quinta-feira, julho 16, 2015

Lamentável competição...

Do que me importa ver a tristeza em seu olhar
Se meu olhar tem mais tristezas pra chorar
Que o seu...
Marisa Monte

252 comentários:

1 – 200 de 252   Mais recente›   Mais recente»
Pedro Barbosa disse...

Há Mesa Para Um Café E Meia Conversa

Bartolomeu disse...

«a galinha da vizinha... »

andorinha disse...


Pois...como se mede/avalia a tristeza???


Bart,

Isso aplica-se neste contexto?


Bom fds, malta )

Impio Blasfemo disse...

Diz o pessimista, a minha galinha é sempre pior do que a da vizinha.
Diz o Calimero #it 's na injustice yes it is"
O povo grego diz que a austeridade dos alemães é muito melhor do que a deles. E por aí fora....

Aconselho o álbum LOVE SCENES da Diana Krall. Deixo um cheirinho

I don't know enough about you- Diana Krall (Love Scenes)
https://www.youtube.com/watch?v=p1ofkx4T4OI

IMPIO

Pedro Barbosa disse...

Devesse Enaltecer O Fim Da Monarquia Em Portugal Como A Implementação Da Democracia Em Portugal Com A Única Diferença Em Que Estes Últimos Foram Mais Competentes

Pedro Barbosa disse...

Quanto Ao Sucessor Do Actual Presidente Da Republica Estão Todos A Guardarem-se Para A Meta

Pedro Barbosa disse...

As Eleições Que Estão Para Anunciar Para A Gestão Do Estado Resume-se À Concorrência De Aprendizes

Pedro Barbosa disse...

Em Termos De Pendente E Arquivado A Autonomia Do Território Sempre Foi Compensado Pela Iniciativa Pontual De Gente Não Querida

Atena disse...

+ 10 ml de soro

Pedro Barbosa disse...

Pior É Quando A Nossa Alegria É Roubada Pela Tristeza Do Outro

Moon disse...

Hum...

Moon disse...

"Já tivemos momentos
Mas passou nosso tempo
Não podemos negar..."

Resumindo: quero que você seja feliz! :)

Imagino os nossos desempoeirados jovens a responder simplesmente:

Olha, temos pena...!

Pedro Barbosa disse...

Não Só Os Jovens Nem Os De Meia Idade Tiveram Qualquer Prejuízo Nesta Legislatura Em Que Só Quem Esteve No Auge Da Idade Teve Que Olhar Para Os Velhos E Conseguir Sem Condições Alimentar As Alucinações De Uma Maioria Que Ganha Postura Mas Perde A Sanidade

Pedro Barbosa disse...

As Gerações De 1990 E 1940 É Que Vai Sentir Na Pele A Falta De Objectivos Porque A Geração De 1970 Tal Como A Geração De 1920 Tem Nas Suas Referências Os Objectivos Bem Consolidados E Quanto Às Restantes Espero Que As Ilusões Não Sejam O Seu Desaire

Pedro Barbosa disse...

Como Em Quarenta Anos A Revolução De 1910 Perdia Os Valores Por Falta De Patentes Politicas | Estes Quarenta Anos De Cravos Vermelhos Perde De Igual Forma

Pedro Barbosa disse...

Ainda Vai Sendo O Bom Senso Dos Fundamentos Do Sector De Defesa Que Na Ausência De Propósito Faz A Distinção Da Realidade

Pedro Barbosa disse...

Chocolate
Marisa Monte


Chocolate, chocolate, chocolate
Eu só quero chocolate....Só quero chocolate
Não adianta vir com guaraná pra mim

É chocolate que eu quero beber
Não quero pó, não quero rapé
Não quero cocaína, me liguei no chocolate
Eu me liguei, só quero chocolate
Não adianta vir com guaraná pra mim
É chocolate que eu quero beber
Chocolate, chocolate, chocolate
Eu só quero chocolate....Só quero chocolate
Não adianta vir com guaraná pra mim
É chocolate que eu quero beber
Não quero chá, não quero café
Não quero coca-cola, me liguei no chocolate
Só quero chocolate
Não adianta vir com guaraná pra mim
É chocolate que eu quero beber
Chocolate, chocolate, chocolate
Eu só quero chocolate.... ui ui é

Não adianta vir com guaraná pra mim
É chocolate que eu quero beber

Chocolate, chocolate, chocolate
Chocolate, chocolate, chocolate
chocolate, chocolate, chocolate
É proibido fumar, chocolate, ui, ui ui..
É proibido fumar
É proibido fumar

Pedro Barbosa disse...

Já É Maior E Vacinado

Impio Blasfemo disse...

No contexto do título "LAMENTÁVEL COMPETIÇÃO", acrescentaria , lamentável competição PS/PSD no desgoverno da Nação.

"Estado da Nação 09.07.2015 Rafael Barbosa

1 A Essex é uma fábrica de componentes eletrónicos instalada na zona industrial do Neiva, Viana do Castelo, há 23 anos. Os seus 73 trabalhadores foram convocados para uma reunião, na segunda-feira passada, convencidos de que o propósito era a apresentação de um plano para o reforço da produção. O estado da nação desta gente parecia portanto prometedor. Tinham trabalho, que não existe para tantas centenas de milhares de portugueses desempregados. A ilusão desfez-se em 30 segundos, o tempo de que o diretor precisou para anunciar o encerramento da empresa, o despedimento imediato de 30 trabalhadores, e o dos restantes 43 lá mais para a frente. Enquanto isso, na Camac, a única fábrica de pneus portugueses, instalada em Santo Tirso, a agonia da nação é mais lenta, mas nem por isso menos violenta. O salário de junho ficou por pagar aos 140 trabalhadores, como já tinha acontecido com o subsídio de Natal. Não há dinheiro para pagar os vencimentos, com um valor médio de 550 euros, nem, pelos vistos, para o papel higiénico, que os trabalhadores levam de casa. "Já tenho o banco à porta e a EDP para cortar a luz. E a minha mulher está desempregada", aflige-se um dos operários. Não se percebe a razão para tanto pessimismo. Como ainda ontem garantiu Luís Montenegro, líder parlamentar social-democrata e orgulhoso do estado a que chegou a nação, "o país cresce de forma sã e há oportunidades de emprego".
2 O debate sobre o Estado da Nação não serve para avaliar o estado da nação. Muito menos quando é o último de uma legislatura, caso em que se percebe melhor que não passa de um comício. Qualquer português que queira fazer a sua avaliação usará instrumentos menos estridentes e mais independentes. Por exemplo, o que nos diz o documento ontem apresentado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos: nos últimos anos, o nível de vida dos portugueses regrediu mais de 20 anos; a carga fiscal subiu 11%, com destaque para o IRS, ou seja, o imposto sobre o trabalho; há 700 mil trabalhadores com contratos precários (um em cada cinco empregados); o Estado é sempre lesto e às vezes brutal a cobrar, mas demora em média 133 dias a pagar o que deve; foram destruídos 600 mil empregos entre 2008 e 1013, quase todos à custa da construção, agricultura e indústria; e, sem surpresa, voltamos a ser um país de emigrantes em fuga massiva da miséria. Estas sim, poderiam constituir a versão contemporânea e nacional, quer dos sete pecados capitais de que Ferro Rodrigues acusou o PSD/CDS, quer das 10 pragas do Egipto que Passos Coelho remeteu para o último Governo PS. De que ambos, PSD e PS, se deveriam penitenciar."

IMPIO

Pedro Barbosa disse...

Desde A Organização De Sociedades Em Tribos Talvez Estas Sejam As Que Melhor Funcionam Uma Vez Que O Líder Tem A Prazo Que Dar A Sucessão A Um Outro Que Melhor Pode Transmitir Os Traços Gerais Da Comunidade

O Sistema De Eleição Baseado Em Partidos Só Faz Sentido Para Quem Neles Participa E Assim Se Sucede Uma Comitiva De Profissionais Em Série

Porque Quem Não Optou Pela Profissão Apenas Tem Assento Na Escolha Do Presidente Que É Uma Candidatura Pessoal

No Espectro Visível Das Assembleias Que Ditam Os Governos Não Me Parece Um Recuo Em Que Apenas Houvesse Um Partido Onde As Eleições Internas Escolheriam O Líder E Na Assembleia A Discussão Seria Mais Em Volta Do Espectro Invisível Da Vida Do Partido E Escolhas Do Governo

Sabendo De Antemão Que A Figura De Presidente Deveria Ser O Suporte Do Partido Único Dos Deputados E Do Governo

Separando O Cidadão Partidarizado Do Não Partidarizado Sem Que Este Último Não Tivesse Um Papel Importante Nas Escolhas Politicas Do Páis

Pedro Barbosa disse...

