sexta-feira, abril 18, 2008

Boletim meteorológico.

Agravamento das condições atmosféricas em todo o continente. Possível vaga de fundo anti-elitista no PSD, que levará o Dr. Luís Filipe Menezes a reconsiderar o seu auto-proclamado afastamento da liderança.

63 comentários:

oui! mon amour! disse...

:)

CêTê disse...

Na Madeira bom tempo ;///// É escandaloso o silêncio do PR!!! Digo isto apesar de ter votado no CS - falta de visão estratégica da minha parte;( Achei eu, na altura, que tê-lo como PR iria garantir uma posição crítica a uma eventual maioria. Se tivesse seguido a minha intuição e tivesse votado no Manuel Alegre talvez a coisa fosse diferente, T-A-L-V-E-Z...)
Quanto ao Aberto João acho-lhe imensa piada;P Ele é uma figura! Isto não quer dizer que ache que se deva ilibá-lo de uma discussão pública do que são as acusações do seu povo. E é grave que o PR se esquive de forma escandalosa de o discutir falando do tempo!!! Mas nada que me surpreenda- pelo menos é coerente: fecha os olhos a todas as manifestações e denúncias ditaturiais no continente movidas por um partido que não é o seu...
Ontem, na AR, houve outra denúncia relativamente à dispensa de técnicos que fazem relatórios que não agradam ao governo.
Os professores estão a ser COAGIDOS a inflaccionar as notas para melhorar os dados estatísticos que o Governo há-de apresentar como resultado das suas políticas. O professor novito de Matemática que falou em directo no Prós e Contras não inventou (certamente) o que disse- todos nós, nós todos- sabemos onde está a verdade e sabemos que há cotas de notas a cumprir e que havemos de ser avaliados em função dessas mesmas cotas- PARA QUE CONSTE- e eu não vou desmintir o que estou a dizer. É que antes deste ministério estar em funções já eu era professora e depois dele sair hei-de continuar por muitos anos. E já dei provas na minha carreira que não temo intimidações nem chantagens.

(Quanto ao outro PSD... pelo balanço do barco e pela agitação do mar é fácil prever como será a acostagem. Tudo isto interessa ao outro PS. Sim porque há outro PS. E ou eu me engano muito ou o Socras vai morrer pelas costas. Pode ser que me engane. O Partido de Esquerda é que pode vir a ser surpreendido de "calças na mão". É que o povo do continente não é como o da Madeira! Nós não temos lucrado com este Ditador.)

Bem...

se acertar em 25% (é a minha cota de erro) digo que falo com Deus e abro uma linha de valor acrescentado. ;)

bf de tarde

LeniB disse...

O que será mesmo que colocou o país em alerta amarelo? A cor-de-laranja ou a cor-do-céu?

Xelb disse...

Anti-elitista e... anti sulista!

yulunga disse...

Bom dia maralhal.
Ai é?
Ando numa fase muito Zen ;) e afastada da política.

Marginal disse...

E lá se entornou o caldo!

Perdão! O sumo...de laranja.

RAM disse...

Espero que o boletim meteorológico se engane.
Em 95 houve quem tentasse ensaiar uma vaga de fundo por Cavaco. Correu mal: ficaram com Nogueira.
Desde então nunca mais o PSD foi o mesmo. Apenas por uma vez logrou alcançar o poder, e conseguiu-o devido à inépcia de um PS refém de de um pai ausente e fugitivo.
Mal está um País em que o principal partido da oposição justifica os processos de debate interno e consequente processo eleitoral desta forma: "É preciso um equilíbrio (...) para não gastarmos tempo de mais, porque o partido está numa situação em que tem de arrumar [a situação] bem e o mais depressa possível. Não podemos deixar que se arraste o tempo. Em Junho queremos estar todos a apoiar solidariamente a selecção nacional de futebol", no Campeonato da Europa.
Economia? Educação? Saúde? Justiça?
Não!
O que a malta quer é Futebol........

RAM disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
moon disse...

Ei, Prof...
Essa de não saber cantar é treta. Pelo menos o Lá, Lá, Lá, Lá... no «Figueira da Foz», estava perfeito!!:) Ainda por cima sem rede e no meio de tanta emoção... Portou-se muito bem!! Muitos diriam como um homem!? Seja lá isso o que for...

E também não compro essa de não saber ainda que a sua voz é simplesmente sensual, sexy?!, apelativa... Bem, já era tempo!:)

Quanto à Helena, deliciosa! Belo par! Um timído e uma extrovertida: explosivo!!!!:))))
Kiss

thorazine disse...

"Gregor Schneider pretende representar "a beleza da morte"
Artista alemão quer transformar morte humana numa "performance"
18.04.2008 - 18h21 PÚBLICO

Se Duchamp foi ousado demais para o seu tempo pintando bigodes à Mona Lisa, Gregor Schneider, pode ser no mínimo... mórbido. Numa ode à morte, o artista alemão quer convencer doentes terminais a mostrarem como morrer também pode ser belo.

"Quero mostrar uma pessoa a morrer naturalmente ou alguém que acabou de morrer. O meu objectivo é mostrar a beleza da morte", disse Gregor Schneider ao "The ArtNewspaper".

O artista afirma que Roswitha Franziska Vandieken, gestora da uma clínica privada em Düsseldorf, vai ajudá-lo a encontrar pessoas dispostas a morrer em público em nome da arte. “Estou confiante que encontraremos pessoas que queiram participar”, disse Scheneider.

O artista disse ainda que gostaria de apresentar a sua "performance" no museu Haus Lange, em Krefeld, na Alemanha. Os responsáveis do museu não querem fazer qualquer declaração sobre o assunto.

Scheneider diz ter ficado fascinado com a ideia de poder representar a morte depois de, em 2000, ter simulado a sua morte numa "performance" no museu Haus Esters. Se o museu não aceitar a proposta, Schneider sublinhou que concretizará o projecto no seu estúdio, em Rheydt, também na Alemanha.

O artista, conhecido pelas instalações pouco habituais, tem neste momento uma exposição na galeria La Maison Rogue, em Paris, que consiste numa série de quartos de tamanho decrescente. Os visitantes têm de entrar sozinhos e, depois de passarem pelos vários espaços, acabam num quarto totalmente escuro. O objectivo é encontrarem uma forma de sair e serem filmados nesse momento."

Qual é o limite da arte? :) Para mim uma representação deste tipo continua a ser arte..quanto às questões morais já não sei bem.. Se for consentido (como irá ser neste caso) acho que não tenho objecções mas se foi como no caso de alguns meses que utilizaram um cão moribundo mesmo já sou contra*!

