas críticas e o seu próprio estilo, um pouco mais contundente. Estou certa?
No entanto, eu acho que os moldes diferem muito pouco. O barro é o mesmo. A forma cordial e educada é mesma. Apenas diferem um pouco nos contornos.:)
Quanto ao programa, como não vi, também agradecia que quem soubesse, contasse:)
Só sei que ele estava muito charmoso (disse-o a minha mãe):))))
E eu acredito, claro.

Interessada:

Acha que estou a assediar bem. Ou é demasiado óbvio?:)

Menina da Lua:

Por acaso esteve hoje no Corte Inglês?:)

Interessada disse...

Meu deus, Júlio, quanta revolta revelam as suas palavras. Estarei enganada? Creio que não.
Afinal liga à celebração do seu aniversário, ou não? Pelo menos gostaria que os outros lhe dessem mais relevo, não é verdade?
Confesse que eu já o vou conhecendo:)(que estou convencida, estou:)))))
Recorda-se da sugestão que lhe fiz, não há muito, de que fizesse uma visita a um colega de profissão?
È verdade que ambos parodiávamos, mas pensando melhor...não quer mesmo fazer uma marcação para o Prof.Coimbra de Matos? Quando o comecei a ler apaixonei-me. Outro, não aconselho.
Onde li a sua revolta?
Nas seguintes frases:
1.“"Estejas onde estiveres", a nostalgia de ao menos ter direito à dúvida... Estás em Cantelães e na memória saudosa de muitos, ponto final.”
2.“...conheço-te, jamais te quedarias por uma sms, conversar é preciso, viver não é preciso:).”

Com a frase “Gosto de acreditar que não traí os valores cultivados na minha educação”, não quer o Júlio dizer que não gosta de se trair? É que esta é a minha interpretação, e se assim for, só pergunto se haverá coisa mais correcta. É que nunca se arrependerá do comportamento que teve.
Um abraço muito apertado:D

Interessada disse...

Ana:

Arranjou uma boa rampa de lançamento.
Eu a julgar que se ficava pelos músicos, e afinal o que procura é um homem sensual, bem parecido,sensível e honesto intelectualmente.
Upa upa! vá em frente mulher. Não perca tamanha oportunidade, é o que eu lhe digo:)
Demasiado óbvio? Então mas não quer que ele perceba?

Interessada disse...

Julio:

Não resisto a fazer-lhe esta estúpida pergunta: o seu signo do Zodíaco é Virgem?

andorinha disse...

Fdl, Manuel, Impio...acudam!:)))))

Este mulherio está doido e por isso, preciso urgentemente de companhia masculina:) Looooool



Interessada,

Nós não lemos o mesmo post, de certeza.
Onde leste revolta? E azedume?
O post é tão lindo!
Ternurento com tantas memórias do Pai...

E novamente a mandá-lo para um colega de profissão???
Querias que ele fosse o quê? Um robot?
Confesso que há coisas que não entendo...

É pena que um post como este não seja apreciado em toda a sua sensibilidade e ternura e dê azo a comentários que passam um bocadito ao lado.
E bocadito é favor...

Bartolomeu disse...

E ha quem afirme, pés juntos, ser uma treta, aquela treta, de as videntes falarem com os mortos... se até os psi o fazem...
pfhh...

bea disse...

Professor
Nenhum dia é como os outros :)E menos se alguém de pé sobre a ampulheta. Digo eu que amo o quotidiano e todos os seus sinais.
Ainda não entendi bem por que razão o vêem só desse lado do prisma, professor; uma vez ouvi-o contar que trabalha com toxicodependentes há muitos anos e lamentar não ser chamado a falar sobre. Coisas.

"Estejas onde estiveres", a nostalgia de ao menos ter direito à dúvida... Estás em Cantelães e na memória saudosa de muitos, ponto final.

Isso é que nem todos conseguimos.

Recuso a eternidade circundada da memória. Recuso que tenha esvanecido quem nunca foi lembrado. Recuso que uma pedra te aprisione. Recusarei sempre que não existes.

Admiro que publicamente tenha defendido as suas convicções, os valores que lhe passaram. Com o peso que tudo tem. A subtileza é uma elegância que os tempos de luta desusam, diga-o a seu pai. Mas há quem pense que as conversas fazem parte da vida. alguns palermas, certamente :)

Interessada

desculpe a ignorância, mas quem é o professor Matos Coimbra?

Ana

está a assediar bem :) (é pá assediar bem, é de morte), mas o bem depende sempre, como sabe, de quem é assediado.

andorinha disse...

Bart,

Confesso que não te/vos entendo, deficiência minha certamente...

Mas hoje, pela maioria dos comentários, não reconheço o blogue. E tenho pena...

andorinha disse...

Bea,

Que bom ler-te!:)
Já me estava a sentir mal aqui....


"...mas o bem depende sempre, como sabe, de quem é assediado."

:)))))))))))))
Nem mais....

rainbow disse...

Boa noite:)

Um post cheio de ternura...

"...conversar é preciso..."

Conversar com um filho adulto é das coisas mais gratificantes que podem acontecer. E essas conversas ficam na memória dos filhos para sempre.

Andorinha,
É verdade, neste blogue criam-se laços que nos vão unindo, mesmo sem nunca nos termos visto.
E não tens nada que agradecer:)

Interessada disse...

Eu explico: não reparei que a conversa estava dirigida ao pai.
Ou então sou louca. Quem sabe?

Andorita:

Eu não falei em azedumes. Não inventes!
Mas tens toda a razão. Relendo, também pergunto onde fui buscar a minha interpretação.
Eu, com o Prof. Coimbra de Matos, ía chegar lá, mas se o dinheiro não me chega para o jornal...

Julio:

Referiu a Torre dos Clérigos e nada mais acrescentou. Eu fui preencher esse vazio; puz-me a inventar histórias:)

Bart:

Essa foi muito bem achada:)))))
|como (quase:)) sempre)|

Interessada disse...

Vou-me retirar para o banheiro e ver se refresco estes neurónios.
Quando regressar espero que tenham avançado na conversa.

Pedro:

Se para saíres da toca for preciso dizer-te também, como a Ana, que és giraço, fica sabendo que sempre te achei, embora não o tivesse expressado;)
Salta daí. Viste a minha mensagem de ontem?

Para todos, e espero que compreendam a mensagem implícita:
"…
Fools, said I, You do not know silence like a cancer grows…”

http://www.youtube.com/watch?v=4zLfCnGVeL4&feature=related

bea disse...

Bart
eu falo com os mortos. Se quiseres consultar algum vai pá fila (ia escrever bicha, mas parece que é uma palavra esquisita, levam o tempo, "é pá não diz bicha que é feio, diz fila faz favor". E não é uma treta.
Além disso, Bart, uma coisa é que fales com os mortos. E outra que eles falem contigo.

andorinha disse...

Rainbow,

Ter, não tenho, mas foram miminhos que me souberam muito bem. E fiquei grata pela sensibilidade que demonstraram.
Por isso, agradeci:)


Interessada,

Não é nada fácil conversar contigo, ziguezagueias muito...
E revolta e azedume é tudo a mesma coisa:)

bea disse...

Interessada
não és nada louca. Estás é velhota. Perto dos 80(ultimo comentário do post anterior) ou li mal, pronto.

Impio Blasfemo disse...

Caros
Sou mau relator. Tenho má memória. Ficou-me a sensação que o Prof. JMV passou uma 1ª parte da entrevista na RTPN falando dos vários aspectos que estão ligados aos cortes na saúde. Numa 2ª parte da entrevista, se assim lhe posso chamar, ligou esses aspectos às suas implicações na saúde mental e psicológica das pessoas. Lembro-me de uma frase solta dele "eu não me posso esquecer que sou um médico". A memória é uma coisa gira pois à medida que escrevo vou-me lembrando do discurso dele. Lembro-me que falou das "opções" dos utentes do SNS entre seguir a prescrição completa ou não seguir por falta de recursos financeiros. Lembro-me também que abordou a dificuldade de um doente confessar ao seu médico de família que não estava a seguir a medicamentação por falta de dinheiro. Lembro-me de que referiu que era muito difícil para um médico avaliar se a prescrição estava a ser a correta ou não face ao desconhecimento se o doente a seguia ou não. Lembro-me de que afirmou que um doente entre ter uma doença do foro psiquiátrico e outra que lhe produz dores, com escassez de recursos financeiros, vai optar por tratar primeiro a que lhe dá a dor....
E falou, como já disse, de um discurso nada definido, sobre cortes nos transplantes, que, para ele, vai fazer com que haja uns que têm direito á vida e outros não…
Disse muito mais coisas, mas a minha memória está fraca e não sei reproduzir mais.
Um abraço para todos
Foi o melhor que consegui reproduzir
Saravá
Ímpio

Fora-de-Lei disse...

andorinha 10:36 PM

"FDL, Manuel, Impio... acudam!:)))))"

Basta apitares e... já cá estou ! E deixo-te aqui uma ajudinha "floydiana" que muitos palermoides considerarão como anti-semita...

Interessada disse...

Ana:

Não queira escamotear a questão e não desista, apesar dos assaltos de que vai ser alvo. Já sabe que isto é um comportamento muito habitual do mulherio
E quanto à conveniência em ter em consideração a pessoa a quem se dirige, olhe que eu nunca o achei subtil, apesar de contrariar a opinião genérica.
Mas também me parece que já chega de conversa em praça pública. Não concorda?

Bea:
última mensagem antes do banheiro)

O Prof. Coimbra de Matos é um muito conceituado psicanalista, por quem me apaixonei (não estou a brincar)apesar da sua provecta idade. Creio que terá oitenta e tal anos ou mesmo noventa.
Creio que ele, apesar de ainda trabalhar, já não aceita mais analisandos.

andorinha disse...

Impio,

Obrigada pela tua síntese.
Como já disse várias vezes, é pena que não existam mais Júlios:) em Portugal:)))

Interessada disse...

Bea:

Acreditas em tudo o que te dizem?
Daa!

Bart:

A explicação foi concisa e muito explícita.
Eu agradeço essa extraordinária boa vontade.
A certa altura refere:
" Lembro-me também que abordou a dificuldade de um doente confessar ao seu médico de família que não estava a seguir a medicamentação por falta de dinheiro."
Pudera! Eu digo que já não tenho dinheiro para comprar o jornal, e alguém acredita?:(

bea disse...

Ó interessada, mas o senhor está muito bem para si, continue. E obrigada pela explicação.
Também lhe digo que o the sounds of silence me ia dando cabo do Pc, embatucou e começou aos soluços (e tb é mesmo verdade) que tive de desligá-lo às pressas. Nunca pensei que uma música lhe causasse tal indigestão. Gosto muito desses dois, e só os descobri quando já quase não cantavam juntos.

Interessada disse...

Impio e Bart:

Peço desculpa de ter mencionado o Bart no comentário anterior, quando, obviamente, me queria referir ao Impio.

bea disse...

Sim. Sou palerma, queres o quê. Uma e outra vez. quem trabalha comigo faz muitas vezes isso daaa.

E tenho, claro muitissimas histórias devido a esta queda para a crença. Não tem remédio.

Boa noite a todos

Interessada disse...

Bea:

|daqui a nada desisto de tomar banho;(|
Pois engana-se porque parece que eles andam outravez a actuar em conjunto.Foi o que ouvi aqui há tempos, a Inesita do Julio dizer.

Pamina disse...

Olá a todos,
O post fez-me pensar no meu pai, com quem desde há uns meses comecei a sonhar frequentemente, embora ele já tenha falecido há mais de seis anos. A saudade não abranda com o passar do tempo, parece ser exactamente o contrário.
O programa também não vi, mas pelos temas abordados, segundo o relato do Impio, o estilo não podia mesmo deixar de ser duro.

Aproveito para agradecer a quem me deixou mensagens e músicas no outro post. Já li e ouvi tudo e tenho uns miminhos para colocar assim que puder.
Beijinhos

andorinha disse...

FDL,

:)))

Obrigada por mais uma prenda! Estou a ouvi-la pela segunda vez:)
Belíssima mensagem!
E rótulos a mim não me dizem nada...e nem sou palermóide...:)

Os palestinianos têm todo o direito a uma Pátria. O holocausto não dá aos judeus o direito de massacrarem outros povos.

Abração, pá:)

Interessada disse...

Bea:

Peço-te desculpa se te ofendi, pois não era minha intenção, de forma alguma.
Eu não acho que sejas palerma, mas sim crédula.
E quer acredites, quer não, devo dizer-te que eu muitas vezes faço a mesma figura que tu.
Isso quer dizer que não crescemos (ao que parece), mas eu também acho que a ingenuidade pode dar-nos felicidade.
Não te preocupes e segue em frente!

Achaste então que eu tinha uma falsa fotografia, não? :))))))))))

Interessada disse...

VOU TOMAR BANHOOOOOOOOOOOOOOOOO:)

Moon disse...

:))

Estilo florentino...

Prof,

O seu é estilo JMV, que é único!:)

Esperemos que seja transmissível...

Eu acho que sim.

Está nos filhos e irá revelar-se nos netos.

E já que não teve uma filha, adorava que tivesse uma neta.

Sexismos à parte, acho que uma rapariga ter direito a uma avô como o Júlio é um privilégio raro.
Ia dar uma mulher incrível!:)

Moon disse...

Ana,

Pronto, assim, fica o possível "assédio" partilhado.

Para não ser tão «penoso» só para uma...;)

Pamina,

Olá, olá!

Um prazer «vê-la» por cá!:))

Pedro Barbosa disse...

Interessada:)

Não estou inspirado. Devo estar em fase de maturação. Se um dia voltar a sentir a veia. Volto concerteza. Tento-me dedicar á leitura impressa. Os textos curtos e as conversas acesas do blogue, deixam-me saudades. Vou-me preparar para uma nova "aparição".

Mas como a palavra que se segue nunca se sabe qual será. Deixo a interrogação sobre a afirmação do Bart: "existirá uma fronteira entre os videntes e os psis, qual será o gene?"

Fora de Lei,
Perdi o jeito para os numeros. Por este andar o Benfica vai ser campeão em 2013;) -se o mendo não acabar entretanto-

Boas Noites Malta socegadinha!

Free Culture Oporto

Gostei do post e dos comentários até aqui.

Bons Recordares e o Julio não vai em cargos politicos mas ter vestido a pele de sexólogo durante tantos anos só lhe fez bem. Na minha opinião. Talvez daqui a uns anos a venha a redescobrir empoeirada dentro de uma qualquer caixa e descobrir que aí esteve a aprendizagem que lhe permite ver a sua profissão de outra forma. Um dia ainda o vemos a fazer supturas:).

Gosto desta escrita rápida do blogue mas estou a tentar intercalar com outras escritas.

Esta gente anda muito inspirada. Ainda bem.

