terça-feira, julho 13, 2010

As pessoas "adquiridas".

Maria,

Hoje apetecia-me tão pouco andar a pé que levei andarilho, leia-se música. E no momento de escolher lembrei-me da clínica e do que tu dizias, sabes? "Tomamos as pessoas por dados adquiridos...". Há quanto tempo não ouvia o álbum branco dos Beatles? Foi como suspirar de alívio por confirmar uma paixão:). A batida de Back in the USSR, que poderia ter tido os Beach Boys a fazer os coros; Rocky Raccoon e os westerns da minha juventude; Julia e a neurose de abandono de Lennon que desaguaria em Mother; Blackbird e a consciência social que na altura eu não adivinhava em Macca; Piggies e a ironia corrosiva de Harrison; Happiness is a warm gun e o seu flirt com a heroína, consciente ou inconsciente; e While my Guitar Gently Weeps, a tua preferida. O choro de que só Clapton tinha o segredo:). Lembro-me de chegar a Londres aos dezasseis anos e ver escrito no metropolitano "Clapton is God". Apesar da estúpida morte do filho, não creio que o Senhor se tenha ofendido e ajustado contas. Porque uma guitarra tão plangente é "religiosa", tinhas razão. E contudo, agora, sabendo-te longe por decisão e quilómetros, é "I will" que oiço ao longo do rio, enquanto me interrogo - qual de nós dá o outro como adquirido e arrisca não lhe viver o colo se decidir ressuscitar o que tivemos?
Dorme bem.

21 comentários:

isabel disse...

:)

Cê_Tê ;) disse...

(Que bonita declaração!;))

É tão curioso!!! O facto de estar musicada...)

Cê_Tê ;) disse...

Aquela do andarilho! ;D

Fora-de-Lei disse...

Lembro-me de chegar a Londres aos dezasseis anos e ver escrito no metropolitano "Clapton is God".

pedro disse...

:)

fiury disse...

Esta história de amor: Maria/Júlio, fez-me lembrar esta música. Já que a coisa anda musicada:)...

http://www.youtube.com/watch?v=HqDKX2JFMm8

Julio Machado Vaz disse...

Ó FDL a foto é uma delícia:)

Julio Machado Vaz disse...

Ó FDL a foto é uma delícia:)

Julio Machado Vaz disse...

Ó FDL a foto é uma delícia:)

andorinha disse...

Ai estes textos!:)

Essas melodias...(suspiro) :)

E a foto é uma delícia, de facto, Júlio, mas não precisa de exagerar.

:))))))))

A Menina da Lua disse...

Pois é!:))

A foto é uma graça sem dúvida.:)

Quanto às pessoas "adquiridas", penso que elas são cada vez menos compatíveis com a forma como se vive neste mundo de contigências; onde tudo pode acontecer... e onde a nossa vontade vai apenas até um certo ponto. O resto é feito de sortes e de azares.

Achei lindo este seu post!

Fora-de-Lei disse...

andorinha 9:50 PM

"E a foto é uma delícia, de facto, Júlio, mas não precisa de exagerar."

A Menina da Lua 10:06 PM

"A foto é uma graça sem dúvida."

Já não me bastava ser o Professor a "entrar" comigo. Já vi que vocês também têm contra mim o facto de me correr sangue berbere nas veias em vez do sangue suevo dos "galaico-portucalenses"... ;-)

andorinha disse...

FDL,

Não tenho rigorosamente nada contra o teu sangue. Que te corra nas veias por muitos e muitos anos, amigo e companheiro:)))

bea disse...

Uma manhã, ia eu para a praia num alvoroço de sol, e vai daí vejo um grande ajuntamento, quase junto ao mar. Olha, era o Clapton. Coisa mais sem esperar não podia acontecer. Fiquei logo ali sentada à espera (sabia lá quem era o senhor!), as barbatanas a espreitar do saco e os sumos a aquecer. Vagamente indecisa entre um mar e o outro. Depois ele veio para um palco que não era, e mudou tudo. Deve mesmo ter mudado, porque não me lembro de mais nada a não ser que no fim me tiveram que me puxar pelo braço. Clapton é um meu adquirido.

A Menina da Lua disse...

FDL

:)

Pois! existe essa nossa incompatibilidade de sangues!:)porque o meu é mesmo "galaico-portucalense"... A minha família veio da Galiza há uns séculos atrás e instalou-se na Zona de Viana do Castelo até à minha geração.

Fora-de-Lei disse...

andorinha 11:45 PM

"Não tenho rigorosamente nada contra o teu sangue. Que te corra nas veias por muitos e muitos anos, amigo e companheiro:)))"

A Menina da Lua 11:24 AM

"Pois! existe essa nossa incompatibilidade de sangues!:) porque o meu é mesmo "galaico-portucalense"... A minha família veio da Galiza há uns séculos atrás e instalou-se na Zona de Viana do Castelo até à minha geração."

Na minha última análise ao sangue, também foi descoberto Alentejano e Douro, na orla dos 14º. Julgo que esta (preciosa) particularidade poderá amenizar as diferenças entre o meu ADN e o de muitos "galaico-portucalenses", nomeadamente o Professor... ;-)

o lavagante disse...

extraordinária declaração! :)e como disse Cê-Tê ainda por cima musicada! que maravilha..

andorinha disse...

FDL,

Com esses elementos diferenças amenizadas, sem dúvida:))))))

Diana disse...

Boa tarde Professor,
Já faz algum tempo que visito o seu blog, pelo interesse de pequenina quando o ouvia falar em programas e ficava siderada e de ouvidos bem abertos. Antes ouvia porque gostava, hoje é porque procuro respostas. Sou como uma criança num mundo de adultos, onde tudo parece tão simples, mas é tão complicado.
As palavras finais deste Post fizeram-me pensar, de facto porque é que as pessoas tomam as outras como dados adquiridos? Se nós não somos de ninguém? Porque é quando se perde é que se pensa e se deseja esse colo? Porque é que hoje é difícil ser amado? Porque é que só se tenta ressuscitar depois do tempo passado?
Se há alguém com que gostaria de manter uma conversa cómoda e sábia, era com o professor. De facto existem pessoas mesmo que não sejam os génios da lâmpada, sabem usar as palavras mostrando a sua face humana e livre.

jota disse...

fácil.

eleva-me a Cantata e elevo-te comigo

chegamos, onde não alcança o olhar.
lá, onde só eu toco e tu respiras
onde cresces e és só minha:)

vês?

and so on

pe'jotinha

jota disse...

maria...
é como uma roupa que se veste e não consegue despir-se. nem rasgando:)

dos três machados; público, privado e virtual qual é o espirito santo;)

'Pe´jotinha


psssiuu
M.A.S.P.,ciumento: obrigada pelo filme e o lindo diário. não assine em quadrado e não esqueça nunca...foi há SEIS ANOS...que deus os tenha...eu já esqueci e lembro que passar as mãos nos cabelos de uma amiganum passeio à beira mar pode transformar-nos em "verminunculos famigeratis"!
ai posseidon, o nenuco dos vinte anos, faleceu há trinta e cinco... bom natal para si também:)

Vá, toca a bulir;P

JULINHO, um jantar para quando?
tudo boa gente;)