quarta-feira, janeiro 25, 2012

Os setenta anos de Eusébio.

Como português amante de futebol estou grato a Eusébio, como português amante de futebol e benfiquista, compreenderão que ainda mais:). Mas hoje, memórias diversas e egoístas me assaltam, Eusébio foi várias vezes álibi para a nostalgia paroquial de aventura de um adolescente tripeiro. Porque eu o invocava quando pedia a minha Mãe que afrouxasse a rédea curta omnipresente no seu conceito de educação - "Mãe, deixa-me ir ver o Benfica e o Eusébio". E ela levava-me às Devesas, repetia as instruções, o filho demandava o Estádio da Luz como se de o Novo Mundo se tratasse. "Dei" cinco ao Real, "levei" outros tantos do Manchester, vi, estupefacto, mulheres ajoelhadas ao pé de mim, rezando por êxito e segurança de uma determinada viagem à Hungria.
(Muitos anos depois voltei lá com filhos e "sobrinho", o Rui Águas fez explodir o Estádio e os Machadinhos saltavam abraçados enquanto eu me sentava, preso de vertigem apetitosa para um honesto hipocondríaco.)
Mas o adolescente, uma noite, perdeu-se em festejos na rua da velha Sede e de tão perdido na euforia... perdeu o comboio! Sem telemóveis foi complicado tranquilizar a matriarca, que com sageza guardou o puxão de orelhas para depois de me ver chegar são e salvo e deu as suas ordens. E eu, morcão dos morcões, vivi a heróica aventura de dormir nos bancos de Santa Apolónia, anos antes de o fazer por essa Europa fora, emigrante e peregrino estival, crente em milagre sob a forma de loiras nórdicas.
E não é que elas diziam extraordinária frase? - "Portugal? Oh, yes, Eusibio!" Mas of course, eu era compatriota, amigo, irmão dele. E ao abrigo da sua asa protectora entrávamos nessas extraordinárias discotecas britânicas em que a música era um espanto, mas não se dançava slows de corpos enlaçados :(. Imagine-se!, os autóctones iam lá só para dançar, tinham outros espaços e tempos para aflorar desejo e amor. Enquanto os Beatles cantavam Paperback writer e Clapton se via declarado Deus nas paredes do metro.
O Porto era um bocadinho diferente...

101 comentários:

Bartolomeu disse...

O Porto era diferente, mas também tinha inglesas, espalhadas pelo Douro acima e umas francesinhas... Hmmmmm!!!
Já salivo por uma francesinha no Kapas.
E muitos parabéns ao Eusébio que foi também meu ídolo, sobretudo a partir do dia em que afinfou um petardo à trave, no Jamor que até se sentiu a vibração nas bancadas de pedra.
Ele e o grande guarda-redes Costa Pereira, são os responsáveis pelo meu Benfiquismo, Sempre!
;)

Bartolomeu disse...

Fui primeiro a comentar?!
Será que tenho direito a um prémio de primazia?!
;))

Pedro disse...

Bart:)

Eu a meu ver acho que o Glorioso devia voltar a equipar-se em tons cinza com viragem a sépia. Porque o Vençedor tem o geito especial e em ano de Dragão. O Glorioso parece que está a dar cartas. Vamos ver no final de época se as cartas lhe vão dar sorte no Casino.
O Porto sempre foi diferente mesmo antes dos Algarves e continuará a ser. Faz-me lembrar Nova York. Invejada mas nunca capital. Não por falta de mérito. Por simples perguiça e autoestima.

Parabéns Eusébio! Se fosse hoje vestias: azul e branco.

Bartolomeu disse...

Pois é Pedro, Eusébio esteve quase para equipar de verde e branco, mas sabes como é... o que tem de ser tem muita força e naquela época, como o Pinto da Costa ainda não comandava o Dragõe... ainda não tinha pegado a moda de sacar os jogadores que vinham para o Glorioso.

Fora-de-Lei disse...

Estava a ver que não vinham daí os parabéns para o King...

"Mas o adolescente, uma noite, perdeu-se em festejos na rua da velha Sede..."

Errado! Na velha Rua do Jardim do Regedor era a Secretaria do clube. A sede, propriamente dita, assim como o ringue de hóquei, a carreira de tiro ao arco, os salões de bilhar e ping-pong e o cinema (sim, o cinema), era na Av. Gomes Pereira onde é hoje estão alojados a Junta de Freguesia de Benfica e o Auditório Carlos Paredes.

A Menina da Lua disse...

O que estes homens sabem de Bola!!

O Fora -da -Lei até sabe a subtileza exacta como e onde funcionavam os serviços do Benfica no tempo da Maria Carqueija... e o Bartolomeu com a lembrança do Eusébio do seu petardo à trave no Jamor em mil novecentos e trocopasso.:)
O Pedro tem toda a razão se fosse hoje o Eusébio vestia azul e branco , era limpinho:).

Francamente fico estarrecida e emocionada:))

Oh Professor gostei desse seu oportunismo à sombra do Eusébio, principalmente no que diz respeito às loiras escandinavas.;)

Claro que nos anos sessenta Londres não tinha nada a ver com Lisboa. Os meus irmãos mais velhos um dia quando de lá regressaram de férias, lembro-me de pensar que eles pareciam vir de outro planeta; por aquilo que falavam e pelas roupas que traziam.:)

Fora-de-Lei disse...

A Menina da Lua 9:14 PM

"O Fora-da-Lei até sabe a subtileza exacta como e onde funcionavam os serviços do Benfica no tempo da Maria Carqueija..."

No tempo da Maria Carqueija ?!?!?! Olhe que não foi assim há tanto tempo. Aí há uns 30 anos atrás as coisas ainda eram assim. Daí para cá é que as coisas mudaram de sítio. Mas também sei onde funcionavam os serviços do (seu) Sporting. Só que é uma estória um pouco mais obscura... ;-)

bea disse...

