quarta-feira, maio 27, 2009

Quinta cedinho.

Maria,

Ontem segui um pouco dos trabalhos da Comissão sobre o BPN. Além de ajustes de contas e águas fora dos capotes, que me deixaram indiferente por já estar dessenssibilizado, houve um pormenor (?) de interesse - a prostatite, quando sujeita ao stress de tentar salvar um banco, evolui para cancro! Foi a primeira vez que não invejei um bocadinho os banqueiros...

Em relação a impostos, o PS, como de costume, cobre todas as frentes: Almeida Santos aceita-os ao nível mundial, Vital Moreira ao nível europeu, Elisa Ferreira é contra e José Sócrates não se pronuncia. No que à Educação Sexual diz respeito, foi procurado um consenso no partido e na sociedade, que desaguou numa verdadeira "descentralização" de responsabilidades.

Já na violência doméstica não há margem para enganos ou interpretações - continua de vento em popa:(.

34 comentários:

Fragmentos Culturais disse...

... lamentavelmente no que concerne o último ponto :((

'Na água clara parada
imagem clara das flores
com a morte no pé.

Katsura Nobuko

Haiku, O Japão no Feminino, Séculos XVII a XX

cabecinhapensadora disse...

Bailarina
se tu espreitasses, o que dirias?! que pensavas de telejornais do irrisório e de confrontos que não debatem, meros (des)encontros. alarde e desfaçatez disfarçados. A ti, a quem nada verdadeiramente espanta nunca. Talvez o desconcerto daquela mão, ferro em brasa a marcar-te, o espavorido das crianças, lamento sem voz de voz não haver. tudo tão o mesmo bailarina. Tão o de sempre.

thorazine disse...

Para quem gosta de explorar as velhinhas questões da religião, aqui está uma apresentação com factos analisados à luz da neurociência. Very very nice.. :)

How religion hijacks neurocortical mechanisms?
http://www.youtube.com/watch?v=1iMmvu9eMrg

:)

thorazine disse...

"Movimento pela legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo lançado domingo em Lisboa

José Saramago, Lídia Jorge e Daniel Sampaio apoiam casamento entre homossexuais

27.05.2009 - 21h39 São José Almeida

O psiquiatra Daniel Sampaio, a constitucionalista Isabel Mayer Moreira e a actriz e escritora Ana Zanatti são três das personalidades que, no domingo às 16h, subirão ao palco do cinema São Jorge, em Lisboa, para explicar publicamente as razões pelas quais integram o Movimento Pela Igualdade no acesso ao casamento civil (MPI) e subscrevem o seu manifesto. Imediatamente antes, o documento será lido pela actriz Fernanda Lapa.

Atingindo já mais de setecentas adesões, o MPI conta com o apoio dos escritores José Saramago, Ana Luísa Amaral e Lídia Jorge, da realizadora de cinema Ana Luísa Guimarães, dos artistas plásticos Graça Morais e Julião Sarmento, da jurista Teresa Beleza, do jornalista Miguel Sousa Tavares, do cientista Alexandre Quintanilha, dos humoristas Herman José e Ricardo Araújo Pereira, dos actores Alexandra Lencastre, Catarina Furtado, Soraia Chaves, Filipe Duarte, Nuno Lopes e Pepê Rapazote. E também o cavaleiro tauromáquico José João Zoio e a figura da sociedade Lili Caneças.

No final da apresentação pública do movimento, haverá uma reunião para decidir sobre actuação futura. O MPI está a ser constituído para se assumir como movimento de pressão da sociedade civil sobre o poder político com o objectivo de obter dos partidos, no ciclo eleitoral que agora se inicia e que inclui legislativas, o compromisso de que o próximo Parlamento altere o Código Civil para que este passe a permitir o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo."

in Público


Prof,
estranhei não ver por lá o seu nome..

Julio Machado Vaz disse...

Thora,
Algum engano houve, mandei o mail:).

thorazine disse...

Tal como NY ter legalizado os casamentos homo já não foi notícia, o prof estar presente num movimento deste género também não o deve ser.. ;))

thorazine disse...

