quarta-feira, novembro 05, 2008

Vou dormir.

Pensamento (mórbido) de quem viu cair dois Kennedys e Luther King - Obama já ganhou, esperemos que se mantenha vivo...

48 comentários:

Laura disse...

Dear Lord! Não há-de ser assim!
Só se morrer do coração, quando chegar a altura do orçamento e... Obama cair na real.

Por causa de Al Gore, sinto isto quase como 1 desforra pessoal. Demorou 8 anos...
(embora o meu instinto fosse muito mais para Hillary Clinton, infinitamente mais experimentada)

PS. Sabia que McCain tem 1 filha adoptiva negra, oriunda do Bangladesh? Tiro-lhe o chapéu por nunca ter atirado esse "trunfo" durante a campanha. Foi de homem! (ou foi de pai).

yes! my love! disse...

yes ! we can ~~

lobices disse...

---exactamente: esperemos que "resista"

Pronúncia do Norte disse...

Completamente de acordo.

Vekiki disse...

Que horror Professor!
Obama venceu e vai continuar a vencer. Ele e tudo o que ele representa, merece essa constância na vitória! Eu estou em Festa.

andorinha disse...

Vou trabalhar...e espero o mesmo.
:)

Fora-de-Lei disse...

Neste exacto momento, gostava de estar nos EUA - mais concretamente num dos bastiões dos WNs - só para ver a cara deles... ;-)

Fora-de-Lei disse...

Apesar da minha satisfação pela vitória de Obama (o mal menor), não tenho qualquer ilusão. O facto de ser "preto" não me diz nada. Por exemplo, sempre se disse que as mulheres seriam melhores governantes que os homens, devido à sua sensibilidade e pelo facto de serem mães, mas eu não me esqueço que a Maggy foi uma das mais cruéis governantes do século XX.

E, já agora, pergunto: que grupos de pressão estiveram na base dos milhões de dólares que Obama gastou na campanha eleitoral ? Ou me engano muito, ou os Judeus terão apostado nos dois cavalos...

Só teria ficado verdadeiramente surpreendido e certo da MUDANÇA se os americanos, em vez de um mulato, tivessem elegido um preto retinto, de lábios grossos, nariz achatado e da cor do carvão. Assim, cheira-me apenas a que alguém encontrou o caminho para mudar qualquer coisa por forma a que tudo possa ficar na mesma.

Anyway, long live Obama !!!

A Menina da Lua disse...

Oh Professor! tirou-me as palavras da boca :)

Mórbido não direi:) mas apreensivo sim. Faz sentido temer por algo em que se gosta, acredita e se quer preservar e onde a memória insiste em nos fazer lembrar factos dramáticos do passado. Mas a história não tem de se repetir da mesma maneira, até porque os contextos já não serão exactamente os mesmos que os anteriores.

A minha escolha recaía igualmente na Hillary Clinton que tal como a Laura diz e concordo é "infinitamente mais experimentada" mas admiro e sinto uma enorme empatia pela capacidade que Obama teve em mobilizar os corações e as almas americanas para a sua promessa de mudança que todos no fundo desejam e esperam.

Esperemos então que a esperança em Obama que ontem uniu os americanos seja muito mais forte que os velhos e preconceituosos sentimentos até porque foi muito bonito ver tamanha alegria naqueles rostos decepcionados pelos complicados últimos mandatos de governação americana.

Não sabia que McCain tem 1 filha adoptiva negra. Tiro-lhe igualmente o chapéu por não ter utilizado esse trunfo em campanha mas não só por isso pois sempre me pareceu um homem decente comprovado inclusive pelo seu digno discurso de derrota.

Joana disse...

Desde que começou a campanha que ele tem a maior protecção dos serviços secretos que algum presidente americano já teve.

He will be ok!
:)

Anita disse...

Resistirá!!!! We can!

thorazine disse...

"Pronúncia do Norte disse...
Completamente de acordo."

