quarta-feira, maio 02, 2012

A palavra aos neurocirurgiões.

Não conheço pessoalmente Miguel Esteves Cardoso. Há quase vinte anos escrevi-lhe, grato por um texto sobre seu Pai que abrigava ecos do meu. Depois de ler a crónica no Público, desejo-lhe que os  minutos de hoje com a Maria João se desdobrem em horas, dias e anos, como é devido ao amor que os une.  

95 comentários:

pedro disse...

http://youtu.be/afjRIFjsPJI

andorinha disse...

Não conheço pessoalmente nenhum dos dois, mas é evidente que desejo o mesmo.

Pedro,

The longer the waiting, the sweeter the kiss

É linda, miúdo! e vem tão a propósito!
Tu és uma pessoa que admiro mais e mais a cada dia que passa.
Há pouca gente como tu!:)

Beijinhos

Interessada disse...

Foi a primeira notícia que li pela manhã.
Procurei esquecê-la durante todo o dia, mas foi-me impossível.
Ao longo dos anos fui aprendendo a gostar do Miguel, pessoa com quem não simpatizava quando conheci, porque o achava reaccionário.
Penso que ele próprio me facilitou a vida com alterações que foi sofrendo, talvez fabricadas pelo meu proprio desenvolvimento.
Não foi de hoje, mas com o tempo, que descobri o seu grande amor pela João – amor que ele gosta de ostentar com todo o despudor que o sentimento lhe permite.
E a notícia que nos deu hoje faz parte disso.
Todos sabemos que a vida não é justa, mas aceitá-lo pode ser difícil.
E por isso, o meu presságio está na linha do desejo do Júlio, que também é o meu.
Tenho a certeza que o Miguel conseguirá negar uma separação que não é inevitável.

pedro disse...

Acho que já não somos "murcons"! Só se fôr por termos alguma percentagem nos lucros da empresa com este nome. Queremos mesmo é muitos MECs e Marias João:

Gal Costa - Camisa Amarela by Ary Barroso

http://youtu.be/3GiFvGFXcNc

pedro disse...

Não sei todos sabem? Mas fugindo ao post! Não resiti em deixar aqui uma coisa desconhecida por tantos e que precisava de ser falado. Não me lembro de algum dia me terem tocado neste assunto. Ao qual dou a maior importância. E se não se souber á partida vai ser preciso ter muita paciência:

When the condom comes out, the erection goes down

http://www.netdoctor.co.uk/ate/menshealth/204331.html

Desculpem-me saltar assim mas acho que é importante para todos e todas.

Andorinha,

Por isso ter dito que havia muita coisa escondida. E uma coisa tão simples. Não se entende como não seja debatida em publico.

Não podemos só alinhavar por aquilo que vem nos jornais. Acho mesmo existir alguma vergonha.

http://en.wikipedia.org/wiki/Sexually_transmitted_disease

Ou comodismo!

pedro disse...

Acho que devia estar mesmo descriro como um efeito indesejado que com o tempo tende a desaparcer!

pedro disse...

Usá-lo é um ato de humanismo.

pedro disse...

Quem quizer acreditar que acredite. Mas também é Amor e Respeito!:)

pedro disse...

E justiça!

Anfitrite disse...

Esta é para ti andorinha. Queria calar-me mas não consegui.
Não sabes que todos os que se vendem é por dinheiro, ou por outras regalias?!
É natural que muita gente tenha concordado. Agora estranho é que tu não tenhas pensado. O merceeiro, que se tornou o homen mais rico de Portugal, não por produzir, mas por distribuir o que os outros têm de produzir a preços de sobrevivência, e mal, já deve ter neste momento todo o dinheirinho que recebeu, a render, num qualquer paraíso fiscal. Que pena ele, depois de ter os stocks vazios não ter fechado as portas e deixado toda a gente no desemprego. Não o fez porque sabia que lhe davam cabo do canastro.
Não são os que passam fome que aproveitaram para encher a dispensa para dois meses. Ainda por cima fê-lo no PRIMEIRO DE MAIO, Para pôr trabalhadores contra trabalhadores e, mais grave ainda, porque sabia que era princípio de mês e as pessoas aproveitaram para deixar lá os seus ordenados. Com a confusão, nem tiveram tempo, para verificar os preços, que podem ser alterados da noita para o dia, nem puderam verificar os prazos de validade. Oxalá que tudo esteja podre, e que tenham sido produtos mal armazenados. Há anos comprei lá uma lata de comida para o cão, que quando abri, quase ía vomitando com o mau cheiro.
Já várias vezes tenho dito aqui que não vou nem ao continente nem ao pingo-doce, que nas pequenas lojas, aproveira-se da proximidade para explorar os velhos e os que não têm meios de transporte. E depois dá-se ao luxo de criticar toda a gente, criar fundações para poupar nos impostos e o resto levou para a Holanda e foi dos primeiros a distribuir lucros antecipadoos, o ano passado, para os accionistas fugirem ao aumento de impostos. É o qe dá pensar à inglesa. Parecia que estávamos no dia de juízo final e que vinha aí uma catástrofe. Não falta muito!

http://www.jn.pt/Opiniao/default.aspx?content_id=2451135&opiniao=Manuel%20Ant%F3nio%20Pina

Anfitrite disse...

Interessada

Penso que ele próprio me facilitou a vida com alterações que foi sofrendo, talvez fabricadas pelo meu proprio desenvolvimento.

O Miguel não é reaccionário. Sempre foi um homen com uma cultura, muito acima de todos nós. Por isso defendia a monarquia, talvez por a mãe ser inglesa e pela esmerada educação que recebeu.
Dá-se ao luxo de criticar a imbecilidade dos que se dizem chicos-espertos, com a sua fina ironia. Quem não se lembra dele na Noite da Má Língua? Teve os seus desgostos de amor, que talvez o tenham desorientado um pouco. Mas deve ter encontrado o equilíbrio com a Maria João. Quem não se lembra daquela miúda adorável, bonita, simpática, que apresentava a Meteorologia nos primórdios da SIC?
Para quem desconheça:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Miguel_Esteves_Cardoso

http://www.lux.iol.pt/nacionais/operacao-da-mulher-de-miguel-esteves-cardoso-correu-bem-miguel-esteves-cardoso-maria-joao-pinheiro-operacao-cancro-hospital/1345296-4996.html

Esperemos que as esperanças não sejam vãs, porque o mal já vem de muito atrás e tem-se vindo a espalhar.

pedro disse...

"Esperemos que as esperanças não sejam vãs, porque o mal já vem de muito atrás e tem-se vindo a espalhar."

Anfy,

Nisto concordo contigo e não prometo mas faço por acreditar.

Quanto ao resto. Como disse no post abaixo. O Pingo Pingado só ficou com má imagem. Os lucros e os prejuizos, ficaram ela por ela. Mas não te preocupes. Como se costuma dizer: "O povo tem memória curta". E não falta muito para se repetir o mesmo, noutra situação. E mais polémicas vamos ter.