"Presidente da Câmara de Pombal quer tratar a homossexualidade

O jornal regional Notícias do Centro escreve que Narciso Mota, do PSD, apontou a homossexualidade como uma doença e uma causa de violência, numa conferência organizada pela Associação de Pais e Educadores para a Primeira Infância.

No seu discurso de encerramento das I Jornadas Ibéricas sobre Violência, na quarta-feira, 21, o autarca de Pombal confessa que gostaria que "houvesse terapeutas para tratar todas essas causas que dão origem a problemas complicados, e aquelas causas contraproducentes àquilo que é a essência da vida humana, toxicodependência, práticas contraproducentes, homossexualidade e pedofilia", conforme citado pelo jornal Notícias do Centro. E vai mais longe: "Não se facilite, em termos democráticos, aquilo que é contranatura, aquilo que não está na essência daquilo que a gente pretende, em termos de história, de dignificar aquilo que é a pessoa humana."

O social-democrata Narciso Mota terá ainda posto a homossexualidade no mesmo saco do alcoolismo e da falta de carácter. "Encontramos neste mundo contemporâneo muitos tipos de violências: a violência provocada por aquelas pessoas que são toxicodependentes, a violência das pessoas que são alcoólicas, a violência das pessoas sem rosto, sem carácter, sem ética, que mandam blogs anónimos, mandam cartas anónimas, entrando na privacidade das famílias e das pessoas, a violência da pedofilia e a violência da homossexualidade, que não está em sintonia com aquilo que é a razão natural da vida." "

http://clix.visao.pt/presidente-da-camara-de-pombal-quer-tratar-a-homossexualidade=f510163


Pff...ai ai... :(

Fora-de-Lei disse...

thorazine 4:39 PM

"Prof, estranhei não ver por lá o seu nome."

Estranho, ou mesmo muito estranho, seria se lá tivesses visto o meu nome... ;-)

Gostava era de saber porque é que esses intelectuais (alguns da treta) não assinam um abaixo-assinado para que o Estado promova medidas no sentido de discriminar positivamente os casais heterossexuais que queiram ter mais filhos. Mas para o Estado, e para aqueles que afirmam querer menos Estado e melhor Estado, fica muito mais barato "importar" mão-de-obra escrava do Terceiro Mundo...

Mar disse...

Aqui há pouco alguém dizia: “...a namorada do meu avô (com oitentas e )...” Uma ternura por certo, mas sem dúvida um sinal dos tempos. Aqui há uns anos seria impensável ouvir tal. Os avôs eram casados ou viúvos e ponto. A conversa continuou: ”.... mas não pensam em casar. Cada um na sua casa....” E eu fiquei a pensar: Num tempo em que, dos 18 aos 81, os hetero fogem do casamento...Porque razão é que os homos se querem meter em tamanha embrulhada....

paula disse...

mar, essa é que é essa, mas é uma questão de igualdade de direitos e deveres, para o bem e para o mal...

thorazine disse...

"Estranho, ou mesmo muito estranho, seria se lá tivesses visto o meu nome... ;-)"

Mas em geral, o povo português está a borrifar-se para a tua opinião.. ;))

Xelim's Skull disse...

According to Human Rights Watch, at least 140,000 inmates are raped in the US each year, and there is a significant variation in the rates of prison rape by race. Stop Prisoner Rape, Inc. statistics indicate that there are more men raped in U.S. prisons than non-incarcerated women similarly assaulted.

Conclusão: nos EUA há mais homens a ser violados por gays, do que mulheres a serem violadas por homens!!!!!!!

E o maior violador dos EUA é o bicho gay preto. O que não me admira nada. Às tantas, agora que o Obama é Presidente, eles até o deixam "borrar" o pincel numa cadeia, sem cometer infracções, e sem outras complicações. :-))))

paula disse...

xelim, que fraco!!! (desabafo)

Fora-de-Lei disse...

thorazine 7:49 PM

"Mas em geral, o povo português está a borrifar-se para a tua opinião.. ;))"

Só se for em geral, porque em particular não... ;-)


Xelim's Skull 8:20 PM

Se, em plena "liberdade", a própria prática iniciática das relações entre gays é - em si mesma - marcada pela violentação, que outro comportamento se poderia esperar deles em ambiente de reclusão ?

cabecinhapensadora disse...

