domingo, outubro 18, 2015

Precisava de vir aqui...

ÀS VEZES ENTRA-SE EM CASA COM O OUTONO

Às vezes entra-se em casa com o outono
preso por um fio,
dorme-se então melhor,
mesmo o silêncio acabou por se calar.

Talvez pela noite fora ouça cantar o galo,
e um rapazito suba as escadas
com um cravo
e notícias de minha mãe.

Nunca fui tão amargo, digo-lhe então,
nunca à minha sombra a luz
morreu tão jovem
e tão turva.

Parece que vai nevar.

© EUGéNIO DE ANDRADE 
Branco no Branco, 1984 

50 comentários:

Moon disse...

Ui... Isto é tão triste.
Beijinho, meu querido. :)

João Pedro Barbosa disse...

É Uma Visita Bastante Discreta

Impio Blasfemo disse...

Poema triste! Anime-se!
Pior só o Spleen do Baudelaire



Quand le ciel bas et lourd pèse comme un couvercle
Sur l'esprit gémissant en proie aux longs ennuis,
Et que de l'horizon embrassant tout le cercle
II nous verse un jour noir plus triste que les nuits;

Irra, que isto deixa um homem em baixo. Por isso anime-se, caramba! O Mundo não vai acabar já amanhã! Ainda vai dar muitas voltas.....!

Saravé
IMPIO

maria disse...

Muito triste :( num dia chuvoso

João Pedro Barbosa Pedro disse...

Um Detalhe Do Miserabilismo Patriótico

Bartolomeu disse...

Saravé, Ímpio?!
Tu não te deixes travestir, homem!
Saravá! Sempre!

João Pedro Barbosa Pedro disse...

Obrigada Ao Primeiro A Comentar

João Pedro Barbosa disse...

Amigos Para Sempre

Impio Blasfemo disse...

Bart

Tens razão; pitosguice é o que dá. Saravá sempre!

IMPIO

rainbow disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Pedro Barbosa Pedro disse...

Vim Aqui Para Ir Ali

João Pedro Barbosa disse...

Fomos Muito Queridos Em Dar Um Voto De Confiança Na Coligação "Portugal À Fome"

andorinha disse...



Também precisava, mas já não consigo....:(

GiAlmeidaSantos49 disse...

O Poema é triste Professor....mas a vida nem sempre é " Contente"...
Parabéns pelo seu aniversário...vou atrasada pois foi no dia 16...eu sou mais velha do que o professor 7 dias....ah! ah! ah! o que segundo o Professor disse, há uns dois meses no canal Porto,SOMOS IDOSOS....ah! ah! Ah!

Eu dava-lhe de presente de aniversário o poema de Fernando Pessoa...mas como também é um poema triste...
Beijinho professor.

João Pedro Barbosa disse...

Se Fosse Um Excerto Do "Alto Da Barca Do Inferno"
Havia Rzões Para Homenagiat O Princesinho
Mas Como Um Aniversário Nunca Vem Só
Aproveito Para Também Dar Os Parabéns À Ernestina

João Pedro Barbosa disse...

Nos Últimos Anos Que Me Interrogo Sobre Que Sentido Há Em Festejar O Nacimento Se Nem O Próprio Sabe De Sua Conta E Apenas De Lhe Ouvirem Contar

João Pedro Barbosa disse...

No Poema Não Há Um Sentimento Constante
Como No Que Se Vem A Ler Asseguir
Em Que Se Dispensa O Anonimato

João Pedro Barbosa disse...

Almeida Santos,

Vocês Põem Os Jovens Senis

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha
Não Consegues
Porque
Já Não Precisas
Porque Algum Dia
Ganhavas
Educação

João Pedro Barbosa disse...

Ímpio
Esforço-me
Tanto Pelo Francês
Como O Francês
Se Esforça
Pelo Português

João Pedro Barbosa disse...

Um Batolomeu Sempre Oportunista

João Pedro Barbosa disse...

É Sempre A Mesma Bolacha Maria

João Pedro Barbosa disse...

Tanto Se Escreveu Que Não Deu Em Nada

Impio Blasfemo disse...