Para verem o negativismo eu li este nick como "pronúncia de morte"" lol

Espero também que resista..e estou com esperanças que realmente mude, principalmente no que se trata a direitos humanos, legislação sobre saúde e código de trabalho..e o mais fundamental: relações internacionais!!

ameninadalua,
a Hilary não tinha estaleca, por muito que ela se quisesse afastar o Bill ia estar sempre a ofusca-la. E para além a sua postura durante o caso Lewinsky, que deixou muito a desejar, foi muito triste quando começou a descer nível durante a campanha fazendo ataques completamente desnecessários a Obama.

yulunga disse...

Bom dia maralhal.
Dr. Murcon
Julgo que essa ideia passou pela cabeça de muitas pessoas. Esperemos que não.

Fora da Lei.
Preto ou mulato ou ainda menos escurinho, desde que com sangue negro, é uma grande mudança sim senhor. Principalmente por ter acontecido num dos países mais racista, menos democrata e mais hipócrita que existe.

anfitrite disse...

Todos nós temos medo de perder algo que possa representar uma mudança, para melhor, já que o Mundo é bem cruel.
Mas não se esqueçam que os kennedy era um clã de tirar o chapéu para tapar a cara, cheia de vergonha com aquilo que eles fizeram. Foi o Jonh que se meteu no atoleiro do Vietnam e no desastre da Baía dos Porcos.
Convém lembrar que EUA foram formados por cadastrados do império britânico. E a esperança está na malta jovem, veja-se como eles votaram, e nas mulheres que sempre tiveram a cabeça mais aberta, por isso é que não tinham direito de voto.
Não há salvadores da Pátria, mas há quem possa pôr tudo a perder.
Que os Orixás protejam Obama, já que ele tem magia.

Gonçalo Rosa disse...

Oh Prof!!!

Francamente... depois de um dia (noite) histórica como estas, em que deviamos estar todos a festejar... madeira, madeira... mas aceito que todos os cuidados são poucos.

A minha preferida era Hilary. Discordo da thorazine... seria ela o verdadeiro Bill II...??? Tenho muitas dúvidas. Não gostava do seu estilo demasiado plástico, algo "Ségolène Royal", mas parecia-me efectivamente mais preparada. De qualquer modo, Obama, Clinton ou McCain são apenas faces de equipas muito amplas... Ainda um lembrar como Hilary soube sair da sua derrota, sem deixar que (tanto) dissabor de boca lhe ofuscasse o essencial.

A McCain, de acordo com o que diz Laura e com o seu discurso de derrota, tiro-lhe o chapeu. Lembro-o ainda que para encontrar idiotas, não necessitava de ir ao Alasca... há-os por todo o lado.

E finalmente os europeus... esses, que, de acordo com as sondagens tanto apoiaram Obama mas que não o desejavam como seu presidente... :(

Not in my backyard, my friend!

Um abraço,

Gonçalo

anfitrite disse...

FDL,

Não se esqueça que a Maggy era uma complexada, filha do merceeiro da esquina (que me perdoem os merceeiros)
e que nunca foi bem vista no meu dos Tories.

Laura disse...

Com licença do Presidente da Mesa, tenho de protestar:)

FDL: Mas "as mulheres" ainda não fizeram sequer CV na gestão pública ou privada que chegue para construir uma amostragem sobre o seu "perfil de exercício" (se é que isso existe...).

As coisas continuam um bocadinho na mesma;
- quando um homem supostamente falha num cargo de poder, é porque é "assim" ou é "assado" (i. é, incompetente, impreparado, irresponsável, inseguro, prepotente, pouco íntegro, arrogante, etc, etc.)
- quando uma mulher, por milagre, chega ao dito cargo e não nos agrada, porque terá cometido faltas semelhantes, isso é já é por causa de ... ser mulher.
!!!
Pessoalmente, sou contra generalizações. E não penso que tenha de existir isso de um "estilo feminino de poder".
Embora haja mulheres e homens e sejam, sim, diferentes entre si.
Não sou pela igualdade totalitária.
Mas o exercício do poder resulta apenas das características pessoais e depois do contexto (específico e/ou histórico) em que é desempenhado.
Não tem dimensão de género.
De resto, qualquer pessoa se adapta ao ambiente que a rodeia. E enfrenta os pontos fracos e fortes, as barreiras e as oportunidades dessa realidade.

