quinta-feira, setembro 24, 2009

Les jeux sont faits.

Para mim a vitória do PS é um dado adquirido, como previa. A campanha do PSD e o apelo ao voto útil podem torná-la bem mais robusta do que pensei. Neste momento a minha curiosidade é outra - qual a relação de forças dos outros partidos e os seus resultados absolutos? Porque já afirmei desejar um Governo minoritário forçado - palavra triste... - a acordos pontuais à esquerda. Mas com os números das sondagens e a habitual superação do PP um fantasma começa a desenhar-se - a maioria PS/PP, que abomino. Ou alguém ignora a maleabilidade pragmática e programática de Paulo Portas quando se trata do "superior interesse do País" (leia-se, partilha do Poder)?

43 comentários:

Fora-de-Lei disse...

Maioria PS/CDS ??? Sócrates / Portas ??? Seria caso para dizer: mas que "casamento" tão (previsivelmente) promíscuo !

andorinha disse...

Claro que o PS já ganhou, o PSD é um partido inexistente. Tem feito uma campanha patética, isto para usar uma palavra muito em voga.

Maioria PS/PP???
Nem me diga uma coisa dessas,entro já em depressão:)))

Continuo na minha: espero que o BE suba bastante de modo a poder influenciar de forma decisiva a governação.

E é isto a democracia? Termos de escolher de 4 em 4 anos entre os rosas e os laranjas?
Que tristeza de país este...
Mas como dizem que cada povo tem os governantes que merece, não devemos merecer mais do que isto...
demagogia, demagogia e mais demagogia...
Assim se ganham eleições:(

andorinha disse...

FDL,

Quem previu aqui neste mesmo local que a vitória do PSD estava no papo?:)

Um partido que não sabe capitalizar grande parte do enorme descontentamento que grassa no país por obra e graça do Sr. D. Sócrates não merece governar.

yulunga disse...

Bem... se voltar a ganhar pelo menos um servicinho acaba; distribuir os "Magalhâes" que estão em falta.
Menos mal, menos mal.

優質行動網 disse...

I wish you health and happiness every day!
Ich wunsche Ihnen Gluck und Gesundheit jeden Tag!
Je vous souhaite sante et bonheur chaque jour!

網路行銷
seo
網路行銷
seo

Nuno Guimas disse...

Hmmm...

"Maleabilidade pragmática e programática de Paulo Portas"
:)
Bela maneira de dizer "fome nunca saciada de poder, para a conquista do qual vale praticamente tudo" :)
Se se tirasse uma radiografia à coluna de Portas, os organizadores copiavam as curvas e contra-curvas para um novo percurso do Paris-Dakar :)

andorinha disse...

Bom dia, malta.

Nuno,

Andas com o teu sentido de humor em alta. Já me fizeste rir de novo.
É a campanha que te inspira?:)

Mar disse...

O meu pai tem três filhos. Nenhum deles ficará em casa no domingo, e cada um deles marcará a cruz num quadradinho diferente. É esta a verdadeira alegria do tempo em que vivemos.
P.S. O meu pai também não ficará em casa e, eu e ele, piscamos o olho um ao outro. Eu partilho, não só o quadradinho dele como também, a sua sabedoria ;)

Cê_Tê ;) disse...

Pois para mim o PS perde.Perdão: o SÓCRATES, perde- e se ele perder ganha de certa forma o PS porque há muita gento no PS que não está com este sENHOR. Admiram-lhe a teimosia, o carisma, o aspecto, a roupita mas ficam-se por aí. O Hitler também tinha à excepção do aspecto (na minha opinião) essas "cualidades" e viu-se...
(Não foram fardas... foram PCs...)


Isto é muito engraçado...Para que servem as sondagens? Para mobilizar os fanáticos enquistados e desmobizar os indecisos descrentes. Preocupa os grandes partidos terem de partilhar o poder então há que bipolarizar...

Cê_Tê ;) disse...