Fiquem Bem...

rainbow disse...

Bea,
Gosto sempre de a ler.


Andorinha,

Confesso que também não estou a reconhecer o blogue hoje, e como o dia foi muito comprido, também eu hoje não estou nos meus dias.
Sabes?, há dias em que trabalhamos muito e que apesar de a equipa ser coesa e até existirem laços de amizade, há condicionantes de ordem social, política e económica que afectam a qualidade do nosso trabalho. E isso revolta.
Amanhã é outro dia.

http://www.youtube.com/watch?v=61K89epTfCo

ana b. disse...

Andorinha:

Você mais parece um cão de guarda junto ao Prof:)))
Caramba, mulher, descontraia que o homem não se parte!

Impio:

Obrigada pelo seu relato:)
Fiquei mesmo com pena de não o ter ouvido. E partilho totalmente da sua (dele) opinião.

Monn:

Podemos sempre formar um clube de fãs:)))

andorinha disse...

Rainbow,

Sei...mas é como dizes, amanhã é outro dia:)


Ana,

"Você mais parece um cão de guarda junto ao Prof:))

Esta frase não me merece qualquer comentário, a não ser que a acho insultuosa.

Então é assim: a Moon já há muito que o "assedia" e eu nunca comentei nada, nem tinha que comentar, claro.
É um assédio engraçado, rio-me imenso com coisas que ela escreve.

O teu/vosso não, achei uma palermice, para mais num post destes.
Tudo bem que seja brincadeira...mas até para se brincar é preciso ter jeito.


Fiquem bem...e ganhem juízo:)

ana b. disse...

Andorinha:

Tu levas tudo muito a sério, mulher!
Tens que reconhecer que tens muito pouco sentido de humor.

Manuel disse...

Andorinha:

Regressei ontem de uns diazitos de espairecimento para substituir a viagem prometida (e adiada para o ano) ao Paraíso (açoriano).

Ainda tenho o motor frio.

Se calhar é melhor comentar só no próximo Post, este já está muito baralhado, há já muitos registos cruzados, e eu não o quero baralhar mais.

Para todas (os) aqui fica um cheirinho do novo CD do Sérgio, nos 40 anos de canções. Espero que com o vosso mútuo consentimento:

«Mútuo Consentimento»: Sérgio Godinho
http://youtu.be/ngzUIdKI0xY

andorinha disse...

Bom dia:)


Ana,

Não concordo:)
Ao vivo e a cores acho que tenho sentido de humor. Não é acho, sei que tenho.
Aqui neste cantinho é diferente.
Há coisas que levo demasiado a sério, sou capaz de reconhecer isso, porque levo tudo demasiado à letra...
Falta-me o contacto visual e tudo o resto...
Nem eu sou perfeita, que queres?:))))


Manuel,

Bons olhos te leiam, homem. Já fazias cá falta...

O Paraíso continuará lá, não te preocupes:)

Obrigada pelo Sérgio. É prazer garantido.

Inté...

Cê_Tê ;) disse...

Bom dia!;)

Andorinha, ;D:
"Você mais parece um cão de guarda junto ao Prof:)))"- ana
Sinto-me vingada das tuas gargalhadas.LOOOOOOOOOOOOOL

Ana, se era para pôr à prova a validade desse seu juízo de valor deveria ter-lhe chamado cão-guia!!! ;)))))

ANDORINHA: ESTOU A BRINCAR ;)))) e tu tens sentido de humor SIM!,))))

Quando reencarnar no mundo canino quero ser uma setter irlandesa ;)))))


abraços e bjnhs

ana b. disse...

Cêtê:

E eu um S.Bernardo. Para além de bonito, facilita-me a vida no momento do registo:)))

Andorinha:

Eu sei que sim!:)
Isso foi apenas uma brincadeira que surgiu por a Interessada estar sempre a dizer que o andavamos a assediar. A única pessoa que podia ficar chateada era o Prof. E tenho a certeza absoluta que ele se está nas tintas. Ponho as mãos no fogo em como ele não ligou patavina. E até se riu, aposto!

Interessada disse...

Manuel:

Como sempre, contente de o saber por cá. Espero que com menos problemas do que partiu.
Desde quando é que o Manuel não se entende com registos cruzados?
Pensava que os monólogos não eram o seu género. Será que me enganei?
Para recomeçar basta querer.
O treino só é necessario para quem queira imitar o estilo de outros.
E sabe que não sou só eu a desejar a sua participação;)

Não gostei muito da canção do Sérgio, mas estou interessada em ouvir o CD, pois uma canção não define um álbum.
Gostei ainda menos do mau trabalho que fizeram com a maquilhagem e afins :(
O penteado não está natural (quando os homens começam a ficar carecas, triplicam os seus problemas:))), e nota-se o baton e o liner dos lábios.

Bom, se não vem tão depressa, eu enchia o meu disco com links guardados para si ;))))))

Tinha esta Mônica Salmaso guardadinha para lhe oferecer, quando viesse. Será que me desfaz a surpresa, porque já a conhece?

http://www.youtube.com/watch?v=yMh-dlRMBLI

http://www.youtube.com/watch?v=5B1gobGyJjY&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=uI7Eu8NWMH8&feature=related

"Alma Lírica Brasileira"
Bom timbre, técnica e originalidade

http://www.youtube.com/watch?v=QY9nX-tV5WE&feature=player_embedded

Já conhece esta portuguesa de Vila Real, de nome Catarina Miranda, e nome artístico Emmy Curl?
É também artista plástica e autora da capa do disco que editou.
Acho que tem boa voz, embora não aprecie muito o estilo.

http://www.optimusdiscos.com/discos/birds-among-the-lines

http://www.youtube.com/watch?v=-x-NviTxL1M&feature=player_embedded

Esta é dedicada a todinhos
Melhor dizendo, é para animar a malta:

http://www.youtube.com/watch?v=Yd6n6cLVpvk&feature=player_embedded#!

andorinha disse...

Cêtê e Ana,

Vocês decidam-se. Tenho sentido de humor ou não tenho?
Assim só me baralham:)))))))))))))


Cêtê,

A tua primeira reação foi um valente LOOOOOOOOOOOL, o que não abona nada a teu favor.
Amuei...de novo...

Sabem que mais?
Não tenho paciência para as aturar...



:))))))))


Bou-me Há bida...

Fora-de-Lei disse...

Pedro Barbosa 12:07 AM

"Fora de Lei, perdi o jeito para os numeros. Por este andar o Benfica vai ser campeão em 2013;) -se o mendo não acabar entretanto-"

Eu espero que o seja já em 2012. Mesmo que o mundo acabe entretanto...

Fora-de-Lei disse...

Será a estes tumultos que Passos Coelho se refere? Repare-se na atitude provocadora do polícia(?) à paisana - o artista de cabelo mais ou menos comprido - e do polícia de pistola em punho, perante uma dúzia de manifestantes pacíficos...

Se foi a estes "tumultos" ocorridos em Alhandra que Passos Coelho se referia, então seria bom que ele se lembrasse que muitos alhandrenses são da estirpe do Ginete, figura central dos "Esteiros" de Soeiro Pereira Gomes e que não são meia-dúzia de bandalhos que os vergam...

Manuel disse...

Interessada:

Estou ainda em ritmo de férias pelo que não me apetece investir muito no Murcon.
A amostra do Sérgio é muito curta, trata-se e um vídeo promocional, a canção é muito mais longa; depois de uma primeira impressão, em que se tem dificuldade em entrar nela, acaba por se gostar; ouvi-a ontem inteirinha enquanto regressava a casa e gostei bastante.
Não conhecia as suas sugestões, não tenho a pretensão de conhecer tudo.
Da Mónica Salmaso gostei particularmente do Cair da Tarde.
A transmontana tem uma voz extraordinária, só é pena que siga o caminho errado dos que prescindem da sua identidade para se parecerem com os anglo-saxónicos. Há lá muitos iguais ou melhores, se não se impuser pela via do nicho de qualidade que é (pode ser) Portugal, não será pela via da imitação que terá êxito.
Aqui lhe (vos) deixo:

«God Knows»: El Perro Del Mar
http://youtu.be/uazRZ88QYts

«Change Of Heart»: El Perro Del Mar
http://youtu.be/ZmVjsTgLdvg

«Party»: El Perro Del Mar
http://youtu.be/xoD9K8pUPzI

thorazine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
thorazine disse...

o outro dia ao reler partes do morreste-me do José Luis Peixoto também andei a rebolar no lodo. Só um bocadinho, porque também não é a melhor forma de nos lavarmos.


"morreste-me. Mas a memória guarda-me o teu cheiro, as tuas mãos e o teu sorriso. Olho ao espelho e vejo o teu nariz. Olho para as mãos da mãe e vejo as tuas unhas. Estás em nós e eu estou em ti. Eu jamais seria eu sem a tua presença constante na minha vida. Comparência que eu gostaria de poder prolongar. Terás mesmo partido, avô? Mantenho a memória acesa com pedaços de imagens que me fazem sorrir. Os teus óculos de grilo que colocavas para ler faziam-me sempre rir. Com o teu corpo, apenas enterrei os últimos momentos agonizantes que passaste na cama fria e distante do hospital. Olho para a tua mesa de trabalho e sinto um vazio dilacerante. O teu diário e as tuas canetas ainda estão espalhados. Poderás ainda regressar? Não acredito que já não vou poder estar à tua beira enquanto constróis as tuas geringonças. Ora um banco, ora uma casota para o Piloto, ora um espantalho para a horta… Os meus bolsos estão sedentos dos teus chocolates e rebuçados. Já não refilas comigo por eu te mexer nas ferramentas e não as colocar no sítio. E das boleias que me davas para a escola? Gostava de te ter abraçado e enchido de beijos e te ter dito aos berros que te amava. Por que só me dei conta disto quando a morte te levou? No hospital, nos momentos mais lúcidos, perguntavas-nos: «amanhã estarei melhor?». E eu sem te poder responder, com uma espinho cravado na garganta e a boca seca. Sempre temeste a morte e agora ela levou-te sem dó nem complacência. Pela casa, ainda encontro papéis espalhados com a tua letra. Só a Ti não te vejo mais, nem às tuas expressões faciais de espanto, surpresa e curiosidade. Aquela covinha que fazias na bochecha esquerda e que eu tanto apreciava… E as tuas macaquices? Até na cama do hospital, num dos últimos dias, já com os olhos fechados, ainda fizeste uma macacada com a boca para nos rirmos. Tenho saudades do tempo que não passamos juntos e que eu gostaria de ter passado contigo.

Não acreditavas que o Homem foi à Lua. Agora chegaste finalmente lá.

José Luis Peixoto,2000"


Andei dias a pensar que à medida que o tempo passa me fui distanciando do meu pai como ser físico que foi. Lembro-me de muitas das suas características, do sorriso, do cheiro, da voz, das mãos, linguagem corporal, etc. Mas cada vez se esbate mais como é REALMENTE estar na sua presença. Aquela massa que une as características e que torna as pessoas num só está a esvair-se na minha memória e cada vez mais fica em segmentos. Imaginei como será quando eu for velho, quando 50 anos tiverem passado da sua morte. E tive medo. Quero o meu pai, não quero um estranho! Quantas memórias corrompidas não terei eu? Pfff

thorazine disse...

A dúvida, e a possibilidade que damos a ela existir, ajuda a não tornar a coisa tão cinzenta - que as religiões usurpam e preenchem com lixo. Apesar de ser totalmente um (optimista) céptico, também gosto de imaginar. às vezes é um jardim, outras uma montanha (tal Dick Proenneke), outras o mar. Tenho uma rocha lá na madalena (gaia) que tem vista priveligiada para o mar. Depois de um caminho tortuoso têm-se o mar que vai até a América só para nós. Apesar de poucas poesias imagino o meu velho a recitar a Sophia "Quando morrer hei-de voltar para viver os momentos que não passei junto ao mar'. Todos os dias quando chegava do trabalho tinha de ir ver o mar, e eu desconfio que na sua hora de almoço era para lá que ele ia..

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=NBvsiX6mY-I

:)

Impio Blasfemo disse...

Olá a todos

Tornei-me, como o Jorge Palma num OPTIMISTA CÉPTICO http://www.youtube.com/watch?v=qqOXB46QQYM

Que tal como os Xutos & Pontapés tem a sensação de estar num PERFEITO VAZIO http://www.youtube.com/watch?v=AtS9NklL8gk&feature=related

Com uma raiva a crescer tal qual o JEREMIAS FORA-DA-LEI http://www.youtube.com/watch?v=Q364_OxUAV4

Saravá

Ímpio

bea disse...

Andorinha
participo-te que para mim és miga sempre. E pronto. Estejas bem ou mal disposta, com raiva ou solidão, desanimada ou toda trólaró. é uma palavra normal, mas é o que sei. E espero que estejas melhor. Porque a crise é de durar, mas a gente faz-lhe frente. Não sei se para vencer. é preciso não lhe dar confiança.
E bigada pa companhia.

bea disse...

Interessada
não me ofendo por dá cá aquela palha :), achei piada. O pessoal leva o tempo a aldrabar-me para ver se caio e não falha nada. Não sei se é tão bom assim. Mas protege, a gente não dá por muita coisa (umas boas, umas más). Também me perguntam constantemente em que mundo vivo. E o meu pai está convencido que sou inteligente mas não tenho esperteza nenhuma. Ele sabe.
a foto????não reparo. Só passado que tempos dei por a Cê_Tê ter um coração dentro da chávena :) Sorry. Além disso, a maioria de vocês vai mudando, mudando…para mim, as fotos são uma diversão, até na realidade. e é só.
Matos Coimbra: pura curiosidade :) mas o inconsciente manda bastante.
Rain
Tem vezes em que as conversas com os filhos são mais importantes para nós que para eles. Não sei se vão lembrar-se. Não me lembro das conversas que tive :). Mas julgo que a constância da atenção os ajuda. Que o amor presente os há-de encaminhar. E que muitas coisas só compreendem quando forem pais, ainda que pensem hoje já as dominar (ainda pensam em domínio, nós tentamos entender sem dominar).

Thora
Logo a gente fala :) saudades de ti. Desde que começaste a pôr cadeados …alheaste

Alexandra disse...

Thora

O morreste-me de José luís Peixoto é uma doçura e ao mesmo tempo dói e custa a digerir. Quando o li, lembrei-me logo do "Carta ao Pai" de Kafka. Estilos diferentes, mas duas obras fantásticas (digo eu).

andorinha disse...

Thora,

Hoje falo contigo em primeiro lugar.
Saudades loucas, miúdo:)
Gostei dos testemunhos que aqui trouxeste.

"Tenho saudades do tempo que não passamos juntos e que eu gostaria de ter passado contigo."