No Seguimento É Natural Que Nas Monarquias O Presidente Da Assembleia Teria As Mesmas Condições Que O Presidente Nas Republicas

Pedro Barbosa disse...

Não Ter O Outro Como Ópio Da Nossa Alegria
Mas A Tristeza Que É Dominada Envolve
Quem Não Tem Garras Para Ignorar

Pedro Barbosa disse...

O País Da Cauda Da Europa Tem Nos Helénicos Um Grande Rival Que Ainda Não Esgotaram O Terceiro Resgate Em Comparação Do Três Em Um Do Arco De Governação Com Ajustes De Imposto Estruturação Da Segurança Social E Privatizações

Pedro Barbosa disse...

Ímpio

Em Termos De Dívida Pública As Estatísticas Até Não Nos Coloca No Fim Da Tabela Mas Contando As Economias Pessoais E A Engenharia Dos Privados Não Sei Como O Próximo Governo Vai Ter Meios Para Sustentar O Estado E Assim Vejo No Esforço Dos Privados Uma Contribuição Para Não Entrar Outra Vez Na Banca Rota E Ajudem Mas Não Se Esqueçam Que É A Pessoa Que Gera Riqueza

"Portugal continua a ser o terceiro país com uma dívida pública mais elevada, apenas superado por Grécia (168,8% do Produto Interno Bruto) e Itália (135,1%), embora tenha registado recuos de 0,6 pontos percentuais face ao trimestre anterior e 3,6 em termos homólogos (a dívida pública portuguesa atingia os 133,3% do PIB no final do primeiro trimestre de 2014)."

Pedro Barbosa disse...

Bom Natal

Pedro Barbosa disse...

Dois Anos A Salvar O Rei E A Corte
Hoje O Rei Sob O Olhar Da Republica
Desce O Último Degrau Para O Anonimato

Pedro Barbosa disse...

Houve Tantas Criticas Da Forma Como O Futuro Do País Estava A Ser Considerado Depois De 2005 e 2007 Que Nos Tempos Que Correm A Atitude É A Mesma Com A Diferença Que Não Assistimos Ao Descontrole De Argumentos Nem Ao Desperdício Que Foi Inocentemente Querer Outra Revolução Comer Uma Bifana Beber Uma Cerveja Tomar Um Café E Em Casa É Que Eu Estou Bem

Pedro Barbosa disse...

Bartolomeu Há Uma Coisa Interessante Que É O Espírito Da Contradição Que Se Repete Ao Longo Da História Quer Em Termos Pessoais Como Exemplo A Vontade Que Não Se Concretiza E Por Exemplo O Amor Que Quanto Mais Certos Estamos De Estar Nele Mais Foge E Apenas Se Alimenta Um Sentimento De Vazio Como Temos Assistido Ao Ilusionismo Das Maiorias Absolutas Que Se Tornam Uma Prisão Para Quem Governa Enquanto As Maiorias Relativas Não Faz Os Governos Reféns De Uma Câmara De Deputados Em Que A Divisão De Poderes É Real

Pedro Barbosa disse...

Que Se Brinque Com O Que Se Tem Até É Uma Forma De Aprender Mas Que Se Brinque Com O Que Nos Dão É Falta De Seriedade

"Um inquérito aberto em 2013 pelo Organismo Europeu de Luta Antifraude (OLAF) revelou a prática de infracções penais e financeiras na aplicação e/ou tributação de fundos europeus à empresa em que Pedro Passos Coelho foi consultor e administrador."

Pedro Barbosa disse...

"Tema Tabu"

Musica E Letra Não Disponível

Autor Desconhecido

Pedro Barbosa disse...

Uma Boa Semana

Pedro Barbosa disse...

Façam Um Bom Trabalho

Pedro Barbosa disse...

E Um Bom Campeonato Para Todos

Pedro Barbosa disse...

Parabéns À FIFA Que É O Clube Com Mais Títulos

rainbow disse...


Não há lamentos nem competições nem tristezas quando esperamos rever amigos que a distância não permite ver mais vezes.


Merci Andorinha e Caidê,
amigas nos bons e maus momentos
See you soon!!!:)

Pedro Barbosa disse...

Não Vai Ser Surpresa O Programa Horizonte 2020 Que Tantos Casos Houve Com O Programa FEDER E Porque Alguém Se Sente Menos Honesto Se Foi Assim Que Lhe Ensinaram

Pedro Barbosa disse...

Arco-Íris É Bom Ver Que Tens As Costas Quentes Mas Sem Noção Politica E Económica Não Há Visão Social

Pedro Barbosa disse...

Um Bom Agosto

Pedro Barbosa disse...

Podia Trazer Novidades

Pedro Barbosa disse...

Mas Tenho Que As Proteger Das Curiosidades

Impio Blasfemo disse...

João Pedro

A coisa não está tão preta quanto o Chico Buarque descreve, mas pode ficar.

https://www.youtube.com/watch?v=RplxzTPCynU
Meu Caro Amigo
Chico Buarque


Meu caro amigo, me perdoe, por favor
Se eu não lhe faço uma visita
Mas como agora apareceu um portador
Mando notícias nessa fita

Aqui na terra tão jogando futebol
Tem muito samba, muito choro e rock'n'roll
Uns dias chove, noutros dias bate o sol
Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta

Muita mutreta pra levar a situação
Que a gente vai levando de teimoso e de pirraça
E a gente vai tomando que também sem a cachaça
Ninguém segura esse rojão

Meu caro amigo, eu não pretendo provocar
Nem atiçar suas saudades
Mas acontece que não posso me furtar
A lhe contar as novidades

Aqui na terra tão jogando futebol
Tem muito samba, muito choro e rock'n'roll
Uns dias chove, noutros dias bate o sol
Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta

É pirueta pra cavar o ganha-pão
Que a gente vai cavando só de birra, só de sarro
E a gente vai fumando que, também, sem um cigarro
Ninguém segura esse rojão

Meu caro amigo, eu quis até telefonar
Mas a tarifa não tem graça
Eu ando aflito pra fazer você ficar
A par de tudo que se passa

Aqui na terra tão jogando futebol
Tem muito samba, muito choro e rock'n'roll
Uns dias chove, noutros dias bate o sol
Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta

Muita careta pra engolir a transação
Que a gente tá engolindo cada sapo no caminho
E a gente vai se amando que, também, sem um carinho
Ninguém segura esse rojão

Meu caro amigo, eu bem queria lhe escrever
Mas o correio andou arisco
Se me permitem, vou tentar lhe remeter
Notícias frescas nesse disco

Aqui na terra tão jogando futebol
Tem muito samba, muito choro e rock'n'roll
Uns dias chove, noutros dias bate o sol
Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta

A Marieta manda um beijo para os seus
Um beijo na família, na Cecília e nas crianças
O Francis aproveita pra também mandar lembranças
A todo o pessoal
Adeus!

Impio

Pedro Barbosa disse...

Tantas Vezes Que Tive Que Olhar Para Mim E Fazer Para Não Ouvir

Pedro Barbosa disse...

Bom Fim De Semana

Pedro Barbosa disse...

Fiquemos Contentes Porque Quem Ganhe As Eleições Não Vai Ter A Maioria Dos Deputados E Vai Ter Que Governar A Passo

andorinha disse...


Rainbowzita:)


A distância não impede a amizade quando ela é genuína!

Beijinhosssssssssssssssssss



Impio,

Eu acho que a coisa tá preta...Valha-nos a cachaça para nos irmos aguentando.......:) lol

rainbow disse...



Pedro Barbosa

"Arco-Íris É Bom Ver Que Tens As Costas Quentes Mas Sem Noção Politica E Económica Não Há Visão Social"

Viva a liberdade de expressão!...


Andorinha

Não impede mesmo, e tá quase!!:)
Beijinhos

Bom fim de semana per tutti

Pedro Barbosa disse...

Não Me Tomo Importante Por Quem Sou Mas Pelo Que Faço

Pedro Barbosa disse...

Andorinha Quantas Vezes É Difícil Adormecer Com Pequenas Coisas Que Vão Cá Dentro Ou O Que Se Passa Lá Fora

Pedro Barbosa disse...

Arco Íris

Não Sei O Que Se Entende por Liberdade De Expressão Que Até Pode Ser Uma Torneira Sempre Aberta Que Não É O Meu Caso

Pedro Barbosa disse...

Bartolomeu É Tão Bom Ter Alguma Coisa Para Adormecer Sem Perder A Noção De Que Somos E Onde Vivemos E Se Houver Coragem Acordar E Passar Pela Água Fria Ou Um Bom Exercício Para Despertar

Pedro Barbosa disse...