Cada português já pagou 1500 euros para financiar bancos
http://www.msn.com/pt-pt/financas/noticias-importantes/cada-portugu%c3%aas-j%c3%a1-pagou-1500-euros-para-financiar-bancos/ar-BBmjK0m?ocid=spartandhp

O Dinheiro

O dinheiro é tão bonito,
Tão bonito, o maganão!
Tem tanta graça, o maldito,
Tem tanto chiste, o ladrão!
O falar, fala de um modo...
Todo ele, aquele todo...
E elas acham-no tão guapo!
Velhinha ou moça que veja,
Por mais esquiva que seja,
Tlim!
Papo.

E a cegueira da justiça
Como ele a tira num ai!
Sem lhe tocar com a pinça;
E só dizer-lhe: «Aí vai...»
Operação melindrosa,
Que não é lá qualquer coisa;
Catarata, tome conta!
Pois não faz mais do que isto,
Diz-me um juiz que o tem visto:
Tlim!
Pronta.

Nessas espécies de exames
Que a gente faz em rapaz,
São milagres aos enxames
O que aquele demo faz!
Sem saber nem patavina
De gramática latina,
Quer-se um rapaz dali fora?
Vai ele com tais falinhas,
Tais gaifonas, tais coisinhas...
Tlim!
Ora...

Aquela fisionomia
É lábia que o demo tem!
Mas numa secretaria
Aí é que é vê-lo bem!
Quando ele de grande gala,
Entra o ministro na sala,
Aproveita a ocasião:
«Conhece este amigo antigo?»
— Oh, meu tão antigo amigo!
(Tlim!)
Pois não!

João de Deus, in 'Campo de Flores'


SARAVÁ
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Coitados Dos Nicótinomaniacos Que Já Pagaram Dez Vezes O Que Os Outros Pagaram

João Pedro Barbosa disse...

A Assembleia Indigitada Nunca Esteve Tão Próxima Da Roda Dos Alimentos Professor

Impio Blasfemo disse...

Tinha preferido uma genuína cavaca das caldas, gostosa, cheia de açúcar, daquelas que só de olhar faz crescer água na boca. Calhou-me uma CAVACADA sem ponta de graça. O canto do cisne transformado numa dissonância desarticulada; enfim, triste sina a deste povo que sofre e luta. Em nome da tradição e do protocolo, borra-se a pintura, mesmo em fim de mandato. É preciso ter o dom da infelicidade a perseguir-nos o raciocínio, ou então, o pezinho patudo a pisar sempre a casca de banana da Sra-da-asneira. Lá empossar o PPC mais a sua rapaziada PAFiana, pois até se compreende e tolera. O pior foi a discursata para a Nação. Sendo a palavra de ouro e o silêncio de prata e ainda por cima o Presidente alguém com cultura financeira, que diabo, não era difícil fazer contas e chegar à conclusão que o silêncio melhorava o deficit das contas públicas e que palavras azaradas, dado que a palavra custa ouro, são gastos supérfluos que só nos trazem amarguras. De que nos serviu então ter um Presidente que até percebe de finanças?

http://www.publico.pt/politica/noticia/a-cavacada-1712083

SARAVÁ
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Uma Pessoa Quer Ajudar E As Pessoas Não Querem

João Pedro Barbosa disse...

Neste Blogue É Só Gente Boa

Impio Blasfemo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Impio Blasfemo disse...

AOS murcónicos benfiquistas. 67 anos são mais anos do que eu tenho. E 0 a 3 no estádio dos lampiões deixa qualquer lagarto confesso, como eu, com vontade de dar vivas à camisola listada durante uma semana, no mínimo.
Não quero ser toutinegra de mau agoiro; a ver vamos se em finais de Maio ando tão feliz....!

http://www.msn.com/pt-pt/desporto/futebol/maior-vit%c3%b3ria-do-sporting-nos-%c3%baltimos-67-anos-na-luz/ar-BBmpHeS?ocid=spartandhp

IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Impío,

Ontem sim, foi dia De dar condolências mas o circo até ao natal vai dar muitas voltas.

João Pedro Barbosa disse...