Também eu sinto o mesmo. É isso o que mais lamento em relação ao meu pai.
Do que teriamos podido fazer com esse tempo, das conversas que poderíamos ter tido e não tivemos...


Bea,

Retribuo tudo o que me disseste.
Gosto de ti, pá:)
Há pessoas assim, que nos entram na alma e tu és uma delas.
Melhor?
Acho que sim, não me posso dar ao luxo de estar pior:)))))

andorinha disse...

FDL(2.36)

É a democracia no seu melhor....:(


Bea,

Ainda volto à carga contigo:)
Não estou "mal", apenas tive desabafos que normalmente só tenho com amigos e que desta vez vieram parar ao blogue.:)))
Sou muito crítica e intolerante em relação a muita coisa, daí eu sentir-me inúmeras vezes desconfortável e desanimada face ao rumo que as coisas estão a levar.
Mas sei perfeitamente que amanhã é outro dia...

Interessada disse...

Manuel:

Não lhe apetece investir no Murcon?
Já li esta frase algumas dez vezes, e ainda não quero acreditar.
Pois então vá em paz meu irmão, fique com Deus:) (espero que o seu humor não se tenha perdido nas férias)

"Não tem a pretensão de conhecer tudo"? Nem essa é a ideia que eu tenho de si.
Com tamanha capacidade, só o Sr.Presidente da República.

E gostou particularmente do “Cair da tarde”? Tem um gosto educado, sim Senhor.
Reparou que a música é do Heitor Villa- Lobos?

Muito provavelmente o Manuel, e outros murcons, vão rir-se do meu provincianismo, mas tinha apenas uma vaga ideia de já ter ouvido os Perro Del Mar.
Gostei de todas as músicas, com uma simpatia especial por aquele clip fôfinho do “God Knows”. Não é mesmo ternurento?

Bea:
De uma vez por todas mete nessa cabecinha que o nome do professor é Coimbra de Matos, e não ao contrário. Irra!:)*

Impio:
Sinto que por aí vai uma forte agitação, pelo que, felizmente, não haverá vazio.
A raiva a crescer é boa, quando controlada;)
Gostei da sequência, mas com especial carinho pelos Xutos.

Andorita:
Ah, assim sim.
Gostei de ouvir “Mas sei perfeitamente que amanhã é outro dia...”
Um :D (daqueles muito largos)

Interessada disse...

thorazine:

Tenho uma vaga ideia de já o ter encontrado por cá, mas não formei opinião.
Hoje, gostei bastanta do que li.
Desde precisar de ver o mar, até à Sophia, os gostos são comuns. E passamos ainda pelo José Luis Peixoto.
Os dois livros dele, que eu prefiro, são o “Morreste-me” e o “Semitério de Pianos”. Mas aquele rapaz não escreve prosa, ele transpira poesia.
E aqui terminam as nossas afinidades, até ver, porque eu não tenho necessidade da tal dúvida de que vocês falam.
Para mim os meus ente queridos estão em mim, e mais concretamente na minha memória, e ponto final. Quem me dera que essa não me falhe.
Não estranhei o que disse em relação à memória que reserva a seu pai, pois todos nós somos o sumatório dessas lembranças: o sorriso, a forma de olhar, o tom de voz, as expressões, e até o cheiro.
É isso o que lamentavelmente nos falta através da internet, pelo que nos socorremos da bonecada ;))) :/, etc, que fica muito aquém, como é óbvio.

Interessada disse...

Peço desculpa aos perfecionistas:)

Onde se lê "sumatório" deverá ler-se "somatório"
Quanto aos restantes erros, é mesmo uma questão de ignorância :))))

Interessada disse...

Bea:

Esqueci-me de te dizer que na realidade só tenho setenta e sete anos, e que esta fotografia já é do ano passado, motivo porque estou um pouco favorecida.

rainbow disse...

Boa noite:)

Andorinha,
Sim, "amanhã é outro dia" resultou na minha mente. E hoje tive um daqueles dias que sabem a pouco.
Com colegas ao almoço, falámos de tantos filmes, e por diversos motivos, fomos parar ao "O Piano", ao "Inception", "Cleópatra", "O Pianista", "Juno", e o "Midnight in Paris". E a conversa só foi interrompida por termos de voltar ao trabalho.
E ainda continuei por telefone com uma grande amiga que vive perto de Paris, e que me disse que os franceses gostam muito de Woody Allen.
Por isso, foi um dia sim:)
E também, tal como tu disseste à Bea, gosto de ti, pá:)

Manuel,
Bem-vindo de novo:)
tenho um problema, não consigo ver os links que enviou, não faço ideia porquê.

Thorazine,
Se recorda todas essas características do seu pai, já é muito bom. E as memórias de pessoas que já não estão entre nós, acabam sempre por ficar esbatidas e em segmentos.
Mas o essencial, fica cá guardado. E isso pode ver-se ao recordar que o seu pai gostava muito de ir ver o mar. Quem vive perto do mar, tem de o ir ver muitas vezes.

Bea,
Acredito que as conversas entre os pais e os filhos adultos sejam importantes para ambos.
Mas tem razão, a constância da atenção e o nosso amor ajuda-os imenso.

thorazine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rainbow disse...

Deixamos aqui tantos links com canções de outras terras, aqui fica uma banda portuguesa, e a voz da jovem Marisa a cantar um tema dos Sétima Legião:


http://www.youtube.com/watch?v=61K89epTfCo

Interessada disse...

Café Orfeu

Nunca tinha caído
de tamanha altura em mim
antes de ter subido
às alturas do teu sorriso.
Regressava do teu sorriso
como de uma súbita ausência
ou como se tivesse lá ficado
e outro é que tivesse regressado.
Fora do teu sorriso
a minha vida parecia
a vida de outra pessoa
que fora de mim a vivia.
E a que eu regressava lentamente
como se antes do teu sorriso
alguém(eu provavelmente)
nunca tivesse existido.

Manuel António Pina

Pamina disse...

Olá, cá estou numa escapadela.

Thorazine,
Obrigadapelo texto:).

Interessada,
Começando pela conversa do andar de baixo, também gosto muito do Matthias Goerne, especialmente na peça Winterreise. Deixo-lhe uma das minhas partes preferidas desta peça, a última, interpretada por um cantor de quem não tenho discos, mas que já vi várias vezes na televisão alemã.

Der Leiermann (o tocador de órgão)
http://youtu.be/pze4NxCOjg0

Veja também uns links que vou deixar para a Anfitrite. Acho que vai gostar.

Continuando, achei muita piada à versão do rondó do Mozart. Não conhecia aquele duo cómico pianista/violinista. Espero que a Ana tenha visto:).

Quanto ao vídeo do miúdo que toca com a boca, lembrou-me um programa alemão sobre uns "maduros" que tocam Luftguitarre (guitarra de ar), ou seja fingem que estão a tocar, mas não à toa, pois procuram reproduzir as posições das mãos correctamente. Até têm concursos desta modalidade!

Rainbow,
Então também já viu o Midnight in Paris! Como sabe, pelo que eu escrevi, estamos de acordo. O Owen Wilson também me surpreendeu pela positiva.
Para continuarmos no ambiente parisiense, lembrei-me desta canção do Yves Montand, com a qual ele encerrou um espectáculo memorável no Olympia em 1981, já muito velhinho, com 60 anos! - esta foi a brincar com o Júlio, claro:). Tive este espectáculo em cassette, perdi-o e tornei a reencontrá-lo há cerca de um ano. Agora já está no computador e num outro disco rígido, para não se perder mais, pois é fantástico. Aqui, no final como eu disse, ele começa com a canção "Le jardin" e depois liga-a à "À Paris". Ficou muito bonito.

Le jardin
Des milliers et des milliers d'années
Ne sauraient suffire
Pour dire
La petite seconde d'éternité
Où tu m'as embrassé
Où je t'ai embrassé
Un matin dans la lumière de l'hiver
Au parc Montsouris à Paris
A Paris
Sur la terre
La terre qui est un astre.

http://www.youtube.com/watch?v=0do-UYWZKoY&feature=results_video&playnext=1&list=PL2860208603F054D3

Quanto à ida para o Algarve, a coisa vai avançando. O pacote de internet já está escolhido. Agora é preciso combinar o dia da instalação.

Ana,
Não se preocupe por não apreciar ópera, o violinista é muito eclético. Não sei é se vai gostar dessas suas "avances" já sabe a quem. É assim um género de pré-infidelidade:))).

Já ouviu falar no filme Carnage do Polanski que foi apresentado em Veneza? Estou com curiosidade. E no Shame do realizador do Fome? E no La piel que habito do Almodovar? Este parece-me muito esquisito, mas não se pode criticar sem ver.

Moon,
Olá:). Ultimamente, tenho escrito quando posso. Beijinhos para ti e para o Jorge e, ia a dizer para os meninos, mas já devem estar enormes, portanto, para os "homenzinhos".

Pamina disse...

Anfitrite,
Concordo consigo que a ópera ao vivo é outra coisa, aliás mesmo ao vivo, um espectáculo apenas com cantores/orquestra dificilmente nos poderá transmitir toda a emoção de uma ópera encenada, mas quando não há outra possibilidade acho que é melhor ver pela televisão ou em DVD do que nada.
A propósito lembrei-me que a televisão suíça desde há uns anos que se lançou num projecto inovador: a transmissão de várias óperas (La traviata, La bohème e Aida) de locais pouco convencionais, como a estação de comboios de Zurique, por exemplo. Vi estas emissões através do canal alemão 3SAT e achei a Traviata e a Aida bem conseguidas, a Bohème nem tanto (passava-se num bloco de apartamentos e num shopping center). Na Traviata, apesar dos microfones dos cantores me incomodarem um pouco, da marquesa algo inestética e das luzes um bocado foleiras da ambulância, emocionei-me verdadeiramente nas cenas finais. Quanto à Aida, goste-se ou não deste tipo de adaptações, a Marcha Triunfal foi espectacular.

LA TRAVIATA – na Estação Central de Zurique
O conhecidíssimo "Libiamo" - http://youtu.be/UBY5M1eNAE8
Final - http://youtu.be/WkORe2h3R9E
Final cont. -http://youtu.be/jeQvydKmBYQ
Ensaios - http://youtu.be/4zs4lXmXY6E (com algum alemão, mas também italiano e inglês. É bonito ver a emoção do realizador da emissão no final)

AIDA NO RENO – num hotel de Basileia e em barcaças no rio
Marcha Triunfal - http://youtu.be/3LGGs03O3Xs

Quem não gosta de ópera, espero que aprecie o Yves Montand.

Uma noite descansada para todos.

bea disse...

Thora
Já não sei o rosto do meu avô, mas ninguém tem em mim o mesmo riso. E questiono a força dos pertences materiais. Essa é só uma memória próxima do Zé Luis, uma forma do desejo ser em nós presença. E os mais humildes? O que deixariam? Podes crer, fica o cerne da relação. E é tão grande o seu estar que, indistinto, se torna tu. Não sei que morra. Acredito nessa força confluente que é dos homens ou está neles, por sorte ou natureza.
E daqui a 50 anos a gente fala :)

bea disse...

Pessoal
Muito obrigada pela música; sem tempo para ver vídeos, vou tirar (logo)só os links e ver "posta em sossego". Aproveito para agradecer alguns que já vi, particularmente o dos pretenders que estará talvez no post anterior (ou neste?). Não sei porquê ou talvez saiba, mas não cabe aqui dizê-lo :)
Comprei "Cartas a Sandra" do Vergílio Ferreira. Estive a ler o prefácio da filha(prefácios:minhas únicas cusquices). Subsiste a dúvida, gostaria ele de ver publicada tal correspondência? só porque estas foram as cartas por si datilografadas? Não consigo evitar a sensação de estar abrindo uma caixa de que não tinha de ter a chave. Mas agora não há tempo:)

BOM DIA!!!

PS: o poema de Manuel Pina é um solzinho de algibeira; vou tb levá-lo

ana b. disse...

Pamina:

Não vi o video que falou. Ando atolada de afazeres e limito-me a ouvir e a apreciar os que me são endereçados. Às vezes lá espreito um ou outro, se por acaso algo me desperta a curiosidade. Como era ópera, passei à frente. Sory!
E ainda bem que o violinista é eclético:) Ah, e não se preocupe, no meu coração cabe muita gente:))
Quanto aos filmes, ainda não os vi. Se bem que já vi o trailer do último Polansky no cinema. Deve ser fantástico! Eu só vejo cinema nas salas pelo que prefiro esperar a sua estreia comercial. Apenas vejo em casa, os filmes que não tiveram estreia comercial ( infelizmente o destino de algumas pérolas) ou alguma filme que por qualquer razão não consegui ver.
Vou por isso esperar que se estreiam em sala. O prazer que me dá, supera em muito o tempo de espera.

Manuel disse...

Caríssimas e caríssimos:

Aqui vos deixo, boa curtição.

«The Rip Tide»: Beirut
http://youtu.be/65eYHby96vQ

«Ararat»: Armenian Navy Band
http://youtu.be/C_eVwfhd0Q4


Bea:
Não encontro explicação para o problema da abertura dos meus links. Já me tem acontecido o mesmo em relação aos que aqui deixam. Quando indicam o nome do artista ou do grupo eu resolvo escrevendo-o no Google e abrindo por mim de novo.

Manuel disse...

Correcção:

As dificuldades de abertura dos meus links foram-me apontadas pela Rainbow e não pela Bea.
As minhas desculpas às duas.

Cê_Tê ;) disse...

TRISTE!!! Mais do que triste.;(((
http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2011/09/08/fim-da-comparticipacao-da-pilula-pode-aumentar-recurso-ao-aborto-alerta-a-associacao-para-o-planeamento-familiar

Aposto que a outra metade da medida é n-plicar os custos monetários (se os há?!?!- se não os há passará a haver seguramente) dos abortos.

Nem sei como é que não instituíram a obrigatoriedade de ir buscá-las aos hospitais centrais das 10h30 às 10h 35m por exemplo....

Interessada disse...

Bea:
Achei bastante oportuna a questão que colocou àcerca da leitura do livro do Virgílio Ferreira: “Não consigo evitar a sensação de estar abrindo uma caixa de que não tinha de ter a chave.”
Quem pode não gostar do poema do MAP? :)

Pamina:

Só mais logo vou poder dedicar-me às sugestões que fez, mas por agora, e já que gosta da Viagem de Inverno, deixo-lhe dois links com o Ian Bostridge, que eu acho fabuloso.
Penso que o deve conhecer.
Eu já o ouvi várias vezes, na Gulbenkian, porque o acho fantástico.
Além de gostar da voz, ele tem sempre interpretações muito para além disso.
Delicie-se.

http://www.youtube.com/watch?v=5gkOOGYnNlc&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=DLsaSm5iG9o&feature=BFp&list=FLiWo_PqfWIPjHbjro5nZrhA

Anfi:
A Gulbenkian desde a passada temporada que passou a transmitir, com alta definição visual e sonora, em directo da Metropolitan Opera (já outros países tinham este acordo)as óperas que eles levam à cena.
São espectáculos muito bons (como deve calcular) e pela módica quantia de 15 euros (preço da passada temporada)
Porque não experimenta?
Estou convencida que não se arrependerá.
Arrisque ;)

Pedro:

Este link é especialmente para ti, porque no outro dia mostraste interesse pelo assunto.
"e porque não" no blogue 2 dedos de conversa (fast-food ou, como articular liberdade individual e solidariedade social?)