Olhe senhor professor, olhe só

PARABÉNS EUSÉBIO!!!

eu não me lembro de nada do que vocês dizem, e é melhor não entrar em pormenores senão ainda se riem. Não estou para isso.

De Londres só sei que me dizem, ainda não percebi bem porquê "de cada vez que vou a Londres lembro-me de ti, tu ias-te sentir lá muito bem, cada um veste como quer".

Dos ingleses que dançam: é que dançam mesmo. Não são cá de coisas, quando engrenam todos juntos parecem um corpo de baile de um filme qualquer. Eu que nunca tinha ido a um lugar desses em Portugal - pronto agora riem-se outra vez, mau, mau - começo em Inglaterra. Está visto que comecei e acabei sentada. O que é que aquela gente aprende em pequena? eu caio até dos ténis e as inglesas, com não sei quantos copos em cima, de sapatinho fino e alto, eram uma força da natureza que agradava ver. Hipnotizei. Mesmo.


EUSÉBIO, DESCULPA, ok? para a próxima tomo atenção aos golos no telejornal.E AINDA BEM QUE ESTÁS MELHOR

andorinha disse...

Gostei da crónica.
Só me custa imaginá-lo a dormir nos bancos de Santa Apolónia, mas pronto...era jovem, não pensava...:))))

Eusébio é Eusébio e está tudo dito. Nunca mais teremos outro jogador como ele. Um génio da bola.
Vi-o há pouco na Tv e os olhos brilhavam ao recordar a sua história e o seu Benfica.

FDL,

Eu também pensava que a sede era na rua Jardim do Regedor. Na altura ainda em Lisboa passava por lá várias vezes e toda a gente me dizia que era a sede. Tinha lá a bandeira hasteada e tudo.

Bea,

"De Londres só sei que me dizem, ainda não percebi bem porquê "de cada vez que vou a Londres lembro-me de ti, tu ias-te sentir lá muito bem, cada um veste como quer"."

Looooooooooooooooooool

Cê_Tê ;) disse...

Gosto do (Senhor) Eusébio ainda que não esteja à altura de apreciar o seu talento.
Gosto da sua simplicidade.
Enternece o carinho policromático que todos lhe têm.

Moon disse...

Um bocadinho...;)

Anfitrite disse...

Para quem interessa só o dinheiro e a ostentação, o Eusébio terá sido uma pessoa que nasceu antes do tempo. Mas ele era/é um senhor, embora simples, humilde e correcto. Foi dos jogadores que mais pancada levou e nunca se virou para ninguém. Os tempos também seriam outros. Ele foi dos poucos que marcou um penalty ao famoso Aranha Negra - Lev Yashin, o melhor guarda- redes de todos os tempos, e que era russo. Depois do golo o Yashin saíu da baliza e veio abraçar o Eusébio por ele ter conseguido meter golo.
Eusébio é tão simples que quando começou a ganhar dinheiro, teve de ser o Coluna a tomar conta das suas contas, porque ele desbaratava tudo e todos o exploravam.
Eusébio não é como o menino, que no seu condomínio, a semana passada, espatifou um carrinho de 300 e tal cavalos, e ainda estragou os que estavam estacionados, porque andava a experimentar o bólide. Pelos vistos este país continua a ser o dos três efes.
PARABÉNS, Eusébio. Que continues a ter cuidado com a tua saúde, porque já bastam as partidas que a vida nos prega .

Fora-de-Lei disse...

andorinha 11:05 PM

"FDL, eu também pensava que a sede era na rua Jardim do Regedor. Na altura ainda em Lisboa passava por lá várias vezes e toda a gente me dizia que era a sede. Tinha lá a bandeira hasteada e tudo."

E, tal como tu, muita gente pensava o mesmo. Mas para que não fiques a pensar que eu estou na treta, entretém-te a ler. Só tu é que me fazes perder tempo com estas ninharias... ;-)))))

E, já agora que se fala do Glorioso, diz aí ao Professor para falar com os amigos dele do "Novo Benfica" a ver se eles fecham aquela merda de blog. Pelos vistos, aquilo só tem algum movimento quando o clube anda na mó de baixo. O último post foi lá publicado pelo Sousa com Zê em Setembro do ano passado. Entretanto, o Sousa com Zê deve-se ter mudado para o Braga, se não para pior...

Impio Blasfemo disse...

Subscrevo
Parabéns Eusébio e que a saúde não te apoquente

Ímpio

andorinha disse...

FDL,

Ninharias???????
Classificas o historial do Glorioso de ninharias?!:)

Vou ler, há muita coisa que não sei...

O Novo Benfica? Aquilo já morreu há tanto tempo, pá!
Mas não me fales desse Sousa com Zê, o homem irritava-me sobremaneira.

Pedro disse...

"Hoje a informação é de consumo imediato. Como se fosse o Sol das nossas Vidas."

Fora-de-Lei disse...

andorinha 8:48 PM

"O Novo Benfica? Aquilo já morreu há tanto tempo, pá!"

Aquilo foi (quase) sempre uma ofensa à grande nação benfiquista - ainda por cima com o alegado agrément do Orelhas. Até me admira o Professor ter alinhado naquela cegada. Vá lá que deu o salto a tempo e horas...


"Mas não me fales desse Sousa com Zê, o homem irritava-me sobremaneira."

O problema está em ti pois não estás socialmente preparada para te relacionares com um dandy, ou melhor, com o familiar de um dandy... ;-)))

Cê_Tê ;) disse...

Às vezes passo-me com a fé que os homens colocam nos seus ídolos sobretudo aqueles que dominam a bola!!! Quando a emoção fala mais alto as regras e a ética tem a cor do coração de quem joga. Antes tivesse a cor sempre do coração e não a cor do ouro ou da prata ou lá o que move os homens acima do relvado.
Tsts ;P
Bom restinho de semana!

andorinha disse...

