segunda-feira, dezembro 19, 2011

Estranho Portugal.

Antigamente emigrávamos a salto, a coberto da noite, o credo na boca, a prisão ao virar da esquina, a guerra e/ou a fome nas costas. Agora espera-se que emigremos a pedido caridoso do Poder...

92 comentários:

Interessada disse...

Permita-me que faça uma ligeira correcção: a mando e não a pedido.
E confesso que a minha primeira e imediata reacção foi rir à gargalhada. Por enquanto ainda o posso fazer; até quando?

Interessada disse...

Esclareço: primeira e imediata reacção ao post.

rainbow disse...

Como o post é novo, transcrevo o que deixei no andar de baixo:

Boa noite:)
Muito frrrio por aqui!

Manuel,

Esse poema do Fernando Pessoa é lindo.Obrigada.

Pedro,

Cheguei a cantar essa canção dos Beatles nos bares de Albufeira, onde os ingleses, depois duns copos, passavam da "muito british" fleuma, à histeria:) (pus o smile, mas não tinha graça nenhuma).

Bea,
Eu sei coser, com dedal:)

Interessada,
Claro que Nietzsche ficou na História.
Depois de ter lido o "Assim falou Zaratustra" na adolescência, tive que o estudar na minha breve passagem pelo curso de Filosofia.Ele era um génio louco.
Mas no séc. XX ficou conhecido também pela colagem que a Alemanha
fez da sua teoria do Super Homem à ideologia nazi.
É da sua autoria a célebre frase: "Só poderia acreditar num Deus que soubesse dançar".
E obrigada pelos votos expressos.

E agora uma "muito tuga" para animar:

http://www.youtube.com/watch?v=r9NHoQbcRHQ

rainbow disse...

Como filha de emigrantes, comigo a reboque para a África do Sul em pleno apartheid com apenas quatro anos, e depois de ter visto as conquistas de Abril, fico estupefacta com estes "pedidos caridosos" do Poder.

Manuel disse...

The Times They Are A-Changin.
Já não há fronteiras.
Já não há PIDE.
Já não temos guerra.
Mantém-se a fome, razão primeira... e perene da emigração.

Cê_Tê ;) disse...

Boa noite.
A propósito do assunto do post...
Não conheço a fundo as condições que esperam os professores que vão para o estrangeiro. Mas conheço alguns que partilham alunos comigo. Partilham os meus alunos e alguns de mais outra escola nas antípodas. E conheço outros que não têm alunos para partilhar. E conheço outros que se arrastam e perdem a dignidade, o respeito e a sanidade, noutras escolas que não a minha, à espera de uma reforma nas mãos de delinquentes e marginais que convém às escolas passar e certificar.
Por estes motivos não vejo só o lado negro que aponta Passos Coelho.
Eu sei que tenho uma forma não consensual de ver a escolaridade. Mas para mim muitos dos jovens que estão nas escolas deveriam estar há muito a trabalhar. Tenho MUITA pena de muitos pais- sinceramente.
A grau de escolaridade é uma treta se não qualificar de facto e a formação essa não dispensa os pais que cada vez estão mais ausentes para os sustentar.
Cada vez mais segura e lúcida sobre este aspecto.

Cê_Tê ;) disse...

E a respeito dos professores os desafios não são diferentes dos que se colocam há muito a outros profissionais. É (muito)triste mas é uma verdade crua que já não há pano para a cobrir. É MAIS DO QUE TEMPO de fazer diagnósticos realistas.
Já agora... por o assunto envolver obviamente os custos que os professores acarretam... alguém ouvir alguma vez falar em transferir para a instituição Igreja o pagamento dos salários dos professores de Educação Moral Religiosa Católica? Ao invés de se dispensarem professores de artes por exemplo? Muito curioso não é???????? O conluio nos bastidores do poder envergonhariam Cristo!

Cê_Tê ;) disse...

"É (muito)triste mas é uma verdade crua que já não há pano para a ENcobrir."

andorinha disse...

Mas isto ainda é um país???
Eu bem tento não ouvir, mas essa ouvi.
E já nem pasmo...:(

Fora-de-Lei disse...

Desta vez, o convite para a debandada foi feito aos professores mas já aqui há umas semanas atrás um qualquer secretário de estado tinha alargado esse convite à população jovem, em geral.

Chamem-me nacionalista reaccionário, chamem-me o que quiserem, mas para mim as recentes palavras do "africano de Massamá" são um mero fait diver. Na verdade, a jogada da nojenta elite globalizante é cada vez mais descarada: encher os países de estrangeiros, convidando-os a entrar (imigrantes) ou levando-os a sair (emigrantes), para assim se descaracterizarem os povos e, sobretudo, enfraquecer o poder reinvidicativo dos "nativos" e - consequentemente - a sua qualidade de vida.

Mais do que quaisquer outros, os actuais governantes estão a transformar Portugal num país mais merdoso que nunca. Realmente, é caso para dizer que the thrill is gone...


rainbow 11:04 PM

"Como filha de emigrantes, comigo a reboque para a África do Sul..."

Permita-me a curiosidade: em que zona vivia ? Joburg ? Pretoria ? Cape Town ? Durban ? Etc...?

rainbow disse...

Bom dia,

FDL,

Vivia numa cidade perto de Johannesburg, num contexto priveligiado, mas os motivos que nos levaram lá... o meu pai era um lutador. Além disso, tinha uma grande consciência do apartheid. Mas isso é passado.

rainbow disse...

FDL,

E porque a sua pergunta me fez ficar com um nó na garganta, quero dizer-lhe que o meu pai toda a vida foi um lutador, e morreu perto do Natal. Felizmente ainda viu o 25 de Abril,com muita alegria, e felizmente(?) já não está cá para ver estas atrocidades.

Um bom dia para si

Manuel disse...

Bom Natal e um 2012 mais suportável do que se espera.

Deliciem-se com este «postal» natalício e a genuinidade popular

http://youtu.be/sGDO99gmb1Q

bea disse...