Post de hoje às 14:38

http://conversa2.blogspot.com/

Este enternecedor vídeo dedico-o a todos.É tão, mas tão engraçado :)

http://www.youtube.com/watch?v=76cBNGagpq4&feature=player_embedded

Manuel:

Hoje não gostei, mas não posso ter sorte todos os dias:)
Continuo a ouvir “God Knows”.
E a propósito(não me disse se o bom humor regressou consigo, mas acredito que sim):

http://www.youtube.com/watch?v=p4NSoDfhhO0&feature=BFp&list=FLiWo_PqfWIPjHbjro5nZrhA

Cê_Tê:

etc, etc...Como o caso da desistência de comparticipação nas vacinas.
Eu bem gostava de ter dinheiro para ir à Índia.:)
Aos poucos, até os inconvenientes que me apontam (eu estaria sempre nas tintas para eles)vão desaparecendo:(

bea disse...

Manuel
tudo fixe. se leres, troquei o nome ao deus da psicanálise da Interessada. Sou má para nomes. Pior para números. Nem me parece que devas desculpar-te. Vou maduramente pensar se te desculpo :)

Ana
Ganda sorte, ver quase tudo no cinema. Não é geral.
Vi o Castor. Dececionou-me. Vi a conspiradora. Idem. Ainda assim gostei mais do segundo. E tenho mais uns gravados para entreter o pouco tempo do fim de semana.

andorinha disse...

Que confusão para aqui vai...
Como diz o Manuel, é preciso tempo para nos encaixarmos:)
E o tempo por estes dias não abunda, ainda não readquiri a prática de o esticar...:))))


Rainbow,

É ótimo teres dias assim.
Sabes? No local de trabalho reservo-me muito, aprendi a...
Tem que ser. Não lamento, tenho os meus amigos cá fora. Lá tenho colegas.
Com alguns deles dou-me razoavelmente bem e por aí me fico.

Gosto de ti, claro. Da Bea, da Tangerita, do FDL e do Manuel, todos amigos que não conheço.
Sem desprimor para outros, mas estes são "especiais". E todos recentes à exceção do velhadas do FDL:)))))))))


Cêtê,

:(
E ainda não vimos nada...


Quanto a filmes, também prefiro de longe ve-los no cinema. Tem outra "pinta". E é um ritual que gosto de manter.

Impio Blasfemo disse...

Interessada:- A raiva vai-se controlando. Controlo-a escrevendo modinhas. Esta reedição saiu-me dirigida ao Gasparito

MODINHA PRO GASPARITO (com música do Joselito)


Gasparito, meu rico Gasparito
Já te tenho dito
Como o menino deve brincar

Gasparito, meu rico Gasparito
Já te tenho dito
Que é feio os outros macaquear

Gasparito, rico Gasparito
Se o Salazarito
Queres imitar

Gasparito, meu Gasparito
Botinhas altas
O menino vai ter de usar

Gasparito, rico Gasparito
Não sejas mauzito
Deixa-nos respirar

Chora, Gasparito chora
Pra Bruxelas
Um dia vais voltar

Ímpio
Saravá

Interessada disse...

Bea:

Eu não tenho deuses ;) mas pessoas de que gosto muito, e outras que amo.

Pamina:

Há uns 4 anos atrás eu procurava gravações do Ian Bostridge no Youtube, e não encontrava.
Hoje estava a ouvi-lo a cantar Dichterliebe de Shumann, de que gosto muito, e lembrei-me de vir procurar novamente o que podia encontrar.
Fiquei espantadíssima com a variedade que encontrei.
Deixo-lhe esta preciosidade, para o caso de ter tempo de ouvir

Claro que também é para os outros;)

Desculpe a minha insistência, mas é que gosto tanto dele, que quero oferecê-lo, na esperança de que goste tanto quanto eu :)

Impio:

Kitsch é o que ele é. Ele e todo o governo, pelo faz de conta que representam.
Aposto que usa meias brancas e botins :) Desculpa lá oh Impio, mas nunca o vi de botas altas ;)
Poderia até acrescentar mais pormenores, mas fico-me por aqui, para não ferir susceptibilidades ou falsos pudores.;)))))))))))

Ana:

Tenho esperança que passe por aqui, e ou que veja o seu mail.

andorinha disse...

Impio,

Estamos lixados com o Gasparito...e com tantos outros...
Mas está aí um fim de semana à porta e o meu humor já o detetou:)))

Interessada disse...

Pamina:

Achei muita piada à ideia das encenações na gare da estação de Munique.
As condições acústicas, muito provavelmente não seriam as melhores, mas achei a ideia engraçada. Porém, considero-me uma pessoa genericamente muito aberta a inovações.
A Marcha Triunfal no Reno também espectacular.
Não fui ouvir o Yves Montand, mas claro que gosto da sua voz melodiosa :)
Agradeço-lhe estes bocadinhos que vai encontrando para aqui vir.

Interessada disse...

Ainda na esperança de que não andem a lavar roupa suja :(, como alguém sugeriu, deixo um comentário de gente inteligente:

"Quando se trata de taxar grandes fortunas os analistas tornam-se filosóficos: mas o que é um rico?, perguntam. "
[ Visão, Ricardo Araújo Pereira, 08.09.11 ]

rainbow disse...

Boa noite:)

Manuel,

Não desculpo:)))
Hoje também não consegui abrir os links, mas fui lá sozinha e gostei mesmo muito da primeira música "the Rip tide". É diferente e muito bonita.

Andorinha,
No meu local de trabalho posso ser eu própria, com pessoas de quem gosto muito. Mas nem sempre isso aconteceu.
E como gosto muito de conversar e de partilhar ideias, músicas, filmes, foi óptimo ter decidido, após anos de vos ler,começar a participar, e ter a grata surpresa de fazer novos amigos aqui:)

Pamina,
Obrigada pela música do Yves Montand, no espectáculo. O Yves Montand era especial, nunca mais me esqueci dum filme que ele fez com a Irene Papas, "Z, a orgia do poder".
Obrigada por ter deixado a letra da canção, que é linda.
Eu tenho uma paixão por Paris, pelos jardins de Paris, por quase tudo em Paris. Lá vivi momentos inesquecíveis. Daí a pressa em ver o "Midnight".
Fico contente por a sua mudança para o Algarve se estar aos poucos a encaminhar:)

Cê_Tê,
Também fiquei chocada com o fim da comparticipação da pílula e de algumas vacinas.

Bea,
Fui eu que dediquei a música dos Pretenders à Andorinha. E acredito que essa canção tenha um significado especial para muitos. É a melodia, a voz, e sobretudo a letra. O conjunto dá uma canção belíssima.
Deixo-a aqui de novo, mas numa versão estúdio.

http://www.youtube.com/watch?v=maAyfcO-X3k

andorinha disse...

Rainbow,

É ótimo poderes ser tu própria no teu local de trabalho. Fica um ambiente muito mais fixe, sem dúvida.
Eu não arrisco, dispo a farda depois de sair de lá...

"E como gosto muito de conversar e de partilhar ideias, músicas, filmes, foi óptimo ter decidido, após anos de vos ler,começar a participar, e ter a grata surpresa de fazer novos amigos aqui:)"

Não sei se já tinhas referido isso (esta minha memória prega-me partidas de quando em vez) :), mas já nos lias há anos????????
E conseguiste resistir tanto tempo sem te juntares à malta?
Olha a tagarelice que perdeste!:)))))

Essa música "mata-me"!:)
É como dizes, é a voz, a melodia, mas sobretudo a letra. É arrasadora.
Podias começar a ensaiar esta para o sarau:)

Fora-de-Lei disse...

andorinha 8:11 PM

"E todos recentes à exceção do velhadas do FDL:)))))))))"

Velhadas ??? Bem, vou fingir que não li e dizer-te/vos que aquilo que interessa mesmo é o presente. Nem que seja um presente com recordações "ruidosas" do passado... ;-)

Interessada disse...

Pamina:

Talvez ainde consiga arranjar tempo para esta :)
A versão que eu mais gosto do (Homem Feliz ) Der Leiermann, é esta do Fischer-Dieskau (talvez precisamente porque eu gosto muito dele):

http://www.youtube.com/watch?v=sIIS-UgixGE

Interessada disse...

Um bom conselho:

http://3.bp.blogspot.com/-cfxXjmxSWxI/Tmk6OFbvLmI/AAAAAAAAFM4/SB1DN96rq0Q/s1600/LA.jpg

Interessada disse...

E com este me vou :)

http://www.youtube.com/watch?v=Rx8s3pTOXFk&feature=player_embedded

Impio Blasfemo disse...

Andorinha e Interessada:-

Estamos lixados com os cogumelos (biologiacemente fungos) da família Gasparito, produtos híbridos de culturas DeusPatriaAutoridade em potência. Na vontade uns botinhas castrados por anos de democracia não entendida por eles, pois liam nos livros o que era mas pouco ou nada interiorizaram sobre essa mesma cultura. Quem nunca percebeu bem os conceitos como pode aplicá-los mais tarde?
Esperemos que esta "Dark Age" seja um fenómeno passageiro na história deste País.
Daqui que tenha olhado para o Gasparito como ácido Prússico e de Prússico tenha passado a Prussiano e de Prussiano, a Hitler. Daí o engano das botas altas; mil perdões, foi exagero da minha parte. Deixei-me levar pela memória associativa.
Como a vertente católica parece renascer neste País talvez dentro em breve tenhamos o Santo Ofício da Santa Inquirição das Finanças com Autos Públicos de Fé em que o condenado terá de se arrepender por não ter mais dinheiro a entregar ao Estado; um sacrilégio perante a Salvação do País.

Saravá
Ímpio

bea disse...

andorinha
estás a parecer a mesma de sempre. Aquela garota simpática a abrir-nos lestas portas.

Interessada
Muito dinheiro pra ir à Índia? hummm...depende de como se queira estar por lá. Se não se importa de perder uns quilos, apanhar uma diarreia desgraçada, suar em bica, sair dos autocarros e dos hoteis porque não aguenta os cheiros...avante. Tudo o que não disse, parece que vale a pena. E quem vai, deseja voltar :)
O Ricardo até quando reza ao benfica vale.

Rain
Paris tem uma luz de inverno que quadra com ela e a torna mais si mesma. O tom cinza concentra-a. Teremos alguma coisa em comum de outra encarnação, foi-me familia desde a primeira vez.
Obrigada pea nova versão:) Estou em absoluto cansada,oiço amanhã
Boa noite gente

andorinha disse...

FDL (11.42)

You're absolutely right, buddy))))))


Impio,

Tu ainda estás pior do que eu:)
Vinga-te na poesia...
Todos temos que arranjar meios de nos vingarmos...não hão-de levar a melhor...


Bea,

:)))


Fiquem bem.

Pamina disse...

Interessada,
Obrigada pelo Ian Bostridge e pelo Dieskau. Por acaso gosto de comparar versões da mesma obra. O meu filho também prefere a Viagem de Inverno pelo Dietrich Fischer-Dieskau. Eu gostei muito do I. Bostridge. Lindíssimo, em todos os sentidos:).
O Youtube avançou imenso. De vez em quando lá retiram algumas coisas por infracção dos direitos de autor, mas a oferta continua a ser imensa.

Faço minhas as suas palavras relativamente ao "Met no cinema". Espero que a Anfitrite leia e se convença:). Eu fiquei com muita pena de não ter ido ver a Valquíria em Maio passado, mas quando tentei arranjar bilhetes já estava tudo esgotado. Atenção Anfitrite, é preciso estudar o calendário e comprar com uma certa antecedência!

Como vejo que também gosta de música clássica, vou-lhe indicar um blogue catalão muito interessante. Chama-se In Fernem Land que, como deve saber, é o nome de uma ária da ópera Lohengrin. Trata-se também de uma homenagem ao Jonas Kaufmann, que o autor do blogue admira muito, por ele cantar esta ária no disco Sehnsucht. O blogue tem tanta coisa que estou a evitar lá ir, senão "perco" horas e horas.

Link para o anúncio do disco do "Jonazinho":
http://www.jonas-kaufmann.com/sehnsucht/

Link para o blogue:
http://ximo.wordpress.com/

Ana,
Tal como com a ópera, o écran do computador ou da televisão não são completamente satisfatórios, mas às vezes dão jeito, especialmente para quem não tem tempo de ir tantas vezes ao cinema como gostaria.
Pelo trailer o Carnage parece ser muito bom, mas li que o Shame é que é o favorito para ganhar em Veneza. Quanto ao filme do Almodovar, também julgando pelo trailer, não me agradou, mas como já disse não posso criticar sem ver. No blogue cujo link deixei à Interessada, há um post sobre este filme, La piel que habito.

Rainbow,
Também vi o Z e sabe onde? Em Paris, antes do 25 de Abril, num verão em que fui de férias a França com os meus pais. Cá não veio na altura da estreia, devido ao tema. Por isso mesmo foi emocionante. Também ainda me lembro do documentário que passou antes do filme. Era sobre Lamartine e o poema "Le lac" (com muitas imagens do dito lago). Como gosta de francês, fica aqui o início (é grande demais para pôr todo):

"Ainsi, toujours poussés vers de nouveaux rivages,
Dans la nuit éternelle emportés sans retour,
Ne pourrons-nous jamais sur l'océan des âges
Jeter l'ancre un seul jour?"

Boa sexta-feira para todos.

ana b. disse...

Pamina:

Arranja-se sempre tempo para as coisas imprescindíveis.:)
Como tudo, é apenas uma questão de prioridades. E o cinema, para mim, é uma prioridade.:)

bea disse...

Fora de Lei

a andorinha brincava :) o Kalvin não envelhece. A tua música é boa para acordar os neurónios.

bea disse...

Rain
obrigada (gosto mais com a letra; acho que vou copiá-la), parece-me que estava a precisar de uma coisa destas. Hoje. Tenho que ir chatear-me com alguém. Tenho mesmo. Não me agrada. Desta vez a razão até está do meu lado. e não me desagrada menos por isso :)
BOM DIA!!!

A Menina da Lua disse...

Bom dia!