FDL,

Ai não estou não. Ainda bem...:)
À partida, as pessoas dão o benefício da dúvida.

Mas olha, ainda me diverti bastante. Quando às vezes eu comentava e aparecia uma série de frustrados a dizer para eu ir descascar batatas, lavar a roupa, olhar pelos filhos, fazer o jantar para o marido, etc, etc...
A primeira vez ainda me irritei, depois vi que não valia a pena, estava a lidar com neandertais:)))))


Obrigada pelo Luís. Feiticeira é uma das minhas preferidas dele.

andorinha disse...

A propósito do que se tem aqui falado nos últimos tempos, que já não há pessoas com valores, que em geral só há corruptos e inompetentes, ainda há as exceções que confirmam a regra.
Carvalho da Silva é um deles, um homem com H.

Gostei da entrevista a Sandra Sousa. Reforçou a opinião que eu já tinha dele.
Fazem falta mais CdS...

Impio Blasfemo disse...

ANDORINHA --> Penso que os tais Homens com H terão de ser deste TIPO

Pedro disse...

Hoje é daquelas noites que trago no bolso um bilhete para a lua e não me apetece dormir:)

Anfitrite disse...

FDL,

O sousa com z deve querer mostrar que era da família dum pintor famoso, que morreu tuberculoso.
Não se esqueça que antigamente havia muito tabelião analfabeto.

O professor não só colaborou, como se foi para lá queixar que dava uma trabalheira ter um blogue com censura à entrada, quando ele resolveu utilizar aqui o lápis azul.


Pedro,

Eu não tenho passaporte senão ía contigo para a lua. Ou então para a minha constelação.

Bons sonhos. Respira fundo que consegues levitar.

bea disse...

Bonito!...então está tudo em órbita :) saibamos ou não, todos assim andamos.
a feiticeira do Luís é bonita, sim. Obrigada eu, Ímpio (era para a andorinha? paciência).

Quando a sindicância portuguesa estava no seu auge preferia Torres Couto. Hoje, Carvalho da Silva está portentosamente crescido em relação ao nanismo do João qualquer coisa. Há homens que crescem, outros que diminuem.

Andorinha
acerca do degrau abaixo: não é porque te enganas que deixas de ser a ava da primavera :) biépi

Anphy

verdadinha: bem que precisava de uns vapores húmidos de nuvem.

Pedro

Desculpa só hoje te li. Desgosta-me que pessoas tão beras. Um ditado popular que não uso e se aplica, "vozes de burro não chegam ao céu".
Fica bem :)

BFS a todos

bea disse...

Sorry andorinha
não é ava, mas ave. Será que me lembraste a Ava Gardner? não conheço mais nenhuma :)

Fora-de-Lei disse...

Anfitrite 3:18 AM

"FDL, o sousa com z deve querer mostrar que era da família dum pintor famoso, que morreu tuberculoso."

Sim, o Amadeu com Ó.


"O professor não só colaborou, como se foi para lá queixar que dava uma trabalheira ter um blogue com censura à entrada, quando ele resolveu utilizar aqui o lápis azul."

Com tanta informação processada, fica-me a impressão que a Anfitrite também pertence à famigerada loja maçónica do outro amadeu... ;-)

Interessada disse...

Viva Murcones!

Sabe bem vir a este cantinho, matar saudades dos que aqui convivem diariamente.
Quando o tempo aperta temos mesmo que abandonar os vícios, e eu tive de o fazer para respirar fundo, talvez em jeito de introspecção, e largar um registo que se estava a tornar muito cómodo, e talvez por isso dissonante comigo.
Porventura olhava diariamente para o espelho, que reflectia o tempo em contagem decrescente.
E constacto que há tanto por fazer, agora que os ponteiros da civilização andam em sentido inverso.

Pois é, amiga Anfi, a utopia auto sustenta-se e não morre.
Deixo-lhe um beijo pela rosa que um dia me ofertou, e nos ligou sem espinhos.

Hoje quebrei o encanto, e vim aqui caír. Soube-me bem; assim, sem sentimentos exacerbados. Saboreei a escrita de uns, e senti saudades dos ausentes.
E por respeito à efeméride, quero deixar um testemunho.
Estávamos nos anos oitenta, creio, e avizinhava-se um jogo daqueles que acalentam os amantes do futebol.
Como habitualmente, formara-se uma fila de gente junto às escadinhas de acesso à Secção de Ingressos, ainda na velhinha Praça da Alegria, confiantes no direito de aquisição da via que possibilitaria a entrada no recinto de jogo.
Inesperadamente cruzei-me com Eusébio que, humildemente, tomara lugar naquela fila.
O facto chocou-me, talvez sem razão. Mas o sentimento de indignidade dos que não reconhecem "os grandes", aflorou o meu pensamento.
Dirigi-me de imediato ao responsável do Serviço, dando conta do facto.
Eusébio foi então convidado a entrar na sala, e teve tratamento distinto dos restantes.
A sua modéstia manteve-se inalterável.
Ainda hoje, ao relembar e relatar este episódio, reflicto sobre o meu comportamento.
Para mim, Eusébio era um pobre e inculto rapaz, a quem a sorte e o talento haviam dado um estatuto de pequeno-burguês, que enveredara pelo apoio à ideologia de direita. Nada do meu agrado, portanto !
Mas naquele instante em que me cruzara com ele, talvez também como facto determinante, com a sua humildade, Eusébio tornara-se um notável, sem dúvida respeitável.
Precisamente no dia do seu septuagésimo aniversário, tive oportunidade de ver imagens de si, ao lado de Álvaro Cunhar, a quem em tempos oferecera uma t-shirt.
Pensei em quantas vezes somos injustos, sem disso nos apercebermos.
Reforcei ainda a ideia da importância que têm os mass media, nas diversas construções e desconstruções de uma realidade.

