segunda-feira, novembro 18, 2013

STING The book of my life

9 comentários:

andorinha disse...


Simplesmente BELO!:)

There's a chapter on love where the ink's never dry.


Fique bem:)

bea disse...

Bom Dia!!!:)
Tão bonito o que a andorinha escreveu (ok, tá na canção). Mesmo que não seja verdade.
O resto ouvirei com calma. E depois.

Vou ali a um sítio que.

João Pedro Barbosa disse...

HÁ CERTOS ANIMAIS QUE SÓ DEIXAM FICAR MAL AS PESSOAS

bea disse...

Bom, a música é linda e juntar Anoushka Shankar e a cítara (suponho que seja cítara) dá-lhe um certo ar de princípio de mundo, a lembrar puros deslumbramentos de Sophya, na sua atenção às descobertas iniciais de onde floresciam palavras inteiras e completas. Que. Bem Haja por elas.

E afinal Sting. Pronto. Sim. Todos os livros só se lêem até onde estão escritos. O resto é especulação e não leitura.

Tenham um bom dia. Agasalhem-se.

João Pedro

zangaste-te com os bichos? Ora esta.

João Pedro Barbosa disse...

Hiéu?!...

João Pedro Barbosa disse...

É sempre. Complicado! Escrever alguma coisa?

Ju disse...

Há um capítulo sobre Deus que eu não posso entender...

João Pedro Barbosa disse...

PELO MENOS O PRIMEIRO CAPÍTULO DO LIVRO SAGRADO

João Pedro Barbosa disse...

Vim ver. Se o Darwin! Estava na mesma posição?