sexta-feira, junho 17, 2011

O outro.

Maria,

Não nos podias resumir melhor - ele obriga-te a comprar mais jarras, eu escrevo quando calha. Nem que mailasse todos os dias, querida, como poderia bater-me com quem acaricia as flores? Velhas memórias - vermelho/paixão; amarelo/desespero; verde/esperança. Saber (?) coxo por teórico:(. Se ele as afaga e escolhe e te "servem" como blusa e calças justas, obscenas noutra silhueta, o amigo afasta o ex-amante ciumento e segreda - magnífica ideia, transformar-te a casa em jardim e esperar que desabroche o teu sorriso!

162 comentários:

Tété disse...

Prof,
Desde quando só porque alguém oferece flores fica em vantagem perante o que só escreve quando calha?
Se as palavras valem ouro, neste caso em que traduzem os seus preciosos sentimentos,como podem ser vencidas apenas pelo perfume de um jardim, mesmo que inteiro e cheio de flores variadas?
Eu só queria entender...
Grande abraço

andorinha disse...

Nunca lhe ofereceu flores??????
Imperdoável!

"...e te "servem" como blusa e calças justas, obscenas noutra silhueta..."

Mas pronto, depois de um piropo destes, penso que a Maria o desculpa.
Eu fá-lo-ia:)))))))))

Adorei, como sempre que fala com a sua Maria.

Alexandra disse...

Já tinha saudades destes "mimos" a Maria. Uma maravilha...

Moon disse...

Puxa...

Esses amigos existem na realidade?

Isso parece mais amor...

"Engolir" o orgulho só porque é bom vê-la feliz.

Parece mais:

ok, então, quem sabe se o sorriso dela, traduzido em felicidade, não traz retorno para mim?

andorinha disse...

Pedindo desde já as minhas desculpas ao Júlio e à Maria, mas porque acabei de ler, deixo aqui alguns excertos do livro O "eduquês" em Discurso Directo de Nuno Crato.


É indispensável adoptar expectativas exigentes para os estudantes e o
seu trabalho. Dentro de limites muito vastos, os alunos adaptam-se às
expectativas que deles se formam. Tratá-los como incapazes, como
acontece muitas vezes nos currículos e em muitos manuais escolares,
apenas os torna realmente incapazes. Na feliz expressão inglesa, é uma
self-fulfilling prophecy, uma profecia que se concretiza pelo simples facto
de ser formulada. Pelo contrário, currículos ambiciosos e avaliações
rigorosas e continuadas trabalham a favor de estudantes melhor preparados.

Veja-se por exemplo a nova proposta de Estatuto da Carreira Docente e leia-se o que se diz sobre a função do professor. Aparece tudo, com toda a linguagem da «gestão de conteúdos programáticos», de «projetos de inovação» e do «trabalho em equipa», menos transmitir conhecimentos. Sendo assim, que sentido tem avaliar professores se a sua tarefa principal deixa de ser ensinar!?

Os bons professores sabem o que se deve fazer e tentam fazê-lo. Se muitos não o fazem mais e melhor, essa limitação não se lhes deve. Deve-se sim às imposições avulsas do Ministério, aos curriculos desconexos, aos maus manuais escolares, a um ambiente de desrespeito pela cultura e pela educação.

Esperemos que agora que mudou de lado da barricada, não mude também de ideias...

andorinha disse...

Moon,

Existem, são raros mas existem:)
Quando a amizade se sobrepõe ao ciúme, amigo e ex-amante podem coexistir como acontece aqui.

Caidê disse...

Apetece-me dizer:
" Querido, se me ofereceres flores fico a saber quão pouco me conheces. Detesto ver morrer. Não te esqueças que as quero no vaso - tratarei de as transplantar para a terra. Quero assistir ao seu ciclo de vida e aprender a cuidar delas, para que sobrevivam enquanto sobreviverem as nossas memórias. Outra coisa: como conheces o meu jardim, não me obrigues a uma jardinagem difícil. Escolhe-as em função do bioma, ou em grande escala e melhor em função do microclima e do solo. Mas até preferia que mailasses todos os dias. Posso não ter tempo para cuidar do meu jardim. E ficaria com a certeza que te importava cuidar do teu, apesar da distância". :-)))))

Os verdadeiros ex-amantes ou são grandes amigos ou correm o risco de perder o "ex"... Mas cada um tem as suas convicções, é claro! :-))))

Interessada disse...

Paisagem agreste com secura d'alma.
Do solo, agora estéril, brotam nódulos apiedados dum passado que foi nosso.
E as minhas mãos a romperem a quietude do fim de tarde, em grande silêncio.
Aqui, afectos inebriantes falam de mim.
O amor é estranho, Maria.

andorinha disse...

Caidê,

Tás inspirada:)

Gostei muito do que escreveste.
Às vezes invejo-vos, pá! Não consigo escrever desse jeito!:)

E concordo com o que dizes em relação aos ex-amantes.

Inté...:)

Caidê disse...

Andorinha (e demais murcons profissionais do ensino básico e secundário)

Acabámos de conhecer o nome do nosso Ministro.

Só gostaria que ele se lembrasse (pelo menos para começar) de duas coisas:

1ª - Qualquer modelo de avaliação do desempenho docente prima por falta de ética e de deontologia, e não só, quando nos impulsiona a evocar evidências que provem que eu sou melhor que o meu colega.

Para mais, a dimensão ética é um parâmetro presente no actual modelo de avaliação de desempenho docente.

Se numa certa competência um professor é melhor que o outro e, quando para mais, trabalhamos no âmbito de uma cultura profissional que é a Educação devemos ser capazes de evoluir uns com os outros - é o trabalho de equipa e o trabalho sinérgico que prova o nosso profissionalismo.

Será falho qualquer modelo de avaliação de desempenho dos professores que incentive um a mostrar-se melhor que o outro. E isso é o que se passa com o actual modelo.

Todos chegámos à profissão com avaliações q.b. E toda a avaliação por que passámos se revestiu por uma imensa carga de subjetividade!... Parece-me que já chega de competitividade nociva.

2ª - Com o quadro social que atravessamos, com os números divulgados da pobreza infantil em Portugal, com as famílias disfuncionais que temos, com a falta de um sistema institucional capaz de substituir com qualidade ambientes familiares negligentes, é claro que muitos professores, sem que o tivessem escolhido, desempenham mais funções além da de professor-pedagogo no que à sua disciplina diz respeito.
Este é um aspecto que é bom não esquecer!

Quanto às expectativas exigentes e ao possível efeito de Pigmaleão conhecemos... Mas modelos teóricos e experiências de campo são coisas que se complementam e se retroalimentam não são retas paralelas e coincidentes.

Acho que o novo Ministro devia lembrar-se que os professores estão dispostos a:
- ensinar o melhor que puderem;
- amar e cuidar o melhor que conseguirem.
Mas precisam de mais dignificação da sua missão e de mais tempo para se centrarem nos seus alunos e na sua missão.
Parece que a burocracia tem vindo a desvirtuar a essência da missão. Mas quem trabalha de gabinete tem dificuldades em entender o valor e o desgaste do trabalho de terreno.

Caidê disse...

Todo o amanhecer e cada novo acordar nos permite revigorar.
Durmam como bebés.
http://www.youtube.com/watch?v=8TL-s2KU2OM&feature=related

ana b. disse...

