terça-feira, julho 30, 2013

Dava pano para mangas:).

Se Me EsqueceresQuero que saibas 
uma coisa. 

Sabes como é: 
se olho 
a lua de cristal, o ramo vermelho 
do lento outono à minha janela, 
se toco 
junto do lume 
a impalpável cinza 
ou o enrugado corpo da lenha, 
tudo me leva para ti, 
como se tudo o que existe, 
aromas, luz, metais, 
fosse pequenos barcos que navegam 
até às tuas ilhas que me esperam. 

Mas agora, 
se pouco a pouco me deixas de amar 
deixarei de te amar pouco a pouco. 

Se de súbito 
me esqueceres 
não me procures, 
porque já te terei esquecido. 

Se julgas que é vasto e louco 
o vento de bandeiras 
que passa pela minha vida 
e te resolves 
a deixar-me na margem 
do coração em que tenho raízes, 
pensa 
que nesse dia, 
a essa hora 
levantarei os braços 
e as minhas raízes sairão 
em busca de outra terra. 

Porém 
se todos os dias, 
a toda a hora, 
te sentes destinada a mim 
com doçura implacável, 
se todos os dias uma flor 
uma flor te sobe aos lábios à minha procura, 
ai meu amor, ai minha amada, 
em mim todo esse fogo se repete, 
em mim nada se apaga nem se esquece, 
o meu amor alimenta-se do teu amor, 
e enquanto viveres estará nos teus braços 
sem sair dos meus. 

Pablo Neruda, in "Poemas de Amor de Pablo Neruda"

60 comentários:

bea disse...

Que amor tão acostumado!

Se me esqueces, esqueço-te; se me queres, quero-te; se me esqueces depressa, já antes te esqueci. Se não me esqueces eu também não.

Mas, em verso, até que fica bem.

E Neruda é um poeta do amor.

Bom Dia, Toda A Gente!

Maria Virgínia disse...

bOM dia, Júlio!
e toda a gente!
ah, esquece muito a quem não sabe...
diz-se. . .
ou a quem não diz saber. . .
:)))

bela, a Poesia...

daria, sim, até para um 'gibão'... (tem mangas???)
p)

boas férias!*

Cê_Tê ;) disse...



Há qualquer coisa de serial killer, em cada poeta!
Dava pano para vários apartados ;)

António Barreto disse...

"Fónix" que isto é bonito!

Janita disse...

Estranha forma de amar
esta de amar
só quem nos ama...

Bem dissecado e analisado, este poema dava mesmo pano para mangas!

Como pode constatar, Ilustre Professor, eu não o esqueço.:-)

PS: Quem diria que um simples comentário meu, dirigido a um dos seus seguidores, afugentaria todos os seus fiéis discípulos.
Estou incrédula!

"Se de súbito
me esqueceres
não me procures,
porque já te terei esquecido"

andorinha disse...


Comentei do outro lado porque não sabia que o poema estava aqui.
Estava indecisa em o trazer para aqui porque não queria correr o risco de ouvir mais um sermão da Anfy:))))))))

Obrigada, Júlio, por me poupar a essa agrura...:)

Foi o que lá deixei ( o verão deixa-me preguiçosa, fui copiar...):)



Lindo! LIndo! Lindo! "o meu amor alimenta-se do teu amor,
e enquanto viveres estará nos teus braços
sem sair dos meus." Quanta beleza nestas palavras! Mas, se o amor terminar,
"levantarei os braços
e as minhas raízes sairão
em busca de outra terra." Que saudável esta atitude! Mas nem sempre se consegue, pois não?

andorinha disse...

"Quem diria que um simples comentário meu, dirigido a um dos seus seguidores, afugentaria todos os seus fiéis discípulos."

???????????????????????????????????
????????????????????????????????????
?????????????????????????????????????

Eu é que estou incrédula, Janita!


E já agora, amar quem não nos ama é um autêntico desperdício, pura perda de tempo...

bea disse...

Janita

Em amor há coisas que não acontecem em mais lado nenhum; deve ser por isso que é amor. Ora eu vinha aqui prontinha para faer um brinde ao senhor professor, a nós, e ao resto do mundo. mas esta afirmação, bem como umas formiguitas que me andam chateando em sítios, tiraram-me a pose. Agora perdi a embalagem. prontos. É que
"Se de súbito
me esqueceres
não me procures,
porque já te terei esquecido"
quem se esquece, seja ou não súbito, esqueceu tá esquecido. Como pode procurar? quem procura não esqueceu. simples.
Mas o meu brinde? oh. bolas. vou amuar para aquele cantinho ali que amua-se melhor nos cantos, é toda uma diferença.

bea disse...

