segunda-feira, fevereiro 02, 2009

Boa noite.

Maria,

O teu riso. E a insegurança que me tomava na alvorada de nós - "de que te ris?". O olhar severo, ao arrepio da voz, perigosamente doce - "de prazer, Júlio, de prazer. Não te agrada?". A vergonha macha, eu fantasiava gemidos e esgares hollywoodescos em resposta a uma arte que sabia não dominar. Mas o riso..., o riso surpreendia-me, de tão humilhante para ego frágil; "com outros era melhor...".
"Agrada e muito!". O teu sorriso, cavalgando o meu rubor. Sabias; perdoavas; e esse corpo em arco, anunciando de novo a gargalhada, espasmódica e não solitária, porque a ela se juntava...
Se continuo não consigo adormecer:(.
Boa noite, querida.

60 comentários:

CêTê disse...

;) Valeu a pena abrir a janela de novo (esta, do "Murcon") já discrente que (para além da música que utilizo por vezes como pano aleatório de fundo) nada de novo haveria... alguns comentários talvez..;) Mas afinal não! ;P
À falta da pérola diária (cada vez menos diária que a crise parece invadir todas as áreas...;)) fui ouvir os programas da rádio e até aí a "coisa" me pareceu um pouco esbatida. Mas afinal, que raio há vida em Marte!;))) E apesar de tudo... Ela move-se! ;)
Irra!

(E essa omissão a Londres é para não se falar do tema da actualidade ;)))))?)

CêTê disse...

Descrente!

ladybird disse...

"O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábios
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perderem meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim..."

Ademir Antônio Bacca

andorinha disse...

Gostei:)
Aliás já sabe que me delicio com estas conversas...

"Se continuo não consigo adormecer:("

:))) Loooool

Espero que a esta hora já tenha adormecido...
:)

lobices disse...

...como sempre: excelentes estas "ruminações"...
...um abraço, Profe

cabecinhapensadora disse...

Não sei, não, Maria. Por não haver em mim um saber efectivo e razoável do que em amor acontece, ou da forma como o amor nos acontece. Eu te conheço "em princípio e fim"; que o resto há-de ser a nossa viagem a tacto, sempre primeira e desconhecida, onde não sei se estou à força de tanto estar. E tenho medo que um dia enjoes estas minhas migrações, este ser que foge à memória e não sei o que de mim é. Mas tu conheces. E fazes aparecer. E no regresso, o riso, rio onde infantis nos banhamos. E, se mais que isto houver, amor, prescindo. Passo.
A nós, a nossa morte.

Tangerina disse...

Houve uma altura em que eu também fui assim: pensava que o riso puro, de felicidade, estava reservado às crianças.

Os adultos riam por acharem graça a algo ou por escárnio. Não de felicidade.

Lembro-me bem de pensar isso quando, ao deitar a minha filha, semi-adormecida, na cama fresca, ela se ria. De prazer.

Depois ele apareceu na minha vida, vindo sei lá de onde. E foi uma surpresa descobrir este riso puro em mim própria.

Tangerina

Nelson disse...

Rir é fácil, mas sorrir na exacta medida do prazer não é fácil.
Porque é preciso que alma e corpo estejam em sintonia com o sorriso para que este seja realmente autêntico e é preciso que os olhos que o observam não se sintam ameaçados pela incompreensão da ternura do sorriso partilhado.

6ºC disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
6ºC disse...

Rimos pouco! Porque se tem medo do riso?
Porque quando rimos, deitamos abaixo as últimas desconfianças, derrubamos as grades do medo, abrimos a alma como uma criança aberta ao prazer, descobrimos a intimidade sem precisarmos de defesas.
Nesse momento raro de inocência, em que acreditamos que tudo é possível e eterno, só o "outro" desconfia e teme o nosso riso.
Mas não vale a pena, porque esse riso espontãneo e límpido, é a entrega total, sem reservas.
E são poucas as vezes em que nos atrevemos a rir assim, com uma gargalhada cúmplice de prazer.
Pelo menos que eu me lembre...

M.J.M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julio Machado Vaz disse...

CêTê,

É a velhice, o naufrágio, snif, snif:(.
Banda sonora - Um Requiem qualquer:).

yulunga disse...

Bom dia maralhal.

Dr. Murcon
Quando é que a Maria escreve um livro?

CêTê disse...