Ímpio

Portugal vai ser reembolsado 100% em 2016 o que é um erro de manipulação porque se o enquadramentos fiscal estivesse estável era nos impostos de maior amplitude como o IVA que haveria um sinal de confiança e também temos que entender que vem aí o verão com muitas ideias porque no cair das folhas ninguém se vai surpreender com um choque de sondagens.

andorinha disse...


Há portugueses que vão fazendo a diferença.Jorge Sampaio é um deles!


http://www.publico.pt/mundo/noticia/uma-homenagem-aos-que-nunca-desistiram-dos-seus-sonhos-1703033


Bom fds, malta:)

João Pedro Barbosa disse...

Cada Um É Importante Para O Seu Tempo

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha

O único acto voluntário do premiado foi a defesa e libertação de presos políticos antes do 25 de Abril de 1974 e aqui fica a surpresa que não resulta de uma vida politica:

http://www.un.org/en/events/mandeladay/laureates.shtml

João Pedro Barbosa disse...

É Preciso Que O Olhar E A Mão Conjuguem Com O Sermão

Atena disse...

João Pedro,
ainda se sente melhor quando se tira o som.

João Pedro Barbosa disse...

Atena? Começo por ver e ouvir! Até avaliar. Vai uma longa distância...

"http://www.publico.pt/sociedade/noticia/o-mito-do-colesterol-1703151?frm=pop"

João Pedro Barbosa disse...

Uma Boa Semana

João Pedro Barbosa disse...

Que O Nosso Tenha Perfil Politico
Já Tive A Mesma Ideia Que Tem
Apesar De Ter Aprendido Pouco Com As Bases
Mas Tem Um Percurso Que Demonstra uma Grande Aprendizagem
No Entanto Quanto À Conservação De Riqueza Não É A Sua Vocação

João Pedro Barbosa disse...

O Som Já À Muito Tempo Que Não Chega

Impio Blasfemo disse...

João Pedro

O Imposto, olhando para a génese do termo é mesmo imposto. Se fosse algo em que acreditássemos todos que revertia em nosso interesse, já há muito tempo teria mudado de nome, e provavelmente chamar-se-ia outra coisa qualquer, como quotização, por exemplo. Mas a realidade é que, historicamente falando, sempre manteve o raio do nome. desde a Idade Média.
Por isso, quando alguém veste sapatilhas de ballet para no nosso imaginário nos dançar o Lago dos Cisnes metamorfoseado em devolução de imposto e coisas do género, o povo desconfia e vai buscar a caçadeira para disparar chumbo grosso nessas patas-chocas mascaradas de bailarinas com sapatilhas.

Abração
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Fiquem Bem

João Pedro Barbosa disse...

Afinal Não Há Dias Para Tudo
Como Exemplo Temos O Dia Das Mãos
Que Remete Para Uma Data A Que Todos É Comum
Assim Como Não Há Dia Dos Pés
Que Remete Para Um Conjunto Disperso

Impio Blasfemo disse...

Para animar as hostes
Life Is a Second Of Love

https://www.youtube.com/watch?v=cwiqAmlfyYg

Como reflexão deixaria apenas “aproveitem bem o vosso segundo”

IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

É Uma Coligação Que Pode Ficar Por Lá Quarenta Anos Porque Já Tomou Como Sua A Ideologia Da Banca Rota E Não Faz A Medida Dos Quarenta Anos De Democracia E Somente O Despesismo Da Oposição Sem Nunca Ter Havido Penumbra De Infidelidade Nos Governos Menos Socialistas

João Pedro Barbosa disse...

A Oposição Está Mais Oposição
Longe Do Efeito Mediático
Mais Seguros Na Explicação
Enquanto Quem Governa
Como É Habitual
Consegue Encontrar Presentes De Última Hora
E Apresentar Novidades Como Em Época Natalícia
Portugal Em Frente
Porque Portugal À Frente Portugal Continua Atrás
E Pode Melhor Porque Pode Mais
Só Pode Mais Quem Nunca Pôde
Fazer Mais Com Menos Era Prestigio Para Decidir
Fazer Melhor Com Melhor É Encontrar Soluções
E Não Ficar A Olhar O Cêntimo Na Procura De Apertar Um Parafuso

Impio Blasfemo disse...

Foi tudo a banhos. Eu também vou.
Adeus e até ao final de Agosto
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

A Cegueira De Quem Faz Promessas Sem Surpresa
E Graça De Quem Satisfaz Um Futuro Tranquilo

João Pedro Barbosa disse...

Bom Agosto

andorinha disse...


Também vou, Impio:)

Abração

João Pedro Barbosa disse...

Bom Trabalho

João Pedro Barbosa disse...

Alguém Se Lembra Da Promessa Dos Contratos De Trabalho Por Video Conferência

POIS NÃO SE DESILUDAM

Está Prometido Um Lugar Dentro Dos Mais Competitivos Do Mundo

João Pedro Barbosa disse...

Depois De Promulgada A Lei Da Cobertura Da Campanha Eleitoral
Era Esperado O Consenso Entre Os Meios De Comunicação E A Lei
Pelo Submundo Da Internet A Vida Continua E Não Surpreende

"Facebook perde guerra sobre pseudónimos na Alemanha"

João Pedro Barbosa disse...

Boas Leituras

João Pedro Barbosa disse...

Abril Maio E Junho Sobe O Sol Sobe A Cabeça
Julho Agosto Setembro Desce O Sol Desce A Cabeça
Outubro Novembro Dezembro Sobe A Lua Sobe A Cabeça
Janeiro Fevereiro Março Sobe A Lua Desce A Cabeça

João Pedro Barbosa disse...

Mais Um Dia

João Pedro Barbosa disse...

Está Aberto O Concurso Para A Melhor Descolagem

Do CDS À Coligação No Caso De Derrota

E Do Partido Socialista Ao Casiquismo No Caso De Vitória

João Pedro Barbosa disse...

Comove-me Ver Tanto Sacrifício

João Pedro Barbosa disse...

Tanto Se Incapacitou O Quarto Plano De Estabilidade E Crescimento Em 2011
Tanta Retórica Se Alimentou Com O Desmantelamento Das Linhas De Transporte Nacionais
Tantas Promessas Num Plano De Estabilidade E Crescimento Em Campanha
E António Costa E Pedro Passos Coelho Resta O Pavio Da Segurança Social Para Iluminar Mais Uma Legislatura
E Passar O Testemunho Como Com Os Transportes
Assim Fica A Chama Olímpica Para A Próxima Legislatura

João Pedro Barbosa disse...

Também Já Temos Banca Educação E Saúde Estatal
Que Mais Se Pode Querer De Um Estado Que Somos Nós
Três Missões Já É Demais Para Um País Como Portugal

João Pedro Barbosa disse...

A
GALINHA
DA
VIZINHA
TEM
UM
GALO
COMO
O
MEU

João Pedro Barbosa disse...

Há Competições Saudáveis
Ao Nos Deixarem A Cargo
Alguém Que Pouco Mais Que Uma Vela Apagou
Manter A Própria Rotina
E Se Não Interagir Com O Mundo De Um Inocente
Pelo Menos Não Lhe Tirar O Brilho Ou A Sombra Do Seu Início
Por Mais Urgente Que Seja A Nossa Condição
E Admirável É Ver Pais E Tios A Exibirem Tanta Bondade
E Pouco Se Sabe Como Miseráveis São Os Tratos Na Intimidade
Por Isso Não Surpreende Alguma Cumplicidade Das Autoridades
Depois De Saber Que Continuamos Igual Ao Que Estávamos
E A Vizinha Espanha Que Ainda Consegue Ter Uma Situação Menos Negra
Não Posso Fugir Ao Patriotismo De Algibeira Que Por Portugal Floresce

João Pedro Barbosa disse...

Tocando Noutro Tema Sensível

Longe Vai Turbulência No Sul De África Salvo Algumas Excepções Não Se Vive Na Mesma Guerra Que Nos Últimos 20 anos
E O Efeito Migratório Já Se Fazia Sentir Na Europa
Não Se Compreende O Alarme De Hoje Em Dia Quando A Instabilidade Apenas Se Concentrou Na África Do Islão E Sub Setentrional
Como O Racismo Contra Os Negros Deu Um Grande Passo Nos Últimos Vinte Anos
Tem Que Haver Consciência Que O Complexo Contra O Mundo Árabe Está Mais Sustentado Da Ignorância Que Em Qualquer Movimento Extremista
Já Chega A Controvérsia Em Torno Da Terra Santa Que Entre Extremos Tem Em Setenta Anos Satisfeito O Estado De Israel E Uma Zona Chave Para A Politica E Religião Aí Se Encontrarem Para Criar Uma Matriz Global De Economias E Dividir Aparentemente O Ocidente
Quando A Oriente O Ocidente Tem A Mesma Base Ideológica

João Pedro Barbosa disse...