Ofende-nos a todos que os políticos mandem emigrar.É o cúmulo da desfaçatez, pouco racional e economicamente estúpido qualificar pessoas para as oferecer de mão beijada ao estrangeiro. É pouco caridoso e contra natura pedir ou mandar que se emigre;como sabemos, mesmo sem ter emigrado ou sobretudo por não, é difícil a adaptação a um país estrangeiro; as árvores morrem com frequência se as mudam de lugar, mas, com pessoas nada acontece, são adaptáveis, aguentam tudo, à custa de quê não interessa...bacôco otimismo da nossa governação que assim se demite de um dos seus papeis fundamentais. Políticos contra a finalidade da política. Sim senhor!

Mandar embora o futuro ofende a saúde mental de qualquer cidadão e vai contra a educação cívica que tanto se apregoa.

E mais haveria a dizer se o lamentável da questão denunciasse apenas fome de conversa.

A quem colocar as orelhas de burro? ham?...

Apesar de tudo: BOM DIA!!!

E eu que tinha pensado, vou entrar numa de paz e amor, adiar o mau tempo, um véu de poucos dias sobre a crise e já está. Imaginar que um deus nasce a sério. E oiço na rádio esta coisa que me gela no coração de ser portuguesa.

bea disse...

Cêtê

são as dioceses quem paga aos profs de Moral :) e pagam menos; mediante o número de alunos.

E, desculpa, não concordo com a história de um governo pedir para que emigre a sua mão de obra qualificada, não interessa se são ou não professores. Por várias razões além das que apontei e nem tenho agora tempo para expôr.

Concordo que os pais têm que se envolver mais no processo das aprendizagens. E, curiosamente, nem suponho que seja indo muito à escola. Há que existir pela escola e professores um respeito que se perdeu. Podes chamar-lhe valores (toda a gente gosta de falar da falta de valores), os professores são colaboradores na educação. Não podem ser os únicos responsáveis por ela. Até porque existem princípios que não lhes cabem a eles. Há uma idade de eficácia para tudo. A idade e o tempo dos pais não pode ser substituído senão por alguém que os represente ou fica um buraco no lugar.
No presente os professores são em grande parte os herdeiros do buraco:) A vários níveis.

E continuas tendo razão quando dizes que os cursos profissionais que as escolas oferecem nem sempre qualificam de facto. Julgo que as ordens sejam para que a prata da casa faça o serviço todo se possível :)

Té logo, fiquem bem.

Interessada disse...

Bea

“Mandar embora o futuro ofende a saúde mental de qualquer cidadão e vai contra a educação cívica que tanto se apregoa.”
Está um pouco desfazada no tempo. Não sabe que vai desaparecer a disciplina de educação cívica? Em resumo:RISCOU!
Na realidade, segundo tentei apurar, parece que a disciplina não teria programa e não fazia sentido algum porque, no meu entender, genericamente (existem ainda os interessados) os professores não estavam para isso. Coitados, também não tiveram educação cívica.

FDL
Concordo com a sua teoria do fenómeno de aculturação, porque ela rasga os laços que nos uniam. Mas por outro lado, ganham-se outros, universais.
Nem tudo é mau.

Interessada disse...

”STAY HUNGRY, STAY FOOLISH”
[ Steve Jobs ]

Rever 2011 . Nós não somos notícia :)

E Para desanuviar das más notícias que caem em catadupa

bea disse...

Interessada

a educação cívica a que me referi não é uma disciplina,terei dado azo à confusão, sorry. Falava tão somente do mínimo de educação e serviços que devemos aos outros e teríamos de aprender/ensinar em todo o lugar, mas sobretudo em casa com complemento em escolas e afins. Não me caem os parentes na lama se se extingue como disciplina, caem-me se se cria num ano e se descria no seguinte; se não tem programa e ninguém sabe bem o que fazer com ela, se tem natureza qualitativa quando o rigor do nosso senhor ministro pede quantidades a todo o vapor. E outras coisas que nem vale a pena falar até por não serem do meu pelouro e ir asneirar.

bea disse...

Interessada

Voltei.

"os professores não estavam para isso. Coitados, também não tiveram educação cívica."

Suponho que na classe dos professores existam os maus, os médios e os bons. Como em todas as coisas que pertencem ao homem. Mas, também como em todas as profissões, não suponho que os maus sejam o maior número. E quase tenho a certeza que o seu "não estavam para isso" é erro. Em nenhum país de juízo se trabalha chamando autonomia a leccionar uma disciplina que, como reconhece, não tem conteúdos. A singularidade serve para interações pessoais, pode até torná-las um extraordinário; mas em nada contribui para mudar as atitudes num país. Somo singulares onde universais e o inverso tb é verdade.
Tem razão num ponto: aos professores nem sequer é dado reproduzir o seu modelo (o que tb estaria errado, não são papagaios), eles não tiveram edicação cívica :) mais difícil será a tarefa. Digo eu que sou apátrida.

Rain

ai é? Usas dedal quando coses? bolas, acho que vou para a costura nas férias. Não és mais que eu. Aposto que tb consigo.

andorinha disse...

FDL(12.30)

Acho essa visão um pouco exagerada e irrealista.
Acho ótimo as pessoas poderem circular e fixarem-se onde quiserem por sua livre e espontânea vontade. Já não estamos orgulhosamente sós...
Passaremos a estar orgulhosamente acompanhados?:)))
Não é uma boa perspetiva...


Bea,


"Há que existir pela escola e professores um respeito que se perdeu."

Tu é que devias estar no governo, miúda:)
Andamos a dizer isso há tanto tempo e ninguém nos liga...

"Há uma idade de eficácia para tudo. A idade e o tempo dos pais não pode ser substituído senão por alguém que os represente ou fica um buraco no lugar.
No presente os professores são em grande parte os herdeiros do buraco:)"


É tão verdade o que dizes! Mas por que será que isto que nos parece tão óbvio, não entra nas cabeças de quem nos (des)governa?