*Apesar de ser contra compreendo o génio no acto. A primeira coisa que me ocorreu foi que se tivesse na exposição fazia todos os possiveis para alimentar o cão e de imediato que todos os dias passam cães abandonados por mim, esfomeados e sedentos certamente, e eu nada faço para além de continuar no meu caminho..

PSD- Será que vai ter organização suficiente para criar uma oposição forte até 2009? :|

Tinta Azul disse...

http://aluaflutua.blogspot.com/2008/03/no-ar.html

JFR disse...

Cêtê:

O seu comentário é, para mim, surpreendente.

Se é exactamente como diz, ou seja, de que existe coacção aos professores na atribuição de notas e de imposição de quotas nas notas dadas aos alunos, estamos perante um enorme escândalo.

E, a sua denúncia, revela uma coragem que merece a minha admiração.

Para onde caminhará um país com um governo assim e a oposição principal em cacos?

E, já agora, será que as pessoas se estão a importar? Ou, apenas, se interessam pelas habituais "fofoquices"?

andorinha disse...

Boa noite.

Quanto ao PSD nem me pronuncio. Mas é um partido, no mínimo engraçado, no sentido em que me provoca o riso.
O outro levou palmadas no berço, este é apunhalado pelas costas. Qual será o destino do seguinte?:)))

Cêtê,

Não stresses, aproveita o fim-de-semana, moça:)

Thora,
Ainda não consegui compreender o teu fascínio pela morte:)

JFR,

"Se é exactamente como diz, ou seja, de que existe coacção aos professores na atribuição de notas e de imposição de quotas nas notas dadas aos alunos, estamos perante um enorme escândalo."

É exactíssimamente assim!
Estamos a ser alvo de um violência sem fim à vista. Já não "podemos" atribuir uma nota em consciência.

Não acho que seja preciso coragem para a Cêtê ou eu dizermos isto.
É preciso é ser-se cobarde para não dizer.
A opinião pública é enganada e manipulada pelas informações que saem do ministério.

Para onde caminha o país?
Para o abismo. E tenho pena desta geração de miúdos, sinceramente...

mariam disse...

Sr.Professor
Um dia desses ainda o "contratam" como «Mayo»...
a sua previsão de "mau tempo" concretizou-se, alias, mais, transformou-se num "tornado" catastrófico...Portugal continental(Açores) e Madeira... me desculpem os Srs políticos, mas, só mesmo p`ra rir...
Bom fim de semana p`ra Si e p`ra todos.
Um sorriso :)

Xelim's Skull disse...

artigos no maisfutebol,

Contestação: Vieira prometeu há cinco anos fazer do Benfica o maior do mundo (frases)

As (outras) melhores frases de Vieira

O Vieira como Presidente do Benfica é mesmo cínico, e depois a culpa é dos "resultados viciados"

Revolta disse...

cancro do colo do útero


No programa do Júlio Vaz de terça-feira de 15/04/2008 o assunto era sobre o cancro do colo do útero. Fiquei com vontade de ouvir. A apresentadora cujo nome raramente me lembro começou a apresentar o tema, do qual as intervenções dela são “pois”, “sim”, “concordo”, etc. Tema do qual ela parece pouco conhecer como quase sempre seja o assunto, e cujo os artigos aparentam ser dados a ela para ler. Na minha opinião o Júlio Vaz não deveria fazer de conta que desconhece o tema, e que é apanhado de surpresa pelo dito cujo. Aliás o programa é seu. Passando à frente...

Não entendo como o assunto é o cancro do colo do útero e quando é feita uma pergunta pela apresentadora o Júlio Vaz mudou sistematicamente o assunto para o VHI-Sida. Esse tema divulga-o quase sempre, não haveria necessidade de falar sobre ele naquele programa. Sobre o tema em causa raramente o explicou nesse programa, fugindo para o “habitué”... Poderia ter falado em muitas coisas como por exemplo de como aparece, diagnósticos, rastreio, sintomas, sinais, tratamentos, entre outras coisas. Ou seja aproveitar o tempo todo para esse assunto.

P.S.1: Abordou o assunto mas sempre superficialmente. Foi no meu entender um programa não aproveitado, nem desenvolvido.

P.S.2: Se pudesse retornar ao assunto do programa e focando somente no assunto agradecia.

P.S.3: Bla Bla Bla...sei que o VHI é importante....

P.S.3: São opiniões...

P.S.4: Isto não faz parte da Play Station eheheheheh

PAH, nã sei! disse...

Chefinho e murcónicos... Boas!!!

Será que o sr. Menezes pensa que o PSD é Gaia??
Será?

Vou ali dar uma de loira, pois estou confusa - (e antes que as loiras me ataquem, eu sofro de inteligência artificial castanha, ok :)

Laura disse...

Pois... pois...:):)
Desculpe lá, caro Professor! Mas como isto é um espaço plural, sempre registo aqui o que dizia um colega meu, ilustre invicto,
"hoje faz chuva, mas amanhã faz sol"...
Eheheheh, finalmente!

Julio Machado Vaz disse...

Revolta,
Lamento que o programa não tenha funcionado. Quis chamar a atenção para o risco de confundir ter um só parceiro - ainda por cima o primeiro! - com ausência de perigo, a apresentação clínica do cancro não constava do "caderno de encargos":). Desculpe.

JFR disse...

Peço desculpa por não comentar aqui nos próximos dias. Estou a preparar a conferência de imprensa, para apresentação da minha candidatura à Presidência do PSD. O facto de não ser militante não é empeno, já que, com argúcia futurista, LFMenezes alterou os estatutos facilitando a inscrição e o pagamento de quotas até ao dia das eleições.

JFR disse...

Demonstrando possuir uma das 4743 competências indispensáveis à assunção do lugar de presidente de um qualquer partido, aqui estou a não cumprir a promessa feita no comentário anterior.

O motivo é importante e destina-se ao nosso bom anfitrião. Li aqui
http://blog.uncovering.org/archives/2008/04/a_cura_da_doenc.html

algo muito interessante.

Porventura já é do seu conhecimento, mas, na dúvida resolvi partilhar.

yes! my love! disse...

Na RTP memória o Porto e o Benfica já :)) jogam :)

No mais, para mim não restam dúvidas,

enquanto Alberto João Jardim não tomar as rédeas do Partido aqui no Contenente,

o Benfica, perdão, o PSD, não toma rumo, por falta de um verdadeiro líder !

É que para ser líder, não basta querer !

É mesmo preciso ser ! e no PSD já só nos resta este e mais nenhum !

Ainda acreditei que a liderança de PSL sobrevivesse a JS.

Mas no Parlamento, JS arrasa-o completamente !