Para os murcónicos do Norte motivados em eventos bem interessantes:), aqui vos deixo este programa de conferência da Casa da Música, subordinado ao tema:

"Diálogos: música e arquitectura"

Com Rui Vieira Nery (musicólogo)
João Pedro Xavier (arquitecto) mas atencão! atenção:) como moderador o Professor Júlio Machado Vaz (psiquiatra):)

Local: Sala 2
Horário: 12h00 / 13h30

Não percam!

Um bom fim de semana para todos!

Impio Blasfemo disse...

MURCÒNICOS DE LISBOA E ARREDORES

Nas minhas andanças pela Net descobri este BLOG do João Miguel

LINK do BLOG
http://azweblog.blogspot.com/

Tem toneladas de sugestões culturais para fazermos todas as semanas. Infelizmente para os muocónicos portistas, centra-as na região de Lisboa; ninguém é perfeito!

Tem textos que me parecem muito bem escritos. Aconselho, logo à cabeça, Job Lag de Carvalho de Oliveira.

Saravá
Ímpio

andorinha disse...

Bom dia:)


Bea,

O FDL sabe isso. Já somos "velhos" amigos destas andanças...

"Tenho que ir chatear-me com alguém. Tenho mesmo. Não me agrada. Desta vez a razão até está do meu lado. e não me desagrada menos por isso :)"

Há situações em que não há como fugir, em que é mesmo necessário chatearmo-nos com alguém.
Não é agradável, claro, mas não nos chatearmos seria pior ainda.

Isto é uma afirmação genérica, bem sei, na prática as coisas são por vezes mais complicadas...

Leva a canção contigo:)


Impio,

Lá está...sempre a centralização em Lisboa:(
E só há murcónicos portuenses??????
E os vimaranenses?
Vilacondenses?
Penafidelenses?
Aveirenses?

:)


Inté...

Impio Blasfemo disse...

Andorinha:-
Tens razão, gafe minha grave!
Há murcónicos até nos Açores, ao que julgo ter percebido.

Abraços para todos

Ímpio

PS- O João Miguel é lisboeta como eu. Centra muito as suas diambolações pela região que vulgarmente se denomina de Grande Lisboa, sem menosprezo pelas restantes Grandes Regiões deste pequeno País.

rainbow disse...

Boas:)

Passei aqui, mas estou cheia de pressa, converso com todos, mais logo, com mais pormenor.

Andorinha,
Sim, já vos lia há anos. Até comecei o meu primeiro comentário assim: "Há anos que vos "namoro" em silêncio".
Tens razão, perdi muita tagarelice:)
Quanto à canção dos Pretenders para o sarau, eu já tenho 10 canções para levar, se conseguir um músico para me acompanhar. Mas posso ensaiar mais esta:)

Pamina,
Engraçado ter visto o filme em Paris. Eu vi-o na minha terra natal, já depois do 25 de Abril, creio.

Bea,
Ainda bem que gostou dessa versão, é linda mesmo.

Até logo...

thorazine disse...

Boa tarde!

Já viram a notícia? Para além de Sanitas aqui ao lado também se faz disto: http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Vila+Nova+de+Gaia&Option=Interior&content_id=1983447

:(((

Lobices, acciona aí a trupe para descobrirmos quem é este canalha que se intitula de pai..:(

FDL, e heart? http://www.youtube.com/watch?v=4gpNqB4dnT4&feature=related

:D

thorazine disse...

e esta: http://www.youtube.com/watch?v=hpkitLUbeEg&feature=related

Fora-de-Lei disse...

bea 8:34 AM

"Fora de Lei, a andorinha brincava [...] A tua música é boa para acordar os neurónios."

Eu sei. Na realidade, é virtualmente impossível eu dar-me (virtualmente) mal com a andorinha. E, já agora, aqui vai mais qualquer coisa para neurónios adormecidos... ;-)


thorazine 1:37 PM / 1:38 PM

"FDL, e heart?

http://www.youtube.com/watch?v=4gpNqB4dnT4&feature=related"

e esta:

http://www.youtube.com/watch?v=hpkitLUbeEg&feature=related"


Já agora, e a propósito de "heart", deixo-te aqui um heartbreaker... ;-)

Jorge Manuel Brasil Mesquita disse...

Cantelães é o centro de gravidade das saudades que poisam de mansinho na claridade da imaginação, poderosa na sua eloquência, frágil na sua sensibilidade, como todas as fragilidades que o tempo descola aos frutos das memórias, uns verdes, outros maduros, prontos a ser colhidos pelos pingos da chuva que alimenta a sede da vida e a fome da eternidade.

Interessada disse...

Impio:

Dizias tu e digo eu:
“Como a vertente católica parece renascer...”
Nada renasceu ou se alterou.
O problema é que os mass media estão sempre na mão do poder e através dele se mexem muitos cordelitos.

“Daqui que tenha olhado para o Gasparito como ácido Prússico e de Prússico tenha passado a Prussiano e de Prussiano, a Hitler.”- Vade retro satanás :/

Dizia ele..” “Cortes racionais, estruturais e sustentáveis na despesa exigem tempo para desenhar as soluções e tempo para as executar”, diz Vítor Gaspar, acrescentando que “em termos imediatos, a operacionalização e execução de cortes racionais na despesa não é possível”.
No fundo, o que ele diz, preto no branco, é que, se é impossível fazer cortes racionais em tão curto espaço de tempo, fazemos uns quantos irracionais, cobramos mais impostos e logo se vê.
Nunca Salazar ou outro disse, com tamanha clareza, que não fazia ideia do que andava a fazer.

Pamina:

Não sou assim tão entendida em ópera, quanto julga.
Não reconheci o nome da ária do Lohengrin, até porque me é difícil fixar palavras em alemão, porque é uma língua que desconheço.
No entanto, Lohengrin é precisamente uma das minhas óperas favoritas, e não por mero acaso, mas por circunstâncias muito particulares, é a única ópera a que assisti, repetidamente em dois dias seguidos, no S.Carlos.
Esse já foi até o meu nick name:)
Agradeço o que me deixou, se bem que também partilho do seu receio quanto a embrenhar-me por lá.
Depois lhe digo qq coisa.

Jorge:

Muito provavelmente frequentou algum desses cursos da moda, de escrita criativa.
E a bem dizer, eu até nem desgosto da sua escrita.
Mas olhe que, se não encurta os seus parágrafos, corro o risco de morrer asfixiada.

Interessada disse...

Menina da Lua:

Agradeço-lhe a sua atenção em informar-nos àcerca do evento na Casa da Música.
Embora não vá, gostava de saber que caldo resultou dessa sopa da pedra :))))))

Impio Blasfemo disse...

INTERESSADA

Sobre o poder

Eça Queirós – Cidade e as Serras.

“Mas o que a Cidade mais deteriora no homem é a Inteligência, porque ou lha arregimenta dentro da banalidade ou lha empurra para a extravagância. Nesta densa e pairante camada de Ideias e Fórmulas que constitui a atmosfera mental das Cidades, o homem que a respira, nela envolto, só pensa todos os pensamentos já pensados, só exprime todas as expressões já exprimidas: - ou então, para se destacar na pardacenta e chata rotina e trepar ao frágil andaime da gloríola, inventa num gemente esforço, inchando o crânio, uma novidade disforme que espante e que detenha a multidão como um mostrengo numa feira. Todos, intelectualmente, são carneiros trilhando o mesmo trilho, balando o mesmo balido, com o focinho pendido para a poeira onde pisam, em fila, as pegadas pisadas; - e alguns são macacos, saltando no topo de mastros vistosos, com esgares e cabriolas….”

Maquiavel em “O Príncipe”

“Aqueles que, só pela mão da fortuna, de vulgares cidadãos se tornam príncipes alcançam o mando com pouca fadiga, mas só com muito esforço o conseguem manter. Não experimentam dificuldades na caminhada para o poder, parecendo que para lá vão voando. As dificuldades surgem depois de serem entronizados. É o que sucede com aqueles a quem é dado um estado a troco de dinheiro ou por graça de quem o concede (...) Os que assim sobem à condição de príncipe ficam dependentes da vontade e da fortuna de quem lhes proporcionou o trono, que são duas coisas assaz volúveis e instáveis, não sabendo nem podendo garantir a sua conservação….”

Saravá
Ímpio

Interessada disse...

Impio:

Se concordo completamente com o que disse Maquiavel, já não tanto com o discurso do Eça.
Felizmente que há algumas (razoáveis) excepções.
Também não percebo porque a extravagância haverá de deteriorar a inteligência. Acho mesmo que pode melhorar o resultado da intenção em vista.

Posso eu discordar?:/

Interessada disse...

ok Impio. Concordo, de tomarmos extravagância no sentido de capricho.

andorinha disse...

Impio,

Nos Açores também há, sim, o Aquiles por exemplo, um murcónico da primeira hora.
Há na Madeira também...

Eu sei que não estavas a menosprezar nenhuma região, estava a brincar contigo:)


Rainbow,

Perdeste muita tagarelice, mas ainda tens muita pela frente...
E da forma como te integraste, palpita-me que vais tagarelar forte e feio durante muito tempo:)

E vai ensaiando essa, sim. Eu acompanho-te nos trinados, se quiseres:)))))))


FDL,

"Na realidade, é virtualmente impossível eu dar-me (virtualmente) mal com a andorinha."

Looooooooooooooooool

Que trocadilhos!:)
Mas a inversa também é verdadeira, não te esqueças:)

andorinha disse...

Um amigo mandou-me há pouco por mail esta piada:



MULHER GOSTA DE CARINHO, MUITO CARINHO...

Vestido carinho, sapato carinho, restaurante carinho, hotel carinho, celular carinho,

... TUDO MUITO CARINHO...


E TEM HORROR A BARATA... roupa barata, viagem barata, joia barata, cantada barata...


Autor:
(sábio) desconhecido


Eu devia-me zangar com ele porque ele sabe perfeitamente que eu não gosto nada deste tipo de "anedota".

Mas não consegui...porque até tem piada e no humor tudo se aceita:))))))

andorinha disse...

Impio,

Li agora os excertos com mais atenção.
Tal como a Interessada, estou totalmente de acordo com o texto de Maquiavel

"Os que assim sobem à condição de príncipe ficam dependentes da vontade e da fortuna de quem lhes proporcionou o trono, que são duas coisas assaz volúveis e instáveis..."

E daí não sei...
Constato que aqui em Portugal não se passa nada disso...Loooooool

Quanto ao de Eça não concordo na íntegra.

"...o homem que a respira, nela envolto, só pensa todos os pensamentos já pensados, só exprime todas as expressões já exprimidas..."

Concordo. É a "carneirização" da sociedade na sua forma mais gritante.
Ser um entre muitos dá segurança e essa pretensa segurança sobrepõe-se a qualquer outro valor.

Mas quem se destaca e foge do trilho é necessariamente um macaco?
Não me parece...
É uma visão muito pessimista e derrotista que não partilho.

Anfitrite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andorinha disse...

Thora(1.37)


Só agora li. Cada vez sinto mais vergonha em ser portuguesa.
Rais'partam o país e certas pessoas que não mudam mentalidades.
É de lamentar!

O pai é que devia ir parar à cadeia...

Fora-de-Lei disse...

andorinha 10:05 PM

"O pai é que devia ir parar à cadeia..."

Eu acho que qualquer pai ficaria desorientado se descobrisse que o seu filho, com apenas 15 anos de idade, andava a pegar de empurrão. Para além disso, vamos lá a ver até que ponto os responsáveis da discoteca não deveriam ser inquiridos quanto a uma possível facilitação de pedofilia, tecnicamente falando...

Impio Blasfemo disse...

ANDORINHA:-

Eça estava desiludido com o tal "manto diáfano de hipocrisia" das gentes das cidades. Desabafava falando com o seu Jacinto na Cidade e nas Serras , em Tormes, por sinal um lugar que já visitei. Tem um vinho verde que aconselho.
Deixo a continuação do texto. Mas antes acrescento que as diferenças entre regiões e modos de pensar, por vezes, nada têm a ver com a distância quilométrica entre lugares. Andas quilómetros e parece-te que estás em casa, andas metros e parece-te que estás noutro país.
Por isso gosto tanto de Almoçageme, faço 40 km e parece-me que estou longe do centro de decisões de Lisboa, algo como fazer uma lavagem do sangue, um purificador de ares para o corpo e para a mente. É assim que interpreto a Cidade e as Serras e as falas do Eça com o Jacinto.

"Todos, intelectualmente, são carneiros trilhando o mesmo trilho, balando o mesmo balido, com o focinho pendido para a poeira onde pisam, em fila, as pegadas pisadas; - e alguns são macacos, saltando no topo de mastros vistosos, com esgares e cabriolas. Assim, meu Jacinto, na Cidade, nesta criação tão antinatural onde o solo é de pau e feltro e alcatrão, e o carvão tapa o Céu, e a gente vive acamada nos prédios como o paninho nas lojas, e a claridade vem pelos canos, e as mentiras se murmuram através de arames - o homem aparece como uma criatura anti-humana, sem beleza, sem força, sem liberdade, sem riso, sem sentimento, e trazendo em si um espírito que é passivo como um escravo ou impudente como um histrião... E aqui tem o belo Jacinto o que é a bela Cidade" (Eça - Cidade e as Serras)

Saravá
Ímpio

bea disse...

Professor! moderar o discurso dos artistas, só com muita arte. E que tal?

Jorge
retiro o que disse. Mas da outra vez não se parecia com nada :)

Rain
um "namoro" silencioso de anos lembrou-me uma lição no livro da 2ª classe, "amor e dedicação" e que não tinha a ver. Bolas, estou espapaçada e vocês falam de saraus e a rain já tem 10 canções ensaiadas... qual é a vossa marca de pilhas?

Thora
tenho que ver essa história noutro dia. Não tou capaz.BFS

bea disse...

Andorinha
miga,o teu correio sabe muito de anedotas e pouco de mulheres. Se ele te chatear diz-lhe que as mulheres não cabem nas anedotas. São uma a uma e não há genéricos (eu bem que gostava).
e também concordo, Eça estava e era pessimista. Extraordinário Eça, que nos abriu os olhos para tanto mundo.

Maquiavel, como reconheces, perdeu atualidade. Os príncipes estão.

Já estou a anormalizar. Abraços de boa noite :)

rainbow disse...

Boa noite:)

Literalmente a cair de sono, e a precisar urgentemente de ir dormir.
Mas antes, umas palavrinhas:

Andorinha,
Na sequência da conversa da hora do almoço, eu realmente já vos leio há alguns anos. mas só agora resolvi participar e tem sido muito gratificante.
Tagarelar forte e feio, será o meu lema de agora em diante:)
Depois do trabalho, entre outras coisas, ensaio as canções. Até já enviei um mail para um pianista, espero resposta sobre a disponibilidae dele. E se for cantar para vocês, será também com vocês, por isso, terás que me acompanhar, sim:)

Pamina,
Obrigada pelo poema.
O filme "Z, a orgia do poder", segundo me recordo, tinha uma temática com um conteúdo político e ideológico forte. Daí, que não agradasse ao regime antes do 25 de Abril.Yves Montand e a grande Irene Papas.