A campanha do PS foi muito mais pobre do que esperava. estava à espera de uma coisa grandiosa. Ficou-se pela suspensão da entrega dos Magalhães e o lembrete do cheque dentista (Isto a parte que é pública)
Sobre os cursos profissionais está nestes moldes. Pessoal com 9 ano que fez o 12 a custa de trabalhitos pode ter emprego (ainda que precário) pessoal que fez curso universitario na área NÃO ENTRA.- Não interessa pagar a verdadeiros qualificados e interessa dizer que "Aquilo" até tem saída. LINDO NÃO?


E pk não torna o PS público o relátório da OCDE (O verdadeiro) sobre a avaliação dos DOCENTES?
Se lhe fosse favorável... MAS NÃO É: VEM ANTES DAR RAZÃO AOS MILHARES DE PROFESSORES QUE SE DESLOCARAM EM 4 SÁBADOS Á CAPITAL A DIZER O MESMO QUE VEM AGORA NO RELATÓRIO.

Cê_Tê ;) disse...

A campanha do PS foi muito mais pobre do que esperava. estava à espera de uma coisa grandiosa. Ficou-se pela suspensão da entrega dos Magalhães e o lembrete do cheque dentista (Isto a parte que é pública)
Sobre os cursos profissionais está nestes moldes. Pessoal com 9 ano que fez o 12 a custa de trabalhitos pode ter emprego (ainda que precário) pessoal que fez curso universitario na área NÃO ENTRA.- Não interessa pagar a verdadeiros qualificados e interessa dizer que "Aquilo" até tem saída. LINDO NÃO?


E pk não torna o PS público o relátório da OCDE (O verdadeiro) sobre a avaliação dos DOCENTES?
Se lhe fosse favorável... MAS NÃO É: VEM ANTES DAR RAZÃO AOS MILHARES DE PROFESSORES QUE SE DESLOCARAM EM 4 SÁBADOS Á CAPITAL A DIZER O MESMO QUE VEM AGORA NO RELATÓRIO.

andorinha disse...

Cêtê,

Estás cá com um raciocínio tão enviesado que até me doem os neurónios:))))

Sócrates perde e o PS ganha???
Há muita gente no PS que não está com este senhor?

Poderá até haver alguma, mas não têm tomates para se lhe oporem.
E os tachos, depois? Vão abdicar deles?
Diga-se Amen e siga a rusga...
Sócrates tem o PS controlado, manietado e amordaçado...

As sondagens?
Pessoalmente são-me indiferentes, mas reconheço que podem ter um efeito perverso e condicionar alguns votos. E resta saber como são feitas...

Não digas mal dos cursos profissionais e muito menos dos CEF's.
Então a iliteracia e a ignorância não estão a progredir a olhos vistos com o nosso beneplácito forçado?
É bom para o país...
Tal qual dizia o Salazar, quanto mais ignorante um povo, mas facilmente manipulável ele é.
Vai sempre tudo dar ao mesmo, já reparaste?:(

Cê_Tê ;) disse...

Andorinha ;)))))


Cá para mim e para desgraça de todos nós termos um governo PSD/PS abençoado pelo PR e pelo Durão Barroso. ;P

For o TVB alguém notou diferenças significativas?

Anfitrite disse...

優質行動網
Thak You.
You are so kind.
I wish you the same.
But please save a little more of our space.
I love yours cakes.
Sweet dreams.
Blue

Anfitrite disse...

Há um País onde:

"Se perde a inteligência e a consciência moral?
Ninguém crê na honestidade dos homens públicos?
Não há instituição que não seja escarnecida?
Esse País chama-se Portugal onde:
a mocidade se arrasta das secretarias para as mesas do café;
o povo está na miséria;
o pequeno comércio definha;
a indústria enfraquece;
a sorte dos operários é lamentável e,
a intriga política se alastra."

E o culpado não é só José Sócrates.

Já Eça de Queiroz dizia isto em "As Farpas",1871

Anfitrite disse...

Nuno Guimas,
Ess Leite Rego, que dizem ter dado um milhão de euros ao CDS para ter um despacho para abater milhares de sobreiros também devia ser abatido. Aliás, acho que é das maiores falhas da nossa lei. Crimes tamanhos contra o Património Nacional, não deviam admitir caução nenhuma, nem que fosse a pessoa mais querida.

