segunda-feira, outubro 08, 2012

Mestre e amigo.

Partiu Nuno Grande.
Lembro ralhetes carinhosos pelos corredores do ICBAS - "você nunca me fez a vontade...". Com efeito, amei o Ensino em abstracto e os alunos em particular, mas a Cátedra não me atraiu. Ele teve  caminho atribulado a caminho da sua, vejo-o a preparar uma Lição - e nunca a palavra se justificou tanto... - em casa de meus Pais, sem me aperceber do que o seu brilho faria das notas breves, tomadas em amena cavaqueira. E o Anfiteatro rendeu-lhe a primeira homenagem ouvindo-o num silêncio religioso, para depois rebentar numa salva de palmas entusiástica, quem decretou  a  Medicina alheia à Cultura? A política universitária é conservadora, todos sabíamos que não ficaria à frente de outro distinto professor, Pinto Machado, a quem devo amizade e paciência evangélica no exame de Anatomia, até o cadáver tinha os nervos em franja..., perante o triste espectáculo dos meus:). Portanto, no que ao mérito relativo dizia respeito, estávamos conversados. Mas, para enorme surpresa indignada, houve votos contra em mérito absoluto. Cheguei a casa e explodi à mesa, o meu querido Velho sorriu com amargura e disparou - "aquele aplauso não ajudou nada...". Ah, as delícias do voto secreto, permite abraçar o candidato que há minutos, com mesquinhez, se maltratou! Momentos e gente houve que, a posteriori, me fazem abastardar o título do programa dos Gatos - "Dizem que é uma espécie de Universidade:(."
Professor Nuno - dê um abraço ao Pai e guarde outro para si. Apertado e grato...      

110 comentários:

andorinha disse...

É triste vermos partir amigos...:(

De certeza que o Professor Nuno gostou do texto. E do abraço. Que sabe que é apertado e grato.

Jo ão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andorinha disse...

"...permite abraçar o candidato que há minutos, com mesquinhez, se maltratou!"

:(((((((

A eterna mesquinhice e cobardia dos homens. E inveja, quiçá...

"...até o cadáver tinha os nervos em franja..., perante o triste espectáculo dos meus:)."

Tive que me rir!:)))

"Dizem que é uma espécie de Universidade:("

Não é só ali, Júlio. Ainda para mais como psi, sabe muito bem que esse mal é generalizado, infelizmente. O ser humano é assim:(
Só os grandes homens não o são e desses há poucos...

Jo ão disse...

A ultima imagem que guardo é um ser completo.

Andorinha! Há poucos se se for pelo brilho das estrelas.

bea disse...

Bem haja professor Nuno.

andorinha disse...

Pedro,

Há poucos, sob qualquer prisma...

Beijinho.

http://www.youtube.com/watch?v=-l-AxZIdq4E

bea disse...

Andorinha

Roy Orbison é extraordinário, mas não gosto de te ler assim.

Não estás só. Seguro.

http://www.youtube.com/watch?v=yGKPHFrHVVY

Bj

cycle disse...

Eu sei que consegues fazer diferente, e melhor.

Andorinha e João,
como estavam numa de entrar no tema do cama sutra vem o prof e zzzzzzzzás, arrima-lhe com uma partida!

cycle disse...

lol

cycle disse...

Que tenha a alma em paz.

Jo ão disse...

Cycle,

Nem aqueces, nem arrefeces:)

cycle disse...

Quem consegue decifrar uma mente que escreve assim?

rainbow disse...


Apenas uma canção:

http://www.youtube.com/watch?v=a48gIt84AZc&feature=related

Jo ão disse...

http://www.water-inside.com/2012/10/blog-post_6346.html

andorinha disse...

Bea,

Apenas pus o link do Roy Orbison porque gosto e porque estava a ouvir. Nada a ver com o meu estado de espírito:)))
I'm not crying...

Mas obrigada por te preocupares. Obrigada pelo George, também.

Beijinho

E porque estou a ouvir e porque gosto aqui deixo:

http://www.youtube.com/watch?v=XgbBLKet14E

Inté...

Anfitrite disse...

E o Tio não merece?
Esqueceu-se dos Machado.

rainbow disse...


John Lennon faria hoje 72 anos.

Uma versão lindíssima:

http://www.youtube.com/watch?v=DTVsp_q8mxE&feature=related

Abraços e beijinhos
Bons sonhos

free culture lisbon disse...

Se me permite professor.

-um abraço apertado-

Impio Blasfemo disse...

A memória é-nos imprescindível. As nossas vidas estão feitas de sonhos e estes ocorrem quando combinamos as imagens das nossas memórias. E quanto mais velhos ficamos maior o arquivo da nossa memória, razão pela qual tenhamos dificuldade, às vezes, em dar respostas prontas, pois pesquisar arquivos extensos demora o seu tempo. Esta, talvez a razão pela qual, quanto mais velhos, menos certezas temos. A fadiga impera sobre a capacidade de pesquisa e nem sempre tudo consegue estar arrumado, à espera de ser consultado. E depois tudo muda e o passado não é igual ao presente, pelo que a memória serve um passado e nem sempre se ajusta, de forma fácil, ao presente. E no meio de tanta dúvida e tanta nenória surge a pergunta do Rui Tavares no seu blog (http://ruitavares.net/blog/)

E por que não muito melhor?

"E é sempre possível, como diziam os antigos, que o pensamento leve à palavra, a palavra à persuasão, e a persuasão à boa vida e o bom governo. É bom que voltemos a aprender essa verdade.
Há anos que o debate se faz em torno destes pólos: há os que dizem que temos que ficar muito pior, e os que querem resistir a isso para não ficarmos tão mal. Fala-se em “resgatar” do desastre ou em “travar” o desastre, no máximo em “inverter” a tendência. A próxima geração, diz-se, vai viver pior do que esta — ou luta-se para que não perca ao menos as conquistas da geração anterior. Mas por que não se diz, nem se imagina sequer, que ela possa viver muito melhor" /(Rui Tavares))

Ímpio

andorinha disse...

Rainbow,

A versão é lindíssima, tens toda a razão. Obrigada:)

Fico-me por aqui, hoje sou eu que mal vejo as teclas...

Fiquem bem:)

andorinha disse...

Ainda voltei...

Lindo! Simplesmente lindo!

Julia - John Lennon

http://www.youtube.com/watch?v=tBHGeu3OQ2I

bea disse...

Ímpio

Julgo que os jovens pensam na linha de Rui Tavares; não enxergo neles essa desesperança que tolhe os mais velhos - ou conheço poucos jovens, ou há mesmo outros caminhos. E apesar da necessidade das previsões e indícios para nos situarmos e sabermos com que contar, deve haver outros trilhos, voltas diferentes, quem sabe até menos complexas. Já que não conseguimos formar esta leva de incompetência e mau caráter, temos de acreditar que fomos diferentes noutras pessoas. E para quem vem do exterior, é outra a imagem. Diz Vergílio Ferreira que não pode um olho olhar-se de dentro de si.

Quanto aos antigos, está tudo nos clássicos como dizia um político, ainda não há muito. As questões complexas, expurgadas, são simples. O que não significa fáceis.

Andorinha :)
compreendi-te.que nunca sei se te compreendo, é muita vaidade fazer esta afirmação; compreendemos as coisas e os animais.

Foi quase aos trinta que descobri Simon e Garfunkel. Ainda bem.
E gostei dos olhinhos de carneiro mal morto de Lennon; e parece-me uma canção de ninar que são as mais bonitas canções de amor, mas quase ninguém lhes liga ou as liga dessa forma. Cantar para alguém adormecer é de um amor inolvidável.

e Rain
há uma personagem de um filme de Woody allen com o nome Rain, sabias?

Obrigada pela música :)) gostei

Vou-me ausentar. Com licença. Fiquem bem

bea disse...

Ímpio
se calhar não. É mais de sabermos as coisas e os animais e compreendermos os homens sem nunca os saber.
melhorou, parece-me:)mas voltando aqui, já verei de outro modo.

Auf wiedersehen. antes que escreva outra emenda

Jo ão disse...

