terça-feira, novembro 18, 2008

Ya lo veremos.

Segui com atenção a entrevista de Elisa Ferreira ao Porto Canal. Nas últimas autárquicas votei Francisco Assis, mas não escondi que a preferia como candidata. Talvez o seja agora. Estou de acordo? Sim. Optimista? Não. Razões? Eis algumas: pelo andar da carruagem, a oportunidade punitiva - e lúdica... - para zurzir o Governo nas autárquicas será aproveitada pelo eleitorado até ao osso; a atitude exterior comatosa do PS portuense, aliada a entusiastas lutas intestinas, transformaram a honestidade do Dr. Rui Rio, a sua distanciação do futebol e desconfiança das elites culturais em trunfos mais do que suficientes para o tornarem favorito, se candidato (acredito que o será, embora algumas afirmações extraordinárias da Dra. Manuela Ferreira Leite pareçam destinadas a forçá-lo a antecipar os timings no que à liderança do partido diz respeito); segundo leio nos jornais, o PS, na prática, está mais ocupado em contemplar, horrorizado, o que pode ser um remake de Famalicão em Matosinhos do que em mobilizar-se para vencer no Porto; mesmo que eu esteja enganado, seria necessário que estabelecesse pontes com cidadãos, movimentos e partidos, sem reservas mentais ou exigências hegemónicas; deseja fazê-lo?; alberga protagonistas credíveis que num tal processo não deixem a candidata a falar sozinha e obrigada a equilíbrios precários e "provas de lealdade"?
Elisa Ferreira é uma boa candidata. Dar-lhe-ão hipótese de corporizar uma boa candidatura? Não sei. Mas duvido...

34 comentários:

Fora-de-Lei disse...

Gosto muito do Porto e das suas gentes, mas nada tenho a ver com esta cidade, nomeadamente no que concerne às eleições autárquicas. No entanto, gostaria de ver as cidades deste país governadas por pessoas competentes.

Por isso mesmo, apetece-me fazer um "reparo" ao Professor: já aqui se enganou (redondamente) quanto à Dra. Manuela Ferreira Leite; não será que está a cometer igual erro com a Elisa Ferreira ?!

Julio Machado Vaz disse...

FDL,

Talvez, meu caro, realmente estou varado com algumas das posições assumidas e não assumidas por MFL. Já em relação ao PS, ficaria muito surpreendido se estivesse enganado:(.

lobices disse...

...estamos aqui, estamos já quase em cima das eleições...
...muita coisa, mas mesmo muita coisa ainda se irá passar que irá fazer mudar muita gente de ideias
...vamos indo e vamos vendo mas, pelo andar da carruagem... não sei, não...
:(

fiury disse...

varada estou eu com a interpretação e comentários ás declarações da dra manuela ferreira leite. nomeadamente a abertura do jornal da sic ontem e dos comentários de um porta voz do ps, cujo nome não me lembro.
a dra manuela ferreira leite ironizou em politíca, mas pelos vistos em portugal apenas se entende linguaem mais acessivel: o magalhães, petitipetitá... a senhora se não fala é porque não fala, se fala é o que se vê. assuta-me ver em que mesquinhes está mergulhada a nossa informação e o partido "socialista" deste país. que não será a candidata perfeita,não será, mas ficar na mesma?! irra!ainda nos vai valendo a ministra da educação e a teimosia do sócrates, que nos libertarão de outra ditadura, perdão, maioria

A Menina da Lua disse...

A situação no país é de facto preocupante e não só por causa da crise económica que aliás está longe de ser só nossa mas tambem por uma "possível" crise politica no que se refere ao processo de caminhada da democracia.

Ao ouvir-se as afirmações da MFL, fica-se a pensar que provavelmente já não estaremos naquele "meio nevoeiro político da democracia" em que se vivia, para podermos sem darmos por isso, acordar sim num registo em que a razão nos leva para um tipo de evidência politica que se define pela entrada num periodo em que perigosamente poderemos já não ter retorno...

Nós portugueses, por questões de passados históricos prolongados de dominação e ditadura, estamos pouco habituados a pensar e em termos de actuação e até realização preferimos o "xicoespertismo" à decisão voluntariosa e entusiástica de causas ou projectos que nos organizem e nos unem para um futuro melhor...

De facto a prática democrática está longe de estar garantida e efectiva entre nós, daí que o exercício do Poder (a vários níveis) tem tido muito mais margem de força e actuação do que lhes era suposto e devido. A constatação de abuso e desvio de Poder tornou-se assim uma prática comum e quase naturalmente aceite ( vide notícias que diariamente nos chovem na radio e na net).