Li algures, que a partir do próximo ano letivo, os pais vão passar a ser responsabilizados se os filhos faltarem sistematicamente às aulas, se tiverem comportamentos incorretos, enfim, se não souberem respeitar o espaço e as pessoas onde se movem.
Aplaudo a ideia! Já ouvi designá-la por fundamentalismo, um regresso ao passado...pouco me importa.
Continuo a pensar pela minha cabeça e penso que esse é um bom princípio.
Talvez assim alguns pais possam assim eles também ter uma formação cívica.

lobices disse...

...ABREIJOS...

...FELIZ NATALLLLLLLLLLLLLLLL

Interessada disse...

Bea

Já vi que o seu passatempo favorito é escrever letras, e por vezes dizer coisas sem nexo. Por isso acho que não vale a pena tentar esclarecer seja o que for consigo. E depois diz e desdiz, quando não desdiz para em seguida dizer.
Pois se precisa deste recreio, porque não usá-lo?
Divirta-se :D

Cê_Tê ;) disse...

Bea,

Booolas se o que dizes é verdade- de serem as dioceses a pagar os professores de EMRC eu disse uma grande blasfémia caramba!!! E pior do que isso foi pensar de forma errada - literalmente fermentar essa convicção- messssessss!
;(

Andorinha tens o burriquito amarrado? ;P
Beeeeeeeeemmmmm

andorinha disse...

Lobices,

Feliz Natal para ti também.
Saudades....


Cêtê,

Não entendi nada, miga:)
Já sabes que comigo tens que usar uma linguagem muito direta ou então eu fico a ver navios...
Burriquito amarrado?????????????
Não faço a mímina...:)))))))))

Fora-de-Lei disse...

rainbow 8:30 AM

"FDL, vivia numa cidade perto de Johannesburg, num contexto priveligiado, mas os motivos que nos levaram lá... o meu pai era um lutador. Além disso, tinha uma grande consciência do apartheid. Mas isso é passado."

Eu perguntei-lhe isto por mera curiosidade só porque a África do Sul é um país que eu conheci relativamente bem ainda nos tempos do apartheid. Quanto aos aspectos políticos a isso associados, poderei até dizer que certas peculiaridades desse país levaram-me a consolidar muitas das coisas em que sempre acreditei.


andorinha 4:00 PM

"FDL, acho essa visão um pouco exagerada e irrealista. Acho ótimo as pessoas poderem circular e fixarem-se onde quiserem por sua livre e espontânea vontade."

Fixarem-se para passarem as suas reformas ao sol ou para trabalharem ? É que eu não conheço ninguém que, por sua livre vontade, tenha ido trabalhar para um país que não o seu...

Princesa Isabel disse...

Nem me fale de tal heresia Professor!
Sinto-me envergonhada de ter um Primeiro Ministro assim (juro pelos Deuses do Olimpo que não o pus no poleiro!!!) e que, ainda por cima, é defendido (tipo menino mimado) por uma pessoa como o Professo Marcelo que admiro e nos vem para ali dizer na TV (e já não é a primeira vez que defende as parvoíces que ele diz, como se esta figura de Estado não soubesse o que diz ou, tenha dificuldades em se expressar...) que não era bem isso o "que ele" queria dizer...
Tenha dó Professor Marcelo! Os Portugueses não são uma cambada de "tótós"!!!
Simplesmente, não dá para acreditar que a nossa saída mais simples e apelativa é a emigração!!! E tal blasfémia dita pelo Primeiro Ministro, de qualquer País, é PECADO MORTAL!
Poupem-me!!!!!

Abraço Professor e Boas Festas!

bea disse...

BOM DIA!!!
então hoje está nebuloso? e vamos esperar por D. Sebastião ou quê? Quê.

Interessada

Está destapadinha? acordou com frio? Não valem brigas por coisa nenhuma; discuto se há assunto.
Bom Natal!!! biépi and friendly

Andorinha

não, a minha queda não é governar :) tenho até dificuldades de ordem vária no setor. Digamos que não partilho totalmente da ingénua opinião de Rousseau, e há leis e normas muito inspiradas nessa tal bondade natural do homem. O natural, parece-me, é trazermos potencialidades para umas coisas ou outras, numa panóplia de diversificação que Rousseau não quis ver e que a sociedade intensifica (ou não) de acordo com o que é e oferece, sendo que a mistura individual é, felizmente, imprevisível e única. Talvez se tenham adensado ou transmutado os problemas de personalidade coletiva e individual dos portugueses, não sei. Deve existir quem estude estes aspetos sobre os quais atiro uns bitaites :) A escola é apenas um microcosmos que reflete o macro social. Pedir-lhe que o ultrapasse parece-me utopia. Mas talvez se tenha de começar por algum lado. E talvez o melhor da realidade nasça utópico :). Né?
fica bem, Andorinha. Não te esqueças de voar e como se voa, ok? Mesmo no frio.

bea disse...

Cê_Tê

tanta coisa que todos não sabemos! a sua é de menos, um pormenor.Mas deve confirmar com alguém, não sou uma fonte fidedigna a 100% :)
Bom Natal!!!

Andorinha

leste que "responsabilizar os pais..." e tal? a questão é: Como?
1º dar-lhes conhecimento por escrito? ah, ah, ah...isso já se faz desde quando?...
2º Chamá-los à escola?
e vêm? têm dispensa no trabalho para? se pertencem ao numero que nem considera a escola importante, o que se faz? ou seja, que acontece se não comparecem?

E bastará dar-lhes a saber?
é que parecendo novo, vai ser tudo muito igual ao que já existe. Se não for, há de haver quem tente assemelhar. Porque a mudança custa. E, como sabes, as atitudes são difíceis de mudar.

Vamos esperar para ver a tal lei na sua aplicação prática e depois falamos, ok? Oxalá me engane.

Fiquem bem

rainbow disse...

Agora é a minha vez de desejar um Bom Natal (todos os dias)para todos. E sobretudo agradecer a amizade, mesmo que virtual. Porque vocês são de carne e osso e alma, e estão aí. Existem, e estou grata por isso.