O problema de pensar no futuro está na obrigação de pensar o passado e esquecemos o presente:

http://4.bp.blogspot.com/-BqkTcdkU9Dc/UHQlpjUzKbI/AAAAAAAAFzc/el3DrN1fbik/s1600/DSC_0047.JPG

Anfitrite disse...


Não tem nada de novo é só para não esquecerem

http://jumento.blogspot.pt/2012/10/portugal-beira-da-catastrofe.html


Como hoje é quarta-feira, vale a pena ver este programa. Entretanto para aprenderem um pouco sobre a nossa Justiça e,ao mesmo tempo, ficarem bem dispostos com a interacção dos intervenientes, vejam a gravação de um anterior. Como é longo, podem pôr com se fosse música de fundo e podem aproveitar o tempo para fazer outras coisas. Eu, por exemplo, como tenho auscultadores sem fios, até posso ir para o quintal regar as plantas, ou fazer arrumações.

http://www.rtp.pt/programa/tv/p28165/c93845

Podem crer que vale a pena ver todos. Ficamos mais ricos por dentro.

Anfitrite disse...

Como o tempo passa!

http://www.youtube.com/watch?v=_56V0F5ebZE&feature=related

Anfitrite disse...

Coitadinhos dos deputados! É preciso tirar ao povo para eles de divertirem.


http://www.ionline.pt/portugal/ar-associacao-dos-ex-deputados-recebeu-212-mil-euros-5-anos

cycle disse...

O meu professor de ginástica adora por o pessoal a malhar, mas ele?... tá quieto! :)

João,
epá, tás mesmo a pedir tesoura, lâmina e afins. Uma malinha tipo Jack, O Estripador :))))

cycle disse...

Anfi,
per te

http://www.youtube.com/watch?v=ZYl38C0mAsk

cycle disse...

Já tinham saudades minhas, confessem... ;)

cycle disse...

bou ali, já benho

Jo ão disse...

Cycle,

Ou "J The Streaper"?

Eu bem digo que tu nem aqueces nem arrefeces!!!

cycle disse...

João,
não sei, tu é que sabes.

Eu não aqueço nem arrefeço porque sou temperadinha :))))

Jo ão disse...

Cycle,

"Gaba-te "Cesto" que ainda não acabou a Vindima!"

Jo ão disse...

Não se deixem levar por pessoas maléficas.

I Think I Need A New Heart - The Magnetic Fields

http://youtu.be/zQOrLamT0n4

;-)

cycle disse...

João,
não vou mostrar o meu corpinho de virgem, muito menos a alguém tão bulgar (note-se - da Bulgária)

quanto ao coração, vai à feira da ladra. andam por lá aos pontapés

Jo ão disse...

Cycle,

Assim, sim!

Jo ão disse...

BUT!!!

The Magnetic Fields - I Don't Want To Get Over You

http://youtu.be/WVEhNHIzJec

...

cycle disse...

Só para que conste: não és o meu professor :)

Jo ão disse...

Cycle,

E para não haver duvidas! Não vais ser o meu jantar!

:-)

bea disse...


Anphy

esta gente tira-nos a vontade de viver.

Tenho de intervalar.
Vou ouvir a justiça cega que tou imprópria. não sei se fico melhor.

Boa noite a todos

Impio Blasfemo disse...

BEA, JOÃO

Respondendo às questões colocadas trago um texto do Pacheco Pereira que por ser longo deixo apenas o link

Pacheco Pereira:“Há condições para uma rua muito complicada para o governo”

http://www.ionline.pt/portugal/pacheco-pereira-ha-condicoes-uma-rua-muito-complicada-governo

IMPIO

bea disse...

Ímpio
obrigada. Afinal vou dar uma vista de olhos que a justiça cega sobre as escutas está mesmo cega até nos dois justiceiros que estão na mesa. E cada vez gosto mais do Moita Flores.

andorinha disse...

Bea,

Não te preocupes. Por vezes nem eu própria me compreendo:))))

"Cantar para alguém adormecer é de um amor inolvidável."

É, cachopa.

Anfy e Impio,

Os links que aqui deixaram vou ve-los amanhã. Hoje estou sem tempo...

Boa noite a todos.

rainbow disse...


Boa noite:)

Bea,

Rain é um diminutivo carinhoso:) Não sabia que uma personagem dum filme de W. Allen se chama Rain.

Andorinha,
Tão lindo "Júlia" de John Lennon...
Merci:)

Anfi e Ímpio,
Também vejo os links depois, que ando sem tempo para nada.
Mas obrigada pelo "Coração ateu".
Anfi, quando muda para cigarra?
Precisamos cantar, cantar muito.

Quem se lembra desta?

http://www.youtube.com/watch?v=wRQLGXJAUek&feature=related

Bons sonhos para todos
Abraços

Impio Blasfemo disse...

Hoje é o dia Mundial contra a Pena de Morte
http://www.hrea.org/index.php?doc_id=901
Boa noite a todos
IMPIO

Caidê disse...

Boa noite!

Entre leituras daqui e dali e trabalhinho à secretária ... o início da semana é pesado!

Duas notas:
- o post do Face do professor de hoje é muito oportuno e juntei-lhe o "grito" dos profissionais da cultura, que se estão a ver em apuros dramáticos; aqui em Lisboa no dia 13 vão realizar um espetáculo de protesto livre para nos juntarmos a eles.
- também gostei de ouvir o programa "O Amor é..." do último fim de semana acerca da "Grande Depressão" (que se repete!)...; e alarmou-me o facto de as nossas farmácias estarem a passar por ruturas de entregas de medicamentos para patologias crónicas por o preço dos medicamentos não estar a compensar a exportação dos mesmos para as nossas paragens, estando a assistir-se a um mercado paralelo - faltará muito para nascer o "mercado negro"????

Não estamos em conjuntura de GM, nem no pós-guerra - em que conjuntura estamos afinal? É isto o estertor do capitalismo imperialista e colonialista ou o rejuvenescimento CAPITALISTA GLOBAL?

Impio Blasfemo disse...

Caidé

Pois de facto estamos na era do Capitalismo Global. A globalização virou para aqui!

Deixo um link para uma entrevista ao António Borges feita pela BBC. A entrevista tem um ano mas expressa bem o pensamento do Sr.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=5WB2SHPHU54#!

IMPIO

Impio Blasfemo disse...

E pensava eu…..
E pensava eu que após sucessivos anos de trabalho, após sucessivos anos de descontos para o Estado, a tal entidade sobre a qual não pode haver dúvidas que zelaria pelos meus interesses, pensava eu dizia, que iria gozar uma reforma razoável, sem sobressaltos, e sentir o Sol quente na cara, enquanto lia um livro numa manhã qualquer de Inverno, estirado em cima de uma cadeira de lona a ouvir o marulhar das ondas do mar. Isto, pensava eu, acompanhado daquela ideia aconchegante de que “foram muitos anos a caminhar para o Instituto e dar aulas; foram muito anos a programar softwares, foram muito ano a levantar cedo e a deitar tarde, foram muitos anos a correr sempre de um lado para o outro”. Isto pensava eu.
Hoje penso que não sei quando irei parar, talvez morrer calçado porque o Estado não quer que me reforme pois tinha que me começar a devolver aquilo que anos a fio para ele descontei. Ao Estado, essa entidade que zela pelos nossos in
teresses, convém-lhe que eu continue a trabalhar e que nem sequer pense que me posso reformar e que me mantenha saudável sem maleitas pois se for parar ao hospital deixo de ser contribuinte líquido e passo a fazer despesa e o Estado não quer e não pode pagar essa despesa pois assinou um memorando com a Troika onde se comprometia a diminuir a despesa pública. E se continuar a trabalhar o Estado também cada vez mais me castiga com aumentos de impostos, porque o Estado precisa de dinheiro para pagar os juros da dívida e pagar as PPPs e pagar muito mais coisas cujo fim nem razão se percebe muito bem. Mas o Estado é generoso e zela sempre pelos meus interesses. Só que eu e mais uns tantos, de há uns tempos para cá, começámos a pensar que o Estado não é um Estado; é um imenso e faminto Lobo. E veio-me á memória a célebre canção do Serge Regianni Les Loups sont entrés dans Paris
http://xebiaut.free.fr/spip.php?article207
http://www.dailymotion.com/video/x40b0i_les-loups-serge-reggiani_music

IMPIO

Anfitrite disse...