El Hombre es el hombre y su circunstancia...
(hombre no sentido de ser humano of course.)

Maior verdade nunca ouvi :):)

A Menina da Lua disse...

Thora :)

O que diz demonstra que não somos parecidos, talvez desfasamentos de geração:)

A sua postura durante o caso Lewinsky, e que para si talvez signifique fraqueza, para mim traduziu-se em força e perseverança naquilo que a ela lhe fazia sentido.

Quanto à campanha e para quem conhece a sociedade americana, nesses contextos alguns meios podem justificar alguns fins mas o que vale é que existe sempre o veredicto final do voto para dar jus às coisas... e que neste caso pendeu para o lado contrário.:)

De qualquer modo a Hilary já era, agora interessa mesmo é avançar com este tsunami colectivo de boa vontade e cada um fazer o seu melhor no sentido de concretizar a tal esperança anunciada.

moon disse...

É, estou feliz, mas não eufórica...
Sopram ventos de mudança e um pouco por todo o mundo estamos todos a precisar de acreditar... Acreditar que sim, que ainda é possível!
Aconteceu na América mas não vejo essa possibilidade em Portugal. Nem ventos de mudança nem mesmo de esperança. E, no entanto, os portugueses estão a precisar tanto, mas tanto, de acreditar que ainda é possível inverter esta insanidade económica, esta vergonha social, esta mentira política...

Yes, nós também gostaríamos de poder!


http://br.youtube.com/watch?v=jjXyqcx-mYY

moon disse...

By the way...

Deus nos livre de uma Sarah Pallin... Irra!!

Su disse...

..............veremos.............
oba----------------------

jocas maradas..sempre

becas disse...

de uma coisa podemos estar certos...1 passo mental foi dado...lol

Fora-de-Lei disse...

Hoje fui vítima do primado do politicamente correcto... É a andar, violeta!

thorazine disse...

meninadalua,
sim é preciso fazer, pois esse sonho (americano ou não) foi um projecto de pessoas, que se esforçaram e trabalharam, e não só um sonho carregado de esperanças e fantasias! :)

E esta conversa da Hillary fez-me lembrar uma actuaçã que o Chris Rock fez há uns tempos:

http://www.youtube.com/watch?v=uEI9IXj0yME

It's a little bit dirty but it's so funny...:)))

Julio Machado Vaz disse...

Fdl,

Nops, apenas de uma imagem - como direi? - esteticamente muuuuito infeliz:).

Fora-de-Lei disse...

Julio Machado Vaz 11:20 PM

Mera linguagem de pescador... ;-)

Laura disse...

FDL, tudo isso do poder no feminino também se passa no domínio do politicamente incorrecto. E era nesse que eu falava...o outro não me interessa nada (até porque já chateia).
Por isso nada de "é andar, violeta"!
Do me a favour : persista na sua convicção.
Nem vc é de "andar" nem muito menos... "violeta".
Ou não fosse um FDL:)
(devo estar em dia não porque não percebi nada do que o Prof. disse, foi de ter estado acordada até às 5)

Fora-de-Lei disse...

É giro como para o partido de José Sócrates estava tudo errado quando as medidas anti-zé povinho eram tomadas pelos governos PSD / CDS (ou quando as intervenções militares eram decididas pela América de Bush). Mas se as medidas anti-zé povinho, iguais ou ainda piores, forem tomadas pelo governo PS, então já está tudo ok. E, pelos vistos, o mesmo se passa com a América de Obama.

