quarta-feira, dezembro 28, 2011

Projecto de futuro.

A paixão ignora olimpicamente as desilusões. O amor sobrevive-lhes a custo, mas de olhos fechados é difícil escutar a mesma canção, dizia o Tê.

45 comentários:

rainbow disse...

A paixão pode ignorar as desilusões. Mas o amor, que é uma construção, não as ignora. E pode decidir deixar de escutar aquela canção.
Sintonizar outra estação ou simplesmente desligar o rádio e permanecer em silêncio e quietude.

Impio Blasfemo disse...

Mas afinal o que é o amor?

http://ocanto.esenviseu.net/apoio/amor2.htm

Francesco ALBERONI - Amo-te. 9ª ed.

Abraços

PS-Gostei do almoço no Espelho de Água e Bom Ano

Ímpio

bea disse...

Bom Dia

Rain
concordo em parte contigo, mas não com o professor.Profundamente verdadeira, a canção do Tê, "não se ama alguém que não ouve a mesma canção", está para além do sensível que reproduz.

"A paixão pode ignorar as desilusões" diria que nada do que se conhece ou conheceu se ignora, nem mesmo quando se pensa que sim. E não sei se alguma coisa - a paixão por exemplo - nos pode levar a ignorar.
"O amor, que é uma construção, não as ignora". não mesmo.

Amor tudo pode :)

Bartolomeu disse...

Bahhh...
O Tê dizia também que, sem lêr, fica-se pederneira. Mas... essencialmente, aquilo que importa, é a capacidade para escutar os ruídos do mundo e... ficar a entendê-los, cada um, à sua maneira...
;)

bea disse...

Ímpio

Li o texto de Alberoni. E começo por não concordar com o dia dos namorados :) é Pobreza. Mas o texto vai para além de. E reconcilia-me com o 14 de Fevereiro que conheço por Dia de S. Valentim e de uma universalidade amorosa para que abre um pouco; mas isto são conceções pessoais, criação de um outro sentido para as coisas que já têm um. A Alberoni não acrescento nada, parece saber tudo sobre. E eu sei tão pouco; o que diz numa página dá para encher e esvaziar vidas.

Esta escola secundária tem um bom blogue de filosofia. A gente compara com outras coisas que viu e reconhece, até com alguma tristeza, o valor e lugar de cada coisa.

Obrigada por mostrares.

Um bom dia para ti

bea disse...

Boa Bart!

Bem vindo!!!

Bartolomeu disse...

[=]

Impio Blasfemo disse...

Bea

De todo aquele texto discursivo sobre o amor e na sequência do título projecto de futuro destaco isto que está lá escrito:

<< A elevada solidariedade, o imenso prazer erótico que dão um ao outro, permite a cada um sentir e exercer enormes pressões sobre o outro, pressões que levam à formação de um projecto comum de uma visão do mundo comum. O novo casal nascente é animado por uma energia inesgotável e por um entusiasmo transbordante. O mundo parece-lhe maravilhoso, e infinitas as possibilidades de acção. Elabora uma nova concepção da vida, reestrutura todas as relações internas e externas, constrói um novo nicho ecológico. >>
Entendendo que ecológico significa sustentável parece-me quase a definição perfeita, se ela existe, do conceito de amor.
Quanto ao Alberoni desde o "Enamoramento e Amor" de há 30 anos, que ele anda a matutar sobre este tema.

Sentimos a tua falta no almoço e tivemos pena que não tivesses podido vir. Fica para uma outra vez, um Bom Ano para ti. Estamos a pensar lá para a Primavera.

BART

Malandreco,olha que a pederneira é um silex que pode dar faisca e que antigamente se usava para incendiar o rastilho de pólvora. E não achas que no amor de vez em quando tem de haver uma espécie de "incêndiação" quero dizer, ignição?
Também sentimos a tua falta no almoço. Fica para uma outra vez; mantemos a esperança.....Um Bom Ano para ti.

Interessada

O próximo convívio vai ter, garantidamente um prato vegetariano como opção, nem que seja eu a cozinhá-lo; não garanto é que fique grande coisa. Caramba, isso não vai ser desculpa para não vir....

Saravá para todos e um Bom Ano, são os meus votos

Ímpio

Bartolomeu disse...

No amor, seja ele de que natureza for, seja ele o meio que permita atingir qualquer fim... impõe-se que haja SEMPRE faísca provocada pela frixão entre dois corpos, meu Amigo Ímpio!
;))
Ah sim?! Houve almoço?!
Hmmm...

bea disse...