E, menina Janita, não sou discípula de ninguém. O senhor professor não se ofenda que até tenho muito respeito por si e tudo, mas é que não gosto dessa conversa de mestres e discípulos. Isto não é uma escola. E mesmo que fosse - se for - não gosto à mesma. Ainda que siga algumas coisas de algumas pessoas não me considero discípula. Mas até que a imagem que me ocorre de discípula nem é má.
E fiquem Bem.

andorinha disse...

"vou amuar para aquele cantinho ali que amua-se melhor nos cantos, é toda uma diferença."

Loooooooooooooooooooooooooool

"quem procura não esqueceu."

Como assim??? Eu esqueci-me das chaves, por isso procuro-as:)))))

(Sorry! Se calhar apanhei sol demais...)
É um poema, Bea. Não podes levar à letra...

Quanto aos "discípulos" já nem disse nada porque me palpita que a Janita quer conversa (ou 'desconversa', sei lá...)

E vá desamua...já chega:)

bea disse...

Desamuei:)

andorinha disse...




:)))

Fica/fiquem bem:)

Janita disse...

Não, senhoras!
Eu não quero desconversar, de modo algum!
A referência que fiz sobre o comentário, foi no post anterior dirigido à senhorita que quando nasceu disseram: é uma menina! E continua a ser, ou seja, a Rainbow.

Depois do meu comentário, com o nº 39, mais nenhum/a leitor veio comentar. ora eu achei isso estranhíssimo. Apenas isso.

Bea, não é discípula de ninguém?
Ah, mas deveria ser! Eu sou! Sigo com uma fidelidade canina quem me demonstra, a cada passo, ter muito para ensinar...e o que eu gosto de aprender...!

Uma excelente noite para todos.

bea disse...

Janita

creio que me descompassei. Sorry, mas o meu pequeno cérebro desliga aos poucos à medida que a noite avança, até ao zénite - grau zero. Deveria ter dito, discípulo no sentido de aluno seguidor acrítico. Que modelos, preciso sim. E tenho.

Não acredito. A fidelidade canina é mesmo só dos cães. Pode crer, não a conseguimos. Sei. Mas os nossos sentimentos têm um ressaibo desse incondicional. E, contudo, não são ele.

Caninos que não dentes, são devotos dedicados a uma causa que não interessa. É sem porquê ou para quê. Doce loucura animal que muito apraz o homem.

Curiosamente, tem momentos em que algumas pessoas olham assim, em fidelidade e amor canino. E nada existe mais desarmante. No acto de olhar só o outro sabe de nós. O olhante é involuntário, não sabe de si. O olhar canino é a mais pura inconfidência. Raridade.

No profundo do homem está esse desejo de simplicidade insuperável. Fora dos pensamentos elaborados e dos convénios do mundo. O que é próximo da verdade é sempre simples. A complexidade traz a ciência e a técnica; a simplicidade a beleza. E a arte é preferível como horizonte.

Peço desculpa, estou num dia daqueles de Torga, apetece-me escrever e tenho de fazer outras coisas.

Bom Dia:)

andorinha disse...

Bom dia:)))))))))


Bea,

Que bom acordar e vir aqui ler-te!
Estou a ler e a saborear cada pedacinho do que escreveste!
Que "imbeja", amiga:)
Não sei escrever assim...


"Curiosamente, tem momentos em que algumas pessoas olham assim, em fidelidade e amor canino. E nada existe mais desarmante. No acto de olhar só o outro sabe de nós. O olhante é involuntário, não sabe de si. O olhar canino é a mais pura inconfidência. Raridade."

Sem palavras, miúda...:)
Já me olharam assim...e penso que também já olhei...São momentos únicos, são. Raros. Muito.

Passenger - Let her go

www.youtube.com/watch?v=gzrxsRM2m2w

Gosto da canção! Como seria a vida sem contrastes?

Enjoy the day:)

Caidê disse...

Não amo se nao me amares é bom de escrever - de dizer! Em poesia é quase real - palavras à frente dos factos subjetivos...