Ao estado compete sim tomar medidas de governação mesmo que impliquem dureza na escassez de recursos mas terem sempre a noção que governam para pessoas, seres humanos que têm a sua expressão e os seus desejos e que em vez de bloquear poderiam contar com a força das suas vontades e entusiasmos porque no fundo todos mas todos queremos o mesmo... que é termos uma vida feliz enquanto por aqui andarmos.

lobices disse...

...há uma coisa que eu muito gostaria de saber...
...segundo dizem ou eu li ou eu ouvi, o facius (a expressão facial, penso...) de uma pessoa demonstra o seu estado de espírito ou até mesmo a sua personalidade...
...penso que "isto" é matéria dos Psis (tanto dos Psiquis como dos Psicos...)...
...
...e, uma coisa que eu tenho reparado é nas expressões faciais dos líderes dos Partidos
...reparem no facius de MFLeite
...reparem no facius de JSousa
...reparem no facius de PPortas
...reparem no facius de ALouçã
...reparem no facius de JSócrates
...
...agora, digam-me o que é que eles quererão dizer com aquelas expressões...
...
...Profe:
...tem resposta?
...

lobices disse...

...sempre fui "Soarista" e hoje tendo a cair para o Poeta Alegre; porém, em relação à frase da MFL entendi que ela apenas quis ironizar e não ofender a Democracia

A Menina da Lua disse...

Lobices

"em relação à frase da MFL entendi que ela apenas quis ironizar e não ofender a Democracia"

Acredito que sim! que a nível pessoal se trate apenas duma ironia sem qualquer outra intensão mas provavelmente o que ela não contou ao fazê-lo é que a sua frase teve o efeito da outra a do "Rei vai Nu" na cabeça de muita gente...

lobices disse...

...(via DN online)
...opinião de Mário Soares:
...
...entre outros considerandos, diz:
...
"...Tenho-me sempre pronunciado no sentido de que não é possível, em democracia, fazer uma reforma do ensino contra a vontade generalizada dos professores, como fazer uma reforma da saúde contra os médicos e os enfermeiros ou uma reforma da justiça contra os magistrados. Mas é também exacto que um Estado de Direito - legitimado por uma maioria democrática, como é o caso - não pode transigir ou aceitar que os interesses corporativos se situem acima do interesse geral ou muito menos ainda que os governos caiam por manifestações de rua..."

cabecinhapensadora disse...

A voz do Dr. Mário Soares não é uma voz incondicional; estivesse o PSD a governar, e a ária seria outra. O óbvio é que 120 000 não são pura sindicância. A voz da razão não é corporativa e trata do interesse geral, sim. Ou a educação deixou de o ser? Não é demais lutar por uma avaliação que não torne impossível o curso normal das funções de avaliados e avaliadores: ser professor. Ensinar. Sob pena de abandono do assunto da educação.
Talvez que, neste momento, a questão da senhora ministra, doutora Maria de Lurdes Rodrigues, seja de foro semântico. Mais ou menos assim: como é que se desiste de um modelo de avaliação sem se desistir?

Teófilo M. disse...

Estou consigo professor, não no que concerne à sua fé na D. MFL, mas no que respeita à Elisa Ferreira.

Creio que para o Porto seria uma lufada de ar fresco a penetrar no bafiento ambiente desta cidade que definha, emagrece e apodrece sob um manto de 'seriedades' e 'competências' que o futuro, não muito longínquo, se encarregará de destapar.

Mas, a minha dúvida reside no PS, quer no do Porto, quer no de Lisboa, pois nenhum dos dois estará interessado em alguém que tenha a frontalidade necessária para questionar os poderes (há muito) instalados.

Rui Rio - se não emigrar para Lisboa - vai certamente vencer este desafio, pois como muito bem escreve, os que estão na mira das reformas não deixarão de aproveitar para mostrar, mais uma vez, o tal cartãozinho amarelo, que lhes irá amarelecer ainda mais a triste vida que por cá vão vivendo.

Laura disse...