Prof:

Eu prefiro mil vezes que me escrevam, do que me dêem flores. As flores murcham, perdem o perfume e morrem. As palavras permanecem a vida toda:)
Por vezes releio cartas, postais, bilhetes, pedaços de papel escrito, que guardo religiosamente na gaveta, a que eu chamo, a gaveta dos afetos. Eu poderia reconstituir a minha vida, através dessas folhas. Quando as leio, sinto-me sempre regressar ao momento em que foram escritas. O mesmo não acontece com as flores que recebi. Apesar de mais exuberantes, são efemeras:)

Caidê:

Não me pergunte como mas o mérito deve ser premiado.

Interessada:

O jantar está marcado - quem quiser e puder aparece. Incluindo o Professor:)
E não estranhe ele não dizer nada. Os psis são assim mesmo, muito esquisitos:)))
Além de que eu naõ tenho tanta certeza que a ideia lhe desagrada. Ocorre-me mais o ditado popular "Quem cala consente":)

Àgua Tónica disse...

Não, comento...

Manuel disse...

Caidê:

Deixei uma música na Post anterior especialmente dedicada à menina. Então agora virou ingrata?

Ana b.

As flores são, porventura, os objectos simbólicos mais significativos nas relações afectivas.
Não as desmereça.
As cartas, por sua vez, são um invólucro onde podemos imaginar que caiba tudo lá dentro.
Em abstracto, não têm o mesmo valor simbólico.
Para quem nasceu no Paraíso (da beleza e das flores), foi uma surpresa para mim essa sua afirmação.
Mas não tem nada de mal, entenda-se, é uma constatação, não uma crítica.

Distraiam-se enquanto não chega a conta:
Omar Khayrat
http://youtu.be/X9DNemgIAfc

Bartolomeu disse...

"Neste" jardim, algumas flores parecem-nos um tanto... deslocadas, apesar de, numa primeira "cheiradela", nos parecer e emanam todas prefume idêntico.
Façamos votos para que as flores ganhem aromas próprios, diversos, consonantes e... edificantes.
Caso contrário, em pouco tempo, teremos um jardim com cheiro a merda... como outros, antes deste.

Àgua Tónica disse...

Bart,

Estás a ter contornos do Adolfo. Há ervas daninhas! Então onde está essa Fé mesmo que Anárquica e Pacifista?

Àgua Tónica disse...

Ana,

e se for uma rosa roubada?

クピド disse...

Anfy, sou pessoa de ideia fixa: estar sempre a mudar. Teve que ser a psique teve mais força. Reduzo-me a este Papel de Cupido só que em Japonês. Tem aparecido caras novas no Blogue que só tem acrescentado inspiração aos mais velhos e mediocres como eu.

Já reparaste como as árvores crescem devagar!

クピド disse...

Bart,

Preparado para um Chat(o)?

Gostei do ultimo.

Foi sublime e efemero como quando a vida nos dá o melhor?

クピド disse...

O trunfo é Copas ;) e um par desconhecido a ver-nos jogar.

クピド disse...

Duque de espadas...

クピド disse...

é sim... tão bom...

http://youtu.be/KYKUoBW_Ny0

ana b. disse...

Manuel:

As flores compram-se em qualquer esquina. As cartas ou postais de amor não estão disponiveis para venda. Estão reservadas para aquelas pessoas que tiveram o privilégio de ter tido alguém que as escrevesse para elas.

クピド disse...

Ana e Caidê

E uma rosa roubada de um jardim abandonado. Não diz muita coisa? Eu tenho uma resposta mas a prudência obriga-me ao sigilo.

ana b. disse...

Murcons,

A propósito:

http://youtu.be/jTSlw9L_uSE

クピド disse...

Murcons,

Quando os dois se querem passivos. As cartas ou as flores São as roupas de que se vestem: acessórias. Numa sombra onde tudo se passa tudo que não vem nas cartas de amor e o silêncio de uma bica de água a correr

クピド disse...

As flores já lá estavam. Agora calcadas e as sementes espalhadas. Quando os dois quiserem fazer sem dizerem.

クピド disse...

Porque não sabem o que fazer com oque aí vem. Uma simples pausa pode ser suficiente.

クピド disse...

Amigos como sempre.

Manuel disse...

Ana b.

Para si, estas duas rosas (em vez de cartas):


(Hoje faz um ano que Saramago nos deixou, aqui fica o seu poema dançado, declamado e cantado).

«Ergo uma rosa»: Luís Pastor (poema de José Saramago)
http://youtu.be/YhyaSr0lfGY

E mais uma rosa do Brasil.

«As rosas não falam»: Luciana Mello
http://youtu.be/s_HGCuc6mWw

クピド disse...

Bom Almoço ;) (;

andorinha disse...

Bart,

Tu não estejas já a agoirar, pá!:)))

Pedro,

Ainda um dia me hás-de explicar como consegues levantar-te cedo com essa pedalada toda:)


Manuel,

De certa forma concordo contigo, cartas e flores podem perfeitamente coexistir em harmonia:)
Há uns meses um grande amigo ofereceu-me um lindo ramo de rosas e um postal. Foi lindo, fiquei comovida quase até às lágrimas. As flores já não existem, claro, ao contrário do postal. Mas a memória, essa, está cá como nesse dia.
São os gestos inesperados e as pequenas coisas que me tocam e não objetos supostamente mais valiosos.

Até comentei isto com a Ana no lançamento. Nem vinha a propósito de nada, eu é que começo a falar e vou por aí fora...:)

Até mais logo, malta.

クピド disse...

Andorinha devo estar apaixonado ou a apaixonar;)

ana b. disse...

Manuel:

Obrigada:)
Estas suas rosas são especiais:)

http://youtu.be/s_HGCuc6mWw

ana b. disse...

Murcons:

Para quem prefere cartas de amor às flores que murcham:)

http://youtu.be/czjZqLQP2FQ

ana b. disse...

E agoro vejam com atenção esta deliciosa animação e digam-me se, uma simples ida à florista, pode comparar-se com o ato criativo da escrita. Jamais!:)

http://youtu.be/Syxwkc36jas

クピド disse...

aaaaaaannnnnnnnaaaaaaaa,,,,aaaassss ffffflllloooorrrreeessssss mmmmmmuuuurrrrcccccchhhhhhaaaaammmmmmmm sssssseeeeecam e podes guarda-las e ainda recordar o seu cheiro ou usar em infeitos. Como os livros, com uma unica diferença estão ao alcançe de qualquer um(a).

ana b. disse...

Cupido Japonês:

Para escrever só é necessário lápis e papel:)

クピド disse...

Anita,

Vou por o TEU link num acelarador de particulas e ver o que dá!

OK?

クピド disse...

Anita, resultou a prática veio confirmar a teoria. obrigada...

クピド disse...

"Ainda somos uma especie muito frágil"

クピド disse...

E Darwin tinha razão "as especies evoluem" Nós é que não!:)

クピド disse...

Andorinha,

Eu estou tão internetisado, tão internetisado, tão internetisado que o meu fluxo intestinal já emita a caixa de mensagens di Skáipe.

tudo de bom ou como dizem os ingleses best wishes...

;) e boas palpitações

Alexandra disse...

A propósito do aniversário da morte de Saramago, a Sic exibe hoje e amanhã à noite o filme José e Pilar. Estou curiosa porque não pude vê-lo no cinema.

Moon disse...

Andorinha,

Claro que há!:)

E eu sei disso.

Depois deste post e dos comentários estou a sentir-me como a Bridget Jones, na prisão tailandesa a queixar-se às companheiras de cela do seu Mark Darcy...

Se elas descobrem que tenho dois caixotes grandes de cartas na garagem e flores frescas muitas vezes na jarra...