Mas sim, Andorinha, é um bocadinho desperdício amar-se sem retorno :))). Só que coisas dos afetos são complexas...

Boas férias a todas e a todos.

Também tenho andado de fugidas :)))

rainbow disse...


Allô!

Andorinha

Está quase, Santiago. Boas caminhadas, que tudo seja bom e bom regresso:)

Janita

Obrigada pelo link que me deixou no andar de baixo. Um excelente blog. Achei piada ao rainbow dragon:)
E o pessoal anda entre o Sol e o Mar, por isso comenta pouco, ou menos.


A anos-luz de Pablo Neruda, mas aqui fica:

Silêncio

No silêncio cabe tudo
Música e afectos
Recordações
Saudades
Janelas abertas
Abrigos
Emoções a rebentar
Escuridão
Esperança infinita
Paz
Raios de Sol
Céu azul
Luz


Cê-Tê

Serial-killer enough? Ou nem por isso?:)

Abraços para todos, boas férias.

Janita disse...

Bea.

" A complexidade traz a ciência e a técnica; a simplicidade a beleza"

Concordo inteiramente.

"E a arte é preferível como horizonte."

Discordo!

Adoro Miguel Torga, e a sua linguagem tão simples e acessível, por mim pode continuar!;)

Rainbow

Eu é que agradeço, em nome do Adrian, a sua visita. O blog é de facto fantástico.
Sinto-me sempre orgulhosa quando vejo os meus conterrâneos fazerem sucesso, em países do 1º mundo!:) Nomeadamente no País do Tio Sam. E sem ser preciso que os mandem emigrar!

Boas férias para todos.

Adrian L. disse...

Gostei imenso do poema de Pablo Neruda sem dúvida!

Janita obridado pela divulgação do meu blog e pela presença da 'Rainbow'.

Julio, excelente blog!

andorinha disse...

"Só que coisas dos afetos são complexas..."

Atão num são, Caidê?:)


Rainbow,

Agora estou mesmo em contagem decrescente. Vou dia 3...
A ultimar tudo, a ver imagens dos trilhos (há imagens espectaculares), a ler sobre os sítios, sobre Santiago, a falar com amigos que me dizem o que visitar em Santiago. O museu do povo galego, o túmulo de Rosalía Castro no Mosteiro de Bonoval, o Manolo na Praça de Cervantes para nos saciar a fome de peregrinos, sei lá...tanta coisa...
Somos sete. Vimos sábado, dia 10.

Até lá ainda cá virei tomar café. E ainda falo contigo antes...

E gostei do Silêncio...:)

Continuação de boas férias, malta.
Deixo-vos, para o Verão:)

www.youtube.com/watch?v=07YqaeLJvIQ

andorinha disse...


O Murcon em andamento estival...:)

Só vim tomar café...

Fica uma musiquinha de Verão - Sugar Sugar

www.youtube.com/watch?v=JywK_5bT8z0

João Pedro Barbosa disse...

Enquanto Setembro não começa. A gosto! É aproveitar Agosto?

Bartolomeu disse...

O Pablo percebia da p(h)oda!

Janita disse...

Andorinha.

Peço imensa desculpa, mas só agora reparei num seu comentário, cheio de pontos de interrogação, lá em coma, e que me é dirigido.

A primeira parte não carece resposta por já estar tudo esclarecido.
Quanto ao amar quem não nos ama, ser uma perda de tempo(?) e um desperdício; é tudo muito racional para as coisas do coração...

Boa peregrinação até Santiago, sem caipirinhas!
:)

Janita disse...

Bolas! O comment não está em coma e sim, lá em cima!

Cê_Tê ;) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Pedro Barbosa disse...

Ct,

Estou com o teu 1ª comment! Será caso para dizer? Poeta vai apanhar caracóis.

«http://1.bp.blogspot.com/-fiIaNT9JZvY/UfqFk4CZDRI/AAAAAAAAFEE/JT3cXb2PHbs/s1600/DSC_0026.JPG»

Cê_Tê ;) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cê_Tê ;) disse...

[rainbow,;) espero que para quem desejas esteja na dose certa: algures entre - abaixo da D.L. um pouco abaixo limiar do "coma" e um pouco acima do turpor ;)]

Não há alfaiates? ;(

João Pedro Barbosa disse...