Cada um que cuide da sua horta e se sobrar a uns falta a outros a quem sobra o que ao primeiro falta.

Já é exoterismo a mais!

bea disse...

O Miguel habita-me a estante. Leio artigos seus às pessoas de quem gosto e que, muitas vezes apenas retêm as alfinetadas. É prosa grávida de humor e razão. Não concordo em absoluto com as suas opções como com as de ninguém, mas é indubitável que entre nós - como entre qualquer escritor e o seu leitor - ecos comuns. Não lhe escrevi pensando, quiçá erradamente, que uma legião de cartas anónimamente desconhecidas, pára no lixo. As pessoas que têm um lado público não fazem ideia do quanto as acompanhamos, se deixam; que é como quem diz, mostram um bocadinho da sua realidade não imaginária. Recordo os seus entusiasmos amorosos, duas gémeas meio inglesas, a existência em casas separadas a que não vaticinei futuro. E depois, nada. Salvo entrevistas onde defendia impossíveis com a convicção de evidências. Depois de um interregno bem longo, reencontrei-o com saudade num jornal, a mesma verve irónica, temperada pelos anos a resguardá-lo de indiscrições.

E oxalá, professor.

Anfitrite disse...

Pedro,

Não se trata de esoterismo. Se eu andasse no mundo esotérico não estava tão aterrada com o que se passa à minha volta. Isto para mim foi das coisas mais tristes que vi nos ultimos tempos. E as pessoas não se apercebem. Eu até esqueço a minha horta. Imagina que tenho o limoeiro carregado de limões e nem os apanho.
Mas se és mais feliz assim e se consegues abstrair-te do se passa á tua volta, ainda bem. Este povo merece ser espezinhado como sempre foi. Ontem até um inglesa se admirou de as pessoas andarem numa manifestação a rir.
Mas acho que a nova juventude já não vai permitir que lhe ponham as patas em cima. Ela arranjará maneira de sobreviver mesmo com tanto desemprego.
Mas quem conhece a origem do 1ª de Maio não pode esquecer isto. E não te esqueças que os 50% de desconto, a maioria dele representa 23% de IVA que não vai para o Estado e somos nós que ainda vamos ficar mais lixados. Gostava de saber quantos milhares de pessoas foram às lojas.
Gostei muito da tua fotografia.
As minhas adiantum sp estão lindas. Algumas também têm as folhas um pouco queimadas.
Sempre gostei muito delas pela sua leveza.
Tenho umas rosas lindas que gostaria de fotografar, mas não tenho máquina, nem arte à altura.
Biépi

Anfitrite disse...

Hoje encontrei esta. Afinal não faltam maneiras de sair da crise.


http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=549395

Interessada disse...

Julio

E o Fernando Lopes, não merece uma palavra?

http://ipsilon.publico.pt/cinema/texto.aspx?id=304372

http://www.youtube.com/watch?v=m_-9bKZWURo

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manuel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manuel disse...

A minha homenagem a Fernando Lopes:

Belarmino – Fernando Lopes (1964)
http://youtu.be/Deq44kRzG1c


Uma Abelha na Chuva - Fernando Lopes (1971)
http://youtu.be/o7oy1BozQpM


Nós Por Cá Todos Bem – Fernando Lopes (1978)
(Não encontrei o link)


Crónica dos Bons Malandros – Fernando Lopes (1984)
http://youtu.be/LO03NC72NE0


Matar Saudades – Fernando Lopes (1988)
(Não encontrei o link)


Delfim – Fernando Lopes (2002)
http://youtu.be/4CVR_DQcmWc


Em Câmara Lenta - Fernando Lopes (2012)
http://vimeo.com/37324773


Fernando Lopes: Provavelmente - João Lopes (2008) (Documentário sobre Fernando Lopes)
http://youtu.be/MRZQKpWR7UE

pedro disse...

Anfy,

Estar informado. Começa a ser uma experiência exóterica. Ainda em Fevereiro falava com uma amiga minha que todos os anos organiza o World Press Photo além de apadrinhar muitos projetos de injustiça por esse mundo fora: desde o abuso sexual de menores até ao derrame de plataformas petroliferas. E eu confidenciava com ela em relação ao titulo que foi dado WPP de 2010: "estar informado depende de ti" e os dois concordavamos agora em 2012 que há um excesso de informação e que apetece dizer: "não quero estar mais informado". É uma pessoa que dedica e faz da sua vida denunciar situações injustas e um dia desabafou comigo e disse que estava farta de denunciar. Os dois comovemos-nos pelas piores razões. Gosto muito doque a Anfy escreve mas entra pelos ossos dentro. Gostava que continuasse assim mesmo que alguém se sinta injustamnete atingido. Mas é coisa que passa! Ainda ontem ouvi que no racionamento depois do 25 de abril de 1974 houve muita gente a encher as casa com bens de primeira necessidade. Oque aconteceu em alguns caso, foi que com o tempo tiveram que deitar metade fora.

Isto tudo desilude-me, porque acabamos por conhecer melhor a vida dos outros que a nossa própria vida.

E que a desconfiança que temos pela vida coincide com a desconfiança que temos em nós próprios.

Também acredito que as gerações que aí veem e que agora estão a aprender a escrever vão ser mais renvindicativas. Sem hora ou lugar marcado.

Mas como só temos uma vida. Não sei se a morte é certa, na melhor das hipotes vou aparecer no prato de alguém em forma de bife ou batata frita depois de entrar pela base na pirâmide da cadeia alimentar.

Só não quero ser congelado!

Mas que existo: disso estou certo.

pedro disse...

Interessada,

O avô de um amigo meu , quando abria o jornal ia logo direto á secção "dos que tinham deixado de fumar". Tinhamos que estar todos os dias de luto!

YMCA:

http://youtu.be/CS9OO0S5w2k

Um Bom dia Para Todos.

E façam o favor de ser felizes!

rainbow disse...

Boa tarde:)

Sobre o post, desejo o mesmo.

Abraços para todos

http://www.youtube.com/watch?v=wF7m5M3qaIs

Carpe diem

Cê_Tê ;) disse...

A única coisa que vale uma partida assim... de alguém conhecido é que é mais alguém que a gente sente como se da nossa gente se tratasse. E parece que desta vez é que se tem de fazer alguma coisa para (pelo menos) melhor a qualidade de vida de quem se acaba. Algum gesto público de pressing...
E depois fica sempre para a próxima vez...


Não sei se quando se ama se deseja ficar assim a assistir à degradação miserável e literalmente dolorosa da pessoa amada... Nem se se deseja permanecer... Mas a vida já me ensinou que há uma garra de parto que ata à vida os naúfragos.

andorinha disse...

Boa tarde:)

De fugida...

Anfy,

Não entendi. Que eu não tenha pensado???
Penso à inglesa??????
Deixaste-me de cara à banda com os teus remoques.

Desde a primeira hora que discordei dessa ação que me deixou indisposta até à medula. Penso ter sido a primeira aqui a insurgir-me...

