quarta-feira, abril 11, 2012

Chamavam-lhe génio.

Maria,

Morreu o Teixeira da Silva, o filho espiritual de meu Pai. Minha Mãe ficava escandalizada por a fotografia do miúdo dele estar na secretária da Faculdade e a minha não. Nunca senti ciúmes. O Teixeira da Silva era o menino de ouro, o discípulo; eu não. Por isso lhe deixou a toga que nunca usei... Fico aliviado por termos rido juntos há umas semanas, ser-me-ia insuportável que me pensasse indiferente. Foi tão triste:(. Ver aquele homem, superiormente dotado, bater-se por uma simples lufada de ar... Tinha pensado fazer-lhe uma surpresa, trazer-lhe dos Pirinéus uma garrafa da água em que pescava trutas, "você ama os castelos e eu os riachos", dizia. Sabes o que rezava o relatório dele quando fiz o exame prático de Bacteriologia? - "Só estuda o que gosta". E eu detestava bactérias, vírus e quejandos, nunca poderia suceder ao Velho no laboratório, desaguei, aliviado, em Psiquiatria. Morreu mais um naco do meu Pai, Maria. E quando voltar aos castelos e aos riachos sentir-lhe-ei a falta, ele entendia o meu fascínio por aquelas paragens.
Como tu...

152 comentários:

BRANCAMAR disse...

Gosto destes seus textos tão lindos e humanos professor, aqueles que lhe saem do mais íntimo da alma e que são uma terapia para si, mas também para nós, viajantes da vida, que cruzam caminhos idênticos, sobretudo aqueles que já passaram o meio século de existência e que vão perdendo bocados de si, mas não preciso dizer-lho, porque também o sabe, vamos ganhando outros...e aprendendo a saborear melhor o momento que passa.

Um abraço solidário.
Branca

A Menina da Lua disse...

Concordo com a Brancamar estes seus textos tão muito bonitos e humanos; sentidos para si que os escreve mas tocantes para nós que os entendemos porque somos igualmente viajantes desta passagem intensa de vida ...mas breve, muito breve e que passa num ápice...
Pois é! os génios tambem se vão...mas ficam! ficam pela sua realização que marca o futuro dos outros que queiram aprender, aproveitar e igualmente realizar...É o tal circulo virtuoso que faz girar o mundo dos humanos...
Quanto aos Castelos é engraçado porque tambem me fascinam e por vezes me ajudam a povoar os sonhos!

Um abraço e anime-se viu!:)

bea disse...

se o pensamento transporta as nossas mãos talvez que nós e o silêncio.

A morte é irremissível e atardamos-lhe a compreensão, porque ela um excesso, uma violência. prolongamos a memória e a persistência dos rastos, a dor em frações da mesma unidade. E é como se uma pessoa nos morresse várias vezes nas formas diferentes que tinha. Quem tem muita vida dentro morre-nos mais.

Um beijo ao professor

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Interessada disse...

Gosto destas histórias de ancião. Se não fossem reais podiam ser de jovem aprendiz, mas não teriam o mesmo sabor.
São marcos de vida que se prolongam através de outros.
Transportou-me ao tempo em que havia trutas nos rios, e senti a frescura da água corrente.
Achei piada às reticências em largar a Maria.


Entretenham-se com esta etiopisa "so blue".

Manuel disse...

Eu fico sem palavras para comentar certos textos do Prof.
Não quero estragá-los com banalidades, que é o que (por limitações minhas) provavelmente faria.
Deixo-vos estas músicas melancólicas mas belas:

«Jauchzet, frohlocket»: J.S.Bach - Weihnachts-Oratorium - La Capilla Real de Madrid
http://youtu.be/h6bB1PUF2fw

«Mourn ye afflicted children»: G.F.Händel - Judas Maccabaeus - La Capilla Real de Madrid
http://youtu.be/qXIdVu18ZPg

rainbow disse...

Tinha cinco anos e era muito vaidosa.
Ao ver-se ao espelho, julgou ter visto um cabelo branco. Pensou que ia morrer.
Disse-lhe que não, que isso só iria acontecer daí a muito tempo, quando ela fosse muito velhinha.
E ela perguntou:
- E isso é quando? Lá para o Verão?

Esta história é verídica. A morte é uma presença ou uma sombra desde muito cedo.
A vida é efémera, por isso tão cheia de significado. Importa pintá-la de muitas côres, amar cada pedacinho de vida.

"Nunca mais voltar, é o que torna a vida tão doce".

andorinha disse...

Não és só tu, Manuel, que tens dificuldade em comentar estes textos.
Eu também...digo muitas vezes que me deixam sem palavras...porque os sinto.

Não só a Maria o entenderá, outros amigos o entenderão também, Júlio.
Um abração.




"Quem tem muita vida dentro morre-nos mais"
Concordo, Bea.
Eu diria: Dentro dela e dentro de nós...

Cê_Tê ;) disse...

digerindo...

Uma espécie de meio-irmão portanto.
Uma coisa é certa o que separa assim é exactamente o que une(- paradoxalmente) E a razão desse grau de "parentesco" é o mais importante. Sendo que é apaziguador alguém se manifestar mais do que o próprio acerca dessa ambivalência.
Bom mesmo é ter a oportunidade de se terem "abraçado" na saudade. As intenções adivinharam-se nesse "abraço"- mesmo que não ditas pouco importa.

Agora... "Só estudar o que gosta" é um elogio triplo: á preguiça, a inteligência e à liberdade.
Já não gostar de bactérias e virus é quase insultoso ;)))

Abraço ou bjnhs- o que quiser apanhar;)

bea disse...

Andorinha

:) dizia que dentro de nós. Com a convicção de que a essas, só a morte de quem lembra pode aniquilar.São como o poema da menina morta com uma boneca a espreitar de todas as gavetas

bea disse...

…acabar numa azinheira ou num sobreiro é mesmo raro e só pode utilizar-se a expressão em sentido figurado. O suicida é de um pudor atroz. Esconde-se. Enforca-se nas vigas do teto, nas caves e nos sótãos de casa. Ou envenena-se. As mortes ao ar livre, aposto, são mínimas. Por dignidade,suponho.

Fiquem com os rios e castelos.

e um problema para resolverem enquanto durmo e que me tem atormentado a existência. Em garota ouvi uma velhota a rezar uma oração:

"nesta cama me deitei, sete anjinhos nela achei, três aos pés quatro à cabeceira, nossa senhora na dianteira"...
já não me lembro do resto.

Ainda hoje penso para que seria tanta gente numa cama tão estreitinha e para que quereria ela tanto anjo...

abraço todos

Interessada disse...

Não é possivel não se gostar disto !

Um bom dia :D

A Menina da Lua disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Menina da Lua disse...

CÊTÊ:)

"Já não gostar de bactérias e virus é quase insultoso":)

Veja lá veja lá! tenha cuidado! para a troca ainda a obrigam a gostar de ser psiquiatra...e depois é que eu queria ver como era!:))

Para começar o dia e em especial para o Manuel, como retribuição, aqui vos deixo esta musiquinha com um som bem especial e uma voz cheia de delicadeza.


http://www.youtube.com/watch?v=15wRxwzuqTk&feature=related

pedro disse...