Ímpio,

Que grande comentário! Estes camelos não sabem o que é o Cálculo Actuarial. Além da mais-valias que também criamos pelo desenvolvimento da nossa acção. Acho que já não sei o que penso também. Já dou comigo a pensar: Porque é que eu rejeitei isto e aquilo, a que tinha direito, por mérito e trabalho próprios, porque achava que não era mais do que os outros e que o meu trabalho não valia mais por desempenhar certos cargos?! Pensava eu que isso me dava o direito de poder enfrentar todos nos olhos e chamar a atenção daqueles que olham para o umbigo.
Mas apesar de não me faltar nada, senão paz de espírito, o resto o dinheiro não compra, acho que estou a perder a lucidez. Não consigo viver num país assim. Apetece-me bater em todo o chico-esperto que me aparece pela frente.

Nunca beneficiei nada do Estado, nem de abonos, nem de creches, nem de lares, nem de complementos. Vou a médicos particulares e nem mando os recibos para a ADSE, pago operações do meu bolso, grande besta! Apetece-me bater também em mim própria. Je ne peux plus!

http://www.youtube.com/watch?v=O-wLM-u56m8

Oui, c'est moi!

Anfitrite disse...

Bea,

Então esteve até aos 30 anos sem conhecer isto, naquela época?

http://www.youtube.com/watch?v=C-PNun-Pfb4&feature=related


Já agora alegrem-se a % do risco de bancarrota, para Portugal, ontem aumentou ainda mais. Mais do que a Espanha, que está uns bons pontos melhor do que nós.

Biépi

Impio Blasfemo disse...

MUSICA

Stefano Bollani & Bobo Rondelli - Per amarti
http://www.youtube.com/watch?v=inD0ihAK4hk
Trem das onze - Stefano Bollani - Carioca live
http://www.youtube.com/watch?v=W61Zu7XvVsM&feature=relmfu
Luz Negra - Stefano Bollani - Carioca live
http://www.youtube.com/watch?v=2zAmphxlFlU&feature=relmfu

Boa noite
IMPIO

bea disse...

Anphy

Foi mesmop até ao dia em que a TV portuguesa deu este espetáculo no Central Park. Gostei tanto de Garfunkel que fui a correr comprar uma cassete que ouvia num aparelho qualquer da escola, a seguir comprei um para mim que me fartei de ouvir só nas horas de intervalo, que os meus alunos da primária não lhes ligavam grande coisa :) e depois comecei a passar esta canção e the sound of silence para cantar. Mas sai perfeita é neles.
E bigada

rainbow disse...




Hoje não me apetece ver os novos escalões do IRS.
Hoje não me apetece ver AJS a ser recebido no Eliseu.
Hoje não me apetece ver a cara de VG e a de PPC.
Hoje só o Nobel da Literatura e música. A paciência tem limites.

http://www.youtube.com/watch?v=P4T3tMkjRig

Bons sonhos para todos




bea disse...

E fui ver o filme "Para Roma com amor"

Gostei mesmo.E ri. Em primeiro lugar: um filme que nos faz rir depois de tanta má notícia, no meio desta porca miséria, é de certeza bom.

Parece-me de boa saúde o humor de Woody Allen. Recomenda-se. E Roberto Benigni é extraordinário (mas gosto muito dele, tb sou extraordinariamente suspeita). Adorei a cena do ladrão no quarto de hotel. É um filme todo bem humorado com exceção do final do Roberto benigni, a lembrar um pouco o crepusculo dos deuses com Gloria Swanson.

e depois as cidades italianas têm aquele ar pacato de vila, com ruas não muito largas, esplanadas em todo o lugar e a gente vai andando e dá de caras com um monumento soberbo e enorme, completamente belo, sem um átomo de ah, aquilo ali não presta. E ali estão de braço dado om o quotidiano. quotidiano. É que não há quem talhe melhor a pedra que eles.

bea disse...

sorry pelos erros e repetições ali em cima;é que estou mais palerma e só agora os vi.

Se alguém ainda não viu:

“Para Roma com amor”. Gostei mesmo. Ri. Ri de ter graça, com alguma inocência à mistura, que é o que o riso tem quando é um riso bom. Quem ainda nos arranca gargalhadas, tem que ser mestre. No género, parece-me o melhor.
O Humor de Woody Allen está a abarrotar de saudinha da boa. Encontro Roberto Benigni extraordinariamente bem escolhido. E também a Penélope. E em todo o filme os ingredientes misturam bem, abraçam-se; a verve de Woody ele próprio sabe ao mesmo.

No final uns laivos do crepúsculo dos deuses e de Gloria Sawson.

Já estou à espera do próximo :)

E agora retiro-me para os meus aposentos que o corredor hoje esticou-se um bocado e até aqui chegar cansei-me à séria.

Bons sonhos a todos

Ai eu tou que nem posso- apetece-me dizer isto. já disse, tou muito melhor:)

Impio Blasfemo disse...

O ZURRO

Dizem os arménios que os burros se encantam com os seus zurros.
Não existe ser humano perfeito. Nada mais natural. Todos nós temos defeitos e virtudes. No entanto, não é por acaso que pensadores e filósofos chamam de sábios os que são conscientes desses defeitos, e que se esforçam para superá-los. Mas o que dizer daqueles que somente encontram em si virtudes? Dos que se amparam na artificialidade para suprir as qualidades que lhes faltam? Dos que gostam de aparecer a qualquer custo? Dos que não enxergam o quanto se expõem ao ridículo e dos que se deixam seduzir por futilidades? É muito difícil explicar. Não é tarefa fácil entender a complexidade da natureza humana. E a pergunta filosófica é simples:-será que o zurro do burro é necessário? Se calhar é, pois se não fosse como daríamos conta que aquele som corresponde á fala de um burro?
http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO064803.html

IMPIO

Anfitrite disse...

Bea,

Apesar de haver sempre sacanice, aqui, entre nós, trata-se mais do crepúsculo dos zombies.



Como hoje me apetece que sorriam e pensem aqui vai:


"Um Must....


*Queremos Suzuky no governo !*...

O menino japonês

No primeiro dia de aulas, numa escola secundária dos EUA, a professora apresentou aos alunos um novo colega, Sakiro Suzuki, vindo do Japão.

A aula começa e a professora diz:
Vamos ver quem conhece a história americana.

Quem disse: 'Dê-me a liberdade ou a morte?'

Silêncio total na sala. Apenas Suzuki levanta a mão: - 'Patrick
Henry em 1775, em Filadélfia'.

Muito bem, Suzuki. E quem disse: -'O Estado é o povo, e o povo não pode afundar-se?'

Suzuki: - 'Abraham Lincoln, em 1863, em Washington'.

A professora olha os alunos e diz:

- 'Não têm vergonha? Suzuki é japonês e sabe mais sobre a história americana
do que vocês!'
Então, ouve-se uma voz baixinha, lá ao fundo: - 'Japonês filho da puta!'

- 'Quem foi?' - grita a professora
Suzuki levanta a mão e, sem esperar, responde:
- 'General McArthur, em 1941, em Pearl Halbour'.

A turma fica super silenciosa... apenas se ouve do fundo da sala:
- 'Acho que vou vomitar'.
A professora grita: - 'Quem foi?'. E Suzuki: - 'George Bush Pai, ao Primeiro-Ministro Tanaka, durante um almoço em Tóquio, em 1991'

E outro aluno diz ao fundo: - 'Suzuki de merda!'
E Suzuki responde: - 'Valentino Rossi, no Grande Prémio do Brasil de Moto
GP, no Rio de Janeiro, em 2002'.

A turma fica histérica, a professora desmaia, a porta abre-se e entra o director, que diz: -'Que merda é esta? Nunca vi uma confusão deste tamanho!

E Suzuki, bem alto: -'*Nuno Crato para Miguel Relvas*, em 2012, após ter recebido o relatório da inspecção feita à Universidade Lusófona ...



rainbow disse...


Boa tarde:)

Anfi

Pronto, já me fartei de rir. Essa anedota está muito bem conseguida:)

Ímpio

Sempre inspirado nos seus comentários:)
E o Nobel da Paz à União Europeia? Dá que pensar...