Aliás, chego a pensar que o maior erro político que o PSD/JSD cometeu em toda a sua história foi deixar fugir José Sócrates, para o PS!

Assim, por muito mau que seja, AJJ ( eu acho-o o máximo :) no seu melhor :)

Alberto João jardim é o último "viagra" que o PSD tem para levantar os ânimos das bases! e o único capaz de enfrentar JS com a dureza necessária !

Só de ouvir falar em MFL MC RR ... ... ... até me benzo!

A não ser que queiram desgraçar mais alguém antes das próximas eleições, mais valia estarem quietinhos com LFM! e se bem que nunca tenha visto um líder demonstrar tanto cansaço e tanto desânimo à frente de um partido ne oposição!

anfitrite disse...

Desde que visito este blogue que só vi o Senhor Professor Doutor
participar nos comentários por três razões:
1 - Para agradecer a uma Granda Loa;
" - Para se justificar e atacar por causa duma crítica mais dura;
3 - Para responder a alguma pergunta que lhe é feita directamente e cujo assunto lhe mereça resposta.

Eu própria já lhe arranquei uma resposta e não sou doutorada em psicologia médica.

Por outro lado, apesar deste blogue só ser frequentado por gente ilustre, salvo raras excepções, como eu, nem toda a gente sabe o que é um caderno de encargos. E nem toda a gente é obrigada a gostar da entrevistadora que só diz: nem só, mas também, e/ou mas, porém, todavia, contudo...

Olhe que temos contas a ajustar na História, embora não tenha culpa. O MEU PAI NÃO CONHECEU O PAI PORQUE O MEU AVÔ MORREU NA BATALHA DE LA LYS POR CAUSA DO SEU BISAVÔ, que veio do Brasil para mandar nos Portugueses.

lobices disse...

...o Boavista "morre"
...Rui Rio é Boavisteiro
...a cidade do Porto está a definhar
...Rui Rio vai-se candidatar ao PSD
...
...a chamada lógica da batata
...
...Meneses concorrerá à cidade do Porto
...
...enfim, tanto jogo... tanto jogo
...
...Domingo, hoje?
...que significa ser Domingo?
...ahh, já sei...é dia do Prof. Marcelo falar................

Julio Machado Vaz disse...

jfr,
Pois... Esperemos que não seja uma nova versão do DESPERTARES:(. (Chamava-se assim o filme?).
Anfitrite,
Não me lembro de atacar ninguém e - por definição:) - não me podem ser assacadas culpas pelo nascimento do meu Bisavô. Mas quanto ao "caderno de encargos", não seja por isso: essa vertente do tema não fazia parte dos objectivos daquele programa.

yes! my love! disse...

Ontem quando desliguei o televisor o Porto já :) jogava com o Benfica na RTP memória; e agora, que o volto a ligar, continuam a jogar :)

E eu que vinha para responder ao post da Anfitrite, vejo que já não é preciso :) :)

CUCO MALUCO disse...

texto de Santana Castilho >
> Lembrem-se de Pirro
>
> É verdade que os sindicatos ganharam uns trocos. Mas o lance era para
> devolução integral: da dignidade perdida
>
> Comecemos por uma questão semântica: entendimento e acordo são vocábulos
> sem diferenças, do ponto de vista da significação, que justifiquem o
> esforço da Plataforma Sindical para os distinguir. Vão a um bom
> dicionário. No contexto que "aproximou" sindicatos e ministério, são
> sinónimos. Mas se essa fosse a questão, então capitular dirimia o
> conflito. E não estou a ser irónico. Voltem a um bom dicionário.
> Posto isto, passemos ao que importa. ministério e sindicatos acertaram,
> concertaram sob determinadas condições. No fim, os sindicatos cantaram
> vitória. Permitam-me que invoque alguns argumentos para desejar que os
> sindicatos não voltem a ter outra vitória como esta.
> A actuação política deste Governo e desta ministra produziu diplomas
> (estatuto de carreira, avaliação do desempenho, gestão das escolas e
> estatuto do aluno) que envergonham aquisições civilizacionais mínimas da
> nossa sociedade. A rede propagandística que montaram procurou denegrir os
> professores por forma antes inimaginável. Cortar, vergar, fechar foram
> desígnios que os obcecaram. Reduziram salários e escravizaram com trabalho
> inútil. Burocratizaram criminosamente. Secaram o interior, fechando
> escolas aos milhares. Manipularam estatísticas. Abandalharam o ensino com
> a ânsia de diminuir o insucesso. Chamaram profissional a uma espécie de
> ensino cuja missão é reter na escola, a qualquer preço, os jovens que a
> abandonavam precocemente. Contrataram crianças para promover produtos
> inúteis. Aliciaram pais com a mistificação da escola a tempo inteiro ( que
> sociedade é esta em que os pais não têm tempo para estar com os filhos? Em
> que crianças passam 39 horas por semana encerradas numa escola e se aponta
> como progresso reproduzir o esquema no secundário, mas elevando a fasquia
> para as 50 horas?). Foram desumanos com professores nas vascas da morte e
> usaram e deitaram fora milhares de professores doentes (depois de garantir
> no Parlamento que não o fariam). Promoveram a maior iniquidade de que
> guardo recordação com o deplorável concurso de titulares. Enganaram
> miseravelmente os jovens candidatos a professores e avacalharam as
> instituições de ensino superior com a prova de acesso à profissão.
> Perseguiram. Chamaram a polícia. Incitaram e premiaram a bufaria.
> Desrespeitaram impunemente a lei que eles próprios produziram. Driblaram
> as leis fundamentais do país. Com grande despudor político, passaram sem
> mossa por sucessivas condenações em tribunais. Fizeram da imposição norma
> e desrespeitaram continuadamente a negociação sindical. Reduziram a metade
> os gastos com a Educação, por referência ao PIB. No que era essencial, no
> que aumentaria a qualidade do ensino, não tocaram, a não ser, uma vez
> mais, para cortar e diminuir a exigência e castrar o que faz pensar e
> questionar.
> A questão que se põe é esta: por que razão esta gente, que tanto mal tem
> feito ao país e à Escola, que odeia os professores, que espezinhou
> qualquer discussão ou concertação séria, que sempre permaneceu irredutível
> na sua arrogância de quero, posso e mando, de repente, decidiu
> "aproximar-se" dos sindicatos? A resposta é evidente: porque os 100.000
> professores na rua, a 8 de Março, provocaram danos. Porque a campanha
> eleitoral começou a reparar os estragos para garantir mais quatro anos.
> O tempo e a oportunidade política da plataforma sindical aconselhava uma
> firmeza que claudicou. Porque quem estava em posição de impor
> contemporizou. Porque de um dia para o outro se esqueceram as exigências
> da véspera. Porque quem demandou a lei em tribunal pactuou com uma farsa
> legal. Porque quem acusou de chantagem acabou a negociar com o
> chantagista. Porque quem teve nos braços uma unidade de professores nunca
> vista pensou pouco sobre os riscos de a pôr em causa.
> É verdade que os sindicatos ganharam uns trocos. Mas o lance não era para
> trocos. Era para devolução integral: da dignidade perdida.
> Aqui chegados, permitam-me a achega: pior que isto é não serem capazes de
> superar isto. E lembrem-se de Pirro, quando agradeceu a felicitação pela
> vitória: " Mais uma vitória como esta e estou perdido".

cabecinhapensadora disse...