Um beijo para todos os que por aqui passarem. Boa caminhada.

Pedro disse...

Senhores de caminhos trilhados,

Nunca pensaram em ir pelo meio do mato que o caminho de tão trilhado transforma-se num abismo:)

Interessada disse...

:D Graaaaaaaaaaaaaande, para ti.

Pedro disse...

E depois não há unhas para sair dele. Nem hipotese de outros entrarem.

Bea,

Uma coisa é certa: "a nossa dor é sempre maior que a dor dos outros. Só que há dores que a imaginação não alcança"

Abraço
Pedro

Interessada disse...

CT

Por sugestão do João Pedro fui visitar o seu blogue, e gostei.
Provavelmente não voltarei lá tão depressa, mas porque são tantos os meus interesses!!!!
Identifiquei-me muito com esta: "E a maçã sabe bem que se farta, mesmo que não a partilhemos."
:)*

João Pedro

Li nas tuas palavras de algures, e parece-me que já não pela primeira vez, que a fotografia hoje era outra coisa diferente de...sabe-se lá o quê.
Há muitos fotógrafos que estão a voltar a métodos antigos, amigo.
A tua fotografia será sempre o que tu quizeres que ela seja e traduza, com os meios que que tu queiras utilizar.
Estás a armar em "avant garde" ;)?

Pedro disse...

Interessada,

Junte-se a mim e dê os parabéns ao Professor. Porque de forma involuntária conseguiu criar uma ferramenta de bulling terapêutico!

Anfitrite disse...

Fora de Lei,

Esse amadeu já está lixado. Os hackers não lhe dão descanso. “Quem com ferros mata, com ferros morre.”
Mas olhe: mesmo que fosse da minha família ele e afins de tão aprumados que andam, até me metem nojo.
Gostei do seu vídeo, mas gosto muito deste, e aqui também não faltava sacanice e traição.
Será por isso que deram tal nome a essa loja?

http://www.youtube.com/watch?v=-ciFTP_KRy4

Mas olhe que a minha informação depende só da minha memória. Não sei quantos terabytes tem, nem quanto tempo permanecerá funcional.

Anfitrite disse...

Interessada:

Seja bem reaparecida. Parece que vem cheia de energia. Além disso sabe tomar e manter as sua opções.

http://www.youtube.com/watch?v=_D7AebhY4qg

Pedro disse...

Anfy,

A sua memória ainda vai durar para além dos terabytes da internet. Porque acontece com tudo que creçe desmesuradamente. Minga de um dia para o outro e ganha a dimensão devida. Como a roda. Hoje já ninguém lhe dá dimensão que teve quando foi descoberta.

Boa Noite e Durmam Bem

Anfitrite disse...

Falando de homens, vejam o acordo que a UGt assinou. Afinal os atingidos, como sempre, são os mais fracos. Leiam o relato do Jumento:
"Está explicado o empenho da UGT (uma central que pouco mais é do que os sindicatos dos bancários) na assinatura do acordo de concertação social, o corte nas férias com que concordou aplica-se a todos os trabalhadores menos aos bancários. Como o banco de horas não se aplica aos apoiantes do João Proença isso significa que a banca passa ao lado do acordo. Há muito lodo neste cais!
«Cerca de 54 mil trabalhadores e 27 mil reformados do sector bancário serão menos sacrificados que os restantes empregados e pensionistas portugueses graças aos acordos assinados nas últimas semanas entre os sindicatos da UGT e o Governo. São 81 mil casos. O compromisso obtido na semana passada na Concertação Social não toca no direito a 25 dias de férias de todos os trabalhadores da banca. O acordo fez cair o acréscimo de até três dias de férias por assiduidade, conferido pelo Código do Trabalho de 2003, da autoria de Bagão Félix, mas isso não se aplicará aos bancários. Estes nunca tiveram a majoração (tiveram sempre 25 dias de descanso), dizem os acordos do sector. Em 2011, a convenção sectorial abrangia 54 360 trabalhadores em 28 empresas. Os 27 mil reformados que passaram para a Segurança Social mantêm os subsídios.» [DN]
O que diz o Diário de Notícias:

http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=2259623

Não sei mais em que país vivo.

Interessada disse...

Anfi

Obrigada pelo já clássico "Cabaret", de que realmente gosto bastante.
Penso que deixei claro que não é minha intenção permanecer por aqui com a assiduidade de outrora.
Tenho pena, é verdade, mas também lamentaria perder muitas outras coisas da vida.
Uma coisa é certa: sempre que me ausente levarei várias pessoas no bolso.

João Pedro

Sempre que te bater será como quem dá um mimo a um filho; uma reprimenda por afeição.

rainbow disse...

Boa noite:)

Para o Pedro e Anfi, que querem ir até à lua:

http://www.youtube.com/watch?v=MuhzV1Up4ys

Para os restantes, e porque o frio aperta:

http://www.youtube.com/watch?v=4Z5yTtwMeyM&feature=related

Interessada,

Viva!

Já aqui tinha deixado, mas agora é para si:

http://www.youtube.com/watch?v=ZTiXMpVLPbc

andorinha disse...

Impio,


Também não é preciso exagerar:)

Eu também não sei, Anfitrite:(


Bea,

Por onde andas? Não faças das tuas...vê se te portas decentemente:)

Bom fds, malta.

andorinha disse...

Rainbow,

Nem fales em verão, ainda falta tanto!
Está frio mas está sol, o que já não é mau.

Fica bem:)

rainbow disse...

Andorinha,

Mas está muito frio mesmo...
Ou então estou mal habituada, aqui no sul.

Bom fim de semana:)

rainbow disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fora-de-Lei disse...