Prof., dá cabo de moi!

クピド disse...

Moon ;)

http://www.youtube.com/watch?v=C8Rp_ea1CF8&feature=youtu.be

Anfitrite disse...

Alimento-me da seiva das plantas e
do aroma das flores.
Na falta de inspiração, sirvo-me da dos outros. Sou da espécie
epífita, ou serei saprófita?

http://www.youtube.com/watch?v=JbvSHi-YcuQ


Flores são flores
Vivas num jardim
Pessoas são boas
Já nascem assim
Flores são flores
Colhidas sem dó
Por alguém que ama
E não quer ficar só

Cazuza


'' ... O tempo é algo que não volta atrás.
Por isso plante seu jardim e decore sua alma,
Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores ... ''

William Shakespeare



Não corra atrás das borboletas; plante uma flor em seu jardim e todas as borboletas virão até ela.

D. Elhers



Pedro,

É preciso mudar para para que tudo fique na mesma.
Eu diria: pior.
As árvores são como tudo que tem vida. Crescem no seu ritmo, mas dependem das condições que encontram. As minhas estão todas enormes e viçosas, porque não lhes falta nada do que eu lhes posso dar. No entanto, elas tem mais valor do que nós: morrem de pé. Nós vivemos de joelhos e quando morremos, normalmente, já estamos na horizontal.

Manuel disse...

Anfi:

Seja bem-vinda!
Vá ao Post anterior para não se queixar de mim.

Ana b.

As flores e as cartas (subentendidas) nas novas do amigo.

«Ai flores, ai flores do verde pinho»: Lírica galaico-portuguesa
http://youtu.be/FPJ61GqOfCA

«Ai flores, ai flores do verde pinho»: Amália Rodrigues
http://youtu.be/bD-eCvs-kUk

Anfitrite disse...

Manel,
Eu já fui, e ontem à noite antes de deitar estive aqui a bluesar, para acalmar. Só que eu já avisei para não esperarem gentileza ou boa-educação de mim. De qq modo muito obrigada.
Para si, não sei o que possa dedicar. Mas com esta sempre haverá alguém que ficará um bocadinho a sonhar. Quantas Marias não terão chorado no ombro de alguém...

http://www.youtube.com/watch?v=MjUqfRrWwcM&feature=related

Mas eu vim aqui, agora, para desabafar. Vejam o que o João Marcelino está a fazer ao DN.
Ficará pior do que o CM.
Começamos bem. Com idosos, comhecidos, a fazer publicidade descarada( acho q nem é publicidade) ao super-merceeiro, que insulta Governos, por lhe pedirem os impostos que ele sonegou, e que comprou um ministro da agricultura, para fazer discurso de vice-presidente.
A isto é que eu chamo não haver decoro. Qualquer asneira que eu diga cheirará a nardos.

http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1880598

ana b. disse...

Manuel:

Assim é o ideal: uma flor a acompanhar a carta.
E com esta música em fundo:)

http://youtu.be/6cxkLZoEFEk

andorinha disse...

Pedro,

Tens toda a razão no que diz respeito às flores. E em muitas outras coisas também.

Boas palpitações também para ti:)

クピド disse...

:)

クピド disse...

Andorinha eu só gosto que as pessoas falem. E para todos falarem alguém tem que estar calado e não ouvir. E há muita gente que permanece calada anos a fio. Mas tá tudo; estão quietinhos e não chateiam um pouco de chantagem e temos de volta a paz dos articulados. Falo da minha amiga psique que cala qualquer um mas é muito distraida e por vezes cai ou passa para este lado. Mas no meio de tanto protocolo há muitos cupidos que não resistem. Vai ver este blog http://pedrobrbs,blogspot.com e procura "hospital para no morir" 1998 mas é de 1976 que vou buscar alguma força "assim como os primeiros dias" abril 2011.

É apenas um bloco de notas ou as linhas de uma pauta para futuras composições.

Bom Jantar a Todos

Já somos dois a termos algumas vezes razão. Não serias tu uma rapariga de Guimarães. E mais não digo, foram viagens especiais.

Interessada disse...

Ana,
Tem razão: por momentos esqueci-me dessa característica dos psis.

Bart,
Pode fazer o favor de me inscrever para o jantar, ou prefere que eu me inscreva através de e-mail?

Anfi,
Não vivemos nós, cada vez mais, numa sociedade sem valores, que não o do dinheiro?
Não vivemos nós sob a hegemonia do lucro?
Acresce que esses senhores, andam ambos pelas mesmas águas lamacentas da política.
E calculo que o Ruy de Carvalho deve ter ganho algo pelo spot publicitário.
Mas penso que dizer asneiras não melhora a situação, nem a alivia.
É o liberalismo, minha cara, é o liberalismo ;)

Deixo um link para um vídeo que achei divertido. Talvez descontraia.
E penso que não ofenderei ninguém se disser:façam o favor de dançar

http://www.youtube.com/watch?v=-F_9fgtEKYg&feature=player_embedded#at=251

クピド disse...

Interessada,

Eu vou bater umas bolas de bascket e chatear um pouquinho a vizinhança. Espero não ofender ninguém e se ofender volto outro dia. Para a semana devo remar para outras paragens aí ninguém se vai incomodar.

Boa Noite e arranquem muitas flores. Há tanta gente a precisar.

Andorinha eu escrevo sem genero quando este apareçe pode ser lido apenas como um convenção.

Tudo em grande e do melhor.

E um bom serão paz e alegria:).

クピド disse...

Ainda passo por cá para deixar um link.

Interessada disse...

Pedro,
A mim não me incomoda nada.
E asseguro-lhe que já o ouvi hoje dizer muita coisa com sentido.
Mas jogar basket é muito saudável. Incomodar os vizinhos é que não.
Divirta-se, mas com juizo.

クピド disse...

Sempre

Cê_Tê ;) disse...

http://www.youtube.com/watch?v=M5rVgxmekeM

;)

1/a Boa noite p/a todos.

Moon disse...

Pedro,

Pois...

"No nos mires, únete!"

Ne realidade quedo-me muitas vezes apenas a mirar.

Isto da malta ter a mania de se queixar de "barriga cheia"...

Moon disse...

P.S.

Adoro água tónica!;)

Moon disse...

A propósito de água tónica...

Para si, Pedro.

E para os restantes também!

Pronto, confesso, sou um tanto arisca...:))

http://youtu.be/uy0HNWto0UY

andorinha disse...

Pedro,

Mais logo com mais calma vou ao teu canto ler-te:)

Arranquei mesmo agora uma flor do meu jardim para a mandar para ti.

Fica bem:)

クピド disse...

Bom Dia a Todos

Um bocadinho de folclore Bulgaro. Um novo dia começa.

http://www.youtube.com/watch?v=LquD8yno-UY&feature=player_embedded

Bons Despertares

bea disse...

Ontem a Carta Branca de T e suas flores. Um ramo bárbaro :) E na paleta das cores, Professor, o amarelo é solar como a luz clara da manhã de hoje. Do amigo e do amante...a minha opinião é toda outra das que li. Engano meu, decerto:)Mas o desabafo a Maria, como andorinha e outros,encontro beleza: uma flor.

ana b. disse...

Interessada:

O Bart anda muito distraido.
Mas não se preocupe que eu tomo nota da sua inscrição:)

Lista atualizada:

- Caidê
- Andorinha
- Interessada
- Anfi
- Bart
- A própria

Bart:

Já reparou que é o único homem inscrito? Será que vai dar conta do recado?:)))
E veja lá se me responde ao mail, para acertarmos o restaurante.
Não me diga que anda muito atarefado no mega picnic da Av. da Liberdade a puplicitar os seus tomates biológicos...:)

クピド disse...