Devo andar a exprimir-me muito mal para que tenhas interpretado o que eu disse de outra forma.

Não tenho mais tempo por agora, mas não queria deixar passar isto em claro senão até parece que quem cala consente...

Interessada disse...

João Pedro

Nunca passo por essa secção.
Raramente não somos dos primeiros a saber, quando é um dos que amamos.
Sou uma pessoa grata aos que de alguma forma contribuem para a minha felicidade. Alguns, pelo simples facto de existirem.
E uma forma de mostrar essa gratidão é homenagea-los em ocasiões especiais. Que queres? São hábitos ancestrais.
Se deixares de fumar antes de mim (o que será difícil), também te prestarei homenagem, mesmo que não gostes.

Olha Pedro, devolvo-te este presente que nos deste. E como já me elogiaste mais que uma vez, assim vou proceder, sempre que me critiques (hehehe):

"Everybody is a genius. But if you judge a fish by its ability to climb a tree. It will live whole life believing that it is stupid." (Albert Einstein)

Interessada disse...

João Pedro

E não homenageio olhando ao estatuto.
No 1º de Maio, por exemplo, homenageei muito desgraçado que já anda no limiar da sobrevivência.
A vida não é um sofá.

pedro disse...

Interessada,

Como diria a Lili Canecas: "Estar vivo é o contrário de estar morto"

Everybody is a genius!

E para a Maria João, que eu não conheço e todos que não vivem bem com o mal dos outros:

Ryuichi Sakamoto Lost child

http://youtu.be/SompCfjpF5o

pedro disse...

Interessada,

Quem está no limiar da pobreza ainda há pessoas que se lembram e as apoiam. Quem está no esquecimento não tem nimguém ou pouca gente a despertar-lhes um sorriso.

Interessada disse...

João Pedro

Posso agradecer-te o Sakamoto, ou és como a Anfy que é capaz de achar que isto é um salamaleque?
Se não gostas de agradecimentos elucida-me já ;)
Foi uma boa escolha que fizeste.

Normalmente, as pessoas de quem falas, são as mesmas. Mas nem sempre.
O dramático é que, o número crescente de pessoas nessas circunstâncias, é directamente proporcional ao número de pessoas que vive no seu casulo e ignora os outros.
E é tão fácil arranjar argumentos que o justifiquem, que até assusta se pensarmos nisso.

Não conhecias a Maria João Pinheiro? Olha que vale a pena olhar para a pequena, que é bem gira.
Aqui a tens

andorinha disse...

Pedro,

"Também acredito que as gerações que aí veem e que agora estão a aprender a escrever vão ser mais renvindicativas. Sem hora ou lugar marcado".

Não sei, não...tenho sérias dúvidas.
Elas querem é o último gadget da moda e se o tiverem, o resto que se lixe...
Se não tiverem, maltratam o pai ou a mãe...

Jinhos, moço:)

Interessada disse...

À especial atenção do Manuel:

Conferências na Culturgest (entrada gratuita)
Alterações climáticas: a crise que não sabemos pensar
por Viriato Soromenho-Marques (dias QUI 10, QUI 17, QUI 24, QUA 30 DE MAIO)

http://www.culturgest.pt/actual/programa.html

Interessada disse...

Rainbow

3.7 já é medida de adulto.

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2012/05/03/sismo-com-magnitude-de-3.7-na-escala-de-richter-registado-a-10-quilometros-de-sao-bras-de-alportel

andorinha disse...

Voltei atrás, Pedro...
Só para dizer que gostei muito da Lost Child.

Agora vou ao trabalho. Sem grande vontade, confesso:)

Biépi

pedro disse...

Andorinha,

Uma coisa podemos tenatar adivinhar: Vai haver muitas surpresas!

;-)

Manuel disse...

Interessada:

Obrigado pela informação.

Anfitrite disse...

andorinha disse...
Boa noite:)

Só hoje vi imagens do pandemónio de ontem e fiquei estarrecida!
Realmente uma imagem vale mais do que mil palavras.
Dei uma volta aqui pela blogosfera e constatei que algumas pessoas acharam a ação apropriada nestes tempos de crise. "Se as pessoas puderam levar para casa coisas para dois meses em vez de um qual é o mal?"


Andorinha,

Levaste porrada porque eu estava danada. Eu tinha lido dois dias antes isto que escreveste no andar de baixo.
Mas a minha memória não gravou as aspas. Por isso me insurgi e estranhei a tua atitude.

Também tinha acabado de ler a declaração da Interessada, aonde dizia, que as alterações que o MEC sofreu, no bom sentido, foi graças ao seu(dela) desenvolvimento.

Tenho de ter mais tempo para compreender bem o que as pessoas escrevem. É o que eu digo. Estou a ficar lerda.☻


Bea,

As gémeas do MEC só são 1/4 inglesas.

Fiquem bem

pedro disse...

Acabei de ir ao google e coloquei o link que vos deixo aqui. Como este motor de busca é um desconfiado. Perguntou-me: Quis dizer: sua mãe.

Eu assim segui as intruções e era verdade, era mesmo a minha mãe:

http://4.bp.blogspot.com/-6-r7hoP1C2Q/T6MOyj3bDLI/AAAAAAAAD-U/bi2rg1xE6nI/s1600/0074.jpg

Uma Boa Noite Para Todos

(se se justificar, ainda volto!)

Impio Blasfemo disse...

Sobre o Miguel Esteves Cardoso, a Maria João e o Fernando Lopes nada tenho a acrescentar ao que aqui já foi dito.

Se a palavra e a imagem têm força a canção não fica atrás; deixo este link sobre o poder da canção:

http://www.signos.blogspot.pt/2012_05_01_archive.html#6455283756468134723#6455283756468134723

Boa noite
Ímpio

Anfitrite disse...

Mais uma crónica para pensar:
MEC


Há uma coisa que me tem dado que pensar.
Ao ver, de novo, as crónicas e as entrevistas do Miguel Portas, reparei que ele estava sempre a falar, com dificuldade em respirar e até pedia água, porque era uma fumador compulsivo. No dia que foi operado disse que já tinha estado um dia sem fumar, portanto ía estar mais dez anos.
O mesmo acontecia com Fernando Lopes, que até tinha as pálpebras inchadas, e estava sempre de cigarro na mão. Será que nunca lhes passou pela cabeça fazer um exame? Ou teriam sido casos fulminantes? A Maria Joõo era tão nova que foi apanhada desprevenida, como todos os dias esta malvada doença vai espalhando os seus tentáculos.
O Professor Sobrinho Simões diz todo contente, porque pode investiar mais, que cada vez haverá mais à medida que aumenta o tempo de vida, e que não há idoso nenhum que morra em que não se encontrem vários cancros.

pedro disse...