Bea

Também gosto muito de Roberto Benigni e achei o máximo o seu desempenho no filme do Woody. Valha-nos o sentido de humor.
E pronto, vou ter que rever o filme:)

Caidê,
Amanhã é dia de música na Praça de Espanha.
Mata saudades da "minha" Lisboa por mim. Please:)

Impio Blasfemo disse...

Rainbow

Nobel da UE

"É um prémio moral no sentido em que saúda os países que, reconhecendo a sua atitude do passado, fizeram a paz entre eles. É um prémio político porque surge num momento em que há muitas críticas, muitas estatísticas, prognósticos desfavoráveis à UE”, disse. Apesar de os últimos anos terem sido extremamente difíceis — prosseguiu Delors —, o prémio mostra que “os valores da solidariedade e da confiança podem ajudar a fazer um mundo melhor.
"

Assim sendo só parece haver uma escolha possível ;- Merkel ao Nobel da UE; JÁ!

IMPIO

cycle disse...

Os portugueses e a Síndrome de Estocolmo
2 Junho, 2011

Em 1973, Nils Bejerot enriqueceu o léxico clínico com a Síndrome de Estocolmo. Este psiquiatra, que também era um prestigiado criminologista, colaborou com a polícia durante os seis dias do assalto ao banco Kreditbanken. A experiência permitiu-lhe constatar que as vítimas do sequestro, apesar da situação de risco de vida, tinham desenvolvido um estado psicótico que se manifestava por sentimentos de lealdade para com os sequestradores. Mais tarde, durante o julgamento dos sequestradores, constatou que as vítimas continuavam a manifestar esses sentimentos.

Para os especialistas, os sintomas associados à síndrome surgem sem que as vítimas tenham consciência e resultam de um stress emocional e físico extremo. Assustadas, com medo da violência e de retaliações, as vítimas adoptam estratégias de sobrevivência tentando identificar-se emocionalmente com o sequestrador e conquistar a sua simpatia. A identificação emocional visa conseguir o afastamento emocional da situação de perigo que vivem, mantendo-se, no entanto, alerta para o perigo de modo a tentar escapar ao sequestro se surgir uma oportunidade.

Assim, o desenvolvimento da síndrome resulta de um complexo processo entre o sequestrador e a vítima. Neste processo, as vitimas não conseguem ter uma visão clara da realidade. Se o sequestrador manifestar atitudes de simpatia pode gerar comportamentos de identificação afectiva nas vítimas que contrastam com os sentimentos de ódio que, em simultâneo, sentem pelo sequestrador. Por outras palavras “quanto mais me bates mais gosto de ti”, pois esta síndrome também se desenvolve noutras situações de extrema tensão como são os casos de violência doméstica.

Ao reflectir sobre este estado psicótico ocorreu-me, naturalmente, a situação que se vive hoje em Portugal. Há cerca de dois anos que os portugueses estão sequestrados por uma política de asfixia económica, financeira e social, cujas medidas os colocaram numa situação de tensão extrema. De facto, os portugueses estão reféns, incapazes de ter uma visão clara do impacto nas suas vidas das medidas dos PECs e da Troika. Com medo das violentas medidas é natural que a sua única preocupação seja a luta pela sobrevivência. Nessa luta, se os sequestradores lhes falarem com simpatia “vendendo a ilusão” podem gerar-se nos portugueses comportamentos de identificação afectiva e de lealdade para com os responsáveis pelo sequestro político.

Este comportamento psicótico pode ser decisivo nas eleições do próximo dia 5 de Junho. Perante a gravidade da situação, os portugueses sentem-se encurralados, vítimas do desemprego galopante, do aumento brutal de impostos e do desmoronamento do estado social. Neste contexto, será que os portugueses vão manifestar, de novo, lealdade para com os sequestradores? Ou, pelo contrário, ainda não perderam a esperança num futuro melhor e vão procurar a liberdade?

Caidê disse...

Anfi
Está magistral a tua anedota! :))) Gosteeeeeiiiiiiiii!

Ímpio
Fizeste-me baixar as orelhas assim que li o Zorrinho :)). Sim, porque se os portugueses não fossem burros!...É que não havia BMWs 5 nem Audis 5, os Deputados passavam todos a funcionários públicos e eram pagos a uns cêntimos o Km.

Houve um ano em que tive de fazer 150Km diários com entrada às 8h e sem autoestrada - o meu velho carro pifou e ou arranjava carrito mais capaz ou ia para o desemprego, já para não falar que o salário ia todo para o carrito e para o combustível e que só andava a ganhar tempo de serviço. E tempo de serviço para quê se desde 2005 não passo do mesmo escalão, já me foram cobrar qs 10% de cada salário (que devia ter subido e não subiu), já me foram aos subsídios, já me estão a subir o IRS, já me estão a tirar a reforma trabalhando e descontando desde os 19 anos até em mais do que uma atividade em simultâneo ... enfim...Ai se os portugueses não fossem burros!...


Rain
É claro que vou voltar à Praça de Espanha amanhã. Depois conto-te.
Quando TU vieres matar saudades a Lisboa, vê se combinas para uma bela passeata :))). Para o próximo Verão também quero ir matar as minhas saudades a Portimão do meu coração :)))

Meninos
Hoje, pelo menos, o nosso índice de felicidade subiu - SEXTA FEIRA, minha gente!... Ufa!... Até faz esquecer que a mesada tá curta para poder chegar ao supermercado!... :)))
Aproveitem !

bea disse...

Palavra de honra que não entendo esta maluquice de se pôrem os nossos políticos a prestar esclarecimentos dos esclarecimentos no Face. E menos entendo quem se justifica como Carlos Zorrinho. Roubam-nos a torto e a direito, pedem mundos e fundos a quem não desviou um cêntimo e não tem culpa de quem se abotoou com, ou foi péssimo gestor, ou deu de barato, ou outras coisa mas não é julgado e nem vai preso. Antes, por norma, recebe reforma agradável pela gestão danosa e o mau serviço prestado à nação.

e depois justificam-se com um Audi em vez de um BMW que nem vejo diferença mas deve haver.

Também é pelo exemplo que se lidera. Não julgo que os políticos devam deslocar-se nos seus próprios veículos, ou que devam receber baixo salário. Mas neste momento da história o desabafo do senhor ofende quem trabalha e é sugado diariamente. Não injuriem mais a nossa inteligência.

Já agora prefiro que zurre um burro a sério (será que o meu burro era mudo? não me lembro de o ouvir zurrar)

bea disse...

Anphy :)))

a sua anedota é um bocadinho como o filme, está cheia de bons bocados. Obrigada por trazê-la.

Cycle
em junho vamos estar tão ressacados que nem faço previsões. Quero acreditar em algum bem, mas não faço ideia de onde nos venha.

As pessoas acossadas reagem. assim e de outras formas. As situações de extrema tensão só não nos matam porque existem essas respostas que proporcionam o alívio que permite aguentar. Dizes, é psicológico.Respondo que em situações excruciantes ou tens um mecanismo de adaptação ou morres mesmo, ou enlouqueces.

bea disse...

Ímpio

não encontro piada ao nobel da Paz para a UE.

será como as condecorações que se dão aos nossos ilustres. tudo já em fim de vida. ou póstumo.

Rain

pois, tens que rever. Merece. Foi uma coisa boa na minha vida, recon heço.

E como diz a Caidê: vamos ajeitar-nos ao tempo, no conforto de ser sexta à noite. Boa noite a quem venha. E bom fim de semana

Impio Blasfemo disse...

BEA

Nobel para a UE é uma tontice. Daí que sugeri que fosse a Merkel a recebê-lo o que seria o cúmulo da tontice, mas uma tontice nunca vem sozinha, infelizmente. E como a Sra Merkel é quem hoje manda na UE não me espantaria que ela "sugerisse" que o Nobel lhe fosse entregue a ela, ou à Alemanha, através dela, pelo forte contributo que a Alemanha está a dar para a coesão europeia, sobretudo quando trava uma série de medidas que o BCE poderia tomar e não toma por causa dela Alemanha/Merkel.