Cê_Tê ;(

Quando nos saiem os ases jogamos de forma a não os perder. Quando nos saiem os trunfos todos. Admito que não estejemos preparados para ir a jogo.

andorinha disse...

www.publico.pt/sociedade/noticia/associacao-recebe-pitbull-que-matou-bebe-e-passa-a-chamalo-mandela-1601890

Eufórica com a notícia, a dirigente da Animal Rita Silva explica que o cão vai agora ser rebaptizado, tal como sucede com todos os animais resgatados pela associação: “Vamos chamá-lo Mandela, porque tal como o líder sul-africano este cão também é um símbolo de liberdade. Esteve preso sete meses sem saber porquê, tal como Mandela esteve preso mais de duas décadas”.


??????????? !!!!!!!!!!!! ???????????

Esta gente enlouqueceu de vez?
Eu pasmo....

andorinha disse...

Janita,

Não tem que me pedir desculpa, não me ofendeu...

Quanto à caminhada, será sobretudo água e sumos. Excessos só no final...na última noite em Santiago:)

João Pedro Barbosa disse...

Desejoso que acabe Agosto e metade do mundo desça da Torre da Babilónia.

Caidê disse...

Poema com poema se troca.
Não resisti. Sei que há uma escrita dorida que se desprende, mas os poetas são exuberantes ns dores que fingem ser dores, para, libertando, findarem os poemas como quem apenas queria dedicar uma elegia e porque deu pode sentir uma nesga mais de felicidade.

David Mourão Ferreira
CASA

Tentei fugir da mancha mais escura
que existe no teu corpo, e desisti.
Era pior que a morte o que antevi:
era a dor de ficar sem sepultura.

Bebi entre os teus flancos a loucura
de não poder viver longe de ti:
és a sombra da casa onde nasci,
és a noite que à noite me procura.

Só por dentro de ti há corredores
e em quartos interiores o cheiro a fruta
que veste de frescura a escuridão...

Só por dentro de ti rebentam flores.
Só por dentro de ti a noite escuta
o que me sai, sem voz, do coração.


João Pedro
Nem todos escaparam para a Babilónia esquecendo os dias :)

Andorinha
Atão, pois são! E difíceis de decifrar tal como os sonhos a dormir.

Um olá carinhoso aos visitantes com quem ainda por aqui não tive o privilégio de contracenar. Fiquem! Estou à espera da minha oportunidade:))

CêTê
E as férias, cachopa? Já andas no arraial? :))

Rain
Como vais tu e a minha terra sazonal? O sol daí continua a raiar luminoso, só pode! O meu cordão umbilical tá aí frente à Rocha :))

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha,

Vais-te benzer nas ùltima noite? Para não estranhar o regresso! Fazes bem.

rainbow disse...



Allô!:)

Crónica de RAP:

http://visao.sapo.pt/ricardo-araujo-pereira=s23462


Adrian

Nada a obrigadar:)

Andorinha

Pois, nada de caipirinhas. As ditas só no sul de Portugal:)

Cê_Tê

Porque trocaste o carteiro pelo alfaiate?:)

Caidê

Lindo esse poema!

Eu ando entre livros, passeios, gelados, música e silêncio. E o mar, inevitável:)
Cá vos esperarei.

Abraços per tutti

http://www.youtube.com/watch?v=9a8lDXH2qa0







andorinha disse...

A ouvir...conheci agora através de uma amiga. Não resisti...partilho aqui convosco.
Lindo! Arrepiante! Toca fundo...

www.youtube.com/watch?v=LO-BTFPXC5w&feature=youtu.be


"Se alguém disser pra você não cantar
Deixar teu sonho ali pr'uma outra hora
Que a segurança exige medo
Que quem tem medo Deus adora

Se alguém disser pra você não dançar
Que nessa festa você tá de fora
Que você volte pro rebanho.
Não acredite, grite, sem demora...

EU QUERO SER FELIZ AGORA!»

andorinha disse...

Caidê,

Eu ia precisamente trazer esse belíssimo poema. Antecipaste-te. Fizeste bem:)

Rainbow,

:)))

Continuação de boas férias. Já falta pouco para o abraço ser real.
Ou às tantas abro só os braços e nem te toco...Deve ser melhor! Olha o que diz a Cêtê:)))) Loooool

Fiquem bem.

