segunda-feira, agosto 19, 2013

Márcia - Dá - Vem.2010


484 comentários:

1 – 200 de 484   Mais recente›   Mais recente»
João Pedro Barbosa disse...

Eu a levar. Levava a orquestra: tem mais diversidade!

Anfitrite disse...

Desculpem só este reparo:
Os homens são muito cobardes. Foi doloroso ver a aflição do Fernando Seara, que parecia maneta, no comentário da TVi24, porque não sabia onde esconder a mão esquerda, só para que não se visse que já tinha tirado a aliança. Ou só mostrava três dedos, ou punha o copo à frente da mão, para que não se visse, quando foi ele que saiu de casa, já há dois meses, porque anda metido com uma vereadora de Sintra. Ninguém tem nada a ver com isso. Mas é muito triste quando se sente com a consciência pesada.
Nem sei com a Judite, uma grande profissional, que só me traiu por ter saído da RtP, conseguiu aturar aquele senhor tão bem educado e manga de alpaca. Talvez fosse bom para lhe levar o saco de água quente para a cama. tsc.

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Não tem ouvido o "Quando há amor..." na Emissora Nacional?

TSC! Cuidado que é nos piores momentos que se conseguem os melhores resultados!

Anfitrite disse...

JP,

Ainda há Emissora Nacional?

O segundo parágrafo também é verdadeiro. É que nessas alturas todos os sentidos estão alerta.

Deixe fazer~lhe um pedido. Tá bem?! Não implique com a bea, ela até tem a sua graça e quando está inspirada é um gosto lê-la.

Por ler agora o último parágrafo, do meu anterior comentário, lembrei-me duma cena, do filme "Um peixe chamado Wanda" em que o fabuloso John Cleese, que com a esposa era muito certinho, e o cuidado que ele tinha em arrumar as pantufas, muito direitas, prontas para as calçar, quando se levantasse.

Quanto ao vídeo do Prof. não posso dizer nada porque, como já referi aqui, tanta vez, a carraça do Cotonete não me larga, e não consigo ouvir tipos de música diferentes, ao mesmo tempo.

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Penso que terá encontrado uma amiga para conversar...

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

"Musica para dar e vender"

http://www.youtube.com/watch?v=1-voUW4i2C0

bea disse...

Anphy sabe tudo

Eu gosto da Judite Sousa; é uma senhora. Do Fernando Seara nem por isso; tem muito tique de copinho de leite.

Só ontem alguém me contou essa história.É um bocado aborrecido ser figura pública, até eu dei por mim a esquadrinhar-lhe a tristeza.
Somos muito estúpidos. Mesmo.

Não, não, Jean Pierre, conversei sozinha. pertenço ao género de pessoas que até em silêncio verbalizam. parvidades. Que a uns parece que custam imenso mas a mim dão prazer até se são tristes. E sim, não estejas fazendo pouco da minha pessoa, esqueço-me de mim. Repito: desexisto existindo.

Vou ali antes que o calor aperte e me deslace o âmago.

João Pedro Barbosa disse...

Beatrice,

Vir aqui de manhã e ver que já teve alguém com quem conversar! Dá-me ânimo para o dia. Isto é que é um amigo...

bea disse...

Mesmo:)

João Pedro Barbosa disse...

Mesmo:(

P.S. Não percebo nada de mensagens subliminares!

bea disse...

vou ali ver o que significa subliminar. volto já

bea disse...

Pois é verdade. Também não percebo. E tirarmos um curso não daria? se haja, sei lá:)

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Agora há cursos para tudo?´

"Pare Escute e Olhe"

https://www.youtube.com/watch?v=qCFOtrml-vs

rainbow disse...

Esta geringonça só funciona com o nick da Rainbow.
Mas sou eu, a Andorinha. Loooooooooool


Por acaso não querem partilhar uma bela lasanha, uma suculenta e fresquinha salada de frutas?
E para culminar um gelado de natas, baunilha e caramelo?

Depois não digam que não me lembro de vocês.:)))))

P.S. Só vamos jantar agora. Depois vamos para a galderice porque a noite ainda é uma criança:) lol

Beijinhos.

rainbow disse...

A ouvir Márcia...A adorar...Uma delícia!
Não conhecia de todo!

andorinha

rainbow disse...

Há pouco um mar tépido e águas de embalar se deixaram abraçar por nós. Os rochedos, o horizonte, a luz do sol deixaram-se fotografar embevecidos. As algas enlaçavam-se nos tornozelos e pediam-nos para vir connosco, lá para onde fôssemos seguidamente.
Chegou a hora da janta. Uma janta apenas semi-murcónica. Estão por aqui à nossa mesa todos vós - afinal tanto disto começou por uma virtualidade - das boas, convenhamos!
Também adorei a varandinha (=musiquinha) :))).
Assino por baixo:
Caidê
:)))

rainbow disse...


Agora sou eu, a própria, a do nick:)

Adorei a música, lindíssima.
Beijinhos per tutti:))))

João Pedro Barbosa disse...

andorinha,

Estás fora de moda!

bea disse...

Boa noite:9

e as meninas rainbow, duma insónia não precisam? Ora bolas

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Vou ao Fb!

bea disse...

Nem só de pão vive o homem. Olhai os lírios do campo....

João Pedro Barbosa disse...

Nem a mulher vive só de pão!

João Pedro Barbosa disse...

Nem a mulher vive só de pão!

Anfitrite disse...

Bea,

Sabe que gosto muito do nome de Beatriz. É sinal que tenho bom gosto, já que foi Bestriz, que torno Dante um dos maiores e mais apaixonados escritor.
Mas hoje venho aqui para não se esquecerem de dar o parabéns à nossa recém nascida leoazinha Caidê.

JP,

No campo tudo é lindo. Até um tojo, com as sua lindas florinhas amarelas. A mulher só vive quando o espírito está peenchido.

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Confesso. Não tenho telemóvel na internet! Recuso-me a andar com o fixo e as páginas amarelas atrás ...

Cê_Tê ;) disse...

[Caidê- uma caixinha de beijinhos com folhinhos cor-de-rosa e bolinhas brancas.Parabéns ;)))]

A canção do post é liiiinda!


Quando quiserem, e se eu puder terei o maior prazer em vos dar a conhecer o vitral ;)

João Pedro Barbosa disse...

CT,

Bem sabia! O que tem mais saida em Portugal, são Ferraris e Nossos Senhoras!

bea disse...

Boa noite

Parabéns Caidê!!! E quem sabe aqui estejamos para o ano. Façamos um supônhamos que sim:)
beijinho e que junto de quem gostes

bea disse...

Sinceramente, Jean Pierre! copiar não vale.Aqui quem usa o termo confessar sou eu, ham?!
de toda a maneira não percebi a confissão.

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Boa noite! Não espere pela insónia.

bea disse...

Anphy
Foi mesmo essa a Beatriz em que pensei.E bigada pela lembrança da Caidê

Bom conselho, Jean Pierre. Se espero, ela agarra-me sem cerimónias.

Boa noite a todos:)

rainbow disse...

Ora, acabei de rapinar mais uma vez o nick da Rain.

E aí vou eu cheiinha de alegrias aniversariantes responder na volta do correio aos amigos virtuais, que dizem que não os há - mas que os há não duvidem! Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas a todos.

CêTê
Foi uma prenda liiinda e nem deu para contar os corações e as bolinhas:). És uma querida - já não surpreendes :)))

Bea
As meninas Rainbow passaram mais um dia fraternal dos grandes e bonitos. Que o Algarve é um cantinho mágico :))) e os amigos são o melhor que tem o Mundo.

Anphizita
Nós por cá a pensar na amiga - claro está. Eu por cá a prometer que vou agradecer de viva voz essa ternurinha para a leoa deste Zoo. É verdade, leoa 2 :)))!

Abracinhos.
Assino: Caidê

bea disse...

Boas Férias:)))))

Cê_Tê ;) disse...

Passei só para ver se havia camarões tigre fritos com alho e piri-piri;)mas o preço é de asneirar!!!!.;P
Ponho a mão ao bolso e só umas moeditas...
Avisto a máquina vintage de música ao fundo e sai esta:
http://www.youtube.com/watch?v=9HANzOFtZ5c

Boas Férias ;)

João Pedro Barbosa disse...

Para quem teve vacances ou ou aproveitou as vacances para preparar o ano fiscal. Uma boa noite!

andorinha disse...



Acabadinha de regressar ao ninho, cá estou eu a tomar café:)

Não vou dizer grande coisa porque as emoções são muitas e bloqueiam-me por completo a escrita.

Direi apenas que foram dias fabulosos na companhia de duas grandes amigas. Que não teria conhecido se não fosse este bloguinho. Daí a ternura que tenho por ele e pelo dono:)))))))

Para mim o Murcon tem sido isto ao longo de oito anos. Amigos que se fazem e se mantêm (não todos mas é a vida...), laços que se vão estreitando a cada abraço que é dado, a cada beijo, a cada sorriso, a cada maroteira partilhada...

Foi muito bom estarmos as três juntas. Quando há afecto genuíno, a distância não conta...
Houve lágrimas na despedida porque somos umas lamechas:) loooool
Mas como é bom ser lamechas!:)


www.youtube.com/watch?v=0AIlz08fZos

Queen - Friends will be friends

Fiquem bem:)

Caidê disse...

CêTê
Ai (!) se estivesses em "Portimão Rain's Home" tinhas tido os camarõezinhos tigre tão fresquinhos que nem percebes da Ria! Bem que sentimos a vossa murcónica presença virtual! E quando eu for à Ria num escapas mesmo dum carinho :)))

Quanto à musiquinha - muita louca :)))!
..............
E o 2º comentário vai para o nosso estimado anfitrião: obrigada por nos ter proporcionado (via murcon) esta fisicalidade e troca afetiva tão saudável. Por mim pergunto: de que outra forma teria eu conhecido estes doces meio algarvios meio vimaranenses. Pessoas assim já quase nem existem!... Não esquecendo os que não tendo vivido as aventuras destes dias à beira do Arade estiveram na nossa mind obviously :))
................

Anphy
Tens uma roda de afetos na tua entourage e não fossem os teus percalços (que não esquecemos) bem que gostaríamos de te ter tido entre "nozes" :))).
.................

Meninos
A nossa (des)aventura começou por eu não ter chegado a 16, mas apenas a 19 (e isso não se faz! - bem sei).
No penúltimo jantar em Matosinhos perdi a matrícula do carro no último banhinho que lhe dei e viajei a fugir à polícia desde a última portagem em que a delicada senhora da Brisa me chamou a atenção para a minha fatalidade. Esse foi o meu cartão de visita para a Andorinha lá por Guimarães - imaginem o meu embaraço! Apresentei-me e passei logo essa minha má imagem :))).

Desta vez foi pior, muito pior: alguém deixou expirar a validade da permissão de conduzir e foi apanhado numa cirurgia STOP logo na Azinhaga da Bruxa ( é assim que vem citado no papelzinho da coima).

Olhem que imagem a minha: pareço as calças de uma criança - passar a vida a fugir à polícia não dá bom certificado de competências a ninguém :))))! Acho que nem Doutoramento me valia :))) E é por isso que já me decidi: vou para Ministra e o próximo objetivo só pode ser a imunidade diplomática.
Não posso ir desta para pior antes. Esta passou a ser a minha convicção prioritária a partir de agosto do corrente. :)))

..........
Andorinha
Chegaste bem , miga??? Não te trocava nem por uma fatia de Brigadeiro :)))
.........
Querida Rain
Não te trocava nem por um geladinho de natas com caramelo :))).
......


João Pedro Barbosa disse...

andorinha,

Desculpa! Mas os meus raciocínios são muito rudimentares! Fiquei-me pela indução matemática.

Caidê disse...

Andorinha
Aconteceu. Postei sem ler o teu. Deixa-te de telepatias, então vamos passar a vida nisto???? :)))
Foi bom postar e ler logo o teu post: chegaste bem! O meu beijinho desta noite!
E amanhã?
Rain, Andorinha
Algar Seco????? :))))
Marotice!

Caidê disse...

John Peter
Mudei de fixo, pá! Depois te "Facebooko" o new one. Não me importo de Parabéns atrasados. Jokas.

João Pedro Barbosa disse...

Caidê,

Não me faceques! Quando a octogenária se decidir por um outro jantar do murcon. Trocamos contactos.

andorinha disse...