Não diga isso professor! (ainda que um naufrágio possa ser bem mais deslumbrante do que um idílico cruzeiro: o mar revoltoso, um vento fustigante, um céu em fogo,... bem mais cativante do que um céu urânico, mar chão e palmeiras cruzadas- um tédio!)
Essa da banda sonora... teve graça ;)))))- por acaso há uma música d Vangelis que ilustra um náufrágio que eu adoro e não ouço desde o tempo do Vinil.(meu Deus! Eu estou a cabada- do "tempo do Vinil"!!!)
Este tempo pior do que o londrino, é que dá cabo de nós. Não passa de um arco de um círculo, ou melhor de uma espiral- pois esta coisa do humor não têm estações? ;) Venha outra estação... mas no seu tempo que isto de falsetes não dá.
bjnhs

CêTê disse...

Para ouvir de olhos fechados (http://www.youtube.com/watch?v=J0Wr8o7iw94)

Nuno Guimas disse...

suave... mas muito maroto :)

Julio Machado Vaz disse...

:))))).


http://www.youtube.com/watch?v=LUvJZ26shqc&feature=related

CêTê disse...

(;)) Sempre imaginei os anjos pretos, gordos, vestidos com veludos rematados a ouro com arpas mágicas onde todos os sons das orquestas são possíveis... que a voz deles dispensa.

(Acabo o dia a sentir-me uma porca diante de uma ourivesaria!;(( ;))

Mar disse...

Compreende-se esta insegurança. As mulheres: “… em todas, sem excepção alguma, encontram-se duas constantes: uma expectativa, que não revelam, e uma decepção, de que não se queixam.”
Mas agora que já sabe que o riso é uma porta aberta…

Ti disse...

Eu acho que para desvanecer o marasmo dever-se-ia fazer um encontro (ou jantar, ou pequeno almoço, ou não) Murcónico.

Aposto que seria um sucesso! E sempre dava para alimentar o ego do professor com o seu séquito!

Ni disse...

TANGERINA:

Um dos comentários mais bonitos que já li...

Fez-me bem lê-lo. Fez-me sorrir...

:)

«Il est beau que le silence soit d'or, mais le rire bon et frais l'est beaucoup plus encore»

CêTê disse...

Ti ;P Também me parece que um "Moche ao prof!" vinha a calhar.;))
Não que precise mas uma "Cavala" dessas não deve fazer-lhe mal nenhum...

thorazine disse...

Depois destes posts acham mesmo que o prof precisa que o seu "público" lhe levante o ego? Aliás, acham esmo que ele tem tempo, físico e emocional, para aturar os murcons? Eu acho que não..! :)) O prof escreve o que um miudo de 18 anos apaixonado gostaria de escrever, mas não sabe como.. :))

PS - O prof não gosta de Saramago, pois não? É que até no fim dos smiles pões ponto final.. :)). :)

thorazine disse...

Quem diz 18...diz 16 ou mesmo 22!! ;)

isabel disse...

Depois destes posts acham mesmo que o prof precisa que o seu "público" lhe levante o ego? "Aliás, acham esmo que ele tem tempo, físico e emocional, para aturar os murcons? Eu acho que não..! :)) O prof escreve o que um miudo de 18 anos apaixonado gostaria de escrever, mas não sabe como.. :))

PS - O prof não gosta de Saramago, pois não? É que até no fim dos smiles pões ponto final.. :)). :)"


Até já me custa um bocadinho vir aqui dizer isto:

- não podia estar mais de acordo consigo, Thorazine! ( facto notório, que não carece de prova! )

andorinha disse...

"O prof escreve o que um miudo de 18 anos apaixonado gostaria de escrever, mas não sabe como.. :))"

:) Loooooooooooooooooooooool

Vai aprendendo, miúdo:)

Quanto ao resto subscrevo-te. Para a tua idade até dizes umas coisas acertadas...

Just kidding, kid...:)

Mar disse...

"Quem diz 18...diz 16 ou mesmo 22!!"

O que não deixa de ser preocupante...

PILAR disse...

Edificar a intimidade com alguém é uma aventura e tanto...não deixar a construção morrer no esboço implica correr riscos, ainda que salpicados de medo.
Acredito hoje que o doce ou o amargo que colhermos, nos tornará sempre, mais temperados de vida!

Lindo de ler.Obrigada.



PS: Coimbra hoje (04/02) ficou feliz com a visita do Professor! (Relato telefónico duma testemunha local:a mana Teresa).

Filó disse...

E Assim vamos !!!
Relatos de uma vida que pretendem, apenas possam ser normais e comuns, ...se fosse possível ...
Infelizmente, não o é ...
Sem dúvida...aprender sempre e cada vez mais, e assim tornar possível a tão desejada PAZ...