Andorinha,

Guarda a flôr bem para ti.

Tenho visto e ouvido falar da liberalização da segunda mais antiga profissão do mundo. Não é altura do estado social abrir um pouco mais o horizonte.

Porque a meu ver a primeira profissão do mundo foi o(a) jornalismo ou seja a capacidade de transmitir o presente ultrapassando a barreira do tempo.

É um bom tema para os Jantares;)

クピド disse...

Pessoal toca a acordar, este assunto é importante.

O Bart a Ana e a Andorinha já teem as velas dos convivios em bom vento.

Anfy, eu modero-me nos comentários mas não me podes deixar sozinho neste debate.

Bom Almoço

Please!

クピド disse...

Vamos lutar por aquilo que melhor sabemos fazer. Leis :).

クピド disse...

Não confundir com as batatas fritas.

crotalus disse...

Olá ppl!
Olá ana!
Olá Interessada!
Olá Peter!
Vejo que já temos 6 convivas para realizar o jantar... murcónico.
Porreiro, pá!
O Mestre é que não ha meio de dizer nada, nem sim, nem sopas.

クピド disse...

Menino Carlos,

Você sabe o que é uma cobra de escadas ou precisa que lhe envie uma fotografia?

クピド disse...

Bart,

Perante tal espera eu proponho que o jantar a Norte seja em Guimarães.

クピド disse...

Professor,

É ciumento ou não tem arte do disfarçe?

Caidê disse...

Ana,
Bem escolhidas essas cartas do Elvis. Lá vai esse tempo...em que eu escrevia cartas de amor ...ridículas (bem sei!) com pétalas de flores que antes cuidara de secar. Ainda não havia papel perfumado (pois não?).
Quanto a Chopin noturno 8 op.27 nº2 15 valores, mas se precisar de mais para a sua média diga que se faz um ajuste. Você merece, afinal não foi cábula, ou estou ajuizando com grande margem de erro?
Mas olhe que nessa de uma sociedade meritocrática eu só acreditei até talvez aos ...intas. Acreditar em tal é ser muito existencialista e ter pouca análise sociológica por trás. Vício de formação, talvez - desacredito!
Como é que você avaliaria médicos? Pode ser que por aí se consiga perceber como avaliar todos os professores com um único modelo. Educação e Saúde são áreas muito complicadas, pois os resultados podem ver-se a prazo - a biénio é "compliqué"!

Avaliemos por enquanto o número de inscritos para a jantarada - quantos são? A frequência relativa dos inscritos másculos está muito baixa. Será preciso comprar jogadores? Tb se arranja! :-)))

クピド disse...

Caidê,

é caso para dizer "leva a tuas próprias cartas"

Interessada disse...

Uma brevíssima passagem para dizer:

Crotalus,

Ainda não o conheço mas agradeço o cumprimento e aguardo pela sua participação.

Ana,

a sua escolha do noturno de Chopin foi óptima. Para mim é o mais bonito de todos.
Por isso, vale 20 pontos.

Menina da Lua,

Deixei escapar a sua amabilidade, e tenho que lhe pedir desculpa e agradecer.
Se gosta da soprano Simone Kermes, diga-me lá o que acha da voz da Bárbara Bonney ;)

http://www.youtube.com/watch?v=_dvqyrn9mF8&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=aQVz6vuNq7s

crotalus disse...

Conheces sim, Interessada... sou o Bartolomeu, hoje sou o crotalus, que é o nick do meu filho mais novo, porque estou no portátil dele e, não sei porque carga de água, não consigo mudar o nick.
;)

クピド disse...

:)))

クピド disse...

Bart,

Chegas-te a ver a foto?

クピド disse...

http://www.youtube.com/watch?v=0mbcO6RnMsg&feature=player_embedded

クピド disse...

E o dia está a terminar.

andorinha disse...

Pedro,

Tenho mais no meu jardim...


Bart,

Mais outro nick não, pá! Daqui a pouco estou baralhada...:)

ana b. disse...

Interessada:

Certamente irá gostar deste também:)

http://youtu.be/2y8LXkolJfw

Descobri há pouco tempo o Jean Marc Luisada e estou fã. Se gosta de Chopin recomendo-lhe o último CD dele "Chopin- Ballades". Comprei-o hoje. Fantástico!

Caidê:

Já temos seis inscritos. Pedi ajuda ao Bart para escolher o restaurante mas ele não ligou nenhuma.
Se estiverem de acordo, proponho o "Spot- S. Luiz". Fica na Antº Maria Cardoso, ao Chiado, mesmo no Teatro S. Luiz, mas com entrada independente. Fui lá há cerca de três semanas e gostei bastante. O ambiente é giro, agradável e come-se bem. Tem ainda a vantagem de ficar perto do Bairro Alto, caso apeteça esticar o programa. Conheço um bar no Bairro Alto que tem uma ginginha otima e uma música jazz fantástica:)

Bart travestido de crotalus:

Você já não me liga nenhuma mas não pense que me atrapanho. Como vê já está tudo tratado.

ana b. disse...

Se quiserem espreitar:

www.spotsaoluiz58.com

Bartolomeu disse...

Ana... não digas isso.
Ligo, claro, mas tenho andado por outras galáxias, o sacana do space shutle parece que ganhou vontade própria...
;)))
Olha lá ana... o restaurante que sugeres é giro mas... não te esqueças que sou um gajo do campo e, ali suspeito que ninguem me dispensa de utilizar a faca e o garfo e de beber água por um copo, vinho branco por outro, tinto por outro, digestivo por outro e champanhe por outro... e eu, minha querida... tenho só uma boca e um estômago. Além de que, estou habituado a comer com as mãos, limpar os beiços à côdea e arrotar depois de despejar um balde de tinto carrascão...
Qué que me dizes?!

Cê_Tê ;) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bartolomeu disse...

Olha!
Já sou Bartolomeu outra vez!!!

ana b. disse...

Bart:

Por mim esteja à vontade. Não se acanhe. Estou certa que ninguém irá reparar. Mas se quiser eu posso, previamente, dar-lhes umas aulas particulares de boas maneiras à mesa:)))

Bartolomeu disse...

Olha... isso é que era de valor!
Ensinas-me a utilizar a faca, sem ser para retirar os pedaços de carne que ficam entalados entre os dentes incisivos?
;))))
Quando referes boas maneiras è mesa... estás mesmo a pensar em maneiras, ou em posições? E... estás a pensar à mesa ou, sobre a mesa?!
;))))
(Cá para mim, hoje apanhaste demasiado sol na mechela Bartolomeuzinho...ainda estás com as ideias a ferver...)
Quando estive em Berlim, fiquei hospedado no Hotel Adlon Kempinski. A prieira refeição foi o jantar. A escolha foi difícil, mas o engraçado foi quando veio o prato, porque fiquei sem saber se aquilo era para admirar, se para comer. Fiquei a olhar para o prato e para a obra de arte que trazia, sem saber a devia destruir, ou mandar emoldurar. Safou-se a binháça que escolhi e os patés com os grissinos, senão estava bem foooo...lixado.
;)))))))

Cê_Tê ;) disse...

[Alguém me sabe explicar (como se eu fosse muito burra) pk não consigo ver publicados os meus post no meu blogue????)]
;(

Qualquer coisa sobre java aparece numa janela quase trasnparente e momentaneamente quando clico em publicar- raios!;X

Cê_Tê ;) disse...

