domingo, novembro 07, 2010

Andebol: Benfica 31 - Porto 30! Futebol???? Que desporto é esse?:).

Agora a sério - um abraço de parabéns aos murcónicos portistas, pela vitória de hoje e pelo campeonato que merecidamente vão ganhar. Aos benfiquistas sugiro que não fiquem hipnotizados pela humilhação desta noite ou se refugiem nas inovações tácticas de Jesus, a fazerem lembrar - pelo menos em termos de resultado:) - as que Jesualdo Ferreira guardava na manga para as visitas a Inglaterra. A dimensão do resultado não pode fazer esquecer que uma derrota no Dragão nunca espanta. Grave é chegar lá à décima jornada com sete pontos de atraso, tendo ganho ao Sporting e ao Braga; grave é em termos de intensidade de jogo esta equipa se assemelhar a uma versão geriátrica da do ano passado; grave é ter a sensação que o treinador desceu à Terra - se o Outro decidisse fazer o mesmo, receio que ficasse desiludido e não me refiro ao futebol... - no seguimento de entrevistas em que anunciou a intenção de ser campeão da Europa, declarou que na Supertaça se veria qual era a melhor equipa e que vitórias na Alemanha e em França seriam resultados normais; grave, por fim, é não perceber se a política de aquisições visa reforçar a equipa agora!, de modo a readquirir o hábito de ganhar com regularidade, ou investir em miúdos prometedores que se valorizem a médio prazo. Porque Gaitán, Jara, Salvio, Kardec e o "britânico" Rodrigo têm tanto direito a amadurecer como Di Maria teve, caramba! Entretanto um dos melhores defesas-esquerdos da Europa não joga no seu lugar e um dos melhores defesas centrais também não, Ruben Amorim faz perninhas como defesa-direito e no meio-campo ninguém chegou para fazer lembrar - muito menos esquecer... - Ramires.
Os erros pagam-se, pior é quando não aprendemos com eles. Resta ao Benfica perceber a importância de ganhar o campeonato pela segunda posição e assim aceder às eliminatórias da Liga dos Campeões. E ir ganhando os jogos que puder nas outras competições. E a nós - nem todos:( - saborear a tristeza, deitá-la para trás das costas e acordar amanhã conscientes do enorme privilégio que é ter um emprego e pessoas que nos amam.

28 comentários:

isabel disse...

:)

andorinha disse...

Concordo com tudo o que escreve, só não digo que assino por baixo porque não consigo dar abraços de parabéns a portistas, sejam eles murcónicos ou não.
Sei que não é de bom tom dizer isto, mas pelo menos sou sincera...

"...e acordar amanhã conscientes do enorme privilégio que é ter um emprego e pessoas que nos amam."

Sem dúvida!

thorazine disse...

"Nervous? In 5 billion years the sun will burn out and nothing you did will matter. Feel better?" Shit my dad says

Boa semana! :)

ARN disse...

Palavras sábias de Mestre. Obrigado por elas numa manhã lisboeta chuvosa e de alma acinzentada. Um abraço

JoZe disse...

Obrigado, Júlio, após ler a sua crónica voltou a despontar em mim uma réstia de vontade de viver. Estava difícil, pode crer, estava muito difícil. Não temos os melhores intérpretes no futebol, mas temos, sem dúvida, os melhores cronistas da blogosfera!

Bartolomeu disse...

Se Leonardo dá vinte... poké keu num posso dá douze?
Mêmo apértando ná incolha, malandro, pintá sujeira depois...
http://www.youtube.com/watch?v=JNfhI8q5Fp0

;)))))))))))))))

peacock disse...

Quem grita assim será máquina ou será gente?
Gente não perde assim e máquina não chora tanto, certamente.

Então só pode mesmo ser
um muito enganado murcon
quando o seu olhar esmurece
de tantas ilusões ver morrer
que de tanto suspirar por amar
tão facilmente se esquece
do amor para o exaltar

O professor tem toda a razão, o país desceu ao -3 da razão. Todos justificam os erros e muito poucos podem querem saber das razões do sucesso.

A isto chamaria o fado da centralidade irreversivel.
Quando poderemos olhar descomplexadamente para a outra face desta moeda?

AQUILES disse...

Isto sim, é comentário desportivo, e bom. Análise lúcida.

thenewdo disse...

Hoje, ninguém se atreveria a chamar-lhe Calimero! E está um optimista! Que a tristeza não se saboreia. Aguenta-se. O melhor que se pode. Mas passa! E outro enorme privilégio é ter pessoas a quem amar.

Cê_Tê ;) disse...