Bea,

É tão bonita a frase que a Andorinha referiu!

Interessada disse...

Menina

Melhor que um SPA ;)

E para continuar a sorrir ...

A Menina da Lua disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Menina da Lua disse...

Interessada:)

Cuidado consigo!:)
Ups! Mas que grande drama!:)

Quanto à do Fausto e Zeca Afonso gostei imenso! Não conhecia de todo.

Fora-de-Lei disse...

andorinha 8:05 PM

"Eu também... digo muitas vezes que me deixam sem palavras... porque os sinto."

Mas quando assim fôr, faz como eu - não digas nada...! ;-)

O que não é o caso de hoje, em que me apetece dizer que este post teria muito mais propriedade se se intitulasse "Complexo de Caim"... ;-)

Interessada disse...

Menina

Reparou de quem é o poema?
Todos, monstros sagrados.

rainbow disse...

Olá pessoal!

http://www.youtube.com/watch?v=dqUdI4AIDF0&ob=av2e

:)

pedro disse...

Vejam, se descobrem! Qual é esta flôr?

http://3.bp.blogspot.com/-Mv_5uN5J1Kw/T4gCaYTGe4I/AAAAAAAADs0/Ey-bRqmjQZM/s1600/DSC_0025.JPG

:)

Manuel disse...

Aquí vos deixo mais estas:

(Interessada, obrigado por me recordar uma música magistral do 1.º disco que comprei do Fausto, já lá vão tantos anitos.
Menina da Lua, obrigado pela Youn Sun Nah que me deixou)

Youn Sun Nah – Au Festival Jazz sous les Pommiers 2011
http://youtu.be/jepILTkRybI

«Avec le temps»: Youn Sun Nah
http://youtu.be/SxT8YiLDOPU

Avishai Cohen – Au Festival Nice Jazz
http://youtu.be/6x65gQXkcQc

«I’m old fashion»: Kristin Korb (Live In Vienna)
http://youtu.be/xdixZoPdsUU

Maria disse...

Não, não sou essa Maria. A Maria que aparece e desaparece, sempre misteriosa, nas suas crónicas. Não tenho o poder de o adivinhar, mas gosto de o ler, e sinto a sua grande sensibilidade, às vezes escondida atrás de uma ironia fina, outras, à flor da pele.
Todos os Psis são assim?
Maria

andorinha disse...

Uma pessoa de 62 anos é um ancião???????????


Cêtê,

gostar de bactérias e virus é uma flagrante demonstração de gostos muito estranhos:)

Quanto ao resto, gostei, cachopa.

FDL(12.10)

"Mas quando assim fôr, faz como eu - não digas nada...! ;-)"

Essa agora! Não me calas...:)
Mas gostei do que escreveste pela implicação que tem...

Impio Blasfemo disse...

FDL

“Complexo de Caim” deixa-me confuso. Não me parece que se aplique ao post.
Raça de Caim, Raça de Abel por Baudelaire, traduzido para português, ver link abaixo

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/charles-baudelaire/abel-e-caim.php

Abraços
Ímpio

Manuel disse...

Vejam este vídeo:

http://videos.sapo.pt/6ClDernR4LFnqAO0rZkA

Cê_Tê ;) disse...

FDL, o menino deveria levar um açoite! ;P

menina, e quem disse que eu não gosto de psiq? (curiosidade, e simpatia ;P Não confundir com conhecimento ;))

andorinha, até pensei, que tivesses ido para outro beiral. ;)))

Interessada disse...

Murcons em Lisboa

Tentem ver o filme "É Na Terra Não é Na Lua", se ainda não viram.
Há dias, já aqui deixei uma palavras sobre ele.
O filme é um documento interessantíssimo, e para além de nos mostrar todas as vacas, todos os cavalos, e todos os porcos, da ilha do Corvo, também é divertido (obviamente que só para quem tiver sentido de humor :).
Dá-nos também a oportunidade de aprender muita coisa, sobretudo a quem tenha espírito crítico, mas não só.
Ainda para quem não saiba, deixo a nota de que a duração do filme é de três horas.
Não deixem de ver.
Acrescento que se iniciaram hoje uma série de debates agendados para aquele espaço Cinemacity Alvalade, sempre às 19h15, a efectuar nos dias 13, 14, 15, 20, 21, 22 e 26.
Informem-se sobre os diversos assuntos e respectivos oradores (quase todos profs universitários).


Deixo um registo bastante diferente dos que já hoje aqui colocámos.

Impio Blasfemo disse...

Bom dia. Quando se fala de rios fala-se de areia.
Ponta de Areia – Milton Nascimento
http://www.youtube.com/watch?v=aj4U5BvdTII&feature=related
Ponta De Areia - Esperanza Spalding
http://www.youtube.com/watch?v=NB12PYUB890&feature=related

Abraços
Ímpio

Impio Blasfemo disse...

Pegando no mote dos riachos e dos castelos, tentei-me a ter a prosápia de dar um título a um mail que acabei de receber. Chamar-lhe-ia, talvez, QUANDO OS RIACHOS NÂO ACABAM EM REPRESAS, ou se quiserem, QUANDO OS CASTELOS NÃO SE TRANFORMAM EM PRISÕES. Um ou outro ajustam-se bem.

Segue parte do mail que fala do presente caso da Islândia.

“A Islândia conseguiu acabar com um governo corrupto e parasita. Prendeu os responsáveis pela crise financeira, mandando-os para a prisão. Começou a redigir uma nova Constituição feita por eles e para eles. E hoje, graças à mobilização popular, será o país mais próspero de um ocidente submetido a uma tenaz crise de dívida.
É a cidadania islandesa, cuja revolta em 2008 foi silenciada na Europa por temor a que muitos percebessem. Mas conseguiram, graças à força de toda uma nação, o que começou por ser crise converteu-se em oportunidade. Uma oportunidade que os movimentos altermundistas observaram com atenção e elegeram como modelo realista a seguir.
Consideramos que a história da Islândia é uma das melhores noticias dos tempos actuais. Sobretudo depois de se saber que, segundo as previsões da Comissão Europeia, este país do norte atlântico, fechará 2011 com um crescimento de 2,1% e que em 2012, este crescimento será de 1,5%, uma cifra que supera o triplo dos países da zona euro. A tendência de crescimento aumentará inclusive em 2013, quando está previsto que alcance 2,7%. Os analistas asseveram que a economia islandesa continua exibindo sintomas de desequilíbrio. E que a incerteza persiste nos mercados. Porém, voltou a gerar emprego e a dívida pública foi diminuindo de forma palpável.
Este pequeno país do periférico árctico recusou resgatar os bancos.
Deixou-os cair e aplicou a justiça sobre aqueles que tinham provocado descalabros e desmandes financeiros. Os matizes da história islandesa dos últimos anos são múltiplos. Apesar de ter transcendido parte dos resultados que todo o movimento social almejava, pouco foi relatado do esforço que este povo realizou. Da situação limite a que chegaram com a crise e das múltiplas batalhas que ainda estão por ser resolvidas.
Porém, o que é digno de menção é a história que fala de um povo capaz de começar a escrever seu próprio futuro, sem ficar a mercê do que se decida em despachos distantes da realidade. Embora continuem existindo buracos para preencher e escuros por iluminar.
A revolta islandesa não causou outras vítimas que não fossem os políticos e os homens de finanças. Não derramou nenhuma gota de sangue. Não houve a tão famosa "Primavera Árabe". Nem sequer teve rastro mediático, pois os Media (ao serviço dos poderosos), passaram por cima dos acontecimentos em ponta dos pés.