Caidê,

"Deixa-te de telepatias, então vamos passar a vida nisto???? :)))"

Se calhar....:))))


Algar Seco????

Era já amanhã...:)

Beijinho.

Vou dormir...

Caidê disse...

João Pedro
Ná!!!!!!!!!!! Para octogenar faltam-me muitos: quero os meus Parabéns já! :)))

rainbow disse...

Allô!


Caidê e Andorinha
E eu não vos trocava nem pela paisagem do Algar Seco:))))
Pois...

Cê-Tê
Ainda sobraram uns camarõezinhos tigre:)

Anfi
No meu pensamento. Abraço:)

Bea
Esta menina rainbow agradece os ternurentos votos de boas férias.

E hoje não dá para escrever muito mais...


Abraços a todos os murcónicos e uma música

https://www.youtube.com/watch?v=2eraVXLPgD4

João Pedro Barbosa disse...

Caidê,

Mesmo os que não trabalham nada sabem aguentar a pressão quando estão em campo!

Sexy Birthday

http://www.youtube.com/watch?v=LNCnWLA0Ncw

bea disse...

Boa noite a todos. Especial para as meninas regressadas.

Também morfeu me chama (péra lá morfeu que vou já, já). Durmam bem.

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Então você! Foi passar fériass ao Murcon? Eu sabia que a conhecia de algum lado.

Anfitrite disse...

Não tive olhos para ler tudo. mas vim aqui para deixar isto à bea.

"No inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade política em tempo de crise." Alighieri , Dante

Acordem!

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Vá lá! Poupasse no aquecimento.

bea disse...

Anphy

não me parece de Dante. devo ter a alma doente que não me apetece escrever. Acerca da neutralidade política, diria mais ou menos o mesmo - considerando o lado positivo, se é que há um, e negativo. Sobre a de diversa índole, não posso e talvez nem saiba aqui pronunciar-me.
Devia espairecer mas tenho de ir trabalhar. É quase o mesmo.
Jean Pierre

nã, nã, enganas-te. Também regressei da digressão. Nem tu sabes os lugares piores que há para passar férias :). O murcon é o meu laço de juntar pé e sapato; e depois de apertado ando pelo dia em conforto.mais calçada. E há-de ser assim com todos nós, julgo. Ou não viríamos. Vá agora vamos estender a toalha e ficar aqui ao solinho. E depois mergulhamos e pode que saia tudo que não presta.

PS: pensava que estavam de férias quando regressaram...vá lá a gente entende a vida apenas por palavras.


beijinhos

andorinha disse...

Bom diaaaaaaaa:)


Bea,

"Devia espairecer mas tenho de ir trabalhar. É quase o mesmo."

Loooooooooooooooooooooooooool

Só tu!....:)

"O murcon é o meu laço de juntar pé e sapato; e depois de apertado ando pelo dia em conforto.mais calçada. E há-de ser assim com todos nós, julgo."

Isto é lindo, miga:)

Também vou estender a toalha...



Anfy,

Penso que aqui estamos todos acordados...:)

Até mais logo.

João Pedro Barbosa disse...

Caidê,

Nem um sorriso? Depois da prenda. Hum!

Caidê disse...

Jean Pierre
Venho aqui depois de alguns soninhos e FINALMENTE encontro um cartão de Parabéns do tipo que eu queria (tipo JÁ) mas melhor, muito melhor. Ri, pois! Sozinha mas ri! Só tu, meu artista preferido :)))!

Andorinha
BOOOOOOOOMMMMM e maravilhooooooooso dia :)))! para ti também.
Mas já são 9 horas ou ainda são 3???? :))))) Uiiiiii!

Rain
Ai, os Moody!... :)))Eu já tinha ido buscar um vídeoclip, mas o teu é so very special ...Saudadinhas? Ao menos um torrãozinho delas???? Pleeeeeeeeeease!.......

Bea
É assim com nós outros, mas a tua original maneira de fotografar deixa-nos... sei lá, a pensar porque nunca tínhamos feito crochés assim com as palavras. :)))
E foi um bom regresso - obrigada!

João Pedro Barbosa disse...

Caidê!

Aperta aí e dá cá um bacalhau...

João Pedro Barbosa disse...

Vem cá? Há sitios muito mais bonitos para conversar! A andorinha é testemunha.

andorinha disse...

Caidê,

9 horas ou 3?
Sei lá...em férias perco a noção...
Pelos vistos o telemóvel também:) looooooooooooooool

andorinha disse...


Que significa fidelidade, que é que podemos esperar da pessoa que amamos? Estou velho, reflecti muito sobre isso. A fidelidade não será um egoísmo terrível, egoísmo e vaidade, como a maior parte das coisas e pretensões humanas na vida? Quando exigimos fidelidade, queremos que a outra pessoa seja feliz? E se a outra pessoa não é feliz na prisão subtil da fidelidade, amamos essa pessoa de quem exigimos fidelidade? E se não amamos o outro de modo a fazê-lo feliz, temos o direito de exigir algo, fidelidade ou sacrifício?
Agora, no fim da vida, já não me atrevia a responder com tanta firmeza a essas perguntas...

Sándor Márai, As Velas ardem até ao fim


Alguém se atreve?:)

andorinha disse...

CNE dá 24 horas a Menezes para se pronunciar sobre queixa do Bloco de Esquerda


Em causa pagamentos de rendas e outras despesas a moradores de bairros do Porto. Candidato do PSD incorre em dois crimes.




www.publico.pt/politica/noticia/cne-admite-que-candidatura-de-menezes-violou-lei-eleitoral-das-autarquias-1603814

É urgente divulgar! A comprovar-se o que é denunciado, são atitudes de uma extrema gravidade. Uma pessoa destas não pode estar à frente seja do que for.
Porra! Durante uma semana não li nem ouvi falar de política. Quis libertar o espírito:)
Agora chego e leio isto?
Perdeu-se o último pingo de vergonha?:(

Anfitrite disse...

E lembram-se desta?

http://paradigmatrix.net/?p=7434

E mais esta:

***** ELES... POLITICOS ENRIQUECEM !!! ENQUANTO O POVO EMPOBRECE !!

O PEDRO PASSOS COELHO COMPROU 4 (QUATRO) CASITAS EM NOME DO TIO DA

LAURA...DE ONDE VEIO O GUILHO??
*...
ManPinto
__________________

A Century21 é uma imobiliária.
Isso já todo o mundo sabe, né?
Agora o que nem todo o mundo sabe é que ela vendeu ao senhor Pedro Passos Coelho (ficaram em nome do tio da Laura PARA NÃO DAR NAS VISTAS) 4 (QUATRO) CASAS!
Uma casa na Quinta da Beloura e 3 vivendas em Massamá/Mem Martins.
A primeira no valor de 1 milhão e as outras três vivendas outro milhão.
De onde veio o dindin? Alguém aqui sabe?
Se o homem não tem conta aberta em nenhum banco e antes de ser primeiro-ministro andava num Opel Corsa a cair de pôdre...

http://paradigmatrix.net/?p=7434Ver mais— em A FÉ É MUITO BONITA.

João Pedro Barbosa disse...

"Secalhar é só para especialistas"

http://www.youtube.com/watch?v=LMUD0CdZaPM

Caidê disse...

Festas de Cascais, 23/8/2013, Tiago Bettencourt.

Ocorre-me:
http://www.youtube.com/watch?v=K-2iPZGPJFY

:))

Já não dá para o debate. Já bocejo. Já só leio as gordas. Já só ouço o TIC-TAC. E TIC-TOC para o berço :))).

bea disse...

Bom Dia:)

Porque ao contrário dos que afirmam que a fé não vale eu acredito que sim. Que temos uma constituição que muitos andam em vertigem para mudar, porque nela ainda se cumprem os princípios democráticos que os impedem a eles de legislar a contento de uma classe minoritária que sempre deteve os privilégios - a constituição só os abranda e permite aos mais desfavorecidos a protecção social que lhes é devida por direito, reconhecendo-os como pessoas que são.
Não podemos deixar que mudem a constituição portuguesa. Porque aí sim, somos entregues às feras.

bea disse...

Andorinha

"As velas ardem até ao fim" é só uma resposta pessoal a uma situação específica. Não serve a um universo. Ainda que existam nesse livro questões universais, as respostas serão singulares.

Factualmente, é um livro sobre a inutilidade dos rancores e desprezos; houve quatro pessoas infelizes, duas delas vivendo extremamente próximas, sem se falarem ou verem sequer. Um livro sobre vingança. Vingar-se de um ex amigo e da própria mulher que, por amor, o atraiçoaram. à primeira vista parece até que sim, está certo, a amizade é um valor inestimável e foi atraiçoada.

Mas é também de uma incompreensão extrema. E segue os parâmetros naturais do amor que se transforma em ódio, que sobre o tempo se vai pouco a pouco transformando. E nunca ali houve uma transformação regeneradora.É um repisar sofrido mas sempre centrado no si mesmo. O Amor não é assim.

Mas gostei imenso do livro. Apela ao nosso ser mais primário.Impossível não agradar:)

João Pedro Barbosa disse...

Bea,

Não vou ao Fb! Para os meninos que ainda não sabem ler! Lembrei-me desta musica:

José Barata Moura - A Cidade do Penteado ( Portugal)

http://www.youtube.com/watch?v=kRqbwpNhiBI

E já agora; um bom dia.

rainbow disse...

Bom dia a tutti:)

Ainda com os neurónios semi-adormecidos, vou tentar comentar o excerto do livro "As velas ardem até ao fim". Como ainda não o li:(, vou generalizar.
E fiz de imediato uma associação a um livro e a um filme"A insustentável leveza do ser" e "Frida".
Em ambos os tema fidelidade/infidelidade está presente. Mas em ambos, é no género masculino que vemos uma maior necessidade de ser infiel. Frida torna-se infiel porque ele o é. Do que recordo do filme, biográfico, no final, depois duma separação, quando ela já está bastante debilitada fisicamente, ele procura-a e diz-lhe que já não precisa das outras mulheres. E diz: "tenho saudades de nós".
Apologista do "live and let live", não deixo de me enternecer quando vejo um casal de velhinhos de mão dada,que foram sempre grandes amigos/amores.
Quando a fidelidade decorre naturalmente, não por qualquer pressão social e não provoque frustração ou sensação de prisão, porque as duas pessoas querem estar apenas uma com a outra, why not? É raro, mas ainda acontece e é lindo.

Pronto: atrevi-me o suficiente Andorinha?


Beijinhos e torrõezinhos de saudades para as "minhas" duas meninas e um abraço para o resto do pessoal.

Bom fim de semana e uma música daquelas...:)

http://www.youtube.com/watch?v=eu32i6wobCk

Anfitrite disse...

Tem piada. Só agora é que por ter de estar quase imobilizada é que li "AS velas..., que tinha há muito tempo, porque toda a gente falava dele. Não achei nada de especial. Vidas iguais a tantas outras, desfeitas pelo rancor, amargura, traições, pressões. Mas gostei muito do diálogo(monólogo), onde se fala do valor da palavra, da verdadeira amizade, da inveja. Agora estou com "A ordem natural das Coisas", que também j+á tinha desde 1992. Deste homem compro quase sempre as 1ªs. edições, Ontem li um parágrafo, fabuloso, que quase me apeteceu levantar e transcrevê-lo para aqui.
Mas eu só vim aqui para desejar bom dia.
E já agoa vejam esta. Quando os bichos têm pena dos homens.

andorinha disse...

Bom diaaaaaaaa:)

Não vos consigo comentar porque só acordei agora...
Mais logo, quem sabe?...


www.youtube.com/watch?v=G6p8dyKG1XQ

Vou curtir um solinho. Bom sábado:)

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Tenho uma imagem a preservar! Não vá ter o azar de ser uma personagem publica.

bea disse...

Jean Pirre

pois preserva a tua imagem; sendo tua deve caber-te preservá-la. A mim ou a qualquer não serve quase nada. Pronto, servirá para nos reconhecerem. Mesmo que não prestemos para nada, somos sempre mais que ela.
Mas ainda não me passou a tristura. Não me apetece escrever. Vou, assim de cabeça - imaginando -, até à praia. pode que.
Fiquem bem.

João Pedro Barbosa disse...

bea?

Também deveria ir agora ao mar; para me desocupar de muita travessura! Já lá fui hoje! Espero que estejemos lá amanhã.

Caidê disse...