Su disse...

oui c est ça-----------

jocas maradas

Madalena disse...

e quem vai dar a maioria relativa ao ps continuando com o sócrates como primeiro ministro?
.os ps desiludidos mas clubisticos fanáticos e auto-destrutivos?
.os desempregados?
.as vitímas de trabalho precário?
.as forças de segurança?
.os enfermeiros?
.os professores?
.os estudantes?
.os jovens?
.os idosos?
.os perseguidos?

O Paulo Portas jamais faria uma coligação com o sócrates.

andorinha disse...

Nada a ver com as eleições, até porque estamos em dia de reflexão e não quero infringir a lei:)

Li agora uma notícia que me deixou horrorizada.
Uma americana teve um filho depois de ter havido uma troca de embriões.
Levou a gravidez até ao fim e agora vai entregar o bebé aos pais biológicos.
A cliníca onde tudo se processou já admitiu o erro.
Ler em:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1402526&idCanal=11

Perante notícias destas fico com muitas dúvidas em relação a certos avanços científicos...

o lavagante disse...

Ninguém duvida da maleabilidade pragmática e programática do senhor Paulo Portas e mais, por muito triste que seja, este PS vai ganhar outra vez. Mais estranho ainda é que se ganhasse o PSD eu sentiria o mesmo vazio. Enfim pequenos constrangimentos de gente com consciência e, sobretudo, memória. Muita!

Uma coisa é certa, este domingo lá voto no bloco, com a certeza de quem não concorda com todos os pontos defendidos pelo partido mas no qual, à falta de melhor, ainda se encontram pessoas inteligentes, coerentes, honestas, sérias e, até prova em contrário, com alguma moral intacta. Há falta de melhor?? O que faltará?? Menos visões utópicas? Menos idealismo?? Os criticos dizem que não pagariam para ver. Eu já pago e não vejo nada.

Professor Júlio é a primeira vez que visito este seu espaço e por isso mesmo seria uma falta de educação não me apresentar,

cumprimentos, Maria joão

Anfitrite disse...

Madalena,
eu não quero olhar para trás, mas todos os que se referiu estão melhor do que há 30 e tal anos. E de certeza que não era o P Portas que se preocupava com eles, embora o pai fosse uma pessoa de muito nível.
Eu não me importaria pagar para ver, porque só preciso duns tostões para comer e para medicamentos, mas as pessoas só lhes dão o benefício da dúvida porque ainda não tiveram o poder nas mãos, mas eu aposto com quem quiser, que não têm propostas nem capacidade para fazer melhor. E o País não aguenta servir mais de tubo de ensaio, sobretudo quando nem os outros nos podem ajudar, como fez Olaf Palm, quando nós estávamos na banca rota.

Sandra disse...

Para mim, a esperança é a última a morrer, e a ideia de uma maioria PS/PP é algo que me embrulha as entranhas, não pelo PS...mas pelo PP.
Bem, mas cumprida a obrigação de voto...o que vier é democraticamente escolhido.
Espero que as mentalidades tenham de alguma forma mudado e que todos tenhamos cada vez mais consciencia da importância que é fazermo-nos ouvir através do voto, porque oportunidades como esta vêm só de 4 em 4 anos.
:)

fiury disse...

Anfitrite

Quem não se preocupou com tudo isso foi o sócrates nos ultimos 4 anos , pelo que é por isso que hoje deve ser julgado pelo povo português,(que é tudo menos estúpido). Não é necessário tirar uma licenciatura ao Domingo para se perceber essa urgência. Felizmente que hoje é dia de esperança no futuro.
Não compare um carácter ao outro, por favor.Já chega de escandalos a sujar o nome de Portugal!E já agora viva a liberdade!

Anfitrite disse...

As licenciaturas não são necessárias para se ser 1ª. ministro. Só neste País é que todo o mundo é doutor, por isso é que acabaram com o ensino profissional e estamos como estamos. Veja-se o que acontece em quase todos os outros países. E fiquem sabendo que aos antigos alunos do ISEL se chamavam de engenheiros. Mas este país sempre foi um país de elites e só consideravam engenheiros os que eram licenciados pelo IST. Por isso é que o Fernando Santo se manisfestou tanto, quando foi do aeroporto porque o Tècnico é que podia dizer a última palavra.