Ninguém leve a mal, mas apetece-me citar o Francisco José Viegas:
«Sim, dá-lhes jeito, como vigilantes de colégio interno, «a gaffe de Manuela Ferreira Leite». Mas não passa disso mesmo: gente com queda para o pequeno escândalo, levantando a virtuosa batina com a pontinha dos dedos, enquanto dão saltinhos junto dos charcos: «Já te molhaste! Já te molhaste!»
P.S.- Claro que há outra imagem para esta onda de escandalizados, e que vai do toque florentino à divisão Panzer: vamos aproveitar o deslize enquanto não nos apanham nos nossos.»


De facto, talvez este fenómeno seja reversível para todo o cenário político, não digo que não.
Mas não deixa de me espantar:

1º- O relevo desproporcionado que é dado às palavras. - Efeito Obama? Talvez. Mas curiosamente, os portugueses já deviam saber, apreciando este governo, o que valem os discursos e o que valem especificamnente os discursos dos bem-falantes, face às acções. (Adivinhem lá o que é estamos a desvalorizar?...)

2º- O facilidade com que embarcamos no "menu do dia", sem reclamar do que nos servem. E mordendo o isco com força, alma e coração.
Indeed...
É muito melhor "mandarem-nos" deter sobre estas questiúnculas (devidamente cozinhadas como faltas de lesa-estado), do que cometermos a imprudência de pensar demasiado sobre o que se faz, reparar no desnorte que grassa na área da educação e da saúde, ou (pior, pior...) nas notícias tenebrosas do boletim de outono do banco central...

lobices disse...

...pois, o "Yes, we can" veio alertar muitas mentes... e ainda bem!...

Fora-de-Lei disse...

Foi um claro exagero o aproveitamento (oportunista) feito por Alberto Martins sobre as palermices proferidas por Manuela Ferreira Leite, que por vezes mais parece que não sabe aquilo que diz ou que não diz aquilo que sabe. A senhora nem irónica sabe ser ou parecer. Realmente, mais valia estar calada como o fez durante umas largas semanas. Pobre PSD...

Mas apetece perguntar onde estava Alberto Martins, tão cioso da Liberdade - e que até tem autoridade como anti-fascista que foi (e é) - quando a Polícia entrou por alguns sindicatos adentro nas vésperas da primeira manif dos profs ?!

Parece mentira como certas personagens se prestam a certo tipo de fretes. Ele é Albertos, é Menezes, é Constâncios, é Vitais, etc, etc. Triste paisagem política a nossa, apenas trinta e poucos anos depois do 25/4...

Xelim's Skull disse...

Eu não vejo a SIC, mas para "O Momento da Verdade" faço uma excepção. Um programa incrível, ou pelo menos dá vontade de o dizer. Há quem queira acabar com o programa. Eu sei porquê. Há muitas pessoas que preferem a mentira, à verdade dura. Viver na mentira ou hipocrisia pode ser melhor, para muitos. E por isso, esses vêem no Momento da Verdade um ataque às "virtudes" das suas hipocrisias. É um fenómeno de compulsão hipócrita.

E agora... Tcham, tcham, tcham, tcham... O meu

Preview de "O Momento da Verdade", com a Manuela Ferreira Leite. No banco dos convidados está lá o Pacheco Pereira.

Pergunta para 100 000 euros (deve ser sobre sexo!)

Teresa: «Se tivesse coragem pagava para ter relações sexuais?»

Manelinha: «Se tivesse coragem... pagava...»

Teresa: «Ó menina, tem de dizer sim ou não!»

Manelinha: «Sim?!»

Teresa: «Disse sim?!»

Manelinha: «Sim.»

Menina da voz bonita: «A sua resposta é... Ver-da-de!»

Ouvem-se uns risinhos entre o público.

Pergunta para 250 000 euros (a mais difícil!)

Teresa: «Se fosse 1ª ministra e pudesse reinstalar a ditadura por 6 meses, reinstalava-a?»

Manelinha, a olhar de soslaio para o Pacheco Pereira e com voz baixa e trémula: «Não...»

Teresa: «Está com medo de responder?»

Manelinha, alto e bom som: «Não!!»

Menina da voz bonita: «A sua resposta é... Men-ti-ra!»

Teresa: «Pois é minha cara, mentiu! O polígrafo não engana!»

Manelinha, levanta-se, e sai resmungando, abanando os braços no ar: «Por alguma razão os polígrafos não se usam em tribunal! No meu tempo usava-se o algodão! I'm back, I'm back! Votem em mim! Votem em mim!»

Teresa: «A Manelinha jogou o Momento da Verdade e não venceu! E por isso se ganhar as eleições já não poderá ajudar os portugueses com a receita extraordinária dos 250 000 euros! Esperamos por si para mais um Momento da Verdade na próxima semana. O convidado vai ser o José Sócrates!»