Professor, respeitosamente
Uma boa Noite!

Julio Machado Vaz disse...

16? 18?? 22??? Eu saio da cidade e vocês vão logo apanhar uma moca?:).

Pilar,

Agradeça à rapariga, fui tratado como um príncipe!

thorazine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
thorazine disse...

Nós???? Acho que é mais o contrário!! Se bem me lembro há por aí uns estudos que fazem a comparação entre a moca da paixão com a moca anfetamínica.. ;))

LadyAnt disse...

já percebi porque assusto tanto as pessoas ... é o meu sorriso, o riso... por isso ninguém me quer lavar os pés!!!!!!

(tou feita) mas tenho medo de ficar amorfa e de deixar de ter este meu lado bi-polar que o meu psicnalista diz que é saudável em mim, próprio da minha personalidade (disse ele para não me assustar A MIM) afinal é por sorrir demais! (eu aqui aprendo tanto!)
:)

cumprimentos (sorrindo com a face e uma ou outra partes do corpo ... tipo, algo indecifrável no cérebro e talvez ... os braços) :))

Anfitrite disse...

Há gente com muita idade que não sabe descrever as sensações de muitos jovens.
Há muita gente que nunca na vida saberá descrever o que sente. Como há muita gente que não gosto de Matemática que é a mãe de todas as Ciências. Jogar com as palavras é uma arte como qualquer outra. Mas o genes tem de lá estar.

Depende da maneira como se reage com a dopamina. Com os mesmos ingredientes, cada cozinheiro faz um prato diferente.
Há muitas mocas e muitas paixões. Nada é igual em momentos diferentes.



A música de Vangelis "1492-A Conquista do Paraíso "(América) faz parte da banda sonora do filme realizado por Ridley Scott, o melhor sobre a vida de C. Colombo, que foi realizado em 1992, e foi publicada nesse mesmo ano em CD.

Já agora cuidado com as imitações

http://www.youtube.com/watch?v=1k08yxu57NA&feature=related

E apesar de já ter passado o mês dos gatos um para sorrir

http://www.youtube.com/watch?v=RidOjhQS8hU

Anfitrite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anfitrite disse...

LadyAnt,

Não se preocupe. Quem aparece de novo é sempre mal tratado. Os velhos têm medo de perder o posto. Não imagina a porrada que eu levei. Mas como sou masoquista, e também bipolar, deleito-me a vir cá chatear o parceiro. O professor é o que mais tem levado, mas ele tem arcaboiço para isso tudo e sabe a consideração que eu tenho por ele,(porque ele sabe ler mesmo quem escreve mal e que não "exita" em dizer asneiras, mas com algumas verdades à mistura). O grande defeito dele é ser bem educado de mais e adorar ser admirado.
O pior nisto tudo são os chicos espertos que não sabem o que dizer e são mal intencionados(ambos os géneros). Coisa que eu não sou, nem rancorosa.
É preciso é persistência, e não seja "discrente" depois ignoram-nos. Fica só o núcleo.
Há tanta gente com tanto valor e que deixa de dar a sua contribuição, só porque é logo criticada e que não gosta de ouvir os mesmos louvores, ou porque não tem tempo. Também há aquelas plantas epífetas, que não querendo manter ou criar um blogue aproveitam este porque tem uma audiência maior.

Mas confesso: Só quero que me lavem os pés quando eu for para um lar de 3ª. idade.
Não leve a mal o tom, mas eu sou mesmo assim e estou a dizer aquilo que sinto. Mas atenção: se não consegue ter poder de encaixe não se exponha muito.
Anfitrite

inv3rs0 disse...

o riso, a voz, o corpo e as noites em branco

lobices disse...

...sempre que passo por aqui (para falar verdade, passo todos os dias) apetece-me deixar-vos os meus abreijos
...aqui ficam eles

A Menina da Lua disse...