Ainda há quem comente que o PS perdeu pq não tem maioria. Depois de tanta crise foi uma vitória espantosa. E ainda bem porque agora pode fazer acordos com quem lhe aprouver, e já não vêm para a rua 1oo mil cabeças em excursão.
OXALÁ A JUSTIÇA COMECE A FUNCIONAR e os tribunais superiores não ponham na rua os ladrõoes que a lei manda prender, Só porque há muito dinheiro para pagar a advogados vendidos. Eu era incapaz de defender um ladrão, sabendo que ele era ladrão. A não ser que fosse para matar a fome ou salvar um filho, mas isso eu não considero roubar.

Fuiry, Sócrates foi dos melhores primeiros-ministros que nós tivemos até hoje. Se não fosse ele não tinhamos aguentado o que aguentamos nas actuais circunstâncias. E se lhe têm tanta raiva é porque ele fez alguma coisa, porque dos incapazes e dos indiferentes não reza a História. Passam despercebidos. Se falam é porque prejudicou uns e a outros não deu tanto como queriam e esquecem-se que o País não pode. Como diz o brasileiro: pobre é foda, nunca tem nada, mas quando chove diz que perdeu tudo.

Gostava de acrescentar que não sou beneficiada em nada por aquilo que acabei de dizer, pelo contrário. Eu falo por mim, não falo em nome da estupidez ou sageza do povo. Quem fala em nome dos outros é porque não tem coragem de expor as suas própias ideias, ou porque não as tem. Eu às vezes me aspanto mesmo com certas afirmações vindas de certas pessoas e custa-me a crer que sejam capazes de fazê-las.

fiury disse...

quem ganhou as eleições foi a abstençâo.
o problema não é nao ter uma licenciatura, é obtê-la corruptamente.
parabéns ao pp e ao paulo portas, terceira força partidária no país.

casado, em uniao de facto, namorado colorido aguardo que o be ajude a esclarecer o freeport, a casa pia e outros.

o povo é quem mais ordena.

Nuno Guimas disse...

Não vamos ter Ferreira Leite + Cavaco + Portas, tudo ao mesmo tempo!
Só por isso o país já está de parabéns!
Mas diga-se de passagem, que é mesmo só por isso :)

RAM disse...

Primeiras constatações de um cidadão:

- Num acto eleitoral com a importância do que se realizou hoje, não deixa de ser importante constatar a subida, provável, da taxa de abstenção, ultrapassando os 34,97% de 2005;
- Apontamento histórico: PSR+UDP (1987) - 1,47; PSR+UDP (1991) - 1,23; PSR+UDP (1995) - 1,21; BE (1999) - 2,44; BE (2002) - 2,74; BE (2005) - 6,35;
- No ano em que se celebra o 20º aniversário da queda do Muro de Berlim, a força partidária mais votada encontra-se refém de uma estranha mescla estalinisto-trotskista, a qual, tendo exercido perfeitamente a sua função enquanto movimento agregador de massas em torno de causas específicas, revelou, durante a campanha, e de forma evidente, a sua incapacidade para evoluir rumo à maturidade de um partido que se diz "de governo".

Caidê disse...

Trajei como não trajava há muito. Na cor das roupitas era só coração!
Na mão só um caderno e para que não restassem dúvidas o frontispício deixava descortinar um horariozeco de professor. Não tive imaginação para mais protesto.
Eu estou é a ver um casamento muito poderoso: o do PSD com o CDS. Ou o Sócrates nos deixa mandar ou nós não o deixamos a ele. Mas isto é ou não um xadrez? Então!... Fica o BE para falar à séria no salário mínimo, nas pensões mínimas, nos 40 anos de contribuição (de duro,real trabalho em muitas classes sócio-profissionais). A Esperança Média de Vida do professor está a descer meus senhores!... Acredite-se ou não. Só para referir alguns dos condenados da política dos "rapazinhos bem".

yulunga disse...