Impio,

(chutei com o pé que tinha mais á mão) O importante é estar em campo:

Anna Ternheim-My Secret

http://youtu.be/8IgcK65EJes

"Today must have been one of the strangest days
Some would say that you won't find love that way
The best days are not planned by common sense
By lack of time
You just happen to be where everything feels fine

It's a new secret I have found
[ Lyrics from: http://www.lyricsmode.com/lyrics/a/anna_ternheim/my_secret.html ]
From today I'll change my priorities around
I'm no longer in command, and people say
I'm off solid ground and you're to blame
But they don't understand, people never do
It's confusing, I don't expect them to

It's a new secret I have found

Today must have been one of the strangest days
I found a place where I could stay
And people say that it will kill me,
But they don't understand
People never do, but it makes sense to me
To be senseless to change my plans for you

It's a new secret I have found

And I'm off solid grounds for you"

Abraço

(...)

pedro disse...

Anfy,

Esta é uma Amoreira e a lua por tráz:

http://2.bp.blogspot.com/-SJdrImPVSPU/T6MzWeptOJI/AAAAAAAAD-k/7URc8aCdeL0/s1600/0084.jpg

bea disse...

É pá, Bom Dia!

com chuva, mas para a semana h´de haver calor. Dizem. que só vendo se acredita.

Vou deixar para mais logo, sim? sejam bons uns para os outros. portem-se.

Não posso no entanto resistir a uma provocação lá de cima. Assistir à degradação de quem parte é mau. Se não houver sofrimento, é menos mau. Havendo dele uma progressão até ao intolerável, até que um músculo específico pare, é estupidamente irracional. É meu entendimento. Mas esta é uma questão a resolver por cada homem ou pelos seus e com eles quando possível. Não desejo influenciar ninguém, dizer que penso melhor, pensar que estou certa. É lugar de cada um. Mas o huramento de Hipócrates, parece-me muito hipócrita - em alguns casos.

Não li mais nada. Tenham saúde.
biépi

pedro disse...

Bea,

Percebes!
Quando eu disse que gostava, quando a CT vinha aqui abrir as janelas.

Interessada disse...

Muito agradável
para ouvir ao fim do dia.
Um bom fds

rainbow disse...

Boa noite:)

Anfi,

Gostei muito da crónica do MEC.
Esclareço já que sou agnóstica, mas li a Bíblia, porque além de ter o significado que tem, é o maior best-seller mundial.
De facto, o Antigo Testamento mostra um Deus violento e vingativo. São pragas de gafanhotos, dilúvios, a ordem que dá a Abraão para matar o filho, como prova de amor por Ele. Que Deus tão egocentrista.
No Novo Testamento há uma "humanização" (que paradoxo) de Deus, na figura de Jesus Cristo. Mas depois, no Apocalipse, há o juízo final.
Recomendo a si e a quem quiser, um livro "Deus e a ciência", do filósofo Jean Guitton edos dois irmãos Bogdanov, um físico teórico e o outro astrofísico.
O livro é todo ele uma conversa entre os três. É deveras interessante.

Andorinha,

Ainda sobre o feriado, por aqui algumas pessoas que estavam indignadas com aquela acção, já mudaram de opinião.
Eu mantenho a minha.
Dizem os sociólogos que, à excepção da "coincidência" de ter sido no 1º de Maio, isto também acontece nos países desenvolvidos.
É "O Ensaio sobre a cegueira".Mas aqui a cegueira é outra.
Mas é sexta-feira, fim-de-semana, vamos esquecer tristezas.

Interessada,

Não sentimos o sismo. Dizem os entendidos, que quanto mais sismos pequenos houver, melhor.

Bea,

Tu és o máximo.Apeteceu-me dizer isto:)

Portem-se mal, mas com juízo.

pedro disse...

Interessada,

Estou a ouvir a musica que deixas-te como o fiz já desde que nos presentiaste.

Obrigada

;-)

pedro disse...

Interesada e Interessados,

Vi agora uma frase que desconheço o autor:

"de 90 doenças: 50 são provocadas pela culpa / 40 pela ignorância"

Anfitrite disse...

Rain,

Apetecia-me estar ao pé das pessoas, para lhes dar um murro no nariz, quando fazem essas afirmações.
Nos EUA e no Canadá, há o "boxing
day"- 26 de dezembro- que é para se livrarem de todos os stocks, não são exactamente de produtos alimentares. O mesmo acontece nos saldos de produtos de luxo, que têm de ser substituidos e que foram vendidos, com margens astronómicas de centenas por cento. Isto acontece, em todo o lado, como cá com os nossos saldos.

Acabou de dar no JOrnal da RT2, uma reportagem, que prova que os distribuidores, têm margens superiores a 50%, nos produtos agro-alimentares. Uma alface vendida numa grande superfície por 1.79€ é paga ao produtor por .32 cêntimos. Obrigam os produtores, a fornecer a primeira "fornada", às xs de um mês, de borla, como: coelhos. galinhas, queijos etc.
Também há as filas de horas, ou dias, de loucos, para comprarem a última versão dos ipads, ou bilhetes para espectáculos, de quem cá nos vem sugar os ossos. No tempo de Mário Soares, proibiu um concerto do Júlio Iglésias para não saírem divisas. Agora dizem que a vida está mal mas os bilhetes esgotam-se meses antes. Mas se calhar não vão à feira do livro, nem aos museus, nestes porque se paga entrada, dizem.
Sempre fomos um povo sem cultura, nem opções. Eu tinha uma colega que ía de BMW, topo de gama, todos dia para o emprego, mas desmaiava com fome, mas muito bem vestida, e nos últimos dias do mês faltava porque não tinha dinheiro para a gasolina.

BFS

http://www.cool-stayle.com/tube/josh-groban-cinema-paradiso-psuWmrpklqV8y8c.html

pedro disse...

Anfy,

Venha para Portugal / pague para trabalhar.

http://youtu.be/yNB5FMQqpwQ

pedro disse...

Por isso na 2ª Guerra eramos o poiso de muitos espiões e foi uma das alturas em que a econimia cresceu. Graças ao volfrâmio.
Com o mal dos outros vivemos nós bem!
Por isso o Soares ter passado uns tempos a anunciar uma 3ª guerra. Devia ver nisso uma oportunidade.

Hoje deu-me para de Blasfemo.

The Stranglers - La Folie

http://youtu.be/yNB5FMQqpwQ

Corrijo:

Venha para Portugal
Pague para trabalhar
Nós não dizemos nada a ninguém
Aprecie oque fizer
Mas paque por isso

E como Impio há só um:

Continuamos a trabalhar mais que os outros e faltar dinheiro para o bétadine!

Jorge Palma - Portugal, Portugal

http://youtu.be/OUa0XGI4Fs4

Hoje já é quase amanhã
Um bom fim de semana

bea disse...

Um beijinho para vocêses porque me apetece. E porque todos somos às vezes um bocadinho parvos e me lembrei da minha considerável dose.
Vim eu cheirando os campos com os olhos e pôs-me a paisagem assim, num estado de terna parvoeira que o melhor é ir daqui senão ficam vocês todos lambuzados e pegajosos. a sós comigo sou perigosa, sempre se me solta um cabo.

Anfitrite disse...