Mesmo assim, conseguiram seus objectivos de forma limpa e exemplar.
Hoje, o caso da Islândia bem poderá ser ilustrativo do caminho a seguir pelos indignados espanhóis, pelo movimento Occupy Wall Street e por aqueles que exigirem justiça social e justiça económica em todo o mundo.”

Fica o registo, para memória
Bom dia, bom fim-de-semana
Ímpio

rainbow disse...

Bom dia:)

http://www.youtube.com/watch?v=xTVQCrTjqKY

Bom fim de semana
Per Tutti

bea disse...

Bom Dia!!!

com chuvinha:)

Pedro

Nunca pensaste que o mais bonito do que é dito é a aproximação que consegue à verdade?

não sei o nome da tua flor, mas tenho uma parecida e chamo-lhe flor. e ainda não tive queixas.
tá bem, pronto, diz lá o nome...

Ìmpio

é mesmo. Não se entende por que os media não falam da Islândia. Deviam. E já há muito tempo que. Ainda não entendi bem se o poder se serve deles, se são o próprio poder.

free culture lisbon disse...

impio

A islandia realmente é um caso muito interessante, penso que é o unico pais onde o governo deu carta branca a Assange para ele fazer divulgaçoes no wikileaks e trabalha abertamente em parceria com ele, onde assange é consultor para regidir leis relacionadas com "informaçao"( é uma historia qq assim )

Varela Pires disse...

A nostalgia da morte, especialmente quando nos leva um companheiro, alguém que amiúde (provavelmente) suportaria os nossos desabafos, as nossas queixas, os nossos desconchavos e descarrilamentos, as enigmáticas reacções, um novelo de sonhos à deriva, todo um saco de coisas insignificantes que vão marcando o nosso percurso ao longo dos anos. A amizade conta sempre e vai nos redimindo aos poucos... Um abraço para o Júlio.

Interessada disse...

Ímpio

Depois do estrangulamento económico a que nos estamos a sujeitar consecutivamente, não haverá qualquer hipótese de sonhos islândicos, por muitos e maus anos.
E a propósito

Para quem goste de fotografia, aqui deixo o registo de um menino que faria 100 anos, e a quem o Le Figaro presta homenagem.

Um óptimo fim-de-semana

pedro disse...

aed/bea

Alfazema!

:)

As perspectivas mudam para andar á volta do mesmo e quando nos esquecemos de como eramos ficamos supresos com a novidade aparente de uma inegotável repetição.

Mas sempre vai mudando alguma coisa!

Interessada disse...

Impio

Qualquer um dos títulos que escolheu é bonito, mas olhe que há prisões agradáveis
;)

Impio Blasfemo disse...

FDL e INTERESSADA


É-me difícil olhar para o particular ou pessoal e escrever para fora. É-me mais fácil olhar para o geral e escrever sobre esse geral. No jornal Público de 6ª feira 13/Abr pagina 53 sobre o tema “TDT e conteúdos, uma oportunidade perdida” aparece uma conclusão escrita a zul, “a falta de visão da classe política nacional sobre o tema das indústrias criativas vem agravar uma situação quase insuportável”.
A sensação, sem recorrer a adjectivação abusiva, é que começo a duvidar dessa “falta de visão” e passo a suspeitar de uma atitude deliberada e consistente com um bem concebido plano de “escurecimento da informação”. Um dos princípios do célebre óptimo de Pareto é que a informação deve ser livre e todos os agentes devem ter total acesso a ela.
É evidente que a informação tem um custo, mas se estiver trancada a 7 chaves o seu custo é infinitamente grande pelo que o óptimo de Pareto morre à partida.
Não quero tornar-me aborrecido com a questão da Turquia, mas uma coisa que por lá se verifica é que o acesso à Internet é livre não apenas no que denominamos de “hot spots” mas sim em todo o território. A isto chamo visão estratégica; ao que se passa em Portugal chamo de “ entorpecimento deliberado do pensamento do nosso povo”.
“How convenient “ diriam os anglo saxónicos? Mas quando um ministro da saúde se apresenta no Parlamento para dizer que o SNS não é sustentável e não há um deputado ou grupo parlamentar que lhe exija, de imediato, as contas e os pressupostos que levam este mesmo ministro a proferir tão gravosa afirmação e quando se constitui uma Comissão que finalmente vai olhar para a forma como as PPPs foram estabelecidas para o sector Rodoviário, quais os acordos firmados, quais as condições estabelecidas, temos a sensação que parafraseando Pareto, 80% (talvez mais) da vida política e económica de Portugal está na mão de uma minoria de 20% (talvez menos) que não quer de todo perder o privilégio de ver estas proporções alteradas. Eu julgava que tudo o que era “coisa pública” devia estar totalmente documentado e ter livre acesso, pelo menos dos “pares do Reino (refiro-me aos deputados) ”, mas pelos vistos esse meu pensamento não faz parte do “jogo da democracia poertuguesa” e é preciso criar Comissões Parlamentares para conhecer ou averiguar “as regras do jogo ou de alguns jogos”.
Sobre o post em questão mais não posso que lamentar que o Prof JMV tenha perdido um amigo, ou uma espécie de “irmão espiritual” e lembrar que há muitos riachos onde se podem pescar trutas…….E que, sem abuso de presunção, há um tempo para os castelos e outro para os riachos, sem menosprezo de uns e outros.

Abraços
Ímpio

Manuel disse...

Curtam esta, estamos quase a 25.

«Fado tropical»: Chico Buarque
http://youtu.be/VHQFmBrjLCM

Interessada disse...

Impio

Não me parece errado que sejam criadas comissões para análise de determinado assunto. Antes me parece a forma mais eficiente. O que não invalida que os documentos sejam públicos.
O importante é que possam ser consultados por quem de direito, adquirido por lei.
Seria assim numa democracia representativa.
Não seria razoável que qualquer cidadão os pudesse consultar, por mera curiosidade, até porque isso provavelmente obrigaria a gastos superiores em manutenção e fornecimento de dados, que neste preciso caso me parecem injustificados.
Concordo com as restantes considerações.
Agradeço-lhe até a sua intervenção, que possibilitou a esta ignorante consultar o princípio de Pareto e o óptimo de Pareto. Aprender até morrer :)

Porque o problema é nosso, o Rui sugere.
Subsiste a dúvida se já aqui coloquei este link.
Se o repito, peço desculpa. Será uma oportunidade para que outros lhe acedam.

bea disse...

Interessada

Sim sim, mas é bom rever quem tem ideias sérias sobre a situação que é nossa. E Rui Tavares a primeiro ministro? A sua parece uma teoria sustentável. Pronto, se não quer ser primeiro, pode ser conselheiro, 1º secretário, qualquer coisa. Sempre era uma esperança. Este governo é um sugadouro. E deixa nada.