Obrigado, cuco maluco. é de gente assisada :) o texto que reproduziste.

andorinha disse...

Boa tarde.

Lobices,

E se baralhassemos e dessemos de novo?
Vai tudo dar ao mesmo:)))

Domingo? Domingo é dia de sornar...
Acordei há pouco:) Loooool
Abreijos:)

Cuco maluco,
Recebi hoje por mail e subscrevo inteiramente.

Não foste tu que mandaste, pois não?:)))

thorazine disse...

Professor,
esse filme é uma delícia!!! Grandes interpretações de Robin Williams e De Niro! Especialmente deste último que consegue transmitir uma torrente de emoções..:))

thorazine disse...

"Awakenings" é o título original...em tugalês não sei.. :)

thorazine disse...

Aliás...agora lembrei-me que tb há um episódio de Dr. House que de certeza que foi baseado neste filme...em que o conceito de "awaknings" pelo menos é o mesmo..:))

Ps - Deu-me vontade de rever o filme..hehe

Paulo Tomás Neves disse...

O mau tempo é mesmo só no Continente (o tio Belmiro está com o Marcelo atrás da orelha), consta que no Lidl está tudo bem, no pingo doce ainda se pagam os sacos (dizem, pois por causa deste despaupério já lá não me apanham), o Carrefour já cá não anda e o Jumbo anda de trombas.

CêTê disse...

Nos Estados Unidos o tempo também não está melhor...
Os dois principais concorrentes ao poder (ao trono do Mundo) vergam-se à IGREJA.
Pelos vistos vão continuar a importar cérebros da Euroasiáticos (qualquer dia a única coisa com saída) da forma como alimentam a iliteracia científica alimentando o mito do Criacionismo em plena campanha eleitoral!!!
E a Srª Clinton a dizer que mesmo quando todos pensam diferente ela tem o apoio de Deus? Perigoso. Realmente as mulheres dão-se mal com o protagonismo.

JFR disse...

Professor Júlio:

Obrigado pela lembrança do filme. Não o tinha visto. Os milagres da Net permitiram-me vê-lo agora (felizmente sem dobragem, apesar das legendas em japonês).

É um filme belíssimo. Cheio de interrogações sobre um acordar, após longos anos de ausência. Valerá a pena? Voltar, novamente, à escuridão. Não será maior, ainda o sofrimento, em novo acordar?

Fica a esperança de que um dia não se chegará às trevas.

Um abraço
José Rocha

anfitrite disse...

Já agora vejam também "Charly" com Cliff Robertson de 1968, para saberem se vale a pena despertar, ver mais além, ou fazer experiências em humanos.

E continuem vilmente a preocuparem--se com dignidades perdidas, acordos ou entendimentos, e sujo
metal, tirado aos que têm muito pouco. Tão pouco, que nem têm tempo para estar com os filhos, porque estão a trabalhar arduamente, ou andam perdendo horas nos transportes públicos e preferem que os filhos estejam na escola em vez de andarem na vadiagem, porque também não têm dinheiro para pagar a usurpadores jardins de infância, ou colégios particulares.


Professor,
Eu própria disse que o senhor não tinha culpa. Mas fico revoltada quando alguém fala em sofrer e ignora totalmente essa parte da nossa História, que nem teve comparação possível com as nossas últimas guerras coloniais.

E já tem atacado várias vezes e em várias situações, só que duma maneira muito mais douta e de forma subliminar, que só os mais sensíveis percebem.

anfitrite disse...

"Ignorância e Demagogia"

Texto do website " a página"

Em que ano estaremos?, pergunto eu.


Adivinha-se o que vem por aí. O ministro manda recados. Os (tele)jornais servem de caixa de ressonância. Os fazedores de opinião contribuem para o peditório.
Não se sabe é se aquilo que se anuncia resulta da ignorância manifesta sobre a coisa educativa ou se da demagogia necessária à adopção daquelas medidas que, em educação, são parte integrante da agenda neo-liberal. Ignorância ou demagogia ?
Comecemos pela ignorância que Pacheco Pereira valorizou, de forma implícita num debate da TSF, como uma das qualidades necessárias daqueles que, doravante, possam ser escolhidos para exercer o cargo de ministro da Educação. Condição que, na sua opinião, assenta como uma luva ao actual ministro, na exacta medida em que este não pertence ao círculo daqueles que têm andado a estudar os problemas da educação e, por via disso, a cometer erros. Logo, e o raciocínio é simples, não sendo o ministro um especialista, é, então, a pessoa ideal para enfrentar os ditos problemas sem cometer os erros dos anteriores. A escolha dos actuais Secretários de Estado da Educação, uma especialista em Sociologia Rural e um ex-gestor da TAP e da EXPO, não é mais do que a confirmação de uma tão abalizada opinião.
Ao lado do dr. Pacheco Pereira enfileira a doutora Maria Filomena Mónica que constitui o melhor exemplo de como a ignorância sobre as coisas educativas não deve impedir ninguém de opinar e produzir doutrinas quer neste quer noutros campos. No "Público" de 3 de Maio de 2002, vem a notável paladina do anti-rousseaunianismo denunciar, mais uma vez, o desbaratar do dinheiro investido pelo M.E. nos últimos anos. Para isso, limitou-se a evidenciar o facto do orçamento do Ministério ter passado dos 421 milhões de contos, em 1990, para 1241 milhões, em 2000, e confrontar tal investimento com os resultados do "PISA", os quais, e isto foi escrito por M.F.M., mostraram que "67 % dos alunos do 4º ano obteve um zero - sim, 0 - num elementar exercício de Matemática". Como através do "PISA" só foram avaliados os alunos com 15 anos de idade, resta saber onde é que M.F.M. foi buscar aqueles números. Provavelmente à mesma fonte que não a informou, ainda, que as antigas escolas do ciclo preparatório e os liceus já não são designadas por escolas C+S.
Quanto à demagogia, os exemplos são muitos e permitem que, por exemplo, compreendamos porque é que o I.I.E. e o INAFOP foram encerrados como se estivéssemos na presença de uma qualquer Comissão relacionada com a segurança da travessia do rio Tejo.Não é por acaso que Santana Castilho, um dos novos arautos do conservadorismo pedagógico que o "Público" foi buscar ao baú dos ostracizados, dá finalmente largas ao seu entusiasmo com as medidas anunciadas por David Justino. Devolver às aulas dez mil professores no horário zero, retomar o rigor na medição do saber dos alunos, fim da escolaridade obrigatória... com frequência facultativa, congelamento da contratação de docentes a partir de 2003 / 2004, fim das "pausas lectivas", devolução da autoridade ao professor para impor a indispensável disciplina e, ainda, a não existência de reservas ou de preconceitos face ao ensino privado. Eis as medidas que merecem o apoio do articulista. Porrada nos professores e porrada nos alunos poderia ser a divisa que as inspira. Uma divisa manhosa, caso permita que, assim, nem uns nem outros inquiram, por exemplo, o Ministério da Educação sobre o modo como este pretende contribuir para que nas escolas portuguesas os alunos possam, mais do que reprovar, aprender coisas significativas e, assim, crescer como pessoas.