Um abraço:)


FDL,

Vivi na África do Sul apenas dois anos, mas ficou tudo na memória. Só que são recordações de infância. Só mais tarde percebi muita coisa que tinha presenciado.

Interessada disse...

Bea

Diz muito bem: discute-se quando há assunto.

Fora-de-Lei disse...

rainbow 1:15 PM

"FDL, vivi na África do Sul apenas dois anos, mas ficou tudo na memória. Só que são recordações de infância. Só mais tarde percebi muita coisa que tinha presenciado."

Também não estive lá por muito tempo. Só que já tinha uma idade mais do que suficiente para perceber muito bem tudo o que se passava à minha volta...

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Interessada disse...

Não estarão comprados por Passos Coelho?

Fora-de-Lei disse...

FELIZ NATAL PARA TODOS !!!

Interessada disse...

FDL

Enganou-se, pois já estamos em vésperas de 2012.
Regresse depressa e com um sorriso nos lábios, mas com a irreverência habitual.

bea disse...

Psssst, pssst,
leiam a notícia da Interessada sobre consequências de alimentação moderada.
ATENÇÂO que o estudo foi feito nos ratinhos!...ou seja, não se sabe se adianta alguma coisa para nóis.

Pronto, está bem, há gordos com muito boa memória e magros com péssima, e normais desmemoriados de nascença. E agora? agora nada. Temos que nos aguentar como somos.

Rain
és uma querida para nós, thank's. Mesmo.
Posso dizer como a andorinha?acho que também era capaz de escrever isso :)Pronto, subscrevo. Só.

Interessada
O Fora sabe o que faz :)

Fora de Lei
assim é que é. Com alma.

Portem-se.

... disse...

Meus senhores,

Nem todos emigram, há uns que fogem e bem "armados" independentemente da pátria e para lutarem pela própria vida:

http://youtu.be/f8O-Mpzxwmc

Mas nem tudo são más noticias. Apartir de hoje os "dias" começam a crescer.

Mais uma vez um bom fim de ano e bons anos que aí vêm ou meses. Pelo menos até ao verão porque disso ninguém foge e começam outra vez os "dias" a decrescer.

Pedro

... disse...

Como dizia o sousa tavares: o povo é sereno". Entre emigrar, imigrar ou permanecer. Nem Deus nos valhe a tal decisão:

http://www.europapress.es/internacional/noticia-grecia-pasado-tasa-mas-baja-mas-alta-suicidios-tres-anos-20111220140409.html

Keep Cool.

FDL,

Há quem emigre por paixão eu fui um desses casos.

Tinha mais algo para dizer. Deixo um bom fim de tarde para todos.

... disse...

Para quê contornar obstáculos se há profissionais a multiplicá-los:

http://www.mtv.com/videos/misc/720974/battle-of-the-exes-trailer.jhtml#id=1676274

... disse...

Bom! A História repete-se todos os dias:

http://youtu.be/fd02pGJx0s0

...

andorinha disse...

FDL(1.03)

Eu conheço. Alguns amigos e outros amigos de amigos meus. E estão bem e consideram ter feito a melhor opção.
E se o mundo é uma aldeia global, porque não?
Eu própria tenho pena de não ter uns anitos a menos para poder fazer o mesmo. Considero que uma tal experiência traz consigo um enriquecimento cultural a vários níveis.

E olha o que diz o Pedro, que confirma o que eu digo. E não combinámos:)


Bea,

Pois...se calhar tens razão.
Fica tudo no papel sem quaisquer efeitos práticos.

Voar? Podia-me lá esquecer!
Vêm aí dias de sopas, descanso e galderice pura:)

Rainbow,

Também estou grata por existires e por estares aqui todos os dias connosco. E por te sentir tão próxima...

Fiquem bem.

Interessada disse...

Um bom exemplo de criatividade inteligente

rainbow disse...

Boa noite,

FDL,

Obrigada pelo excelente vídeo dos Soweto Gospel Choir.
A África do Sul é passado (para mim e creio que para o FDL), e o futuro é preocupante, but let's live the present:

http://www.youtube.com/watch?v=XVSmT4nNEkQ

Bea,

:)

Andorinha,

"E por te sentir tão próxima..."

Faço minhas as tuas palavras:)

Pedro,

Sempre adorei ouvir a Norah Jones, e adoro o "Sunrise".Porque todos os dias é um novo dia.

rainbow disse...

Acho esta canção lindíssima, por isso aqui fica:

http://www.youtube.com/watch?v=ocvA90fwmNY

Bons sonhos

Manuel Luis disse...

Podemos voltar para Angola, deixamos la as nossas coisas todas.
Quem quiser ficar cá, ponha o dedo no ar. Os imigrantes para onde vão?
Boas festas

... disse...

Para quem é adepto da criatividade, pura e simples que a inteligência caminha de saltos altos:(

http://youtu.be/DBjka_zQBdQ

Impio Blasfemo disse...

http://economia.publico.pt/Noticia/governo-vai-propor-eliminacao-dos-tres-dias-de-ferias-suplementares-1526016