Bea,
Sim, às vezes é melhor confrontarmos as pessoas que por um motivo ou outro, nos magoam ou tentam prejudicar.
Como a Andorinha diz, leve a canção:) Pode ser que ajude a clarificar a situação.

Agora vou mesmo dormir.
Bons sonhos para todos

andorinha disse...

FDL(10.52)

Como os restantes companheiros de tertúlia, estou cheia de sono:)
Por isso vou ser muito breve...

Averigue-se o que houver a averiguar, a atitude do pai é indesculpável.

Impio,

"Eça estava desiludido com o tal "manto diáfano de hipocrisia" das gentes das cidades"

E com toda a razão. E a razão mantem-se nos dias de hoje.


Bea,

O meu amigo manda-me isto na "boa":)
Sabe que eu me irrito e quer ver-me mal disposta...:))))))

A anedota tem piada e é inócua, mesmo uma feminista dos quatro costados como eu a pode aceitar...:)
O humor deve ser livre de qualquer entrave, sei lá...penso eu de que...


Rainbow,

Eu a acompanhar-te a cantar?????
Havia de ser bonito, afugentava toda a gente.:)


Durmam bem.

Fora-de-Lei disse...

andorinha 12:37 AM

"FDL... estou cheia de sono:)"

Espero que isso nunca te aconteça numa sala de aula... ;-)

«I fell asleep in class today,
as I was awfully bored.
I laid my head upon my desk
and closed my eyes and snored.

I woke to find a piece of paper
sticking to my face.
I’d slobbered on my textbooks,
and my hair was a disgrace.

My clothes were badly rumpled,
and my eyes were glazed and red.
My binder left a three-ring
indentation in my head.

I slept through class, and probably
I would have slept some more,
except my students woke me
as they headed out the door.»


John Fodewell

Interessada disse...

Canção de embalar para quem precisa de suporíferos:

http://www.youtube.com/watch?v=zaVFo1iIFIs&feature=related

Se não resultou, experimente esta:

http://www.youtube.com/watch?v=t84RMnY-hds&feature=related

Interessada disse...

Desculpem; rectifico: soporífero
(já deve ser do sono :))

Manuel disse...

Caríssimas e caríssimos:

Já apanhei os tiques do governo, tento «agradar» a todos:
Aos ricos, não lhes taxo o património;
À classe média, fim de isenções nos passes sociais, nas taxas moderadoras, etc., etc.
Às mulheres, querem a pílula paguem-na;
Para os pobres, a sopa dos ditos.

Aqui vos deixo para o fim-de-semana, espero que cada um se reveja numa destas músicas.

«Secret love»: Buddha Bar
http://youtu.be/D5XhJ5cOjr0

«East Harlem»: Beirut
http://youtu.be/9p1l5HRd36o

«Esa noche»: Cafe tacuba
http://youtu.be/AVxjivZSMFg

«Goodnight Moon»: Shivaree
http://youtu.be/LRqUONe_aAI

«Amar y vivir»: Bebo Valdês & Diego El Cigala
http://youtu.be/qDHeJ-2ZXuU

«La Despedida»: Shakira (do filme Frida)
http://youtu.be/oKT90TmSF6E

«Ce qui me fait pleurer»: Teresa Stich-Randall
http://youtu.be/vXh34XGfQKU

«Wichita Lineman»: Cassandra Wilson
http://youtu.be/lWwDgYlGeZA

«Cheek To Cheek»: Jane Monheit
http://youtu.be/JYMDXO-cJoQ

«Symphonie No.8 de William Herschel»: L'Orchestre Symphonique des Basses-Laurentides et l'Harmonie Vents du Nord de Mont-Tremblant (direction de Jean F.Renaud)
http://youtu.be/vl-3ixhy6gk

«Ahi! Come quella un tempo Citta di popol piena...»: Jürgen Banholzer (música de António Caldara)
http://youtu.be/bypTxQy8wrU

Manuel disse...

Às vezes a ficção começa a entrar por dentro da realidade:
Já não estamos muito longe disto, pois não?

O cobrador da conta do ar, da «Companhia Ar de Portugal».
http://youtu.be/R6JUkZgDcPI

andorinha disse...

Bom dia:)


FDL(12.49)

Loooooooooooooooool
Looooooooooooooooooooooooool

Estou a ver que esse John Fodewell é multifacetado, é sexólogo, politólogo, poetólogo:))))))))

Uma correção: eu não ressono!!!
E seria impossível isso acontecer numa sala de aula porque não há o silêncio suficiente...:)



Manuel,

Não, não estamos. A ficção antecipa apenas a realidade...

E agora vou curtir uma chuvinha aqui no berço.
Saudades do verão, já...:)


Inté...

Impio Blasfemo disse...

Aos murcónicos que como eu são nabos no Bloguês:-

Andava-me sinceramente a irritar perceber os significados dos LOL (Laughing Out Loud), dos ROFL ( Rolling on the Floor Laughing), e dos ROFLMAOGCB (Rolling on the Floor Laughing My Ass Off Getting Carpet Burns)ou seja uma lamentável história de rebolar a rir no chão até ficar com o rabo a arder de tanto atrito na carpete.

Tudo isto me deixava perplexo e inibido. isto não pertence definitivamente ao léxico de Filinto Eliseo, pseudónimo do padre Francisco Manuel de nascimento nem ao do Padre António Vieira.
Andava com raivinhas para aprender este novo léxico e não queria dar parte de fraco.
Assim, fiquei a saber que:-
:) --> significa muito agrado pela cousa escrita
:D -->significa muito agrado/gosto
:( -->significa triste / não gosto
:*( --> significa muito triste (herdou de certeza o conceito do MSDOS)
;) --> significa cumplicidade
:P --> significa trocista
:/ --> significa zangado(a)
:* --> significa beijo
:@ --> significa agoniado
:s --> significa baralhado/indeciso
:o --> significa admiração
:x --> significa estou tramado

Bom, a partir de agora passo a olhar para os posts (alguns) um pouco mais dentro do léxico dos mesmos.

Abraços para todos, sobretudo para aqueles que como eu, estavam cheios de preguiça para ir em busca do significado destes hieróglifos dos tempos modernos.

Saravá
Ímpio

Interessada disse...

Manuel:

É um facto que quem toma a pilula é a mulher, mas também há homens envolvidos nesse "querer".
Desculpe, mas não gostei da forma como se expressou, como se os homens não tivessem nada a ver com isso.

Ímpio:

Pouco sei dos smiles, mas tanto quanto me ensinaram e tenho presenciado, neste caso a semiótica não só não é levada à risca, como hoje já existem pequenas variações do quadro que apresentou.
Vou dar-lhe 2 exemplos:

:) -) =)(estes 3 smiles têm o mesmo significado)
:/ pode significar apenas 'oops'

Também já vi @ pegado ao nick name, e não sei o significado, mas não me parece que seja o que referiu.

Sabe no que reparei e dei mais valor? Foi no esforço que fez para compreender os outros.
Nas tintas para não ter querido dar parte de fraco.
Para mim o importante foi o esforço que fez. Bem haja:)

Uma proposta à portuguesa:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=NS-gmpRUw5Y#!

Manuel disse...

Interessada:

Há dias perguntava-me se tinha perdido o sentido de humor.

Se calhar perdi-o, pois não me fiz entender (pelo menos por si); mas olhe que a Andorinha não se manifestou, e ela, feminista confessa, não é de se deixar ficar calada, o que me deixa mais tranquilo.

É evidente que na relação a dois nada pertence só a um, alguma vez me ouviu dizer o contrário?

Interessada disse...

Добрый день, г-н Manuelito

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=0vlhOEzitus

E levou tempo a responder!:))))))))
Mas consegui que investisse um pouquinho no Murcon......;) Uauuuuuuuuuuuuu

Não faça confusões, porque eu não me considero feminista.
Mas o nosso inconsciente (neste caso o seu) prega-nos muitas partidas looool

Interessada disse...

Andorita:

Finalmente encontrei uma música apropriada para te oferecer e tentar melhorar a esperança no futuro.
Muita falta de qualidade no som, mas um cravo no peito em 1971

http://www.youtube.com/watch?v=OXrlAaesg4g

Para quem goste de um ou de outro (eu gosto de ambos, embora o Moustaki já tenha perdido um pouco a voz)

http://www.youtube.com/watch?v=stak-flj7nQ&feature=player_embedded

Pamina:

Peço-lhe imensa desculpa de ainda não lhe ter dito nada àcerca do tal site, mas ainda não tive oportunidade de vê-lo convenientemente

Quanto a sua opinião sobre o Ian Bostridge, concordo inteiramente- ele é muito bonito. E agora já começou a perder um pouco o ar completamente angelical que tinha.
Fiquei sem perceber se já o conhecia ou não.
Trate de saber, pois olhe que ele tem vindo cá, actuar na Gulbenkian, todos os anos ou quase.
Mas como são lieder, não é hábito esgotar, apesar da qualidade.

Interessada disse...

Julio:

Esta é a sobremesa que tenho reservada para si, embora tenha sido roubada.
Acho que os outros elementos desta tribo também irão gostar

http://3.bp.blogspot.com/--VxtCNK459I/TmuKtfbIGRI/AAAAAAAAD44/wNH7ZKzBPW8/s1600/best%2Bblog.jpg

Impio Blasfemo disse...

Manuel:-

Gostei da sua selecção. Para a troca deixo Paolo Conte
Sotto le stelle del jazz - Paolo Conte
http://www.youtube.com/watch?v=R-2i3wUfBLU
Paolo Conte - Via con me
http://www.youtube.com/watch?v=KZgOpfJ-amA&feature=related
Paolo Conte - Azzurro (Amsterdam 1988)
http://www.youtube.com/watch?v=nWjjCyzZxKU&feature=related

E há muito mais. Jazz em italiano

Abraços
Ímpio

Interessada disse...

Impio:

Paolo Conte - muito bom.Um animal de palco
Ofereço-lhe este, em português:) (eh pá, secalhar não está bem aplicado =D)

Jazz com sabor mediterrânico
Grupo Al-Jiçç
Nome do album: Mostar
http://www.youtube.com/watch?v=8I5T_SK9dJ4

andorinha disse...

Impio(2.49)

Agradeço o serviço público de descodificação de smileys. Só conhecia metade deles:))))

ROFLMAOGCB - nunca tinha visto em lado nenhum, mas enfim...há gostos para tudo...:)


Manuel,

Tinhas ( e tens) toda a razão para ficares tranquilo. Percebi a ironia, claro, senão já te tinha "cascado":)


Interessada,

Agradeço a música e a preocupação:)
Mas isto não vai lá com cravos, esses murcharam todos...

Fiquem bem:)

Impio Blasfemo disse...

Interessada, Andorinha e Manuel

Descobri este link do Paolo Conte
Tem tudo ou quase tudo dele. É clicar nos quadradinhos de cada música e ficamos a deliciar-nos

Paolo Conte Come mi vuoi Live

http://www.youtube.com/watch?v=T877W0uwJxc&feature=autoplay&list=AVGxdCwVVULXdZ4V8FWMvu0WU50MBNaxJs&lf=list_related&playnext=1

Interessada :- Gostei muito do som do sax baixo do link que me enviou. Houve-se pouco este instrumento no Jazz.

Abraços

Ímpio

rainbow disse...

Boa noite:)

Hoje estou numa onda de "distribuir" músicas.

Andorinha,
Fim-de-semana!:)
A propósito de canções, imagina que a última vez que cantei em público foi na primeira edição do concurso "Um contra todos", ainda com aquela cadeira que subia ao primeiro andar, em que o Malato me "obrigou" a cantar, lá das "alturas" o "Stairway to Heaven" dos Led Zeppelin.
O tal pianista já me respondeu e não está disponível. Tem pena, mas como trabalha em hotéis, está muito ocupado.
Terei que esperar pelo pianista da Pamina. Entretanto, vou ensaiando sozinha.
E não te escapas de me ajudar no "I'll stand by you":)
Aqui fica ums do Burt Bacharach, que também gostava de cantar no sarau.
A certa altura ele diz:
"So, at least until tomorrow
I'll never fall in love again"

http://www.youtube.com/watch?v=n-2LBeAZl4Y

Bea,
As vezes que fui a Paris, nunca coincidiu com o Inverno. E apesar de ter andado por lá a comer cerejas à chuva, a maior parte do tempo foi com muita luz e sol.
Não sei se ouviu esta música que deixei aqui há dias, mas é uma versão muito bonita duma música dos Sétima Legião.

Amor Electro - Sete Mares
http://www.youtube.com/watch?v=61K89epTfCo

Manuel,
Obrigada pelas músicas, em especial o "goodnight moon" dos Shivaree.
Aqui lhe deixo uma:
Emerson, Lake and Palmer - Lucky
man

http://www.youtube.com/watch?v=5x6uQ6yZsOY

Pamina,
Em retibuição aos poemas e à canção do Yves Montand, deixo-lhe aqui esta.
Gilbert Bécaud - Et maintenaint

http://www.youtube.com/watch?v=TW6QiI7hHGA

Anfi,
Aqui vai outra do Burt Bacharach:

http://www.youtube.com/watch?v=HsbkPDeC3tI

FDL,
Na sequência das músicas que aqui deixou, envio uma ruidosa dos ruidosos Deep Purple.
Smoke on the water:

http://www.youtube.com/watch?v=9f7LwuVF8Oo

E agora para todos, estas duas:

Camel- Snow Goose:

http://www.youtube.com/watch?v=ZTVnCyDoQlQ

Pink Floyd - Wish you were here:

http://www.youtube.com/watch?v=QCQTr8ZYdhg

Inté...

bea disse...

José Luís Peixoto escreve com ele todo. E escrevendo se inscreve, na sabedoria de que a inscrição é maior que a escrita, porque a vida é mais que as palavras. Enquanto a trepadeira da infância encaracola pelo discurso, sobressalta-nos com o claro fundo de luta contra o injusto do mundo. Usa de um pensamento-poesia, jornalístico e inédito, o sangue de mistura, ele todo dentro. E não tem nome o quanto nos comove ler o”crianças de fogo” e saber-lhe a verdade acre.

“É bom para as crianças saberem que o mundo as considera para lá da pele, é bom para o mundo que seja capaz de considerar os outros para lá da pele.” (in Visão, 8 de Setembro de 2011)

Fico a diminuir como comboio que se afasta, se me comparo com as children of fire.

Nós quem somos?

Interessada disse...

Rainbow:

Agradeço já, mesmo antes de ouvir
Pink Floyd gosto de certeza. Os outros não conheço.