Sobre o post publicado nem sei se o disse mas é... delicioso! Não sei se será um adjectivo cruel...


Há palavras que têm mãos?

ana b. disse...

CêTê:

Lamento mas não percebo nada do assunto. Sou mesmo muito básica:)

Bart:

Os pratos são todos bonitinhos, bem apresentados mas não são do estilo que não se entende o que se está a comer- identificam-se os ingredientes:))
Eu comi um risotto de vegetais que estava delicioso:)

Interessada disse...

Bart,

Tive muito gosto em conhecer o teu pseudónimo Crotalus. Ainda estás muito longe de bater o Fernando Pessoa. Mas já estás no bom caminho.
Quanto a comeres com as mãos, não tem nada de original. Não estamos nós a voltar à barbárie?
E estou a constactar que não ouviste a musiquinha que aqui deixei ontem, por achar bem divertida. Ouve-a agora e repara que ela diz a certa altura "J'en ai marre de vos bonnes manières, c'est trop pour moi !
Moi je mange avec les mains et j'suis comme ça !"
E não era piada para ti ;)
Ora ouve-a:

http://www.youtube.com/watch?v=-F_9fgtEKYg&feature=player_embedded#at=251

Bartolomeu disse...

Agradeço-te a simpática musiquinha, Interessada.
Ah!... a mocinha tem uns olhos lindos!

AQUILES disse...

Nós somos o que fazemos. O que não se faz não existe. Portanto, só existimos nos dias em que fazemos. Nos dias em que não fazemos, apenas duramos.




Padre António Vieira.

クピド disse...

Aquiles,

É caso para dizer: foi mais um dia em cheio aqui pelo Murcon:)

Interessada disse...

Aquiles,

Também fazemos por omissão.
Se eu não falar consigo, ignoro-o.:)

Manuel disse...

Para quem eventualmente não tenha visto o «Câmara Clara», aqui fica uma sugestão de uma cantora grega que de lá pude trazer. O programa foi muito interessante, todo sobre a Grécia, com o especialista português em cultura clássica grega Frederico Lourenço e a grega radicada em Portugal Maria Vlachou:

«Dedication»: Savina Yannatou
http://youtu.be/nC99z9miQO8

«Addio Amore»: Savina Yannatou
http://youtu.be/qiUYAGaDsj0

«Yanno Yannovitse»: Savina Yannatou
http://youtu.be/UpwW0wt6V30

Interessada disse...

Também por lá estive, embora não por completo.
Acho que o Câmara Clara é o melhor programa da televisão pública, e tenho uma grande admiração pela apresentadora, que é uma pessoa de invulgares conhecimentos para a idade que aparenta ter.

Caidê disse...

Pedro
As cartas ridículas foram enviadas. Em resposta tenho meio milhão de postais ilustrados, mas esses pagariam direitos de autor :-)))!
Ana
O lugar parece-me bem - why not? Mais central seria difícil! Gosto do slogan "A vida é uma peça de teatro..." (?!). A cozinha só provando. O que os olhos comeram não foi bastante para ficar convencida. Sou exigente quanto a sabores, frescura e apresentação e qualquer prato de cozinha tradicional portuguesa bem confecionado me convence com alguma facilidade.
Ginjinha e jazz - Oh pá!... promete, não?!
Quanto ao Bairro Alto, eu bem digo que temos de comprar jogadores másculos!
Manuel
A sugestão musical tem charme e é de qualidade, mas eu gosto tanto da língua italiana e da francesa :-((((! E rock e jazz nem se discute!...
Bons soninhos e boa semana!

Ora vamos lá a uma serenata:
http://www.youtube.com/watch?v=t9gEYTMfmEE&feature=related
Esta dedico-a ao Pedro.

ana b. disse...

Interessada:

Partilho da sua opinião sobre a PMP. Também me intriga o vasto saber que ela domina:)

Caidê:

O meu risotto estava fantástico e o bolo de chocolate que eu partilhei com o vizinho da frente, encheu-me de vontade de ir lá novamente para comer um inteirinho, todo para mim:)
Mas devo confessar uma coisa: foi um jantar comemorativo do lançamento de um livro, estava animadissimo e cheio de pessoas interessantes. Calhou-me a sorte de ficar sentada ao lado do Miguel Real e da mulher, que é um casal simpatiquissimo e mesmo em frente de um filósofo inteligente, moreno, alto e espadaúdo, que é mesmo de cair para o lado. Por isso, com tamanha vizinhança, quem é que se vai importar com a comida que tem no prato?;)))

Olhar disse...

Hmm...
Por outro lado...
Aqui entre nós..., soa bem :)

Interessada disse...

Ana,

:)))

Lua disse...

adoro as citações e a musica.

Anfitrite disse...

Meninas Ana e Inter,
Vocês falam do saber da PMP, esquecem-se do muito que ela aprendeu com o Rodrigo G. de Carvalho.
Além disso, é a área a que ela se dedicou. Mas não falam do saber do Frederico Lourenço, nem das suas obras. Eu estive para me matricular em grego clássico, só para o ter como professor, só que ele subiu de grau e foi para avaliador dos outros. E agora dizem que está em Coimbra. Ele escreve e fala fluentemente sete línguas, para além das que só fala. Não falando dos que traduziu, que não li, recomendo que lêiam entre outros: "A Máquina do Arcanjo" , "Pode um Desejo Imenso" e Amar Não Acaba."
Foi dos primeiros a assumir-se como homossexual. É duma sensibilidade extraordinária.
Eu tenho um defeito a apontar à PMP, que é ser vaidosa, porque reconheçe o exotismo que tem, além do saber. E para não ter concorrentes à altura, quando foi dirigir o canal dois, acabou com o programa "Por Outro Lado" da Ana Sousa Dias, o melhor programa de entrevistas da Tv. E nem há restos dele nos arquivos. Graças a este programa eu conheci Win Mertens, de quem era a música de abertura.

http://www.youtube.com/watch?v=hNYoZ-tl9jU

SR. DR. Manuel,
Não se faz uma partida dessas a uma alma caridosa como a minha. Ontem estive eu, aqui, a tirar o endereço da Amália Grega, para enviar para o murcon, e o senhor, que se deita sempre cedo, resolveu antecipar-se. "Cá se fazem cá se pagam".

ana b. disse...

Menina Anfizinha:

Elogiar a PMP não tira mérito ao Frederico Lourenço:)
Acina de tudo, o que eu mais admiro nela é a facilidade com que aborda variadas áreas da cultura- ela move-se com enorme à vontade em diferentes áreas. E, pese embora o facto de gostar muito do Rodrigo Guedes de Carvalho, o mérito não está seguramente no ex-marido. Há muito que ela está separada, e a desnvoltura mantém-se. Para além de que não há passagem de conhecimentos se, quem receber, não tiver estrutura própria para que o saber germine.
Quanto a ser vaidosa, realmente tem motivos para isso porque é lindíssima!
Digamos que é daqueles casos em que se junta a beleza à inteligência. Que grande sortuda:)

Interessada:

Diria que a PMP é o equivalente feminino do tal filósofo:)))

Cotovia disse...

As suas palavras não têm o odor das rosas mas, quando lidas / ouvidas, provocam o mesmo bem estar destas quando inaladas.
As suas palavras não têm a cor das flores, mas acredite que muitas vezes já iluminaram o meu dia.
Queria apenas segredar-lhe que as suas palavras calham sempre bem e fazem-me sempre sorrir.
Obrigada.

Manuel disse...