Pedro

assim não vale. Aumentas tanto a flor que não há quem a conheça. (o que é aed?)

Interessada disse...

bea

Não sei se o Rui iria nessa de primeiro.
E uma pessoa pode ter boas ideias e não ser bom a executá-las;)

Parece-me uma boa hora para ouvirmos isto, tocado por esta

:D

pedro disse...

aedbea,

Gostou do equilibrio das letras?

A Alfazema, engana apenas por mudar a perspectiva.

Mas funciona! E dá um bom fundo de ambiente de trabalho.

Impio Blasfemo disse...

Interessada

Nada contra as Comissões. O que é estranfo é que este seja o único meio possível para os deputados abordarem os meandros da "coisa pública". Dá a ideia que esta anda muito "encapotada". Qunato ao escurtínio da coisa pública. penso que muita dela deveria vir em anexo aos DR (Diário da República), e tal não acontece, pois se uma simples nomeação, por exemplo de um cidadão para o cargo de professor, aparece em DR, porque motivo um contrato (por exemplo os da PPPs) e seus respectivos termos, não aparecem também? Fica-me a sensação que há aqui dois pesos e duas medidas.

Abraço
Ímpio

bea disse...

Interessada

a música é-me surpresa e lição contínua. Nela, cada não sobressai, mas torna mais bonito o conjunto. É o uníssono que maravilha, como se nele um rasgo de céu e nós desamparados.

Pedro

pois é :) óbvio(meu caro Watson).

A alfazema cheira a uma pessoa de quem gosto e gosto. Uso-a para cheirar a ela e o frasco uma presença.
Ajuda-me olhar para um frasco verde, queres o quê? Cada maluco sua mania :)

Bom Dia

bea disse...

Interessada

garanto que o arame farpado não é agradável de maneira nenhuma. Aleija.

rainbow disse...

Bom dia:)

http://www.youtube.com/watch?v=acvIVA9-FMQ&feature=branded

Um bom domingo para todos

Manuel disse...

Este filme poderia, perfeitamente, chamar-se «Porque é que os portugueses / espanhóis / gregos não podem pertencer à Zona Euro»

Perché gli italiani non possono appartenere all'euro!
Eccellente parodia della realità!
È divertente ma è la verità!

http://www.albinoblacksheep.com/flash/italy

pedro disse...

Dr. Julio,

" Sabes o que rezava o relatório dele quando fiz o exame prático de Bacteriologia? - "Só estuda o que gosta"."

-Tenho um cão. Uma vez ele lá foi fazer analises. Andava a beber muita água! A veterinária, quando entregou as analises. Estas vieram com uma "nota" a lápis que dizia: "Estes valores são próprios de um ser humano". Acha que me devo procupar? Se um dia as minhas analises derem valores próprios para um canino!

bea disse...

Manuel

não que seja apenas por isso :) mas ilustra bem o como nos pomos fora de marcas num ai. esta mania de furar esquemas vem pelo menos de D. Afonso Henriques. Há que tempos que não ouvia a expressão "latte maquillato" que encontro divertente. É muito engraçado fazer a maquilhagem ao leite. E tem sentido.
Obrigada

Pedro :)

Brincas.

eu...tu bebeste o quê ao almoço? não é bisbilhotice. E não te zangues comigo que não gosto, ok?
porta-te.

Interessada disse...

Francamente, as Jornadas contra a Troika, que se anunciam para o período entre o 25 de Abril e o 1º de Maio, parecem-me uma bela fantochada, ou um “Tudo em Festa”.
Juntem-se a nós e tragam os vossos cartazes- dizem eles.
Estou a ponderar levar um com a seguinte inscrição “Doutrina e ideologia, precisa-se!”
É descoroçoante ouvir um partido político reduzido à terminologia de esquerda-direita.
Dizem que é uma jornada de contestação e apresentação de alternativas de esquerda.
Pretende-se ampliar a resistência com uma grande corrente de contestação e uma alternativa de esquerda, pelo emprego e pela economia.
São tantos os temas a abordar, e que eu não menciono aqui, que nenhum ficará certamente discutido, mas antes se ficarão necessariamente pelas pralavras de ordem. Motivo pelo que eu digo (música+cartazes+palavras de ordem+concerto) = gandafesta
E o povinho a dançar. Assim vai este país.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=qwAXDFtAIgY

Interessada disse...

Ainda haverá alguém que não tenha recebido isto?

Impio Blasfemo disse...

Pedro

Escrito a Lápis – as Aparas dos Dias – João Barrento

http://escrito-a-lapis.blogspot.pt/2007_02_01_archive.html

“O que hoje se radicaliza é qualquer coisa que o Modernismo tinha rasurado – o Eu, o sujeito • e que agora regressa para se expor sem limites. O resultado é um enorme tédio, porque não se pode ir mais longe do que o corpo, e porque a banalização do gesto pretensamente extremo nos deixa cada vez mais indiferentes.”

Abraço
Ímpio

pedro disse...

Impio,

A Bea pensa que para se escrever ou se está inspirado ou se bebeu qualquer coisa!

Bea,

Infelizmente, não! Nem água bebi e passei com umas sandes. Por vezes dá-me para cuzinhar mas hoje não era o dia. Com mais uma peça de fruta, tudo voltou ao normal.
Mas é verdade a História do Pico. Já te imaginas-te receber umas analises com um aparte destes?
Mas prontos foi só uma ruminação livre de bactérias nocivas para fortalecer um pouco o sistema himunitário.
Admito que esta prática de partilhar ruminações só tinha visto na televisão em que as mães mastigam primeiro para alimentar os recem nascidos. Mas em adultos penso que é revolucionário. Se não ficarmos a ganhar, acredito que também não ficamos a perder. O empate sempre foi o melhor resultado quando se fala de Amor!

pedro disse...

Bea,

No "Murconismo", a confraternização é singular. Cada um mastiga e passa para o prato do lado. Mas também falamos de atualidades:

http://3.bp.blogspot.com/-acseWpvaauM/T4sp4lbnACI/AAAAAAAADs8/y6nb4TwHkCs/s1600/423609_10150626424924040_43435139039_9070215_1730992201_n.jpg

Se é ironia? Não sei! Mas tem sempre uma atmosfera de verdade! E é muito fixe!

E a musica não podia deixar de estar presente, nem que seja no timbre dos talheres ou das chavenas:

Doris Day - Tea For Two

http://youtu.be/E6JiP3U0T9s

Se Brinco?!
-" De outra forma já tinha sido ingulido por um buraco negro!"

:)

bea disse...

"Perante uma situação em que tudo quer ser cada vez mais ex-cêntrico e ao mesmo tempo ocupar o centro, perguntamo-nos: que lugar resta para a cultura (da substância, da ideia)? Um lugar precário,(...)"João Barrento

bem visto: tudo - deve querer dizer todos - quer ser excêntrico e em simultâneo ocupar o centro.

"Tudo" deve ter um complexo contra a normalidade de haver ideias a anteceder as coisas e a decorrer delas.

é capaz de ser um livro giro, mas.