anfitrite disse...

O SEXO dos ANJOS chegou ao fim :-(

Nuno Ribeiro

Após oito anos de emissões na Rádio Nova, O SEXO dos ANJOS foi transmitido pela última vez no dia 28 de Setembro de 1998.
No último programa, o Prof. Júlio Machado Vaz, Aurélio Gomes fizeram um balanço dos oito anos de emissão e José Gabriel traçou em linhas gerais a sua participação e opinião do programa que fez história na rádio em Portugal.



A TELEFONIA VIRTUAL lamenta o fim do Sexo dos Anjos e garante a continuidade do SEXO dos ANJOS no Ciberespaço (nesta página não oficial).








Aqui, Sim!

Tinha um interlocutor à altura.



Os três magnificos comunicadores, que são Júlio Machado Vaz, Aurélio Gomes e José Gabriel passaram para livro algumas das conversas que semanalmente têm aos microfones da Rádio Nova. Neste programa fala-se de tudo menos do "Sexo dos Anjos", sem tabus nem preconceitos. Estes três comunicadores conseguem contagiar quem os ouve, falam de coisas tão sérias como a droga, a adolescência, o amor , a sedução, o erotismo e a sexualidade(s). Mas, por vezes, não resistem e a política, ou algum acontecimento social que não seja o "Sexo dos Anjos" dá para alguns minutos de conversa. E, para quem está do lado de cá, é como se estivesse sentado numa mesa redonda com estes três amigos onde todos somos cúmplices destas conversas. Os ouvintes podem participar ligando aos domingos para a linha verde (0800 20 59 00 - grátis) da Rádio Nova (deixando a sua mensagem gravada e que no domingo seguinte irá para o ar), enviando um fax , carta ou e-mail para a Rádio Nova .
Em relação ao livro, podemos ler (re-ouvir), doze capítulos (programas) e no final de cada um temos um "comentário " do Prof. Machado Vaz.

O Sexo dos Anjos - 1991
Júlio Machado Vaz
Com a colaboração de Aurélio Gomes e José Gabriel
Edição - Relógio D´ Água

"E de súbito, nas noites da rádio, um programa fala de sexualidade de um modo inovador, rigoroso e divertido.
E isso pode acontecer tanto a propósito de um livro de Vergílio Ferreira ou Kundera, da carta de um ouvinte ou de um filme.
Este livro recolhe uma série desses programas e prolonga-a com novas reflexões."

lobices disse...

...não resisto: e vão mais 2

(mas mais incrivel é a derrota do SCP)

abreijossssssssssssss e uma boa semana (mesmo com chuva)

oui! mon amour! disse...

Anfitrite,

fiquei sem saber quem escreveu o quê nos seus comments das 5.28 AM e 8.05 AM,

mas já me deixou em pulgas por causa do livro!

E mais uma vez está carregada de razão quando escreve : "Tão pouco, que nem têm tempo para estar com os filhos, porque estão a trabalhar arduamente, ou andam perdendo horas nos transportes públicos e preferem que os filhos estejam na escola em vez de andarem na vadiagem, porque também não têm dinheiro para pagar a usurpadores jardins de infância, ou colégios particulares." Anfitrite!

Nós vivemos num país em que só pelo preço de uma "bica" se pode ver como em Portugal existe e existirá ainda por muito tempo " mão-de-obra escrava "!

Como é que se pode vender numa chávena com um pires e uma colher perfeitamente higienizados, com ou sem pacotinho de açucar/adoçante, um café tirado na hora, pela força dos braços que se repetem dezenas, centenas e ou milhares de vezes ao dia; café tirado de uma máquina lavada pela força dos braços já exaustos no final de um longo dia de trabalho; servido numa mesa e num espaço limpos por mais braços escravos que de trinta em trinta dias recebem em troca desse esforço tão mal reconhecido uma quantia que não lhe chega a meio do mês?

É neste país, que muitos professores querem continuar a sair mais cedo para poderem continuar a ir recuperar do cansaço intelectual para os cafés pastelarias e esplanadas, onde aquelas mães e pais trabalham até altas horas da noite com as crianças entregues na maioria dos casos a familiares idosos ou a si mesmos!

E quando não é nos cafés, é nas fábricas em turnos de horário implacável...

sem "operário de substituição" sem planos de redução de horários, sem recursos de qualquer natureza que os livre da espada do despedimento com justa causa(?) desde o primeiro ao último dia de contrato!

Num país em que uma grande maioria dos trabalhadores não conseguem produzir aquilo que custam aos patrões em salários, subsídios, contribuições, seguros, condições de higiene e segurança;

e em que, por isso, muitos patrões, para pagarem todos os meses aos seus empregados, deixam eles próprios de tirar um rendimento mensal que lhes permita viver com dignidade,

ainda teremos por muitos e muitos anos, cafés a sair ao balcão, a cinquenta sessenta e setenta cêntimos, tirados por "mão-de-obra escrava" de um Sistema que a entrega nas mãos de uma Iniciativa Privada condenada à insolvência, pelo mesmo Sistema que se alimenta ( Fisco e SS )dos seus proveitos para se sustentar a si mesmo!

E tudo isto, ao mesmo tempo que, outros marcham e se manifestam contra o fim dos privilégios perdidos, em quais paraísos laborais, sitos no grande oásis da Função Pública!

P.S. e eu cá continuo sem o seu endereço electrónico :(

andorinha disse...

Boa tarde.