Interessada 5:47 PM

"Para mim, Eusébio era um pobre e inculto rapaz, a quem a sorte e o talento haviam dado um estatuto de pequeno-burguês, que enveredara pelo apoio à ideologia de direita. [...] Precisamente no dia do seu septuagésimo aniversário, tive oportunidade de ver imagens de si, ao lado de Álvaro Cunhal, a quem em tempos oferecera uma t-shirt. Pensei em quantas vezes somos injustos, sem disso nos apercebermos."

Estou convencido que Eusébio é apoiante do PSD quase por uma espécie de gratidão para com gente amiga do clube que sempre o amparou ao longo da sua vida de futebolista e não só. No entanto, Eusébio manteve-se sempre um apoiante da independência do seu país, mesmo quando a direita chorava baba e ranho pela perda das ex-colónias. Ou seja, o King está longe de ser um qualquer Chibanga que, por incrível que pareça, dizem ser apoiante do PNR.

Já o episódio da oferta da camisola (não se diz t-shirt) ao Álvaro Cunhal, e a consequente foto conjunta, teve o condão de pôr a nú as simpatias clubistas desse grande dirigente comunista, sempre tão parco naquilo que mostrava de si próprio em termos de vida pessoal. Quase que apostava que foi Octávio Pato, outro grande anti-fascista que faleceu alguns anos antes de Cunhal, que facilitou esse encontro com Eusébio. De facto, era frequente ver-se Octávio Pato na tribuna de honra da Luz quando o Glorioso aí jogava. Isto só acontecia porque Octávio Pato foi inclusivamente futebolista do clube nas camadas jovens, tendo que deixar de jogar pelas razões que, infelizmente, todos sabemos... (por altura da sua morte, num Benfica-Guimarães foi guardado um minuto de silêncio em sua memória)

Interessada disse...

Rain

...M'ESPANTO ÀS VEZES , OUTRAS M'AVERGONHO ...
(Sá de Miranda) - in http://abrupto.blogspot.com/
Posso dizer "Nós, os murcones, somos tão lindos quando não somos mesquinhos"? Bem sei que é kitsch, mas hoje apetece-me sê-lo.
"O principezinho"[ai João Pedro,agora é que não me vais perdoar;( ] , digam o que disserem, continua a ser um dos meus livros predilectos.
Bem sei que não contém grandes tiradas filosóficas, mas encerra muita verdade e sabedoria.
E não me importo de confessar que me comove.
Como me comoveram, agora, as suas palavras.
Jamais nos esqueceremos que, cada uma de nós habitará uma delas :D
Um segredo: procure "algo" que a aqueça ;)- o Ferrero Rocher fica interdito

FDL

Bem merecida a reprimenda pelo estrangeirismo ;)...mas uma t-shirt não é uma camisola qualquer (estou perdoada?)
Concordo inteiramente com a sua percepção àcerca de Eusébio.
Não sabia que o Octávio Pato fora Benfiquista, mas gosto de saber da sua biografia porque, a minha filha, quando pequenina, certamente encontrando alguma semelhança entre ele e o pai, sempre que via um cartaz na rua, apontava e dizia "papá".
E para minha vergonha (LOl)dizia o mesmo quando via o Vasco Granja.
Felizmente, nunca me colocou em maus lençois :))))

Interessada disse...

FDL

Não se diz King looooool

Anfitrite disse...

Agora passou por aqui uma onda de quê?

Vejam este vídeo. Não sei se já passou aqui.Esse é um pormenor a que não apliquei a minha memória.

http://www.youtube.com/watch?v=Xxh-sS8Qoco&feature=player_embedded#!

Bom fim de semana.
Dancem muito que é para aquecer.

Fora-de-Lei disse...

Interessada 11:05 PM

"FDL, bem merecida a reprimenda pelo estrangeirismo ;)... mas uma t-shirt não é uma camisola qualquer (estou perdoada?)"

Está perdoada... ;-)

Na verdade, a "reprimenda" não foi pelo uso de um estrangeirismo. Foi porque não é lá muito correcto chamar t-shirt a uma camisola de futebol. É quase sacrilégio, hehehehehe. Uma camisola de futebol é uma camisola de futebol.

No entanto, se quiser usar um estrangeirismo para "camisola de futebol" poderá usar a palavra "jersey". T-shirt é que nunca...!

Interessada disse...

FDL

Quando se põe a virar frangos, é imbatível :)

Interessada disse...

Anfi

Recordo-me que efectivamente alguém o colocou, e que foi parar aos meus favoritos, para ver posteriormente,malgré o comentário "Some important events are missing" :)

Nada, nem ninguém é perfeito.

Interessada disse...

Deixo-vos com esta, e desejo-vos um bom fim-de-semana.

Manuel disse...

Para quem ainda não foi ver, não percam «O miúdo da bicicleta», dos irmãos Dardenne.
Família, amor paternal/maternal, abandono, rejeição, afectos, «crime e «castigo», e uma montanha de outros aspectos num filme não moralista, aparentemente uma história muito simples.

Boas fitas e boas músicas:

«El Condor Pasa): Gheorghe Zamfir (Flauta de Pan)
http://www.youtube.com/watch?v=qwb_nVYcGVo

Pedro disse...

Interessada,

No outro dia estava a falar com uma pessoa que se interessa pelo futuro. Falava das sociedades desenvolvidas e das mais primitivas. Na Amazónia, algumas tribos que não se deixaram sufisticar, as crianças nasçem de nascença com conhecimentos de Geometria Euclidiana sem para isso terem que ser ensinadas. Algo que apenas entendemos e tivemos que descobrir de forma não empirica. Lembro-me também do filme que aqui deixou sobre uma tribo algures pelos lados da Mongólia.
A pessoa com quem falava interrogava-se pelo nosso grau de desenvolvimento e eu expeculo se não será artificial como os sonhos.
É verdade que a esperança de vida das sociedades sufisticada é muito maior mas um ano nestas sociedades ancestrais de cultura forte e equilibrada não será equivalente a 10 anos das "nossas" vidas sufisticadas.
O regresso á origem é uma tentação incontornavel.