JÁ MUITO TEMOS EM QUERER UM MAR SANTO

Tirando A Republica Russa Que Como Portugal Vive Um Processo De Descolonização
E Os Países Sub Desenvolvidos Que Sustentam Em Parte Os Mais Ricos
Não Se Vê Diferença Entre Uma País Em Que Quem Aí Vive Está Ligado Ou Não Ao Partido Que O Governa
E Um País Dividido Entre Democratas E Republicanos Que De Igual Modo Têm Zonas Onde Concentram Todo O Tipo De Ofertas E Outras Zonas Em Que Se Vive Como Na Idade Média
Já Muito Temos Em Querer Um Mar Saanto

João Pedro Barbosa disse...

Vejam O Que É Não Estar Em Maioria

"https://www.youtube.com/watch?v=DqBvpWbmdkQ"

João Pedro Barbosa disse...

Também Vou A Banhos Mas Não Para Enterrar A Cabeça Na Areia
Simplesmente Fazer O Caminho Até Perder As Forças
Ver Uma Sombra De Um Mar Mais Desconhecido Que O Universo
E Fazer O Ritual Para Minha Segurança Sem Esquecer A Do Outro
Voltar Com A Força A Que O Mar Ou O Monte Obriga

João Pedro Barbosa disse...

"Investigadores de Coimbra descobrem mecanismo de combate a células cancerígenas"

Na História Deste País Houve Um Fármaco Que Recentemente Entrou No Mercado Para Pessoas Com Epilepsia

Mas Nos Últimos Anos Como Em Forma De Banha Da Cobra Não Param As Notícias Promissoras Deste Nosso País

Vamos Brincar Ao Conhecimento

João Pedro Barbosa disse...

E Ficamos A Jogar Dominó

"Medida cheque-formação entra em vigor terça-feira"

João Pedro Barbosa disse...

A Era Informática Está Como A Era Industrial Vai Estragar Muito Que A Natureza Fez Mas Não Nos Lugares Apenas E Simplesmente Nas Pessoas

João Pedro Barbosa disse...

Bons Banhos

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha Não Se Percebe Como Deixou De Ser Um Elefante Branco As Estradas De Portugal E Como É De Pensar Que A Segurança Social Pode Ser Uma Parceria Público Privada Independentemente Da Riqueza De Cada Um Podendo A Participação Ser Variável Para Maiores Ou Menores Descontos Como Quem Viaja Pode Preferir Uma Estrada Secundária Ou A Auto Estrada Para Deslocações Mais Exigentes

João Pedro Barbosa disse...

Só Tenho Pena Do Pires De Lima Mas Num Ministério Que Nunca Funcionou Porque A Quarta Figura De Estado E Seus Seguidores Não Se Podem Defender Com Um Cidadão Que Especulou Na Comunicação Social Na Universidade No Partido No Governo E Na Boa Vontade De Alguns Portugueses

João Pedro Barbosa disse...

O DESPORTO MAIS COMPLETO EMBORA SEJA O QUE FAZ MAIS VÍTIMAS POR NUMERO DE PRATICANTES

"A atleta russa Natalia Molchanova está desaparecida desde domingo, nas ilhas Baleares espanholas. A embarcação onde seguia a campeã mundial de imersão em apneia foi encontrada a uma milha da praia de Ses Illetes, em Formentera."

João Pedro Barbosa disse...

Como O Café De Cima Nem Teve Tempo Para Arrefecer
Já É Hábito Ter Que Tomar O Chá Feito Para O Outro

João Pedro Barbosa disse...

Cruzes Canhoto
Tantos Destros
De Disfarce

"Um estudo publicado terça-feira na revista Royal Society britânica destaca uma ligação entre a genética e as preferências políticas. Durante vários anos, a ideia de que factores biológicos como os genes podem influenciar as nossas ideias políticas ..."

João Pedro Barbosa disse...

A Alvorada Já Está Mais Preguiçosa

João Pedro Barbosa disse...

Não Se Percebe Esta Sede De Estatísticas Da Taxa De Desemprego
Como Se Fosse Uma Luta De Empregados Contra Desempregados
E Logo Em Campanha Eleitoral Que É Mais Uma Chavão
Quem Não Tem Pouco Importa Se Encontrar À Esquerda Ou À Direita

João Pedro Barbosa disse...

Boas Musicas

João Pedro Barbosa disse...

E Sondagens São Sondagens Porque O Poder Magnético Do Jerónimo De Sousa Vai Levar O Voto Útil Ao Partido Socialista

João Pedro Barbosa disse...

"O Que Me Importa
Marisa Monte


O que me importa
Seu carinho agora
Se é muito tarde
Para amar você...

O que me importa
Se você me adora
Se já não há razão
Prá lhe querer...

O que me importa
Ver você sofrer assim
Se quando eu lhe quis
Você nem mesmo soube dar
Amor!...

O que me importa
Ver você chorando
Se tantas vezes
Eu chorei também...

O que me importa
Sua voz chamando
Se prá você jamais
Eu fui alguém...

O que me importa
Essa tristeza em seu olhar
Se o meu olhar tem mais
Tristezas prá chorar
Que o seu!...

O que me importa
Ver você tão triste
Se triste fui
E você nem ligou...

O que me importa
Seu carinho agora
Se para mim
A vida terminou
Terminou! oh! oh! oh!
Terminou! oh! oh! oh!
Oh! oh! oh!..."

João Pedro Barbosa disse...

Descansem Que Ninguém Nos Faz Mal
E Atenção Ao Fácil De Diagnosticar Judicialmente
Ou Ao Fácil De Esconder Um Limite De Inquisição

Impio Blasfemo disse...

O cérebro e a sua importância. Desloca-se o cérebro e o corpo responde mal. 1-0. Dizem que o primeiro milho é dos pardais, mas ontem só vi o Sporting jogar.
Temos pena, mas uma taça já cá canta.
JESUS, fugiu do vermelho, cor associada ao demo, e virou Lagarto, lagarto, lagarto. Saiu dos calores dos lampiões e refresca-se na verdura de Alvalade. A alma de lagarto manifestou-se; a psique tem destas coisas.
Abraços e condolências
Impio

João Pedro Barbosa disse...

Como Um E Três São Quatro

João Pedro Barbosa disse...

Interessante Como Os Presidentes Das Equipas Dos Clubes Que Jogaram A Taça Cândido De Oliveira Em Pouco Tempo Viraram As Costas Ao Mestre Jorge Nuno Pinto Da Costa E Que O Clube Que Perdeu Terá Sempre A Igreja Por Trás Porque A Que Ganhou Já Não Pode Contar Com O Messias Por Mais Verde Que Seja A Esperança E Ao Futebol É Mais Operação De Marketing Para Poder Passar Outro Tipo De Publicidades E Que Em Alguns Casos É Gratuita Para As Empresas

João Pedro Barbosa disse...

"Quem Vem Pra Beira do Mar
Adriana Calcanhotto"

Quem vem pra beira do mar, ai
Nunca mais quer voltar, ai
Quem vem pra beira do mar, ai
Nunca mais quer voltar
Andei por andar, andei
E todo caminho deu no mar
Andei pelo mar, andei
Nas águas de Dona Janaína
A onda do mar leva
A onda do mar traz
Quem vem pra beira da praia, meu bem
Nunca mais quer voltar

João Pedro Barbosa disse...

Para Quem Quiser Apostar Na Bolsa

"http://www.publico.pt/sociedade/noticia/proteccao-civil-estranha-incendios-com-recorrencia-muito-grande-na-covilha-1704605?frm=ult"

João Pedro Barbosa disse...

O Que Aprendemos Hoje

João Pedro Barbosa disse...

Um Bom Início De Ano Lectivo

João Pedro Barbosa disse...

Boas Peças De Teatro

João Pedro Barbosa disse...

Muita Musica

João Pedro Barbosa disse...

QUE EM PORTUGAL AS PORTAS SÃO TODAS IGUAIS

Anfitrite disse...

Ímpio,
O título do postal foi premonitório. Quem não joga perde sempre. O vermelho representa o sangue e o verde a esperança e toda a Natureza que nos rodeia. Eu nunca gostei de rastejantes, metem-me asco, mas isso não tem nada a ver com este assunto. Eu já gostei um pouco de futebol quando ele não representava a sujeira do mundo que hoje nos rodeia. Então o assunto das últimas eleições na FIFA e os milhões que andam a esbanjar com tanta gente a morrer de fome dá-me náuseas.
E, não tenha dúvidas é a psique que move montanhas. Eu nunca trabalho tanto como quando estou deitada esperando o sono... Boas Férias. Eu não as tenho desde 1990.
Assim vai o mundo: http://pagina1.sapo.pt/detalhe.aspx?fid=416&did=195918&number=14221

João Pedro Barbosa disse...

