quarta-feira, fevereiro 11, 2009

TVC3.

James Dean. A Leste do Paraíso. E uma frase de Tyrone Power sobre ele: "Teve sorte, morreu sem conhecer o declínio". Talvez. Eu lembro-o com mais ternura do que a opulenta Marylin e os seus Kennedys e DiMaggio. "Too fast to live, too young to die", cantavam os Eagles.
Demasiado rebelde para não ser lembrado com saudade neste mundo cinzentão, digo eu...

36 comentários:

Fora-de-Lei disse...

"Too fast to live, too young to die", cantavam os Eagles."

Então e que tal aqueles que "são novos de mais para se reformarem e velhos de mais para arranjar emprego" ?!

Sorry for my grey soul...:(

CêTê disse...

Gostaria de o ter fotografado de todos os ângulos e feitios com sobretudo e sem coisa nenhuma. Fantasias... ;))))



(Ao James Dean, entenda-se ;P)
boa noite ;)

lobices disse...

...hoje tá um dia de Soliiiiiiii
:)
...abreijos

cabecinhapensadora disse...

Gosto do James Dean. E da Marylin. Pelo frágil de cada um. Em Marylin, a voz é uma espécie de inverso de tudo o resto. Ou não bem. Talvez lhe aprecie a linha de feminina ingenuidade/ provocação; uma afirmação total do corpo com uma mulher outra a ensaiar-se na voz.
Em James Dean é mais um fenómeno no olhar de espelho negro, vidro pronto a estilhaçar se alguém nele se mira; e da força dos gestos onde parece não caber. Depois há aquele mundo adolescente de que nos faz reféns e donde não se sabe se saíu. O certo é que não é de época. Dizem que olhava assim fixamente por ser míope, que já não o filmavam sob certos ângulos porque a calvície espreitava.
Não é irrisório?

lobices disse...

...por recordar James Dean, a memória volveu para o filme "O Gigante" onde ele entrou num papel importante ao lado de Rock Hudson
...lembrar-me eu que, nos anos 50 e 60, Rock Hudson, um "herói" para mim, como actor e, muito posteriormente ter vindo a saber na altura da sua morte, que ele havia sido gay
...não deixei de gostar dele quando o soube... era um dos meus actores preferidos...

blogico disse...

Por falar em rebeldia, já foi ver "Revolutionary Road"?
Para mim é o melhor do ano para já.
E dava tema para um excelente "O amor é...", mesmo sendo um filme de época.

Cumprimentos a todos

LadyAnt disse...

boa tarde

(comprei um teclado novo, esqueci-me do multibanco e ainda fiquei a dever dois euros na worten...o teclado é bom e o Fora de Lei provocou-me por causa do meu neurónio... alguém me mandou uma sms a dizer que sou a musa dele e me adora e eu respondi a babar-me toda (coitada de mim, que só tenho um neurónio e estava a dormir)... e recebi a resposta "desculpa, a sms não era para ti" ele há gente mesmo má!)

Senhor Professor, quando o ouvia e via na televisão imaginava-me a conversar consigo. o Professor é um excelente conversador e eu sou uma chata que nem lhe passa... imaginava-me a moer-lhe o juízo com perguntas até àquele silêncio horrendo em que as pessoas olham para o relógio e dizem "bem, está já na minha hora, é muito tarde e amanhã tenho que me levantar cedo"
(eu não uso relógio porque nunca desarmo) desculpe a frontalidade. mas era apenas porque até gostava imenso de o ouvir e tinha uma pontada de ciúmes das pessoas que tinham essa oportunidade e eu não. eu sou assim mesmo. assim e ainda pior!!! :)

um destes dias conversava com um amigo de infância a propósito duma situação que se passou por volta dos nossos 21 anos e eu disse "eu sempre fui muito rebelde" e ele respondeu "desculpa, tu não foste rebelde, tu foste é estúpida" ... ainda bem que a conversa foi através do msn ...