Meninos e meninas
Mais uma noitinha em que 'tou completamente esborrachada - fui ao monte e voltei. Ufffffff!... E depois do concerto de ontem em Cascais.
Não vou ter pilhas para comentar muito :(((.

Rain
Musiquinha daquelas :)))!

Andorinha
Conheces algum/a tímido/a atrevido/a? Então, desafias-me a atrever??? Ai, ai, ai!... Lá vai.

Fidelidade não é coisa que se prometa a ninguém. É como as flores do campo - nasce lá onde e quando urge nascer.

Eu só prometo integridade - a mim e aos outros. Só dou o respeito ao outro que quereria para mim. O que estou disposta a dar mais não é que o que almejava ter em reciprocidae.

E como de forma excelente observou a Bea - no livro, como (acrescento) na narrativa de vida real de cada um, cada pessoa traz em si uma pessoa (feita de si e de mais umas quantas), cada narrativa é um cumular de episódios ao longo da vida. E a vida tem fases - como a lua! Fases de dúvida, fases de certeza, fases de trilhar caminhos.

A fidelidade só pode vir da liberdade. Caso contrário, é amarra ou prisão.

Rain
Também eu me encho quando me confronto com companheiros que entre si cultivam uma relação bonita. Se envelhecem já juntos mais ternurenta me parece a relação :))). Penso: "Bonitos e corajosos. Não defraudaram o sonho a dois que um dia tiveram". Ou, então, cismo: "A vida os uniu. A vida os não separou".


Caidê disse...

Sorry!
Andorinha
Depois de ler venho aqui comentar o livro.
Anphy
Qual é o autor de "A ordem natural das coisas"?
Rain
Há saudades boas. Tb sinto muitas de nós três :))).

João Pedro Barbosa disse...

As velas ardem lentamente. Quando ardem! Outras nem se chegam a acender e as que se acendem o melhor é apagar depois de abençoadas!

Anfitrite disse...

Caidê,

Quem havia de ser?! ALA- António Lobo Antunes!

E já agora uma Crónica a condizer:
http://visao.sapo.pt/pedro=f580207

João Pedro Barbosa disse...

Bom dia!

De ideias feitas está feita o mundo e depois de um tremor quem se lembraria de querer uma ambulância se tinha sido apenas uma impressão! O que se sente depois é o alivio mesmo sendo um pequeno abalo e olhamos os outros de surpresa quando o tempo parou.

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Vai pelo Bill Waterson que em três quadradinhos consegue descrever um dia ou pela "Teoria da Organização do Espaço" que junta a Biblia, o Alcorão e os três Mandamentos em ciquenta folhas de quem lia Camões aos discipulos e em volta do mesmo tema sempre teve uma abordagem diferente. Porque os lugares mudam e as pessoas também. Não era preciso ver Fernado Távora para ver o que ele fez. Chegando mesmo a ser uma decepção vê-lo perante os holofotes; é nas sombras que se encontra a lição de vida.

Agora tenho que ir tratar das minhas sombras...

bea disse...

No mar estaremos sempre. Podes crer.

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Hoje a maré baixa é à uma e se não escolher bem o caminho! Os cães acordam os donos, os donos acordam os gatos, os gatos acordam as pulgas, as pulgas acordam os ouriços, os ouriços acordam as lesmas, as lesmas acordam os camarões, os camarões acordam os robalos, os robalos acordam a noite e depois não há nada para ninguém amanhã.

bea disse...

Boa noite

João Pedro Barbosa disse...

Dorme bem

Caidê disse...

Jean Pierre
Qual bacalhau?! Um abraço ternurento e "não digas que vais daqui" :))

Anphy
ALA, claro está. E resenha, não queres partilhar?

Anphy e Docinhos meio algarvios meio vimaranenses:
Ai as listas!... Tou toda tremeliques.

Meninos
Ainda não "des-borrachei" - que ritmo por aqui! Alguém quer fazer contrabando de idade comigo? :))). Ponho já 15 em leilão.

Uma musiquinha daquelas:
http://www.youtube.com/watch?v=KX4jAplZb0Y

Boa semana pour tout le monde :)

Anfitrite disse...

Caidê,

Este é dos melhores de uma fase dele(embora na altura em que li, para mim o melhor foi o "Fado Alexandrino), mas não dá para partilhar, só saboreando. A longa descrição dos pensamentos que um velho caquético, vai tendo no meio de parcos diálogos, que está apaixonado por uma jovem diabética, de bafo fúnebre, e que vive de favor, na lúgubre casa dos pais dela, que só o suportam por uns miseráveis tostões, é ímpossível de trasmitir. É como certas descrições do Mia Couto, que também não se conseguem descrever.

Não me fale de bolinhos, porque eu estou a salivar, desde que li o seu comentário. Só vejo à minha frente uns morgados brancos, com uma pérola em cima, mais ums figuras multicolores de bolinhos de amêndoa moída, mais a prata duns dom rodrigos, mais uma mão-cheia de doce de xila. Até já ía uma montanha russa, que se faz com as claras que sobram e não dá trabalho nenhum. Não era com fazer fios de ovos, com um funil especial de zinco, que eu ainda tenho, com gemas acabadas de sair da criação.
Boa semana, porque eu vou à procura duma escarradeira (a culpa é do ALA).

Anfitrite disse...

Só li agora. Deste já nos conseguimos ver livres. Estava a ver que ele ainda matava o cancro. Que o enterrem junto com todo o dinheiro que roubou. Devia era ser cremado com tudo. Devia ser esse o destino dos ladrões, que o fazem por prazer. Que me perdoe a família que não deve ter culpa, nem lhes vai fazer falta. Não se esqueçam do velho provérbio hebraico: "Não há riqueza sem crime". Este para mim nunca será bom depois de morto. E há tantos que deviam seguir-lhe o caminho! Todos os que aprenderam na mesma escola e que têm dado cabo do mundo.

http://caras.sapo.pt/famosos/article2310749.ece

bea disse...

Anphy

não desejo tal morte a ninguém. Nem a António Borges. Digo muita vez que morram todos os que, em consciência, nos dão cabo da vida portuguesa como Abril a tornou. Mas penso numa morte súbita, indolor se possível (o que desejo mesmo é que vão embora, se quiserem ir pelo seu pé, melhor). Um cancro no pâncreas é muita dor. Se bem que a morte de quem pode não seja bem igual à de quem depende apenas do SNS.
O único que é igual: morrem na mesma.

Mas o que me mói o juízo é assistir à vida queimada em vão. Tanta árvore a arder, tanto animal morto e sem habitat, tanto bombeiro em gasto de suor e força, vidas sacrificadas num trabalho cívico, de salvação, em prol de todos nós e não apenas de quem está de coração na boca, a pedir a deus a misericórdia que não chega. O que me comove e me fere são os gritos daquela gente que trabalhou uma vida para ter a sua casita e ficou, na velhice (ou não), sem nada - o fogo devorou-lhes a existência; não há a cadeira, a mesa, a cama, o tecto; não ficou o cão, o gato, a vaca do curral, o despertador, a tv. Aqui é que gostava de saber a resposta de Lobo Antunes, o tal que tão bem escreve as desditas que não viveu, o que fazer quando tudo arde?

rainbow disse...


Bom dia per tutti:)


Bea
Os bombeiros estão indignados com o silêncio do PR na sua página de FB sobre as mortes dos bombeiros, em comparação à morte de António Borges, sobre a qual se pronunciou, enviando condolências à família.
Também não desejo a morte a ninguém.

Anfi
Pois, docinhos...
Bolinhos de amêndoa coloridos ou não, marcharam alguns na última semana:)


Andorinha e Caidê

Duas páginas já estão:)

Ai, as listas...
Caidê, vai tudo correr bem, don´t worry.
Também cheia de saudades de nós as três.
Bom, não sei se são 3 ou 9 horas:), mas vou até ao rio. Sorry!:)

Abraços a todos e mais uma música daquelas:

https://www.youtube.com/watch?v=fgdvf4Mzkg8

João Pedro Barbosa disse...

Bea,

Ninguém que se preze se guia pelo sabor do vento! Ou escolhe as correntes. Será que aprendo nos lugares em que passo?

andorinha disse...

Bom diaaaaaaa:)

A ouvir...e a adorar In Love with a view.
Não conhecia. Bigada, menina do arco íris:)


Bea, Rainbow e Caidê,

Atreveram-se o suficiente, sim senhora. Eu sabia que podia contar convosco:)
Concordo, em essência, com o que disseram.
Sublinho esta frase da Caidê:

"A fidelidade só pode vir da liberdade. Caso contrário, é amarra ou prisão."

Assino por baixo.

"Também eu me encho quando me confronto com companheiros que entre si cultivam uma relação bonita. Se envelhecem já juntos mais ternurenta me parece a relação :)))"

Também assino por baixo:)

Meninas, parem de falar em docinhos. Fico como a Anfy:)))))))))))))))
A gulodice deve aumentar também com a idade. Cada vez estou mais gulosa!


Anfy,

Li o Fado Alexandrino há muito, muito tempo. Gostei imenso do livro, foi um dos que devorei de fio a pavio mais do que uma vez.
Não sei dele agora:(
Emprestei-o e nunca mais o vi. Desisti de emprestar livros ou seja o que for. Acho incrível como é que alguém não devolve o que lhe foi emprestado.
Perdi imensos livros que ainda hoje gostava de ter...


Rainbow,

Duas páginas já estão????:)
Ansiosa por ver/ler tudinhooooo.
Passo a vida a ver as fotos. Ainda não aterrei de vez em Guimarães:)


Pedro,

Aprende-se sempre nos lugares em que passamos. Quanto mais não seja a não voltar a passar por lá:))))))))


Vou...
Fiquem bem:)
Até mais logo.

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha, foi assim tão desulador?

Cê_Tê ;) disse...


Beeeea!!!
Gostei tanto do que escreveste "O que me comove e me fere são os gritos daquela gente que trabalhou uma vida para ter a sua casita e ficou, na velhice (ou não), sem nada - o fogo devorou-lhes a existência; não há a cadeira, a mesa, a cama, o tecto; não ficou o cão, o gato, a vaca do curral, o despertador, a tv."!!!! Impossível deter lágrimas ao ver a desgraça deles e dos que morrem, dos que ficam órfãos de mãe, de mulher, de filha, de neta. Porque há uma certa orfandade também noutros graus ... (acho).
Anfy, mas percebo a tua revolta. todos sabemos a que cheiram certas homenagens fúnebres. Seja como for... todos temos virtudes e já que a morte não serve para mais nada que lhes dê ela ao menos o brilho que os erros da vida ocultou.


Cê_Tê ;) disse...


Porque foi aqui a 1.ª vez que ouvi falar dele- tão ignorante que eu sou!!!
Como tal deixo aqui o que trouxe de outras paragens onde os filtros culturais (politicos) são mais frouxos...

http://www.youtube.com/watch?v=3Y7EILFhjqs&feature=youtu.be

bea disse...

Cê_Tê

É que me fere mesmo. Pertenço a esta pobreza encardida que trabalha denodadamente ao comprimento da vida para um quase nada que é tudo que conseguiram amealhar. São mais que órfãos esses espoliados pelo fogo. Perderam as coisas, a companhia da vida vegetal que sempre os rodeou, os animais de que retiravam gosto e sustento, as poucas economias que havia, os hábitos que são bengala do envelhecer.
A muito se obriga tal homem. E não quero crer em mão criminosa, mas não consigo não pensar.

Obrigada, Cê_Tê. Tão bonita esta memória das palavras. E mais bela porque coincidente com o ser de UTR. Que os pobres sejam comunistas, é natural. Que os mais abastados, é solidária força anímica. Merece respeito.

bea disse...

Anphy

ALA não diz que é bafo fúnebre, usa até umas imagens bonitas que agora não recordo, mas pode ser amêndoas amargas (não me lembro). Esse é um dos livros que alguém me emprestou para ler. E ainda terei de comprar.

Rain

O PR define-se sempre sem surpresas. Nunca foi de todos os portugueses.

Não entendi o que é isso de "duas páginas já estão". É desvendável ou uma espécie de código onde as três meninas se entendem? se é secreto, esquece.

Bigada pela musiquinha.

Andorinha

A fidelidade não existe isolada. Existe o amor. Se amas, não queres outra pessoa. É-te inconcebível. E, contudo, a vida não é aritmética. Nem geométrica.

João Pedro Barbosa disse...

