sábado, fevereiro 26, 2011

The quiet one. RIP...

George Harrison, um dos quatro famosos de Liverpool, nasceu a 25 de Fevereiro de 1943. Faria hoje 68 anos.
George Harrison nasceu a 25 de Fevereiro de 1943, em Liverpool, na Inglaterra, e faleceu a 29 de Novembro de 2001, em Los Angeles, vítima de cancro.
Apesar de nunca ter desfrutado de um mediatismo comparável a John Lennon ou Paul McCartney, George Harrison foi um músico de grande nível e uma peça fundamental dos "Fab Four", tendo assinado alguns temas marcantes da banda como "while my guitar gently weeps", ou "Something", entre muitos outros.

43 comentários:

thorazine disse...

O Prof. escreveu este post hoje no DN: http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=1793573&seccao=M%FAsica

:)))))))))

Maralhal,
o que pensam da Homeopatia?
Digitalizei o artigo da visão desta semana, que p\oe a descoberto a chachada desta "medicina alternativa" Podem sacar aqui em pdf http://pdfcast.org/pdf/homeopatia.


E aqui vai para o Harrison, Bangladesh: http://www.youtube.com/watch?v=jZZ96J_PVbk

Bartolomeu disse...

Nesse caso, mantendo-se a matemática a ser aquilo que sempre foi, dado que não sofreu ainda as vicissitudes de um qualquer acordo... matemático luso-brasileiro, no próximo ano... se ainda fosse vivo, George Harrison, faria sessenta e nove.
Ha realmente quem morra antes de tempo... carágos.Ai... carágos, não... carágos!

ana b. disse...

Thora.

Eu,como sou cética até à medula, faço minhas as palavras do Drº Antonio Vaz Carneiro:
"Entre os americanos, 40% usam medicinas alternativas, mas 35% acreditam em fantasmas, 45% que o Elvis está vivo numa ilha do Pacífico e 55% que somos capazes de comunicar com os mortos".
Acrescento, contudo, e tal como já dizia a minha avó: "a fé é que nos salva". Nesta e noutras questões mais filosóficas.

Prof:

Há muito que sei da sua paixão pelos Beatles. Quase tão intensa como a que eu nutro pelo Woddy Allen.
Permita-me, no entanto, que mostre, a que considero ser a versão mais sentida do "Something":

http://www.youtube.com/watch?v=n0lKJ26iul0

ana b. disse...

Bartolomeu:

Sessenta e nove?
Curioso número...:))

Bartolomeu disse...

Thora, estava convencido que homeopatia, tratava da apatia em que os Homens dos nossos tempos se deixaram afundar.
Afinal... é uma alternativa curativa. Será que a homeopatia, conhece a cura para a apatia do Homem?!
;)

Bartolomeu disse...

Curioso em que aspecto ana?
Será porque espreita pelo buraco... da fechadura a chegada do setent(r)a?!

ana b. disse...

Bart:

Curioso, porque se visto ao contrário (não invertido) dá sempre sessenta e nove. Porquê pergunta? Não se me ocorre mais a nenhuma explicação!:))

Bartolomeu disse...

É suficiente para explicar a curiosidade!
;)
De qualquer maneira e para que se possa establecer uma maior empatia entre nós, declaro-te que também sou grande (se é que a grandeza é passível de ser medida) apreciador do humor, mas sobretudo da filosofia Woddy Allien-ienada.
;)

ana b. disse...

Bart:

Eu já não vou em cantigas consigo:))
Não me esqueço que o meu lugar no Shutle foi rapidamente ocupado por outra...:)))
Se não fosse o Shutle do Prof. não tinha levantado voo.

Bartolomeu disse...

Ana, deverá entender que nos tempos que correm, dado o aumento exagerado do preço dos combustíveis, fazer "levantar" um space shutle, é empresa que sai muiiiiito cara.
Ha que ter paciência e esperar por melhores tempos, ou então... aprender a voar.
;)

ana b. disse...

ou então...

apanhar um shutle de outra empresa. O que não falta por aí, são shutles atestados:))

De qualquer maneira recordo-lhe que o preço dos combustiveis era o mesmo, comiga ou com a outra a bordo.

Bartolomeu disse...