Passo a explicar.

Apenas um dia depois da eleição de Obama, o ministro dos Negócios Estrangeiros já admite reforçar o contigente de tropas portuguesas presente no Afeganistão, se Obama assim o solicitar. Ou seja, ajudar militarmente a América de Bush era um erro (e até convinha ir-lhe tirando o tapete debaixo dos pés), mas se for a América de Obama a pedir ajuda militar, tudo bem... Claro que se morrer lá alguém das nossas Forças Armadas, esse alguém não é filho de Luís Amado nem de Obama.

Ou seja, afinal mudou mesmo alguma coisa para que tudo continuasse na mesma.

anfitrite disse...

Perdoe professor.

Moon,
Nós só não acreditamos se não quisermos.
Porque nós só sabemos criticar, começando por mim, mas lhe garanto que tenho feito mais do que me é exigido
como cidadã, por isso sou tão azeda, porque não vejo a maioria fazer nada.
E, Deus nos livre de estarmos nas mesmas condições dos EU. Aqui o grande mal é não fazer e não deixar fazer. E é também pena que a maioria dos deputados, quase todos versados em leis, só as façam para proteger os bandidos. O nosso maior mal é a justiça não funcionar. Mas é assim há muitos anos, mas só agora é que deixaram falar, e ninguém vê, que um pouco melhor, outras vez pior, porque ninguém gosta que lhe mexam nos previlégios, se tem tentado juntar os cacos que ainda sobram.
Mas se algum dia resolver falar mal da saúde e das reformas em Portugal, lembre-se dos EUA. E os glutões existem mas não é no "presto".

Fragmentos Culturais disse...

...pois é! Também eu tenho essa apreensão...

Fora-de-Lei disse...

Espero (e desejo) que, ao contrário dos Kennedies, de Luther King e outros, Obama se mantenha vivo por muitos e bons anos. Claro que há sempre o risco potencial de um marado qualquer (WN, KKK, etc) ter a vontade “eugénica” de limpar o sarampo a Obama. Mas os serviços secretos irão protegê-lo até ao limite, como se de pão para a boca da nação se tratasse, pois sabem - melhor que ninguém - que Obama é uma das ultimate chances para os EUA conseguirem a boa vontade de muitos dos seus aliados europeus. Obama é um verdadeiro abono de família para uma América que quer continuar a ser o polícia do mundo. Embora tenha passado por Harvard, o facto de não ser caucasiano impede-o de ser um “skull & bone”. Talvez para sua grande mágoa... Mas os illuminati anglo-saxónicos sabem que têm que o proteger. E ainda bem para ele e sua família.

Na realidade, a sua eleição já começou a dar frutos. Basta atentar na predisposição do nosso ministro dos Negócios Estrangeiros para fazer o frete aos “camones”. Nem me admiraria que até Zapatero, aquele que ao ser eleito primeiro-ministro cumpriu com a sua palavra mandando retirar as tropas espanholas do Iraque, não venha um dia destes a mandar tropas para o Afeganistão a pedido de Obama. Bush já não conseguia o apoio de ninguém... quase todos faziam figas para que ele se enterrasse cada vez mais. Quando, lá para Fevereiro ou Março, as tropas americanas arrecadarem o Bin Laden, Bush vai descobrir que, até internamente, quase todos lhe andavam a passar rasteiras. Ao contrário, Obama terá o apoio incondicional dos “socialistas modernos” desta Europa. À semelhança das organizações patronais, que sabem que Sócrates lhes leva a água ao moinho de forma bem mais eficaz do que qualquer Manelinha, a América (não profunda) soube escolher um presidente que não encontrará assim tantas barreiras ao apoio da sua política de ocupação / destruição de outros países.