Mar

porque essa conversa é muito engraçada mas não fogem todos do casamento, tenham que idade tiverem. porque podem escolher. e o direito de escolher deve existir. porque ninguém é menos homem (espécie) por ser homo. por ser o casamento um direito das pessoas que gostam de outra pessoa. porque eles cumprem com todas as clausulas anteriores.

Thora

Talvez o professor não tenha feito a flexão que a citação do nome exige. Talvez o sentido de oportunidade seja em 'ismo'. Talvez o Porto seja no estrangeiro. Talvez os convictos (e os invictos)não precisem do folclore. Talvez a Claudia schiffer seja homem :))
quanto ao povo português estar a borrifar-se para a opinião do fora -de-Lei...não é por ser a dele. Aguenta tudo o que é de não aguentar. Povo que é povo só estrebucha se lhe tiram a vez na bicha de qualquer coisa.

Cê_Tê ;) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caidê disse...

Os indivíduos têm direito a viver livremente a sua sexualidade se ela não for ofensiva dos direitos de outros - e a moral dos conservadores não é um direito seu, é antes uma moral que defende a restrição à liberdade no campo da vida privada de outros, é antes uma barreira que querem erguer à liberdade de outros, é autoridade pura e simples.
Casar para poder adoptar crianças é que eu não entendo. Isso não é defender uma moral burguesa?
Para adoptar há que ter um projecto de família compatível. E os hetero não têm feito tanto disparate em termos de projectos de família? É aqui que as questões se ligam à violência doméstica, por exemplo.
Dos homosexuais eu só peço que tenham projectos de sociedade plenos, que não se fiquem por reclamar o seu direito a uma sexualidade livre, que não fiquem tão autocentrados. Que tenham posições acerca da violência e da fome, como uma forma de violência, por exemplo.
Sou incuravelmente radical.
Sorry!

Princesa Isabel disse...

O unico comentário que posso aqui deixar é o da minha 'breve' experiência de confronto com a violência doméstica, felizmente não passou de fugaz tentativa nunca mais repetida.
No primeiro dia em que tentaram agredir-me, voou o cinzeiro de alabastro que estava mesmo ali ao lado da minha mão direita. Não matou, porque não calhou. Pagou a parede... que ficou com um buraco mesmo ali ao lado daquele corpo masculino espantado e, sobretudo, apanhado de surpresa, eh, eh,...
Remédio santo!
Longe vão os tempos que nunca mais fizeram parte da minha vida.
Se tivesse morto, certamente teria sido acusada de violência doméstica!!!!

C.C. disse...

Vou a passar, e hoje não resisti intrometer-me entre estes eruditos.
Quanto aos "homo" deixem-nos ser normais.
Agora as prostatites dos banqueiros a virar cancro quando eles se afligem a tentar salvar um banco, é que não podemos deixar ser normal.
E é só a tentar, que faria se salvassem mesmo!

cabecinhapensadora disse...

Caidê
Concordo, mas sendo pessoas, têm posições acerca de tudo. Só não vejo por que razão se hão-de constituir como grupo à parte para tomá-las, quaisquer que sejam (para além da luta pelos seus inalienáveis direitos, claro). Se estão dentro do tecido social, por que hão-de tomar partido em separado? E quem os citava em Portugal, quando se esquece Júlio Machado Vaz na questão que ora se trata?
Bom Dia :))

lobices disse...

...venho desejar-vos um bom FDS
...cheio com os meus abreijos

宜蘭民宿 disse...