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha,

Ir em peregrinação não é uma procura de felicidade! É apenas encontrar a liberdade necessária para fazer o regresso. Vai fazer este Setembro 15 anos que rumei a Santiago pela simples razão de que onde estava nada me fazia sentido. Foi uma necessidade de momento como sair de casa e voltar. Sabendo que nada mudou entretanto mas naquele momento muita coisa fazia sentido por não ter sentido nenhum o reles prazer de guiarmos o destino e sem ilusões cada curva uma surpresa cada obstáculo uma obrigação! O caminho que cada um fez ou vai fazer só na ignorância de quem desistiu pode ser alguma vez descrito.

João Pedro Barbosa disse...

É um hábito que adequiri! Ter que me abstarair para me poder focar mais tarde. Sem ficar pasmado ver no poema pontas soltas e refazer a mancha sabendo que o fiel continua sempre em lugar seguro longe das leituras mais imediatas ou aprofundadas.

Cê_Tê ;) disse...

PESSOOOOAL!!!
Alguém tem de começar a pintar os cartazes com frases encorajadoras para acompanhar a digressão do professor com os Azeitonas!!!;DDD
Já estive a ver como fazem as seguidoreas dos Carreiras ;)))) mas acho que já ninguém por aqui está em época reprodutiva ;))) e atirar roupa para o palco não me parece um negócio muito rentável e acho que ninguém com esta crise está para promover o comércio oriental... Temos de pensar em algo erudito ;)
Eu não vou mas pinto os cartazes se quiserem ;)


Bem mais a sério agora não.

Abraços ;)

inté já

Caidê disse...

Andorinha
Telepatia! :)))
http://www.youtube.com/watch?v=Gii6qvqWEgs

CêTê
Não te faças disfarçante. Eu já te vi nos concertos do Tony. Só que eu assumo :)))

andorinha disse...

Pedro,

Não vou em busca da felicidade. Mas, sendo algo que nunca fiz, intuo que me está a fazer falta. Como já disse, por mim seriam quinze dias. Uma semana é pouco...Preciso de estar comigo, com o meu "Deus" interior, com a natureza e ir, ir, ir...

"O caminho que cada um fez ou vai fazer só na ignorância de quem desistiu pode ser alguma vez descrito."

Totalmente de acordo, Pedro.


Cêtê,

Looooooooooooooooooooooooooooool

Doidona:) As férias estão a fazer-te bem...:)))))))

Caidê,

E foi mesmo...telepatia...

Logo ainda volto...

Anfitrite disse...

Adrian,

Eu também visitei o seu blogue. Pior ainda, apesar da fotografia do dragon arco-íris estar protegida, fiz um "print screen" e já está na pasta "As minhas Imagens". Só fico triste de ver um português a escrever em inglês. Há tantos emigrantes, sobretudo açorianos, em Boston, que não sabem ler nem escrever em inglês. Muitos nem português. Se usasse as duas línguas despertar-lhes-ía algum interesse. A propósito: já foi "Àquele Bar"?

Caidê,

Como eu adoro o DMF! Este para mim é um senhor em todos os sentidos das das palavras. Como já disse associo sempre o autor à obra. Embirro com aqueles que jogam com as palavras sem dizerem nada. Para isso prefiro fazer charadas. Os que não conheço, não faço juízos de valor.
Ainda não disse nada porque isto tem estado torto para falar com o coração.

Andorinha,

Vim desejar-te boa viagem. Mas eu fico baralhada quando não sei bem das coisas. Como é que se faz 400 Klms a pé em sete dias? Ou o regresso é em executiva, se não for de ambulância? Não sou pessimista, mas ainda estás a pensar em andar na galderice depois de lá chegares? Como nós somos peritos em ir para o Guiness erpero que consigas essa proeza. BOA VIAGEM! E não te esqueças que os espanhóis, galegos, etc, não gostam de inglês.

Cêtê,

Roupa é o que eu tenho a mais. Gostava de ter uma pancada dessas. Mas há coisas de que eu não me consigo desfazer, como por exemplo indumentárias que usei, em determinadas situações e que vestia o número da Audrey Hepburn. Nem de coisas que fiz com todo o esmero.

Caidê,

Já tinha essa crónica no FB. E as notícias da Visão ainda são mais interessantes.

Suave como uma manhã de Primavera!



http://www.youtube.com/watch?v=B5kUu19auNo

João Pedro Barbosa disse...

Tenho que admitir! Nunca tive jeito para paleio.

Anfitrite disse...