Olá. Isto está animado com a proposta do nosso 1º Ministro, este nosso novo timoneiro, vamos precisar de mais submarinos, Paulo Portas, estás perdoado mas já agora vê se os compras sem “sobretaxas” é um pedido mas olhem que o Passos Coelho deve ter ouvido o Futre e pensou assim Se podem vir resmas de chineses em charters para ver o Chinês do Sporting, também podem ir portugueses (professores e o que mais for preciso) para a China ver, o que for preciso, que isso não interessa pois quando lá chegarem logo se vê e depois também não têm dinheiro para voltar e portanto não faz mal e a China é muito longe e se se puserem para lá a gritar também não se houve cá e sempre são uns tantos que já não pesam na reforma, nem na segurança social nem em mais nada e também já não vão às manifestações em frente ao Parlamento rebentar com as escada e incomodar os polícias coitados que depois até ficam mal tratados com dores de cabeça e coisas assim e lá vai ele, o Passos, ter que ir à televisão, dizer que compreende a crise , mais o direito às manifestações mas que temos a Troika e que temos que nos mostrar obedientes e cumpridores porque os mercados assim é que gostam mais a Merkhel e o Sarkozy e a Cristine Lagarde e a Comunidade com o Durão Barroso que diz que há uns maus exemplos que têm de acabar por cá e que ele já fez a lista mas que não diz quem são pois pode esquecer-se de alguns e esses podem ficar ofendidos pois sempre gostaram de estar em listas importantes e o Durão esquecer-se deles é falta de boa educação e coisas assim e que o nosso ministro da economia nos vai por a todos a pintar paredes com duas mãos ao mesmo tempo e duas brochas e que nos vai também enfiar uma vassoura pelo rabo acima para abanarmos o rabo e irmos varrendo o chão ao mesmo tempo mas que isto parece ser inconstitucional pois a Constituição não permite ainda que se andem a enfiar vassouras pelos rabos dos cidadãos por enquanto mas que o governo já está a pensar em mudar a Constituição porque temos todos que ganhar a batalha da produção assim como a da produtividade e o meu tio já diz que vai pedir a reforma porque sofre de hemorróidas e não aguenta esta nova ideia do ministro da economia.

Saravá

Margaridinha
(sobrinha do Ímpio)

Cê_Tê ;) disse...

Interessada, muito bom. E também vou gostando dos links que o Pedro publicita relativos a criatividade e fotografia. Ás vezes parto daqui para os links e não regresso para dar o merecido feedbacks. ;)
txau

Anfitrite disse...

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2361464679538&set=a.1290581668132.2039986.1337943406&type=1&theater

Anfitrite disse...

http://salvoconduto.blogs.sapo.pt/

Anfitrite disse...

http://jumento.blogspot.com/

bea disse...

Bom Dia. A crescer. Pouco. Tenho que ver uns links eu sei, mas vocês desculpem que tenho de ir porque umas prendas e assim; e li tudo de través mas ficaram-me as sopas da Andorinha e a conversa da Margaridinha do Ímpio que está um must.

Fiquem bem, portem-se mal antes de chegar o Menino Jesus, que é feio começarem logo a dar maus exemplos à criança e o senhor professor não ia gostar de certeza. Juízo, ham…

E o que querem de prenda, vá...é agora ou nunca...
.........................................................................................................Passou o prazo! :))

bea disse...

.....acabou o prazo!:))

AQUILES disse...

Um primeirro ministro, que disse o que disse, atirou a toalha ao tapete. Deu o jogo por terminado e perdido.

Manuel disse...

Não há limites para a defaçatez... e para a MENTIRA.

Pior do que o défice das contas públicas é o défice de verdade, hombridade, carácter.

Vejam o vídeo até ao fim, nem que para isso seja preciso tomar um, Alka Seltzer.

http://youtu.be/gNu5BBAdQec

... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Impio Blasfemo disse...

Quem não está bem
Muda-se para o Além

Quem disto gosta
Não arreie bosta

Mas se disto se desprende
Geralmente não se arrepende

Quem disto a ir embora forçado é
Faz as malas e já consegue não sair a pé

Mas os que para fora só vão
Geralmente seguem de avião

E quem anda sempre a ir e voltar
É possível que o País ande a esfolar

Porque a indecisão na partida
Só serve para atrasar a saída

Já que viver em Portugal
Se tornou quase um equilíbrio fatal

Contudo, para uns bem aventurados
Há sempre uns furtos mal cobrados

E para os que no tacho do poder
A colher metem ao fundo
Há sempre um povo para F....
E mais um que é pagante e vagabundo


Saravá
Ímpio

... disse...

Impio, secalhar não fui suficientemente rápido a apagar o comentário. Mas todos sabemos que Portugal sempre foi um bom local para lamechices e boas vigariçes. Só me lamento que alguns nem forças tem para sair de tão chupados que já foram.
Já que o trio Deus; Pátria e Familia está completo com a descoberta das particulas de Deus. Só nos resta motivar a malta que ainda pode a meter-se a milhas ou qualquer dia vêm-nos cá buscar.

Abraço
Pedro

Impio Blasfemo disse...

Pedro

A partir, partamos incógnitos, não vá as Finanças darem-nos como penhorados ao FMI.

Abraços
Ímpio

... disse...

E os que ficam sempre têm mais mesas onde se sentar mais campos para cultivar e mais ciclovias para passear. A mim falta-me acabar um contrato. Depois não sei se fico se vou. Porque quem muda não é por decreto ou falinhas manças. Quem muda é quem precisa.

Impio Blasfemo disse...

Pedro

Falando muito a sério estou de acordo. Tenho o mesmo problema com o meu filho cujo contrato de investigação acaba em Março de 2012 e apenas há perspectivas de a FCT abrir novos programas mas nada está garantido. Um investigador ligado à Universidade que não tenha vínculo definitivo está sempre no sufoco da corda bamba. Ora o meu filho tem já 37 anos e esta é uma idade que é charneira para qualquer profissão incluindo a de investigador. Doutorou-se com Muito Bom por unanimidade. Está a equacionar fazer as malas e ir até ao Brasil.
Andámos todos a pagar o doutoramento dele, e agora é o Brasil que aproveita o resultado. Será esta a via do nosso progresso?


Saravá
Ímpio

... disse...

Impio,

Talvez, sejamos uma espécie de estufa. Semeia-se trêz sementes para uma vingar. Mas para crescer tem mesmo que passar para uma estufa maior. Quem fica, passa a ter esse papel, o de abrir o buraco e atirar trêz sementes. Uma há-de vingar.
Na guerra colonial muitos preferiam ver os filhos partir para o ultra mar a nunca mais voltar a vê-los. Hoje o dilema mantêm-se mas entre viver com alguma dignidade ou estar desempregado ou num país onde não cabe mais um.

