quarta-feira, setembro 08, 2010

A sombra.

A sombra que te não seguiu, faz figura de parente pobre. Com razão!, mergulho nela e não tropeço em olhar enevoado, mãos peregrinas, coxas firmes e suplicantes. Mas ficou, adormece e acorda feliz a meu lado, não me pergunta pela sua Peter Pan.
E isso conta, minha querida, isso conta...

31 comentários:

Cê_Tê ;) disse...

(Um texto curto- muito bonito, por sinal- mas cheio de nós de correr e outros que parecem unir pontas aparentemente soltas.)

thenewdo disse...

Lembrou-me:
"Onde a sombra de ti, o meu perfil
É linha de certeza. Aí são convergentes
As vagas circulares, no seu limite
O ponto rigoroso se propaga.
Aí se reproduz a voz inicial,
A palavra solar, o laço da raiz.
Nasce de nós o tempo, e, criadores,
Pela força do perfil coincidente,
Amanhecemos deuses de mãos dadas."
J.S.

Bartolomeu disse...

Lucky Luke, foi o cow-boy mais rápido do Oeste Americano, ao disparar, conseguia ser mais rápido que a própria sombra.
A sombra é algo que todos, um dia, desejamos poder dispensar. Aliás, até hoje, ainda ninguem conseguiu encontrar serventia para a sombra, a própria e a alheia. Dizem os místicos que, o artolas que não produzir sombra... hmmm, hmmm, não é gajo em quem se possa depositar confiança.
Mas então... o que dizer do fulano que consegue projectar múltiplas sombras de si mesmo? Será que tem dupla personalidade? tripla? poli?

Fora-de-Lei disse...

Bartolomeu 4:22 PM

"Lucky Luke, foi o cow-boy mais rápido do Oeste Americano, ao disparar, conseguia ser mais rápido que a própria sombra."

Essa é uma visão enviesada sobre os heróis do velho Oeste Americano. De facto, o gajo que mais se distinguiu nessa vertente foi Kid Carcaça, o Terror da Padaria...

Anfitrite disse...

Não foi o professor que disse no seu livro "O Tempo Dos Espelhos", que: "a sombra protege, mas também rouba a luz"?!

Eu estou a ficar às escuras porque estes textos baralham-me.


P.S.- Eu preferia o Speedy Gonzalez, o rato mais rápido da América.

Bartolomeu disse...

F-d-L e Anfitrite , se nos voltarmos para o panorama nacional, vamos encontrar também alguns herois com um speed de fazer inveja aos Yankees. Estou a lembrar-me por exemplo de uns políticos capazes de ser mais rápidos que a própria sombra, porém, mais lentos que a caneta dos midia, mas... com treino vão lá!

bea disse...

As sombras existem, mas podemos saltar-lhes em cima a pés juntos, pisá-las com força sem as magoar. São divertidas essas sombras, esticam e encolhem consoante a inclinação da luz. Sombras que se distantes do objecto...talvez na Terra do Nunca. Ou na mente dos escritores.

Cê_Tê ;) disse...

Quero acreditar que não seja tabu mas não posso deixar de comentar a falta de comentários sobre...

Ninguém acha absolutamente escandalosa a utilização dos canais pagos por todos nós pelo Sr. Carlos Cruz? E nem quero falar por respeito a alguns jornalistas o que foi (para não varia no estilo) do último programa de Prós e Contras!!!!
Eu sei- todos o sabemos - que a repetição repetida até à exaustão de uma mentira até pode lavar alguns cérebros.

Não quero estragar o dia a ninguém e além do mais o post do professor é lindo... mas bolas|?!? Isto tem a ver com psiquiatria! Não devemos ser criticos?

Anfitrite disse...

Bartolo,
Há políticos que não têm sombra, porque são fantasmas, e outros porque, por onde andam, não há luz, logo nem deixam rasto.
Quanto aos média eles bem tentam ser lestos em arranjar quiproquós, para ver se têm audiências, para aumentar a publicidade. A coisa está a ficar negra de tanta sombra. Até nós já temos medo da nossa.

Anfitrite disse...

Para ser crítico tem de se pensar. E se não formos facciosos talvez consigamos encontrar algumas contradições, sobretudo pessoas que
andam no meio.
Além disso, o aumento de auduências diminui a nossa participação.
Julgamento popular, a sério, e com
sentença, só ouve um depois do 25 de Abril. Agora há apenas condenações ou absolvições de acordo com a cor política, ou o dinheiro dos arguidos.

andorinha disse...

O post é lindo, mas confesso que fico um bocado na sombra...
Devo ter apanhado de novo sol demais:)

andorinha disse...