Desculpem Implicar Com A Profissão Do Nosso Professor Mas É Como Um Polícia De Folga Que Não Admira Ver Os Outros Fardados

João Pedro Barbosa disse...

O Blogue Só Vai Ás Compras A 16 Para Não Ter Que Se Sacrificar No Final

João Pedro Barbosa disse...

Isto É O Que Se Chama Trabalhar Às Claras Sem Temer O Corporativismo

"http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=4726024"

Anfitrite disse...

https://www.youtube.com/watch?v=ctum9waOfFQ&feature=player_embedded

João Pedro Barbosa disse...

Como O Mário Soares Destruiu O Salgado Senha E Diz-me Qual Dos Dois Foi O Mais Honesto

Impio Blasfemo disse...

Andorinha

Em relação ao 1-0 pois obviamente metia-me com os benfiquistas. a psique do JJ, a sua alma de lagarto, e tudo o mais está muito ligado ao "vil metal"; dizem que soma o tal mineral vil, 6 milhões por ano.
E também acho que o primeiro milho é para os pardais. O jogo correu-nos de feiçã0. Tivemos um golo mal anulado e vocês um penalti por marcar. Mas sinceramente acho que o vosso treinador ainda não acertou o esquema tático da vossa equipa; o vosso meio campo ainda não joga como estou habituado a ver o Benfica jogar.

Boas férias
Impio

Atena disse...

Ímpio,

Fui eu que fiz o comentário, ou já nem dá por mim. Então já foi castigado para passar a usar o novo desacordo? Táctica é sempre táctica. Então os computadores já estão a funcionar melhor desde que virou sénior?

Continuação de boas férias,

Anfitrite

andorinha disse...


Impio,

Não faço a mínima ideia de que é que estás a falar:)))))))))))))))))

Não vi o jogo, vi nas capas dos jornais que o resultado foi 1-0 mas não sei mais nada...)

Estou de férias, evado-me deste mundo incluindo do futebol lol

Mas fico contente por ti, lagarto:)

Continuação de boas férias e vê lá se apitas...

Abração

João Pedro Barbosa disse...

Já Se Contam Os Dias Para Agosto Acabar

Impio Blasfemo disse...

Anfitrite

Pois tem toda a razão. A pitosguice mais a idade somada não ajudam nada. Sobre o "A COR DO HORTO GRÁFICO" (experimente ler a frase e em seguida diga acordo ortográfico e vai ver que a sonoridade é próxima) ainda não fui castigado não senhora e já tive de escrever de acordo com a nova "liturgia gráfica" portuguesa, pois temi que me recusassem o ofício por não estar escrito segundo as "novas regras". Contudo a Direcção da minha escola, o seu Conselho Científico e o seu Conselho Pedagógico e os meus alunos são todos tolerantes comigo e com mais uns tantos colegas meus "recalcitrantes". A coisa complica-se quando os documentos são para enviar para instituições do Estado que são exteriores à escola; aqui, educadamente e com muito bom senso, perguntam-nos se não nos importamos que o documento seja "convertido para o novo acordo". Por tudo isto falei acima em "liturgia gráfica" pois neste processo de "conversão", só alguém que tenha muita "fé" neste acordo é que o consegue defender; tem de facto ser uma questão de "fé", de algo que transcenda o racional.

E Boas Férias e um abraço

IMPIO

Impio Blasfemo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Impio Blasfemo disse...

Anfitrite

(eliminei o anterior post por estar pouco claro)

Tal qual o que acontece num compilador quando interpreta uma linguagem como o C++ ou o Java, o cérebro humano, quando houve uma frase ou interpreta um texto faz três análises sequenciais. À primeira costumamos chamar-lhe de lexicográfica (as palavras têm de pertencer ao nosso dicionário de símbolos), à segunda chamamos-lhe sintáctica (as frases têm de obedecer às regras gramaticais) e à terceira designamo-la por semântica (o texto tem de fazer sentido). Quanto mais símbolos iguais forem utilizados para representarmos coisas distintas (por exemplo ato que pode ser acto ou ato) mais se aumenta o número de hipóteses possíveis na análise sintáctica e na análise semântica, ou seja, tornamo-las mais complexas. Há quem não aceite este “facto”. Bom, então imaginemos que dos dez símbolos numéricos substituíamos o 8 e o 9 por um símbolo único, como, por exemplo, o #.
Habitualmente escrevemos 8+8 =16 e 9+9 = 18 e na nova “grafia” escreveríamos # + # = 16 e # + # = 18. E todos me dirão e qual é o problema? Todos sabemos que se o # pode ser um 8 ou um 9 que a única hipótese de # + # = 16 é quando ambos os # são iguais a 8 e no caso de # + # = 18 é quando ambos os # são iguais a 9. Pois é verdade, mas também é verdade que para chegar lá partiu do fim para o princípio, ou seja do resultado para a advinha do que é que o símbolo está a representar, portanto, complicou-se o raciocínio para se chagar ao resultado.
Mas agora suponhamos que escrevemos # + # = 17. Aqui é fácil perceber que tanto dá no caso de 8 + 9 = 17 quanto no caso de 9+8 = 17 pelo que se quiséssemos optar pela primeira hipótese ( 8 + 9 = 17), para a definirmos, seríamos obrigados a acrescentar texto ou uma informação adicional como por exemplo “ # + # = 17 sendo o primeiro # menor que o segundo #”. Ou seja, diminuímos os símbolos e temos que adicionar informação adicional para que o texto seja exacto, porque se o não fizermos, o mesmo fica fluido, ou seja tanto pode ser uma coisa quanto outra. “É um fato que o fato está apertado pelo que vai ser um fato que o fato vai ficar mais caro porque também é um fato que o fato vai requerer mais mão-de-obra e mais tecido assim este fato vai tornar-se um fato novo na costura desta loja”.

Abraços
IMPIO

Impio Blasfemo disse...

Um curioso texto que um amigo meu me enviou e cuja autoria desconheço dado que ele não a referencia.
<< Quase todos os portugueses sofrem de pleonasmite, uma doença congénita para a qual não se conhecem nem vacinas nem antibióticos. Não tem cura, mas também não mata. Mas, quando não é controlada, chateia (e bastante) quem convive com o paciente.

O sintoma desta doença é a verbalização de pleonasmos (ou redundâncias) que, com o objectivo de reforçar uma ideia, acabam por lhe conferir um sentido quase sempre patético.

Definição confusa? Aqui vão quatro exemplos óbvios “Subir para cima”, “descer para baixo”, “entrar para dentro” e “sair para fora”.

Já se reconhece como paciente de pleonasmite? Ou ainda está em fase de negação? Olhe que há muita gente que leva uma vida a pleonasmar sem se aperceber que pleonasma a toda a hora.

Vai dizer-me que nunca “recordou o passado”? Ou que nunca está atento aos “pequenos detalhes”? E que nunca partiu uma laranja em “metades iguais”? Ou que nunca deu os “sentidos pêsames” à “viúva do falecido”?

Atenção que o que estou a dizer não é apenas a minha “opinião pessoal”.
Baseio-me em “factos reais” para lhe dar este “aviso prévio” de que esta “doença má” atinge “todos sem excepção”.

O contágio da pleonasmite ocorre em qualquer lado. Na rua, há lojas que o aliciam com “ofertas gratuitas”. E agências de viagens que anunciam férias em “cidades do mundo”. No local de trabalho, o seu chefe pede-lhe um “acabamento final” naquele projecto. Tudo para evitar “surpresas inesperadas” por parte do cliente. E quando tem uma discussão mais acesa com a sua cara-metade, diga lá que às vezes não tem vontade de “gritar alto”: "Cala a boca!”?

O que vale é que depois fazem as pazes e vão ao cinema ver aquele filme que “estreia pela primeira vez” em Portugal.

E se pensa que por estar fechado em casa ficará a salvo da pleonasmite, tenho más notícias para si. Porque a televisão é, de“certeza absoluta”, a “principal protagonista” da propagação deste vírus.

Logo à noite, experimente ligar o telejornal e “verá com os seus próprios olhos” a pleonasmite em directo no pequeno ecrã. Um jornalista vai dizer que a floresta “arde em chamas”. Um treinador de futebol queixar-se-á dos “elos de ligação” entre a defesa e o ataque. Um “governante” dirá que gere bem o “erário público”. Um ministro anunciará o reforço das “relações bilaterais entre dois países”. E um qualquer “político da nação” vai pedir um “consenso geral” para sairmos juntos desta crise.

E por falar em crise! Quer apostar que a próxima manifestação vai juntar uma “multidão de pessoas”?