Nuno Guimas disse...

Se Rui Rio é sério ou não, bem... faço minhas as palavras de Teófilo M. acima.
Que se distanciou do futebol? Sim, mas porque motivos? Porque não são as pessoas tão críticas por exemplo com António Costa que abriu a Câmara de Lisboa para os festejos da Taça do Sporting?
E o que dizer do distanciamento, relativamente ao Boavista num momento tão dificil? Porque é que não se questionou a condenação precipitada e violentissima que denotou um desequilibrio enorme de tratamento relativamente a clubes de Lisboa? Não foi o Benfica que esteve 3 anos sem pagar impostos no tempo de Vale e Azevedo e que já com a nova direcção em vez de colmatar a dívida foi comprar Simão Sabrosa por 2.8 milhões de contos - isto quando o agora "condenável" mas na altura "louvável" Valentim Loureiro fez por tudo para que o Benfica não fosse condenado como constava das regras da Liga, a descer de divisão?
O aspecto da relevância em Portugal da "interferência da política no futebol" tem um carácter de variação consoante o local geográfico que é deveras curioso.

Mas falando de coisas sérias, das quais evidentemente o futebol não faz parte, o Porto tornou-se uma cidade cada vez mais feia, a baixa descaracterizou-se, a recuperação das zonas históricas foi uma desgraça, o projecto do governo para o Metro do Porto foi a anedota que se viu, os bairros continuam a ser um problema por resolver.
O que tem ainda o Porto de muito bom? Eu digo-vos: os portuenses.
Conto com eles para "pegar" de novo no Porto e ressuscitar a Invicta como merece. Seja quem for que vença as eleições, que o faça por amor à cidade e esteja preparado para lutar contra a centralização exarcebada de poderes que existe em Portugal. E muito boa sorte, pois vai precisar, ai se vai.

yes! my love! disse...

"Talvez, meu caro, realmente estou varado com algumas das posições assumidas e não assumidas por MFL. Já em relação ao PS, ficaria muito surpreendido se estivesse enganado:(."JMV




"Esta Ministra já fez cair a máscara da líder (?) do maior partido da Oposição (?) e com isso, a própria, e uma parte nada irrelevante do PSD ficar-lhe-á infinitamente agradecido,

e mas muito mais do que isso, fez cair a máscara a uma grande parte dos professores, e sindicatos, e mais grave do que isso,

no imaginário de muitos democratas (?) fez cair a própria Democracia, ainda que por tempo certo ~~ mas seguramente pelo tempo necessário à implementação das reformas necessárias (?!?) calculado, logo à partida, em meia dúzia de meses ~~

Acontece que uma má reforma cai por si ! porque os bloqueios que vêm de dentro, são fatais! com o tempo acabamos encontrando um modelo justo de avaliação, que cumpra os objectivos ~~

é fazendo propostas alternativas e demonstrando os defeitos do que está mal que caminhamos na mesma direcção! as manifestações de puro botábaixismo, só reforçam a posição dos Governos ~~

e este Governo, até ao momento, não podia ter ganho mais com este braço-de-ferro ~~

José Sócrates é sem dúvida o nosso Político mais inteligente, de sempre, e acredito que, o mais corajoso também! e nem os que se imaginavam mais inteligentes, estavam preparados para isso ~~

e o resultado está à vista!

Ah e antes de ir, queria aproveitar para lembrar aquele lema laranja :

" uma maioria, um governo, um presidente "

melhor do que ele,
só mesmo, uma maioria, um governo e um não-presidente!


Para que as reformas passem, não é preciso suspender a Democracia! só é preciso um Governo mais forte, em relação a uma oposição fraca e confusa - até quando aos valores de uma Democracia - e sobretudo mais forte do que a indignação popular provocada pelos seus naturais efeitos!

Mas e se este Governo até se encontra legitimado pelo processo democrático ~~ por que não aproveitar ? esta onda ?

Será que um ditador ou uma ditadora por seis meses faria muito melhor ? com que garantias ? era só esta a pergunta que eu faria a MFL ~~

Finalmente, acho que com este desbafo, MFL acabou explicando ao País por que é que o Governo não pode ceder a pressões, se quer levar a cabo as reformas necessárias ~~

Não ceder a pressões populares, ou à oposição, ou aos sindicatos, não é ser "ditador "

é dar uso a uma maioria legitimadora do Poder, para cumprir um Mandadato Democrático!