Concluindo, o meu post foi uma provocação. Propor a Alemanha/Merkel para prémio Nobel da Paz equivaleria, à escala nacional, a propor uma estátua do Passos Coelho ao lado da do D. Afonso Henriques, em Guimarães.


Abraço
IMPIO

rainbow disse...


Uma musiquinha para acordar:)

http://www.youtube.com/watch?v=sXon4KB2cvQ

Bom sábado
Sorriam

bea disse...

Percebi-te à primeira, Ímpio :)

e tb gostei da crónia de José Luís Peixoto na Visão. Ainda que não seja sobre o Nobel.

O trabalho que algumas pessoas desenvolvem, faz-me acreditar que ainda gente muito interessada na humanidade. É ver as soluções simples de Manoj Kumar. Só que a Índia é muito longe. Em Portugal é que era, dentro da nossa realidade.Um português ou mais.

Bom Dia:)

bea disse...

:) é para ti, Rain.
thank's pelo samba.

Também para ti, Carlos Santana, alegras as nossas vidas, insinuas um aroma no pó da estrada.que talvez ali um regato a correr, uma giesta em flor. a música planta hipóteses.

bea disse...

esqueci-me da música:) nada entendo de guitarras mas esta parece-me que bem;

http://www.youtube.com/watch?v=zjTRW9C3__4&feature=relmfu

Fica bem

andorinha disse...

Bom dia:)))

Anfy,

Essa anedota está o máximo! Ainda não parei de rir...
Não há melhor maneira de começar o dia...ou a tarde:)

"E pensava eu que após sucessivos anos de trabalho, após sucessivos anos de descontos para o Estado, a tal entidade sobre a qual não pode haver dúvidas que zelaria pelos meus interesses, pensava eu dizia, que iria gozar uma reforma razoável, sem sobressaltos, e sentir o Sol quente na cara, enquanto lia um livro numa manhã qualquer de Inverno, estirado em cima de uma cadeira de lona a ouvir o marulhar das ondas do mar."

Também eu pensava, Impio, mas andam a gozar connosco, aqueles c.....
Bem, antes disso, ainda ia de mochila às costas por esse mundo fora. Só depois é que assentava arraiais algures numa cidade perto do mar:)

Vou deixar de ler jornais e ver telejornais durante uns tempos.Já não consigo ler e ouvir tanta bacorada.
As notícias mais relevantes vou sabendo por aqui...

Aqui vos deixo. Gosto, por isso partilho...Bom fds:)


http://www.youtube.com/watch?v=XzV8WcThbWg&feature=g-vrec

Anfitrite disse...

Andorinha,

Eu acho que tu tinhas razão. Afinal a adolescente lisboeta, tinha razão. Agora querem-nos impingir a confusão do FB. Aqui já a gente se conhece, agora ter de aturar tanta gente é DEMAIS. Há semore quem queira publicidade gratuita. Ainda por cima tenho de de gostar de tudo! Pq não há um símbolo para "não gosto"? Já estamos todos esventrados por esse mundo fora. Bem feita para o puto que já perdeu metade do valor das acções desde que passou a ser cotado na Bolsa. Só vejo gente interesseira.

Eu já devia ter dado baixa da minha assinatura da Tv cabo. Ainda por cima estou a pagar o aluguer do gravador, há três anos, e nunca o utilizei.
Até no computador, se a gente lê um artigo e cai na asneira de ler alguns comentários, fica com os cabelos em pé, de sentir que vivo num país de imbecis. Porra, estou farta! Acho que vou passar a voltar a fazer tricot, só que a coluna já não ajuda muito.

Ao menos que nos valha a nossa memória.

http://www.youtube.com/watch?v=I5urlA32xKc&feature=list_other&playnext=1&list=AL94UKMTqg-9CGF3p5vuyPiPGQV2E6LY2d


Ímpio,

As pessoas pensam tanto no futuro, que não vivem o presente.
Será que lhe fiz algum mal, porque nunca mais respondeu a nenhum comentário meu? Eu sei que escrevo mal, mas ainda dá para entender.

Quando se referiu oa Nobel pensei que estivesse a servir-s da homofonia-Merkel para o Nobel. É que ele numca foi tão politizado e
tendencioso. O da Paz era o único que era entrege na Noruega, para não sofrer infuencias políticas porque, naquela altura, não tinha representações diplomáticas.

Outro é entregue a um escritor do regime chinês porque agora tem muita imortância. Os outros são divididos ao meio que é para não se zangarem com o registo das patentes. O vírus da SIDA, já tinha sido descoberto há uma porrada de anos, mas andaram em negociações, um francês e um americano, porque o francês tinha descoberto primeiro, mas o americano meteu-se ao barulho e quem se lixou foi sempre o Zé Povinho, porque depois vêm as farmacêuticas e é uma desgraça pegada.


Boa tarde

Impio Blasfemo disse...

ANFI

Desculpe-me a ausência de respostas e acho que não escreve mal. Tem razão, o Nobel da Paz está muito politizado. Arafat e Obama são bons exemplos disso. E para mim se a Merkel fosse um homem considerava também ser um disparate à mesma entregar-lhe um prémio da Paz. Não olho para o género (agora já não se diz sexo) da pessoa que o recebe, apenas se merece ou não recebê-lo.
A provar que sou imparcial é que consigo ter um bom odiozinho de estimação em relação à Merkel como também em relação ao Passos Coelho (PC). Quer maior prova da minha imparcialidade em relação ao género e à nacionalidade? Também, convenhamos, não é difícil, e ao que vimos não devo estar só neste meu odiozinho de estimação. Por um lado ainda consigo vislumbrar algum racional nas atitudes da Merkel; são do piorio para nós mas para a Alemanha é discutível que sejam más, pelo menos numa perspectiva de curto prazo. Já quanto ao PC não vislumbro uma única pontinha de racional, mesmo vestindo a farpela de ultra-liberal. Já se percebeu que o PSD vai ter uma abrupta queda nas eleições das autárquicas e não é preciso consultar as sondagens para imaginar isso. Admito que o povo português vá pagar ao PC com uma COLOSSAL (como o Gaspar gosta de dizer) derrota. Se o não fizer é porque além de ser um povo burro perdeu totalmente o sentido de dignidade, pois só não se sente quem não é filho de boa gente, e o povo português é filho de boa gente, embora de vez em quando apareçam uns GRAVETOS e uns MAFARRICOS armados em PILHA-GALINHAS que conseguem trazer para a governação o pior que se possa imaginar. Pagamos sempre cara a factura, no futuro, pois tais MAFARRICOS escondem os talões debaixo das gavetas e só damos por eles, quando, por sorte ou azar do destino, abrimos a gaveta e o talão nos salta no colo. A isto agora chama-se, pomposamente “DESPESAS SOMBRA” .
Estive a ver, na TV, parte de uma sessão do grupo de parlamentar que está a analisar as PPPs e em particular nesta sessão estava o engº Mário Lino a responder.
Espantou-me a fraqueza das questões colocadas que aparentemente davam a impressão que haveria muita informação que não estaria disponível, porque se estivesse, as questões colocadas não seriam perguntas mas sim afirmações.
E depois só agora é que colocam estas questões. Porquê depois de tanto tempo decorrido? Porque motivo só se lembram agora? Não foi possível antes? Terá sido o PS uma força de bloqueio que não permitiu que estas questões fossem analisadas atempadamente?
Fica tanta coisa por responder, como por exemplo, onde se quer chegar com isto? Quais as consequências? Que objectivos se pretendem atingir? No fundo, onde se quer chegar?
http://www.publico.pt/Pol%C3%ADtica/mario-lino-diz-que-nao-teve-participacao-substantiva-no-comboio-da-ponte-25-de-abril-1566950

Abraço
IMPIO

Anfitrite disse...