Anfitrite:)

Você é mesmo um "osso dificil de roer":)
Mas ao mesmo que é provocadora e por vezes bem inconveniente, até se admira a sua frontalidade e tambem o seu sentido (em texto latente) de preocupação com as "coisas" em geral, leia-se pessoas.
Para ser melhor entendida, bastava talvez não ter esse seu feitiosinho um pouco quixotesco de lutar contra os supostos "monstros e dragões" e tambem de achar que só pelo facto de "desancar" nas pessoas elas passam logo a ser aquilo que gostaria que elas fossem...Cada um é o que é nem mais nem menos. Bom! de vez enquando lá mudamos um bocadinho mas pouco, acredite.:)
Se me permite um conselho, adoce mulher! a vida é curta e não ganhamos nada estarmos sempre de "espada afiada"; o amargo nem deixa fruir aquilo que de bom afinal até existe em nós.
Desculpe lá se fui impertinente e inconveniente mas ando há tempo para lhe deixar um "recado" destes, até porque me desagrada torná-la aqui completamente invisível perante as "bombas" que você de vez enquando decide lançar.:)
Como dizia o Herman no seu delicioso Diácono Remédios, critique, mande abaixo mas com ponderação:)

fredgar disse...

Caro dr.
Lembei-me de mandar-lhe esta memória do que era a educação sexual (para rapazes) nos meados do século passado, deixada pelo escritor Mário-Henrique Leiria. Está no youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=keiWBo5goho&feature=related
e
http://www.youtube.com/watch?v=da9dmCVLdHQ&feature=related
Espero que aprecie.

A Menina da Lua disse...

Nelson:)

"Rir é fácil, mas sorrir na exacta medida do prazer não é fácil.
Porque é preciso que alma e corpo estejam em sintonia com o sorriso para que este seja realmente autêntico e é preciso que os olhos que o observam não se sintam ameaçados pela incompreensão da ternura do sorriso partilhado."

Pois de facto é assim! contudo parece-me que a receita ou segredo, como quisermos, está apenas no sorrir...assim! sem mais nem menos, nem maior preocupação, no próprio sorrir!...e veremos que isso raramente nos trai ou ameaça sequer os outros.

Ti disse...

Prof. permita-me discordar, mas que é um puto, é.

CêTê disse...

"corpo em arco"- convexo ou concâvo? ;)))

andorinha disse...

Cêtê,

Andas muito provocatória, andas, andas...
Já vais tendo idade para ter juízo.
:)))

Jinhos

LadyAnt disse...

Anfitrite, eu fui maltratada? schuif schuif (nem dei por ela...e nem loira sou!!!!) :))

bem isso do lavar os pés e coiso e tal é uma forma de expressão. não precisa bem ser assim, exactamente. pois, como escreveu alguém ali acima, há que saber ler. as pessoas não são só idades, não são só espelhos. há coisas para lá do que se escreve, sentidos... (if you know what I mean) I believe in love (que posso eu fazer?)

quanto ao "me expor" eu sou mesmo assim. não tenho remédio: exponho-me à luz e pronto. às vezes ofusco (eu sei) (risos) mas não consigo evitar. sou o que sou e como sou e mostro-me porque não tenho medos de ser assim. (um monstro às vezes, mas com os dentes todos à mostra)

gosto de vir aqui, pronto. não me contenho. talvez comece a ser obsessivo-compulsiva (n sei se n se escreverá com cê a seguir ao bê... agora fiquei na dúvida)

não acho a anfitrite nada mázinha. acho-a frontal e gosto da forma acutilante como o faz. gosto mesmo de pessoas frontais. acabam por se expor mais do que gostariam :)(olha eu a dar graxa looooool)

beijos e tal e coiso (expondo-me bués e sorrindo e tudo)

o Professor é um must :)) e nem o conheço pessoalmente, até tenho medo. ele ia adormecer se me visse a sorrir...

LadyAnt

LadyAnt disse...

p.s. cada vez que aqui entro apanho um susto! normalmente estou a ouvir musica e a cotonete ui! ui! é com cada sonoro mais estrondoso... rsrsrs

CêTê disse...

Andorinha, ;D não sejas castradora!;( Sou inofensiva, não sabes? ;) Não passo de uma enzima.

andorinha disse...

Castradora? Eu??????????:)
E lá vou ter que ver o que é uma enzima. Já não me lembro:) Looool

Julio Machado Vaz disse...

Ti,

Bons tempos:).

Ti disse...

Professor:
Já viu "O estranho caso de Benjamin Button"?
Há infâncias que parecem mais velhas, mas não deixam de se infâncias!

Fora-de-Lei disse...

Para todas as Marias... ;-)


Num hospital havia um paciente gravemente enfermo. Os familiares estavam reunidos na sala de espera quando entrou o médico, cansado e preocupado:

- Sinto ser portador de más notícias. A única esperança para o vosso familiar consiste num transplante de cérebro. É algo experimental, arriscado e... bastante dispendioso.