Interessada

Eu. Os meus amigos não me enviariam tais absurdidades. E não brinque que o PS não está nem esteve em condições de nada de jeito. Murcharam, não se parecem com flor nenhuma. Quem sabe se com uma poda valente não renascem…E esse senhor José, que miserável vive em Paris, debaixo das pontes do Sena, e talvez que entretido a pôr uns cadeados, nunca se sabe, que não volte.
Ou ainda tiro licença de porte de arma.

bea disse...

Pedro

Inspirado? Sim, se fores poeta. As pessoas que conheço não escrevem senão a trabalho. Parece-me que andas a querer tirar o lugar à Anphy. Não podes. Ela é ela.
Não entendo mas rio-me à mesma. Porque tem graça e rir faz bem a tudo que existe.

Ok, foi das sandes, então. Não suporto pão com pão, mesmo com adereços agradáveis pelo meio. Sabem-me à palavra. coisa mais desenxabida, “sandes”. Ai pobre de mim que se bem calha ainda acabo a desejar uma sandocha sem euros para ela.

Faz o favor de não mostrar fotografias de mortos que em vida só deram prejuízo e nos (me) deixaram mesmo na fase de pré juízo, a pensar que coitadinhos.

Desculpa? Não vamos deixar que seja cíclico. Estes trinta e tal anos puseram-me de foice na mão para o que der e vier. O punho fechado não dá para mim que sou mãos abertas. Mas a foice tem um arco giro. E sei trabalhar com ela, já ceifei muito, sempre me há-de servir. E não te rias que é verdade. Que se há-de fazer? Aprendi o que já ninguém faz e o que hoje se usa fazer, não me ajeito. Bolas.

pedro disse...

ead,

Message from the space: you are not alone.

Beijinhos, Grande Bea.

Cê_Tê ;) disse...

Boa semana!
E parabéns (atrasados) aos benfiquistas. Seria o mesmo que dizer: E parabéns aos atrasados benfiquistas (?)

;)))

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro disse...

Em tempos alguém escreveu em relação ao "Murcon": "Que era melhor que Prosac".
Pela mesma linha de pensamento não é nenhum excesso comparar o "Murcon" a Efecsor XR 75.

Boa Noite e Durmam Bem.

Interessada disse...

bea

Tão agressiva, mulher! Ele foi joguete na mão do poder, como agora são outros.
Quem manda é o dinheiro.

E os seus amigos são dos bons. Se alguém me enviasse aquele sem boca, eu mandáva-o mesmo àquela parte.

“a normalidade de haver ideias a anteceder as coisas” continua a existir, muito embora o esforço dispendido para formatarem as gentes.
O nosso desgoverno é que a quer evitar e então inventou um não-ministério (o da cultura), o que é, isso sim,uma verdadeira anormalidade.

Vá lá, ponha um sorriso na cara, que eu estou a tentar compensar o 25 de Abril que não vai ter :)

pedro disse...

http://youtu.be/2DGuFzBQXxw

Interessada disse...

:D

Impio Blasfemo disse...

PEDRO

O vídeo do lápis mágico é uma delícia

BEA

De um comentário de Maria João Cantinho (http://www.revista.agulha.nom.br/ag30livros.htm), sobre o livro Espiral Vertiginosa do João Barrento, retiro a parte abaixo transcrita que somada à que anteriormente coloquei no post acima mostra, por hipótese, o binómio cultural vigente assente no tripé da mediatização, do exacerbamento do Eu e do voyeurismo (como diz João Barrento) da dor quer colectiva quer individual.

(segundo Maria João Cantinho) “Fantasmática, a presença da dor foi condenada a um exílio, banida do reino da cultura, fechada a sete chaves nos quartos dos fundos. Toda a nossa cultura actual, desde a literária até às manifestações de contra-cultura, assenta num ideal de anestesia da dor, sentimento que tem no spleen do dandy o seu directo antecessor. A ideia de uma catarse ou de uma sublimação da dor, raíz da tragédia grega e do drama de todas as épocas, onde a morte e o sofrimento conviviam de perto com a alegria, tornou-se absurda, estranha e inquietante.
Uma cultura que exorciza desta forma a dor e a autenticidade da experiência revela a sua desumanidade. Torna a dor virtual, ao adoptar como regra de base a ideia de um bem-estar colectivo. Tal ideia transparece claramente na forma como ignoramos, no nosso quotidiano, os milhões de seres que sucumbem à fome, à guerra, etc., preferindo os reality-shows e os programas de entretenimento que se estendem até aos blocos de noticiários. A dor só é suportada enquanto matéria vitual, performativa, e não real. Veja-se o ênfase dado a certas catástrofes que encerram em si essa espectacularidade, face à ignorância de catástrofes semelhantes (em número de vítimas e horror), que não contêm potencial performativo. Na cultura mediática dos nossos dias é operada uma exclusão ou travestização do espaço privado em espectáculo e "a dor, tal como o corpo, transformaram-se em objectos de um voyeurismo obsceno, insensível e sem ética." (p. 78).”
E assim vamos, diria eu….

Abraço
Ímpio

bea disse...

Ímpio

penso eu de que.

A mim me parece sempre que o que é de sofrer sofre-se à séria. E que do sofrimento nasce a alegria. Umas vezes porque mudamos a tristeza de lugar, outras porque depois de sofrida se esvai naturalmente, outras porque a própria vida se impõe, misturamos de novo e ainda que tudo igual, nós diferentes. E o mais. O bem de cada um é o tudo que consegue. E isso, até hoje me espanta: as pessoas são inesgotáveis. Os anos não lhes gastam a nascente que a morte interrompe. Podes dizer, pois, mas há doenças…respondo, sim. Sinais da finitude em cada célula do teu corpo. E a tua vontade de cura é a forma de dizeres que queres de novo tomar posse sobre ti. Não com sentido exclusivo a esse corpo que retomaste; então, dá-te prazer que seja útil e sobretudo que deixes de pensar nele. E apetece-te o ar da manhã ou da noite, por seres capaz de voltar a pensar nisso. E por vezes julgo que é assim ser feliz.

Bom Dia a todos

pedro disse...

Bea,

Há linhas que se dizem ou se escrevem. Que para quem as lê: ou fica pelo principio convencido do resto ou mesmo depois do fim conclui que nada foi dito.

A Buganvilia ainda não deu flôr:

http://4.bp.blogspot.com/-L6JVXbJW4bg/T4wd4S1tYrI/AAAAAAAADtQ/lu9Xl3i05PE/s1600/DSC_0055.JPG

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bougainvillea

Good Afternoon!

Ou Bom Dia com "D" grande.

Impio Blasfemo disse...