No meu caso pessoal. Omeu trabalho é muito melhor visto fora de Portugal doque cá dentro e isso dá muita força para quem vai e para quem fica. Se fôr para ficar o trabalho também vinga mas não cresce tanto, talvez dê frutos mais doces e com paciência ainda dê para exportar. Mas em alguns casos Portugal não tem dimensão para desenvolver determinadas ambições. Acaba sempre por ser uma escolha muito solitária e o lado incógnito uma fatalidade até quem nos recebe começar a ganhar confiança. Mas se vingou cá dentro mais fácil será criar raizes lá fora. E pode ser que venha mais tarde ocupar um lugar na governação:) (as fronteiras são convenções)

... disse...

Impio,

Um exemplo de que grandes projectos não vingam em paises pequenos, são os descobrimentos. Começou em Portugal mas foram outros paises que se desenvolveram com isso. Portugal continua na mesma. E no fundo somos todos emigrantes. Somos relativamente recentes neste planeta.
Olha! Já que a janela está aberta, vou ver como está o Medrunheiro...

bea disse...

ìmpio
parabéns, estás com a verve toda. Tens razão, mas há casos tão mais graves que o do teu e outros filhos. E esses, Ímpio, não vão poder emigrar, ou, se o fizerem, é quase da mesma forma que dantes. E isto desanima e entristece. Vou pensar noutra coisa. Por ser Natal.

Rain e Pedro
obrigada pela Mafalda e pelo quadradito.

Impio Blasfemo disse...

Pedro

Cuidado com as bagas do Medronheiro; uma verdadeira tentação.
Pois no meu caso ganhei um nora brasileira e uns compadres de Santa Catarina. Lá farei 11 horas de avião quando me der as saudades, ou farão eles (filho e nora) se decidirem regressar à Terra do Samba e por lá ficarem e de vez em quando quiserem vir tomar um bocado deste cheirinho a alecrim como diz o Chico Buarque.
A mim custa-me vê-los partir pois é o meu único filho e gosto muito da minha nora brasuca, mas se for para o bem deles, pois que seja...

Um abraço
Ímpio

Impio Blasfemo disse...

BEA

Há casos terríveis. Ainda no outro dia um aluno meu veio ter comigo e me referiu que estava com dificuldades na minha disciplina pois tinha de olhar muito para o computador e isso fazia-lhe muitas dores de cabeça. Disse-me que o máximo que conseguia era estar a olhar para o ecrã cerca de 30 a 45 minutos seguidos e que depois tinha de descansar. Perguntei-lhe qual a razão e ele respondeu-me que tinha a ver com a vista dele e que precisava de umas lentes especiais mas que ambos os pais estavam desempregados e agora não havia dinheiro para óculos especiais.

Tive vários alunos que desistiram de estudar porque ambos os pais caíram no desemprego e eles foram trabalhar para ajudar a família.

Até há muito poucos anos atrás o instituto onde lecciono tinha o orgulho de não produzir licenciados para o desemprego, hoje já perdeu esse orgulho!

Saravá
Ímpio

Bom Natal e não pensemos em coisas tristes

... disse...

Tens razão, Impio,

A pobreza extrema angustia mas a riqueza extrema também.

Impio Blasfemo disse...

Pedro

Tens razão; este País está a tornar-se um bom campeão de desigualdades sociais!

Igualdade entre os ricos e igualdade entre os pobres e no meio uma classe média que rapidamente se extingue.
E quando o normal seria elevarmos mais gente da classe pobre para a classe média, verificamos que o caminho que está a ser levado é levar mais gente da classe média para a classe pobre.

O que não espanta pois é-nos dito que temos que empobrecer se queremos ser competitivos e relançar a economia. E assim o alerta do nosso 1º Ministro é totalmente coerente, pois o que nos está a dizer é simples:- SE QUERES VIVER EMIGRA POIS CÁ É PARA NÃO VIVER.

Um pouco como aquele velho refrão do Caetano Veloso:
NAVEGAR É PRECISO
VIVER NÃO É PRECISO!

Saravá
Ímpio

rainbow disse...

http://www.youtube.com/watch?v=wb4RauhteFA&feature=related

andorinha disse...

Pedro e Impio,

Gostei de vos ouvir conversar.
Alinho na mesma onda.


"E pode ser que venha mais tarde ocupar um lugar na governação"

Isso não, Pedro:)
Não poderias ser a pessoa que és...

Caidê disse...

Emigrar até que emigrávamos - e porque não? Por mim, faria um Natal em cada país. Mudaria de profissão ano após ano, se fosse preciso. E como cada profissão requer uma socialização e tem uma dada cultura, no fim acho que teria uma vida até muito mais emocionante. E depois não me sentiria presa a uma terra por não ter mais que uma raiz e só aquela raiz. E depois aprenderia que cada terra com seu uso, porque cada roca com seu fuso. Seria passageira da vida, mas a cada passagem sabia que na forja outra viria. Pois o que de mais terrível tem ter a profissão que tenho, o quotidiano que posso, o salário que me dão e me tiram é este ficar preso ao lugar e não poder navegar. Logo que a cada chegada eu sentisse que a opção eu a tomara, pois tomara poder fazê-la acontecer tão só pela vontade de viver a ser. No entanto, não me parece que é deste partir que fala Passos. Coelho propõe que fujamos da fome, da des-esperança, do des-emprego. E porque não foge também ele, se crê que pode ser maior e mais feliz emigrando? Não me parece correto mandar embora os que estão a dar problemas. E esta mania de só serem visíveis os que dão problemas é vulgar e politicamente correta, mas é claro tudo depende da política que se faz.
Ora, senhor Ministro, pague-me lá a reforma por 34 anos de trabalho e contribuições que eu até considero aceitar a sua sugestão. Quando lá chegar escrevo.

... disse...

"Estranho Portugal"

Primeiro estranha-se, depois entranha-se.