Ao contrário de outras doenças, a pleonasmite não causa “dores
desconfortáveis” nem “hemorragias de sangue”. E por isso podemos “viver a vida” com um “sorriso nos lábios”. Porque alguém a pleonasmar, está nas suas sete quintas. Ou, em termos mais técnicos, no seu “habitat natural”.

Mas como lhe disse no início, o descontrolo da pleonasmite pode ser chato para os que o rodeiam e nocivo para a sua reputação. Os outros podem vê-lo como um redundante que só diz banalidades. Por isso, tente cortar aqui e ali um e outro pleonasmo. Vai ver que não custa nada. E “já agora” siga o meu conselho: não “adie para depois” e comece ainda hoje a “encarar de frente” a pleonasmite!

Ou então esqueça este texto. Porque afinal de contas eu posso estar só “maluco da cabeça”.>> (FIM DE CITAÇÃO)

IMPIO

andorinha disse...


Impio,


Gostei imenso dos textos, o teu e o do teu amigo. Já me ri a valer...

Vá lá, faz favor de viver a vida....:)))) e Boas Férias

Abração

Anfitrite disse...

Ímpio,

Não é pitosuice é hábito. E não se esqueça que está na flor da idade. É obrigatório ir sempre à revisão. O meu carro vai lá todos os anos e passa sempre à primeira.
Confesso que só li o primeiro comentário porque a minha mãe está com dores de parto, e eu já me sentia no Circo Cardinal rodeadas de leões.
Têm de seguir os camones à força.
Porque não entra no grupo contra o acordo ortográfico? Eu já fui expulsa porque está infiltrado por gente da maioria, como o PS, pois ninguém faria pioR. Agora até sou amiga de brasileiros e vamos publicar tudo publicamente, porque ficámos com cópias das censuras dos nossos suaves comentários. Até duvidaram que eu tivesse lido Jorge Amado ou Érico Veríssimo, quando eu agora até estou a ler oum livro do filho dele, quando vou para a cama, para ficar bem disposta, que se chama "Os Espiôes". Depois continuo a coonversa após ler tudo com mais calma. Eu pensava que os simbolos eram 0 e 1 e agora vem me baralhar. 8.5+8.5 também é igaul a 17.
Abração.
Anfitrite

João Pedro Barbosa disse...

Foi Preciso Entrar O Garcia Pereira Para A Campanha Começar A Ser Para Os Recenseados Porque Até Agora Foram Estudos De Opinião

João Pedro Barbosa disse...

Admiradores E Ao Ilustre Ímpio Faço Minha Obrigação Dispensar A Cegueira

Caidê disse...

Pedrito
Que cumbersador o menino anda :)))!

Atena
Dá um beijo meu à Anphy:))

Andorinha
Toca a apanhar outro barco não tarda.

Rain
Os amigos dizem-se, ouvem-se, aceitam-se, porque há entre eles uma prioridade relacional uma qualquer coisa entre os bancos da escola e uma família de adoção ou de coração. Beijinho.

Meninos todos, meninas todas e professor
Boas férias 2015.Abraços.

João Pedro Barbosa disse...

Entre Uma Deusa Helénica E Uma Espécie Protegida É Assunto Que Não Me Meto

Atena disse...

Minha querida, Caidê,

Eu sempre estive com os Gregos. Ora sou deusa do mar ora da Sabedoria. Complexos de superioridade. Sempre esperei que hoje alguém me desse os parabéns mas o tempo passou e nada...então tenho eu de me valorizar.

Não me sai da minha cabeça sem saber por onde tem andado. Acredita que ainda não abri um mail que já tem um ano? Eu sabia o que ele diria e eu não sei dizer não, mas...
Estive agora a ouvir esta canção para me animar:
https://www.youtube.com/watch?v=GlpDf6XX_j0
e mais esta:
https://www.youtube.com/watch?v=mDtybE03XJU

Biépi


andorinha disse...



"Entre Uma Deusa Helénica E Uma Espécie Protegida É Assunto Que Não Me Meto"

Posição muito sensata, Pedro:)


Apanhar um barco, Caidê? Mas eu sou uma andorinha....:)))))




Se não 'tocamos' a realidade, o mundo virtual é um sucedâneo muito pobre! Ilusório e enganador quantas vezes.


Anne Murray - You needed me

https://www.youtube.com/watch?v=1RoNSv7Cd3g


A canção da minha vida como já aqui disse. Chorei algumas vezes ao ouvi-la, agora já não:) Os anos passaram mas ela continua aqui comigo....

Aqui a deixo for all my friends:)

Bons sonhos







João Pedro disse...

Eu Já Nem me Reconheço Quanto Mais Às Pessoas Que Vieram Ou Hão De Vir

Caidê disse...

Atena

A Anphy não quis ir tomar um acepipe com as amiguitas destas paragens. Nós, tristinhas com a sua decisão, mas sempre aceitantes óbvio.
Passei o ano muito bem mas enfiada nas gentes e reboliços da escola :))). Quando estou, estou e enfio-me até às orelhas. Só o reumático me para, mas até a esse mandei dar uma voltinha enquanto eu cá ia à minha azafamazinha.
Com os Gregos? Eu, solidária.

Andorinha
Pois até nem me "alembrei" que quem voa não precisa remos :))
Essa canção é bonita, menina. A ouvir...

Pedro
Qu'é feito bonitão?
Já não tenho Petra. Lembrei-me logo de ti e do Pico :((( e da Anphy e da sua gatita. Chorei 3 dias, puxa!
Arranjei um canito que fui buscar ao Alentejo - o Pretty - para ver se me desfocava um pouco da minha Petruska. Agora tenho um bebé para aturar!... :))

Ímpio
A banhos! Boa opção!

Meninos e meninas todos
Continuação de bom verão azul.

Abracitos

João Pedro disse...

Caidê? Agora é o Horta! Um abandonado. Que vê mais com um olho que os outros com dois...

Caidê disse...

João Pedro
Eu fui ao Alentejo buscar um Yorkshire cruzado com caniche - estavam a dar os cachorros. Veio com 1,5 mês. Tinham roubado a mamã Yorki. Assim parei de chorar tanto...Foquei-me também neste bebé que aqui entrou.
Agora é o Pretty. :))

Atena disse...



Caidê,
Não é não querer é não poder. Soube agora que tinha sofrido um desgosto. O maior que eu sofri nesse aspecto foi num 13 de Julho a uma sexta-feira. Como dizem que desgosto de cão se trata com pelo de cão trouxeram-me um da mesma raça mas eu nem o podia ver. Não havia semelhança nenhuma. tiveram de o levar. Mais tarde acabei tendo outros rafeiros que também se fartaram de sofrer. Agora já não tenho forças para mais. mas apareceu aqui um gata vadia com um ninhada de gatos. Com uma armadilha um hospital veterinário consegui apanhá-los todos aos poucos para serem tratados e castrados. Gastei uma fortuna. Até a mãe que já estava grávida outra vez, consegui fechá-la quando estava a dormir dentro do carro, foi tratada, mas nenhum deles me dá mão. nem os consigo desparasitar. Só vêm cá comer. Comigo tudo tem de ser difícil. Hoje tem sido um dia triste para mim.Espero que fique bem colocada e que o novo filhote lhe traga muitas alegrias e lhe roa muita coisa que tenha à mão, ou ao pé.
Beijinhos.

João Pedro disse...

Mudam-me este post?

João Pedro disse...

Ainda Ontem Pensei Nisto

"http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4752969"

João Pedro disse...

Umas Boas Férias Para O Signo Virgem

Impio Blasfemo disse...

Discurso de Mário Vargas Llosa ao receber o Prémio Nobel da Literatura 2010.


“Tal como escrever, ler é protestar contra as insuficiências da vida. Quem procura na ficção o que não possui, diz, sem necessidade de o dizer, sem sequer sabê-lo, que a vida tal como ela é não basta para colmatar a nossa sede de absoluto, fundamento da condição humana, que deveria ser melhor. Inventamos as ficções para poder viver de alguma maneira as muitas vidas que queríamos ter quando apenas dispomos de uma só”

Saravá
Impio

Anfitrite disse...

Ímpio,

"O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons."
Martin Luther King

Mas temos de ter paciência, segundo Mia Couto, "este é o país do queixa andar".

João Pedro disse...

SÓ QUERIA DEIXAR O MEU CARINHO
AOS MACHADO VAZ
E AOS DEMAIS
NESTE HORIZONTE
ATRIBULADO

Anfitrite disse...

O país do sonho e da liberdade: http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=4764704

Impio Blasfemo disse...

Anfy

Sobre o silêncio ou silenciamento dos bons deixo uma carta silenciada.