Ímpio,

Obrigada pela resposta. Ainda não li bem, nem vi o link, mas é só para dizer, que embora também não tenha ouvido as perguntas ao Mário Lino, porque já não aguento que gozem tanto connosco, pois sei que nos estão a lixar e a empurrar com a barriga para a frente. A parceria onde eles dizem que reduziram as despesas é pura demagogia. Os concessionários até são capazes de ficar com maior rentabilidade, face à conjuntura actual. O que acontece é que eles para lhes pagarem menos tiram certas responsabilidades, como por exemplo a manutenção das estradas. E o Estado não vai conseguir fazer uma manutenção mais barata, nem se calhar dar a assistência que estes dão. O que vai acontecer é passar a haver mais acidentes, porque se formos numa auto-estrada, a 120Km/h e nos aparecer um buraco á frente, não sei o que acontecerá. Agora até podemos exigir responsabilidades, até se um cão nos atravessar à frente, porque são obrigados a ter as auto-estradas protegidas, mas depois....? Pensam que os Estado nos vão indemnizar dos prejuízos? Quem tiver dinheiro ainda poderá ir até ao Tribunal Internacional, porque cá não há testemunhas nem juízes que nos valham. Além disso estão a prolongar os prazos. Por isso é tudo mentira. Também é por isso que eu há muito tempo que ando com uma máquina fotográfica na carteira, agora já há os telemóveis, mas se tiver um acidente numa estrada municipal, ou estragar o carro por causa dum buraco, ou por falta de um tampão, a culpa é da Autarquia, não adianta eles dizerem que a obra está entregue a não sei quem. Antes, depois duma noite de temporal era ver chover os pedidos porque os caixotes do lixo tinham ido para o meio da estrada por causa do vento, ou da chuva, e não adiantava os cantoneiros afirmarem que tinham travado os caixotes, o que geralmente nunca fazem. Com uma máquina prova-se isso tudo. Não precisa arranjar testemunhas falsas, porque também acontece um gajo ter uns pneus velhos e arranjar uma factura com pneus de última geração. Eu até com as matrículas, nestes casos, ficava. As outras estradas eram da responsabilidade da JAE que agora se chama ?.Não me lembro. Também nas que a Brisa é responsável, se vos acontecer alguma coisa, não saiam do sítio, sem chamarem e chegar a autoridade, mesmo que estejam a empatar o trânsito todo, porque só assim é que são ressarcidos dos prejuízos.

Eles só querem distrair o pessoal. Na 4º feira fiquei envergonhada com os perguntas e o modo que as fez o JGFerrira nos Negócios da Semana. Parecia um inquisidor da PIDE, a pontos de o homem dizer que tem dois filhos a estudar no estrangeiro e tem de ter ajuda dos pais para não os prejudicar. SE quiser veja o vídeo. Depois saiu este artigo:
http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=2823487&seccao=Fernanda C%E2ncio&tag=Opini%E3o - Em Foco

Porque não se fala do BPN e do que aconteceu em 2008?
Estou a ver isto muito mal com o Obama, porque o Médio Oriente está a ferver à espera das eleições americanas, depois vai explodir e nada ficará como dantes. As pessoas esquecem-se que as primaveras viraram Inverno, com pessoas a morrerem todos os dias em barcos superlotados para abandonarem os países. E o Irão e o Líbano ali tão perto.

Já agora, podem chamar-me maluca, mas isto já é história e vale a pena não esquecer. Toda a gente ficou feliz!

http://www.youtube.com/watch?v=EjGW68YV3yI

Garanto-lhe que vale a pena ouvir!


Já agora digo-lhe que à terça-feira na RTP-Inf, há um programa chamado Economix, que é isento e muito interessante.

Boa noite.








Jo ão disse...

Relativamente ao poste, o Prof. Nuno Grande foi muitas vezes o exemplo a seguir por muitos e aos que me estão próximos refiro-me ao meu pai.

Não nos é exigido apenas paleio!!!

Jo ão disse...

!!!Mas também faz muita falta ;-)

Jo ão disse...

No outro dia fiquei a pensar no "capitalismo global" faz-me lembrar "democracia para todos". Eu vejo mais um futuro de "capitalismo egocêntrico" que sempre existiu.

Caidê disse...

O prometido é devido - na Praça de Espanha a manifestação cultural foi forte qb. "Há mais gente fixe, a Troika que se lixe!" ou "O povo unido jamais será vendido!". Dali saíu também uma nova palavra para a língua portuguesa - um verbo, por sinal, já que isto precisa de ação - e podem tomar nota: é "boliqueimar-se" - conjugação pronominal reflexa do tipo "Ele boliqueimou-se...."

Foram lembradas muitas canções do Zeca. Alguém disse que ia cantar um tema de um amigo que só ali não estava porque a morte o não deixava.

De facto, tanta gente com tanto saber e tanto valor se arredou da vida do país ou foi arredado da vida(mais definitivamente)que só por isso já o país teria razão para se sentir empobrecido.


Para além da Praça de Espanha já parecer um Hyde Park de que a população se apoderou para fazer acontecer o protesto solidário, viam-se os mesmos rostos dos anos 70 e muitos jovens porque eles são os pais da nova Revolução.

Anfy
Falou na RTP Inf! Ontem à noite apanhei um programa também muito bom (já a meio). Carlos Moreno (juiz) falou e disse! Caramba! Outro entrevistado, professor Universitário de Finanças Públicas, (Luís Bento?)explicava porque este Orçamento está a levar tanto tempo a sair do forno e ora é assim ora é assado - quem o está a elaborar nada percebe de Administração Pública! É o tal problema: a geração que percebia reformou-se e os novatos sempre acharam que dos velhos nada havia a aprender, pois o mundo abria-se-lhes de outras maneiras: de um piparote largavam as mochilas e os TPC e já estavam entrincheirados nos lugares do poder. Então não era bastante?

Dia 31 voltarei a povoar a rua do protesto solidário. (Dia 15 je ne peut pas).

Tudo de olhos postos no PR - vai ao Tribunal Constitucional preventivamente a porcaria do Orçamento? Ou terá ele informação confidencial de que nem será aprovado para quê dar-se a tal incumbência?

Sem aprovação do Orçamento rasgar-se-ia esta malha toda!...

(Carlos Moreno falou de "terrorismo fiscal".)

E depois vai o outro, o tal de Passos, a fazer-se cheio de pruridos delicodoces, e a rebaixar o Jerónimo por ele usar linguagem da populaça. O menino bem tá visto que pertence a outro ghetto, agora que o violento é ele a populaça não tem dúvidas. E apetece cantar: "Então isto não é uma ameaça????...".

Quem estiver a favor da não aprovação do Orçamento só tem de ir saber onde almoçam os Deputados do PS - é pôr-lhes laxante no almoço da véspera. Não fazem lá falta nenhuma.

Desculpem, se hoje estou de palavras lassas. Ando a ficar atacada de rebelião primitiva que é uma doença que dá nos proletários quando já não conseguem inventar mais formas de esticar as soldas.

Mas como os meninos são boa gente a minha zanga não é com vós. Acho até que merecem uma voz - a voz de um aniversariante:
http://www.youtube.com/watch?v=uf4YyXVoWeA

bea disse...

É pá vocês estão com a pica toda.Dói-me a cabeça de viver neste país, governada(?) por gente tão parva e estranhamente interessada em nos delapidar. Farta de impavidez e sem vergonhice.

Anphy
noutra altura serei capaz de tragar Sócrates e Passos, os dois de uma assentada.Coagida. Amarrada e assim. Mas de preferência não.

Nã nos gramo. São diferentes? Mas nenhum presta. Quero mais é que se afundem em alto mar.

E não ligue

Vou dormir que estou só a esmalucar. Fiquem e durmam bem:)
e biépi

Anfitrite disse...

Pedro,

"A propriedade privada é aquela que priva os outros de a ter!"

Agostinho da Silva

Para mim não há rico nenhum que não seja criminoso. As pessoas só enriquecem explorando o trabalho dos outros. Mesmo aqueles que num golpe de Bolsa enriquecem, fazem-no por manipulação, e levam muita gente, que investiu as suas pequenas poupanças, à miséria e muitas vezes ao suicídio, ou à loucura.
Para mim o Champalimaud enriqueceu, não por ter sido um grande empresário, mas porque explorou o trabalho dos outro, porque roubou a terra aos desgraçados, sem terra, no Brasil, que são escorraçados e mortos pela polícia e vivem amontoados em favelas. Para descargo de consciência, deixou uma Fundação, que vai enriquecer mais uns quantos, porque para fazer investigação não é preciso viver no luxo; e fê-lo porque estava quase cego e porque lhe mataram filhos, por ser uma família amaldiçoada. Agora até uma caíu, nas escadas, na sua luxuosa casa nos states e partiu o pescoço, dizem que por ter uns saltos muito altos, e foi desta ppara melhoor. Era familiar por afinidade, mas que sejam todos amaldiçoados.