中醫減重
中醫減重
中醫減重
中醫減重
中醫減重
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿

Su disse...

farta de vírus, de rasteirinhos e de jacarés...............

contra a violência doméstica.......só usando uma nuclear................. e mm assim iriam resistir feitos baratas.............

ok...hoje estou numa agressiva:)))



jocas maradas de marar

Nuno Guimas disse...

Eu propunha um "Movimento pela legalização de cada um pensar por si e tomar as opções que bem entenda, desde que não prejudique a vontade de outros".
Ui, mas este transformava completamente o nosso Mundo :)

Fora-de-Lei disse...

Nuno Guimas 11:02 PM

«Eu propunha um "Movimento pela legalização de cada um pensar por si e tomar as opções que bem entenda, desde que não prejudique a vontade de outros".»

Isso seria o ideal mas para isso era necessário que houvesse dignidade. Porque quando ela não existe, de parte a parte, nem ao nível mais micro isso funciona. O verniz estala por todo o lado num instante.

De repente lembrei-me de um exemplo certeiro e exemplificativo da tal mútua falta de dignidade. Mas resolvi abster-me de o nomear. Ainda iria ser entendido como ressabiamento contra uma recente bocarra contra o "Orelhas"... ;-)

PS: ouvi agora mesmo no "Expresso da Meia-Noite" que a tal música dos Xutos que manda abaixo o Sócrates deixou pura e simplesmente de passar nas rádios nacionais. Volta "Censura" que estás perdoada!

Xelim's Skull disse...

Pois eu tenho umas explicações a dar sobre o Narciso Mota. Sobre o que ele disse, o que queria dizer, etc.

1º) O que ele quer dizer é que acha a homossexualidade uma coisa pouco estética, e que fica mal, e que lhe provoca desconforto (sendo isto uma característica/visão da sua sensibilidade, e, nesta perspectiva podem haver muitos outros como ele) Uma coisa perfeitamente normal.

2º) quanto aos "terapeutas para tratar... da homossexualidade". Aqui ele não sabe. Eu já disse aqui que há doenças que não requerem tratamento. Algo que eu sei, mas reconheço que pouca gente sabe. E ele não sabe.

3º) Quanto a ele associar homossexualidade a violência, isso está correcto em média. Como prova a estatística que eu apresentei acima. Aliás, o que também me leva a pensar que é capaz de haver mais psicopatas/delinquentes entre os gays, do que entre os heterossexuais. No entanto, longe de mim concluir que isto seja válido para todos; da mesma maneira que pelo facto das claques de futebol serem violentas, eu também não concluo que todos os membros das claques são violentos.

4º) O contexto. O contexto onde foram feitas as declarações parece despropositado. Provavelmente ele estava um bocado aborrecido, e então libertou-se... desabafou.

acutilante - frank verlag disse...

"....No que à Educação Sexual diz respeito, foi procurado um consenso no partido e na sociedade, que desaguou numa verdadeira "descentralização" de responsabilidades."

Até se pode afirmar, que mais uma vez o PS no que tange à Educação Sexual,perdeu tempo em "preliminares" que não deram em nada!
Permito-me "agarrar" num outro post do prof. e dizer que esta forma de estar da bancada do PS, é que é auto-erotismo.

Nuno Guimas disse...

FDL,

É como dizia o "Reggaesida" dos Peste... "Eu vou prá Jamaica, eu vou, eu vou" :)

Xelim's Skull disse...

Fiz uma pequena batotice acima. Sei bem. Não a vou dizer. Se alguém a descobrir eu confirmo.

Pista: "via estrada da indefinição". É uma pista...

Seja como for ninguém a vai descobrir... e ainda fica confuso! Não, a Su descobre... Não descobre nada, ahahahah!

Su disse...

XS... no ponto nº 3?:)

Xelim's Skull disse...

Sim, ponto três. Confesso que foi lá que deixei a minha “pequena batotice”...

LGBT disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LGBT disse...

na sua pequena batotice esqueceu-se de referir Lésbicas; Bissexuais e Transgenero
tb assim assim se apanham "mosquitus"

Xelim's Skull disse...

pois mas tu só apanhaste "as sobras"