Carta Aberta ao Presidente da República

“Excelência,
Os portugueses sabem por experiência que Vossa Excelência encarou sempre de forma muito peculiar os poderes presidenciais, razão pela qual ao longo dos últimos dez anos presidiu a uma das maiores destruições de riqueza da nossa história, sem qualquer intervenção significativa que o evitasse. Porque não é credível que, tendo à sua disposição todas as informações existentes nas instituições da República, não tenha previsto os prejuízos que resultariam de uma política de obras públicas irracional, de um indecoroso nível de endividamento externo, dos enormes prejuízos que esse endividamento não reprodutivo causaria às actuais e futuras gerações, ou as desastradas intervenções e omissões do Estado nos casos do BPN, BPP, BES/GES, PT, BCP, parcerias público-privadas e o crescente nível de corrupção que levou à acusação e prisão de um número elevado de pessoas pertencentes ao topo da política e da administração portuguesas, algumas das quais antigos e fiéis servidores de Vossa Excelência.
Sendo que todas essas pessoas, agora sob suspeita ou já condenadas, sobreviveram bem, durante muitos anos, ao escrutínio político da Presidência da República.
Acontece entretanto que, no final do mandato de Vossa Excelência, que seria desejável terminasse com dignidade, é incompreensível que não proteja o uso da língua portuguesa na União Europeia ao aprovar sem comentário público o fim do direito do uso da língua portuguesa na questão das patentes e se mantenha calado, sem uma palavra de condenação, sobre a impensável decisão do Governo de concessionar a exploração do Metro do Porto e do serviço da STCP, a menos de dois meses das eleições legislativas.
Intervenção presidencial que teria pelo menos o mérito de defender o bom nome das entidades intervenientes, evitando mais suspeições e investigações que afectem a credibilidade e a isenção do nosso sistema político.
Com os meus cumprimentos,
Henrique Neto

Lisboa, 30 de Agosto de 2015 “

Texto "não referido" (silenciado, melhor dizendo) pelos grandes meios de comunicação, hoje na mão de capitalistas suspeitos de grandes acções de corrupção e de lavagem de dinheiro.
Saravá
IMPIO

PS - Não obstante, entrevistar o rapaz das pizzas à porta da casa da ex-mulher do Sócrates é um acto fundamental do melhor do nosso jornalismo; digno de prémio, digno de bom exemplo....

Impio Blasfemo disse...

Claro está que o nosso "bom jornalismo" gosta mais de reportar coisas deste género:

https://www.youtube.com/watch?v=NMdvyyUhTL0

Saravá
IMPIO

Atena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anfitrite disse...

Ímpio.

Eles já não entendem a nossa língua. O Brasil não está lá e ainda não adoptou o desacordo, logo não fez pressão. Eles têm o cuidado de adaptar as estrangeiras à "sua" língua. Há poucos minutos estive a ler um artigo, em brasileiro, onde estava escrito "Bangladeche". Têm mais brio do que nós que os colonizámos.

Também gosto muito de desportos radicais e fiquei muito triste porque duas famílias, uma com uma grávida, quase em trabalho de parto, e os amigos com um miúdo de três anos, foram pôr-se à frente de carros num rali. Parece aquele avô, médico, que adora o surf dum neto, na esperança de ele se tornar um famoso Mcnamara, esquecendo-se dos prejuízos e lesões de coluna, mas daqui a uns anos já ninguém terá espinha dorsal para a manter direita.

Abração

P.S. - Sabe que a pizza com pepperoni vai chamar-se pizza Sócrates. Por mais voltas que dêem o homem tem de ficar na história.

Impio Blasfemo disse...

Anfy

O Radicalismo, a emoção, o vício de tudo filmar e tudo publicar

ESBARDALHA-TE existe na língua portuguesa. Quem duvida consulte:
http://www.priberam.pt/dlpo/esbardalhar

Mas não coloquei o link do post acima apenas para mostrar os insucessos das experiências radicais. Coloquei-o por o achar uma boa sátira a esta nova tendência das selfies,, dos telemóveis que tudo filmam e fotografam e do facebbok para publicar tudo, nem que seja a nossa cara a fazer caretas numa selfie.
Passou-se do “penso, logo existo” para o “publico no facebook, logo existo”; é mais fácil e custa apenas um clicar. E neste contexto é fácil o jornalismo deixar-se ir na crista da onda e, por exemplo, cair na tentação de colocar uns tantos jornalistas novos (os que saem mais barato no orçamento da TV) de plantão à porta do Sócrates para filmar tudo o que lá se passe. Passou o rapaz das pizzas, e eles (os jornalistas) já estavam chateados de não fazer nada e aproveitaram a ocasião para por o equipamento a trabalhar; testar o equipamento, não fosse ocorrer a situação de algo com interesse acontecer e a máquina de filmar estar encravada ou sem bateria. E depois, do filmar ao publicar é só um saltinho. Olha, esbardalharam-se…………
Mas em defesa deste mau jornalismo, acresço que alguns destes novos jornalistas são muito mal pagos e alguns deles são mesmo pagos a recibo verde apenas quando há coisas para fazer. São os novos tempos. Ora se o pagamento da renda da minha casa dependesse de horas que faça em entrevistas, garanto que ia entrevistar os pombos da Praça da Figueira.

Saravá
IMPIO

andorinha disse...


Impio,

Intervenções pertinentes as tuas, como sempre.

Em relação à carta silenciada, que dizer?
Não convem dar relevo....:(
A comunicação social anda pelas ruas da amargura. Como quase tudo neste país:(

"Ora se o pagamento da renda da minha casa dependesse de horas que faça em entrevistas, garanto que ia entrevistar os pombos da Praça da Figueira."

Looooooooool Só tu...:)

Abração

Impio Blasfemo disse...

Andorinha

Viva, é o regresso ao serviço lectivo, acabou-se o Verão. Por sinal ontem e hoje tomei umas ricas banhocas mas a água de ontem para hoje esfriou drasticamente.

Na senda dos telemóveis acrescento um texto enviado por um amigo meu.

<<Foi um aniversário perfeito!

A minha filha completou quinze anos e organizámos a festa de aniversário com um baile num salão de festas para que convidasse todos os seus amigos.

Nessa noite, à medida que iam chegando, sentavam-se no lugar designado e em seguida ligavam os telemóveis e começavam a jogar ou a conversar por meio de sms.

Era muito comovente vê-los concentrados no ecran dos seus sóbrios e negros aparelhos, como especificava o convite “estilo desportivo e elegante e telemóveis negros”.

Tão crescidos que estão todos! Pensar que os conheço desde que começaram a falar... Ainda me recordo da voz deles, alguns já não se lembram que falavam quando eram crianças e falavam a olhar-se olhos nos olhos. Faziam erros ao falar e eu não os corrigia, claro, pensava que iriam crescer e aprender a falar correctamente.

Quando chegou o momento do baile, cada um colocou os auriculares, escolheu a lista de músicas que mais gostava e entrou na pista de dança. Dava a sensação de que todos dançavam ao som da mesma música.

A entrada de minha filha foi apoteótica, exultante de emoção. Cada um dos amigos tentava ser o primeiro a fazer chegar o seu sms de felicitações, movendo os dedos a toda velocidade. Os mais precavidos já tinham a mensagem preparada e só precisavam de carregar em “ok”. O telefone de minha filha não parava de vibrar e como era impossível lê-los todos, guardou alguns para mais tarde.

Aproximei-me dela e disse-lhe sem me dar conta:
- Feliz aniversário filhinha.
Ela olhou-me horrorizada e afastou-se de mim. Preocupado, fui atrás dela e tentei perguntar-lhe se se passava alguma coisa, o que teria feito que a incomodara.
Puxou do telemóvel e mandou-me um sms:
- Qres me envrgoñr frnte ms amgs? Fzme o fvor, pra q exst os tlms?
Não tive outro remédio senão ligar o meu telemóvel e mandar-lhe as minhas felicitações por sms.
- Prdao Fliz anvers filnha Bj Papa.
Foi um aniversário perfeito!

Como o tempo passa e que "velho" estou. Pensar que quase lhe dei um beijo! »

Saravá
IMPIO

rainbow disse...

"Passou-se do “penso, logo existo” para o “publico no facebook, logo existo"

Por esta frase já valeu passar por aqui, mesmo que o post seja datado de 16 de Julho...

De volta à poesia e ao silêncio,
Abraços

andorinha disse...


Impio,

Pois é, as férias acabaram...

Esse texto está fabuloso! Acho que vou roubar...:)



Rainbowzita:)

Bom ver-te por aqui. Deixa-nos uma música, um poema, um pensamento...
É bom estarmos aqui.


Fiquem bem:)

Impio Blasfemo disse...