Bart
desculpa a minha ignorância, mas essa coisa dentro do parentesis reto significa "igualmente"?

Ímpio

O mal das teorias é que o sejam.
Mas Alberoni já partiu muita pedra nesse caminho e reconheço-lhe razão.
Quem sabe na primavera, assisto à interessada e ao teu prato vegetariano.

Bartolomeu disse...

Não, bea, representa um abraço.
;)

rainbow disse...

Bom dia,

Bea

O amor, e neste caso, uma relação a dois, tem muito que se lhe diga. Tal como no texto do Alberoni, que o Ímpio deixou, implica uma adaptação,mudança, compromisso.E requer presença.
Já a Amizade, se for verdadeira, sobrevive à distância, ao tempo. Mas que sei eu?

Agora vou ter com o sol e o céu azul
Um bom dia para ti

Impio Blasfemo disse...

BART

Houve almoço sim senhor. E houve vários alertas disso. Estivemos 4 presentes;- Ana.B. , Andorinha, Ce_Te e eu. Estivemos em boa cavaqueira até às 17 horas no Espelho d' Água em Belém. A Ana B. levou máquina e pediu para tirar foto para recordação.

E foi assim. Foi muito bom soltar a língua e cavaquear. O dia estava de um Sol brilhante sobre o Tejo.

Abração

Ímpio

Liliana na Suiça disse...

Vivemos juntos 15 anos. Crescemos juntos como pessoas/indivíduos, mas também como um só. Terminou, talvez porque tinha que ser, ou não. Já passaram 5 anos desses 15 e não nos afastamos. Ele viveu já tantas outras vidas. Eu apenas a minha. Amor? Paixão? Dependência?... Precisamos de algúem que nos esclareça... Temos 35 anos... a vida vai cabar por passar por nós...

Bartolomeu disse...

malheureusement... não vi esses "alerta", meu Amigo Ímpio.
Se tivesse visto, tinha tido muito gosto em fazer-vos companhia, uma vez que combinaram almoçar, em lugar de jantar.
:(

Bartolomeu disse...

Liliana... quando se tem 35 anos de idade, tem-se também um oceano de oportunidades de realização por desvendar.
Não esqueças, as grandes vitórias, pertencem aos audaciosos, aos que arriscam e se dão à vida.
Vai em frente, moça, abre as asas e voa!

Pedro disse...

Liliana,

Voa mas primeiro tens que pedir lições á Andorinha:)

Pedro disse...

http://youtu.be/UOqXy64-hTw

rainbow disse...

Liliana,

"... quando se tem 35 anos de idade, tem-se também um oceano de oportunidades de realização por desvendar."
Subscrevo esta frase do Bartolomeu.

Compreendo-te, às vezes é difícil virar a página, mas há que tentar.
Tens a vida toda pela frente.

Abraço:)

Pedro disse...

Rain,

Mais uma do Chico Buarque!

( http://youtu.be/b_UYm4lVCgw )

Fora-de-Lei disse...

"A paixão ignora olimpicamente as desilusões. O amor sobrevive-lhes a custo, mas de olhos fechados é difícil escutar a mesma canção, dizia o Tê."

Vejo sempre neste tipo de discurso uma certa tendência para complicar aquilo que é mais linear do que se julga, ou - desculpe(m) lá o mau jeito - para generalizar o resultado de juízos feitos em causa própria.

rainbow disse...

Pedro,

Obrigada pelo Chico:)

FDL,

Só você para me fazer rir hoje. Thanks.

Pedro disse...

Como a Terra já faz sombra a algum tempo. Iluminados, só mesmo de luz acesa.

http://youtu.be/EbVm1EXbAuA

Boa Noite Para Todos

...

andorinha disse...

Bom dia:)))))


Aterrei há pouco no ninho e já estou com saudades....
Adorei rever as malandrecas Ana e Caidê e conhecer o Impio.
Um tagarela do caraças:), bem humorado como poucos, extrovertido até mais não, em suma...simpatiquissimo.
E já temos um churrasco prometido:)
Foi muito bom andar pela minha cidade com gente amiga. Revigora-se a alma.

E Bea, sim...ainda esperei que aparecesses para o café, amiga desnaturada:)

Quanto ao post, é bem verdade que não se ama alguém que não ouve a mesma canção.
E concordo com a Rainbow, se há desilusão podemos sempre sintonizar outra estação ou permanecer em silêncio e quietude.


Pedro(12.33)

Nada disso. Cada um tem a sua própria forma de voar:)

Caidê disse...