BEA

Gostei do teu texto; não sei se o entendi na totalidade mas soou-me bem, tem ritmo, que hoje é algo difícil de observar, sobretudo na escrita. Sentir a oscilação do pensamento na escrita é agradável; sentir a dúvida, a hipótese a tese, a síntese, a contra-tese e a conclusão ou não conclusão. Tudo tem um ritmo e transpô-lo na escrita é arte. A TV tira-nos tudo isto, o esforço de interpretar; tudo nos é posto na frente como num restaurante, no menu e na mesa. Dum lado as entradas, a seguir, peixe ou carne e para remate a sobremesa ou café. Pagámos a conta e saímos satisfeitos:- que bela refeição. Que belo espectáculo. Que bela entrevista, Que belo….isto e mais aquilo. Clique no botão, escovar os dentes e dormir que amanhã é dia de trabalho. E lá vamos vivendo, ou como dirão os realistas, caminhando para a finitude.
Daí que tenha falado do tripé, o nosso tripé, o nosso sustentáculo. Porque para haver uma base sólida para nos sentarmos temos de ter, pelo menos três pontos, logo um tripé. Assim se um está na TV que nos liga ao restante mundo, que nos projecta nele, que nos retira do isolamento e que nos impulsiona e renova para novas ideias, novas visões, novos conhecimentos, novos mundos, o outro pé confunde-se connosco próprio; é o nosso Eu que desce à base pela necessidade que o mesmo tem de se misturar com os demais. E por último ( o terceiro pé), a atitude de ver as coisas no quadrado da TV; o mundo e eu no sofá a ver o mundo. O mundo está chato, inquietante, assustador, frustrante, ameaçador numas zonas e aprazível e deliciosamente apetecível noutras. Ver o mundo ao sabor de um clique de zapping é tentador, sobretudo depois de umas longas horas de espera numa fila para resolver uma qualquer burocracia, ou de duas horas no trânsito em hora de ponta. Vou descansar a ver o mundo, na TV!
Percebo lindamente a comodidade que a minha TV me dá e sendo honesto talvez estas linhas me estejam a sair bem por exactamente estar a olhar para dentro e a escrever para fora, aquilo que eu dizia que não sabia fazer, mas toda a regra tem excepção!
E afinal que é isso do binómio que eu falei no anterior post e que me esqueci de explicar. Penso que será possível apresentá-lo como Eu & O meu Tripé.
Acabei, desabafei, foi bom.

Abraço
Ímpio

andorinha disse...

Olááááá´:)

De fugida, ainda...
Não sei que mal fiz à net para ela se zangar assim comigo...:)

Não tenho tempo de momento para ler/ver os links.



Cêtê,

"E parabéns (atrasados) aos benfiquistas. Seria o mesmo que dizer: E parabéns aos atrasados benfiquistas(?)"

Tu não tens noção das bacoradas que dizes, pois não?:))))
Já reparaste que estás a insultar também o Júlio?

Mudar de beiral, eu????????
Jamé...:)

Pedro,

"No "Murconismo", a confraternização é singular. Cada um mastiga e passa para o prato do lado."

Tu fazes cada análise mais castiça!:)
E esta até tem grande parte de verdade.

Fiquem bem...tenho que ir...
Ler-vos-ei com mais calma quando tudo estiver "normal".

Cê_Tê ;) disse...

Andorinha,
Olha que vim cá de propósito para deixar a tua mensagem mas pelos vistos já estás ON. ;)))

É CLARO que sei que o insulto é generalista ;)))) Mas o professor não reage (isto para ele é tão soft que nem lhe toca ;))

Bjnhs e olha não abanes muito as asinhas- é que com o vento que está vais fazer companhia ao Jesus (Não tarda nada esta no Polo Sul.; ))

Pensavas que me estava a referir ir ter com os anjinhos? Não querias mais nada. ;))))

pedro disse...

Bea,

Inspirado, concerteza que não! Poeta muito menos! Se me visses a fazer aquilo que por aqui mostro, reconhecias até alguma estupidez! Mas não faz mal passar por palhaço se os fins são para o bem de todos.

Em português: soa mal: "Explorador". Em inglês tem outro sentido: "Explorer".

Não confundir com Aventureiro!

Beijos

Cê_Tê ;) disse...

(Eu até ouvi dizer que o professor anda a correr na baixa, das duas uma:ou vai substituir alguém da equipa de preparação física do Benfica ou vai tirar o curso de árbitro. Há quem diga que até emprestaram as sebentas da filha do Sr. Pinto da Costa... ;)))

pedro disse...

CT,

Não seijas "mázinha". É verdade que o Camilla Parker Bowles (o mestre da tática) teve uma época até ao momento atribulada. Mas os Benfiquistas devem estar orgulhosos e contentes quando a História lhes está a dar razão. Quando diziam que o Vítor Pereira era o melhor treinador que o PdC podia ter escolhido. Mas como matemáticamente ainda não há Campeão. Como diria o João Pinto "O Grande" que além de desviar uma bola ao poste para não ir para canto: Prognósticos, só no fim do Campeonato.

:)

Cê_Tê ;) disse...

O Jesus não tem representação no Xadrez! Agora o Papa tem. ;))) Já cá canta!;)))

(Chega-te aqui Pedro para eu te sussurar ao ouvido: "Não conheço esse pessoal de quem falas" Shiuuu Top Secret ;P)

Interessada disse...

@Impio “e sendo honesto talvez estas linhas me estejam a sair bem por exactamente estar a olhar para dentro e a escrever para fora, aquilo que eu dizia que não sabia fazer” Loooool
Grata pela intimidade partilhada.

@bea , Impio e Pedro

É verdade que não somos educados para suportar a dor e a frustração como fazendo parte da vida, mas a sublimação não é absurda, e tantas vezes necessária, pode até ter um fim altruista.
Mas na realidade, se nos debruçamos sobre o real-dorido, logo nos apelidam de pessimistas ou chatos.
Depois da poética que me proporcionaram, deixo-vos estes lugares comuns, onde me parece que a felicidade e a vida andam de mãos dadas.

http://4.bp.blogspot.com/-PqwzCle-2jM/T4YK4o7FvMI/AAAAAAAAFxQ/ECQCdhtfBJM/s400/tumblr_m25y6f3n9U1rqpa8po1_500.jpg

http://player.vimeo.com/video/32995568

http://www.youtube.com/watch?v=0MDSYxFpqxs

Interessada disse...

CT

O Julio a correr na baixa? Já nem prás compras; a não ser o Nunes Correia ou a Avª da Liberdade.
Provavelmente ao dar a cara e o corpo na TV, tornou-se materialista hahaha

rainbow disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cê_Tê ;) disse...

(Se o professor escolher como ponto alto a vitória do Benfica desce na minha consideração ;/)

rainbow disse...

Boa noite

Ímpio,

A propósito do seu comentário sobre a TV:

"Última hora: não há mais Televisão! Acabou. Governantes de todo o Mundo uniram-se e decidiram hoje proibir,à escala planetária, as emissões da CNN, da SKY, da Globo, do SBT, da RAI, da TVE,da TF1, da RTP, da SIC, da TVI, de tudo. Da Eslovénia ao Paquistão, a caixa que mudou o Mundo jaz morta e arrefece. A medida tem efeitos imediatos. Por isso esta emissão acaba aqui. Amanhã não nos voltamos a encontrar. Boa noite, foi um prazer estar consigo. Até sempre."