Andorita:

És muito pouco, ou nada, poeta.
Obviamente que o cravo é sempre um símbolo.
Por isso não podes também perceber que ainda há muitos cravos viçosos.
Paciência:( Milagres não faço:)

Eu não estava preocupada.
Para me lembrar dos outros não é necessário estar preocupada:)

Impio:

Achei-lhe tanta graça pela sua ingenuidade:D
“Tem” que pedir ao rapaz que tenha a paciência de lhe dar umas luzes sobre o assunto.
A “sua grande descoberta” foi motivada pelo desconhecimento que tem de outras vias idênticas.
Há de reparar que, por vezes, a caixa que se nos apresenta não tem o nome da música, mas sim “Lista de reprodução”. Se clicar aí, vão tocando as diversas músicas, de seguida, sem ser necessário o Ímpio intervir.
Outro exemplo: se escrever na caixa de pesquisa o nome do cantor, musico, seja o que for, eles dão-lhe uma lista de tudo o que pode encontrar daquele cantor.
Repare que, acima dos vídeos oferecidos, existe um símbolo com duas setinhas viradas p baixo.
Experimente clicar aí e veja as possibilidades que lhe são oferecidas.
Agora não vou estar aqui por perto, mas se quizer pedir alguma explicação é favor deixar recado :)
Mas olhe que eu sei bem pouco.

Interessada disse...

Um abraço, Ímpio :)

Cê_Tê ;) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cê_Tê ;) disse...

P. S. - (;)))) Nog steeds geen nieuwe berichten?
;///////

Alguém pode ir espreitar à Torre dos Clérigos! ;D

Bom fim de semana!;)

bea disse...

Olá Rain

não ouvi senão pouca coisa do que por aqui se vai desfiando. Sou um bocadinho monótona, gosto do i'll stand by you, mais pela letra, pa variar. E estou desejando ver a andorinha cantar. Vai ser em dueto?

Tem que ter um pianista porquê? a guitarra parece-me bem. O meu sonho de miúda era tocar viola e cantar. Acabou um cado mal; e fiquei-me pela 2ª parte. Nunca cantei em público sem ser no coro da escola:) - não me interessa o que diz o ímpio, para mim este sinal é apenas um sorriso -

Curiosamente conheço um bom pianista. Jovem e julgo que bonito. Mas está em Paris, a desenhá-la como muito a vê.

Engraçado, sou solar e prefiro a cidade luz no outono e inverno. Coisas. e de tanto que vi, guardei a imagem de duas francesinhas quase meninas, lindas e quotidianas na sua juventude, em conversa e risos baixos; chega o metro despedem-se com uns diminutivos ternos, a combinar telefonar-se à noite. E não me lembro de ter visto outra coisa naquela estação de metro :)

Pamina disse...

Interessada,

Não tem nada que pedir desculpa, por amor de Deus, quando puder logo verá com mais atenção.
Eu já subscrevo o blogue há bastante tempo, o que quer dizer que todos os dias recebo um e-mail com o novo post (até mais, se ele publicar vários posts. Não é frequente, mas às vezes acontece). Como deve calcular, é sempre uma enorme tentação carregar no link, mas se lá vou perco-me com tanta informação e os downloads de discos, concertos, etc. Ele chega a pôr óperas inteiras!
O Ian Bostridge já conhecia exactamente de lá, mas nunca o ouvi ao vivo. Vou estar atenta à Gulbenkian. Um dos problemas da minha vida nos últimos anos tem sido a impossibilidade de fazer planos com muita antecedência, daí os bilhetes para a Valquíria já estarem esgotados. Como diz, para Lied há menos público.
Gostei das "suas" canções de embalar. Muito ternas.

Manuel e Impio,
Também gostei das vossas propostas. "Amar y vivir" em especial, deu-me vontade de dançar (estava precisada).

Rainbow,
Obrigada pelo Bécaud. Deixo-lhe outro francês, Jean Ferrat, com um poema lindo de Aragon:
http://youtu.be/xXFpRZMdLc4

Apesar do que acabei de dizer mais acima (sobre a vontade de dançar), neste momento apeteceu-me algo mais calmo, que aqui compartilho com vocês todos. É um andamento lindíssimo (o 3º) do Quarteto de cordas nº2 de Borodin:
http://youtu.be/uSdMKJqnnW4

Boa noite e bom domingo

bea disse...

Ímpio
não leves a mal, mas não me apetece decorar tais signos. Bolas, costumo despedir-me nos sms com * é uma flor que envio a quem tem a bondade de me dizer kk coisa. Para a maioria serão beijos. Não tenho é tempo, senão fazia um vocabulário completo.
Mas pronto, se algum dia tiver dúvidas, vou cabular-te.Obrigada

Fora-de-Lei disse...

rainbow 10:57 PM

"FDL, na sequência das músicas que aqui deixou, envio uma ruidosa dos ruidosos Deep Purple."

Obrigado e retribuo!

E como isto está cada vez pior, deixo aqui esta para todos. Pode ser que recordar um certo passado faça bem a algumas cabecinhas (menos) pensadoras... ;-)

bea disse...

Kalvin
apesar da simone e das flores, tás-te a portar mal. Olha que eu digo ao meu pai :)
Boa noite

Interessada disse...

FDL:

QUEM SABE FAZ NA HORA, NÃO ESPERA ACONTECER.
Boa iniciativa!
Gosto mais da versão do Geraldo Vandré:

http://www.youtube.com/watch?v=PDWuwh6edkY

Recordo-me de a ter cantado em coro, há muitos anos atrás, com o Chico Buarque.
E sempre que a ouço comovo-me.

Interessada disse...

Pamina:

Especialmente para si, que se manifestou àcerca das outras.
Esta não é menos bonita.
Mais uma canção de embalar, para evitar os soporíferos:

https://www.youtube.com/watch?v=1Oni4juO4Qc&feature=related

Uma boa noite para quem ainda andar por aqui

Princesa Isabel disse...

Prof!!!!
Esta cena já vai em 150 comentários...
Um novo post é fundamental!
Abraço e bom fim-de-semana! :D

Anfitrite disse...

Peça ajuda, quando precisar. Aos vivos também.

Http://www.youtube.com/watch?v=BK_RGNs8s6w&feature=related

bea disse...

Hummm...estive a ouvir as vossas canções de embalar que são tb. boas para acordar - apaziguam. Merci bien.

Interessada
tb prefiro a versão a frio do Geraldo Vandré que acabei de conhecer "Geraldo, muito prazer onde quer que esteja". Além disso tem as flores no lugar certo e com mais efeito.

Fora-de-Lei
parece-me que Calvin não é com k. Sorry, foi do sono e do dia de trabalho; há sábados terríveis:) as orquídeas são muito bonitas mas pouco práticas, facto aliás vulgar em vários tipos de beleza. No Brasil é frequente serem parasitas de árvores, florescendo-lhes a partir do tronco (palavras de uma florista). Delicadas, alimentam-se de quase nada e gostam de vasos pequenos e casca de pinheiro, por exemplo, em vez do substrato ou terra normal - e basta-lhes um solzinho da tarde, não direto, para florirem espessamente. nessa altura, temos que cuidar de as amparar ; a profusão e peso da flor é muitas vezes superior à capacidade de sustentação do caule. Gosto delas por isso: não desistem de florir.
pá, desculpa esta conversa de flores sem interesse para o Calvin ou o Hobbes.
E agora, faz favor, vai à missa que tá na hora :)
À tua missa. Não tens? Ai não que não tens.

BOM DOMINGO A TODINHOS

Impio Blasfemo disse...

Pai e Mãe
Dizia Almada Negreiros “"Mãe! passa a tua mão pela minha cabeça! Quando passas a tua mão pela minha cabeça é tudo tão verdade!" e Pablo Neruda, referindo-se ao seu pai “Escutarei de noite as tuas palavras: ... menino, meu menino... E na noite imensa com as feridas de ambos seguirei. “
Já nem pai nem mãe, nem ela me passa a mão pela cabeça nem oiço a voz “menino meu menino” ao deitar. Um dorme o seu sono no alto do S. João o outro ao seu lado repousa e eu sinto imensamente e a falta deles. Da minha mãe guardo na minha memória o som da morte, aquele rouco som que exalou pela sua boca. Morreu-me nos braços, como ela queria. Deu-me à luz, amparou-me na vida e eu amparei-a na morte. Malditos melanomas, malditos sejam….! E enterrei-a no 25 Abril, triste ironia, o dia em que Portugal se libertou, ela também se libertou da maldita doença prolongada. Como posso eu festejar o 25 de Abril se ainda tenho na memória aquele rouco cavo e fundo som da morte, ou da vida a sair do seu corpo….?

Ímpio

Fora-de-Lei disse...

bea 12:09 PM

"Fora-de-Lei, parece-me que Calvin não é com k. Sorry, foi do sono..."

Isso deve ter sido fruto de uma associação de ideias com a marca "Calvin Klein". Foi apenas eine KLEINe Albernheit...

"Fora-de-Lei... faz favor, vai à missa que tá na hora :) À tua missa. Não tens? Ai não que não tens."

BTW, qual destas será a bea???

bea disse...

Fora-de-Lei

o meu primeiro sonho foi ser freira missionária :); não pegou. Daria uma boa profissional do divino (talvez ainda vá a tempo).
Sou a das meias às riscas, não viste logo? gosto do tipo zebra e me parece que os sapatos são de descalçar :)

bea disse...

Ímpio
Pai e Mãe: bonito. E dramático para domingo. Depois não te queixes
Olha, há pais que mortinhos da silva dariam melhor ajuda aos filhos. Ainda bem que não te aconteceu.
O meu avô passava a mão nodosa pelos meus cabelos, e mão tão leve não senti. Imagino que às vezes ainda. Imagino que ele leve, sentado aos pés da cama a afastar pesadelos com o sorriso. Não sei se ele, mas de certeza alguém. Tem noites que se distrai, o meu avô. E acordo dentro de uma tristeza sem nome a esbracejar pelo dia que há-de estar. Abro a janela e a noite com seus mistérios. Por vezes saio e ninguém, só uma brisa fresca, o corpo “o que é isto” e as árvores aos cochichos umas com as outras. E fico a olhar sem nexo, até que a claridade se insinua e eu regresso a ser quem sou.
Não sei se posso dizer sem me trair que não tenho mãe. Não morreu nos meus braços, apenas morreu, a morte existiu-lhe como um ponto existe no fim de uma frase. Naquele momento, era o que lhe ficava melhor. Mas é verdade que me foi morrendo. E sempre à nossa revelia. Contra toda a nossa crença, contra toda a esperança. Inexorável. Ouvi-lhe as últimas palavras. Talvez seja vaidade e pretensão julgar que acordou de um torpor de semanas para dizer “filha” e ser doce. Penso que foi o meu desejo que a acordou, ou talvez apenas o amor que nos ligava. Despedia-me de cabeça quando chamou. Olhámo-nos as duas, no silêncio de tudo saber e dizer. E ela acrescentou, “Vai. Não fiques. Vai.”. Ainda hoje lhe obedeço :)
Tudo o que depois se seguiu já não lhe pertencia.

andorinha disse...

Interessada,

"És muito pouco ou nada, poeta"

Caramba! Agora só tenho defeitos?:)))
Claro que ainda haverá cravos viçosos e é por esses que temos que lutar.
E sobretudo a força tem que vir de dentro, de cada um de nós.
Gostei do gesto, como te disse:)


Rainbow,

Lembro-me vagamente de ouvir falar nesse concurso. Raramente vejo porque não são programas que eu aprecie muito.
Se soubesse que tinhas participado nesse, tinha-te visto:)))))))

Cantar contigo? Nem penses...:)
Estava a brincar, não tenho voz...


Cêtê,


"Alguém pode ir espreitar à Torre dos Clérigos!"

:))) Looooool

Impio (2.33)

Deixaste-me sem palavras, homem:)
Quando me comovo não consigo dizer nada...

andorinha disse...

Bea,

Tal como disse ao Impio, não comento, apenas sinto...

bea disse...

andorinha
sentir é o caminho dos homens para todas as coisas, miga. Vais bem. Mesmo quando a gente se arranha, vai bem.

Interessada disse...

Rainbow:

Pink Floyd - Wish you were here, e com tanto mar...foi um petisco. Agradeço, embora um pouco fora de horas :)

Interessada disse...

Quer acreditem quer não, eu já fui uma menina muito bem comportada, que cantava orgulhosamente (apesar de não ter voz nenhuma) no coro do Mosteiro dos Jerónimos.
E bem tenho saudades desse tempo.
Deixo-vos aqui uma peça lindíssima, das que pertenciam ao nosso reportório

http://www.youtube.com/watch?v=76RrdwElnTU

Mais uma iniciativa das que eu gostava de ver por cá, mais amiude. Gira, não?

http://www.youtube.com/watch?v=SXh7JR9oKVE

bea disse...

Interessada

muiiiito gira. Seria bom pertencer a um coro, a voz diluida. A minha professora de Canto coral avisava: "num coro, nenhuma voz se salienta, não posso ouvir vozes singulares, têm que soar todas juntas, serem uma." E atacava o piano :)
Não vejo a razão de tantos coros de igreja e tão poucos de tudo o resto. depois dos 55 podemos sempre ir para um grupo coral de reformados, mas o que conheço não tem piada. Cantar é suspirar sem dor, é bom para os homens e tem muito mais graça :)
Boa semana per tutti

Interessada disse...

Bea:

Muito bom dia :)

"Não vejo a razão de tantos coros de igreja e tão poucos de tudo o resto"
???????????????????????????????????
"depois dos 55 podemos sempre ir para um grupo coral de reformados"
???????????????????????????????????
"é bom para os homens"
Homens ???

Já estás com os copos, ou sou eu? :)

andorinha disse...

Bea e Interessada,

Acho que ninguém está com os copos....:)


"...depois dos 55 podemos sempre ir para um grupo coral de reformados, mas o que conheço não tem piada..."

Podemos formar um aqui no Murcon, já há malta dessa idade para formar um coro. E não precisam de ser reformados:)
Aí eu alinho, já que a minha voz será uma entre tantas...

É bom para os homens e para as mulheres, acrescento eu.
Mas a Bea quis frisar que como os homens têm mais dificuldade em exteriorizar emoções (suspirar sem dor), o fariam através do canto, ou seja, juntavam o útil ao agradável.

Foi assim que eu a li.

E agora tenho que ir...

bea disse...

Para melhor entendimento: "é bom para os homens" = "faz bem a todo e qualquer ser humano".