21% da EDP foi comprada por uma empresa publica chinesa. Socrates quando ainda governava ainda chegou a ir a essas bandas pedir cooperação para evitar a entrada do FMI. A União Europeia não eceitou a ajuda chinesa para o combate á crise económica. Hoje a EDP é 3ª em energias renováveis que também interessa aos chineses. Abre-se assim uma porta para a china entrar ou cooperar com a União Europeia.
China e Estados Unidos cooperam na situação da Coreia do Norte.
O Ocidente continua com o saber, o Oriente com a capacidade de produzir.
E agora fica um dilema entre um país que "plantou" bases militares por todo o mundo e um outro que nos desafiou a comer com pauzinhos.

Ora bem! Fica tudo na mesma! Com uma excepcção e referindo-me ao post: a emigração que antes era só para quem menos tinha, agora abranje todos os portugueses. Resta-nos vibrar com os Jogos Olimpicos e o Mundial de Futebol e a mistura dos povos.

É complicado também para os politicos que para emigrarem têm que deixar de exercer e são obrigados a mudar de profissão.

Que natal mais triste oque vale são os mais novos que ainda vão encontrando algum sentido e alegria com os efeites da época.

O Natal é sempre que o homem quer, esteja onde estiver.

Boa noite para todos.

Rain, vou abrir o teu link:)

Impio Blasfemo disse...

Navegar é preciso, viver não é preciso (Fernando Pessoa)

Navegadores antigos tinham uma frase gloriosa:
"Navegar é preciso; viver não é preciso".

"Quero para mim o espírito [d]esta frase,
transformada a forma para a casar como eu sou:

Viver não é necessário; o que é necessário é criar.
Não conto gozar a minha vida; nem em gozá-la penso.
Só quero torná-la grande,
ainda que para isso tenha de ser o meu corpo e a (minha alma) a lenha desse fogo.

Só quero torná-la de toda a humanidade;
ainda que para isso tenha de a perder como minha.
Cada vez mais assim penso.

Cada vez mais ponho da essência anímica do meu sangue
o propósito impessoal de engrandecer a pátria e contribuir
para a evolução da humanidade.

É a forma que em mim tomou o misticismo da nossa Raça." (Fernando Pessoa)

Canção do Caetano Veloso - Navegar é preciso

http://www.youtube.com/watch?v=iqb6rNUwvtg


Os Argonautas

O barco, meu coração não agüenta
Tanta tormenta, alegria
Meu coração não contenta
O dia, o marco, meu coração
O porto, não

Navegar é preciso (2x)
Viver não é preciso

O barco, noite no céu tão bonito
Sorriso solto, perdido
Horizonte, madrugada
O riso, o arco da madrugada
O porto, nada

Navegar é preciso (2x)
Viver não é preciso

O barco, o automóvel brilhante
O trilho solto, o barulho
Do meu dente em tua veia
O sangue, o charco, barulho lento
O porto, silêncio

Saravá
Ímpio

... disse...

Rain;)

ESTOU AQUI:)

... disse...

Impio,

Força no leme assegura-te das velas que a malta já vai sem destino.

Caidê: (remador e timoneiro) e uma boa 3ª Globalização;)

http://youtu.be/iqb6rNUwvtg

Bons Amores...

... disse...

http://youtu.be/pS1h5koHpWE

... disse...

http://youtu.be/j819Sd2Kj3M

Anfitrite disse...

Como não me apetece falar, mais umas afirmações que alguém fez:

http://aeiou.expresso.pt/rangel-sugere-agencia-para-portugueses-que-queiram-emigrar=f695648

Daqui destaco um comentário:

"Re: Ensadeceram !!! (Toni 2 (seguir utilizador), 2 pontos , 21:54 | Quarta feira, 21) Maledicência, calunias e boatos. Você não tem mesmo vergonha. Sabe melhor que ninguém que todos os Países devido à crise tiveram de injetar dinheiro na economia a conselho de Roubini e das mais altas instâncias europeias. Pratica a ordinarice e lança a confusão para enganar os menos esclarecidos. Muitas das empresas foram salvas por tal facto. Foi krugman Nobel da Economia que afirmou alem de outros, que o Mundo tinha sido salvo por tal facto.

CUSTA ACREDITAR!

Sabiam que a nossa Presidente da Assembleia da República é
reformada?

Assunção Esteves, a actual Presidente da Assembleia da República
reformou-se aos...*42 anos*, com a pensão mensal (14 vezes ano) de
2.315,51.

Diário da República de 30/07/1998 para vossa informação.

Para que saibam ainda, a Senhora Assunção Esteves recebe ainda de
vencimento mensal (14 vezes anos) € 5.799,05 e de ajudas de custas mensal
(14 vezes ano) € 2.370,07.

Aufere, portanto, a quantia anual de €146.784,82. Ou seja, recebe do
erário público, a remuneração média mensal
de € 12.232,07 (Doze mil, duzentos e trinta e dois euros, sete cêntimos).

Relembramos que também tem direito a uma viatura oficial BMW a tempo
inteiro."

-----

IN Jumento

Paulo Rangel, "funcionário" pago principescamente pelos contribuintes

No PSD continuam a multiplicar-se os esforços para delimitar os prejuízos provocados pela anorexia intelectual de que sofre o chefe de família dos Batanetes, agora foi a vez de Paulo Rangel que se inspirou nalgum país africano e propõe uma agência para ajudar os portugueses a emigrar. O cinismo é tão grande que o primeiro-ministro sugere aos portugueses que desempatem o país e vem logo alguém inventar um novo serviço público para empregar mais boys.

Este pequeno Rangel deve achar que é um espertinho e os portugueses, designadamente, os professores e outros quadros são os atrasadinhos que precisam da ajuda estatal para emigrarem. Seria um misto de sopa dos pobres e de agência de turismo radical, a sugerir destinos de aventura para os jovens quadros que estudaram em universidades a sério e que não são gandulos ao ponto de só procurarem trabalho aos quarenta anos ou de se candidatarem por um partido para irem coçar os ditos para o Parlamento Europeu.

Parece que este antigo candidato à liderança do PSD já se conformou com o papel de lamber as botas de Passos Coelho e já começou a fazer manifestações caninas de disponibilidade para continuar com o tacho de deputado europeu se não houver melhor e mais confortável.