"Todos lá Dentro"- Daniel Oliveira
Excerto do Posfácio de Nuno Farinha

Uma "hipótese absurda" nas próprias palavras de Nuno Farinha.
Penso que a nossa vida e o nosso quotidiano tem mais a ver com o que o Ìmpio falou no post anterior, que o povo precisa de pão e circo e isso já era assim, no tempo dos césares.
Sempre defendi que o ser humano não mudou na sua essência desde a Antiguidade, permanece igual, e o que muda ao longo dos séculos, são os cenários.
Afinal de contas continuamos Homo Sapiens, que de sapientes temos muito, mas em igual medida, gigantescas doses de estupidez e sadismo.
Ms também temos a música, a bondade, a compaixão, o Amor, no sentido mais lato da palavra.
Quero acreditar que não somos um caso perdido.

Bea,

"... as pessoas são inesgotáveis.Os anos não lhes gastam a nascente que a morte interrompe".

É isso mesmo.


http://www.youtube.com/watch?v=lkQhaXi0ACw

Interessada disse...

Dizem-me que hoje é o dia da voz

bea disse...

Interessada (12:09)

é que tenho mesmo pena de não ir. Mas ontem vinguei-me e ouvi tudo de rajada. Não é igual, mas não foi mau. Esse coro é extraordinário.
(7:39) e a mim me parece que a educação em Portugal é um bocado terceiro mundista. Estamos todos muito presos a um sistema que desrespeita as pessoas, não mistura tempos diferentes ou são exíguos demais. O mais do mesmo não é solução. Não é agradável deixar-se um mundo pior do que quando nele se entrou. Não se vê onde fizemos o quê.

Pedro

tens razão. É nada mesmo.
Alguma estupidez temos todos, não és excepção. Palhaço é palermice tua. toma tento, garoto.

Ímpio

confesso que não percebi tudo, mas a essência (não é fixe, essência?)sim; sou um forrest gump no feminino, como também sabes :)mandaram-me correr, corro.

Fiquem bem que vou correr.


Abraço todos

pedro disse...

Bea,

Nota-se que "á distância" ou "presencial" dá aso a muitos equivocos.

Se alguém tem tento (concerteza que muitos mais haverá). Eu deixo-me incluir neste grupo.

Quanto a estupidez! Lamento mas prolifera a olhos vistos. Ainda vai valendo o juizo de auto consciência. Porque de outra forma estávamos mesmos em vias de extinção.

Vê-se mesmo que não me conheces!

Mas também se me conhecesses não ias ter nehuma novidade. Desde miudo que me atrapalham os elásticos das máscaras.

Fora-de-Lei disse...

Eu cá já deixei de ver TV há muito tempo... ;-)

Interessada disse...

bea

Demos a liberdade de expressão, literacia e melhoria das condições de vida (come-se melhor,há direito à saúde).
Abrimos muitos horizontes.
Agora é que estamos a regredir.


Hoje deixo-vos leitura

Uma boa noite :D

Anfitrite disse...

Hoje estou assim:

http://www.youtube.com/watch?v=qc9_vcr4XQs

Este é em especial para o Pedro que adora Mar:

http://www.youtube.com/watch?v=fcAPNYwpIaY&list=UUvYtsIN9fqUI_ZzNGOvv9tg&index=9&feature=plcp

pedro disse...

Interessada,

Ou a fotografia de perfil é dos primórdios da fotografia a cores. Ou esqueçe-se que antes de mim, está você e antes de si estiveram outros. Mas se é para receber louros. Pode ficar com todos. No meu caso, perco o apetite de continuar.
Ainda hoje se falava ao jantar e recuamos uns 100 anos.
A primeira Republica não cumpriu os deus designios (decada de 1910). A ditadura que se seguio (foi pior a emenda que o soneto). O fim da segunda guerra (anos 50) deixou cair as esperanças e ilusões. E a Expo 98 (não sei se derivado ao tema, dá um mote para as primeiras decadas deste seculo (2000-2020).
Sem ser em ciclos regulares mas com alguma continuidade: (2060-2080), vamos estar a ouvir o mesmo. Como o FDL há razões que sobrem para estar desligado de modas. Há loopings giros outros, não!

;-)

Em relação ao post: hoje quando acordo, metade são génios a outra metade sabe disfarçar bem!

:)

Anfitrite disse...

FDLei,

Para quem não vê tv, está muito limitado na oferta. Já há muito tempo que tinha posto a mesma senhora aqui. Que, por sinal, parece que foi feita numa tábua de engomar.
De qualquer modo não exagere no controlo com o seu neto, se não, pela boca morre o peixe.

pedro disse...

Anfytrite!

Você "puxa" por mim e eu recomendo sem ler as instruções.

Como já lhe disse por vias travessas. Ao entrar no blogue, parei logo em si para além do horizonte.

Para o Dr. Julio, uma casa com vista para o mar. tem que ser rodeada de montanhas, um penedo no alto a lembrar um castelo e um pequeno riacho para brutar as brumas da fantasia.

Boa Noite e Durmam Bem.

P.S. Não façam isto em casa:

http://youtu.be/5YAWmGt3C24

(...)

Interessada disse...

Anfi

A propósito do “Two candles for two hearts” que aqui deixou, talvez a frase de Nadia Boulanger lhe sirva : ”pensar com o coração, sentir com o intelecto”

Um abraço.


João Pedro

Roubei-te um pouco do vídeo que a Anfi te deixou ;)
Penso que gosto tanto do mar quanto tu, e senti-me bem envolvida por aqueles campos de girassois e papoilas.

Não quero louros porque não me servem para nada.
E eu falava da minha geração e não de mim, se bem que estive envolvida em algumas coisas,com prejuizo próprio. Mas falo de prejuizo material, porque o que fiz repetiria hoje, embora com algumas correcções.
Sabes Pedro, os actos de amor são sempre auto compensatórios.
Deixo-te alguns links sobre o que escrevi

http://memoriacomhistoria.blogspot.pt/2009/04/campanhas-de-alfabetizacao-em-1974.html

http://www.25abril.org/a25abril/get_document.php?id=267

Quem se responsabiliza pelo que o futuro lhes reserva?

http://www.publico.pt/Local/longe-do-medico-sem-dinheiro-e-sem-transportes-1538728?all=1

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=31&did=58033

Interessada disse...

Como Os Reis Se Divertem

"Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón-Duas Sicilias, Rei de Espanha (e ainda, a crer nos seus títulos, de "reinos" como o de Jerusalém, de Nápoles, da Sicília, da Sardenha e das Índias Orientais e Ocidentais...), decidiu, cansado dos entediantes afazeres da realeza, divertir-se. E que melhor maneira de se divertir do que pegar numa carabina e matar elefantes?
O "Público online" divulgou uma fotografia do viril monarca, de falo significante na mão, posando orgulhosamente diante do cadáver prostrado de um elefante. A imagem ilustrava a triste notícia de que, durante um divertido safari no Botswana, o Rei caira e fracturara uma anca.
Juan Carlos tem especial apetência por armas, tendo estado envolvido na morte a tiro de seu irmão mais novo, Alfonso, no Estoril, segundo a versão oficial quando ambos limpavam um revólver que se terá disparado acidentalmente. O seu neto mais velho, de 13 anos, herdou-lhe a vocação e ainda há dias também se atingiu acidentalmente num pé (nas casas dos reis, ao contrário do que acontece nas casas dos súbditos, as crianças podem brincar com armas de fogo).
A Espanha tem 23,6% de desempregados (50,5% entre os jovens) e atravessa uma gravíssima crise económica, com um défice de 20 668 milhões de euros. Apesar disso, os contribuintes espanhóis pagam por ano 8,434 milhões para a Casa Real. Dá para muitos, muitos safaris. Tremam, elefantes e demais espécies protegidas."