Pelos vistos a quebra de natalidade vai-se resolvendo, se não vajamos:

"Isto pode vir a suceder dentro de alguns anos em Portugal

Os árabes estão a reproduzir-se com velocidade.

Os africanos estão a reproduzir-se com velocidade

Os chineses estão a reproduzir-se com velocidade.

Estão cá todos em Portugal !

e nós ? contenção por causa da crise ...

Dentro de poucos anos, o primeiro dia de aulas em Portugal:

A professora faz a chamada:

"Mustaf El-Ekhseriá"......Presente!
"Obamba Moluni".......... Presente!
"Achmed El-Cabul"........ Presente!
"Evo Menchú"............. Presente!
"Yao Ming Chao".......... Presente!
"Al Ber Tomar Tinsdi-As"................Ninguém responde


"Al Ber Tomar Tinsdi-As", volta a repetir a professora, algo chateada............ Ninguém responde

"Pela última vez: Al Ber Tomar Tinsdi-As", diz a professora bastante exaltada.

De repente levanta-se um miúdo e diz:

"Devo ser eu professora, mas pronuncia-se: Alberto Martins Dias"

E ainda agora voltou à Assembleia, para discussão, já que da primeira vez não a teve, o AO.

Cê_Tê ;) disse...

[R., pensei que passasse despercebida ;P.
C., ;D Só tu para me levares a pesquisar no YT as canções do Toy!!!;)))]

Boa noite.;)

andorinha disse...

Anfy,


OBRIGADA!
Do fundo do coração.
Fiquei sensibilizada por te lembrares:)
Mas não vou fazer 400 km a pé, mulher.
Deus me livre!:)))))

Vamos fazer o caminho inglês que parte de Ferrol, uma cidade a norte da Corunha. São seis etapas até Santiago. Cada etapa tem entre 20 e 25 km. Será isso o que faremos diariamente. A etapa maior tem 38 km mas nós dividimo-la em duas.
Chegamos a Santiago na próxima sexta, ficamos para sábado e aí poderá haver um pouco de galderice:)
Antes não. É outra onda...

Como já disse, somos sete.
Três vão amanhã de carro com a Mariana ( a condutora do carro de apoio) e eu e mais duas participantes vamos de carro até Vigo e de lá seguimos para Ferrol de comboio.
No regresso, fazemos ao contrário.
Vimos as três com a Mariana para Guimarães/Braga e os que foram de carro com ela virão de comboio ou de autocarro.
Não sei se isto faz sentido. Para quem não está por dentro pode parecer complicado...

Se quiseres, pesquisas Caminho de Santiago (caminho inglês) e tens todas as informações. E vês trilhos lindíssimos...

Não penso falar Inglês. Entendo bem os galegos e penso que eles nos entendem...

E é isto. Uma semana inteirinha sem net. Só levo telemóvel para qualquer emergência.

Levo-vos no coração:)

andorinha disse...


"Al Ber Tomar Tinsdi-As"

Loooooooool

Já me fizeste rir a valer...:)

Caidê disse...

Anphy
Este Murcon faz-nos algo telepáticos. Não me respondeste ao mail, nem te tenho visto por aqui, nem telefonaste e EU, hoje, andei contigo nas ideias -queria que estivesses bem, mas não sabia e...
E estou a ouvir Coltrane e Miles - que delícia musical! Podem levar a baba do camelo que opto pela sobremesa musical da Anphy :)))

Andorinha
Agora nos finalmente... Boa viagem e dias de sonho lá por e a caminho de Santo Thiago. Na volta promete que dás logo à costa aqui por este cafezinho :)))

Cê Tê
Não é o Toy é o Tony Carreira.
Umas férias que andei pelo Minho dizia a sério que queria ir no dia seguinte ali e acolá (Ponte da Barca, Ponte de Lima etc e tal)porque era onde o Tony fazia os concertos. E levaram-me a sério! E eu lá escolhi a voltinha a gosto :))). E não, não fui aos concertos, mas fui às terras que quis :))). Negociatas que brincalhões fazem com ingénuos:)))

Caidê disse...

Anphy
Adoras DMF e so do I.

Rain
Já viste por aí o meu cordão umbilical? :))) Tá aí com a sua lover! Bem dizias que Portimão e a zona ribeirinha mudaram muito. O rapaz ficou desiludido com o Festival da Sardinha. Qual sardinha?!
E nem disse que esta tarde ouvi a tua última deixa musical - bem a gosto!
Boas férias, carochinha!