não gosto do james dean, por causa dum programa que vi sobre a vida dele... nem da marilyn monroe, tb sobre um programa que vi sobre a forma como ... ascendeu na sua carreira filmatográfica.

nunca achei o james dean rebelde. e, perante certos pontos de vista, também o acho mais estúpido que rebelde. sim, ainda bem que morreu novo. teria tido uma vida ainda mais estúpida que aquela que teve :))

e a marylin, tadita... como tantas outras ... enfim... Jorge Palma:
"aaaaaaaaahhhhh dizem que fazia amor com qqr um
e que se drogava
aaaaaaahhhhhhhhh dizem que foi apanhada a ver o mar
com outra mulher
aaaaaahhhhhhh dizem que foi encontrada morta
os pulsos cortados....."

Uma vez vesti um vestido parecido assim e tudo e uma peruca loira e pintei-me toda e meti uma ventoinha no chão e tal e foi giro... a foto ficou gira. parecia uma sex symbol e tudo... mas não sou. é tudo aparências.

gosto de falar sobre aparências e filmes, outro tipo de filmes. mas isso sou eu, não vou mudar o tema aqui. sou respeitadora e tudo.


Professor, quando não me quiser mais ler aqui, seja frontal, diga-o directamente. eu simplesmente remeto-me ao meu silencio ou então arranjo outro blog anónimo e venho disfarçada escrever coisas menos "coisas".

só que já tenho uma fã agora e estou hilariante!!!!!! :))

beijos e tudo e tudo e tudo
(isto foi só pra testar o teclado)

Fora de Lei, livre-se dessa realidade. tome qqr coisa, ou assim. isso é muito tétrico. se me puser aqui a falar da realidade também ainda lhe dá uma apoplexia na próstata. ou então, peço-lhe o contacto do seu dentista, se for jeitoso, olhe que o único neurónio que me permito deixar funcionar é muito potente!! (os outros deixo-os quietinhos pra não fazer confusões a ninguém. ainda me encerravam o blog!! e eu optei por ser pacifista e auto mutiladora porque sou assim mesmo. e não me diga para não me conter porque não me aguento com desafios a raiar o perigo!) :))

Nuno Guimas disse...

Quando olho Dean vejo não apenas um rebelde, mas alguém que aparenta ao mesmo tempo uma fragilidade e uma revolta que não se sabe bem se vai explodir em lágrimas ou em actos extremamente violentos. Esta dualidade marca.
Tal como Eastwood ou Brando, Dean era daqueles actores em que a película parece sempre esconder algo mais por detrás da simples imagem.
Quanto aos Eagles ...

http://www.lyricsfreak.com/e/eagles/desperado_20044565.html

:)

susana disse...

Mundo cinzentão?
Só às vezes.
James Dean?
Só conheço de poster. Os filmes que davam na TV, era eu pequenita, eram uma seca (claro!).
Rebeldes? Se não apreciamos os de hoje, porque idolatramos os do passado?
Agora, Sr. Professor, a sua nuvem é que está carregadita. Posso aconselhar um pouco de exercicio?
(claro que percebeu que James Dean não é do meu contexto e que isto foi só para dizer que passei por aqui ;)

CêTê disse...

Nuno Guimas essa é F-A-N-T-A-S-T-I-C-A! ;))) Ah, e também vi a mesmo que reportagem que viu e comentou no seu Blog sobre os tibetanos. É chocante e revoltante como há gentinha tão medíocre, tão egoísta, tão cobarde, não é? E não me estou a referir aos chineses. Estou a referir-me aos alpinistas e companhia. A vida é assim...
**********************************


Tenham 1 BD. ;*

CêTê disse...

http://www.youtube.com/watch?v=IA_xZjR6Sxw

CêTê disse...

loooooooooooooool o professor enlouqueceu? LOOOOOL

Não tem piada é gozar com os portistas carago! Apesar de não haver homossexuais entre os portistas- que são puríssimos. ;)

Oiçam o programa oiçam.
Oxalá que o BENFICA SE ESTAMPE!