É possível que sim, que haja por aí alguns shutle de depósito cheio, agora não sei é se o combustível que usam tem as aoctanas suficientes para provocar explosão no interior dos cilindros. Duvido até que os depósitos desses Shutle, tenham capacidade suficiente para uma viagem ida e volta à Berlenga, quanto mais para uma viágem espacial inter-galáctica...

ana b. disse...

Meu caro,

nunca subestime a concorrência.:))
Conselho de amiga...

Bartolomeu disse...

Que grande amiga me saiu, Ana...
Depois de trocar a fiabilidade do meu shutle pela provável falibilidade da concorrência... mas eu não sou de guardar máguas, a minha nave está sempre ao dispor e preparada para novos voos.

ana b. disse...

Ah! Com que então sempre há combustivel....:))))
Mas agora é tarde.Outros menos forretas já se fizeram ao caminho. Sorry! Além do mais eu não perdoo traições. Nem mesmo as virtuais.
Mas não desanime, meu caro, tenho para mim, que a outra lambisgoia anda por ai a rondar...

Julio Machado Vaz disse...

Ana,

A voz favorita de minha Mãe:).

ana b. disse...

Prof,

Ainda bem que gostou.:)

ana b. disse...

http://www.youtube.com/watch?v=tJtMoX_mHBg

Tirado da banda sonora do excelente "Somewhere".
Filme sobre o tédio, o ócio, o desconsolo. Pouco palavroso, cheio de silêncios.
Magnifica realizadora a filmar os vazios da alma.

Cê_Tê ;) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cê_Tê ;) disse...

Professor, não acha que os milagres de Jesus também merecem o seu público reconhecimento? ;P
Tstst, que raio de benfiquista sóis?

bom resto de fds;)

Anfitrite disse...

Para mim, ele sempre foi o "My Sweet Lord".

http://www.youtube.com/watch?v=jf6aEnZAxVE&feature=related


Ana,

Desculpe intrometer-me mas o Bartolo não é de fiar. Quem a avisa sua amiga é. Ele deve andar é a passear com a outra, que desde que foi ver os budas nunca mais aqui apareceu.
O Bartolo, a mim, também disse que tinha ido pôr a Excalibur a amolar, para ir dar-mos uma volta à
Távola Redonda e até hoje, niente. Nem conheço Camelot.

http://www.youtube.com/watch?v=NOqlV4Le9Tk

plancton disse...

Thorazine, queres ir da uma volta:)

plancton disse...

Oh. bea. vamos tentar arranjar um a apoioi da paracetamol. aqui pó blog:)

plancton disse...

e também subdividit o blog, descruzar: murcon-a/murcon-b os posts mantinham-se/repetiam-se "swingblog":)Pe ou como diz o bloco de exquerda palhaço...ezquizofreenico,ups não viram por ai os planctons...vou ler o post antes das

ana b. disse...

Anfi,

Obrigada pelo aviso. Nestas matérias, um reforço nunca é de mais.:)
Eu tenho um certo ar aluado mas é apenas de ver muitos filmes...
Topo-os à distância...
Adoram fazer charme mas na hora do tira-teimas partem todos às arrecuas. É uma sub-espécie masculina muito curiosa e em voga. Já lhes começo as manhas...
Muitos anos a virar frangos:)))
Mas gostei da preocupação. É que às vezes embotam-se-nos as ideias.

Anfitrite disse...