Andorinha

brincas? não distingo géneros, é textual: se cantas não precisas suspirar; experimenta suspirar, nada se evola,é apenas uma queixa miúda, como quando não há luz e a EDP faz uma tentativa gorada: as coisas aparecem e voltam a desaparecer em segundos. É assim com os suspiros que não são de açúcar, nem derretimentos de alma, melhoras enquanto. Cantar exige-te tempo e uma réstia de atenção, logo, melhoras mais. Ah, se não fores muito desafinada, alegras os outros (quem é que ouves a cantarolar sem serem os do ofício?). E não me venhas dizer que é da crise, porque te respondo que a alegria é curta fração do canto.

Vou contar-te uma história verdadeira

Um dia a Marta ensinou-me umas coisas. Dizia ela que tinha uma avó doente e a mãe desejava que a acompanhasse na visita, o que não era possível. E que durante o tempo da visita pôs um cd e dançou para a avó, uma dança que lhe surgiu do gostar que lhe tinha. E a Marta a olhar-me de frente, convicta, "quando chegou, a minha mãe disse que ela estava melhor; para mim, foi do sentimento que pus na dança, mas não diga a ninguém senão pensam que sou maluca."

Quem dera que a Marta ainda conserve os seus 16 anos.

Desculpa o lençol. Distraí. abstraí.

rainbow disse...

Boa tarde:)

Já estava com saudades...

Bea,
Não vai haver dueto no "I'll stand by you", a Andorinha diz que se cantar as pessoas fogem:)
Paris... eu amo esta cidade.

Andorinha,
Ok, no problem, canto sozinha, mas olha que esta canção é dura de roer, ou seja, só a pedido de "várias famílias":) é que estou a ensaiá-la.

Pamina,
Obrigada pela canção do Jean Ferrat.
Hoje, no meu local de trabalho, falaram da Casa da Isabel, que agora tem uns menús económicos com chá e fatias de bolos.
Uma prática adoptada por várias pastelarias do comércio tradicional, para fazerem frente à enorme invasão de grandes superfícies nesta cidade.

Anfi,
Gostei de ouvir a canção dos U2, Há muito tempo não ouvia aquela canção.

Interessada,
Não tem nada que agradecer, é sempre um prazer deixar aqui músicas que eu gosto, e que podem ir ao encontro dos gostos de cada um.

FDL,
Obrigada pelos Led Zeppelin, marcaram uma geração.

Inté...

Interessada disse...

Andorita:

Quem disse que não ser poeta é um defeito? Essa agora!:O
Só queria que tu acreditasses mais.
Vê se este te satisfaz:

http://www.youtube.com/watch?v=L29-aZXqZyk&feature=results_video&playnext=1&list=PL49245880F7467EF8

bea disse...

Interessada
não nos deixam entrar no grupo dos reformados antes dos 55, queres o quê?

Com os copos... devia às vezes ficar "levezinha", mas não consigo. E também não quero. Já disse que é a frio e sem cachecol.

Oh, isto não tem a ver, mas uma vez ouvi o professor a comentar que poderia ter-se tornado alcoólico enquanto esperava a namorada na estância de esqui. ficava a beberricar, disse. professor, acredita mesmo no que disse? não consegui deixar de sorrir, peço desculpa. Também lhe podia contar umas histórias sobre alcool. Mas não. Têm muita injustiça, umas chapadas à bruta, muito vómito entornado, muito cheiro de suor e alcool. Tudo sem perfume que não o próprio. Asqueroso.

Andorinha
olha lá miga, estive a ler-te melhor, tás-te a passar? Os homens quê? Têm mais dificuldade em quê?..."exteriorizar emoções?" Não acredito que disseste isto. Podes até dizer que a forma que usam é outra, aceito que seja por vezes mais contida por educação e cultura, mas o que se sente há-de ser igual. Ou não temos ponta por onde lhes pegar.
Bolas, estou a lembrar-me de outra história. Uma vez dei com um garoto a chorar. Mansamente, as lágrimas um rio suave no corpo brando. O que tens? dói-te alguma coisa? há algum problema? E ele, não. acordei triste, preciso de chorar não sei porquê. Mas preciso.
Era um rapaz no meio de muita gente. E todos respeitaram. Por ser verdade.

Rain
tb gostei dos U2. A andorinha disse lá atrás que canta. Não pode voltar atrás. Nem que só abra a boca e feche como os peixes fora de água :) Vais ver.

Boa noite a todos

Interessada disse...

Bea:

Os peixes abrem a boca para quê?????
Querias reformar-te aos 55 anos? Não querias mais nada?
É mais fácil tornares-te desempregada.(já estou a bater na minha secretária, q é de madeira:))

Interessada disse...

Julio:

Tenho que lhe pedir um favor aqui, porque não se justificaria incomodá-lo de outra forma.
Estou a ler o livro "Olhos nos olhos".Há segmentos do livro extraordinariamente hilariantes.
Estou quase no fim e a avaliação genérica é muito positiva, pelo que o aconselho.
Ora o esclarecimento que eu lhe solicito é se os dados fornecidos àcerca de Gaudi obedeceram a uma pesquisa, ou se são pura ficção.
Obviamente que não me refiro aos que constam dos segmentos em itálico.

andorinha disse...

Santo Deus! Uma tipa chega aqui depois do trabalho e tem uma série de interpelações à espera:)

Tentando ir por partes...

Bea,

Não brincava, não. Tu disseste "homens" e eu levei à letra. Eu teria dito logo seres humanos, já não haveria confusão:)


"Têm mais dificuldade em quê?..."exteriorizar emoções?" Não acredito que disseste isto. Podes até dizer que a forma que usam é outra, aceito que seja por vezes mais contida por educação e cultura, mas o que se sente há-de ser igual"

Mas foi isso que eu disse, claro que sentem (os que são sensíveis), os brutamontes não sentem nada:) Loooool
Mas não exteriorizam como nós. Isto é uma generalização, eu sei, e como todas é injusta. Mas...

Gostei muito da história da Marta e da do rapazinho...
E eu nunca disse que "homem não chora".

Play back posso fazer desde que treine bastante para me sincronizar com a cantora:))))))))))

Já volto.

Interessada disse...

Hoje não há canção de embalar, mas façam o favor de se elevarem aos céus e sonhar:

http://www.youtube.com/watch?v=zuL1H1nTRfg

Interessada disse...

Divulgo aqui, para quem não tenha conhecimento, que o Sérgio Godinho vai apresentar o seu novo disco "Mútuo Consentimento", no próximo dia 16, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

Anfitrite disse...

Ímpio,

Não se sinta envergonhado por ter mostrado a alma.

E já pensou o que será tê-lo?

A esse som chama-se estertor!

Já agora, em honra ao meu gato, pelo seu autor:

http://www.youtube.com/watch?v=P_tAU3GM9XI

e por uma das muitas interpretes:

http://www.youtube.com/watch?v=mQouJdvB80U

e para desanuviar uns misty eyes e uma cabeça confusa, um dos nossos fadistas, do genuino fado canalha, que cantava no solar da Madragoa e que um acidente levou cedo:

http://www.youtube.com/watch?v=BL2aFPWXteo

Mais a verdadeira alma portuguesa:

http://www.youtube.com/watch?v=E8qT0FAhJIA&feature=player_embedded#!

Como tenho lido apenas na diagonal, peço desculpa se não respondi a alguém, porque o blogue requer uma noite inteira.

Interessada disse...

Anfi:

Quem é o domador responsável por tão lenta e doce metamorfose?

Anfitrite disse...

Já agora, os meus parabéns a todos os professores, pelo digníssimo representante sindical que têm, que tanta excursões vos proporcionou, e tanta guerra gerou, par depois mandar calar os professores e aceitarem o que vos foi proposto de inicio, e que preferiu que terminaseem as obras nas escolas, que precisavam de remodelação, porque agora com mais alunos no ensino público, já pode chover e fazer frio,
porque estão mais aconchegadinhos, e se for preciso até se sentam no colo uns dos outros.
Felizmente, para mim, as palavras não estão gastas, porque eu sempre fui coerente, e prefiria que todos estivessem um pouco melhor do que aliviar a minha consciência por não estar de acordo com algumas coisas.

Agora é que eu não sei onde estou, nem que país é este, nem o que se vai passando por aí.

http://jumento.blogspot.com/2011/09/parabens-mario.html#disqus_thread


E para

andorinha disse...

Rainbow,

Assim está melhor, não quero estragar nada:)


Interessada(7.23)

Não sei se me satisfaz porque não consigo abrir o link:(
Mas tu querias que eu acreditasse mais em quê, mulher?:)

E por muitas canções que possam pôr aqui, o acreditar vem de dentro...

Claro que boas canções são sempre bem vindas, não digo o contrário.


Olha e pergunta ao Sérgio Godinho se Portugal é só Sintra:)))

Anfitrite disse...

Inter,

Como vê eu sou mesmo agridoce. Já seguiu o reverso.
Mas a culpa da doçura momentânea deve ter sido dum licor, que eu bebi ontem, quando fui visitar um amigo, açoreano, que fez anos, e que há cinco anos, que não sai de casa, porque lhe foi amputada uma perna, e o prédio não tem elevador, mas mesmo assim o licor , que se chama Paixão, e é da terra da Ana, é uma maravilha feito de maracujá. Vale mais que todos os Baileys, Drambruis, James Martins, etc. E eu não conhecia. Não há ninguém que promova os nossos produtos.
Já agora deliciem-se porque ontem as visitas, quase todas açoreanas também recordaram estas coisas:

http://www.youtube.com/watch?v=bVyyyGxWYD8

http://www.youtube.com/watch?v=BPy-Memj0vE

Anfitrite disse...

Ana,

Dei cabo da cabeça do homem, porque queria que ele se lembrasse dum filme com o Rock Hudson e a Doris Day, onde se cantasse o "Fly me to the Moon". e ele disse-me que não havia, e só depois é que esta imbecil se lembrou que as imagens são uma montagem de quem colocou o vídeo.

ana b. disse...

Anfi:

A Misty é linda:)
E o licor de maracujá é uma delícia...Super nostálgico!
Coloquei este video no meu perfil ( A do Rock Hudson e Doris Day)mas já há algum tempo que tenho outro. Como já disse, a minha vida é muito larga para caber numa só música. Espero que venha a ser comprida, também...:)

bea disse...

Anphy e Ana

É pá não percebo nada de videos e montagens de Doris Day e Rock Hudson.

Mas a Anphy com o novo visual parece a gata da minha vizinha que gasta tempo no meu quintal não sei porquê, mas deve ser por gostar do ambiente. Um gato doutro vizinho passou a meu porque recusava sair de cá, apesar da insistência dos donos (um cado aborrecido). Coisas.
Então falemos por exemplo....de gatos. Não penso que sejam assim tão independentes quanto isso, nem que são desligados. Nada. É claro, têm os seus momentos em cima do telhado. Mas nós tb temos. Gosto do seu amor sossegado, do seguirem-nos pra todo o lugar, de adivinharem o lugar para onde olhamos e que aí se deitem ou passeiem. Os cães são dóceis e têm ataques de ternura esparvoada, descoordenam de alegria. Os gatos não. Ou não os meus. correm se vêem o carro, vindos não sei de onde, e ficam a roçar-me as pernas, imediatamente atrás ou á frente, e quantas vezes os piso e assustamo-nos os dois, cada um a gritar como sabe :)

bea disse...

Anphy

(estou a recuar nos comentários)
Já tinha decidido não voltar a falar dos professores :)
A FENPROF,um sindicato que por cor e condição tem maior dever de lutar pela classe, precisava era de receber a carta de demissão de todos os sócios. E dentro de si mesma, os compadrios do costume. Os profissionais da sindicância, servem quem querem, como pouco sabem - há uns anos uma amiga teve sérios problemas na escola e marcou uma entrevista no sindicato; e entendeu que é um tudo um jogo. Só ela, e provavelmente outros incautos, é que não tinham reparado. Muito triste. Os sindicatos existem para defesa dos direitos dos trabalhadores. Ou são já outra coisa?!
Além do mais, desta vez, os professores é que levaram os sindicatos a reboque. E isto diz alguma coisa dos lados ambos os dois.

bea disse...

Ana

sem ousar pedir pormenores, como é que um licor de maracujá (um amigo meu dizia já aqui umas brejeirices)é super nostalgico? Os maracujás criam-se nos quintais, têm muita pevide, têm sabor delicado. Mas os sumos de maracujá são um cadinho enjoativos. Um licor com nome de paixão...não provei. E uma coisinha mais adstringente, estilo limonada e assim? não pega bem, se calhar. Mas está calor, é parecido com água...

Bart
não me sai da cabeça a razão do teu gosto por publicidade a desodorizantes. Foi difícil que eu visse uma, sei lá porquê, só apareciam outras coisas :). Mas vi. Que raio te seduz nas axilas? palavra que nunca tinha pensado nisto. à parte um indivíduo que no metro me tocava com o cotovelo, facto que achei assaz parvo (que sensibilidade pode existir no cotovelo?), tu tás bem?

andorinha disse...

Bea,

Cachopa, entraste aqui com o gás todo!
Explica-me como consegues isso ao fim do dia:))))
Eu fico meia rota...

"Um gato doutro vizinho passou a meu porque recusava sair de cá..."

Achei piada ao modo como "surripiaste" um gato.
Tu é que o foste aliciando com umas guloseimas e agora dás essa desculpa:))))
Também tenho uma gata, a Mafalda, faz agora dois anos. Adotei-a no gatil em pequenina. É uma espertalhaça! E uma mimalha!
E tal como tu dizes, gosto do seu amor sossegado, exceto quando tem umas brincadeiras um bocado mais violentas e me deixa com os braços e pernas todos arranhados:)


Quanto à FENFROF ou qualquer outro sindicato de profes nem comento, não me revejo em nada...

Um indivíduo tocava-te no metro com o cotovelo?
Qual o espanto? Não havia espaço, certamente, ele tinha que pôr o cotovelo nalgum lado.)))

E depois deste bocadinho, vou trabalhar...

bea disse...

Andorinha

não aliciei o gato. Gostou do lugar, entrava na minha casa e não passava da porta na casa dos donos. Mistérios.Mas nunca um gato me arranhou. até acho que sem querer os torno mansos. Mesmo os que são filhos de pais bravios ficam diferentes :) O meu quintal está sempre cheio de gatos que vêm não sei de onde. Tenho uma teoria. Mas é minha :)

o senhor do metro? tinha pois tinha. só que me tocou muitas vezes mas eu tinha vergonha de dizer o que se passava.
Mas tenho uma história mais fixe. Um dia em que o aperto era demais eu e um senhor todos comprimidos e vai ele "já que estamos aqui a conviver tão intimamente, por que é que não nos apresentamos?"

Tenho sempre muito gás (menos quando me canso; e por vezes mesmo assim). Os colegas afirmam que lhes dou dor de cabeça só de olhar.

Pois, miga, vai trabalhar. Mas pouco que isto não são horas de coisa nenhuma