Interessada disse...

Malditos, vocês não me deixam mesmo partir (snif)

@Pedro “A pessoa com quem falava interrogava-se pelo nosso grau de desenvolvimento e eu expeculo se não será artificial como os sonhos.”

Basta olharmos para as nossas burrices incongruentes para termos a resposta.
Este é especialmente para ti.Curiosamente achei-lhe semelhanças com o teu "Useless"

Manuel

Viva! Coincidência de gostos :D
Também já tinha sentido a falta das sugestões musicais. Pois voemos com ele :D

Interessada disse...

Não resisto a deixar-vos esta, àcerca das votações "o melhor blogue de 2011" do Blogue Aventar.
Para bom entendedor.............

"Há matérias em que falo de cátedra, e esta é uma delas (modéstia à parte que as falsas modéstias colidem com o meu sistema nervoso).
Um Blog é mais do que uma pessoa a escrever. Um blog, dos bons, é uma comunidade.
Qualquer pessoa escreve, já criar uma comunidade onde se partilha, se debate, se concorda, se discorda, mas se respeita e se gosta, não é para todos.
Tu tens essa comunidade :) Não sabias? :)"

[ Jonas em comentário, dia25Jan2012, ao post "nunca fui boa a entender estatísticas" do blogue "2 dedos de conversa"]

Fiquem bem :D

Pedro disse...

Professor,

Desculpe chegar só a estas horas á secção de "bulling" terapêutico!

Bart,

Em relação á ida de jogadores do Glorioso para o Vençedor. Venho esclarecer que o Pinto da Costa sempre teve cuidados que outros clubes não tiveram. Como exemplo sempre se preocupou com o futuro dos jogadores, levando-os em final de carreira alguns deles a treinar equipas dentro do clube.
Da mesma forma sempre esteve preocupado com os jogadores e tudo que vai á sua volta. Ao contrário de outros clubes. Sempre garantiu que os atletas acordassem numa cama bem quentinha e a sua generosidade não era só com os atletas era assim também com outros elementos do futebol mesmo que não fizessem parte do club. Que isto de cobertores elétricos pode ser perigoso.
E só contando os titulos ganhos por este clube em competições internacionais em apenas algumas décadas, chega-se facilmente á conclusão que não procuramos glória apenas vencer. E desta forma o Glorioso é grande em adeptos, porque em titulos é uma pequeno clube. Mas todos nós temos sempre alguma simpatia pelas equipes menos aptas.
E para concluir o Vencedor, nos ultimos 10 anos só teve prejuizo num dos anos.

Aquilo que o Glorioso fez com o Éusebio, o vencedor fez muito com antigos jogadores e não teve que esperar que estes caissem na miséria.

Deixo uma homenagem ao Aloisio que para mim, jogador que vi jogar foi o melhor de todos os tempos. Não pelos golos que marcava ou as bolas que não deixava entrar mas pelo simples facto de cortar as jogadas do adversário de forma magistral. Um exemplo de jogador que prevenia antes de remediar e sem tocar no adversário. Como dizia a Menina da Lua: era limpinho ou noutros termos: sem espinhas.

FDL,

Sem ironia, até mem comovi com a história da camisola.

"KO" por uns momentos.

rainbow disse...

Bom dia:)

Sejam felizes

http://www.youtube.com/watch?v=fd02pGJx0s0&ob=av2e

Interessada,

O "Principezinho" também é um dos meus livros favoritos.
Temos que admitir que Saint Éxupery estava muito inspirado quando o escreveu, porque não é fácil chegar àquela aparente simplicidade.
Muito mais importante que possuir reinos e milhões de estrelas, é amar uma rosa.
"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos".
Pode parecer muito redutor e naive, mas toca cá no fundo, talvez por ser verdadeiro.

Um abraço:)

Manuel,

Obrigada pela sugestão do filme. Eu recomendo vivamente "O Artista".

Fiquem bem

Pedro disse...

Rainbow;)

Eu já não tenho paciência para ver os filmes dos outros. Já me chega o meu. Mas este filme (O Artista) também estou com muita vontade de ver.

Princesa Isabel disse...

Há algum tempo que não passava por aqui professor.
Gostei desta forma de dar os parabéns ao fantástico Eusébio!
Long live the KING!!!
Grande abraço desta Benfiquista!
Até sempre!

Impio Blasfemo disse...

Caros murcónicos

Colateralmente ao PARABÉNS EUSÈBIO, sobre futebol, a nossa sociedade o nosso nível cultural e o nosso ensino ficarei verdadeiramente preocupado quando a questões como:
FALE SOBRE A OBRA DRAMÁTICA DO GIL VICENTE
Apareçam respostas do tipo:
«Eu não tenho dúvidas que o Gil Vicente é muito importante, apesar de nunca ter ganhado o campionato de futebol. É importante porque ás vezes ganha ao Benfica, otras ao Sporting e otras ao Porto, tirando a eles o primeiro logar. E também por isto é que a sua obra é dramática porque é um drama para os benfiquistas, os sportinguistas e os portistas quando ganha.»

Saravá
Ímpio

Fora-de-Lei disse...

Pedro 9:47 AM

"Aquilo que o Glorioso fez com o Eusébio, o Vencedor fez muito com antigos jogadores e não teve que esperar que estes caíssem na miséria."

A ser assim, isso só engrandece ainda mais o FCP. Só que, às vezes, são mais as vozes que as nozes. É que, por exemplo, a história contada pela viúva do grande Pavão não coincide exactamente com esse tão edificante registo.