Caras meninas da discussão sobre os méritos da PMP:

No senso comum popular costuma dizer-se que fulano de tal teve berço para significar que tem «bagagem» cultural advinda de um ambiente familiar favorável, culto.

Não sei avaliar em que medida isso é verdade, mas sei por experiência própria que quem não o teve tem que suar muito as estopinhas para singrar na vida.
Custa, eventualmente, muito mais e demora muito mais tempo.

A PMP vem de uma família culta, de tradições, de Castelo Branco, o que para começo talvez a tenha ajudado u bocado.
Mas ela tem evoluído muito, como se tem visto no «Câmara Clara» através dos vários programas, está cada vez mais solta e domina cada vez melhor os assuntos, com mais à-vontade.

Anfi:

Peço desculpa pelo mau jeito, mas o importante é que quem não pôde ver a Savina o possa fazer agora através do Murcon.


Aqui vai para a compensar:

«Pout-Pourri de Mikis Theodorakis»: Maria Farantouri
http://youtu.be/gMwxVdDFl_E

«O kaixis»: Maria Farantouri
http://youtu.be/3_LDJniJ2mI

«Matomeno feggari»: Maria Farantouri
http://youtu.be/DznhiT7sHvM

«To Oniro Kapnos»: Maria Farantouri
http://youtu.be/cfs8aLe1O5k

«Sol Negro»: Maria Farantouri & Mercedes Sosa
http://youtu.be/IFsPnObsS_0

E esta menos conhecida

«Dynata Dynata»: Eleftheria Arvanitaki
http://youtu.be/ERto4ssix24

«Ta kormia kai ta maxairia»: Eleftheria Arvanitaki
http://youtu.be/ryZMBpXdpmc

«Tou pothou t'agrimi»: Eleftheria Arvanitaki
http://youtu.be/Yu6U97vmxPk

Interessada disse...

Anfi,

A cada um o seu mérito. E eu não retiro nem um milímetro ao que disse da PMP.
É engraçado que muito raramente estou a par da vida dos outros e por isso desconhecia mais essa proeza, mas até nisso tenho que a elogiar.:)
Conheço mal o RGC mas não esqueço que`há uns anitos atrás ele teve uma desavença com um automobilista e toca de saír do carro e dar-lhe um soco. Se isto não é de gente pouco racional....
Não sei nada dele que me leve a referi-lo sequer, além de que não vejo a que propósito, uma vez que estava a falar de uma outra pessoa.
Quanto a ser vaidosa, não considero isso um defeito, mas antes uma qualidade, pois é o reconhecimento do próprio mérito.
Mesmo por uma questão física, acho que essa treta de se considerar um defeito, é mero preconceito.
Mas reconheço que por vezes também me incomoda. :(
No meu entender, o que pode estar errado são as atitudes menos correctas que eventualmente se tenham, motivadas pelo reconhecimento dessa beleza.
Quanto à história de ela ter destronado a Ana Sousa Dias, devo dizer-lhe que detesto esse tipo de enredos cheios de pressupostos e que por isso não vou segui-lo.
Também via habitualmente esse programa que referiu e achava-o muito interessante, mas não comparável ao da PMP.
Agora diga-me: não é um desperdício de tempo estarmos aqui com esta conversa? Nem me responda!;)

クピド disse...

Inter.

A menina paula pinheiro é vaidosa e diz as coisas com um ar inteligente mesmo que o conteudo não seja inteligente mas está de parabéns pela equipa que escolheu; tráz do melhor que há em Portugal e fora dele. Cono nos jantares não é o lugar mas os convidados que dão espétaculo.

Interessada disse...

Os bons achados que o Manuel faz!
Já agora vou deixar um outro link dedicado à Ana que, ao que parece, gosta de figuras proeminentes ;)))

http://www.youtube.com/watch?v=DgUQ6HKqUqw&feature=related

E esta dos anti-fascistas italianos da 2 guerra mundial, que tantas vezes cantei na minha juventude, e que é linda!

http://www.youtube.com/watch?v=01NCBiVxJgs&feature=related

Interessada disse...

Pedro,
veja lá se me consegue explicar o que é isso de um ar inteligente, para eu o colocar quando me der jeito ;)))

Interessada disse...

Cotovia,

Não me tinha apercebido, mas achei piada que tenha retomado o assunto do post.
Não sei se já é conhecida por aqui, mas como eu ando por cá há pouco tempo, gostaria de saber, pelo menos, e se não se importar, qual o sexo do passarouco.
Não desgostei do seu chilrear e aqui deixo o meu argumento:

http://www.youtube.com/watch?v=01NCBiVxJgs&feature=related

クピド disse...

Inter.

Repetes muitas vezes "eu sou o melhor que há no mundo" muitas vezes até interioriasares. Leva serca de um ano e depois dizes oque te vai na Real gana. Ou arranjares uns amigos como aqui que nos puxamos uns pelos outros e lá vamos dizendo uma banalidades convencidos que são da maior importância. Mas o mais facil é ficar calado e esperar pela vez.

Interessada disse...

Pedro,

Para dar ares de inteligente tenho de esperar um ano? Já não estou interessada nesse exercício. Acho que ao fim de tanto tempo esperar, sem raciocinar, uma pessoa ficaria estúpida.
Quanto às banalidades que por aqui vão sendo ditas, é óbvio que são inevitáveis.
A maioria das vezes, o que todos nós dizemos são coisas vulgares, não querendo por isso dizer que não têm importância, pelo menos para nós próprios. Nem que seja por necessidade de preencher algum vazio.
Outras vezes porque queremos partilhar qq coisa com os outros, que até podem desconhecer o assunto que abordamos.
Mas deve haver lugar para todos os gostos: os que gostam de palrar e os que preferem não se pronunciar.
Só há aqui um árbitro, que se chama JMV.
Só ele sabe quem permite, ou não, que entre na sua casa :)

Marial disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marial disse...

Interessada:
Se estivesse atenta aos pormenores... e se a Cotovia souber distinguir entre "obrigado" e "obrigada"
-para não falar no muito frequente mas mal-usado "obrigados"!...:( -concluiria que a Cotovia só pode ser um belo exemplar feminino!!!...
:)

クピド disse...

E fiscais de linha o árbitro não consegue ver as jogadas todas:)(no melhor ângulo) e cada um de nós é um fiscal de linha. A não ser que estejamos num tribunal!

クピド disse...

Inter,

Em tempos falavas:

Aqui deixo:

http://www.youtube.com/watch?v=0LeNlVH1DZM&feature=youtu.be

;)

Bartolomeu disse...

A minha pergunta, é: o que é cultura, ou, como definimos cultura?
Se a resposta for; cultura é o cúmulo de conhecimento, ou de saber... então, nunca ninguém é culto, porque ninguém detém todo o saber. Quanto muito, alguns terão um maior armazenamento de conhecimentos. Mas, nesse caso, é necessário distinguir aqueles que possuidores de uma menor quantidade de saber, conseguem fazer mais e melhor, que outros, donos de um maior armazenamento de saber.
A resposta pode ser também: cultura, é possuir o saber e, ou o conhecimento que outros não possuem. Essa circunstância não fará de ninguém, culto, na medida em que um pode saber tanto quanto o outro, sendo que, ambos possuem conhecimentos diferentes, o que fará de ambos incultos, se comparados com um terceiro que acumule o conhecimento que os outros dois possuem.
Hmmmm?
Ah! Vou dar banho ao cão... ok... eu vou!
;)))

Manuel disse...