Ímpio

Os meus Cts acabaram a 22 :-)))Olha que almoçaste na Vela Latina - com a Ana, sim, com a Andorinha, sim, e com a Caidê, sim! :-))) E não fosse ter passado despercebido ao Bart que era almoço em vez da janta, parece que teria havido poesia ao vivo. Assim, olha, prosa não nos faltou mesmo.

Olha, Bart
Também houve janta. Só não te telefonámos porque estávamos perto do elefante e tivémos receio que não resistisses ao whisky após a janta. E depois o prof. tinha dito "cuidado na estrada"!... Então, achámos melhor reservar mesa para ti, mas só para março. Deixa lá chegar mais uma primavera e se verá. Tá bom assim?

Pedro
Lembrámo-nos da tua agradável presença, tá visto! Podíamos lá olvidar...

Rain
Voltei a ouvir o Rod Stewart em tua honra.

Ana
O que estiveste a ler hoje? :-)))

.................

A paixão não perde tempo com pequenas coisas - o tempo é pouco para a viver.

No amor a entrega e a liberdade são tela e cor. É preciso arte para ir pintando obra após obra, enquanto cada um se vai esculpindo a si mesmo.

rainbow disse...

Andorinha,

Já estava com saudades de ti!
E na Primavera vou ver se consigo ir a esse jantar para vos conhecer.

Esta é em tua honra:

http://www.youtube.com/watch?v=tnFy1luxL0A

Caidê,

Thanks:)

andorinha disse...

Rainbow,

Thanks for the music:)
Há que tempos que não a ouvia. Faz-me voltar aos meus tempos de menina e moça...

Já falta pouco para a primavera...
Alinha e não te vais arrepender, palavra de andorinha:)

Cê_Tê ;) disse...

Impío: Convém referir que a ce_te a que se refere não sou eu! Há mais cêtê no Universo, claro. A Andorinha poderá atestar.
Não é por anda mas vai daí qualquer dia estou a receber em casa uma multa de excesso de velocidade em locais que nunca passei e aparece alguém morto na valeta e eu nem conta na Suiça tenho!;)))

Mas fico "sastifeita" de se terem divertido. ;) A andorinha é boa a juntar o pessoal e fazer castings! ;* (ESTOU NA BRINCA!!!!)

Sobre o post... é de difícil digestão- "paixão", "música" e "amor" são conceitos tão complexos e idiossincráticos que nem eu concordo (como o outro senhor que o FDL cita ;) comigo própria sobre o assunto. E já me tem ocorrido que esta nova era da tecnologia dá uma dimensão diferente a cada um deles (sinceramente) e que altera os domínios e limites de cada um- tipo conceitos quânticos que se afastam dos tradicionais. (eu nem ia comentar...). Bem isto nem é reflectido pode ser uma grande treta o que estou a dizer.

Pedro disse...

Caidê,

Também concordo. Quando se gosta de alguém, não há tempo a perder com pequenas coisas ou seja não há acanhamento que resista:)

Pedro disse...

CT,

Nus ou por dinheiro. Além de alinhados chegam ao cumulo de ser de forma concêntrica:P

http://www.facebook.com/#!/photo.php?fbid=318967158114856&set=p.318967158114856&type=1&theater

Impio Blasfemo disse...

Caidê e Ce_Té

Troquei as voltas, troquei os Nicks, problema com os Cs, problema de ouvido e de memória. Não é grave.

Andorinha

Pois o churrasco está prometido; deixa vir a primavera.

QUANTO AO CARLOS T. gosto bastante desta:

http://www.youtube.com/watch?v=JjAz-AtGO5M

"Nunca voltes ao lugar
Onde já foste feliz
Por muito que o coração diga
Não faças o que ele diz

Nunca mais voltes à casa
Onde ardeste de paixão
Só encontrarás erva rasa
Por entre as lajes do chão

Nada do que por lá vires
Será como no passado
Não queiras reacender
Um lume já apagado

São as regras da sensatez
Vais sair a dizer que desta é de vez

Por grande a tentação
Que te crie a saudade
Não mates a recordação
Que lembra a felicidade....

Nunca voltes ao lugar
Onde o arco-íris se pôs
Só encontrarás a cinza
Que dá na garganta nós

São as regras da sensatez
Vais sair a dizer que desta é de vez


Só mais uma vez, Só mais uma vez, Só mais uma vez, Só mais uma vez....."

Saravá
Ímpio

Pedro disse...

A paixão arde
O amor muda
A amizade fortaleçe
...

Caidê disse...

Pedro
Boa! Estás inspirado.

andorinha disse...