Pedro,
Sempre paguei por trabalhar. E só eu tirei algum proveito disso. O Estado nunca suportou ninguém que estivesse a meu cargo. Regra geral, até pago as minhas consultas. Detesto ser mal tratada, por quem trabalha só para receber o ordenado.

Durante a 2ª GG foi a única vez em que tivemos um saldo positivo na Balança, graças ao volfrâmio, mas para isso ficaram cá tantos que acabaram por morrer pouco tempo depois, vítimas das contaminações, da exploração e péssimas condições de trabalho. Muitos filhos ficaram orfãos apesar de não termos entrado directamente na guerra.
Quanto à 3ª guerra ela esteve mesmo para existir. Um auscultador de um telefone vermelho chegou a estar no ar. O problema é que ninguém sabia quem sobreviveria. Por isso continuou a guerra fria e o perigo só diminuiu, quando caíu o muro de Berlim. Mas para substituí-la, criaram-se muitas "guerrinhas", que têm estropiado países e pessoas.

Gostei da imagem da amoreira, embora um pouco escura e não percebi como é que estavas na imagem. Fez-me lembrar os meus tempos de criança em que criava bichos da seda e andava pendurada nas arvores para apanhar as folhas. Não sei como isso aconteceu, se eu hoje não posso nem ver uma lagarta e se vejo uma minhoca no quintal até fujo. Nos dias de chuva é normal. Tenho de ganhar coragem para as ir apanhar com uma pá e pô-las de novo na terra.
Também não percebo porque passaste a tratar-me com tanta deferência. Se estiver a ser indelicada avisa:).

http://www.youtube.com/watch?v=wdBi9JWlkrY&feature=related

Boa noite

pedro disse...

Anfy,

Se não houvesse opiniões contrárias? Que seria de nós! Porque os elogios como o dinheiro, temos que os ganhar para depois gastar ou poupar.

Gostava de viver num satélite e ver como o mundo é bomito. Porque de perto é como uma cabeça com piolhos.

Beijinhos e cuide-se bem eu vou tentar fazer o mesmo!

Interessada disse...

Mais uma pequena e humilde homenagem a Fernando Lopes, mas não só.
Espero que dê para aprendermos qualquer coisa.

Não te zangues Pedro. Bem sei que não é uma lufada de ar fresco, mas cada um é como é e eu precisava de mais esta prova de reconhecimento.
Daqui a nada teremos aqui a nossa CT ;)

Interessada disse...

Anfi

Porque será que uma pessoa trata outra com deferência?

Será que o normal já é tratarmo-nos ao murro e a pontapé? :)

andorinha disse...

Boa noite:)

Rainbow,

Tenho em muito pouca conta as pessoas que mudam de opinião de um dia para o outro. Parece que não sabem pensar pela própria cabeça ao andarem assim ao sabor do vento. Enfim...
É cegueira e da incurável.

Anfy,

Subscrevo tudinho, incluindo a parte de dar um murro no nariz:)
Também vi essa reportagem na RTP2.
Vi também o ministro Álvaro dizer com aquele seu ar apalermado que "tá bem, há que averiguar, mas isto é normal em muitos países"
Que se há de fazer???:(

http://www.youtube.com/watch?v=Sdhmitkkx7o

Fiquem bem:)

andorinha disse...

Aqui deixo antes da deita:)

http://www.youtube.com/watch?v=5YXVMCHG-Nk

Do filme "Closer" uma belíssima canção.
Closer é, na minha opinião um excelente filme, que me marcou bastante. Um dos tais que revisito again anda again...

pedro disse...

Andorinha,

Gostei muito da musica!

Anfitrite disse...

Cheguei aqui esó vi por alto mas tenho de responder já à interessada.
Nós precisamos mais do que de murros e pontapés.
A deferência foi imposta pelos mais fortes. O respeito conquista-se quando se é digno disso. Tudo que é imposto pelo poder do mais forte não tem valor.
Inté

pedro disse...

Oque pensarão de nós os nossos vizinhos:

"Cosmic Avenger"

http://news.nationalgeographic.com/news/2012/05/pictures/120504-best-space-pictures-194-thor-avengers-moon-r2-nebula/?source=link_fb20120504news-spacepics

Anfitrite disse...

Andy,
Também gostei muito do filme. As coisas acontecem assim.

Eu estou a ouvir tv, com aus cultsdores porque estou ao computador ao mesmo tempo. Então quando oiço que vai falar determinada pessoa, desligo-os logo. Ultimamente já nem os posso ver, quanto mais ouvi-los. Metem-me asco e revolta.

Pedro,

Da discussão nasce a luz, quando algum deles tem pederneira para provocar faísca.
Há bocado esqueci-me de TE dizer que as mulheres das minas foram ainda mais humilhadas, porque à sáida todos eram revistados incluindo as peças de roupa interior. Foi preciso muita reinvindicação para que conseguissem ser revistadas por mulheres.
E olha que o mundo visto daqui também é muito bonito. Toda a natureza é bonita. O Homem é que dá cabo dela. Se não fosses um perito, tinha imagens de sonho para te enviar, mas tu já deves ter visto tudo e muito mais.


Vi agora uma reprtagem de pasmar.
Fiquei a saber que Mitt Romney é bispo Mormom, e que ninguém sabe a origem da fortuna dele. Ao mesmo tempo, vi praticas e entrevistas que relatam o que é aquela seita. Afinal só são ums piores que outras. Quando disse aqui que tive uma directora de srv. que me obrigou a ir visitar a seita dela e que não mais me deu paz, até eu me lirar del, eu também tinha de usar pendurado ao bescoço uma
caixinha que não podia abrir e que não me podia baixar de frma a que ela descesse abaixo da cintura, ou então teria de tomar muitos cuidados ,que não vou explicar aqui, e que eu tinha de levar porque ela me chamava ao gabinete para ver. Imaginem o que foi isto até consegui ver-me livre dela. Porque com a tal obrigação de sigilo, conseguem tudo o que querem. O trauma foi tal que ainda tenho aquela merda aqui, e ainda não fui capaz de jogar fora porque primeiro queria abrir, mas tem-me acontecido tanta coisa, que se calhar estou nmesmo doida. mas não é normal acontecer a uma pessoaa só. Para saberem mais vão à infopédia ver Mahikari.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mahikari

Não estou com visões. Já falei disso aqui e tenho muitos pormenores ou pormaiores para contar. Na outra reportagem também falaram na Cientologia à qual pertence Tom Cruise, por isso nunca fez um filho.

pedro disse...

Bea,

Oque me preocupa: é a imagem que nós temos de nós e aquela que deixamos transmitir. A palavra já democarisou. Mas a imagem ainda está a dar os primeiros passos. Que são os mais dificeis: Deixo aqui uma imagem que apenas sugere. Porque hoje já elas teem outra cor:

http://1.bp.blogspot.com/-frvx-lNnGd4/T6PcUHz3BzI/AAAAAAAAD_Y/yUwnVaqJ9SA/s1600/0101.jpg

Ou com a Lua ou com o sol o movimento é perpétuo e continuo. Será desnecessário deixar a memória de Carlos Paredes.