Fui eu a escolhida, não sei bem porquê mas fui.
A semana passada recebi um mail da Al Qaeda com um video que eu deveria ter publicado na net, mas achei que era treta e não publiquei. Nele, Bin Laden, dizia que Portugal também iria ser alvo de acção terrorista por parte da Al Qaeda, mas como somos um país de totós que anda a reboque de outros, não iriamos levar com uma bomba em cima, não haveria mortos, mas iriamos ter um sofrimento lento; ele manipularia as eleições e levariamos com o "Sócras" por mais 4 anos.

Noite dura esta :-(

Mas deixando-me de piadolas fáceis, democraticamente dou os meus parabéns a todos os socialistas esperando que, baseados em vários erros cometidos durante a anterior governação, levem este país e este povo ao rumo que merece.

yulunga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andorinha disse...

Apenas uns pequenos apontamentos:

Há em mim uma enorme alegria pelo facto de nós, portugueses, termos conseguido pôr fim a quatro anos de ditadura encapotada.
Não me enganei na palavra, é essa mesmo que pretendi utilizar. A arrogância e o desprezo pelos outros nunca mais poderão ser iguais. Isso à esquerda se deve.
Estou feliz também por ter contribuído para esse objectivo.
O meu voto foi ÚTIL.
O BE elegeu um deputado por Braga penso que pela primeira vez.

Não me parece que possam acusar o BE de falta de maturidade.
Em contrapartida não posso dizer o mesmo, infelizmente, de outros que já estiveram no governo, que muito pouca maturidade ou sentido de responsabilidade demonstraram.

Agora é esperar para ver, com a certeza de que a luta continua...e já amanhã.

Vale sempre a pena lutar quando lutamos por convicções e não por tachos.

Até amanhã, camaradas:)

yulunga disse...

Ram
Claro que não tem e eles também o sabem, ou julgas que não?
Mas pequenos partidos quer de extrema direita quer de extrema esquerda, são absolutamente necessários.
São os partidos que levantam véus, que pôem a boca no trombone, que tocam assuntos intocáveis, sugerem medidas que os partidos de maior peso com um eleitorado já mais estável e significativo, por medo de perder votos ou por não ser politicamente correcto, não tomam.
São pequenos, sabem que não chegam a lado nenhum logo não têm nada a perder.
Acho que são essenciais e, penso eu, que muitas pessoas que se vão cansando da politica, ao reverem-se nos discursos destes partidos acabam por começar a participar mais activamente na vida politica do país.

Julio Machado Vaz disse...

O cenário está montado, até já é o Paulo Portas a falar em último:).

Cê_Tê ;) disse...

;((( tou "tistinha"- Eperava uma derrota ainda maior.
A ver vamos se não fica tuda na mesma.

yulunga disse...

Anfrite
Concordo plenamente que foi uma vitória espantosa, principalmente depois de tantos erros cometidos. Sem dúvida uma enorme vitória.
Também disseste que foi um dos melhores primeiros-ministros que tivemos até hoje. Pois... realmente a crise não lhe foi favorável e aí temos que reconhecer que teve a vida dificultada, mas podia ter sido muito mas muito melhor.
Quando entrou, entrou a matar e até eu que estou muito longe da politica socialista esperei para ver e se ele tivesse continuado firme e a matar, mas começando por cortar em casa, ah nestas eleições até eu teria votado nele para lhe dar continuidade ao trabalho desenvolvido. Eu não percebo lá muito de politica, mas vejo-a como o governação de uma empresa. Existem dificuldades. Se o dono da empresa começar a falar em cortes radicais e só lixar os empregados logicamente não os tem do lado dele, mas se começar por cortar no topo da empresa quando for pedir sacrificios ao pessoal duvido que uma boa maioria não fique do lado dele.
E Sócrates realmente quando entrou, entrou com uma tipo de discurso tão firme e tão responsável que parecia que iriamos passar por dificuldades sim, mas que acabariamos por ver resultados. Mas acho que se foi enrolando pelo caminho e acabou por criar vários novelos com muitas pontas e muitos nós.