De quando em vez lá se abrem as portas do manicómio e temos aqui a invasão das loucas.
Rectifico: loucas é uma palavra que caíu em desuso, será melhor, pessoas mentalmente desequilibradas.:) Looooool

Troquem depressa endereços de e-mail, números de telemóvel, ou criem um blog ( se forem capazes) :) para escreverem essas idiotices e deixem-nos em paz.

Já muita gentinha tentou fazer o trabalho sujo que vocês estão a fazer e acabaram por desertar. É o que irá acontecer convosco, é tudo só uma questão de tempo.

P.S. A "mãe & advogada" já deve ter passado a "madrasta e juíza", evaporou-se:) Looooooooooooooooool
Loooooooooooooooooooooooooooooool

P.P.S. Como vêem, continuo bem disposta, sempre:))))

Mãe&Advogada disse...

Não tenha tanta certeza disso, Andorinha!

Se eu aparecesse mais, talvez não se lembrasse tanto de mim! Mas isso, é uma outra falsa questão :)

Como a da sua boa disposição!

Nunca ouviu falar de contradição insanável entre o conteúdo e a forma?

andorinha disse...

Loooooooooooooool Loooooooooooool
Loooooooooooooooooooooooooooool

Mãezinha:)))) o nick está aí, qualquer das outras o usa:))))

Mas, parabéns, Mãezinha, sempre atenta e em cima do acontecimento:))))

thorazine disse...

Professor,
ouvi dizer no "Amor é.." que alguém lhe ligou para contar mais algumas estórias dos beatles! Niguém lhe ligou para lhe dizer o injusto que foi com Roger Waters? :))) É que pelo que sei eles ficaram tão escaldados com o que aconteceu ao Syd que sobriedade era o seu lema de vida!! :) Todos tiveram as suas experiências..mas pelo que eles dizem não passou disso!

PS - Ou a entrevista que referiu era pré-Gilmour? :)

lobices disse...

...é uma pessoa inteligente e sabe do seu labor mas, que Deus me perdoe, na verdade, acho a Drª. Manuela Ferreira Leite uma mulher muito feia... todos têm o direito de achar o feio bonito e vice-versa...
...o que eu quero dizer é:
...candidatando-se ela à Presidência do PSD isso quer dizer que, em 2009 se irá candidatar a 1ª. Ministro???????
...
...
...
...
...
...
...

lobices disse...

...não posso perder os Prós e os Contras de hoje!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

oui! mon amour! disse...

Tendo em conta que a "loucura" e o "trabalho sujo" que para todos os efeitos se pretende imputar a mim, à Anfitrite, e não sei a quem mais, são conceitos saídos da cabecinha de uma Andorinha, não há nada para perdoar !

Só acho estranho que pensamentos tão sérios e preocupantes como os da Anfitrite - já nem falo dos meus - lhe dêem tanta vontade de rir !

E já agora, que tenha assim tanta certeza de que nos vai conseguir fazer desertar a todas ( as ditas loucas :)) deste quintal :) onde se lembrou de vir fazer o ninho !

Na volta, ainda pensa que já o adquiriu por usucapião, deve ser isso...

yes! my love! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
yes! my love! disse...

candidatando-se ela à Presidência do PSD isso quer dizer que, em 2009 se irá candidatar a 1ª. Ministro??????? "

Lobices,
talvez fosse melhor MFL candidatar-se logo a PR :)

a JS, MFL não ganha; para PR, em Portugal, beleza nunca foi fundamental, bem pelo contrário;
e além disso, o Povo não gosta de ter PMs com PRs do mesmo Partido!

Xelim's Skull disse...

usucapião = modo antigo de aquisição de propriedade - neste caso trata-se de um blogue -, pela posse pacífica e contínua durante certo tempo

a malta aqui já conhece a andorinha, portanto não vejo motivos de preocupação

e tu mãe&advogada podes estar à vontade aqui no blogue

---

yes! my love!,

se criares um blogue, por favor, please, dá-lhe o nome de "Ao encontro da Anfitrite"

---

Anfitrite,

se criares um blogue, podes dar-lhe o nome de - please, please -, "O Legado da Líder Anfitrite"

---

agora tenham cuidado com essa conversa de ataques e contra-ataques aqui no blogue do murcon, e outras coisas parecidas, tais como as infantopicardias, pois eu agora vou fazer uma escala de índices de infantilidade e se vos vejo com essas conversas, o vosso índice de infantilidade aumenta IMEDIATAMENTE!

Professor Julinho,

Lembre-se que os seus MOMENTOS BIFE também vão aumentar o seu índice de infantilidade.

(E para aqueles que achavam que eu também tinha feito uns ataques - só se fossem simulados! Logo, meteram a pata na poça.)

andorinha disse...

Lobices 8.33)

E desde quando critérios estéticos estão na base de uma eleição para Primeiro Ministro ou outro cargo qualquer?????!!!!

Não morro de amores pela senhora, de qualquer forma...

Xelim,
Agora achei-te piada.
E agradeço o esclarecimento de vocábulo assaz estranho...

Tal como tu, também não vejo motivos de preocupação:)

CêTê disse...

jfr, a andorinha já lhe respondeu por mim, de certa forma.:)

No fundo todos fazemos em silencioso coro uma contagem decrescente. Isto apesar de este ministério ter feito asneiras que irão perturbar no tempo mais do que o desejável. Aliás se há tema complexo e delicioso de estudar é analisar o que esta pretensa Reforma fez... porque são tantas e tão graves as asneiras (e pior do que tudo: tão mal intencionada e perversa) que caso não decretasse um futuro de ignorantes licenciados até dava para morrer de tanto rir.

Quanto à política... qual é o espanto de não haver verdadeiros projectos credíveis, genu+inos e de intervenção nos maiores partidos? Porque o que os move é o desejo do poder e os privilégios de quem o detem.´Para cada um trata-se de assegurar o seu tacho. Basta comparar os vencimentos e mordomias.

Ganhassem eles o salário médio, tivessem eles sujeitos a eleições directas mediante apreentação de um projecto individual tivessem ele de dar conta do seu grau de cumprimento e isto é que seria governar e servir o país- o PAÍS- não os GRANDES EMPRESÁRIOS. Mas nesta dinâmica não mete o Socras unha... não interessa.

anfitrite disse...