"Sem ironia, até me comovi com a história da camisola."

Qual estória ? A estória da troca da t-shirt por queijo gratinado...?! ;-)

rainbow disse...

Pedro,

"O Artista" é um filme especial, muito bem feito.
Ao contrário de ti, adoro ver filmes, adoro cinema.
O teu próprio filme tem um bom fotógrafo:)

Pedro disse...

FDL, Meu Grande Murcon:

Estamos sempre a aprender mesmo que os outros não se apercebam;-)

Claro que falava da "h"istória do Otavio Pato. E de detalhes que superam as contradições e clubisses do di a dia. Como no outro dia li no Publico sobre a morte do fundador do PP espanhol que jogava dóminó com Fidel Castro.

Mas reconhço por mais ganha que esteja a "guerra" há sempre mortes dos dois lados e isso é de lamentar.

;-)

Pedro disse...

Rainbow,

Eu agora vejo a fotografia mais longe. Devo pertencer ás novas oportunidades e profissões. Uma especie de aprendiz de "blogger";).
Na segurança social queria-me registar como artista: ao que me foi respondido: isso é muito vasto. Fiquei no grupo de "outros artistas". Faltava-me o diploma ou levar um carrinho de mão com oque já tinha feito.
Oque que me alicia neste filme (O Artista) é ser um filme mudo. Pode ser que a moda pegue.

Muitos Arcos Iris
Pedro

Pedro disse...

FDL,

No meu Facebook nos amigos a adicionar começaram-me a aparecer mulheres de roupa interior e poses estudadas. Tu que sabes fazer letrinhas azuis. Podias-me dizer oque farias nesta situação?
;-)

Pedro disse...

FDL,

Deixa estar! É sempre bom ter a casa com flores;)

Pedro disse...

FDL,

Não se diz T-shirt. Fiquei comovido com a história da camisola molhada que alguém contou á muito tempo. Estava só a desabafar. A comunicação é sem duvida um grande desafio senão o maior que também precisa o seu descanso;-)

Cê_Tê ;) disse...

Pedro e Interessada ;)))

bea disse...

Andorinha

Sim, coisas. Mas prontus, cheguei. Imagino que andes por aí a curtir a capital europeia da cultura. Aproveita o de ao pé da porta, Andorinha. Dura pouco :) e obrigada.

Pedro
"a nossa dor é sempre maior que a dor dos outros. Só que há dores que a imaginação não alcança"

Pedro, a dor tem o seu tamanho e grandeza. É certo, há dores inúteis, mas não basta sabê-lo para que deixemos de tê-las. De algum modo toda a dor é inútil, não resolve nada, só sinaliza o sofrimento. De que adianta sofrer?

A dor séria é a insuficiência da capa humana sobre o animal que subjaz, Pedro. Mais nada.
Não Pedro, são nada maiores que as dos outros, apenas são as únicas que vivemos. Para olhar à volta basta que vires a cabeça e talvez nem precises sair do lugar. E entendes que a história de dores maiores só por serem nossas, é um fogo fátuo que enfraquece frente às vidas adversas.

Ninguém imagina a dor de outra pessoa. Pode, mas a dor, como outras experiências, ainda quando se diz, fica aquém do sentir. Melhor não dizer.

Interessada

Fico feliz por sabê-la regressada. Ainda que aos bocadinhos. Que sejam muitos e se repitam amiúde.

Rain
Também vou ver o filme “o artista”, recolhi informação junto do meu crítico privado e afirmou que é bom. Acredito :)

Curtam a night. Porque amanhã é domingo.

Pedro disse...

Bea,

Você prefere poker eu dou-me melhor com a sueca!

Interessada disse...

Um beijo para ti, seja lá onde for que estejas.

Pedro disse...

Interessada,

Se estivessemos os dois na mesma mesa. Até podiamos perder mas viesse a dupla que viesse. Iam-se todos rir muito.

Um Abraço para Todos

Pedro disse...

Interessada,

Não de farsa. De surpresa.

Um Bom Dia Para Todos

(esgotaram-se-me os links)

Portem-se Bem

bea disse...

Pedro
não distingo as cartas; poker, sueca ou outro jogo, são-me estranhos:) sou um allien, ainda não percebeste?

Interessada

é engraçado verificar como alguém que é estranho ao fado consegue cantá-lo com o mesmo sentimento, como se cativo dele depois de ouvi-lo. Há nesta interpretação uma espécie de esforço para entender uma alma que não é a sua; e aquilo que em Amália flui aparece-nos sincopado; aos solavancos, a cantora afunda e vai buscar a mesma coisa.


Foi o que me pareceu:)
BOM DIA! DE SOL.

lobices disse...

...abreijos

rainbow disse...

Bom dia:)

http://www.youtube.com/watch?v=e0TInLOJuUM&feature=related

Bom domingo de Sol

andorinha disse...

Bom dia:)

Belo dia de sol! Aproveitem-no:)

biépi

Pedro disse...

Bea,

Olha que eu sou como tu! Acredito em tudo!

bea disse...

é um bocadinho egoísta, mas faz-me me sentir acompanhada:) ainda bem que acreditas.

Rain
obrigadinha pelo gato esteves.

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rainbow disse...

Boa tarde:)

Pedro e Bea,

Acreditem que "O Artista" é um filme imperdível. Faz chorar e rir, deslumbra e surpreende.

Não é do Gato Esteves mas de um outro Esteves, MEC:
"..O tempo não passa pela amizade. Mas a amizade passa pelo tempo.É preciso segurá-la enquanto ela há.
Somos amigos para sempre, mas entre o dia de ficarmos amigos e o dia de morrermos vai uma distância tão grande como a vida."

Muitos arco-íris também para ti Pedro, e para ti Bea.