Boas
;)Só vi os gooooolos.;P Como sou simpatizante do Porto... saltei de alegria (ehehehe) Ainda que não perceba nada de futebol conheço a magia que por vezes emprenha alguns jogadores. Nem Jesus poderia nada contra ela. Estou em crer que nem o Deus Mourinho.

O blog está muito giro! ;)Parabéns pela audácia e pelo bom gosto.
Quanto aos programas de TV nota-se evolução: tudo demora o seu tempo a criar os seus nichos entre locais, gentes e artefactos (o resto era campo ganho)

;P

thenewdo disse...

http://sic.sapo.pt/online/video/informacao/noticias-pais/2010/11/o-comentario-de-miguel-sousa-tavares-ao-acordao-casa-pia08-11-2010-203020.htm

thorazine disse...

Independentemente se os arguidos, agora julgados, são culpados ou não está claro que este foi uma investigação e um julgamento muito mal conduzido e com muitas brechas.

Para bem da justiça portuguesa o caso deveria ser reaberto e as provas melhor escavadas..

thorazine disse...

the,

Vou postar um excerto de uma análise ao acordão casa pia feito por alguém anónimo :


"Quando se comete um crime, um ilícito, ou qualquer outra ilegalidade, o investigador procede ao levantamento pericial do caso em ordem a tentar responder às seguintes perguntas:

Quando? - (balizar temporalmente o crime)

Onde? - (determinar o lugar/lugares do crime)

Quem? - (autores, vítimas, testemunhas oculares)

Como? - (actos em si, deslocações, armas, etc.)

Porquê? - (móbil, a quem interessa, dividendos, etc.)

Nos crimes imputados ao ex-apresentador Carlos Cruz, menciono só este arguido do caso pois é o único que tem peças processuais publicadas, desses crimes, dizia eu que importa, então, aferir e responder àquelas cinco perguntas.

Quando?

Na Pronúncia os crimes imputados a Carlos Cruz e pelos quais veio a ser condenado, são:

"Dois de abuso sexual de crianças com LM nas Av. das Forças Armadas balizados temporalmente em Dezembro de 1999 ou Janeiro de 2000 e um ou dois meses depois. Portanto até Março de 2000."

A localização temporal destes dois crimes, abusos sexuais de crianças, é de 4 meses. Sabendo nós que:

Dezembro de 1999 teve 31 dias.

Janeiro de 2000 teve 31 dias.

Fevereiro de 2000 teve 29 dias.

Março de 2000 teve 31 dias.

Os crimes deram-se em dois dias, destes 122 dias.

Em matéria de defesa é praticamente impossível apresentar, por parte do arguido, álibis para todos esses dias.

Segundo crime:

"Um de abusos sexual de crianças com LD (=LN) em Elvas no último trimestre de 1999 a um sábado, antes do Natal."

Sabendo:

Outubro de 1999 teve 5 sábados.

Novembro 1999 teve 4 sábados.

Dezembro 1199 teve 3 sábados. (dia 25 foi um sábado, não conta porque o crime foi antes do Natal).

O crime teve lugar num deste 12 dias.

Cabe à acusação provar que o arguido esteve no local do crime, pelo menos, em um desses 12 dias.

Cabe à defesa demonstrar que o seu constituinte não poderia estar no local do crime em nenhum desses dias.

A tarefa da defesa para este crime está mais facilitada, é reduzido o número de dias para apresentar álibis sólidos para esses doze dias. No entanto o Acórdão condena o arguido deste crime situando-o no último trimestre de 1999, antes do Natal.

...

thorazine disse...

Acórdão, página 1610:

"Com efeito o Tribunal deu como provado que o LN nasceu em 26/09/86, os factos praticados pelo arguido Carlos Pereira Cruz ocorreram "num dia indeterminado do último trimestre do ano de 1999, antes do Natal" e traduziram-se em coito oral."

Assim, o Natal é dia 25 de Dezembro, excluindo as datas, (desde o dia 25 até ao dia 31 de Dezembro), ficamos:

Outubro de 1999 teve 31 dias

Novembro de 1999 teve 30 dias

Dezembro 1999 teve 31 dias, como foi antes do Natal apenas se contam 24 dias.

Segundo o Acórdão, agora, o crime deu-se num dia indeterminado destes 85 dias possíveis.

Como a defesa apenas conseguiu arranjar álibis para 12 dias, conforme a Pronúncia, faltam 73 dias para os quais a defesa não tem álibis. E não tem porque nunca lhe foram pedidos.

Esta alteração, por parte do tribunal, é grave, incompreensível e ilegal."


Ainda continua, no entanto mostra a importância de saber o dia exacto e o porquê de ser importante que tal fosse determinado.

Cê_Tê ;) disse...

(Thora,pensei que fosse mais experiente, vivido e astuto ;()

thorazine disse...