Aqui vos deixo mais duas fora do comum:

«Si dolce è'l tormento»: Accordone (Monteverdi)
http://youtu.be/g6e43zjwGr8

«Tarantella»: L'Arpeggiata (Atanasius Kircher:1602-1680)
http://youtu.be/uNXPp2iCDt0

Interessada disse...

Bart,

O termo tem várias acepções, como sabes. ´
Dá uma vista de olhos na enciclopédia, ou na pior das hipóteses, se não tiveres cão, vai lamber chuchas, ;))))

Pedro,

Obrigada pelo vídeo. Achei-o interessante.
Quanto à questão dos fiscais de linha, não estou disposta a ser conivente com prepotências, porque não as tolero, nem tenho o direito de as utilizar.
Não me resta qq dúvida sobre o que disse anteriormente, e que reitero:
Só o JMV tem o direito de permitir ou opor-se à frequência na sua casa.
E acautele-se, porque se eu estivesse no lugar dele, só deixava entrar o Pedro, e não encapuçados;)

Bartolomeu disse...

Essa enciclopédia chama-se "Experiência de Vida", Interessada?
Ou... trata-se de uma compilação de termos, acompanhada de uma definição empírica, ou... racional e técnicamente comprovada?
(Espera mais um bocadinho Boby, já te vou dar banho...)

Interessada disse...

Bart,

Que é feito do simpatico Crotalus?
Mas que saudades!
A definição pode ser a que bem entender, mas convém que seja traduzida em palavras, porque se assim não for, ninguém a vai entender.
Agora vou dar banho ao meu Lucifer :D

andorinha disse...

Esta gente anda a apanhar muito sol...:)

Interessada,


"...mas achei piada que tenha retomado o assunto do post."

Não é suposto falar-se do post?!

O sexo do passaroco? Isso é relevante ainda para mais neste mundo birtual?



Pedro(6.09)

:))))))))))) Gostei.


Bart,

O cão já está lavadinho?:)

Para mim cultura não é sinónimo de erudição. Conheço pessoas com poucos estudos e que são possuidoras de uma vasta cultura; conheço outros com cursos superiores que deixam muito a desejar.
E não considero de forma alguma culta uma pessoa que só domina a sua área específica.
Se assim fosse, todos os professores seriam cultos e não são. Falo já de profes para não me virem chatear;), mas isto aplica-se a médicos, advogados, etc, etc...

Anfitrite disse...

Inter,
Pode não ler a resposta, para não perder tempo(mas até o professor gosta de revistas cor-de-rosa), e eu gosto muito de espicaçar as pessoas. Não me diga que é daquelas que se ofendem e, me chamam nomes, por eu ter recomendado um livro?!(Eu sei que não é capaz disso).:)
Pois fique sabendo que eu gosto muito da PMP, se não, não via o seu(dela) programa.
O programa que eu referi não se pode comparar com este. Era um programa intimista, sem adereços, mas onde a gente ficava a saber muita coisa, e onde a ASD, só abria a boca quando era preciso.Este é um programa com muito mais pretensões, feito também para a autora sobressair, que tem uma semana para o preparar, e uma equipa que lhe está afecta toda a semana.
Quanto ao RGC não me diga que nunca leu nenhum livro dele?! Junto o link, para ver o seu pedigree e produção. Apesar das suas capacidades, ficou fiel à SIC, onde é uma peça-chave.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Rodrigo_Guedes_de_Carvalho

Lembrei-me agora e se calhar é por isso que não gosta dele. O autor preferido dele é ALA, e o livro de que mais gosta é o mesmo do que eu gosto "Fado Alexandrino".
Isto é para acalmar,

http://www.youtube.com/watch?v=bd4JZsQV28w&feature=related

A PMP sigo-a desde que ela apresentava o seu programa na SIC, chamado "Sexo Forte", onde sempre mostrou o seu pendor para a cultura e para a defesa dos oprimidos, nomeadamente: mulheres.

Manuel,
Como pode ver no link acima, as origens de RGC, não ficam atrás das da PMP.
Uma familia ilustre do Porto. O pai é um médico famoso, e muitos membros dedicados às artes. O irmão é realizador de cinema(com alguns argumentos do RG.), e por aí fora.
Mais uma. Se quiser saber o album chama-se: Partes extra partes.
http://www.youtube.com/watch?v=XBb3Vchh6jU

Ana,
Foi só para me mter consigo. Até já tínhamos trocado emails sobre o CC. Eu até já falei nele aqui, quando foi lá a Paula Rego, porque eu fiquei arrepiada e cheia de medo, das histórias que ela contou sobre os quadros. Apesar de também me ter rido com algumas saídas dela.
Não me diga que agora vão mudar os currílos escolares, porque passaram a haver nomes de citação proibida. Segundo a peça de ontem, lembra-se de quem é que ele descendia?

Bartolomeu disse...

Interessada, minha Amiga, o meu objectivo não é melindrar-te, nem contradizer-te, mas sim, colocar questões que desjo cumpram a finalidade de nos fazer pensar e reflectir.
Concordo até certo ponto; a definição poderá ser aquela que entendermos, se a entendermos, então concluímos, sem necessidade de recorrer ao pré-estabelecido, que até poderá ser dogmático.

クピド disse...

Anfy,

Não sei de quem descendia mas devia descender do pai e da mãe. A vida que levou só ele sabe.

Bartolomeu disse...

Andorinha; cultura e edurição, entendo-as como dois chavões cuja finalidade, serve numa primeira análise para distinguir primeiro socialmente, depois, intelectualmente, dois ou mais seres humanos em tudo iguais entre si.
Mas é claro, a minha opinião de nada vale, na medida em que não passo de um mero rural, tosco e arcaico, que não distingue um Camões de um António Aleixo, Um Einstein de um metalúrgico de Xabregas... e por aí fora...
(Sacana do cão não pára de se sacudir, já estou todo molhado...)

クピド disse...

Cobre-o com uma toalha.

Bartolomeu disse...

Boa ideia, Peter!
Se... fosse adepto das práticas homo-caninas, nesse caso, nem seria necessária a toalha para o cobrir.
;)))

クピド disse...

Bart,

Tenho que te responder?

Bartolomeu disse...

Claro!
Qual é a dúvida?!

クピド disse...

Uma gargalhada desfez-se e assim ficou: ^_^

クピド disse...

http://www.youtube.com/watch?v=oMPCJHgoBDw

クピド disse...

http://www.youtube.com/watch?v=rmawy4EtFCA&feature=artist

Bartolomeu disse...

Esse, foi um sinal evidente de grande inteligência, meu Amigo Pedro.
Muitas soluções se podem encontrar numa boa gargalhada, né verdade, Peter?!
;)))

Interessada disse...