Salvem os ricos (contemporâneos) www.arrastao.org

https://www.youtube.com/watch?v=pI3z1c53J4g

Saravá
IMPIO

rainbow disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Impio Blasfemo disse...

O valor de um Mundo Cívico

http://ruitavares.net/blog/

Saravá
IMPIO

João Pedro disse...

Professor... Desculpe. Mas temos assim tanta! Caixa de ar?

João Pedro disse...

Cinco Anos Depois As Esquerdas Cometem O Mesmo Erro

João Pedro disse...

O Poder Vai Estar Na Oposição
Porque No Governo Só Cabe Uma Minoria

andorinha disse...



Agradeço a partilha, Blasfemo :)
É um excelente texto!

Abraço

João Pedro Barbosa disse...

Já Ninguém Sabe O Norte

"http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=4780509"

João Pedro Barbosa disse...

Não Se Esqueçam Que À Quatro Anos O Maior Partido Do Governo Também Estava Em Crise

"http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=4782415"

"

João Pedro Barbosa disse...

Não Se Pode Esperar Mais Dos Líderes Da Coligação Depois Da Sorte Grande Dos Anos De Governação

"http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=4782308"

João Pedro Barbosa disse...

UMA CAPITAL DE PROFETAS DE 1715

"http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/mundo/2015/09/16/interna_mundo,598433/terremoto-causa-morte-e-provoca-alerta-de-tsunami-no-chile-tremor-foi-sentido-ate-em-sao-paulo.shtml"

João Pedro Barbosa disse...

Anfitriões? Sabes Que Há Trabalhos Que São De Moda! Enquanto Outros. Saiam-nos Das Mãos...

João Pedro Barbosa disse...

Bom Jogo

João Pedro Barbosa disse...

http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/o_dia_num_minuto_o_debate_esclarecedor_o_adiamento_da_fed_e_as_compras_da_altice.html

João Pedro Barbosa disse...

Boa Noite

João Pedro Barbosa disse...

Já Chega De Publicidade

João Pedro Barbosa disse...

O Seguro Morreu
Velho Estupido
E Satisfeito

Atena disse...

Para os que se dão ao luxo de brincar com a liberdade de voto e com o bem-estar dos portugueses: http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=4786699&seccao=Ferreira%20Fernandes&tag=Opini%E3o%20-%20Em%20Foco

João Pedro Barbosa disse...

Ou Com A Liberdade De Identidade

Impio Blasfemo disse...

Segundo amigos meus que por lá andaram

https://pt.wikipedia.org/wiki/Isfahan

Saravá
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Até Parece Que O Campeonato Já Acabou

João Pedro Barbosa disse...

Ao Contrário Das Pessoas
Um Estado Sem Dívida
É ingovernável
Sem Receitas
E Sem Despesas

"http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=4790901"

João Pedro Barbosa disse...

Resumam-se À Dívida Colonial Porque Sempre Foi Social E Democrata

João Pedro Barbosa disse...

As Intenções De Voto
Que Eram Manipuladas
Para Os Pequenos Partidos
Agora Chegou À Màquina
De Governação

João Pedro Barbosa disse...

O Mais Fraco Tem Sempre Razões Para Chorar Mas Quando Eestá Sozinho É O Que Tem Mais Força

João Pedro Barbosa disse...

Boa Farça

João Pedro Barbosa disse...

VENHA OUTRA

Impio Blasfemo disse...

O culto Mariano

Paulo e Pedro, apóstolos do culto Mariano; segundo Paulo, que, ao que parece, terá roubado as chaves do Paraíso ao Pedro (o legítimo portador das chaves), e que face a este roubo terá ganho o cognome de Portas, a Maria é de confiança.

http://observador.pt/especiais/supersonico-portas-deu-boleia-a-maria-luis-albuquerque/

Saravá
Impio

Impio Blasfemo disse...

As questões de semântica sempre foram difíceis. De facto existe uma diferença entre o verbo cortar e o verbo poupar: à partida lexicográfica, pois escrevem-se de forma diferente. Depois em ambas as frases "eu vou cortar" e "eu vou poupar" têm sentidos diferentes. Mas a realidade é quem vai poupar tem de cortar em algum lado e a pergunta que qualquer cidadão esclarecido faz é simples: - qual o algoritmo que vai estabelecer para gerar essas poupanças que diz serem diferentes de cortes?
A pergunta parece-me ser legítima e com mil diabos, até à data ainda não vi esclarecimento claro sobre a mesma. Cá para mim, que não sou bruxo, dado que a inflação está praticamente a zero, ou seja, quase que podemos dizer que estamos a preços constantes, a ideia base será não aumentar as pensões. Mas será que isto é suficiente para produzir as tais orçamentadas poupanças que aparecem no programa do PS? Esta é outra pergunta que me parece também ser legítima.
Assim, do lado (PAF) é-nos garantido o CORTE e do lado do PS andamos na dúvida da forma da POUPANÇA. Difícil a escolha deste povo português que vai a votos novamente.

http://www.rtp.pt/noticias/pais/costa-assegura-que-nao-havera-qualquer-corte-de-pensoes_n860231


Saravá
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

COM UM COLETE TÃO GRANDE
COMO É QUE A COLIGAÇÃO
VAI GOVERNAR

Impio Blasfemo disse...

Bolas! Arquibolas! Ou a P. do Soriano!

Será que para o Costa ganhar precisa de ser como Matusalém e viver 10 séculos?

http://observador.pt/2015/09/09/sondagem-da-aximage-da-vantagem-de-56-pontos-percentuais-a-coligacao-psd-cds/

Ai a P. ai a ArquiP.! Chiça!
Já tenho pouco saco para o PAF e a perspectiva de aguentar o PPC&PP mais 4 anos faz-me pensar em emigrar!


Saravá
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Num Cenário Imaginário
Quem Se Queimou
Quatro Anos
Tem Outros Quatro
Para Se Lavar

João Pedro Barbosa disse...

Quanto Ao Governo
As Despeseas
Já Estã Feitas

João Pedro Barbosa disse...

O Único Compromisso De Voto
É Para Quem É Chefe De Estado
Porque Quem Governa
Não Decide

João Pedro Barbosa disse...

Um Feliz Outono

João Pedro Barbosa disse...

Que O Inverno Faz As Vezes Do Verão

João Pedro Barbosa disse...

É A Primavera É Uma Atenção

rainbow disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rainbow disse...


As eleições...

Em modo de trabalhar, comer e dormir, mal tenho tempo para ver ou ler as notícias e campanhas eleitorais. Nem mesmo o Ricardo, que vejo no player, me impede de cambalear sobre o computador.
No entanto, um dilema: tal como o Ímpio, não suporto a ideia duma eventual vitória da coligação, mas tenho dúvidas sobre o meu sentido de voto. E não gosto de deixar de votar.
Por isso, mais uma semana de trabalhar, comer, dormir, e reflectir.


Abraços e uma música:

https://www.youtube.com/watch?v=5iTNU3xtDFA


João Pedro Barbosa disse...

As Votações
Os Resultados
Os Eleitos

Impio Blasfemo disse...

Rainbow

Encruzilhada difícil esta do empate técnico; bem gostaria que não andássemos nesta altura por estes caminhos, por estas rotundas. Os senadores do PS ainda não saíram à rua; será que não gostam do Costa?

A esquerda ainda não conseguiu criar o partido UTIL (Unidos Todos Iremos Longe).

Abraço

Impio

rainbow disse...


Ímpio

"A esquerda ainda não conseguiu criar o partido UTIL (Unidos Todos Iremos Longe)."

Subscrevo.

Abraço e bom domingo

Anfitrite disse...


Para todos

…especialmente para aqueles que simpatizam com a extrema-esquerda ou a extrema-direita. Também para os estalinistas ortodoxos que só defendem os seus direitos e manter os lugares de origem, que já nem existem, por isso nunca se comprometeram, porque quem faz alguma coisa está sempre sujeito a errar.
Ontem vi o filme sobre a vida desta senhora. Vale a pena ler o que a Wikipédia diz sobre o assunto, para que as pessoas reflictam um pouco. Deixai-vos de charlatanismos e de querer distribuir o que não há. No entanto é preciso criar riqueza para se distribuir muito melhor. Isso, sim! O resto são palavras com cacofonias para os ouvidos de muita gente que não sabe ou não gosta de pensar.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Olga_Ben%C3%A1rio_Prestes

Boa noite.

Anfitrite disse...

Já agora também uma música bonita:

https://www.youtube.com/watch?v=Iy_bJelwa0c

João Pedro Barbosa disse...

Tem Coisas Boas E Coisas Más

João Pedro Barbosa disse...

Como Em Tudo

«O mais antigo ‹Mais antiga   1 – 200 de 252   Mais recente› Mais recente»