Agora não tenho tempo para mais mas é só para dizer que o usocapião ainda existe. E pode ser que algum de vós esteja interessado, nem é preciso deixar passar os trinta anos (agora não sei se ainda são trinta), basta arranjar três testemunhas falsas, ir ao notário fazer a escritura, publicar o edital, na junta de freguesia, durante seis meses e, em dois jornais mais lidos da região. Passado esse tempo, se ninguém reclamar pode registá-lo como seu. A mim fizeram-me isso. Mas como era um familiar ainda não pus o caso na justiça. Estou a ver se morre, para o fazer com os herdeiros. Também não me faz falta.
Se os visitantes estiverem interessados aproveitem. Não digo mais pormenores porque não sou advogada (ahahahahah).

Se alguém tivesse um pouco de vergonha ou discernimento, não dizia aqui qual é a sua profissão, porque assim passam todos a ser julgados da mesma maneira, o que é um péssimo cartão de visita para a profissão.
Eu sei que tem querido fazer o ninho na cabeça de muita gente, mas não é por isso que eu me irei embora. As razões serão outras. Até há um que eu julguei que tivesse algum defeito fisico, por ser tão azedo, maledicente, malformado, mas fiquei a saber que o defeito era na cabeça, quando afirmou que tinha tanto respeito por um homossexual como por qq outro deficiente, como um mongolóide, um paralítico, etc.(Quando digo que um deficiente pode ser amargo, digo isso apenas porque têm razão, devido às grandes dificuldades que encontram nesta sociedade, mas normalmente até costumam ter melhor humor, porque passam a dar valor às pequenas coisas da vida). O outro trata-se no Martim Moniz, ou no Bosque de Bolonha, se tiver dinheiro para isso. Eu sei que a malta já a conhece e até bem de mais, por isso é que se servem dela, espicaçando-a, porque ela não tem cabeça para ver mais.

Também me esqueci de dizer ao professor que também vi "Estes difíceis amores". E prof. se não viu, acho que vale a pena ver o "Charly" porque é do seu tempo.

MT disse...

Parece que não é só no PSD que o clima anda aceso, digamos que nestes comentários a coisa não fica muito atrás. LOL

Beijinhos

oui! mon amour! disse...

Anfitrite,

e nem me diga que este filme também não está disponível no mercado :(

agora fiquei curiosa!

oui! mon amour! disse...

E os " ´difíceis amores " foi na rádio ou na tv ? e livro, tem ?

Canseiroso disse...

Ó estimado Murcon, voçê já reparou que estes seus amigalhaços e ammigalhaças, o estão sempre a tratar por Professor tal como quem espera de si uma candidatura qualquer?
Irra, mas que falta de imaginação!...
:)

non! mon amour! disse...

" Se os visitantes estiverem interessados aproveitem. Não digo mais pormenores "

Anfitrite,

incitar à prática de um crime também é crime :)

e vai me perdoar, mas vê-se bem que não é advogada!

A "justificação" que pode ser notarial ou judicial, é um "meio" muito útil quando não existe um título VÁLIDO que permita ao titular de um direito real provar e registar esse direito!

Como todos os "meios" à disposição do Homem, ele pode ser bem ou mal usado!

No caso da justificação, quando os justificantes e as testemunhas mentem consciente e deliberadamente alterando a verdade dos factos, praticam crimes graves pelos quais deverão responder, sem prejuízo da prescrição dos mesmos!

Se a Anfitrite quer mesmo impugnar essa justificação, poderá já não ir a tempo até porque se o prédio for vendido a terceiros de boa fé :) mesmo que tenha muita razão, o seu direito de propriedade poderá ceder face ao dos terceiros adquirido com desconhecimento dos vícios das declarações contidas na justificação.

Nada melhor do que consultar o seu Advogado para acautelar os seus direitos convenientemente e em tempo últil.

E apenas mais uma palavrinha sobre quem aqui diz, que tem uma ou outra profissão!

A importância que estes espaços de debate têm para mim, vem da importância que dou ao conhecimento das opiniões de outros profissionais, advogados, médicos, engenheiros, jornalistas, professores etc etc

Partindo do princípio de que mesmo os que optam por não revelar a sua identidade, estão a ser sinceros quanto à profissão que exercem, isso para mim chega!

Saber o que pensam de uma reforma do sistema de ensino, alguns professores alguns pais e mães, sejam eles médicos, advogados, engenheiros professores operários serventes, é muito importante para o esclarecimento dos que visitam estes espaços quer participem quer não!

Quando não se sabe a profissão do opinante o valor dessa opinião é muito relativo, porque a razão de ciência dos factos cujo conhecimento se pressupõe no exercício de uma profissão não se consegue apurar ou simplesmente ficcionar:)

Por ex. o nosso Anfitrião faz questão de sublinhar em quase todas as Suas intervenções sobre certos e determinados assuntos, que ouve pessoas falar sobre eles, há mais de trinta anos ( na qualidade de Psiquiatra ou Sexólogo ou as duas coisas ) e esta informação influencia a forma como recebemos as Suas opiniões!

Daí que, não me pareça bem que as pessoas opinem sobre certos assuntos, escondendo ou mentindo sobre a sua profissão!

E quando um profissional opina envergonhando a classe que integra, isso não deixa de ser esclarecedor :) sem se cair na tentação da generalização abusiva, que é sempre injusta e inútil!

O que não devemos é temer que os podres, a existirem, se manifestem!

Afinal, só não nos podemos defender da morte e daquilo que não conhecemos!

anfitrite disse...

Para a non,

Eu sei que incitar à prática de crime também é crime. Mas eu apenas dei uns tópicos sobre aquilo que se tinha passado com o prédio a que tinha direito e porque estranhei que uma professora com cinquenta e tal anos não conhecesse a palavra que eu aprendi no ensino sencundário.
E como deve saber ainda há hoje muitos prédios que só estão registados nas finanças e não nas conservatórias, embora a MFL com o código do IMI tenha dado um prazo impossível de cumprir, nem com a ameaça de perderem os bens. A maioria por desconhecimento. No meu caso ainda não foi vendido mas digo-lhe que me custa mais meter familiares em tribunal do que perder o valor e correndo o risco de desaparecer verdadeiras testemunhas. Eu devo ter um Karma muito esquisito, mas o que eu disse aqui disseram-me nos serviços de urbanização da CMCascais, que se alguém quisesse escolher um terreno abandonado e construísse uma casa, desde que ninguém reclamasse não havia problema. Eu sei que agora já não é assim e depois haveria sempre o problema da origem para registo do dito. Mas esse caso era uma questão de honra, e fui até ao Supremo e acabei de ser ressarcida de tudo. Também tive um problema, tudo que a minha mãe me deixou agora, nada estava registado na conservatória, mas agora já está tudo com novas avaliações, já tenho aqui a PRIMEIRA PRESTAÇÃO DO imi para pagar, mas acho que ainda falta a vistoria da Camâra para poder registar. Mas eu estou-me nas tintas para isso tudo. Eu sempre vivi do meu trabalho. Eu não estou para me deslocar às minhas origens para tratar do assunto. Também se lhe disser que a minha avó morrreu há quinze anos e ainda não pedi ao cabeça de casal que fizesse partilhas, embora há dois anos tivesse de ir assinar uns papéis por causa do novo código. Mas isto é demasiado pessoal para se estar a falar aqui.
Que me perdoem o espaço ocupado. De qq modo obrigada pelos esclarecimentos.