Os familiares permaneceram sentados escutando as graves notícias, até que um deles perguntou:

- Mas quanto custa um cérebro?

- Depende. 5000 euros um cérebro de mulher e 200 um de homem

Fez-se um grande silêncio na sala, embora algumas mulheres tentassem não rir. Até que um dos familiares não conteve a curiosidade e perguntou:

- Doutor, a que se deve essa tão grande diferença de preço?

O médico sorriu diante da pergunta e respondeu:

- É apenas uma política lógica de preços. Na realidade, tivemos que baixar os preços dos cérebros masculinos visto serem os únicos que vinham usados!

CêTê disse...

Andorinha ;))) Castradora SIM. E com mal feitio. ;P Quer dizer... o professor pode escrever o que a testosterona lhe dita ao ouvido e eu não posso fazer uma pergunta de geometria?!
Realmente a tolerância é mesmo discriminatoriamante sexuada! ;P

E a da enzima (loool) foi mesmo para te "obrigar" a fazer a revision- pois sei que és curiosa e não deixarias de procurar o significado eheheeh (sempre te vais preparando para a "Prova de Estado".;)))

CêTê disse...

Ai credo! "discriminatoriaMENTE!" ;P
(Que pérola!)

CêTê disse...

FDL,... por causa do defeito de fabrico, por causa do defeito de fabrico, FDL. Só fazem operações simples e uma coisinha de cada vez! São tipo "Magalhães"´mas sem Fernão.

LadyAnt disse...

Não percebi o fora da Lei!!!!!

Pode explicar por linguagem gestual, por favor?

;)

andorinha disse...

Cêtê,

Com mau feitio? Tás-me a insultar novamente?:)

E podes gozar à vontade com a minha ignorância. Só da ignorância se parte para o conhecimento.:) Looooool

FDL,

Hoje é a minha ruptura definitiva contigo, ex-amigo e companheiro:(

cabecinhapensadora disse...

Para o Fora de Lei:)))

"O marido lê um artigo de uma revista à mulher sobre quantas palavras usam as mulheres por dia... 30,000 e os homens apenas 15,000. A mulher contesta, ' Isso deve-se ao facto de termos que repetir tudo o que dizemos aos homens...'
O homem vira-se para a mulher e diz 'O quê?'.

Su disse...

boa noite

o riso..........:)

esta malta anda a precisar de rir....sentido...sentindo.....

rir não é mostar os dentes ..para isso existre um nome...........é....defeito na placa...................dassss

pois assim fico com mau feitio


não tenho paciencia para diarreias mentais.........
.....dasssssssssssss e

isabel disse...

"16? 18?? 22??? Eu saio da cidade e vocês vão logo apanhar uma moca?:)." JMV

chutando para canto ? tem cantos, que são golo ~~

gabriel disse...

Tem razão Professor, deveríamos rir mais, brincar mais, espairecer... Fico feliz nesta altura. Mesmo. Talvez seja muito tonta mas a explosão de cores faz-me feliz. Não dirá o mesmo o Sr. do autocarro quando me olha a rir sozinha. "Coitadita", dirá ele... Ir ao palacio é um ancanto, dp das magnolias, os redondendos e as azaleas, os amores perfeitos... O simples passar na galiza, no carregal... As cerejeiras de jardim... Ta tudo num reboliço, serão as hormonas aos saltos?? São pequenos prazeres...
Tambem as suas aulas o eram...
Uma terapia de graça, pura literatura falada... Mas daquela que se ouve, se entende e se sente... Não sabe o que é chegar a um sítio em que nos sentimos o elo mais fraco da cadeia e termos o prazer de sermos carinhosamente tratados por "Colegas". O ego eleva-se e quase instantâneamente somos médicos. Mesmo não sabendo nada... Mesmo Sentindo-nos tão pequeninos, mas por momentos já tão grandes...
Faziam-nos bem essas aulas...
Este ano e faltando a uma aula do meu ano, fui bater à sua porta... Não estava lá. Agora eram slides desenfreados... Mas onde estava o professor descontraído? Onde estava aquele seu sorriso? Não estava...
Hoje, foi a minha primeira vez, a minha primeira vez por aqui. Temos saudades de ir às aulas do "Julinho", simplesmente pelo prazer de ir às aulas...
Acredite Professor, são muito poucas as aulas que nos suscitam prazer... E as suas suscitavam-nos sorrisos também...muitos...
E caramba, que escrita a sua...
È uma DELíCIA !!! Quantas raparigas esboçariam muitos mais sorrisos por uma escrita assim...