Bem... vou mas é trabalhar...

thorazine disse...

cêtê,
é muito fácil chamar cobarde aqui do quentinho, num blog, no meio de amena cavaqueira. Já viste alguma arma ser disparada? Já viste alguém a levar um tiro? Já viste alguém morto? :((

Ser corajoso é diferente de ser mártire. Os alpinistas foram bastante corajosos, por terem escondido aquele agricultor, por terem filmado, por terem contado ao mundo. Se se armassem em heróis provavelmente eram todos mortos e a estoória abafada!

cabecinhapensadora disse...

Lady
Eh, eh,eh eh,he,:))) não entendeu, mas é de somenos.
Muito sol e um fim de semana a condizer para todos

Mar disse...

Como pretexto do dia de amanhã, aqui fica em jeito de partilha com os que amam, os que não amam e os que não gostam, nada, de ser contrariados.

P.S. O Gregory Peck é que era…


“Amo. Este amor, se não for um pobre tumulto provisório dos meus sentidos ou uma ilusão do imaginário, mas sim uma floração, em mim, de todos os poderes do meu corpo, do meu sexo, do meu pensamento, dos meus sonhos, do meu gosto pelo sacrifício, à chamada de outro que também não é um indivíduo solitário, como eu, separado de mim como uma pedra de outra pedra, mas outro que é o que me falta e me chama a ser, aquilo de que eu sinto com dor e surpresa a necessidade e o desejo, este amor não é meu. O outro ama-se a si próprio em mim.” R.G.

LadyAnt disse...

... thinking head ...

claro que entendi!

acha que me apetecia falar de morte no momento em que me apetecia matar a BESTA que se enganou na sms? e na altura em que o meu querido e AMADO teclado prateado se avariou? acha? quando me apetecia odiar tudo? principalmente os homens metro sexuais e as mulheres bonitas que fazem de musas e que encantam os homens que as outras que não são tão lindas gostam? e eu contive-me tanto... até fui buscar uma cançãozinha do Jorginho Palma e tudo e não disse nenhum palavrão (apesar de ter pensado em tantos) e só pensava em como, se isto fosse de facto o "live café dos marados da cabeça" seria gaja para estragar o ambiente (eu com a thoarize a fazer de guarda costas, claro)a toda a gente e até fazer o toque retal ao Fora de Lei só pra ele saber que EU tenho razão? loooooooooooooool

p.s. eu sempre adorei o humphrey bogart (é muito mau?)

p.s.s. thhorazineeeeeeeeeeeeeeeeee vi a sua foto ontem no fox life !!!! apareceu lá, no meio dos anuncios! estava um must! mu@

beijinhos para todos com big smile :)))))))

LadyAnt disse...

bem ... olhem... desculpem.

eu amanhã ou assim. ou se acordar de novo a meio da noite com uma pancada qqr, vou buscar os meus almanaques do fernando pessoa e transcrevo algo lindo dum dos seus heterónimos ou até talvez de goethe, quem sabe. talvez seja menos volumoso para o meio da noite. logo verei.

e até meto um tube. alguém aqui gosta de muse? hysteria?? rsrsrs

:)))

CêTê disse...

Thora, não te vou fazer o relatório dos meus actos de pequena bravura. Mas posso garantir-te que eu sou daquelas que nãp me importo de por a cabeça no pau e de dar a cara e o corpo pelas lutas que acho justas.
Em relação aos alpinistas não estou OBVIAMENTE a falar dos que capataram e divulgaram as imagens estou sim a falar dos que os quiseram silenciar e que terão assistido a muitas outras atrocidades silenciosa e coniventemente- porque era assim que ganhavam balúrdios a conduzir turistas alpinistas. Percebeste?

Laura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Laura disse...

FDL, pois é.
... e a crise internacional é uma óptima cortina de fumo para esconder a causa verdadeira de mtos dissabores por que passamos
:(:(

Julio Machado Vaz disse...