E a brincar diga lá que não tinha a sua piada certas pessoas começarem à procura de qualquer lugar e fazer ocupações selvagens como no pós 25 de Abril.

Para a oui,
O Charly também só está à venda na Amazon, e os que podem ser vistos na zona 2, portanto a nossa, só há em inglês. No sistema americano é que além de serem em inglês são também legendados em francês e espanhol.
"Estes Difíceis Amores" foi a desoras na RTP2, mas não há livro, que eu saiba.

Quanto a compras feitas na net, eu nunca tive problemas nenhuns, nem mesmo com cartão de crédito. E tenho feito compras desde a China, Hong-kong, Estados Unidos, etc. Se vierem duma zona livre paga cá o IVA através dos CTT.

andorinha disse...

O caso é ainda mais grave do que o que eu pensava!
É que o maior problema é quando não se reconhece que se tem um problema; aí não há psi que nos valha.
Só o internamento compulsivo.

Hoje nem me rio. Por muitos defeitos que tenha, acabo sempre por ter pena de pessoas que estão doentes.

non! mon amour! disse...

A construção em terrenos alheios abandonados :) é para todos os efeitos edificação clandestina !

Para poder construir num terreno, a pessoa em causa DEVE ser um ou uma empreiteira :)

ou no sentido em que a Anfitrite
se quis referir,

a pessoa ( singular ou colectiva ) DEVE ser dona e legítima possuidora de um direito real no qual caiba o direito a construir em certo prédio! e nem só o direito de propriedade o permite!

Acontece que à partida os condutores também DEVEM respeitar a vida de quem atravessa vias de circulação rodoviária, nomeadamente, em passadeiras, e à chegada :( nem sempre isso acontece! só porque alguém violou regras fundamentais! e nem sempre os condutores, e nem sempre os peões, porque não raramente, concorrem ambos para a ocorrência dos atropelamentos.

Na construção clandestina passa-se exactamente o mesmo! com uma única :) diferença: a culpa do " atropelamento " nestes casos nunca é só do que constrói onde não se deve! ( "como não se deve" dava para passar o resto da noite aqui a falar de outros atropelos, perdão, de outras casas, com os restos dos azulejos da cozinha colados nas paredes exteriores, e em pleno centro histórico das nossas aldeias históricas e outros tantos tantos )

E querendo com isto dizer que quando alguma obra surge do nada :) sem projecto aprovado pela autoridade administrativa competente, cujo pedido de aprovação só pode ser admitido mediante prova inequívoca da titularidade de um direito real que permita a um requerente construir naquele lugar, já muita coisa correu mal; muita norma foi violada; muitas as regras deixaram de ser cumpridas; e em último termo, houve zero fiscalização de obras ilegais - fiscalização essa que não pode ficar dependente das denúncias dos particulares!

O Estado de cada vez que faz uma demolição de obra clandestina, devia pedir desculpa, no mínimo, e em primeiro lugar aos despejados e a nós todos! porque nenhuma obra clandestina nasce e cresce sem a "conivência" do Estado realizada através da omissão da sua função de fiscalização!

oui! mon amour! disse...

Anfitrite,

muito obrigada pela informação sobre este outro filme! mais uma vez ainda não esgotei todas as fontes possíveis, por pura falta de tempo! se não conseguir, resta-me tentar convencê-la a deixar-me ver, em vez de um, dois :) filmes! por este andar, e surgindo mais Murcónicos interessados, mais valia organizar-se um Festival de Cinema dos Anos 60/70 :) made in Murcon e íamos e víamos todos :) tipo cinema ao ar livre :)

Eu, por princípio, não uso a net para comprar jogar ou qualquer outra acção que me exija mais do que estou diposta a informar :)

Sendo absolutamente necessário, sempre optaria por me enfiar num avião e ir comprar na origem :) apesar do preço e do risco de acidentes aéreos :) continua a ser mais seguro e mesmo mais barato viajar :) do que correr o risco de pôr a viajar os nossos números mágicos :)

anfitrite disse...

Non,
Só para encerrarmos o assunto, sabe perfeitamente como advogada o lamaçal onde está (estamos) metidas.
E se eu lhe disser que a obra foi feita por um arquitecto da Câmara?!
Veja hoje os comentários da principal testemunha contra Ferreira Torres, sobre a maneira como foram feitas promoções na Câmara do Marco, com certificados de habilitações vindos do Brasil, como têm vindo de outros lados, e não é ficção científica, se não eu não me arriscaria a dizer isso aqui.
E quanto aos clandestinos ainda somos nós todos que pagamos as infraestrutas dos tais bairros de génese ilegal, porque os que lá moram não querem pagar. E mais, há sítios aqui, na vila onde moro, em que pessoas ficaram sem acesso às suas casas.
E agora para dizerem que eu preciso mesmo de ser internada compulsivamente por esquizofrenia aguda, digo-lhe só mais isto:( mas aqui só tenho uma testemunha, sem falar nos telefonemas, porque estava fechada no gabinete),
vieram propor-me como responsável do Serviço, na altura, para eu dar parecer favorável para a venda duma estrada municipal para conseguirem atingir as medidas de terreno necessárias para a permuta por causa do P.E.R. e de outra obra que não refiro, por ser muito conhecida. Com certeza que não acha isto surrealista. Deve conhecer muito mais coisas do que eu. O outro é capaz de ter razão quando disse que eu deveria criar um blogue chamado "o legado de anfitrite". Ele nem sabe o que eu sei. Só que realmente não acho o nome nada apelativo. E se não tenho blogue é porque não quero, porque mesmo que não fosse capaz, tinha quem o fizesse de borla e bem bonito, apesar de eu preferir pagar tudo e que sejam os outros a ficarem a dever-me os favores.
E já agora para que a andorinha deixe de vez, de dizer asneiras que a mim não me afectam, porque ela até nem é perigosa, ela é que precisava de tomar uns calmantes para pensar um bocadinho, antes de escrever, e assim evitava que outros/as, mais perigosos, deixassem de a atiçar e mandá-la para a cabeça do touro. E acho que como professora devia dar o exemplo, e a "non" pode ter a certeza de que a profissão é essa porque ela não tem capacidade para interpretar duas personagens.