Anfy,

Cada um tem a sua luta em diferentes gerações. Que cada um vença a sua. Mas como as dividas: as lutas de ontem, não tiram mérito ás lutas de hoje nem dos de amanhã!

Um Bom Dia Para Todos

http://www.photographicsocialvision.org/

E por aqui me fico! Que já estou a sair da minha area.

(...)

pedro disse...

Anfy,

E é redutor, ter muitas histórias para contar. Basta ser-se dono do chão que se pisa.

Beijinhos

http://www.pacoelvira.com/

E não misturem o passado com o presente porque o futuro nada se importa com isso!

(...)

bea disse...

Bom Dia :)

Anphy

Obrigada pela Marilyn. Para todos, uma diva. Gosto-lhe da voz doce a falar ou a cantar, do jeito natural, possível que muito ensaiado, mas que lhe assenta como mão em luva. E, claro, encontro-a esculturalmente linda. Mas há muitas atrizes a quem o último atributo serve e nem por isso lhes dedico a mesma ternura. Sempre gostei dela assim, suponho até que mais pela voz.

E não se esqueça de ter um bom sábado. Já venho, tenho de ir atirar-me a uma amoreira selvagem, mesmo sem ter bichos da seda.

bea disse...

Pedro

o futuro é o único tempo que ainda não há. E que não existe sem passado, "repartir à zero" é bonito, mas falso.
Tens razão quando e se pensas que o próprio presente não vale sem ele; será talvez uma espécie de passado do futuro mas a andar em frente (não sei se entendi o que escrevi).
Não interessa.

"é redutor ter muitas histórias para contar, basta ser-se dono do chão que se pisa"

ninguém se reduz ao que conta.

andorinha disse...

Bom dia:)

http://www.youtube.com/watch?v=wuvtoyVi7vY&ob=av2e

"Ninguém se reduz ao que conta".
Sábia como sempre, menina Bea:)

Bom sábado, gente. Curtam o dia.

Interessada disse...

Boa tarde :)

Anfi

Acha que a deferência do Pedro lhe foi imposta? Eu acho que não.
O meu comentário foi feito na sequência do seu, em que dizia "não percebo porque passaste a tratar-me com tanta deferência".

Interessada disse...

João Pedro

Gostava de te agradecer o cheirinho a alfazema que aqui chegou, mas não sei como.
Vou arriscar com este poema

Manuel disse...

Não sei se já vos tinha deixado isto, se sim e já viram não liguem, se não tinha vejam o vídeo.
É imperdível.
Distribui-o aos meus amigos dos contactos por e-mail com esta introdução que fiz e vai abaixo.

Excelente trabalho de apresentação do polvo português.
O que é incrível é que este programa tenha passado em Portugal no dia 25 de Abril, mas às 2h15 da madrugada.
É imprescindível ver o vídeo para nos livrarmos da «lavagem ao cérebro» da crise, do excessivo tamanho do Estado Social, dos privilégios dos pobre e remediados, enfim, da treta com que nos querem confundir.
www.donosdeportugal.net

bea disse...

Obrigada pelo lembrete, Interessada. Gostava bem de ir ver o Zé Viriato que é pessoa de bom pensar e usa de simplicidade na tradução. Mas não se pode tudo que se gosta. Fica o gosto. E, por vezes, ele tem a finura de fazer do dito escrita pública. Pode que.

Anphy

1/4 ou 1/2…que mais dá? O importante é o que o Miguel disse na crónica e tudo o que não disse e se subentende.

Pedro

É que não é nada semelhante às amoreiras que conheço. E o que tu dizes luz, parece-me uma pessoa muito no escuro. Confio nas tuas fotos.
O que deixaste às 10:57 é muito bonito; pela parte que me toca, obrigada, Pedro. Já toda a gente te disse que tens um gosto refinado. Mas pronto, repito: tens.

Manuel

Penso que já tinhas deixado isto… mas não há dúvida que só as moscas mudam.

pedro disse...

Gente Boa,

A vida é complicada, para quem quer simplificá-la.

Beijos e Abraços,

(...)

Interessada disse...

João Pedro

Tens toda a razão. Viver é difícil, e de que maneira ;)
Mas acredita que, para as mulheres, é mais difícil ainda, apesar de (ou também por isso) elas serem muito perversas.
Abreijos também para ti.

Distracção para quem sofre de insónias.

Impio Blasfemo disse...

Um grupo exemplar
"Que têm em comum António Barreto, Dias Loureiro, António Borges e Artur Santos Silva? Todos estão na folha de pagamentos da Jerónimo Martins, um grupo exemplar, não só na esperteza fiscal."(ver link abaixo)
http://www.esquerda.net/dossier/clone-um-grupo-exemplar#.T6EylmKQDhl.facebook

Abraços
Ímpio

Interessada disse...

Manuel

Concordo consigo nos seus argumentos, mas não quando diz que a lavagem ao cérebro não resulta.
Não resulta conosco, mas com pessoas pouco elucidadas, infelizmente, dá os seus frutos. E por vezes, até com as esclarecidas.
É importante não nos esquecermos que uma mentira repetida se torna verdade.
Aquilo que define a minha atitude perante a situação actual, é o seguinte:
As actuais dificuldades económicas são inevitáveis porque não há dinheiro,ou podem ser atenuadas porque resultam da má redistribuição deste?
Crendo como eu, na segunda hipótese, tenho obrigação de lutar por determinadas reivindicações, em vez de permitir que as pessoas morram à fome.
E tanto me faz que eu possa vir a fazer parte desse grupo, como não.
Não faço portanto estimativas.
Se conseguir que uma só pessoa escape, já será uma grande alegria.

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro disse...

Impio,

Vou fazer de conta que tive um sonho! E que o teu comentário que aqui deixas-te, faz parte desse sonho preverso.

Bons Sonhos (daqueles que são feitos enquanto dormimos)

Lembro-me de ver "Hieronymus Bosch", numa das idas a Lisboa. Se não está tudo tolo então estavam melhor no circo num trapézio sem rede ou com um funil na cabeça!

As Tentações de Santo Antão

http://pt.wikipedia.org/wiki/As_Tenta%C3%A7%C3%B5es_de_Santo_Ant%C3%A3o

Agora apetece-me fazer o seguinte:
ekwjfvqhfsgvhqwefvhqwukvqwufvqwufqwurbqouwyrfrwyfgqwrifhoqirwfgqwroigf2reiog

Anfitrite disse...

Interessada e Interessados

Isto é só para provar que ainda há gente mais violenta do que eu.
Leiam es postal de ontem:

http://jumento.blogspot.pt/2012/05/os-traques-do-merceeiro-cheirarao-assim.html

Do mesmo sítio retirei este parágrafo, onde um perito das Finanças e Economisra, mostra com muito mais precisão aquilo que nós sofremos por cauasa dos outros. Eu falei aqui logo no IVA de 23%, mas aqui demostra todos os outros efeitos. E é importante a gente saber no meio em que se move.