Jo ão disse...

Desde a pedra lascada ao diamante mais perfeito, a inveja é sempre a mesma.

Durmam bem.

http://www.water-inside.com/2012/10/as-time-goes-by.html

bea disse...

Caidê

rebelião primitiva é um bom termo para este sentimento de um ocidental que nos assola:)

As juventudes partidárias também geraram boas coisas!Podem limpar-se

Partidos à parte, Jerónimo de Sousa merece respeito. E só ficou mal o senhor dos passos.Que decerto não foi capaz de o entender. Infelizmente para nós,o senhor dos passos usa uma das tonalidades mais feias da vaidade.

É tudo muito mesquinho.

vou-me embora, pronto. Desgosto de país!

bea disse...

Anphy

ainda bem que não me fui embora:))) Então agora também há maldições por afinidade?! ah, ah, ah...

Agostinho da Silva tinha piada e por vezes razão. mas não tenho nada contra a propriedade privada.O comunismo na versão integral não resulta senão em pequenas comunidades ou situações especiais.

De Champalimaud não sei quase nada, mas desconfio das grandes fortunas que nascem como os cogumelos; não conheço a história dele, não posso manifestar-me. O que não gosto mesmo é que exploremos as pessoas expropriando-as dos seus direitos. Menos de 1% para a cultura é o quê senão um passo para a perda da identidade de um povo? sem cultura não há crescimento, nem pensamento. Burros não precisamos promover, temos demais.

juro que é de vez:)

andorinha disse...

Anfy(5.05)


"Eu acho que tu tinhas razão. Afinal a adolescente lisboeta, tinha razão. Agora querem-nos impingir a confusão do FB. Aqui já a gente se conhece, agora ter de aturar tanta gente é DEMAIS. Há semore quem queira publicidade gratuita."

Mas a moda pegou? Acaso sou alguma adolescente?!:)))
Mas claro que tinha razão, era fácil de prever. É muito diferente. Aqui já nos conhecemos, como dizes, e conversamos. Lá, quando entro no mural do Júlio, nunca sei onde estou a entrar.lol Às vezes acho que me perdi, tantos os post de tanta gente que por ali anda. É muito confuso e muito anónimo. Vou passar a ir à página mais calma, mas nada se compara a este cantinho:)

"Porra, estou farta! Acho que vou passar a voltar a fazer tricot,...

Também estou. Farta. Ou melhor, fartíssima. Tricot não vou fazer porque não tenho pachorra, tenho que arranjar outro antídoto.
Vou mesmo deixar de ler jornais e ver tv pelo menos durante uns tempos. É que não aguento tanta informação, tanta desinformação, tanta mentira e tanta sujeira. Por isso fiquei admirada quando aqui li que o prémio Nobel da Paz tinha sido atribuido à UE.
Das duas uma: ou sou eu que estou maluca ou é o mundo. Eu acho que é o mundo.

"As pessoas pensam tanto no futuro, que não vivem o presente."

Tens razão. Eu própria dou por mim a padecer desse mal. Mas lá está, tenho que me concentrar e aproveitar mais as pequenas/grandes coisas do dia a dia. E há-as e por vezes não ligamos. Tanta preocupação com o futuro suga-nos a energia para o presente.

Caidê,

Se estivesse em Lisboa de bom grado te faria companhia. Mas é preciso mais, tem que haver uma revolta social. Não podemos permitir que nos conduzam para o matadouro como cordeirinhos.

Uma música calma para o soninho:
http://www.youtube.com/watch?v=_GtUeM6KsH8

Biépi no matter what they try to do to us...

bea disse...

Olá:) Bom dia, estou cansada de ser noite; abri a janela e o dia atrasado, provavel que o sol ainda na cama, ai que não ouvi o sinal e a noite agora de costas voltadas, a resmungar que já devia ir não sei onde e que está velha para corridas e pressas e tinha um encontro com uns ventos especiais num trópico qualquer. É pá onde é que estão os chinelos, ora esta, ainda por cima estou com dor de barriga, ai valha-me deus, que nunca sei onde ele anda quando preciso, a bem dizer que nunca o vi, e bem podia deixar um endereço certo, uma hora, qualquer coisa que nos orientasse. Que é isso de estar em todo o lado? Ah, já achei um chinelo, mas que é do outro, bolas que as coisas às vezes gozam demais com quem precisa delas , acho que vou mesmo ao pé coxinho, mais vale, sempre alumio e uma luzita já falta. Ó com um caraças que não tenho tempo de vestir o fato dos raios, que é tão justo que nem sei como me meto lá dentro; e quem me aperta o fecho, aos domingos dou folga às supernovas e as outras estrelas estão-se nas tintas para mim. Que são da noite! Muito espertas. Da noite! Se não fosse eu quando é que tomavam banho? Nunquinha, que tinham de brilhar sem intervalo. Não digo nada que não sou de conversas, mas bem sei que saem do lugar às escondidas quando ninguém dá por elas, vestem a pele dos humanos e ficam por aí a ofuscar. Ai, não tenho tempo para pensar mais que estou em jejum e se a reflexão me cai na fraqueza não chego a sair de casa. E nunca me aconteceu, não é agora que me vou abaixo. Ser sol ainda serve para alguma coisa. Pronto, estou um bocadinho combalido, melhor ficar aqui a fazer que não existo, até porque estou horrível sem o fato, mal comparado, pareço um frango de supermercado. Gracinha nenhuma.

Foi à Anphy, apareceu no teclado :)

Um Dia Bom para todos

rainbow disse...


Bom dia:)

Caidê

Obrigada pelo "prometido é devido, sobre o que passou ontem na Praça de Espanha.
Vi na TV, mas o teu relato tem mais sumo. E esteve lá o nosso querido Mário Mata. Éramos todos tão jovens...
Solidária na rebelião primitiva.

Anfi,

Também acho o FB uma confusão e a Andorinha um dia teve a propósito uma tirada woodyana: "Aquilo mais parece uma multidão no Pavilhão Atlântico".
Ontem gostei de ouvir Jorge Sampaio na SicN. A inevitabilidade do governo cair, se continuarmos assim.

Andorinha,

Também não faço tricot, mas também não consigo estar mais de dois dias sem ler as notícias. Olha, eu canto... e resulta. Fico mais leve.

Ímpio

Numa Europa onde os líderes da União Europeia estão a fazer uma guerra económica declarada aos países mediterrânicos e onde há tudo menos coesão, o prémio Nobel da Paz é, no mínimo, irónico.
Na visita da chanceler à Grécia, foram mobilizados 70 mil polícias.
Quando ela vier a Portugal em Novembro, como será...?!

Bea,

"e depois justificam-se com um Audi em vez de um BMW que nem vejo diferença mas deve haver."

Estou contigo e com o Nuno Markl que não percebe nada de marcas de carros, e convivo bem com esta minha ignorância.
E até já dei comigo a tentar abrir um carro que não o meu, só por ser da mesma marca e modelo.
"De manhã cedo todos os carros são pardos":)
E foste muito querida com o "Fly to the rainbow" dos Scorpions, que gostei muito.
Retribuo com esta:

Para ti e per tutti,
Abraços

http://www.youtube.com/watch?v=lUKB3PxG-0E


Manuel disse...

Bom fim-de-semana e boas músicas.
«Avé Maria» Olga Szyrowa (Soprano). Música de Michal Lorenc para a banda sonora do filme Prowokator, 1995.
http://youtu.be/jA1qaOu_TDk

andorinha disse...

Bom dia:)

Bea,

Apareceu no teclado???????
A mim não me aparece nada disso...:)

Rainbow,

Não ouvi Jorge Sampaio. Normalmente costuma ser uma voz ponderada...

Pois...tu cantas...mas se eu cantasse toda a gente fugia:))))))))
Vou passar a fazer mais vezes jogging, cada um tem que encontrar a sua solução.