Cê_Tê ;)

Como é que dois amigos continuam na memória um do outro ao fim de 15 anos através de uma imagem. Como se diz: "Não se ficou só pelas palavras".

andorinha disse...

João Pedro,

O quê? Desolador o quê?
A semana no Algarve não foi de certeza:)))



"Obrigada, Cê_Tê. Tão bonita esta memória das palavras. E mais bela porque coincidente com o ser de UTR. Que os pobres sejam comunistas, é natural. Que os mais abastados, é solidária força anímica. Merece respeito."

Assino por baixo, de novo:)


Bea,

Não há nenhum código secreto.
Nunca da minha parte haverá tal no Murcon. E sei que posso falar pelas outras duas meninas, também.
Calha que fui eu a primeira a ler, é só.
Se quisermos falar de algo mais pessoal que tenha a ver com as férias, há os mails e os sms.

"Duas páginas já estão" significa que a Rainbow já escreveu duas páginas:) loooool
A Rainbow disse que ia escrever um "diário" com vários factos e peripécias engraçadas que aconteceram nas férias. Para ler, recordar e sorrir...ou até rir às gargalhadas...


Mudando de assunto:

"Se amas, não queres outra pessoa. É-te inconcebível."

Não generalizes. Já amei mais de uma pessoa ao mesmo tempo. E há mais pessoas assim, embora não seja o mais frequente. E não amo menos por isso.

Inté...

João Pedro Barbosa disse...

Inté! Ganhares juizo. Será que isso vai acontecer? Aproveita-te...

João Pedro Barbosa disse...

Cê_Tê ;)

Amnésias à parte!

Um bom trabalho de equipa:

http://lugardoreal.com/video/marcia--a-pele-que-ha-em-mim/

andorinha disse...

Não sei, João Pedro, nem estou preocupada com isso...

João Pedro Barbosa disse...

Só se preocupa depois de acontecer. O trabalho que esteve por trás foi obra de espirito santo...

João Pedro Barbosa disse...

"A Todos Uma Boa Noite"

João Pedro Barbosa disse...

E há quem faça o luto no silêncio e não é por isso que seja culpado! Ou esteja atento sem estar presente e isso não significa que não esteja preocupado.

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Sem generalisar o primeiro comentário e sem especificar o genero. A bea já teve tempo de compreender a importância de certas linguagens caso queira ter sempre farturas depois dos fantoches.

Caso contrário será sempre o mesmo teatro. Ou já se percebeu que não nos podemos limitar às palavras uma vez que a representação de imagens é anterior à representação por extenso:

http://preview.reuters.com/2013/8/26/gallery-un-investigates-gas-attack

P.S. Um bom amanhã!

Caidê disse...

Andorinha

Eu ia retorquir para a Bea na generalização de "Se amas,...".Ia apenas brincar e perguntar-lhe como é que o Marco Paulo terá resolvido(ou não!) o "drama" de ter dois amores :))).

Mas amar a dobrar basicamente deve complicar mais a vida romântica de cada um - digo eu :)))!

João Pedro
Cala-te! Ou não! :)))Mas que a gente só sabe um bocadinho daquilo que já aprendeu parece uma evidência. Será que é?

Rain
Duas páginas já é um folhetim:))). E aposto que ainda não chegaste ao Algar:)))

.........

Demain vou começar a ler:))).

À cabeceira já tenho um, dois, três. O último chegou hoje: "Mais amor menos doença", António Coimbra de Matos. Extraio uma abertura de capítulo: "Eu sou eu e a finalidade que me proponho".

Continuação de boa semana.
Beijinhos e abraços.

rainbow disse...


Allô!:)

Bea
As duas meninas já responderam por mim. "Diz que é uma espécie de magazine":)))

Andorinha
Também passo a vida a ver as fotos.
Quanto a amar duas pessoas ao mesmo tempo, acho possível, mas deve dar uma grande trabalheira:))) Contudo, não faço juízos de valor, já me conheces, "live and let live".

Caidê
Pois, as duas páginas referem apenas um preâmbulo e o dia 16 lol!
No que eu me fui meter:))) Mas está a ser divertido, a começar pela "Azinhaga da Bruxa":)


Bons sonhos para todos e uma musiquinha

https://www.youtube.com/watch?v=-VqbtSNQne4

andorinha disse...


Caidê e Rainbow,

O Amor é...complicado,sempre:)

www.youtube.com/watch?v=j1ykMNtzMT8

Fiquem bem. Todos, como é óbvio...:)

João Pedro Barbosa disse...

Caidê,

Tu és um caso à parte pá! Dizes sem o dizer ou pelo menos só para o que estiver mais atento saber. Não armas armadilhas para ver quem está atento largas a alcateia depois do outro trazer o lobo pela boca. Que não nos martelem o sossego! Né?...

Muris & Dire Floyd - "Coming Back To Life" (17)

http://www.youtube.com/watch?v=d7IbxuZlMi4&feature=em-subs_digest

Ao resto da alcateia? Uma bom dia! É claro.

bea disse...

Bom Dia:)

bea disse...

Andorinha

nunca - ou quase nunca - generalizo; as observações e aforismos que deixo são pessoais; se não está eu, subentende-se. E em amor cada dois ou três, ou quantos sejam, sabem de si. Não acredito que tenha eu criticado aqui ou noutro lugar.

Comentamos de forma banal. Pobreza.

A lei do gosto está ainda por inventar. Falem do que quiserem, das hormonas, de cargas electricas compatíveis, de feromonas, e tal. Não se sabe.


Andorinha, Caidê e Rain

entendi:) também acho que vou fazer algo semelhante. Gosto de rever os tempos bons.







andorinha disse...

Bom dia:))))))))

Bea,

Vês? Vês como a Rainbow deixa boas sugestões?:)

Sei que não criticaste...

"Comentamos de forma banal. Pobreza."

Ora essa! Não concordo nada. Comentamos com o que nos vai na alma. Essa é para mim a melhor forma de comentar/comunicar.

E agora que já tomei o meu café vou à vida...:)

Até loguinho.

João Pedro Barbosa disse...

Fez ontem dois meses que passou o meu aniversário. Éramos só três o unico pedido foi cabrito e murganheira tinto. Os parabéns foram em inglês para popar as velas. Foi este o meu contributo para um verão mais tranquilo! Esperemos que com o frio e com a chuva estejemos todos autuados por nos agasalhar.

"Os fogos florestais e o que comemos"

http://www.publico.pt/ecosfera/noticia/tu-e-eu-e-que-gerimos-os-fogos-1603998

João Pedro Barbosa disse...

O que se fez pelas linhas de água nos ultimos anos é um exempla a seguir com o que se pode fazer com os redutos de floresta primária. Nem o eucaliptal nem o pinheiral pertencem à floresta original. E as estações de tratamento de águas residuais são um bom exemplo para as estações de tratamento de floresta residual. O pequenos nucleos de sobreiros e outras espécies são semente de um novo ordenamento. E onde estas espécies são dominantes o tempo faz destes lugares espaços de regeneração sem ser necessário deitar achas para a fogueira ou pôr água na fervura. E a consistência do subsolo preserva o território de forma mais eficaz quer em tempo de calor quer em tempo frio.

João Pedro Barbosa disse...

Caidê,

Venha a riqueza se o amor é um crime!

Caidê disse...

CêTê
Que ternura, Urbano!...

Andorinha
Boa escolha musical: love it! So old, so beautiful!

João Pedro
Eu sou espontânea e espero que não inconveniente para ninguém. Depois, olha, penso, e quando penso é sabendo que a minha experiência é desigual da experiência de outrém, e, assim, cada um tem a acrescentar ou tem ângulos para me deixarem a pensar. Pensar é uma das coisas que mais gosto de fazer. Se não tiver de pensar sozinha tanto melhor. Estás desde já convidado a pensar comigo quando sobre algo te apetecer pensar :)))!

Bea, Andorinha
Não comentamos de forma banal. Às vezes problematizamos e matizamos mais os cenários de partida - quando há um que pega pelos ditos, os outros geralmente acompanham.

E criticar não me parece. A crítica pode ser uma recusa cega à compreensão das coisas (muitas vezes). Compreender as coisas por dentro e não só por fora é que me desafia.

Para mais, use-se e abuse-se de "Liberdade, Igualdade, Fraternidade" :)))

E, Pedro, o Amor é a riqueza :))). Pobreza é des-amor.

rainbow disse...


Andorinha e Caidê

You´ve got a mail.
Muitas páginas:)The end:)))

Não consigo ler nem escrever mais nada hoje.
Boa noite a tutti

Caidê disse...

Rain
Ainda bem que voltei!
Vinha só deixar um embalinho para todos:
http://www.youtube.com/watch?v=rK2M1Y3NAe8
Vou já ler um cadito da tua marotice:))

andorinha disse...

Rainbow,

Já li. Já respondi...:)))))))

Também não consigo escrever mais nada, estou a cair de sono...


Caidê,

Obrigada pelo miminho. Estou a ouvir antes de ir para vale de lençóis:))))

Fiquem bem.

bea disse...

Bom Dia:)

Caidê

a crítica é uma tentativa de compreensão; perguntar porquê para tentar entender as razões do outro mesmo que não sejam as nossas. E que por vezes são também as nossas sem que tenhamos disso consciência.

O outro sentido do termo é desinteressante qb e pouco aproveita. Ainda que seja uma tentação e um erro muito humano. Em que incorro como toda a gente.

Rain
já me envergonhaste, pronto:) vou retomar a paleta impressiva.

Tão linda esta música. Um dia ainda vou assistir Vanessa May a tocar.

Até loguinho. Bom Dia!!!

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Não consegui pegar à primeira na tua citação! Devia ser do calor ou do fuso horário. Desculpas-me?

"Venha a riqueza se o crime é o amor"

João Pedro Barbosa disse...

"Quanto vale um encontro inesperado"

Tiago Vicente - Concerto Aranjuez para Guitarra e Orquestra - Adagi

http://www.youtube.com/watch?v=gMq7LHAfy0E

João Pedro Barbosa disse...

Cê_Tê ;)

Há outros lugares onde o filtro é menos apertado mas o que se consome é mais dubio:

"EUA: ex-psiquiatra que matou 13 em Fort Hood recebe pena de morte"

http://noticias.terra.com.br/mundo/estados-unidos/eua-ex-psiquiatra-que-matou-13-em-fort-hood-recebe-pena-de-morte,23a9cc7ede5c0410VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

João Pedro Barbosa disse...

Madredeus - Oxala

http://www.youtube.com/watch?v=cMWq4l_UWvk

Caidê disse...

Bea
Falar de "crítica" implica definir, ou ir definindo, crítica. Levantar questões face a uma opinião, a uma conclusão,... and so far, é problematizar e para isso é precisoter sentido crítico, ou seja, capacidade para questionar paradigmas da opinião, da conclusão, ou pré-conceitos (pressupostos) que façam cegar e dar como universal uma objetividade que pode ser apenas aparente ou empírica.

Mas apreciar algo com um sentido crítico preconceituoso faz-nos pensar: ou o indivíduo que produz o enunciado crítico é preconceituoso e repressivo ou está tão imerso na cultura em que se integra que não pode ver sem aqueles óculos que são como os seus olhos reais ou... ou...

Na verdade, muitos de nós fazem um esforço para se libertarem das prisões a que a cultura em que estão imersos os amarra. Não é fácil. E cair nessas esparrelas é sociologicamente humano.

.........

Hoje estou noutra lua. Estou a 48 horas de ter a minha vida, o meu quotidiano, ditado ou por uma fortuna ou por um infortúnio que me virá de fora.

Sinto-me da geração sandwiche. Os moços de 30 e 40 anos com menos graduação, com menos tempo de serviço ficaram na 1ª prioridade e os velhinhos cheios de hérnias na coluna, boa classificação passada pelas Universidades Públicas, mais de 20 anos de serviço terão de fazer 200 Km diários para trabalhar porque são efetivos mas não estão na proximidade da residência. Já fui professora contratada, já fui QZP, consegui efetivar depois de meia vida profissional, enqunto QZP não tive regalias. Agora que, depois de tanto suor, efetivei arbitrariamente o critério é que QZP têm preferência na ordenação das preferências.

Mas a vida do pequeno cidadão ainda não chega ao Tribunal Constitucional :((( Os votos dos velhinhos já não mudam, aos velhinhos é mais difícil mudar a cabeça. Aposte-se, então, nos eleitores indecisos ou a quem ainda se pode mudar a escolha eleitoral.