De facto, o eleitorado americano foi perspicaz. Todos registámos que, quando entrevistados na rua, os eleitores de Obama referiam-se - quase invariavelmente - à necessidade imperiosa da América ganhar uma imagem diferente no estrangeiro. Se calhar, em termos instintivos até terão pensado neste modo: se os portugueses correram com um branco idiota da CML para pôr lá um mulato inteligente, refrescando assim a imagem da edilidade, por que carga d’água não havemos nós de fazer o mesmo ?! Os eleitores mais cultos, mais entendidos em História Universal, até se lembraram (perversamente) do mulato que governou Lisboa de forma altamente competente, que nos deixou uma down town que 300 anos depois ainda funciona, mas que enquanto mandou não deu abébias a ninguém. Fossem eles Távoras ou não. Ou seja, um verdadeiro democrata... à imagem da melhor linhagem branca da época.

Entretanto, para comemorar a eleição de Obama, os israelitas resolveram mandar mais umas bojardas valentes na Faixa de Gaza. Foi apenas e só o maior raid dos últimos seis meses. Como as retaliações do outro lado não se farão esperar, está assim criado o clima necessário para aqueles que ainda pudessem recear uma certa abertura de Obama para com a Palestina. Estes correm o sério risco de continuar a ser brutalizados pela vizinhança, porque esta vizinhança está fortemente apoiada em muitos daqueles que - quais Kissingers - empataram o seu ganancioso graveto na milionária campanha eleitoral de Obama.

Há passos importantes para a Humanidade. Insofismavelmente, a eleição de Obama terá sido um desses passos. Mas não tenhamos ilusões, a solução dos problemas da Humanidade não passa por eleger pretos em vez de brancos, mulheres em vez de homens ou jovens em vez de velhos. Passa, isso sim, por eleger Homens que se preocupam verdadeiramente com o seu semelhante.

Desculpe lá qualquer coisinha, mas esta minha tendência inata para o politicamente incorrecto é tramada... ;-) Mas como há coisas igualmente interessantes para além destas “refregas”, lá estarei na jantarada de dia 7, na Luz.

A Menina dos Balões disse...

Os dias são de apreensão mas de muita, muita esperança.
Independentemente do futuro, do nosso e do de Barack Obama, a noite de 4 de Novembro já fez diferença. Muita diferença.
Pelo menos na alma das pessoas, não acha?

"Este é o nosso tempo"

Joana disse...

Sinceramente, não acho que tenha sido uma mudança na mentalidade americana a levar à eleição do Obama. Simplesmente a malta nova - democrata - teve finalmente a oportunidade de eleger alguém que não era 2 gerações mais velho que eles e por isso com ideias mais parecidas, a "minoria" negra de ter um dos deles no poder, mostrar que "yes, we - also - can" e todos resolveram votar, para variar.

O pessoal retrógrado (novo e velho) continua a ser retrógrado, ninguém mudou a maneira de pensar, só houve muita gente que desta vez tinha uma grande motivação para ir votar e isso fez a diferença.

Lita disse...

Pois, tenho o mesmo pensamento!
Veremos o que vai fazer pelos americanos e pela América.
Pior do que estão, com o Sr. Bush é difícil que fiquem, não é?!

Encontrei o seu blog hoje e voltarei!

Já agora, e desculpe fazê-lo neste espaço mas, pode indicar-me como posso marcar consulta com o Sr. Prof.?

Obrigado
Lita

lobices disse...

...para quem "percebe" da simbologia dos Signos, não se esqueçam que Obama é:
...
...Leão com ascendente de Escorpião
...
...isto significa a concentração de poder, de força, de desígnio de um grande Líder, de um grande Chefe que não olhará a meios para atingir os fins que entende serem os mais apropriados, ou seja, nunca se deixará influenciar pelos outros: fará sempre o que entender dever ser feito, á sua medida, á sua vontade...
...
...veremos

A Menina da Lua disse...