Thora,

Peço desculpa de ser "sacana" tipo FDL, às xs, mas apetecia-me perguntar se a Homeoterapia no Bangladesh ajudaria alguma coisa.
Como pergunta o que nós pensamos, e eu estou farta de dizer que não gosto de falar de nada que não conheça um pouco, aqui vai o que penso
e do que tenho provas.
A H. poderá ajudar alguém que tenha a força mental para se convencer disso, como em tudo na vida. Poderá não fazer, nem mal nem bem, mas também
poderá fazer muito mal, como tomar um remédio, que seja receitado por alguém que desconhece as contra-indicações, ou interacções. Vejamos por ex. o caso do "hipericão": há uma espécie a que chamam parte-pedra que é utilizado como diurético e para quem tem pedra nos rins, e há
outra que é antidepressivo. Imaginem o que acontece se se trocarem as ervas.
Conheço um médico, de quem nunca vi a cédula, nem uma vinheta, aue dá consulta num centro comercial próximo, que receita uma porção de drogas, algumas manipuladas,
que se vendem na Ervanária desse centro, e onde se marcam as ditas consultas.
Esse médico é o representante máximo, em Portugal, duma seita japonesa, chamada MAHIKARI,à custa da qual tem ganho umas massas e feito umas viagens ao Japão e não só.
Tive de mudar de Serviço, por causa duma directora de Serviços, que tive, que já era graduada na mesma seita, e que me "obrigou" a fazer o curso de iniciação,
(apesar de só ter dado o dinheiro e ter ido lá para inglês ver), senhora essa que tem uma filha com um tumor enorme na parte lateral da garganta, que não deixa a rapariga ser operada e que já está um pequeno monstro. Vocês podem pensar que eu estou louca, mas eu faço o que quiserem para provar que isto é verdade. A essa senhora
aqui há uns anos morreu uma prima prematuramente, e como a morta estava com cor escura (é evidente para quem sabe),ela e a filha(miúda), estiveram horas a trasmitir luz à morta, para ela voltar à cor normal, não sei porque razão não era bom augúrio, para a falecida lá no além. Para quem quiser saber, a luz transmite-se com o braço meio estendido e a mão a formar concha, que é para captar mais luz para transmitir.(lembrei-me agora, tenho uma fotografia com o tal doutor a pôr-me o emblema do tal curso). Não riam que isto é muito sério. Eu até à IURD eu já fui, mas essa é outra história, q fica p/ a próxima.

Mas ainda voltando aos pêndulos`, aos diapasões e às ervas, fiquem a saber que a maioria das pessoas q diz que toma chá verde apenas está a tomar uma infusão de ervas que não foram torradas.
Chá verde em Portugal, só o Gorreana, da terra da ana, feito da planta "Camellia sinensis".

Thora, ainda não li o artigo da Visão e vou verificar se o meu amigo D.Ricardo, não fez mal ao não me ter consultado antes.

Boa semana

ana b. disse...

Anfi,

você é o máximo!:)))
Acontece-lhe de tudo...:))
E tem razão em relação ao chá verde. Trago sempre carradas. Mas para quem estiver interessado também o pode comprar no Corte Inglês, passe a publicidade.

Caidê disse...

Ói gente!

Nem prós moovies tem dado, Ana.

George Harrison? Absolutamente!

Anfi
Tb para mim continua a ser o "My sweet Lord", mas em boa justiça qs todas são um doce! Fortes!.....

Depois de me ter dado muito prazer voltar a escutar "While my guitar gently weeps", fica esta:
http://www.youtube.com/watch?v=-_niy2ZM5Jo

Bjs

Anfitrite disse...

Ana,

Também quero fazer publicidade, e para ter mais opções digo-lhhe que também já encontrei no Celeiro e naquele supermercado que está na Praça de Touros do Campo Pequeno.

ana b. disse...

Anfi,

Esta noite vou precisar de muitas chávenas de chá verde.Eu e mais mil milhões de pessoas em todo o mundo estão de olhos postos no Kodak Theatre.
Não arredo pé até acabar. Apesar da previsibilidade.

Anfitrite disse...

ana,
Também estou aqui a ver a Cerimónia, mas não preciso nem de café,nem de chá, porque sono é coisa que nunca tenho. Só durmo na cama e depois de muito bem amalhada. Comida é que nunca me pode faltar. Às vezes falta-me é a imaginação para arranjar mais qualquer coisa. Mas acho que a cerimónia, com o controlo do tempo, já perdeu muito do seu encanto original. Ainda há pouco li na rede: "Quando o Óscar chega tarde de mais" como no caso do Howard Hawks, Chaplin, ou nem chega, como no caso de Kubrick, Hithcock, Welles, ou nem uma nomeação como Cary Grant. E Tarantino já devia contar com alguns, mas esse ainda está vivo.
Bonita a canção de Celine Dion!
Mais uma que se foi: MYrna Loy. Mulheres perfeitas, sem necessidade de plásticas.
E a melhor realização vai para: O discurso do rei.
Bons sonhos, para além do arco-íris.

Anfitrite disse...

A Annette Benning também já não vai ver nenhum Óscar. A nathalie ainda era muito jovem, apesar da sua interpretação. Mas normalmente o que conta é a indústria e não as pessoas.
Porque será que sempre que olho para o javier Bardem acho que ele tem ar de pouco limpo, será da barba por fazer?
Tanto problema com tantos gagos que tem havido neste mundo e ninguém se importou com eles. O importante e não tratar de assuntos controversos.