Já é a 2ª vez que o governo PSD age assim ao longo da minha carreira.

Estás a ver, Bea? Enunciei a minha crítica.

Vou ali tomar um duche para arrefecer críticas :)))




andorinha disse...

Caidê,

Já me tinhas falado nisso. Não entendo esses critérios, nada disso faz qualquer sentido:(
Como se ultrapassam pessoas com mais tempo de serviço, com mais experiência?

Fico a torcer por ti, tu sabes...

Não devia ser preciso! Raio de país este!:(

Caidê disse...

Andorinha

E os valores de salários enviados ao FMI? Governam em mentira e arbitrariedade num mix com incompetência - são os boys, o que havíamos nós de esperar da sua forma de tomar decisões e de fazer mundo?

Ah! E faz hoje 5 anos que os professores têm a carreira congelada - um ou dois escalões podem ser cerca de 200 euros mensais vezes meses a fio. Juntam-se os 4,5% de corte à cabeça do salário com o argumento da emergência orçamental, que era um sacrifício para um ano e passou a definitivo, ao que se vê!

E a partir de 6ª serão talvez 19.000 professores a correr para o Centro de Emprego.

E com 40 horas semanais para o funcionalismo quantos mais se seguirão nesta corrida para a progressão geométrica do empobrecimento deste país?

Anphy
Penso telefonar amanhã :))

Pedrito
Eu facequei-te o prometido. :))

Rain
Vou mailar :))). Depois do tal duche de arrefecimento :))

CêTê
Vamos mas é aproveitar este fim de seman prolongado :))) E a Ria mesmo ao lado a chamar por ti:))

Um embalinho?
http://www.jazzradio.com/sinatrastyle

Cê_Tê ;) disse...


Passei porque fui ali à papelaria em frente...

Quando me referia a filtros sobre informação (ainda que exista chamado "o efeito de bolhas" na internet) estava a referir-me aos jornais e Tv não ao blogue (obviamente).

Nem vou comentar a sorte que como tu Caidê outros colegas estão a sofrer (hà outros azares democraticamente distribuidos na classe)- estou demasiado ácida e triste para o fazer.
Caidê não me confundas...fds longo?
Bjnhs, inté.]

João Pedro Barbosa disse...

Cê_Tê ;)

A informação é tratada antes de nos porem no prato. Assim como uma abóbora é cozinhada antes de a vermos com vontade de provar. Do lado de fora do postigo de qualquer sala de arrumos abandonada há uma abóbora esquecida.

bea disse...

Bom Dia

Caidê

é o mundo da arbitrariedade. E deles. Que fazem dos professores faquires. Gente tão malvada e sem escrúpulos que uma saraivada de pregos era mal empregue.

Acho que também tenho de arrefecer, deixa-me fora de mim que não se aposte na educação e na cultura, lugares que poderiam ser motor da economia. Bela maneira de asfixiar um povo.

tb gosto de Sinatra

João Pedro
as tuas propostas musicais são-me extraordinárias. bigada, viu?
A informação passa o que interessa. Tem assuntos que não passam, os que passam desvirtuados...pouco sabe o povo. Que é preciso que não pense.

Rain

é pá isto mais parece um romance do que um diário de férias:), nunca mais tem fim. Como conseguiste terminar em tão pouco tempo? é verdade que relatas um período menor.

beijinhos para todos. Té loguinho. Portem-se.

rainbow disse...



Bom dia

Dorida por dentro com a morte de mais uma bombeira:(
Nem sei o que dizer...


Caidê

Desejo que tudo corra bem em relação às colocações. Também fico a torcer por ti.

Andorinha

"Raio de país este!:("

Podes crer.

Bea

Terminei em tão pouco tempo, porque estive cinco horas seguidas a escrever:) Estava empolgada!

Beijinhos para todos

João Pedro Barbosa disse...

"As boas lições estão-se sempre a esquecer. Todos os dias queremos renovar a matéria"

Anfitrite disse...

Tinha muito para dizer mas vai só esta para animar. A peçonha não morreu com o dono:
http://expresso.sapo.pt/privatizacao-das-seguradoras-da-caixa-ja-comecou=f827965

Anfitrite disse...

O que mais me confrange não são as 40 horas. São os comentários animalescos e imbecis que vejo na imprensa. Temos aquilo que merecemos.

Anfitrite disse...

Bea,

Vamos sair da triste realidade. Eu sabia que não era a expressão correcta, mas foi a que me ocorreu, que transmitisse o sentido. Afinal eu sou uma pessimista realista.
...] - Tem trinta segundinhos para acabar com a fantochada. E a menina quieta e sossegada que a conversa é com o seu papá.
- Não é meu pai, é meu padrinho, disseste numa mistura de fúria, de desconsolo e de vergonha, desprendendo uma baforada de velório. E eu diminuí logo de tamanho, enrugado nos estofos, ofendido no meu amor por ti, a segurá-lo contra o peito como uma prenda que ninguém aceita receber. [...

Mais adiante, outro bocadinho. Por mim apetecia-me transcrever o livro todo.

...] aqui o temos com a noite de Lisboa crescendo à sua volta, aqui o temos confundido com o muro como a minha voz se confunde com o primeiro crocito de pavão do Campo de Santana, aqui o temos sem esperar nada, sem pensar em nada, sem sentir nada, calado apenas, calado, envelhecido, inerte, tão inerte que nem se dá conta do comboio de Cascais que pula por cima dos jardinzecos da Quinta do Jacinto e lhe cruza o corpo, levando, na fileira de janelas das carruagens, a mudez sem sonhos de que é feito. [...
Não esquecer que parte do romance se passa na zona ribeirinha de Alcântara, com o Tejo e a via-férrea por vizinhos.

Ala não é propriamente um fingidor ou um inventor de histórias que não viveu. Ele foi o filho mais velho duma família austera com princípios, e de miúdo só se lembra de ver a mão sempre grávida. Não quis a carreira que lhe escolheram. Ele queria era escrever, mas era preciso sobreviver, e foi o José Cardoso Pires, de quem ele diz que foi o seu melhor amigo e de quem gostava mais do que dos irmãos, que o incentivou. Na flor da idade foi desterrado, como médico, para uma guerra tenebrosa, onde não tinha os meios para tratar tanta miséria e de que nunca mais se esqueceu. Este homem descreve Lisboa como ninguém, e não há quase sítio nenhum onde eu passe que não me lembre de alguns dos seus livros. No Príncipe-Real, dou comigo a sorrir lembrando-me deles a quererem esconder o amigo morto nos urinóis do jardim. Junto à Embaixada de Itália, entre o Conde Redondo e os Anjos, lembro-me das prostitutas de "As Naus" e por aí fora... E um Homem com esta Sensibilidade e Inteligência não pode passar pelas situações incólume.
Vai aqui uma das últimas entrevista, que não é a melhor - depende do entrevistador - para ver/em se quiser/em:

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=489014&tm=4&layout=122&visual=61

Anfitrite disse...

Pedro,
As imagens não há palavras que as definam. Mas também há palavras que nos sugerem mil imagens, todavia impossíveis de descrever. Logo a imagem é mais importante que a palavra. No entanto, uma palavra dita jamais se pode voltar atrás.

andorinha disse...

"Acho que também tenho de arrefecer, deixa-me fora de mim que não se aposte na educação e na cultura, lugares que poderiam ser motor da economia. Bela maneira de asfixiar um povo."

Disseste o que eu ia dizer, Bea, não preciso de repetir:)))

Também leste o nosso Diário de férias???
Por alma de quem?:)))))))))))




Vamos mas é aproveitar este fim de semana prolongado :))

Também acho que sim. É o último:)

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Hoje questinei-me sobre o seu heterónimo a mensagem do seu blogue. Entre o mar e o céu. Será que Zeus veio para nos enterrar?

Como as palavras as imagens tenhem muitas leituras e se optarmos por dar duplos sentidos de uma forma intencional o mais propável é que se cruzem onde está a O que se quer dizer!

Onde é que já se viu as férias serem um fim de semana prolongado? Aproveitem até começarem os horários. Nunca fui professor e quem o é não se pode esquecer que já foi aluno e continuará a ser mesmo já tendo passado por professor.

Quem vai começar as aulas terá sempre garantido a surpresa da primeira aula. Portem-se bem, alunos e professores!

Enquanto este ciclo se manter todos tenhem a ganhar.

Bea,

Se as espairecer dá trabalho! Valorize-o.

João Pedro Barbosa disse...

Hoje já apanhei demasiado frio

Não há olhar que me aqueça as palavras

Nem palavras que me aqueçam o olhar

rainbow disse...


Boa!:)
A mobilidade especial foi chumbada pelo TC.
O que será que vão inventar agora?

Andorinha
Eu só mailei o "diário" a ti e à Caidê. A Bea estava a brincar:)

Anfi
É verdade que os comentários na imprensa deixam muito a desejar, sobretudo se a notícia é sobre a função pública. Mas a culpa não é só de quem comenta, a táctica do governo é mesmo essa: dividir para reinar. Conseguiram pôr os trabalhadores do privado contra os da função pública e depois é a imbecilidade que se vê.

Depois do livro de MEC tenho mesmo que ir comprar um de ALA. Já tenho saudades de o ler.
E obrigada pelo link da entrevista, que vou ver depois.
Agora vou ao cinema. Em casa:)

Inté...

andorinha disse...

Rainbow,

Pois, eu devia ter percebido, mas a Bea diz as coisas com um ar tão sério!:)))))))))))))))))))))))

Também já há um tempo que não leio LA.
Vou comprar o último dele. Uma amiga gostou imenso e ela tem gostos literários semelhantes aos meus.

Bom filme:)

bea disse...

Bom Dia!!!

Vamos pensar que não é o último fim de semana de férias. Pensemos apenas que é Fim de Semana.

Anphy

já conhecia essa entrevista (conheço muita coisa de Lobo Antunes, interessa-me); e talvez eu o tenha dito muito deslavadamente, como se fora obrigação dele saber o que fazer a Portugal e nele repousem as soluções que não encontrámos.
E não é verdade. É o escritor português que mais admiro. Exactamente porque consegue sentir mesmo o que não viveu. Sabe como pingam as torneiras da miséria, conhece todos os ondulados da lata ferrugenta, viu pessoas e anseios por entre a sujidade das paredes. E depois o imenso carrocel de sentimentos que não explica e apenas constata. Parece-me ser nos livros que se aproveita para gostar de nós. E surge-me assim porque não julga, apresenta de dentro para fora, que é onde todos somos mais. Está sempre em fuga do que aparece.

E não digo mais nada:) Porque gosto dele, bolas. E desencontro da imparcialidade.

Impio Blasfemo disse...