Ainda em relação à vitória dele também a pode agradecer um pouco à figura de Manuela Ferreira Leite; insonsa, insipida, sem carisma e pouco consistente. Não sei se quando a puseram à frente do PSD a puseram porque era o que havia mais à mão, não faço ideia, mas acho que o PSD foi altamente penalizado por causa dela.

o lavagante disse...

Que nunca se subestime Paulo Portas é um erro crasso até mesmo elementar...ele é de um partido de direita, do único partido de direita! Que dependendo do estado do tempo pode ser mais à esquerda, ou mais à direita ou mais ao centro, ou mais à diagonal...para mal de muitos a cobra sempre esteve viva...quanto ao Bloco lá estaremos!*

andorinha disse...

Yulunga,

Chama-me lírica, se quiseres, agora palermita, não, não me tenho nessa conta.
Pelo sonho é que vamos e quero continuar a perseguir os meus sonhos. E como eu parece que mais 550 000 portugueses.
E o Bloco tem vindo sempre a crescer, não acredito que seja pelos lindos olhos do Louçã:)

"São pequenos, sabem que não chegam a lado nenhum logo não têm nada a perder."

Que raio de lógica essa!
Há pessoas que têm convicções, sabias?

E não me considero de extrema-esquerda, para falar com franqueza nem sei o que isso é:)
Sou de esquerda e em Portugal de momento de esquerda só o BE e o PCP e não sei se algum dos "pequenitos", confesso:)

Júlio,

Pois...há essa tenebrosa hipótese...

Lavagante,

Até que enfim que encontro aqui uma alma gémea...politicamente falando:)

E agora vou mesmo definitivamente...por hoje, claro:)))))))

RAM disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RAM disse...

Adenda ao meu comentário

Não deprezo o importante papel desempenhado pelos diversos "pequenos partidos" na construção da democracia, sejam eles o MRPP, o PNR, os novos MEP e MMS, a mais recente coligação nacional (MPT/PH), etc., etc.m, etc.
A diversidade de pensamento deve ter tradução nas opções eleitorais dos cidadãos que não abdicam de um direito que custou a vida de muitos (alguns, mesmo, no sentido estrito do termo).
Contudo, devo dizer que se nada tenho, por exemplo, contra a eleição do líder do PNR para a Assembleia da República, já me preocupa a possibilidade (actualmente remota) do mesmo poder condicionar as políticas do País a diversos níveis.
Dito isto, passo a explicar a questão da maturidade.
Enquanto pequeno partido, que sabia não estar em posição de condicionar, de facto, a governação, o Bloco assumiu um papel que eu designo de "advogado de causas". E fê-lo BEM: despenalização da IVG, despenalização do consumo de drogas, uniões de facto, fim das (múltiplas) discriminações ainda existente em função da orientação sexual, defesa dos direitos das minorias, etc.
Todavia, confrontado com a possibilidade de condicionamento das políticas governativas em toda a sua amplitude, o Bloco viu-se obrigado a ampliar as suas propostas, e fê-lo mergulhando, de cabeça, naquela que é a sua vetusta matriz ideológica, bebendo nas fontes da 4ª Internacional e de um estalinismo bacoco que faz a malta do PC parecer "meninos do coro" no que concerne à implementaçao da ditadura do proletariado rumo à sociedade sem classes.
Atrever-me-ia a dividir a história do Bloco, desde a sua fundação, em dois períodos: antes e depois das Legislativas de 2009.
Antes destas, imperou a Política XXI, donde saiu Miguel Portas. Foi o período das causas.
Depois destas (incluido-as), impera o PSR e a UDP. É o período do velhinho "quanto pior melhor".
Isto, no meu entender, não revela nem maturidade politica, muito menos sentido de Estado.
O PREC já foi!
A praxis partidária, ainda que por vezes sujeita a condicionantes que obrigam a ajustes na acção política, é, no essencial, a tradução de um "substrato" intelectual que lhe serve de orientação
No caso do Bloco, é bom não esquecer, esse "substrato" esteve na génese de desastres históricos mundiais.
Entre fascismo e social-facismo, pemitam-me optar pela democracia.

yulunga disse...