Bom resto de domingo:

http://www.youtube.com/watch?v=1y2SIIeqy34

Anfitrite disse...

*F O R A DE L E I>*

Como hoje é domingo pode ser que venha aqui, então pense que valeu a pena ter ido ao FUSO encher o bandulho, e não só...

http://www.youtube.com/watch?v=ZPYzW5_FjwE&feature=related

"Abraço.oçarbA"

Anfitrite disse...

CAîDÊ,

Não vale a pena gastar laxante com os gajos do PS porque a merda deles não serve para nada.
O Orçamento é aprovado apenas por maioria. Por isso tem é de se pôr no CDS porque eles(alguns) até nem concordam.
Além disso a não aprovação do Orçamento sóo nos faZIA BEM. jÁ VIVEMOS MUITAS VEZES A DUODÉCIMOS, SENDO OS DESTE ANO MAIORES QUE OS DO PRÓXIMO oRÇAMENTO. Portanto só teríamos a ganhar. Também há a hipotese do orçamento de base zero, que foi uma ideia do graveto.
Que pena ele já ter arrendado a bomba de gasolina de Boliqueime, porque era um bom lugar para começar a conjugar o verbo.

Imagine que esse Moreno foi o que fez oma fortuna com um livro sobre as PPP, que o encrespado convidava todos os dias, porque juntou os pereceres que deu, quando estava no Tribunal de contas, a dizer que as últimas que se tinham feito faltavam anexos. Como eu fico feliz de os ouvir. O problema é que os juízes do TdeC só sabem de leis e não sabem analisar uma Conta, mesmo que tenham o curso de Finanças Públicas, porque cada organismo contabiliza as coisas à sua maneira. A maioria dos Organismos ainda não adoptou a Contabilidade Oficial, depois ainda há o método da UE. Portanto andamos todos a comparar alhos com aralhos, e ninguém se entende.
Além disso os Orçamentos devem ser feitos pelos organismos e não em conselhos de ministros extraordinários de muitas horas. Assim o orçamento é mesmo uma folha de Excel e depois atiram-se as verbas á parede para ver o que calha a cada um.
volto depois.
Não sei se já tinha posto este vídeo aqui.


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=3xI9_ThN1_A#!

Vale a pena ver.

bea disse...

Manuel

:) tão, mas tão bonita esta ave maria. Fica a gente com vontade de ajoelhar.

E Boa Semana a todos:)

Caidê disse...

Anfy

Pois é mesmo (!): para aprovar basta o raio da maioria governamental. Estava na crença de que os risos de Passos já tivessem levado o Portas aos arames finais. Mas Passos ri da camisa de 7 varas do outro.

E o PR parece rir-se da camisa de 7varas dos outros todos.Parece andar a ocupar o cargo só para o cargo não ser doutra guisa ocupado.

Posição mais parecida com a dele só a do PS, com a única diferença de que um reina e o outro não reina e está a ver se não tem de reinar.

Andorinha
Pois quando for o dia R - da revolução social - conta comigo, que te acompanho eu!

Rain
"Rebeldes primitivos" é uma terminologia que roubei (impropriamente) a Eric Hobbsbawm - o grande historiador britânico que morreu há dias.
Vou tentar ouvir em replay a entrevista a J. Sampaio - também costumo apreciar as suas posições conhecedoras e sensatas.

Manuel
Depois de um 13 de outubro daqueles e da declaração pública do Patriarca até me dão alergia as Avé-Marias. Tu desculpa, desta vez!

Que tal um IMIzinho e acrescido de 80% para os bens inalienáveis da Igreja (direito canónico) em território nacional? Quantas bocas alimentava? Quanto emprego criava?

Depois de ir evangelizar até à Síria (ou coisa que o valha) poderia ter assento na hierarquia da Igreja Católica - antes não! Tem muitos anos de boa vida e nenhuma experiência vital, que lhe possa dar sensibilidade para os flagelos do mundo. Vive longe!...Para mim pode verbalizar longe as suas sentenças.

Continuo rebelde... e primitiva...Vou tomar uma aspirina antidepressiva e um regulador de humores.

O fds é curtíssimo :((( The End aproxima-se...

Tenham uma semana plena de positividades lá onde elas forem possíveis.

Eu dou esta ajudinha:
http://www.youtube.com/watch?v=RX6f_MyqYFY







andorinha disse...

Bom restinhooooooo de domingo e boa semana:)

http://www.youtube.com/watch?v=MO0lUXnAs-U

Manuel disse...

Um pouco de reflexão
«O direito ao delírio»: Eduardo Galeano
http://youtu.be/Nnnl23eVbT4

E um pouco de distensão
«Roots»: Rokia Traoré
http://youtu.be/xB_EEFcM6TE

A música Roots é especialmente dedicada à Caidê, para lhe limpar os ouvidos das comichões provocadas pelas declarações insensatas do Cardeal Patriarca, de que a Avé Maria da Olga Szyrowa não tem culpa.

Anfitrite disse...

Gostam muito do AO, não é?

Afinal,parece que não vai ser preciso esperar por 2015 para o Português se finar como língua e ser substituído pelo "brasileirês".

Agora já é a descoberto,ou seja como quem diz: já está no papo.
Vejam com atenção!

http://livre.fnac.com/a4051430/Collectif-Mini-dictionnaire-francais-bresilien-bresilien-francais?SID=00085861-05e4-6374-6c0d-b2ec65a08e5e&UID=08E569ED9-415D-494E-8BBF-F2C6F85848C2&Origin=FnacAff&OrderInSession=0&TTL=040420131541

Já falta mesmo pouco para desaparecermos com País.

Anfitrite disse...

Aqui já tem comentários

http://ilcao.cedilha.net/?p=7758

rainbow disse...


Bom dia com chuva ou sol:)

http://www.youtube.com/watch?v=0OCnHNk2Hac

cycle disse...

Bom dia,

Aposto que o Gasparzinho fez o estágio aqui:

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Seguranca/Interior.aspx?content_id=2828659

cycle disse...

Malta, estou aqui para ajudar nas actualizações :)))

http://www.youtube.com/watch?v=UQHs3JV-EiM

cycle disse...

Lindo, não?

cycle disse...

É-me igual! :)

bea disse...

Caidê

uma ovelha, mesmo sendo das que guiam - e há dúvidas acerca do seu papel em tão amplo movimento ( fora o fazer triste figura) - não é o rebanho. A beleza desta avé maria transcende qualquer religião específica e apela a sentimentos e emoções primitivas :)) e boas. e humanas. E é bom lembrar de vez em quando que também somos isto.

bea disse...

Andorinha

Marlene Dietrich tem pose de perfeição fria, os olhos e a voz, “nada disso”. E a vida convicta, “mesmo nada”.

Manuel

Tens razão, a sanidade mental passa também pelo sonho. Que o futuro não é o pagamento de uma hipoteca.

bea disse...

Anphy

Em Inglaterra já há anos que se queres aprender português – fora do ensino escolar - te ensinam brasileiro . Passado aos dicionários, menos existimos ainda. À s tantas desconhecemos que vivemos num país que não exise. Ou dentro de um parêntesis que não é preciso ler, não interessa, sem graça nenhuma. Quiçá uma notita de rodapé.
Mas seja o que for que sejamos, somos alguma coisa. E queremos continuar sendo. Porque as notas de rodapé fazem falta. O que está dentro de parêntesis esclarece o resto. O mundo não pode querer compreender-se sem nós. Ponto.
Bolas! Estava eu a fazer um comentário no link que deixou com os comentários ao português brasileiro – gosto muito de dizer coisas - e aquilo foi tudo à vida vá-se lá saber porquê. Também não volto lá, quero lá saber.

cycle disse...

1

cycle disse...

2

cycle disse...

3

cycle disse...

Desculpem, passei-me...
... para o lado do sonho :)

Jo ão disse...

Só vim de raspão para ver se não me queimo!

AGC disse...

Fiquei agora a saber da partida do Professor Nuno Grande...

Foi um dos melhores professores que tive e que irei guardar sempre na minha memória. Era daqueles professores que cativam apenas com o brilho da sua alma. Era um prazer enorme ouvi-lo porque ensinava muito para além da matéria.