FDL:)

Você decididamente é tramado:)

Porem penso que alem de até poder não ser má pessoa, tem optimas capacidades para escrita criativa e quem sabe talvez para a ficção. Porque não escreve um livro? :)

Desculpe lá esta ironia mas essas suas associações/ afirmações não serão um pouco exageradas?

Contudo há um aspecto em que eu estou plenamente de acordo consigo: " a solução dos problemas da Humanidade não passa por eleger pretos em vez de brancos, mulheres em vez de homens ou jovens em vez de velhos. Passa, isso sim, por eleger Homens que se preocupam verdadeiramente com o seu semelhante."

Hoje de manhã na rádio na antena2, ao ouvir uma entrevista com José Saramago, senti que as suas palavras vieram ao encontro de uma das minhas mais profundas convicções; de facto a maior e melhor qualidade do Homem não será ser inteligente, bonito,culto etc.etc. mas sim ter bondade dentro de si...:)

Gonçalo Rosa disse...

A vitória de Obama pos-se terrivelmente bem disposto. O suficiente para sorrir de alguns "golpes baixos" tentados por uns quantos...

Num Estado qualquer dos EUA, um eleitor foi preso, por distribuir, numa longa fila de eleitores que esperavam a sua vez para votar, panfletos que anuncivam: "avisa-se que, devido à esperada elevada afluência às urnas, republicanos votam na terça, democratas na quarta"... LOL

Aparentemente esta campanha "republicana" falhou... e a outra também ;)

Gonçalo

anfitrite disse...

Como isto está animado resolvi continuar. Até parece o blogue a que o professor se refere, com prazer, nas páginas nºs. 127 a 129 do seu livro "O TEMPO DOS ESPELHOS", e não uma colecção de epitáfios, como nos últimos tempos, desde que foi imposta a censura. Deixou de haver a vida e a espontaneidade do momento vivido em directo.

Fdl, você não está a ser políticamente incorrecto. Parece mais um soldado atacado de gás mostarda a atirar em todas as frentes. Cuidado por que se se descuida ainda dá um tiro no próprio pé. 0u será que está com mercúrio a mais por comer muito peixe, dada a linguagem que usa.
Com o seu relato, quase chorei com pena do Bushinho, que tanto bem fez à Humanidade.
E se os israelitas não são flor que se cheire (mais uma vez os principais culpados da situação são os ingleses), porque raio é que os palestinianos, vivendo na miséria em que vivem, não há meio de se entenderem?! É que muita gente se tem enchido à custa disso!
Olhe que antes dos que agora estão no Afeganistão, estiveram lá outros, que muitos estragos fizeram.
Já agora, a CML não está entregue a um mulato, mas a um filho de um pai Indiano e se calhar duma casta nobre. Pelo menos era um brilhante Professor.
Hoje quem governa está a atacar o zé-povinho, mas os que mais barulho têm feito, são os priviligiados. E pelo menos o barco ainda vai flutuando, porque os outros nem cais nos deixaram para acostar. E o ministro dos N.E. não nos veio mostrar nenhum tubo de ensaio com ópio lá dentro, como fez o outro para provar a existência de armas químicas.

E, já agora, bom apetite e bom proveito!


Laura, não me diga que não gostou da imagem estética do preto retinto na Casa Branca?!


Boa noite a todos.

mariam disse...

desta vez a "América" surpreendeu-me p'la positiva! Obama:SIM! mas ocorreu-me um pensamento parecido ao seu...

bom fim-de-semana e um :)

mariam

andorinha disse...

FDL(11.41)

"Mas não tenhamos ilusões, a solução dos problemas da Humanidade não passa por eleger pretos em vez de brancos, mulheres em vez de homens ou jovens em vez de velhos. Passa, isso sim, por eleger Homens que se preocupam verdadeiramente com o seu semelhante."

Efectivamente isso seria óptimo, mas onde estão esses Homens?!!