CêTê,

Com o empate não janto com a Victória nem com a Jolie:(.

CêTê disse...

Para ser generosa acho que o professor merece satisfazer a fantasia de jantar com as duas- (simultaneamente). lool - confesse que isso não deixou de lhe passar pela cabeça ;))))
Não sei qual a condição desportiva que lhe corresponde mas pronto.;)))

yulunga disse...

Bom dia maralhal.

Feliiiiiz dia de São Valentim para todos.

noiseformind disse...

O post peca por exagero de vontades e neuroses. A imagem de bad boy sempre esteve associada ao James Dean do cinema. A imagem cinéfila de Marlyn foi cinzelada desde cedo por comédias insensatas e superficiais. Como penitência por tão insosso comentário à menina recomendo ao Boss maratona de Some Like it Hot seguido do venerando The Misfits (não faço a mínima ideia do nome destes filmes em português). Último filme de Marlyn, último filme de Gable, último filme "a relembrar" de John Houston. "droping a bomb is like telling a lie, makes everything so quiet" fica no ouvido como um refrão de hip hop

Julio Machado Vaz disse...

Ó Noise,
Marilyn forever!!!!!!!:))))).

LadyAnt disse...

....[em som off] é por estas e por outras...

A Menina da Lua disse...

Professor:)

Tem toda a razão! Aretha Franklin a cantar a "Nessun Dorma" em substituição do Pavaroti é de ir às lágrimas. A mesma intensidade no sentir das emoções que a área da ópera ilustra e principalmente a enorme capacidade vocal de as transmitir e comunicar aos outros...Absolutamente expressivo, intenso e muito tocante:)
Adorei!

Aqui fica o link para os curiosos.

http://www.youtube.com/watch?v=LUvJZ26shqc

(Como nota, esta indicação foi dada pelo professor no seu programa de hoje)

Bom domingo para todos!

A Menina da Lua disse...

Noise:)

Tambem concordo!
De facto a Marilyn ficou na memória pelo ângulo menos interessante dela, pois tambem lhe reconheço muito boas interpretações em alguns dos filmes em que ela entrou.
Quando digo menos interessante, falo evidentemente na minha perspectiva que é feminina:) Haverá outras que pensarão o contrário:) gostos!

Laura disse...

Prof, gostei de ler a sua entrevista ao Expresso sobre as paixões.
E menção honrosa para as excelentes fotos!
(Começa a haver cuidado)

Julio Machado Vaz disse...

Laura,
O homem era piedoso:).

Laura disse...

Qual quê! Apenas um bom intérprete... :)

Mar disse...

O homem era piedoso:).

Be careful! False modesty is the refinement of vanity.

utopia disse...

Felicito-o pela entrevista e sobretudo pela candura que é, aliás, sua imagem de marca.

Uma frase particularmente "reveladora" terá emudecido algumas vozes ;)

VIAJANTE DO MAR disse...

Olá Prof. Júlio Machado Vaz

Quero dar-lhe os parabéns pela excelente entrevista, à Revista Única, do Jornal "Expresso".
Pertenço a uma Associação Cultural, e gostaria muito de saber da sua disponibilidade, para uma Palestra sobre "Jovens e Sexualidade". Tem algum e-mail de contacto que me possa fornecer?

Grato pela atenção.

Francisco

Julio Machado Vaz disse...

Mar,

Pois se até lhe pedi para disfarçar a barbela:).

Utopia,

Nem você imagina de quantos lados e com quantas "definições" surgem as vozes desde os tempos de O Sexo dos Anjos:).

Viajante,

drjmv@netcabo.pt

Mar disse...

Pois sim...
Mas há, pelo menos, uma vaidade que lhe é legítima: os amigos que aqui tem. Ao menor comentário, que possam supor, menos abonatório para a sua pessoa, até se lhes sente o arreganhar dos teclados...