Olá a todos, voltei

Tenho estado de luto e quando uso este termo, infelizmente uso-o literalmente pois o meu único irmão morreu recentemente em Agosto, de cancro. Maldita doença. Como é um entre os 10 milhões que somos e nada mais, não abriu os telejornais nem teve discursata nem homenagem post mortem, como o António Borges, pois ainda bem. Faz-me muita falta o meu irmão.
Tenho-vos lido, mas quando começo a escrever qualquer coisa, vem-me uma estranha sensação e carrego no delete. Tenho-vos lido apenas.
Aí o PIB português aí minha santíssima senhora. Não percebo patavina de economia, mas se bem me lembro há várias maneiras de calcular o PIB de um País. Uma é pelo lado da receita (impostos) e a outra pelo lado da despesa. Claro que ambas deveriam dar o mesmo resultado, mas penso que não dão por motivos óbvios entre os quais, o facto do mercado paralelo que não paga impostos. Adiante
Ora segundo a óptica da Despesa a equação do PIB é a seguinte:
PIB = CPUB + CPRIV + EXPORT – IMPORT
CPUB = Total do consumo público
CPRIV = Total do consumo privado
EXPORT = Total do que exportamos
IMPORT = Total do que importamos

Ora manda-nos o raio da Troika mais o memorandum mais o raio que os parta a todos que a despesa pública diminua pelo que contar com o seu aumento para o aumento do PIB é proibido. Por outro lado com o desemprego a aumentar, com cortes nos salários e com aumentos de impostos e com o aumento da facilidade no despedimento, contar com o aumento do consumo privado é equivalente a querer com um pulo alcançar a Lua. Pelo que resta aumentar as Exportações e diminuir as importações para que o PIB aumente e esperar que o CPUB e o CPRIV não caiam a pique, em simultâneo, pois se tal acontecer, o efeito do aumento das exportações conjugado com a eventual diminuição das importações fica diluído.
Ora aumentar as exportações é coisa que da parte da capacidade produtiva instalada nas fábricas não tem problema pois como deixaram de produzir para o mercado interno há um excesso de capacidade que pode ser direccionado para a exportação. A questão está em saber se o “exterior” está interessado em comprar o nosso produto. E qual o produto vendável? O que vai competir com a lâmpada e a lanterna e o rádio made in China que nos aparece por metade do preço do mercado normal mas que tem uma duração e qualidade duvidosa? Ou com o sapato chinês que quando o cheiramos parece que metemos a cabeça no depósito de gasolina do carro tal o cheiro a petróleo que tem? Se é esse o nosso objectivo final então bem podemos começar a produzir chicotes e grades para prisões e começar e construir campos de concentração para trabalhos forçados.
Porém se quisermos fazer uma aposta na qualidade e ganhar cota de mercado por aí, então a formação, qualificação da massa trabalhadora deve ser um desígnio nacional pelo que desinvestir na educação parece ser um erro crasso. Temos é que ver qual a formação onde devemos investir e aqui a discussão deve ser alargada e aberta, sem preconceitos ou juízos à priori.
E as importações. Pois que me lembre, de efeito imediato, para que as mesmas diminuam só vejo como hipótese importar menos aquilo que comemos e substituir essas importações por produção nacional. Temos que voltar à produção agrícola, pecuária e pescas; numa palavra, aumentar a produção do sector primário e consumir mais produtos nacionais dessa nossa produção. Mas aqui temos os interesses da UE (França, Espanha e Itália) a dizer que não, que a produção agrícola deles tem de ser escoada para os vários países da UE, entre os quais, Portugal. E então que fazer? Bom aqui é o tal campo onde a diplomacia externa nacional deve funcionar e construir soluções para este problema.
E por aqui fico que já vos chaguei a cabeça com economia que baste.

Saravá
IMPIO

bea disse...

Rain
o que é isso de eu estar a brincar? ham? ham? escolhe as armas, vá. Não brinco em serviço. Que é isso. Estou falando sério. Fizeste-me inveja e também fui escrever as minhas. Ora essa.

Andorinha... não li nada do vosso fim de semana. Acalma-te. O seu a seu dono:) mas o meu já fez rir várias pessoas que em meu entender andavam mesmo precisadas.

Não haverá ainda um bocadinho do Portugal de raíz, que a gente possa clonar, multiplicar, sei lá.
É que dói um governo tão podre, um povo tão na paz, o sofrimento de tanta gente por via de fogos que poderiam talvez evitar-se, mortes lamentáveis de quem ajuda e vivia ainda na floração. É mau que seja sempre um TC a repor a justiça. É mau para a democracia que haja um único reduto a defendê-la. É mau sinal de nós, democratas deste país. E depois saber que na Síria o uso de armas químicas matou tanto inocente, não ajuda a ter esperança no homem. Mas não temos mais por que esperar.

bea disse...

Ímpio

Sorry. Os irmãos fazem muita falta.

De qualquer forma, Bem vindo a uma casa de porta aberta:)

tu acreditas que os nossos políticos passem da palavra à acção? quase todos dizem mais ou menos isso que disseste.

bea disse...

Portem-se mal. Que há muita hora cheinha de minutos para o dever e haver.

andorinha disse...

Bom dia:)))))


Bea,

Ainda bem que és madrugadora e chegas antes de mim. Assim fazes-me poupar nas palavras, já que o que escreves corresponde, quase com pontos e vírgulas, ao que penso.:)

Sobre LA estamos conversadas. Porque gosto dele, bolas!:)

"É que dói um governo tão podre, um povo tão na paz, o sofrimento de tanta gente por via de fogos que poderiam talvez evitar-se, mortes lamentáveis de quem ajuda e vivia ainda na floração. É mau que seja sempre um TC a repor a justiça. É mau para a democracia que haja um único reduto a defendê-la. É mau sinal de nós, democratas deste país. E depois saber que na Síria o uso de armas químicas matou tanto inocente, não ajuda a ter esperança no homem. Mas não temos mais por que esperar."

Mais uma vez assino por baixo.


Impio,

Já cá sentia a tua falta. Só não pensei que fosse esse o motivo:(
Nunca sei o que dizer perante a morte, amigo.
Sente-se uma enorme dor, isso eu sei.
Maldita doença, o cancro. É mesmo.

Abração enorme e caloroso.

Vou...

João Pedro Barbosa disse...

Impio,

O que foi dito já foi dito e reitero a atenção!

Quanto ao PIB teremos que o associar ao CIP (Contrabando Interno Bruto) como os ramos de salsa ou coentros que os vizinhos trocam entre si!

Um Bom almoço.

P.S. Vou ter outro dia de frio e não vai ser um olhar ou uma palavra que me acordem depois de adormeçer junto à cama.

bea disse...

João Pedro

estás doente? tá um calor maluco.

Anfitrite disse...

Ímpio,

Agora só me apetece dar-lhe um abraço. Um irmão deve ser uma coisa muito querida. É feito da mesma massa. Sempre desejei ter um, mas apesar de gerado não chegou a nascer. Só soube muito mais tarde, e ainda hoje penso como a minha vida teria sido diferente se isso tivesse acontecido. Não estaria só no mundo. E cuide-se ouviu?! É que já a senhora sua Mãe se foi do mesmo mal. Eu acho que me safei por pouco, mas outros tormemntos me aguardam.
Fique bem e vá blasfemando porque estes fdp enganam-nos de toda a maneira. Até como apresentam as contas. E para exportarmos qualquer coisa a maior parte tem de ser importada primeiro. Depois não se recebe IVA do que exportamos. Não sei se leu a notícia dum bando de contrabando que importava tabaco feito na China por 25 cêntimos e vendiam.no com um lucro de 3 200%(é mesmo isto). Imagino a maneira como é feito. Mas quem continua a fumar é porque não se importa de uma DPOC, ou mais um cancro.
Do mal da nossa agricultura temos um verme que foi o culpado disso tudo e ainda o elegeram como p.r.
Como é que somos tão servilistas e os espanhóis aqui ao pé são tão diferentes?

bea disse...

"Como é que somos tão servilistas e os espanhóis aqui ao pé são tão diferentes?"

subscrevo a questão, Anphy. Mas é que somos mesmo diferentes.Devia poder-se tomar um xarope e ficávamos como eles.

e eu dou-lhe um abraço a si. Mesmo. Por causa das coisas. E porque gosto de si. E pronto. Tá. O povo é sereno, é só fumaça.

às vezes não tenho tempo para vir aqui. É bem verdade que deixo sempre um tempinho. E vai daí ocupam-me a máquina. Ora bem. Mas prontos.

Tenho de ir trabalhar mais um bocado.

Fiquem bem. Bom Fim de Semana:))Té logo

Caidê disse...

Meninas e meninos
Fiquei colocada em Lx pertinho de casa :)))
Aiii! Volto depois que tenho de ir espalhar o fortúnio :)))
Obrigada aos amigos que deram aquela forcinha na hora da ansiedade - 4 anos de vida é colossal!
Beiiiijinhos e abraciiiiiinhos

bea disse...

Vá lá que uma boa notícia:))))

PARABÉNS, CAIDÊ!!!

Eu não dei forcinha nenhuma, mas pronto, fiquei contente por saber. Das professoras que conheço, só uma ficou satisfeita com a colocação que não teve.

Anfitrite disse...

Porra Caidê - Parabéns!

Vinha pôr este link e até fiquei mais aliviada mas com os cabelos em pé.


http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=3392419&seccao=Viriato+Soromenho+Marques&tag=Opini%EF%BF%BDo+-+Em+Foco

João Pedro Barbosa disse...

Bea,

Não escondo a maluqueira das fotografias que faço! Na água do mar a tempratura oscila entre os 12 e os vinte graus. Sabendo que a perda de calor é muito mais acelerada. Ontem ao fim da tarde e hoje oa fim da manhã adormeçi antes de chegar o sono e foi só meia hora de cada vez. São mergulhos muito rápidos com pouco equipamento para me preparar para mergulhos mais longos e a tempraturas exteriores bastante diferentes. Vou para o frio outra vez! Perceberbes-te? Acabei agora de acordar nem cheguei a almoçar. Só me falta despertar e com duas horas de maré volto para o frio.

rainbow disse...


Caidê!:))))
Parabéns! Vou dizer um cliché ou lugar-comum, ou sei lá: "eu não disse?":)

Ímpio
Bom regresso e um grande abraço solidário.

Andorinha
Ainda bem que a Bea é madrugadora, porque quando aqui chagamos, rimos um bocadinho. Ela hoje está inspirada:)

Bea

"Devia poder-se tomar um xarope e ficávamos como eles."

"O povo é sereno, é só fumaça."

LOL!
Tu hoje estás mesmo inspirada:)
E não foi um fim-de-semana, foi uma semana inteira. Já escreveste as tuas? Fizeste bem:)

Anfi
Ai que tenho que ir ver a entrevista a ALA e agora este último link, obrigatório também.
E vou mailar Anfi.

Abraços per tutti

Impio Blasfemo disse...

Anfy, Andorinha, Rainbow, João Pedro Barbosa

Obrigado pelos abraços de solidariedade. PARECE HAVER de facto algo de genético NA MINHA família no que toca ao cancro. Tenho de me cuidar!

Anfy

Existem no direito nacional vários princípios basilares no que toca ao que comumente denominados de Estado. Dou exemplos:

O “Dever de Boa Administração”

O princípio da prossecução do interesse público, constitucionalmente consagrado, implica além do mais a exigência de um dever de boa administração.
O dever de boa administração é, pois, um dever imperfeito. Mas existe, apesar disso, como dever jurídico. Na verdade:
1) Há vários aspectos em que esse dever assume uma certa expressão jurídica: existem recursos graciosos, que são garantias dos particulares, os quais podem ter como fundamento vícios de mérito do acto administrativo.
2) A violação, por qualquer funcionário público, dos chamados deveres de zelo e aplicação constitui infracção disciplinar, e leva à imposição de sanções disciplinares ao funcionário responsável.
3) Responsabilidade civil da Administração, no caso de um órgão ou agente administrativo praticar um acto ilícito e culposo de que resultam prejuízos para terceiros.

O Princípio da Legalidade

Este princípio é sem dúvida, um dos mais importantes Princípios Gerais de Direito aplicáveis à Administração Pública, e que aliás, se encontra consagrado como princípio geral de Direito Administrativo antes mesmo que a Constituição, o mencionasse explicitamente (art. 266º/2 CRP e art. 124º/1-d CPA).
Os órgãos e agentes da Administração Pública só podem agir no exercício das suas funções com fundamento na lei e dentro dos limites por ela impostos.
O princípio da legalidade aparece definido de uma forma positiva. Diz-se que a Administração Pública deve ou não deve fazer, e não apenas aquilo que ela está proibida de fazer.
O princípio da legalidade, cobre e abarca todos os aspectos da actividade administrativa, e não apenas aqueles que possam consistir na lesão de direitos ou interesses dos particulares.
A lei não é apenas um limite à actuação da Administração é também o fundamento da acção administrativa.
A regra geral, não é o princípio da liberdade, é o princípio da competência. Segundo o princípio da liberdade, pode fazer-se tudo aquilo que a lei não

O Princípio da Boa Fé

Consagrado no art. 6º-A do CPA, não apresenta especificidade no que respeita à sua aplicação à Administração Pública. Sobressaem, porém, os dois limites negativos que ele coloca à actividade administrativa pública:
a) A Administração Pública não deve atraiçoar a confiança que os particulares interessados puseram num certo comportamento seu;
b) A Administração Pública também não deve iniciar o procedimento legalmente previsto para alcançar um certo objectivo com o propósito de atingir um objectivo diverso, ainda que de interesse público.

O Princípio do Respeito Pelos Direitos e Interesses Legítimos dos Particular

Estão em causa os direitos e interesses legítimos de todos os sujeitos de direito.
Qual o sentido do art. 266º/1 (a Administração Pública visa a prossecução do interesse público, no respeito pelos direitos e interesses legalmente protegidos dos cidadãos) da Constituição?
Ele significa fundamentalmente, que a prossecução do interesse público não é o único critério da acção administrativa, nem tem um valor ou alcance ilimitados. Há que prosseguir, sem dúvida, o interesse público, mas respeitando simultaneamente os direitos dos particulares.