Uma Boa Semana De Trabalho Que Aí Sim
Ainda Estão A Arranjar As Alianças De Governo

João Pedro Barbosa disse...

Do Pontto De Vista Da Representatividade Há Uma Lacuna Na Formação Da Pluraridade Das Opções À Direita Portuguesa E Vive-se A Oportunidade De Se Juntarem Partidariamente Um Bloco De Direita Sem Compromissos Liberais Ou Religiosos Que A À Actual Representação Faz Falta Para Que No Mesmo Cenário Sejam Iguais Às Condições

João Pedro Barbosa disse...

Também Há Que Gostar De Perder
Para Ganhar Tempo De Viver

João Pedro Barbosa disse...

aproveitem O Fim De Semana

João Pedro Barbosa disse...

Que Segunda E Terça

João Pedro Barbosa disse...

Vai

João Pedro Barbosa disse...

Ser Um

João Pedro Barbosa disse...

Descanço

João Pedro Barbosa disse...

A Tristeza Só Não Está Em Terra

João Pedro Barbosa disse...

Moon?!

João Pedro Barbosa disse...

QUEM DÁ ESMOLA A MAIS A MAIS NÃO É OBRIGADO

Ao Bartolomeu Posso Explicar
Que Uma Tristeza Prematura
Esconde Uma Alegria Interior
E Pela Susseçào Dos Factos
Uma Alegria Para O Exterior
Esconde Um Balanço Frágil
Assim É Fácil Percebermos
Porque Após Tanta Mentira
Insistimos Em Acreditarmos
Não Por Receio Ou Medos
Mas Para Que Na Mentira
Não Caiba Nenhuma Ideia
Como Na Natureza De Nós
Há Reconhcimentos Vazios
Que Confundem A Natureza
E De Esta Forma Justificada
Quem Confiou Nos Homens
Não Esqueçe Quem Ignorou
Para O Poder Ter Na Palavra

João Pedro Barbosa disse...

O Fim Das Tribus

Se Os Estado Jodaico Foi Feito À Moeda
O Estado Católico De Muito Papel
Há Estado Islâmico À Palavra

João Pedro Barbosa disse...

Qualquer Que Seja O Flajelo E Se Revisto Constantemente Deixa Com O Tempo De Ter Qualquer Tipo De Relevância

João Pedro Barbosa disse...

Nenhuma Guerra Com Impacto Global
Pode Acontecer Sem Limitar Liberdades
Desde Napoleão Que Implantou A República
Mas Não Sobreviveria Sem O Apoio Da Nobreza
O Mesmo Aconteceu Nas Duas Grandes Guerras
Que Se Resumiram A Um Reequilibrio Das Elites Europeias
E Assistimos À Guerra Fria Como Uma Partilha De Interesses Económicos
Com A Experiência Jornalística Suficiente De O Que Somos Testemunhas Dos Meios De Comunicação
É A Um Aumento Maior De Informação Que Só Beneficia As Redações Jornalísticas E A Política Interna E Externa De Todas As Nações

João Pedro Barbosa disse...

Segundo O Matutino JAMAIS HÁ NOTÍCÍAS

MANDELA E GHANDI DEFENDEM NA ONU UM LÍDER COMO MARCELO

'http://www.jn.pt/mundo/interior/marcelo-defende-na-onu-secretario-geral-como-gandhi-e-mandela-5400230.html'

P.S. Depois De Tantas Bastonadas Sociais Democratas

João Pedro Barbosa disse...

Um Candidato Presidencial Que Buscava O Filão Da Representatividade Do Parlamentarismo E Figura De Estado Do Reino Unido Concerteza Viva Mais Próximo Do Regime Político Alemão Com Uma Grande Relevância Do Parlamento E Um Governo De Denominadores Comuns Com Um Presidente Que Se Representa A Si Próprio

João Pedro Barbosa disse...

O Anfitrião Nunca Teve Num Jornal Diário Para Conseguir Distinguir Entre Uma Sobreposição E Uma Posição Concreta

João Pedro Barbosa disse...

O Dinheiro É Uma Fórmula Para Poupar
Como O Sal Uma Formula De Preservar