Sócrates, não precisa suspender a Democracia, só deve continuar a fazer uso do Poder que uma clara maioria lhe conferiu, para poder cumprir o seu Mandato!

E se o PSD algum dia quiser poder fazer o mesmo! terá de trabalhar para o mesmo, mas em Democracia!"http://cheiroapolvora.blogs.sapo.pt/45372.html#comentarios

Fora-de-Lei disse...

yes! my love! 10:17 AM

Tem toda a razão nessa sua eloquente defesa do governo e do primeiro-ministro.

A atestar a inteligência e - acima de tudo - o espírito verdadeiramente democrático de Sócrates, está a disponibilização de milhares de milhões de euros para o BCP, BPN, BPP, etc, etc, enquanto que para as Pirites Alentejanas / Mineiros de Aljustrel não existe nem um tostão...

Por qué no te callas ?!

lobices disse...

fora-de-lei:
...
subscrevo:

A atestar a inteligência e - acima de tudo - o espírito verdadeiramente democrático de Sócrates, está a disponibilização de milhares de milhões de euros para o BCP, BPN, BPP, etc, etc, enquanto que para as Pirites Alentejanas / Mineiros de Aljustrel não existe nem um tostão...

e acrecento:

idosos, reformados, pobres,
não esquecer que

quem já passe fome para além dos que já estavam "habituados" a essa cruz
...
...para os ricos há sempre dinheiro
...para os pobres...

yes! my love! disse...

Sabem o que podia acontecer (?) se o pânico se instalásse por causa da falência de um Banco em Portugal ?

E se o Estado não nacionalizásse (?) em vez de só ameaçar com a nacionalização ?

E ainda alguém duvida que é com reformas profundas ao nível da Função Pública, que se prepara o futuro das políticas de combate à pobreza ?

lobices disse...

...o primeiro Banco a pedir a benesse da garantia dos 20 mil milhões: o BPP acaba de pedir 750 milhões para fazer face à sua falta de liquidez
...se eu pedir 10.000 euros para fazer face aos meus problemas, será que o Governo mos concede????

Fora-de-Lei disse...

yes! my love! 12:47 PM

E sabe o que tem acontecido aos trabalhadores das fábricas do Norte, cujo fecho nunca foi evitado pelo governo através de uma possível injecção de capital (que nunca seria tanto como foi para os banqueiros) ?

Alguns desses trabalhadores até têm morrido nas estradas de Espanha / Galiza, para onde de deslocam por não encontrarem emprego em Portugal. Mas isso não interessa, não é ?!

Salvemos então os tubarãos desse tal pânico, porque os idosos, os reformados, os pobres e os desempregados já estão habituados à cruz, como refere o lobices.

Aliás, até deve ter sido para evitar esse pânico que o Victor Constâncio andou distraído com os BCPs e os BPNs mas agora, que já acordou, até sabe dizer que o Subsídio de Desemprego é gerador de calões por ser demasiado generoso.

Uma vergonha de país, é o que isto é...!

yes! my love! disse...

F-D-L

as situações de injustiça social são a perder de vista ~~

é preciso começar por algum lado!

No Norte, também existem fábricas que não produzem o que podiam, por falta de trabalhadores ~~

Vê alguma alternativa credível a este Governo, no actual contexto político-partidário ?

Eu sou Social-Democrata, e à minha direita só vejo um imenso deserto ~~

lobices disse...

Fora-de-lei:
...
...essa do Governador VC que ganha 17.000 euros por mês, ter a distinta lata de dizer que o subsídio é generoso (admito que exiatam calões mas o subsídio em si mesmo é necessário) é de bradar aos céus...
...
...ele que me dê os 17.000 e eu dou-lhe a minha reforma!...

Fora-de-Lei disse...

yes! my love! 1:26 PM

Mas olhe que eu não vejo um apoio incondicional a este governo por parte daqueles que eu considero serem verdadeiros social-democratas (por exemplo, Mário Soares). Bem antes pelo contrário...


lobices 3:31 PM

Já aqui há uns meses atrás, o douto Governador VC disse que os salários em Portugal tinham que baixar para que o país pudesse ser competitivo. Claro que ele disse isto a pensar unicamente nos salários de quem acrescenta valor directo aos bens produzidos no nosso país.

Foi nessa altura que alguém se deu ao trabalho de ir verificar os montantes relativos aos respectivos congéneres, tendo concluído que o douto Governador VC auferia um ordenado superior ao do seu homólogo da Reserva Federal Americana.

lobices disse...