Ó passarinha da primavera mas eu não te chamei palerma.
E muito mais lirica do que tu sou eu. E também tenho convicções e também luto por elas e sabes o que ouço?
- Mas em que mundo é que vives tu?
- Achas que vais sózinha mudar o mundo é?
- És tão inocente...
Etc. etc.
Sabes que muitas das patacoadas que já disse acabo por as ver como conclusões a que sabedores e portadores de altos cursos chegam ao fim de muitos anos de investigação. Gente que defende teses com medidas que eu tanto defendi.
Depois quando confronto as pessoas, parece que aquilo que eu tinha dito não era bem assim.
Tenho que começar a deixar por escrito as minhas "visões".

"São pequenos, sabem que não chegam a lado nenhum logo não têm nada a perder."
Sim. O bloco, tal como tantos outros, nunca irá ter a projecção de um PS ou de um PSD. E sim tem muita razão em muita coisa que defende mas também diz muito disparate. Tal como o lado oposto, o PNR, também diz algumas coisas com que concordo e outras são perfeitos disparates.
Mas tal como disse, considero-os absolutamente necessários.
E ainda está para nascer a politica do consenso. Infelizmente o ser humano ainda vai ter que dar muitos tiros nos próprios pés até que se faça da politica uma coisa séria, honesta e ao serviço do bem estar das nações.

yulunga disse...

Dr. Murcon
Posso dar-lhe um puxãozinho de orelhas, posso?
Então vamos lá.
"Ou alguém ignora a maleabilidade pragmática e programática de Paulo Portas quando se trata do "superior interesse do País" (leia-se, partilha do Poder)?

Agora deixo este link :-P
http://aeiou.expresso.pt/ps-e-bloco-nao-fazem-maioria-cds-e-essencial=f538213

Ah pois é.
Sem estar do lado do Sócrates ou do Portas a ver vamos quem se vai chegar à frente quando em alturas de braços de ferro quando se tratar do "superior interesse do País".
Infelizmente vai ser um: tu coças-me as costas que eu coço-te as tuas.

Já uma vez aqui falei que considero verdadeira politica aquela em que a oposição ajuda a governar e não a desgovernar só por cor clubistica. Isso deixamos para o futebol. Aliás, acho que a maioria dos nossos politicos dava-se bem era no futebol. Aí sim, cada um puxa para o seu lado.
Governar um país não pode ser assim. Junta-se o que de melhor as forças opostas têm em beneficio de uma nação. Mas isso é demasiado honesto para quem quer apenas um lugar ao sol. Mas lá chegaremos.

Olhe exemplo do que eu falei foi o triste comentário da Sra. Ana Gomes.
Coligação com o PP, "nunca, jamais".
À partida sem saber que ideias ou medidas um outro partido tem para expor, responde-se isto?
Será esta a atitude de alguém que antes da cor partidária, pensa no que é melhor para as pessoas que a colocaram onde está?
Não me parece, mas ok.
Ainda há muito caminho a percorrer.

A Menina da Lua disse...

"Les jeux sont faits":)

Ganhou o partido socialista e para o bem ou para o mal é com ele que vamos ser liderados politicamente durante os próximos anos.

Temos a estabilidade política possível... com um cenário de governação em minoria mas com a possibilidade de partilha e de negociação política entre e com os vários partidos que se fôr hábil tem em democracia os seus virtuosismos...

Mas o mais importante é haver uma conciliação partidária para a melhoria efectiva de interesses dum país que necessitada como pão para a boca duma concentração de saberes, vontades, recursos e de esperanças para que tudo possa ser melhor e possivel...

Porque quanto aos nossos sonhos e aspirações pessoais,não nos iludamos, apenas cabe a nós próprios fazermos por isso; conquistarmos no nosso dia a dia aquilo que verdadeiramente queremos desejamos e acreditamos, enfrentando problemas, criando e aproveitando oportunidades porque a vida somos nós que a construímos e por isso somos os únicos responsáveis por ela...

Gonçalo Rosa disse...

Não creio que Sócrates caia desse cavalo (o de coligar-se em maioria com o PP). Se o fizer será um verdadeiro suicidio anunciado, com carrasco à esquerda e, pior que tudo, dentro de casa.

Gonçalo Rosa