O merceeiro holandês decidiu dar o bodo aos pobres e agora seria muito interessante saber quem pagou. O mais engraçado de tudo isto é que o grande financiador do espectáculo triste dado pelo Pingazedo foram os portugueses através do ministério das Finanças. Os contabilistas do Pingazedo vão considerar o desconto dado como um custo promocional equivalente a uma campanha televisiva e lançar todos esses descontos como um custo a deduzir directamente do lucro tributável.


É só fazer as contas, ao vender abaixo do custo o Pingazedo pagando um extra aos seus empregados a que se acrescentará um desconto de 50% nas compras que poderão fazer num dia em que não estejam de serviço, teve um prejuízo a deduzir dos lucros. A este prejuízo acrescenta a dedução de 50% nas receitas a título de investimento em marketing. Ou seja as perdas por vender abaixo do custo, os custos (energia, mão-de-obra, segurança, quebras, etc.) resultantes da abertura no dia 1.º de Maio para efeitos promocionais, mais o descontos de 50% vão direitinho para custos e serão deduzidos no IRC. À perda de receita em IRC há que acrescentar o IVA de 23% (com os descontos ninguém comprou batatas!) sobre os 50% dos descontos que em condições normais seriam cobrados.

Conclusão: quem vai pagar a palhaçada do Pingazedo serão os portugueses, incluindo os adoradores do pessoal da massa que não perderam a oportunidade de vir a público lamber os ditos cujos ao merceeiro
.

Interessada disse...

João Pedro

Esse é um dos meus quadros preferidos :)

Interessada disse...

Anfi

O que eu mais gostei, das cenas desse espectáculo degradante, foi das lambidelas dos governantes.

Interessada disse...

e agora temos a cena de um PS muito excitado, por causa da previsibilidade do resultado das eleições em França.
lá estamos nós, como genuinos portugueses que somos, na esperança de que alguém nos venha salvar. ya!

Interessada disse...

Uma boa noite em busca do Xico

Anfitrite disse...

Bea,
Ainda não consegue entender o meu humor. Como gosto muito de números até estive as desenvolver uma equação matemática, tendo em conta os ascendentes, para ver qual seria a tercentagem.
Há um comentário seu muito azedo. Nós não somos merda. Nós somos a nata, apesar da gordura:) E quem se vai embora é porque está triste porque o professor não nos liga nenhuma. Já sei que amanhã vai falar no resultado das eleições.
Oxalá não sejam muito tristes, se não ainda ficamos pior.

Quando á simpicidade e a beleza dos artistas antigos não tem comparação com os de hoje. Quando hoje olho pqra uma mulher bonita, a maioria não me diz nada. É quase tudo artificial. De que serve ver um esqueleto com as mamas enormes? Não são como as da Jayne Mansfield ou da Dolly Parton, nem o corpo da Esther Williams, da Sofia Loren, da Gina Lollobrigida, da Catherine Deneuve, duma Julie Crhistie. Antes até as que seriam feias hoje, eram bonitas. Lembremo-nos duma Betty Davis ou até duma Catherine Hupburn e tantas, tantas outras. Depois há as do periodo intermédio, sobre as quais não me pronuncio.Até a Angelian Jolie, que dizem ser a mais bonita, eatá toda retocada. Basta ver o nariz e a boca dela antes.

Mundando de assunto, ontem fartei-me de rir com esta notícia. Que tal ele a divertir-se no Canal da Mancha, para começar?!

http://noticias.sapo.pt/internacional/artigo/cientista-do-cern-preso-por-plan_3583.html

pedro disse...

Isto já não vai lá com romances e traduções!
Quando tive a primeira máquina fotográfica, mal se conseguia destinguir as folhas dos melros.

Andamos á 200 anos na manjedoura da "Era Moderna".

Niepece, um inventor fez a primeira fotografia e deixou que Daguerre patentiace e recebesse uma pensão vitalicia do Governo Francês. Que por sua vez ofereceu o evento á humanidade.

Isto tudo! Porque fizeram poucos dias e tivemos o chefe da Nato e um superior das forças armadas do estados unidos a darem conferências de imprensa. Depois de reveladas duas fotografias em que estavam soldados norte americanos a divertirem-se com corpos de afrgãos mutilados.

Não vejam aquilo que os outros querem que vocês vejam. Mostrem aquilo que querem que os outro vejam.

Se tiverem dificuldade em publicar picks. Pessam a um amigo para ajudar. Além de não ser preciso traduzir.

Uma imagem vale mais que mil palavras.

Foto-Denunciem!

Anfitrite disse...

Eu a falar em matemática e acabo de receber esta mensagem.Confesso que não fiz nenhuma confirmação, mas achei graça e enviu-vos para se entreterem no fim de semana

Pi vs Phi (simplesmente fantástico)
Todos nós já ouvimos falar no número Pi.
É o irracional mais famoso da história, com o qual se representa a razão constante entre o perímetro de qualquer circunferência e o seu diâmetro.
Equivale a 3,141592653589793238462643383279502884197169399375... e é conhecido vulgarmente como 3,1416.
Não o confundir com o número Phi que corresponde a 1,618.
Agora vem a curiosidade de Phi...
O número Phi (letra grega que se pronuncia "fi") apesar de não ser tão conhecido, tem um significado muito mais interessante.
Durante anos o homem procurou a beleza perfeita, a proporção ideal.
Os gregos criaram então o rectângulo de ouro.
Era um rectângulo, do qual havia-se proporções: o lado maior dividido pelo lado menor e a partir dessa proporção tudo era construído.
Assim eles fizeram o Parthenon.
A proporção do rectângulo que forma a face central e lateral. A profundidade dividida pelo comprimento ou altura, tudo seguia uma proporção ideal de 1,618.
Os Egípcios fizeram o mesmo com as pirâmides: cada pedra era 1,618 menor do que a pedra de baixo, a de baixo era 1,618 maior que a de cima, que era 1,618 maior que a da 3ª fileira e assim por diante.
Durante milénios, a arquitectura clássica grega prevaleceu.
O rectângulo de ouro era padrão, mas depois de muito tempo veio a construção gótica com formas arredondadas, que não utilizavam o rectângulo de ouro grego.
Mas no ano 1200, Leonardo Fibonacci um matemático que estudava o crescimento das populações de coelhos, criou aquela que é provavelmente a mais famosa sequência matemática, a Série Fibonacci.
A partir de 2 coelhos, Fibonacci foi contando como eles aumentavam a partir da reprodução de várias gerações e chegou a uma sequência onde um número é igual a soma dos dois números anteriores:
1 2 3 5 8 13 21 34 55 89 ...
1+1=2
2+1=3
3+2=5
5+3=8
8+5=13
13+8=21 ... e assim por diante...
Aí entra a 1ª "coincidência":
A proporção de crescimento média da série é... 1,618.
Os números variam, um pouco acima às vezes, e outras um pouco abaixo, mas a média é 1,618. Exactamente a proporção das pirâmides do Egipto e do rectângulo de ouro dos gregos.
Então, essa descoberta de Fibonacci abriu uma nova ideia de tal proporção, a ponto de os cientistas começaram a estudar a natureza em termos matemáticos e começaram a descobrir coisas fantásticas. Por exemplo:
A proporção de abelhas fêmeas em comparação com abelhas machos numa colmeia é de 1,618.
A proporção que aumenta o tamanho das espirais de um caracol é de 1,618.
A proporção em que aumenta o diâmetro das espirais sementes de um girassol é de 1,618.
A proporção em que se diminuem as folhas de uma árvore a medida que subimos de altura é de 1,618.
E não só na Terra se encontra tal proporção.
Nas galáxias, as estrelas distribuem-se em torno de um astro principal numa espiral obedecendo à proporção de 1,618.
Por isso, o número Phi ficou conhecido como A DIVINA PROPORÇÃO.
Por que os historiadores religiosos descrevem que foi a beleza perfeita que Deus teria escolhido para fazer o mundo?
Por volta de 1500, com o retorno do Renascentismo, a cultura clássica voltou à moda.
Michelangelo e, principalmente Leonardo da Vinci, grandes amantes da cultura pagã, colocaram esta proporção natural em suas obras.
Mas Da Vinci foi ainda mais longe: ele, como cientista, usava cadáveres para medir a proporção do seu corpo e descobriu que nenhuma outra coisa obedece tanto a DIVINA PROPORÇÃO do que o corpo humano... Obra prima de Deus.