E OS CAMPANGAS QUE NOS GOVERNAM O QUE FAZEM? É SIMPLES, MANDAM QUE A AP PASSE AO LADO DESTES PRINCÍPIOS.


Abraços

IMPIO

bea disse...

Ímpio
desculparás-me mas a uma sexta à noite não consigo ler essas coisas. tou no turno das sete, levanto-me uma hora antes e estou imprópria, pronto.

João Pedro

tu tem-me cuidado com os choques térmicos que isso é perigoso. Vai com calma que o fundo do mar não é brinquedo.
e como não estou de jeito vou andando. à temperatura ambiente.

Rain

a inspirar, sim. Inspirada, não. Pois foi, também já quase terminei o meu relatório de férias; faltam-me uns pormenores a que a minha burrice deu o seu toque. Coisa pouca.

E não se atrevam a portar fora dos eixos. Ou não vos trago uma prendinha do passeio de amanhã.

Fiquem bem que sigo directa para o meu sono de beleza

João Pedro Barbosa disse...

Bea,

Desde junho que ando a passo de caracol! Quem aprende rápido também esqueçe depressa!

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Tenho registado que não tem saltado os comentários mesmo em silly season. O que muito me apráz. Mesmo quando não queremos estamos a aprender como o exemplo que se segue e uma musica a pontificar o feito:

Os bons resultados surgem sempre de uma má ideia enquanto que os maus resultado surgem sempre de uma boa ideia.

Everly Brothers-All I Have To Do Is Dream (Live) HQ

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=JnpbzmjcxQM

João Pedro Barbosa disse...

Tenham cuidado que hoje começam as campanhas oficiais:

"Espécie de tubarão que 'anda' no fundo do mar é descoberta; veja vídeo"

http://g1.globo.com/natureza/noticia/2013/08/especie-de-tubarao-que-anda-no-fundo-do-mar-e-descoberta-veja-video.html

Como se costuma dizer: "Para inglês ver"

João Pedro Barbosa disse...

Bea,

Fica assim tão desfigurada ao final do dia? E que tal um sono reparador e deixar essas fitinhas que tem na cabeça:

"Álcool, festa e revolução no cérebro"

http://jpn.c2com.up.pt/2013/08/07/alcool_festa_e_revolucao_no_cerebro_.html

P.S. Desejo-me uma boa noite! Já que todos foram dormir.

Anfitrite disse...

Este réptil é mesmo a reincarnação do outro. Só que muito mais rústico e como acéfalo nem terá a noção do mal que faz. Não é possível ser-se tão mau conscientemente.

http://noticias.sapo.pt/banca/#4090

Caidê disse...

Ímpio
As maiores desculpas por ter andado pela minha clausura ansiosa e pegada ao ecrã televisivo a ver um país a arder. Não li o teu post, nem os seguintes. Andei meio muda. Nas férias, a Andorinha, eu e a Rain falámos da falta que fazias por aqui. Achámos que estavas fora, de férias. Não podíamos supor. Sinto muito que o teu irmão tenha sido vítima dessa doença terrível. Sinto muito que o tenhas perdido. A morte é um vazio tão grande!... E custa mesmo a aceitar. Processo por que vamos passando devagarinho porque assim é.
Vires aqui ao cafezinho faz-te bem a ti e sem dúvida a nós.
Tens toda a razão na fórmula do PIB a partir da dívida. Sabem-no os governantes mas na cegueira de transferirem valor do trabalho para o capital preocupam-se pouco em inverter ciclos e a terem uma next big idea. O Bê-á-bá serve-lhes e é menos trabalhoso - está pensado, não precisam dar-se ao trabalho de pensar. O Neoliberalismo é ideia já feita e serve os uns poucos que lhes interessa proteger e promover. É o poder a que se podem agarrar para manterem o poder que ganharam pela mentira e pelo Marketing.

Fui ao Fórum Socialismo. Amanhã voltarei. Tentarei transmitir algo depois.

Hoje já estou muito parva :))).
Vou direitinha ao berço, sem passar pelo sofá.

Bom sábado para todos.

Abracinhos.

Cê_Tê ;) disse...

Abraço para ti, Impio. Lamento. ;(

[Caidê ;))) Não tinha vindo aqui se não já sabia]

Inté.

João Pedro Barbosa disse...

Ct,

Esse café vai-me deixar acordado até de madrugada!

João Pedro Barbosa disse...

Impio,

Li os tópicos do teu ultimo "Disse...?"!

O interesse publico e o interesse particular. Fico com a duvida se há interesse particular restrito a um publico muito especifico como a AP.

Anfitrite,

A capa do Publico parece uma aparição divina. Não fossem as barbas feitas diria que era Jesus aos infiéis!

João Pedro Barbosa disse...

Uma boa madrugada,

Já tenho duas horas de maré! Vou lá abaixo. Vou tentar acordar para o almoço!

João Pedro Barbosa disse...

Parabinhos! Caidê...

andorinha disse...



Boa, Caidê! Parabéns!
Fico muito feliz por ti, miga.

Mas eu sabia...:))))

João Pedro Barbosa disse...

Hoje em dia com os óculos de sol. Ninguém vê, ninguém sabe e ninguém se protege! Já há poucos olhos como dantes.

bea disse...

Então...está tudo a festejar o derby. Não foi mal. Digo eu que não vi e só sei o resultado.

bea disse...

João Pedro:)

já te disse que não me cai bem zangar-me; e sou preguiçosa para andar a saltar comentários. Além de que, por vezes és igual a toda a gente. mas continuo de pé atrás contigo.

também não sei que "fitinhas" são essas. Acredito que faça algumas, o sono tira-me tudo. E a falta dele também.Se me desfiguram...paciência. A figura não faz parte das minhas preocupações.
Porta-te mas é.

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Fazes bem em continuar com um pé atrás em relação a mim! Mas não te esqueças de ter o outro à frente, está bem? Nunca se sabe para que lado podemos cair.

Caidê disse...

Andorinha
E é sempre o filhote a dar-me as boas notícias:))) Viu primeiro que eu, que tinha saído do PC há minutos, e telefonou. Quando efectivei também foi ele a transmitir-me :))). Grande Benfiquista - este meu rapaz só marca golos bons! :)))

Cê Tê
E se eu ontem estava para desbobinar! :)))...
..........

Estive de novo no Fórum Socialismo. A intervenção de abertura da Catarina ontem foi muito, muito boa. Partilhei pelo Fb.

A Alda Sousa e o Carlos ? fizeram uma leitura política muito boa sobre "As Primaveras Árabes".

Das sessões em que estive hoje destaco ainda a do Fernando Rosas sobre as crises recentes do capitalismo e do liberalismo (das lutas liberais até agora) e a repetição da despolitização das massas como estratégia de direita. São os discursos que não desconstruímos sobre os políticos serem todos maus, etc, aparecendo a tecnocracia como via para a crise e os tecnocratas como opostos aos políticos. Um bocadinho de reflexão sobre sociologia de Max Weber com leitura histórica. Um retorno e relançamento à Gramsci.

A outra sessão formidável foi "As cidades abatem-se?" com o José Castro e uma análise histórica sobre as propostas urbanísticas de maior impacto sobre a edificação, bem como ilustrações sobre modelos espaciais implantados e a sociologia que subjaz a tais arquitecturas. Falou bastante da atual realidade do Porto.
.........

Ímpio
Passos e Portas e Santana Lopes e... querem modificar a Constituição (que ainda salvaguarda muita democracia ganha com o processo dos anos 70). Que princípios quererão como contraproposta aos que enunciaste?
Preocupante! Mas 2/3 ainda é muita gente a embarcar nessa asneira !

Bea
As lutas vão radicalizando à medida que se empobrecem as populações. Mas a solidariedade e a organização popular despontam ou aumentam.

Lá diz o povo "A Esperança é a última a morrer" e o poeta já disse que " Pelo sonho é que vamos".

Bom Domingo, crianças! :))

P.S. - O Manuel ainda estará de férias? Fazes falta, Manuel!


Caidê disse...

Jean Pierre
Beijinhos rima com "Parabinhos" :))

bea disse...

engraçadinho!

João Pedro Barbosa disse...

Caidê,

A ti que te estou a ver! Um pormenor de poupança energética. Ainda bem que percebes-te. Nem era "parvinhos" nem "para vinhos". Um detalhe de que saber escrever mal tem que se saber primeiro escrever bem. Sendo o escrever mal; uma outra forma de escrever?

bea disse...

O Zé Viriato tem razão e mostra que tem. E todos partilhamos esse sentir mesmo sem estarmos na posse das razões que apresentou. Todos sabemos que é em vão que se morre e sofre nos incêndios. Não há o desejo de eliminar as causas. É tudo teatro. Corre o pano e continuam os mesmos erros, o mesmo mal, a mesma ambição desmedida que não olha aos meios nem vê senão os fins particulares.
Muito triste.

João Pedro Barbosa disse...

Bea,

Se "VIRMOS" a evolução das areas ardidas nos ultimos 30 anos. "VEMOS" que houve um retroceso e um avanço nos interesses particulares de uma imagem publica.

rainbow disse...


Bom dia dorminhocos!

Hoje é o último dia de férias...
Para mim é duplamente especial, é a despedida do filhote, um "Até breve" antes de ele ir viver para terras de Sua Mejestade. Há o skype,mas é sempre difícil viver longe dum filho.
Mas os amigos são preciosos, os de Portimão e os deste cafezinho, que suavizam as nossas tristezas, nos ouvem e até nos fazem rir.
E a vida é feita de mudanças. E para a frente é que é caminho.

Bea
A Anfi já tinha deixado esse link de Viriato, que é deveras pertinente e toca na ferida.

Aproveitem o dia.
Beijinhos a todos e uma música

https://www.youtube.com/watch?v=hhxti4nFTdc

andorinha disse...

Bom dia:)))))))

Vim só tomar café. Quero aproveitar o meu "último" dia de galderice e por isso, vou pôr-me a milhas:))))


Bom domingo, malta:)

Anfitrite disse...

Que pena ninguém decidir dar-lhe um tiro, nem que para isso tivesse de morrer. E depois dizem que os terroristas são os outros. Primeira ajudaram este contra os outros. Depois mataram-no e destruiram um país e uma civilização. Para eles só a democracia deles é que e boa. Seria bom que soubessem um pouco de História e não fossem tão analfabetos.
http://www.ionline.pt/artigos/mundo/cia-ajudou-saddam-hussein-gazear-tropas-iranianas

Agora como a Síria tem um rico porto para o Medterrânio são eles os criminosos, mesmo sem saber quem faz. Numa guerra não há inocentes. E quem vai sofrer ainda mais com o que se está a passar, aqui ao lado, no norte de África, seremos nós: os feios, porcos e maus.
http://www.publico.pt/mundo/noticia/obama-vai-falar-mas-nao-anunciar-ataque-1604543


João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Como nos brindou com um casquinha de noz de três rodas! Decidi retribuir com o detalhe de um concha de lapa que hoje vi no regresso. Quando entrei era só carangueijo ( navalheira para os que a apanham ) a meter-se no buraco.

Caidê,

No aniverário do Murcon! Conto-te a história de hoje. Ok?

F.P. Esperemos que a "Frase Prepositada" não se esqueça da lição!

João Pedro Barbosa disse...

Bea,

Se sou uma pessoa como as outras? E com que regularidade? Não sei! Já foi algum dia alguém como outra pessoa?

"Demorou mas vieram"

Emanuel Silva e João Ribeiro sagram-se campeões do mundo de canoagem em K2 500:

http://www.publico.pt/desporto/noticia/emanuel-silva-e-joao-ribeiro-sagramse-campeoes-do-mundo-de-canoagem-em-k2-500-1604595

F.P: Entre duplas e duplos! Guardo boas medalhas de grandes duplas!

P.S. (...)

bea disse...

Os jogos de guerra são execráveis.

Impio Blasfemo disse...

Caidé

Quanto à dupla P & P (Passos e Portas Lda) pois venha o diabo e escolha. Princípios defendidos por eles? Pois acho que não, sincramente acho que não. Vejo mais Fins! Tudo aponta para que tenham vários Fins em vista e tudo parece apontar para que tais Fins não vão ao encontro da defesa dos nossos interesses, quer individuais quer colectivos

Abraço
IMPIO

andorinha disse...