Thorita,

Ainda não acabaste as férias, miúdo?
Sinto a tua falta por estas bandas:)

pedro disse...

Andorinha,
A Anfitrite fez-te ter saudades do Thorita, já deve ter feito este cadeirão, não.;).

Anfitrite disse...

É verdade pedro,
mas não foi por minha causa que o Thora desapareceu.Pelo seu nível, ele é das pessoas que mais falta faz aqui. Ele e mais algu|ns/mas, mas há pessoas que, por não terem ideias próprias, detestam passar despercebidas e por isso têm dado cabo deste blogue.
Chamemos a Laura, a oui! mon amour!, o Aquiles, o Lobices, o Henrique Dória, o Nuno Guimas, a cabecinha pensadora, a Mãe e advogada, a Cleópatra moon, o Rocha, o Xelim(às xs), o sirk, a tangerina, etc.(já não falando nos que vinham só louvar), agora é apenas o eco de alguns, poucos.

Bartolomeu disse...

Anfitrite, não sei se seria democrático, mas seria inequivocamente esclarecedor, se o autor do blog, ou alguém em seu nome, relacionasse aqui, os nomes daqueles que, por não possuirem ideias próprias têm "dado cabo deste blog.
Possívelmente, o meu nome apareceria nessa lista, o que me deixaria duas opções; ou faria um up-grade às minhas próprias ideias, ou deixaria de comentar as ideias daqueles que as têm.
Em minha opinião, se alguma coisa esá mal, ou a produzir mau feito, terá de ser emendada, mesmo que não se possa melhorar.
Quécáxas?!

peacock disse...

Feliz daqueles que podem ambicionar ter várias sombras e deixar algumas para trás, ainda que belas e saudosamente recordadas. Novas sombras virão quando o desejo não morre e o germinar de novos sonhos também conta...afinal tudo conta.

peacock disse...

... e também conta observar os que perseguem a sombra do teu igneo homízio para puderem ruar até ao fenecimento dos seus sonhos entorpecidos pela teu arroubo. Só fica a faltar o leito onde tudo se espalha por um escorregadio esfumar de desejos expirados que alimentam os espíritos sorvedores do materialismo envergonhado. Ainda assim não é muito pior que a falta do 25 de Abril ou as curras dos nossos dias.

Cê_Tê ;) disse...

Bom dia!;P
A parte do comentário que se segue não é dirigido ao professor que detém o direito que apagar todo e qualquer comentário, comentar ou não o que aqui outros (como eu) escrevem.

Essa da publicação de uma LISTA parece-me uma ideia que prima pela originalidade e espirito critico democrático não destoante do entendimento que deles é feito por quem MANDA E PODE. É chamada a Selecção Artificial ;)))
Ainda bem que a Engenharia Genética não é prática corrente pois estou a imaginar (divertidíssima) as aberrações E CLONAGENS narcisísticas que iriam (?) aparecer!!!

Bom resto de dia.;)

pedro disse...

Respirar fundo ajuda...Boa noite a todos.

Anfitrite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anfitrite disse...

Bartolo,
Não vejo onde está a falta de democracia quando se cita vários nomes. Será que está a pensar nas listas da PIDE? Se há coisa que eu não sou é democrática. Mas sincera sou com certeza. E adoro uma boa disputa. Coisa que o professor detesta. Será por não ter contendores à altura? Ele até muda logo de postal quando a coisa começa a aquecer, apesar de dizer que a adrenalina o prepara para tudo. Isso também esmoreceu o blogue, porque ele antes interagia muito mais.
Eu não o citei a si(ainda bem que a m/ opiíão tem assim tanta importância), como não citei muitos mais, porque você continua presente, sendo daqueles que dá alma ao blogue. Apenas citei alguns mais antigos, que me vieram à mente. Como já disse escrevo de rompante e não me importam as críticas que façam à minha ignorância.
Este blogue, para mim, é especial. É mais uma espécie de tertúlia. Não é só vir aqui apreciar e louvar os textos do professor. Mas quem entrava aqui pela primeira vez, tinha de passar uma prova de fogo, e só era aceite se não fizesse frente a determinada sombra.


Dona Cê-TÊ,
Você tem um blogue próprio, onde não aborda determinados assuntos, e dá-se perfeitamente com os seus comentadores/as, e de vez em quando vem para aqui, mais as suas amigas, mandar bocas.
É certo que evoluiu um bocado na escrita, e talvez a sua evolução científica lhe dê capacidade para criar uma nova raça humana. Até há muitos bons livros de ficção científica, que a podem ajudar. Eu não os cito porque, se calhar, já os leu a todos.