(continua)

Anfitrite disse...

continuação..
Por exemplo:
Meça sua altura e depois divida pela altura do seu umbigo até o chão: o resultado é 1,618.
Meça seu braço inteiro e depois divida pelo tamanho do seu cotovelo até o dedo: o resultado é 1,618.
Meça seus dedos, ele inteiro dividido pela dobra central até a ponta ou da dobra central até a ponta dividido pela segunda dobra: o resultado é 1,618.
Meça sua perna inteira e divida pelo tamanho do seu joelho até o chão: o resultado é 1,618
A altura do seu crânio dividido pelo tamanho da sua mandíbula até o alto da cabeça dá 1,618.
Da sua cintura até a cabeça e depois só o tórax: o resultado é 1,618.
Considere sempre erros de medida da régua ou fita métrica, que não são instrumentos precisos de medição.
Tudo, cada osso do corpo humano, é regido pela DIVINA PROPORÇÃO.
Coelhos, abelhas, caramujos, constelações, girassóis, árvores, arte e o homem, coisas teoricamente diferentes, são todas ligadas numa proporção em comum.
Até hoje essa é considerada a mais perfeita das proporções. Meça seu cartão de crédito, largura / altura, seu livro, seu jornal, uma foto revelada.
Encontramos ainda o número Phi em famosas sinfonias como a 9ª de Beethoven e em outras e diversas obras.
Então...Isso tudo será uma mera coincidência?


Agora imaginem os nossos coelhos a reproduzirem-se na DIVINA PROPORÇÃO?
Estamos mesmo tramados!

Passai bem

Interessada disse...

Se não fossem estes acontecimentos tão relevantes, eu provavelmente nem dava por ser mãe (hehehe).
Eu diria mesmo que, se não fossem os americanos, eu não teria consciência de ser mulher, mãe, e trabalhadora uaaaau!

Boas fotografias :)

bea disse...

Anphy

qual? qual? muito azedo...não me lembro, mas se disse era por ser verdade naquela altura.
Apesar de não entender o seu sentido de humor por completo - pode ser verdade - há uma coisa em que tem razão: a beleza é proporção, sendo que tal coisa é diferente de perfeição. O que quero dizer é que essa proporção não tem a ver com medidas de anca igual às de busto e mais não sei quantos de cintura a menos, mas com uma harmonia que só o imperfeito consegue. E se encontra em qualquer homem ou qualuer mulher. Mas em alguns é preciso descobrir :) porque está lá. E a harmonia que se encontra variável consoante o sujeito e a sua posição face ao objeto. Parece-me.

Um beijinho às mães que são. E a todas as que não o sendo são na mesma.

Interessada disse...

Impio

Ainda não tive oportunidade de ler "o que para ali vai", mas não falharei, e agradeço desde já.
Um abraço.

Interessada disse...

bea

chegou cá e soube-me bem. :)*

rainbow disse...

Bom dia:)

Professor,

Sobre o seu programa de rádio de fim de semana, e porque no meu comentário anterior falo um pouco sobre esse tema, também espero que, na minha recta final, não me socorrer duma fé, apenas por medo e esperança de salvação.
Se Deus existe, só posso acreditar num Deus de Amor, que a todos ama e recebe, os crentes, os não crentes, e os que têm dúvidas.
No meu comentário dirigido à Anfi, menciono um livro "Deus e a ciência", do filósofo cristão Jean Guitton e dos irmãos Bogdanov, um físico atómico e um astrofísico.
Numa conversa ímpar, eles chegam â conclusão, que o Universo com os milhares de milhões de galáxias, tem como finalidade, desde os primeiros instantes da criação, a existência dum Planeta e do Homem.
Vale a pena ler:)

Pessoal,

Porque a vida é curta e breve, e porque está bué de Sol, vou pôr os écrans em sossego e vou ver o mar.
E se o meu filho se esquecer que é Dia da Mãe, leva um banano:))

Um bom domingo e abraços per tutti

http://www.youtube.com/watch?v=9JhAlTNRzDk

pedro disse...

Rain,

Já devias ter ido!

O "perro" da vizinha passa o tempo no nosso jardim e também se mandou para o sol:

http://water-inside.blogspot.pt/2012/05/blog-post_06.html

Um Bom Dia a Todos

(...)

Interessada disse...

@rainbow "E se o meu filho se esquecer que é Dia da Mãe, leva um banano:))"

bem merecido ;)

João Pedro

Vê lá se viras a fotografia para eu não ter de torcer o pescoço, que hoje é meu dever estar apresentável.

Manuel disse...

Um pouquinho de Folk Music inglesa:

«Across the Wide Ocean»: June Tabor
http://youtu.be/_wgzKpWWEjA

«Scarecrow»: June Tabor
http://youtu.be/-l1kYWhuZso

June Tabor-The Band Played Waltzing Matilida
http://youtu.be/VAl0FRjEzCA

bea disse...

Rain :))

nenhum filho se esquece da mãe; ainda quando se esqueça num dia, tem o resto do tempo. Espero ser uma lembrança boa na vida deles. E que algumas coisas não façam nunca. Mas ainda que, contem em mim. Não é por ser triste que é menos o amor. Fontes que o são, não secam :)

Interessada
gostei que gostasse :) Atirei. Apanhou.

Pedro
se continuas a fotografar o cão nesse ângulo ainda tens de lhe comprar óculos. o bicho está com os olhos enviesados.

pedro disse...

Bea,

São os sacrificios de manter a "pose":)