Bom dia:)


Têzinha,

Tás-me a querer estragar o dia?:)))))
Já tive erros de casting, acontece aos melhores...
Mas o balanço é extremamente positivo.

Fica bem, cachopa.

Impio,

Ok, combinadíssimo:)


Pedro,

Subscrevo a Caidê, a inspiração anda em alta por esses lados:)

Interessada disse...

FDL
Sempre inspiradíssimo! E desta, parafraseando o John, aposto que foi da sua opinião; e até eu concordo consigo :))))))

Impio

Sensibilisaram-me as suas palavras, pela lembrança e pela insistência.
Espero não o desiludir.
Não sei como vamos conciliar o prato vegetariano com um churrasco, mas também o almoço era para ser em Almoçagene e foi parar a Belém. Quem sabe se o churrasco se transforma em jantar volante?
Até às cinco da tarde? Presumo que estiveram tão indecisos quanto "Devo ficar ou devo ir agora?"
Quanto à frase do Júlio, acho que embate certeira no que disse o Fora.
E como o amor não é uma ciência concreta, podemos dissertar sobre ele até à eternidade, variando da forma mais prosaica à poética.
Mas não quero deixar de lhe dizer que não concordo com a "visão do mundo comum" do Alberoni. No amor há lugar para a diferença.

Pedro

Não é habitualmente o teu estilo mas, como sempre, surpreendes.
As afirmações estão super perfeitas, mas falta o resto....;)

Interessada disse...

Uma mera sugestão:
E se experimentassem não ligar a televisão? Seriam um, entre milhares ou mais.

TDT: pôr os pobres a gastar dinheiro - http://arrastao.org/2437989.html

Pedro disse...

Interessada,

Não querias mais, nada?!

:)

Completa-se comforme as circunstâncias e se fosse agora a completar iria separar as águas como Moisés. Além de um desastre ecológico, o mar também é bom de se ver em modo de desfoque.

Interessada disse...

Ainda não vos convenci a prescindirem da televisão?
Bem sei que há o Mestre e o Trio d'Ataque. Mas uma vez por semana podem ir visitar a vizinha.

Pedro disse...

Interessada,

E oque fazer ao "napron"?!

:)

http://youtu.be/gxcky2Z7Pak

Cê_Tê ;) disse...

(andorinha, ;P)

Um BOM ano de 2012 para tooooodos!

Bjnhs

;)

rainbow disse...

A propósito de amor e paixão:

http://www.youtube.com/watch?v=l7z9x-cYm4c&feature=related

:))

Fora-de-Lei disse...

Interessada 3:29 PM

"FDL, sempre inspiradíssimo! E desta, parafraseando o John, aposto que foi da sua opinião; e até eu concordo consigo :))))))"

Aposto que também vai gostar desta:

EDP - ELECTLICIDADE DE POLTUGAL

Pala sua maiol comodidade, a paltil de Janeilo pague as factulas da EDP num dos milhales de postos de coblança existentes no país: a loja do chinês mais plóxima!

ana b. disse...

Caros.

Também gostei muito do almoço:
A repetir, sem dúvida.

Correndo o risco de ser trucidada, confesso que nunca fui muito à bola com essa música.
Nunca percebi porque que é que ele, gostando tanto dela, não empenhou o anel de ruby, para a levar a um concerto no Rivoli, que SOUBESSE QUE ELA IA GOSTAR.
Não se trata bem de uma desilusão pois ele já sabia que ela não gostava " Mesmo sabendo que não gostavas, empenhei o meu anel de ruby...". Se ele já sabia que ela não gostava, esperava o quê? Que ela mudasse de gostos musicais? É isso o amor? A desilusão foi por ela não ter mudado? Só pode ser, porque ele sabia antecipadamente que ela não gostava. A haver desilusão, foi anterior ao concerto no Rivoli:)
Há qualquer coisa nesta musica que me soa mal. Por isso nunca gostei dela. Soa-me a falso.

Fora-de-Lei disse...

.

Votos de um FELIZ 2012 para todos, pese embora o grande balde de merda onde os gajos do Bilderberg nos enfiaram. E esta aqui é para o Pedro, com saudações homeostáticas... ;-)

Gaivota Maria disse...

Que me desculpe o psi professor quando fala de de desamores.Foi muito bem ultrapassado quando o O Carlos Tê escreveu a célebre frase sobre o amor no Anel de Rubi: "Não se ama quem não ouve a mesma canção". Não consegue convencer-me que haja algo demais verdadeiro sobre esta questão. Bom ano para si.Para mim vai ser uma merda.