"Já alguém perguntou aos 900 mil desempregados se a Constituição lhes serviu para alguma coisa?"
Esta frase proferida pelo PM envergonha o país inteiro ou pelo menos os que acreditam na democracia e no estado de direito. É digna dum populista bacoco. O que se calhar o PM nao percebe é que dizer aquela boçalidade ou dizer que perguntar aos desempregados se a democracia serve para lhes arranjar empregos é a mesma coisa. De facto vivemos numa democracia que nao funciona, se funcionasse o PR chamava o passos Coelho imediatamente a Belém e o PSD corria com este cavalheiro.
Que vergonha.

Pedro Marques Lopes

Li no Face. Nem sabia que o PM tinha dito mais esta bacorada!
Deixei de ver televisão ou ler jornais...
O pouco que vou sabendo é pelo face. E em doses mínimas...:))))
Enchi de vez!!!!!

andorinha disse...

P.S. Já me ia esquecendo: Parabéns aos nossos canoístas!
Nem só de futebol vive o homem:)


Anfy,

Andas mesmo belicosa, mulher...:)

João Pedro Barbosa disse...

Murcónicos,

Não será a mesma musica cantada por outra pessoa?!

Dava tudo-Adelaide Ferreira

http://www.youtube.com/watch?v=_jMBd1sw6oA

andorinha disse...


Acabei de ver O Eixo do Mal. Por sorte, a fazer zapping. Não sabia que era hoje o programa.
Regressaram os meus compinchas, sinto-me mais acompanhada:)

Bom recomeço para todos aqueles (eu incluída):) que vão retomar o trabalho amanhã.


www.youtube.com/watch?v=dj_Ucj-4g78

Fiquem bem:)

João Pedro Barbosa disse...

HÁ "COISAS" QUE MUDAM SEM A PESSOA QUERER.

andorinha disse...

Ainda voltei...




"Às vezes não entendo porque me importa...
Porque me importa o que pensam, opinam e dizem sobre mim,
Porque não atiro pela janela todas as palavras que não me fazem crescer, porque me deixo ser tão pequenina quando há tanta grandeza dentro de mim.
Porque não me permito ser inteira, completa, para mim, por mim. Permitir-me que me chamem egoísta, se isso significa ser quem sou, errar para evoluir, brincar para sorrir, dançar para desfrutar, chorar para abraçar tristeza, chorar para louvar alegrias, cair para me levantar e manter-me em pé sempre que me deixar derrubar.
Porque afinal esta sou eu. E importo."



Isto escreveu hoje no Face uma das "minhas" miúdas de Barcelona.
Já parte amanhã para lá, estive com ela hoje. Que diferença em relação à menininha de 23 anos que fez estágio comigo. Hoje cresceu, está uma mulher com M. Um enorme orgulho nela e nas outras duas "minhas" meninas.
Vai de novo amanhã atrás do seu sonho. Com todo o meu apoio. Porque é criminoso abdicar-se de um sonho.
Apeteceu-me deixar aqui este pedacinho dela porque já lhe falei muito de vocês. Alguns até já conhece:)
Também já vos falei delas, portanto...
Amizades destas são raras, muito difíceis de encontrar. E por isso de preservar...

Quis aqui deixar um pedacinho dela, só isso...:)

bea disse...

Bom Dia:))

Que Setembro nos devolva a vontade de continuar a labuta. Que não nos deixe adormecer em serviço, para que afirmações como a do primeiro ministro ainda nos ofendam, continuem pedradas que ferem. O primeiro ministro de Portugal é tão inconsciente (a minha mãe diria néscio) que nem repara no sentido do que diz. Mas, mais grave que o dito, é que os portugueses não se insurjam. Salvo se, e também pode acontecer, não lhe ligam meia, nem o ouvem.

O PR? se me apetecesse rir, agora ia bem uma gargalhada.
Rain

muito obrigada pelos madredeus e "haja o que houver". Tão bonita a mensagem.

hummm, pensava que o eixo do mal era só para a semana. Já me sinto mais acompanhada:) tenho de rever aquele pessoal, as gravações automáticas são grande coisa.

Andorinha

Como gosto de ler a juventude. Eles estão sempre primeiro e certos problemas nem lhes existem. Sim, importam para si mesmos.

Anfitrite disse...

Rain,

Obrigada! Não tinha percebido a sua intervenção mas agora já entendi.
As pessoas vêm aqui para ler os postais do professor. Quem vai ligar a um velho calhambeque? Só que eu costumo estar mais actualizada. Por outro lado, imagine o professor a ver tudo o que aqui se diz? Ele confia nas minhas/nossas(?) aleivosias. E, ao mesmo tempo, fica dispensado de ter uma atenção, a quem devia, como fazia antigamente. Por mim está tudo bem. Não tenho pedigree, nem fui educada em colégio de freiras.

Veja só: A mim ninguém me leu. Assim já teve cento e tal partilhas. O DN agradece já o Zé Viriato não deve receber mais por isso. Só que é muito mais efémero. No dia seguinte desaparece enquanto num blogue, como eu fiz pode ficar para a história. Tenho pena é de não ter seis mil e tantos amigos...

Anfitrite disse...

JótaP,

Não consigo responder a uma dúvida que puseste sobre o Mar e o Céu. Toda eu sou um poço de contradições. Escolhi primeiro o pseudónimo, porque gosto do Mar, que além de azul também pode ser triste, melancólico… o Céu também parece azul, mas apenas pretendia fazer uma homenagem a um livro que li na minha juventude, e que me preparou logo, ao ficar a saber que o Céu não tem favoritos.
No entanto, por mais que tentasse, não tive engenho para tanto.

Anfitrite disse...

Bea,

Está a ver que não sou só eu que tenho espírito de observação, ou então a coisa foi demasiado evidente.

….] E há quem garanta que, nos comentários na TVI24, Seara colocava sempre a mão fora do alcance das câmaras para que não se percebesse que deixou de usar aliança. As fotos de Judite sozinha a apanhar sol na Quinta do Lago acabaram, porém, por ser a confirmação dos rumores.[…
Se quiser ler o artigo com a opinião de um sociólogo de ½ tigela aqui vai:

http://sol.sapo.pt/inicio/Vida/Interior.aspx?content_id=83561

andorinha disse...

Bom dia:))))))



"Que Setembro nos devolva a vontade de continuar a labuta. Que não nos deixe adormecer em serviço, para que afirmações como a do primeiro ministro ainda nos ofendam, continuem pedradas que ferem."

Mais uma vez assino por baixo, Bea:)
Vem sempre primeiro que me poupas a escrita...ando preguiçosa:) lol

Também pensava que o Eixo só começava para a semana. Calhou de "zappar" nessa altura...
Também me senti mais acompanhada por rever aqueles quatro.


A juventude???
A juventude não é toda assim. Para mim aquelas miúdas são raras. E uma amizade como a nossa é rara, tão intensa e tão tudo:) que não sei como descrever.

Mas tiveram e têm problemas como toda a gente. Só que sempre os enfrentaram com coragem de leoas. Basta dizer que duas delas foram há sete anos para Barcelona com 100 Euros no bolso tendo como único "conforto" um quartito arranjado por um amigo.
A partir daí foram à luta e venceram e vencem todos os dias porque não se acomodam. Tenho um imenso orgulho nelas e sou uma felizarda por sermos amigas/irmãs.
Desculpem:), mas entusiasmo-me a falar delas...


Anfy,


"As pessoas vêm aqui para ler os postais do professor. Quem vai ligar a um velho calhambeque?"

Não é nada disso, Anfy. Falo por mim:)
Acontece que lá está em texto, o que proporciona logo a leitura.
Aqui confesso que nem sempre leio todos os links que são colocados. Por falta de tempo ou de disposisão...
Se estiver em texto, ao chegar aqui leio.
Ai, menina, nada de vitimizações:)))))))


E se viesse aqui para ler os postais do Júlio, vinha cá de 15 em 15 dias:))))))))))))) lol
E não venho, venho todinhosssssss.


E por falar em Judite. Não simpatizo nem antipatizo com a senhora. É-me indiferente.
Mas vê-la a exibir-se em bikini na capa de uma revista fez-me "confusão".
Parece que já está na montra à espera de ser comprada.
Enfim...

Vou...ainda tenho um restinho de galderice:)

Anfitrite disse...

Toma lá por extenso:

"A democracia é uma chatice, dr. Passos
Nicolau Santos
11:14 Segunda feira, 2 de setembro de 2013


O Dr. Passos anda muito incomodado com o Tribunal Constitucional que lhe veta algumas das medidas que quer tomar. Diz o dr. Passos que o problema não é da Constituição, mas da interpretação que os juizes do Tribunal Constitucional fazem da Constituição.

Logo, acrescenta o preclaro dr. Passos, o que é necessário é bom senso para interpretar a Constituição, passando assim claramente a mensagem de que os atuais juízes do TC estão desprovidos do tal bom senso que o dr. Passos apreciaria.

O dr. Passos, que não é menos que o Prof. Cavaco, encontrou a sua força de bloqueio. Apesar de ter renovado a composição do TC, este insiste em não aprovar medidas que a Constituição não contempla.

Talvez o problema não seja, portanto, da composição do TC ou do bom senso dos juízes. Talvez o problema seja mesmo o Governo propor medidas que vão contra o texto constitucional.

É claro que os apoiantes do dr. Passos dizem que se vivem tempos excepcionais, pelo que os juízes do TC deviam interpretar a Constituição à luz desses tempos excepcionais, aprovando tudo o que o Governo mandar para apreciação.

A esses só se pode dizer que uma Constituição, que é interpretada de acordo com a espuma dos dias, não é uma Constituição, é um passador ao serviço de tudo o que o Governo quiser fazer. Então será melhor acabar com o Tribunal Constitucional e com a Constituição.

É verdade que todas as ditaduras começam por suspender os direitos constitucionais. Mas como vivemos tempos excepcionais, tudo se justifica, à luz do dr. Passos e dos seus apoiantes. Não teríamos uma ditadura pura e dura, mas uma coisa em forma de assim, como diria Alexandre O'Neill. E o país lançava-se finalmente ao progresso e ao futuro, que é o que todos queremos. Mas com a falta de bom senso dos juízes do TC, como é evidente, não vamos lá."





João Pedro Barbosa disse...

bea,

Andaremos a ver fotografias a mais?

Fico com a duvida se esta foi feita dentro ou fora de água: "http://3.bp.blogspot.com/-utvElB9bqdc/UiSF1eZLp_I/AAAAAAAAGfQ/7ad4AL1DBKA/s1600/DSC_0512.JPEG"

bea disse...

Achei-a linda, João Pedro. Que interessa e é de dentro ou de fora da água. É bonita e basta. Se bem que tenhamos de a olhar para que o seja:)

bea disse...

Anphy:)
a andorinha já disse por mim, deixe-se disso. Toda a gente sabe, se não, fica a saber, que os habitués não vêm apenas pelos posts do professor. E também vêm por si, sim. E eu li logo o que mostrou. Excepto a notícia da Judite de Sousa - de quem gosto - sem seu copinho de leite (vai ver, azedou). Também não vi a revista:) não tem dado para curtir a praia que é para onde me servem. Por vezes. Penso que não gostaria de aparecer em fato de banho numa revista, mas não vejo que daí venha mal ao mundo. Talvez a senhora esteja só a mostrar que a vida continua. O que é da vida de cada um ou cada dois, ou mesmo de um conjunto maior, não devia ser assunto de abocanho público. Com tanto pano à vista e as pessoas escolhem banalidades que só não o são para os protagonistas. Que nos importam a nós?

mas hoje estou um bocadinho triste e pode que. qualquer coisa, pronto.

tão? como se porta a sua carripana? é um mata velhos? cuidado com isso ham...

bea disse...

Anphy, não consegui abrir o tal de sociólogo de meia tigela. não tem dúvida.
Por acaso também gosto das crónicas de Nicolau Santos.
Mas tanto ataque à constituição, preocupa-me.

Andorinha

estamos acompanhadas, então:); pelos quatro cavaleiros do apocalipse (o moderador não vale)

O mundo das revistas não é o mundo real. Penso eu.
Para alguns, ser capa, era um grande de um problema. Pode que a Judite de Sousa resolva algum. As pessoas são todas diferentes e a diferença nem sempre é de grau.

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Já está registado!

«O mais antigo ‹Mais antiga   1 – 200 de 484   Mais recente› Mais recente»