CT,
Quem? Eu?

thenewdo disse...

thorazine,

Eu, que sou uma pessoa comum que não entende nada de direito, tenho a convicção profunda de que aqueles jovens foram abusados. E não me parece relevante em que dia da semana isso aconteceu. Aliás, continuam a ser abusados todos os dias, porque as vítimas, frequentemente, sentem vergonha de falar dos abusos, já os abusadores não têm qualquer pejo de se mostrarem nos media.
Só, ainda, espero é que se faça Justiça. Para que outras vítimas não deixem de participar os abusos, por acharem que não vale a pena ou, o que é muito pior, que ainda serão mais penalizados.

thorazine disse...

the,

eu que também sou uma pessoa comum estou convicto que houve crime de abuso sexual, há bastante provas para isso, os abusadores é que poderão ou não ser aqueles. A questão é que há muitas falhas, provas não consistentes, relatórios feitos em cima do joelho, etc.. Não é preciso ser nenhum perito para conseguir ver que há brechas, basta analisar um pouco quais são as provas que sustentam a condenação e verificar que há muitas inconsistências. Por exemplo, nos videos das diligências verifica-se muitas sugestões por parte da juiza, muitas confusões por parte das vitimas, há inclusivé numa das diligências um rapaz que afirma convictamente que entraram por uma porta das trazeiras, que à altura esta fechada a cadeado - no entanto, no acordão verifica-se que essa porta só foi construida 2 anos após do crime. Há testemunhas que, apesar de terem sido dispensadas de processos paralelos por "falta de credibilidade" - pois foram apanhado a mentir em tribunal - foram admitidos no processo casa pia: como pode acontecer isto?

Eu percebo que a pressão para os miudos é muita, e que nem consigo imaginar os terrores que eles passaram e o terror que será reviver aquilo tudo! :( No entanto, isto não justifica que eu concorde e apoie um julgamento feito em cima do joelho, só para aliviar a pressão e dizer que "temos alguém lá dentro". Isso não é justiça judicial, isso é justiça popular.

E nunca se substime o poder do povo...o presumivél assassino de Martin Luther King teve preso 20 anos..e depois foi solto e dado com inocente. Enquanto isto, os animos acalmaram-se..mas o verdadeiro assassino andou a passear pela rua.. :S

thenewdo disse...

thorazine,

“…isto não justifica que eu concorde e apoie um julgamento feito em cima do joelho…”
Ao fim de oito anos, joelho já artrítico, não?....

thorazine disse...

the,
só porque demorou muito tempo então terá de ter sido feito com rigor?

Acho que é mais ao contrário: a frustração era tanta, a pressão social era tanta..que foram julgados com o que tinham nas mãos. Mesmo isso não sendo o suficiente..

Não podemos ter dois pesos e duas medidas. Se queremos uma boa justiça para nós, temos de exigir uma boa justiça para os outros..

thenewdo disse...

Thorazine,

Então ficamos assim de acordo em relação a isto: é preciso que se faça Justiça.

andorinha disse...

Metendo a colherada...The e Tho:)

Também eu tenho a plena convicção de que aqueles miúdos foram abusados. Se pelos que foram condenados, se por esses e por outros, não sei...
Se há brechas, e admito que possa haver, há os advogados de defesa para recorreram da decisão com esse ou outros fundamentos que eles melhor do que eu saberão.
Não é assim a justiça? De recurso em recurso até à vitória ou derrota final?:)
Então...está tudo a seguir os seus trâmites.
Agora reabrir o caso?
Começar tudo de novo?

bea disse...

Começar de novo…não será o caso, mas, e ainda que venham por aí dizer o que é a verdade e tal…concordo com o thora, o tempo não é sinónimo de justiça, até por não ser sintoma de tempo gasto com. E há lacunas a mais no processo e que o senhor tempo não ajudou a preencher, existem factos nebulosos. A ser como se diz, os crimes são por demais grandes e as condenações menores. Acredito nos abusos e noutras coisas em que as instituições para pobres são pródigas, até pelo carácter das vítimas. Mas a imparcialidade exigiria neste caso que se conhecesse profundamente a forma como cresciam os casapianos, a sua visão de mundo, a ausência de fronteiras que tantas vezes têm. Dirão: nada disso retira os actos. Pois não, nem sequer os diminui ou aumenta, se existiram da parte de quem se diz. Apurem-se factos indesmentíveis, já que a carga é demasiado pesada se os inocentes não forem só as crianças

Anfitrite disse...

Professor,
Por acaso passei por aqui(Youtube) e ao ouvir esta música me lembrei do programa "O Sexo dos Anjos" onde o senhor a utilizou. http://www.youtube.com/watch?v=JjF4kfIqLcs&feature=related

ainda se lembra do comentário que fez?