Anfi,
Pois se é verdade que eu não leio revistas cor de rosa, porque havia de dizer que leio? Se eu não leio António Lobo Antunes, porque havia de dizer que leio?
E que me interessa a mim o que lê o RGC, se é uma pessoa que eu não admiro?
Já sabia que o JMV se interessava por esses contos cor-de-rosa, pois ouvi no outro dia ele dizer na rádio que tinha "passado" pelo casamento real em Inglaterra.
Se o fez algum interesse lhe achou e eu não tenho nada a criticar.
Eu não o fiz, porque na realidade não me interessava absolutamente nada.
Mas se passasse por uma televisão que o estivesse a transmitir, obviamente que não fecharia os olhos, e provavelmente até ficaria a ver um pouco.
Não me intimida Anfi. E sabe porquê? porque eu sou uma pessoa simples, que gosta de dialogar e de partilhar.
Mas detesto pessoas arrogantes. Que fazer? Temos que viver com elas :)
Mas que raio, Anfi, porque continua a bater na mesma tecla (um programa feito para a autora sobressair)?
Tem outros recursos? Pois claro que o programa também requer outros recursos. Verdade?
Também lhe podia dizer que a ASD não falava porque não tinha argumentos. E olhe que por vezes eu achava o programa monótono, precisamente por isso.
Mas à partida estamos as duas de acordo que são programas completamente diferentes, não é verdade?
Aquilo a que achei muita piada foi à sua referência à fidelidade do RGC :))))Não é preciso dizer mais nada, pois não?
O que já conheço de si permite-me dizer que dificilmente me ofenderá. Por acaso até sinto uma certa empatia ;)

Bart,

Parece-me que hoje não vou ter tempo para filosofar. Quem sabe se mais tarde, ou amanhã? Talvez depois do jantar, os pensamentos fluam ao sabor do jazz. Quem sabe?:)

Andorinha,

Por vezes, só depois de sermos esclarecidos é que sabemos se uma determinada coisa é relevante ou não.
Na realidade gostava de saber qual o sexo da cotovia, e por isso lhe perguntei.
Quanto ao que é suposto falarmos aqui, recomendo-lhe que leia o que temos escrito.
Esclareço-a de que estarei ao seu dispor sempre que manifeste interesse em dialogar .

andorinha disse...

Bart e Pedro,

Bós sendes dois gandamalucos:))))

Bartolomeu disse...

Pois sêmes!!!
Mazzzz não semes os unecos...
;)))

クピド disse...

Like

andorinha disse...

Interessada,

Aqui fala-se de tudo, inclusivé, por estranho que pareça:), do post.

"Esclareço-a de que estarei ao seu dispor sempre que manifeste interesse em dialogar ."

Mas isto é linguagem que se use num blog?!:)
Até parece que estás a fazer um juramento na AR...

E fizeste-me lembrar "alguém" que me disse aqui uma vez que não falava comigo, apenas me respondia...

Tão só...coisas da vida:)

andorinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anfitrite disse...

YU,

Volta, por favor, estás perdoada. Todos nós podemos errar. O que interessa é a intenção. E a tua era excelente.
Além disso, o tempo das sardinhas já chegou, e o Bart já fez aqui publicidade aos seus tomates, pois diz que não melhores nas redondezas.

Bartolomeu disse...

Sabes Anfi...Costumo fazer doce com os meus tomates, e não dispenso um pau de canela e uma casca de limão.
Quem o prova, declara-se rendida ao sabor agri-doce e quase sempre declara que "é de lamber os beiços"!
Por mim, não vejo qualquer inconveniente... que lambam... que lambam!!!

Manuel disse...

Interessada:

Uma vez que quer jazzar, aproveite:

«Somewhere Over the Rainbow»: Keith Jarret
http://youtu.be/eq0EWNuR1H8

«Summertime»: Keith Jarret
http://youtu.be/L9CjfpWq3M8

«Blues»: Keith Jarret
http://youtu.be/nE04y0PAhxs

«Georgia on My Mind - part 1»: Keith Jarret
http://youtu.be/GHWw0g9zwv0

«Georgia on My Mind - part 2»: Keith Jarret
http://youtu.be/Z0ErgUjYi8Q

Anfitrite disse...

Inter,
Como é que um homem daqueles pode ser fiel? Pareciam abelhas à volta da colmeia, por isso é que aquele casamento acabou, acho eu. E para grande desgosto meu. Porque ela é uma mulher exótica, inteligente, mas deve ser difícil de levar, e ele, apesar de não ser bonito como um Apolo, tem ká uma classe e uma sensibilidade, que nos derrete(a mim), e têm um casal de filhos lindos.
Sabe que eu simpatizo consigo, embora isso possa não lhe interessar, mas eu tenho um certo sentido, raramente me engano e nunca tenho dúvidas. CREDO!!!!
No entanto não concordo com essa forma de dizer que a ASD não tinha ideias. Passa-se alguma coisa? Ela simplesmente, não interrompia os entrevistados, como fazem quase todos os outros, e as pessoas desnudavam-se como aquelas que optam por falar numa sessão de psicanálise. Enquanto esteve com o MRS, ela estava a fazer um frete do caraças, porque já estava na lista negra, e deram-lhe um Rasputine para entrevistar, coisa que ela também detestava.
A Vénus também era vaidosa, que mal há que a PM o seja, como disse a Ana?

Anfitrite disse...

Bart,

que lambam à vontade, desde que não gastem a taça. Mas acho que se as pessoas ficam a lamber tanto tempo, é porque a comida não chegou e lhes apetecia mais.

AQUILES disse...

Duas consequências não se podem desfazer: a palavra depois de dita e a pedra depois de atirada.

Anfitrite disse...

Baret,
Esqueci-me de dizer que adoro as coisas agri-doces. As muito doces enjoam-me e as ácidas fazem-me ainda mais azeda.

ana b. disse...

Anfi:

Não percebi o seu comentário das 8.18. Refere-se a quem? Ao Frederico Lourenço?

Interessada:

Eu também gosto imenso do Rodrigo Guedes de Carvalho. Mas não me admira que não aprecie o género porque ele tem uma escrita muito idêntica à do ALA. Para mim, o melhor livro dele é o "A Casa Quieta". É fantástico, muitissimo bem escrito e de uma enorme sensibilidade. Dê-lhe o beneficio da dúvida e vai ver que não se arrepende:)
Mas percebo-a. Eu também quando não simpatizo com um autor sou sempre muito renitente a apreciar a sua obra. Também tenho dificuldade em separar as águas.

Interessada disse...

Eu bem quero ir trabalhar, mas vocês não me deixam :)

Manuel, vá-se entretendo enquanto eu vou buscar outra

http://www.youtube.com/watch?v=1rvt4SW-2P4

andorinha disse...

Aquiles,

Pode-se sempre pedir desculpa.

Anfitrite disse...

Ana,
Estava-me a referir ao programa "Câmara Clara"
Não me mandou um mail para ver o OnésimO? E estava a concordar consigo, mas estava a dizer o contrário só para me meter consigo. E o resto era sobre o filósofo, que não se pode dizer o nome. No programa de ontem não apresentaram um trabalho sobre os filósofos que se seguiram uns aos outros? E eu perguntei se não teriam de alterar os currículos por causa disso. Como já sabe eu escrevo e não gosto de ler o que escrevo e às vezes sai asneira.

Anfitrite disse...

Ana,

Esqueci-me de dizer que "A Casa Quieta" ainda está na minha mesa de cabeceira. Li-o sempre antes de me deitar e ficava inquieta.

AQUILES disse...

Andorinha
Poder pode ....

ana b. disse...

Anfi:

Agora entendi!
Não sei de quem é que o filósofo descende. Mas que os progenitores estavam inspirados, estavam:)))

free culture lisbon disse...

nem todas as marias gostam de flores, mas a voz de um ex amante perturba sempre

para resistir só resta fugir

free culture lisbon disse...

pedro

primeiro um beijo depois uma facada, um beijo e uma facada e vai sendo assim, diz-me é de maneira conciente ou inconciente que tu o fazes?
os murconicos dao-te a sua cara e o estomago.

pedro disse...

Free Culture Lisbon:

Vai pedir para fazeres analises eu devo fazer o mesmo.

Bom Domingo

pedro disse...

FCL: "resiliência", não sei se é bem assim que se escreve mas deve dar para entender se não der, Paciência sem ficar paciente:).