Interessada disse...

@Bea Viva!
Lahasa era uma excelente intérprete. Sim, acho que traduz a emoção de uma forma muito pessoal, tal como Amália Rodrigues, mas muito diversa

@Bea "Há nesta interpretação uma espécie de esforço para entender uma alma que não é a sua"
Aqui, discordo. A alma é a mesma!
Senão ouçamos

@Pedro "Olha que eu sou como tu! Acredito em tudo!" :))))
És um brincalhão amorável

The wind is blowing (uma exibição excelente)

Interessada disse...

This is Theater and I’ll do my very best :)

Pedro disse...

Interassada,

Acho que nasceu comigo:) Quando estava com os meus pais só queria pirar-me e brincar! Depois veio o pensamento quadrado com a escola e tive que vergar a espinha.
Era irrequieto mas bem comportado. Saia disparado para o outro lado da rua se alguma coisa mais forte brilha-se e como nunca fui atropelado devia saber aproveitar o momento certo.
Na altura usavam-se umas coleiras para pôr nos putos. Mas o meu pai demoveu a minha mãe. Secalhar tinha-me feito bem. E mais uma vez lembro-me do documentário que aqui deixas-te (passado na Mongólia). Umas não, mas outras devem-se sempre repetir.
Em relação a ser brincalhão. Safou-me de muitas tareias. Quando havia asneira da grossa, a minha mãe vinha de ira para me dar uma surra. Eu perante aquilo só me dava para soltar grandes gargalhadas e ela deixava-se contagiar e desmanchava-se em risos.

Acho que era tudo muito natural! Depois cresci para ficar mais pequeno!

Fora-de-Lei disse...

Impio Blasfemo 3:03 PM

"Apareçam respostas do tipo: «Eu não tenho dúvidas que o Gil Vicente é muito importante, apesar de nunca ter ganhado o campionato de futebol. É importante porque ás vezes ganha ao Benfica, otras ao Sporting e otras ao Porto, tirando a eles o primeiro logar. E também por isto é que a sua obra é dramática porque é um drama para os benfiquistas, os sportinguistas e os portistas quando ganha.»"

Bruxedo ??? (Gil Vicente, 3 - Porto, 1)

bea disse...

vocês são uns queridos. Obrigada.

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Interessada disse...

João Pedro

Algum dos teus pais era estrangeiro, ou viveram fora de Portugal?
É que as correias a que te referes, creio que se usavam lá fora, e não cá.
Um dia, um psicólogo dísse-me que eu podia não querer crescer, mas que não poderia dizê-lo, porque se aproveitariam de mim, facto que ele soube confirmar.
Deixo-te um poema que muito provavelmente já conheces.

"Depus a máscara e vi-me ao espelho.
Era a criança de há quantos anos.
Não tinha mudado nada…
É essa a vantagem de saber tirar a máscara.
É-se sempre a criança,
O passado que foi
A criança.
Depus a máscara, e tornei a pô-la.
Assim é melhor,
Assim sem a máscara.
E volto à personalidade como a um términus de linha."

Fernando Pessoa – Depus a máscara

Pedro disse...

http://youtu.be/cclr8OmGwfU

Interessada já te vou ler!

Cê_Tê ;) disse...

(Anfi. essa foto de perfil não combina consigo, até me esqueço quem de quem é. Ficou isto por dizer há uns dias e como ainda não a mudou ainda vem a tempo.)

Boa semana.
;)

Pedro disse...

Interessada,

No outro dia ao falar com aminha mãe ela referiu um ditado antigo que não é exatamente isso mas por minhas palavras fala que antes da morte se tem o melhor da vida. Ela referia-se á ultima noite do pai. Ao contrário das ultimas semanas tinha comido muito bem e deixou o ultimo suspiro na mesma posição com que se tinha deitado.

Eu nasci em terra de carvão onde vivi até aos dois anos (Leeds). Com dois anos anos a unica articulação linguistica que tinha era "uó" que dizia quando queria água "uóter - water". Antes de dizer pai ou mãe.

;)

FDL,

Já vi o Porto a perder por mais! Só é bom para o campeonato. Torna-o mais competitivo e secalhar um dia temos um campeonato com o SC Braga a levar o titulo ou o Guimarães.

Tudo de Bom Para Vocês

Pedro disse...

Bea,

É pena não sermos mais!

Interessada disse...

Uma semana, no mínimo soberba :D

bea disse...

Pedro
:) ok, conseguiste. com "uó"
Boa noite a todos. Amanhã é outro dia. Há sempre futuro se estamos vivos :)

Interessada disse...

João Pedro
...ainda para te agradecer este fabuloso banho, colorido com cardumes, gaivotas, anémonas, glaciares e golfinhos.
Uma óptima semana

A Menina da Lua disse...

Interessada:)

Magnífico!!:)

Absolutamente magnífico o video que colocou, para alem da música de Bach que é magnífica:) as imagens são fabulosas.
Obrigada!:)

Boa noite para todas e uma optima semana...

A Menina da Lua disse...

Para todas! e para todos evidentemente:)

A Menina da Lua disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Menina da Lua disse...

E já agora retribuo com este com imagens semelhantes mas com a música velhinha velhinha dos Pink Floyd:

WOT'S... UH THE DEAL?

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=-0aMSbYHT40#!

E boa noite again! :)

andorinha disse...

Pedro,

Tu não és uma espécie de aprendiz de blogger.
Tu és um miúdo de corpo e alma inteiros.

Não te conheci em pequeno, mas duvido que tenhas ficado mais pequeno ao crescer. Terias que ser um gigante em criança:)))))))

Fiquem bem, malta.

Interessada disse...

Olá, bom dia :D

O número 100 dá azar?

Pedro disse...

http://disneydvd.disney.go.com/101-dalmatians-platinum-edition.html