Meu querido Jeff, Também ficou a ver navios.

ana b. disse...

Anfi,

concordo consigo quanto às injustiças da academia. São mais que muitas. Mas não consigo deixar de assistir. É superior às minhas forças.
Também gostei da musica da Celine Dion. Até já a tinha dedicado a si, há umas semanas atrás.

Anfitrite disse...

viu a música com que acabou o programa? Foi a que lhe desejei. Até fico arrepiada com as minhas coincidências

ana b. disse...

...e agora estão a cantar o "Somewhere over de Rainbow" que também já dediquei ao Prof.

Pronto! Para o ano há mais!

ana b. disse...

"para além do arco-íris". Eu percebi!
Obrigada!:)

Anfitrite disse...

Prof,

Se for preciso eu pago a minha parte de aluguer. De qualquer modo desculpe a ocupação. Também desejo que nessa cabeça circule uma girândola de cores.
Boa noite(ou o que resta dela):

Fora-de-Lei disse...

Anfitrite 10:35 PM

"Thora, peço desculpa de ser "sacana" tipo FDL..."

Sinceramente, não sei como entender esse "parecer". Se como uma crítica, se como um elogio... ;-)

ana b. disse...

Agora que estou mais acordada quero dizer-lhe que realmente foi uma coincidência estranhissima: a Anfi a mandar-me a mensagem e segundos depois começam a cantar o "Somewhere over the rainbow".Ele há coincidências...

Para além disso, ambas as músicas foram por mim dedicadas em momentos especiais e cuidadosamente escolhidas. O "Smile" dediquei-a a si a 20 de janeiro. É a versão de uma excelente cantora de jazz, a Madeleine Peyroux, com imagens do "Tempos Modernos" do Chaplin. O "Somewhere over the rainbow"´,dedicada ao Prof, a 26 de janeiro é cantada pela então adolescente, Judy Garland, no "Feiticeiro de Oz".

Dada a coincidéncia das escolhas musicais dos organizadores da gala, e as nossas próprias escolhas, penso que dariamos ambas excelentes organizadoras das cerimónias da entrega de Oscars. E quem sabe se o Daniel Day Lewis será novamente nomeado? Bora lá para Hollywood,Anfi?

ana b. disse...

Let´s do it!

http://www.youtube.com/watch?v=07gneQSbK5o

e numa deliciosa versão em português açucarado:

http://www.youtube.com/watch?v=SzgtP1ymPuo

Anfitrite disse...

Ana,

As coincidências sempre me deram cabo da cabeça. Eu tenho um certo sentido, que não sei explicar,
e que me chega a assustar às xs.

"Vem vamos embora que esperar não é saber

Quem sabe faz a hora não espera acontecer
"...


Parece-me que tem a energia suficiente para fazer seja o que for.
Quem me dera beijar o chão que o DDL pisa. Neste momento estou a vê-lo,
em Paris, já grisalho, a olhar para uma certa Janela, sem saber se queria ou não rever uma certa pessoa,
na "Idade da Inocência".

O Alec também não é para jogar fora, embora já esteja um pouco pançudo, e tinha ar de bebé chorão.

Como eu gosto de ser loira, aqui vai outro dos nossos:

http://www.youtube.com/watch?v=7TULYBRHBAs&feature=related




FdLei,

Acho que tem a inteligência suficiente para reconhecer que a minha tirada
está de um humor negro, genial.

ana b. disse...

Anfi,

Magnífica Michelle, com os manos Bridges, no "The Fabulous Baker Boys".
Suspirei o filme todo pelo Jeff, claro. Que me perdoo o Beau...

Fragmentos Culturais disse...

... o meu preferido! Não desfrutou o mediatismo de John Lennon ou Paul McCartney por opção! Seus ideais passavam por outros 'caminhos'. Seu 'guru' foi Ravi Shankar ...

Um livro interessante 'Here Comes the Sun: the spiritual and musical journey of George Harrisson', disponível na 'Amazon' (formato digital se quiser 'folhear').

'...it summarizes my impressions of a man who uderstood that simplicity lies at the heart of spiritual life.'- lê-se no Prefácio.

'...tendo assinado alguns temas marcantes da banda como "while my guitar gently weeps", ou "Something", entre muitos outros.'... como por exemplo 'Here comes the Sun' :)