Lisboa, 20 Nov (Lusa) - O primeiro-ministro decidiu convocar uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros para hoje à tarde sobre o processo de avaliação dos professores.

O anúncio foi feito pelo ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, na conferência de imprensa do conselho de ministros.

A conferência de imprensa do conselho de ministros extraordinário está marcada para as 18:00, e contará com a presença da ministra da Educação Maria de Lurdes Rodrigues

PMF/SMA.

Lusa/fim

lobices disse...

...será que já não iremos ter a Ministra com a Judite de Sousa?

lobices disse...

...via Sol
...
...LISBOA VAI PARAR DURANTE 3 DIAS
...
A Protecção Civil vai testar durante três dias a resposta das autoridades a um possível terramoto em Lisboa. Para este exercício, serão evacuados diversos edifícios – como o Centro Comercial Colombo -, assim como o Metro de Telheiras e outras empresas e universidades.

As principais vias cortadas serão o Túnel de Entrecampos, a Avenida de Ceuta, a Rua do Ouro, a Rua da Prata, a Praça da Figueira, a Rua da Junqueira, o Túnel do Marquês e muitas outras artérias.

Nesta sexta-feira, pelas 17h30 dá-se o ‘sismo’. Passados cinco minutos, as autoridades terão de lidar com falhas nas comunicações móveis e terrestres. Às 17h45 serão evacuados vários edifícios, tais como o Hotel Sheraton e a Faculdade de Ciências.

Já perto das 18h00 serão repostas as comunicações de emergência. Por esta altura, vai dar-se um acidente com derrame de matérias perigosas na Praça de Touros do Campo Pequeno, do qual resultarão quatro mortos e 50 feridos.

Às 18h45 será simulado um incêndio na Faculdade de Agronomia e às 19h00 um aluimento de terras na encosta adjacente do Cemitério dos Prazeres.

No sábado, o exercício arranca com a evacuação do Colombo pelas 9h05. Há ainda o colapso de vários edifícios da zona oriental ribeirinha e a queda de uma viatura ao Rio Tejo, no Cais das Colunas.

A simulação continua à tarde com um incêndio num posto de combustível em Alfama, na Rua da Alfândega. Pelas 15h30 ‘vai cair’ um viaduto em Alcântara-Mar. O exercício termina com o risco de derrocada de uma ala de hospital na Faculdade de Ciências.

No domingo, o dia começa com uma fuga de gás com incêndio na Torre da Galp, no Parque das Nações, e com a ruptura de uma conduta de água e consequente inundação no Campo de Santa Clara.

Pelas 10h00, o metro de Telheiras será evacuado devido ao descarrilamento de uma composição entre as estações de Telheiras e Campo Grande.

Este exercício será também realizado em Santarém e Setúbal.

andreia.coelho@sol.pt

lobices disse...

...apetece-me perguntar:
...quanto se irá gastar neste exercício? Não estamos em crise? Será mesmo necessário fazê-lo agora nesta altura? Será para desviar as atenções de outros problemas?
...aceito que é preciso fazer exercícios deste género mas... agora?
...sexta, sábado e domingo...
...

yes! my love! disse...

F-D-L

estamos em ondas muito diferentes ~~

"apoio incondicional " é expressão-tipo para dinamitar qualquer tentativa de debate sério e enriquecedor ~~

associações entre a social-democracia a que eu me referia e o soarismo, para mim é charada, ainda que meramente provocatória ~~

gosto de o ler por aqui, mas estando nós em ondas tão diferentes, é praticamente impossível estabelecer um diálogo inteligível ~~

lobices disse...

José Oliveira e Costa, antigo administrador do BPN, foi hoje constituído arguido, após o Ministério Público (MP), a Inspecção Tributária e a Guarda Fiscal terem realizado uma série de buscas a várias das suas residências, soube o SOL

andorinha disse...

FDL e Lobices,

Estou totalmente de acordo com os vossos comentários, lúcidos e fundamentados.

FDL(12.15)

"Por qué no te callas?!"
:) Looooooooooooool

É por estas e por outras que te gramo à brava, amigo e companheiro:)

ad disse...

Caro Júlio,

este comentário não tem nada a ver com este post.
Sou seu ouvinte há muitos anos.
É para deixar um obrigado.
abraços.

Julio Machado Vaz disse...

ad,

Muito obrigado:).