Ler Mais

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?t=Paulo-Rangel-sugere-agencia-nacional-de-apoio-a-emigracao.rtp&article=511691&visual=3&layout=10&tm=8


PARA QUEM ESTIVER INTERESSADO, ou deva ter cuidado, com migração luso-brasileira (e ou i), informo que já há diplomas à venda na Feira da Ladra.

Anfitrite disse...

Ainda há quem acredite

http://www.youtube.com/watch?v=KKUDtzJUO2I&list=UUX4py0rkBIdjUqNJCH_JQDw&index=10&feature=plcp

... disse...

Anfy,

Centros de apoio ás pessoas que pretendem emigrar existem há muitos anos.

Na altura das eleições eu dizia que o Fernando Nobre seria um bom Presidente da Assembleia. Quando foi eleita esta presidente da assemblei, o discurso feminista falou mais alto que a sensatez. E este governo limita-se a fazer mal e o pouco que tenta fazer bem vem na contibuidade do governo anterior só que á maneira deles. E o Passos apesar de ser da colecção do Socrates não tem a estaleca deste ultimo.

Vamos tentar fazer menos figura de fantoches.

Ou continuar assim nesta feira popular cada um com o seu espetáculo.

bea disse...

Caros murcónicos

A partir deste momento entro em período sabático que é como quem diz de preparação para uma certa pureza que me vista a alma que nem sei se tenho. E política não entra :)
Abraço todos

Rain

É bonita a canção, a viver do jeitinho terno e estiloso de Caetano.Obrigada. Mas há quem não goste de fruta madura :) Diz ele que está solto e que…parece um aviso; quando se avisa, por norma, já se abriu a porta. Tem que ir onde a vida o chama. Que vá, então.

Amor, diz Camões, é “um estar preso por vontade”.

Fica Bem. Um xi coração

rainbow disse...

Pedro,

Eu sei:)


Bea,

Já que citas Camões, "amor é um fogo que arde sem se ver". Mas quem brinca com o fogo às vezes queima-se.

Um xi coração muito grande para ti tb

bea disse...

Rain
Bien sur, o bom é uma lareira elétrica, dá-se ao botão e pronto.

A todos os murcónicos saudosos do tempo de onde vêm

NATAL

Natal fora da casa de meu Pai,
Longe da manjedoira onde nasci.
Neve branca também, mas que não cai
Na telha vã da infância que perdi.

Filosofias sobre a eternidade;
Lareiras de salão, civilizadas;
E eu a tremer de frio e de saudade
Por memórias em mim quase apagadas

Miguel Torga, Coja, 24 de Dezembro de 1952

BOM NATAL. Acolhedor, caloroso. Em união.

Pamina disse...

Caro Murcon-mor e demais murcónicos,

Desejo a todos que tenham amanhã uma alegre noite de Natal (abaixo as balanças, o colesterol e outros que tais e viva os sonhos!) e que o Novo Ano seja o mais feliz possível, dentro das circunstâncias que todos conhecemos. Trouxe comigo alguns presentes:

- Para o Júlio:
Serge Reggiani -Tu vivras tant qu'on t'aimera
http://youtu.be/u_7Co3Cm0w0
Paroles ici - http://en.lyrics-copy.com/serge-reggiani/tu-vivras-tant-quon-taimera.htm

- Para quem gosta de Bach:
Christmas Oratorio BMW248 - 1ª parte
http://youtu.be/a6MMW-NJmt8

- Para quem gostava de cantar num coro e nunca teve oportunidade ou para quem já cantou e tem saudades:
Francis Poulanc – Quatre motets pour le temps de Noël
http://youtu.be/WeEZjf9AwdM

- Para quem gosta de canções tradicionais de Natal portuguesas:
Natal de Elvas
http://youtu.be/7hv5Vm0UZdc

- Para quem gosta de versões fora do vulgar de canções de Natal:
Jazz Christmas card
http://youtu.be/XOnCmuq3MEk

E finalmente,
- Um pensamento solidário e de revolta para as crianças desgraçadas de todo o mundo, bem menos prósperas e cuidadas do que estes Petits Chanteurs de Paris:
Debussy – Noël des enfants qui n'ont plus de maison (1915)
http://youtu.be/iCVO7Pv6T5M

Espero que tenham encontrado nesta selecção alguma coisa que vos agrade:).xx

andorinha disse...

Bom Natal para todos.

Acolhedor, caloroso. Em união.


Bea, mais uma vez roubei-te descaradamente as palavras:)

Um xi apertadinho para ti e para a Rainbow, duas amigas que ainda não conheço pessoalmente.

... disse...

Por falar em: Portugal Estranho:

http://youtu.be/O4oaXgOlCu4

Até o Belmiro já se rendeu!

Cê_Tê ;) disse...

Um Bom Natal para todos!
http://www.youtube.com/watch?v=0CVdvmc3_mM&feature=related
:***

rainbow disse...

Andorinha,

Obrigada, retribuo o xi apertadinho, e espero um dia conhecer-te pessoalmente.Bom Natal:)

Bea,

"..o bom é uma lareira eléctrica..."
Mas não é a mesma coisa:)

E tal como a Andorinha, subscrevo o que disseste: um Natal acolhedor, caloroso, em união.

rainbow disse...

http://www.youtube.com/watch?v=FZpnDd8zFBg&feature=related

Fora-de-Lei disse...

Até os bichinhos gostam...!

Cê_Tê ;) disse...

FDL, LOOOOOOOOOOOOOOL ---» +00
Não era suposto baterem os cascos?;D

Eu a pensar que ia ver cenas de procriação!;X

Filipe disse...

Quem olha para alguém procura sempre algo...dar ou receber. E é quando desiste que encontra; somos todos Um. Não vale a pena olharmos para nós mesmos.... Por isso é que a vida é um desafio: Encontrar no, e para além do, eterno encontro, o eterno dar e receber.