Eu não sou uma destabilizadora anónima. Eu estou identificada perante o professor.
Passem todos muito bem. Eu vou-me embora, mas enquanto não houver censura poderei voltar, a não ser que o professor me declare pessoa não grata.

Bartolomeu disse...

Bem esgalhado Anfitrite, filha de Nereu, mãe de Tritão.
Isto é um bocado como aquele cão que anda à roda, tentando morder o próprio rabo. (eu, a bem dizer, já nem me lembro, ha quanto tempo não como... perdão, mordo um)
Bem, mas isso agora não interessa nada.
O que interessa, penso, é que, neste ambiente virtual, não existem "santos nem pecadores"! (Bartolomeu Dixit)
Esta é a minha certeza, por isso, dou-lhe de mamar enquanto não consegue mastigar alimentos sólidos.
;)
A sério Anfitrite, e nem me vou armar em naíf e escrever que e tal e não sei o quê, que o maralhal sames todes amigues, e vimes aqui pra nos destraíremes.
Não! O pessoal vem aqui como a outros blogues por diferentes motivos ou razões. Alguns até porque consideram "fino" comentar o blog de um fulano que aparece na televisão e tal e é médico e não sei quê e publica livros e parréu, péu, péu. Mas, no fundamental, um gajo vem aqui botar letra e ficar à espera que alguem "mastigue" a ideia e cuspa alguma coisa àcerca.
Desde tempos ancestrais que assim é. A diferença é que era respeitada uma ierarquia (nem si se esta merda se escreve com "h" ou não... bah... que se lixe).
Antes, o macacal sentava-se à roda da fogueira e os anciãos e os chefes da tribu botávam letra, os restantes só falavam quando lhes era dada permissão. Com pequenas diferenças, o sistema manteve-se até ao surgimento desta alienação colectiva que são as redes sociais, as quais permitem que se escreva sem conteúdo, que se escrevam provocações, bajulações, constetações, etc. sem que o "artista" que nos lê tenha oportunidade de nos observar os movimentos de mãos, os tiques faciais, ou até, se nos etamos a peidar, enquanto escrevemos.
Pode haver algo tão alienatório quanto isto?
Não!
Mas "isto" pode também ser tudo menos alienatório!
Então...´em que é que ficamos?!
;)

andorinha disse...

Pedro (1.56)

Fica bem, também:)))


Bart,


"...ou faria um up-grade às minhas próprias ideias, ou deixaria de comentar as ideias daqueles que as têm."

Looooooool pá, para isto e todo o resto do reu arrazoado:)))))



Cêtê,

Looooooooool também:)

andorinha disse...

Bart,

"...eu, a bem dizer, já nem me lembro, ha quanto tempo não como... perdão, mordo um)"

Outro doido! Já não bastava o FDL?:) Loooooool

"Então...´em que é que ficamos?!"

Não faças perguntas complicadas, homem:)))

Bartolomeu disse...

Pois, Andorinha... mas algumas vezes, só colocando perguntas difíceis, é possível obter respostas directas.

andorinha disse...

Bart,

Podes até ter razão mas tudo depende do interlocutor.

E agora vou afogar as mágoas por mais uma derrota do Glorioso.
A propósito: és dos nossos ou és do inimigo?:)
Ou és desalinhado?

Curiosidade pura e dura, mas se estiver a ultrapassar os limites, põe-me na linha, dou-te autorização:))))

andorinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bartolomeu disse...

Se respondesse que estavas a aultrapassar a linha, estaria automáticamente a contradizer-me em todo aquele arrazoado.
;)
Sou sim minha amiga, mas... é (-me) necessário esclarecer que não sou da SAD, sou do SLB.
Não porque sinta animosidade pelo presidente, ou pela direcção, ou pelos técnicos, ou pelos jogadores. Mas somente porque o meu gosto pelo Benfica, vem do tempo (e ficou por lá) em que as equipes se formavam, para jogar futebol e não para disputar verbas e comprar ou vender jogadores e contratar técnicos. O meu Benfica, é aquele do tempo em que a habilidade para driblar e rematar se reconhecia com aplausos.
Uma cena talvez um pouco primária, uma reencenação das esacaramuças entre cristãos e muçulmanos... mas pronto o vermelho simboliza sangue e sangue é sinal de aniquilação, de vitória, e tal, e assim...
;))

andorinha disse...

Entendo-te perfeitamente, também eu recordo esses tempos com nostalgia.
Mas os tempos mudam, né? e nós é que somos uns inadaptados...
:)

Fica bem.

andorinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
peacock disse...

Vá lá...isto é para murcon's