Anfitrite disse...

Andy,

não te esqueças que foi em Ferrol, que houve um derrame de crude Há anos, cujas imagens e notícias correram mundo pelo estrago que fez na zona e até estavamos com medo que a nossa Costa, também fosse afectada. Ainda estou a ver a imagem das gaivotas mortas, pretas cheias de óleo. Também me lembro da solidariedade que gerou.
Assim estou mais descansada. Em criança cheguei a fazer 20 Klms por dia, a pé, e não me aconteceu nada.

Vai-te com o pertuguês no coração.

http://www.youtube.com/watch?v=opFgeLWgoDI

Caidê,

Eu penso em si todos os dias porque não sei uma coisa, mas não consigo acabar o email.

Bom fim de semana per tutti

Anfitrite disse...

Ainda encontrei uma notícia da época e depois digam lá que eu não tenho memória.

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/mare-negra-na-galiza-cresce-para-sul-e-norte-197934

andorinha disse...

Anfy,

A ouvir Romana e a "sua" Avé Maria...
Emocionada!
Que surpresa, esta miúda! Que interpretação!


Lembro-me perfeitamente desse derrame do Prestige, mas já não me recordava do nome da localidade.

"Assim estou mais descansada."

Se isto não é ser-se amiga, é o quê?:)


Caidê,

Claro que quando voltar venho logo aqui tomar café.
Este canto é mesmo muito especial. Os laços que se criam...não tenho palavras...

Levar-vos no coração e ficar no vosso aquece a alma.

Fiquem bem. Até já...:)

rainbow disse...


Andorinha

Mais uma vez, BOA VIAGEM!

Anfi,

Também me fez rir:)

Caidêzita

Então o teu cordão umbilical anda por aqui:)É verdade, esta cidade mudou muito.

Desculpem o registo telegráfico, mas tenho um encontro literário com MEC e o seu "Como é linda a puta da vida". E estou a adorar.


Bons sonhos e uma música:

http://www.youtube.com/watch?v=w73hEZKnDeA






bea disse...

Bom Dia:)

estais provavelmente em andanças de férias. Eu, idem. Para que conste e por ser verdade, be happy

muita paz para a andorinha em seus caminhos -de santiago ou outros; um descanso relaxante para a Caidê com seu cordão; muitas canções e um espírito festivo para a doce Rain; e que a Anphy se cuide que é doentinha e gostamos todos muito dela pronto.

e já que ninguém diz nada ao professor...digo eu:
senhor professor fique bem, seja onde for que esteja e com quem (rimei e tudo).

e agora vou ali fazer umas coisinhas de férias

João Pedro Barbosa disse...

Bem! Pegando em todas estas pontas soltas. Recordo-me de quando o bom tempo ainda não tinha chegado. Só frio e chuva e um passeio a longo prazo, "normalmenta a chamada: voltinha dos tristes". Depois de subir e descer monte procurava caminho entre as rochas junto ao mar. Nenhuma despertava novidade como recordação daquela manhã. Uma rocha negra como o carvão subrsaía entre tantas outras. Curvei-me, lentateia para ver mais de perto, uma mistura de crude e areia formava um compacto fruto de muitos anos nas profundezas do mar já centrifugado ouro negro. Atirei novamente para a areia e continuei o caminho aliviado do desgosto e passoa adiante senti a necessidade de voltar atráz e procurar aquele pedaço de carvão que se escondia entre muitas pedras verdadeiras. Sacudi a areia voltei para casa e mergulhei em água doce para tirar o sal do mar. É apenas uma memória de um verão em que os pés se pegavam ao crude e passados estes anos o Prestige renovou-se de um acidente em um encontro acidental. Se a história se reenventa, a antropologia mistifica. A arqueologia taz-nos os factos.

Sem legenda: http://2.bp.blogspot.com/-Q4t3XILPi4s/UfzxPvV8yQI/AAAAAAAAFHc/XgBz3IQqfyg/s1600/DSC_0087.JPG

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha,

Estás a perder a corrida!

http://www.rumoasantiago.com/norte/etapa-7-cobreces-nueva/

João Pedro Barbosa disse...

Devagar se vai ao longe...

Maria Manuel disse...

A última estrofe é linda! e verdadeira quando há amor!