Já agora mais esta desta feia tão linda:
http://www.youtube.com/user/mariabaron1#p/a/f/0/FsG67OOUG8k

E porque não esta desta linda e infeliz Senhora?!
http://www.youtube.com/watch?v=fj1yQOj2OPw&feature=fvw

Quase vale a pena ter vivido só para ouvir e ver isto.

Anfitrite disse...

Eu fiscalizei, não no aspecto funcional, mas no financeiro, pelo menos dois Estabelecimentos, com centenas de utentes. Toda a gente sabia o que lá se passava. Eram mulheres que saíam para se prostituir e ganhar dinheiro para o alcoól. Eram homens que íam para os parques para ganhar dinheiro para a droga. Outros, pura e simplesmente, para pedir esmola e regressavam à casa para dormir. Mas todos ficavam a ver a caravana passar.
Num deles, um dia, quando um rato roeu a cara duma utente, que tinha falecido durante a noite, um membro da comissão de trabalhadores, telefonou e contou a um jornal. Resultado: O membro da CT levou um inquérito e apanhou um mês de suspensão. O enfermeiro que estava esssa noite de serviço, foi chamado ao CD e despedido sumariamente, da manhã para a tarde, porque não tinha vínculo laboral, só poque tinha deixado entrar os repórter, que tirou fotografias e publicou a notícia. Esse enfermeiro tinha vários filhos pequenos a cargo e não estava no quadro porque não tinha o curso completo. (E eu, pobre de mim, estava lá a inspecionar porque um dirigente tinha desviado dinheiro da reforma dos utentes, que ficava à guarda da Instituição). Entretando esse senhor aproveitou os anos de suspensão para acabar o curso de Direito e hoje é um senhor advogado, que começou logo a defender antigos colegas em causas que lhe interessavam.

Na Casa Pia também se formaram grandes homens que têm ocupado lugares de relevo. Os genes é que variam de pessoa para pessoa e normalmente são os que passaram diculdades que são alguém na vida.
Quem é que não via/vê os miúdos que estão a prostituir-se no parque Eduardo VII e no jardim dos Jerónimos?
Este caso da Casa Pia apareceu quando os políticos quiseram que ele aparecesse-época de Bagão Félix e Teresa Costa Macedo.(Não estou a negar que houve casos de abuso e continuam a haver, sempre houve e mais ainda nas pp ccasa).
Quase que jurava que o CC foi envolvido nisto por inveja e não só. Parece que não conhecem os covis de víboras que se escondem nos meios onde todos querem subir o mais rápido possível e ocupar determinados lugares. Alguém em perfeito juízo acredita que o CC foi um sábado a Évora para um miudo lhe fazer sexo oral?
Muito mais tinha para dizer, mas, a talho de foice, procurem saber o que de passou na academia de Direito, e porque é que o Dr. J. L. Saldanha Sanches nunca chegou a catedrático. A inveja era tanta, que até o Professor Martinez, um fascista e temível, mas honesto Professor votou a favor dele nas provas de doutoramento.

Ouviram ontem o programa "Condenados" na SIC notícias?

Boa tarde.

alvex disse...

Boa noite Professor.

Parabéns pelo novo 'look'; mesmo com tantos indefectíveis seguidores, nada como nos presentear com uma casa remodelada.

Ainda bem que o SLB perdeu (enfim, foi goleado, para não dizer humilhado). Ainda bem que perdeu, porque o SLB é um bluff!! É-o há muitos anos, tem sido um bluff nos últimos 20 anos pelo menos.

O futebol é um bluff!

É uma indústria que não dá emprego aos adolescentes jogadores das camadas jovens, que quando chegam aos 18 anos têm a carreira tapada pelos negócios das transferências e das comissões dos passes.

Comentar futebol na praça pública é ser conivente com esta fraude da indústria que o futebol é; com os milhões com que as autarquias se endividaram para o Euro.

Comentar futebol na praça pública sem denunciar que a indústria do futebol nem sequer serve o turismo nacional; apenas serve o embrutecimento das pessoas, porque o futebol e a televisão não são apenas uma opção ao lado do teatro, da música, da dança, da leitura.

O futebol e a televisão são a imposição de um padrão de estupidificação sobre a liberdade de inovação dos portugueses.

Eu adoro futebol; descer até ao Estádio Nacional e dar uns toques com meia dúzia de malta que se conhece ali e goza o fim de tarde, até o Sol se pôr!

thorazine disse...

alvex, 1 people like this *

:))

thorazine disse...

bea,
estamos em sintonia! Em demasia até para "conhecidos" vituais.. ;))