Tu vais estar na jantarada de amanhã?!
Não posso crer...
Dizes isso só para me meter raiva, amigo e companheiro:)
Não posso de todo ir porque tenho coisas combinadas que não posso mesmo desmarcar.
Então quando soube que ia o Rui Costa, fiquei 'doente':)
E ainda não é desta que te vou conhecer, chiça!

Para o próximo, quiçá!:))))))

Laura disse...

Anfitrite (6.15PM)
Sim, percebi...depois de voltar a ter as pestanas ao alto e não em decúbito...
Quanto à imagem, depende de quem a aprecia. Se formos nós, ou se forem eles. Os padrões estéticos variam realmente com a etnia. O imperialismo do caucasianos não é assim tão grande:)

Fora-de-Lei disse...

A Menina da Lua 2:28 PM

Mas quem é que lhe disse a si que eu nunca escrevi um livro... ;-)


anfitrite 6:15 PM

Já que toma tanto as dores de Israel, trago-lhe uma boa notícia - para que possa dormir tranquila: Obama acabou de "convidar" Rahm Israel Emanuel para seu Chefe de Gabinete. O bom filho à casa torna... Depois de passar pelos Dresdner Kleinwort & Cia, ei-lo de volta à Casa Branca. De facto, não há nada mais seguro do que apostar sempre em dois cavalos.


Julio Machado Vaz 11:20 PM

Inestéticos - mas merecidos - foram os "dois secos" de há bocado. Não meto lá os pés tão depressa...

Julio Machado Vaz disse...

Lita,
O número do consultório é o 223389697.

FDL,
Um banho de realidade faz sempre bem:), ainda não vi nada que justifique uma certa euforia que anda no ar. Confundir o desnorte da defesa do Porto ou o monótono losango verde com um Benfica sólido e consistente pode vir a revelar-se doloroso...

Fora-de-Lei disse...

andorinha 10:31 PM

Juntavas o útil ao agradável: vinhas mais cedo até à civilização, jantavas com uma malta do baril e, no dia seguinte, já cá estavas para ir à manif defender aqueles que não fazem um pirete... ;-)

andorinha disse...

FDL(2.21)

Adivinhaste-me o pensamento. Era o que teria feito se pudesse desmarcar os compromissos que tinha.
Fica para a próxima.
Quanto à manif lá estarei, claro.
Não sou das que ficam em casa à espera que os outros lutem por mim.

Bom jantar.

Pede ao Rui Costa uma camisola autografada:))))

Pronúncia do Norte disse...

Thorazine disse ...

"Para verem o negativismo eu li este nick como "pronúncia de morte" lol".

Também espero que nada aconteça ao novo presidente dos EUA.

O que eu afirmei no meu comentário é que concordo com o Professor. O pensamento é mórbido, sem dúvida, mas como ele diz já viu morrer dois Kenneddy e Luther King. Infelizmente a história está cheia de assassinatos de homens idealistas. Acrescento alguns nomes: Aldo Moro - 1º Ministro Italiano (1978);
Olof Palme - 1º Ministro Sueco (1995); Ytzahk Rabin - Israelita (1995). Destes eu lembro-me!

anfitrite disse...

Pronúncia do norte,
esqueceu-se de Gandhi, Indira Gandhi e seu filho Rajiv Gandhi. Recentemente Menazir Butto.
Há ainda Tancredo das Neves, que era a esperança do Brasil, eleito Presidente, e que não o deixaram tomar posse , porque morreu de morte matada. E por aí fora...

ana vasconcelos disse...

Ola professor;
Somos um grupo de alunos da escola secundaria de vizela e no ambito da disciplina de area de projecto gostariamos de lhe pedir ajuda na realização de uma entrevista filmada de modo a mostrar esta a turma.
Este momento será fundamental na nota final desta disciplina.Deste modo, gostariamos de lhe pedir a sua disponibilidade para este efeito.
Aguardamos a sua resposta logo que seja possivel.
Com os maiores cumprimentos
ANA VASCONCELOS