( Manuel António Pina )

Impio Blasfemo disse...

Interessada

Não seja mazinha. Tinha alguma necessidade de dar o nº de 8,434 milhões para as despesas da Casa Real Espanhola? E agora o que será que o Aníbal vai dizer? Que Portugal deve voltar à monarquia?
Que com esse orçamento já conseguiria pagar as despesas pessoais? Que tem pena que D. Filipa de Vilhena tenha armado os filhos cavaleiros?
Abriu-lhe um enorme leque de dúvidas e isso é crueldade. Não se faz, não seja mazinha.

Abraço
Ímpio

Interessada disse...

Impio

Mas se raras vezes se engana...

pedro disse...

Interessada,

Não tenho resposta para essa pergunta.

andorinha disse...

Cêtê,

Ainda não estou bem on, venho só dar uma escapadela. Talvez sexta esteja tudo normal, I hope...

Ir ter com os anjinhos?????
Rica amiga me saíste...

Pedro,

Dizes à Cêtê para ela não ser mazinha. Isso é uma impossibilidade porque ela é assim mesmo, inveja o Glorioso e por isso fala como fala...
:)

Inté...

Anfitrite disse...

Inter:

Nunca consegui pôr o coração de lado, em nenhum dos meus actos. Por isso agora acusou uma isquémia.

Ainda não li tudo, mas sempre ouvi dizer, mas agora não estou para ir procurar, que a n/ pR têm-lhe atibuida uma verba superior ao "porque no te callas"?

E porque hoje estou triste resolvi enviar esta tristre, mas linda música:

http://www.youtube.com/watch?v=uB48op6la_g&feature=related


Mas já que estão a falar de coisas sérias, eu falo de graves.

Quando tiverem tempo, por favor, leiam este postal, de quem sabe o que diz. É só para nos prevenir-mos e não nos contentar-mos só com críticas.

http://jumento.blogspot.pt/2012/04/ja-passa-por-normal.html

Este senhor, bem apessoado, que vocês se devem lembrar bem dele, foi o que inspeccionou o caso "Joana", e que dizem ter dado uma sova à mãe para ela confessar, por isso ficou toda negra.
Por acaso subiu muito depressa na vida. Começou por ser segurança na "Judite", depois conseguiu entrar para agente, virou inspector, e agora já é director dum clube de futebol e que agora é acusado de ter incriminado um árbitro, com um depósito feito para o efeito.

Ah!...também é dono duma empresa privada de espionagem, por isso, não há quem lhe possa atirar pedras. Mas candidamente, para enganar o triste povo, o clube resolveu agora abrir-lhe um inquérito:(:(:(:(


Pedro,

Eu fui bem mandada. Eu nem dou um mergulho na banheira, mesmo que agarrada a um patinho de borracha amarelo.

Just for you:

http://www.youtube.com/watch?v=9_XD-zN3Jg8&feature=player_embedded#!

É favor dançares ao som da música com uma flute com champanhe, sem derramar.

Até ao meu regresso e boa noite.

pedro disse...

Anfy,

Sem derramar mas com paracetamol efervescente e água. Também tem piquinhos!

:)

Interessada disse...

Anfi

Gosto muito mais da Traviata e de Verdi, do que da Amália. Mas está bem, contento-me com o que me é dado ;)
Olhe que a minha oferta continua de pé-entendido?
E deixe-se de lamúrias que o Passos não autoriza.
Deixo-lhe duas boas massagens para o coração


http://www.youtube.com/watch?v=GebhZVKD214

http://www.youtube.com/watch?v=h9nE2spOw_o

Anfitrite disse...

Este tem mais balanço!
http://www.youtube.com/watch?v=bf5xbpmPcOk&context=C475ac51ADvjVQa1PpcFPvUBunhQJOy3ayuEOt4rQ7Erqm-iPkWV0=

pedro disse...

Anfy,

100 acrescentar, mais nada

Interessada disse...

Cruzei-me com ele de manhã e gostei do sonho.
Também porque não gosto de números tão redondinhos e exemplares ;)

Interessada disse...

101
ah, agora está mais rectilíneo.

Interessada disse...

Um sítio bonito onde nem todos eram génios.

bea disse...

Bonito porquê?

Interessada disse...

bea

Não discuto estética, mas também acho o local fascinante pelo que ele transmite, tal como diz Mary Beard.
Lamento que não tenha legendas.

Anfitrite disse...

dro,

Cem já é muito. Há quem não tenha nada.

Uma música e um homem perfeito

http://www.youtube.com/watch?v=wAsPIggMyno

Boa noite.

Como toda a gente tem medo de falar, apenas deixo estas notícias em achega ao que o professor disse ontem:

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Seguranca/Interior.aspx?content_id=2426217

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Seguranca/Interior.aspx?content_id=2420829

Bom descanso pra vocês, mas não se acomodem. Que não tem rabos de palha pode sempre falar.

http://www.youtube.com/watch?v=q0RjFhymjho&feature=fvw

bea disse...

O que transmite?

Interessada disse...

bea

É segredo.

bea disse...

Anphy

estou ficando com nojo. Agoniada. Parva de já nem me apetecer descobrir mais lama. Até a consciência das asneiras tem um limite. É que se tirarmos os trafulhas, os ladrões, os não sei quê que não prestam para nada mas não saem do poleiro...Portugal, é capaz de entrar em crise demográfica.

Mas quem sabe a respiração fosse mais leve.

Aquele fado da Amália, é terrível de feio; estava triste...entendemos :)

eu se triste, amorfizo. melhor calar-me, portanto.

portem-se mal dormindo bem

Anfitrite disse...

BEA

rEALMENTE VÊ-SE QUE ESTÁ MAL DISPOSTA. E é porque ninguém se querer agoniar, que se continua a varrer o lixo para baixo do tapete.
Se o cheiro se tornasse insuportável, talvez algúem se incomodasse. Mas todos gostamos de filosofar e falar de futilidades. Assim não vamos a lado nenhum.

Quanto ao fado tinha bom remédio: disligava o som, ou mudava de página. Pois eu considero dos fados mais lindos do nosso país. E só quem sofreu muito por amor pode escrever e cantar aquele fado.
Imagine se todos tivessemos o mesmo gosto!
Eu quando estou chateada gosto de embirrar com as pessoas. Pena é que agora só esteja triste e meio doente. Mas não se precupe com isso, porque eu sei que é uma mulher de armas e artes.

E também não se preocupe com o país, porque isto não tem mesmo solução. Salvar-se-ão alguns. Previsões só no fim do jogo.
Não ligue ao que dizem porque, neste momento, ninguém pode dizer o que se vai passar amanhã. Até é possível deixar de haver dinheiro, como moeda de troca. poderão fazer-se fortunas num momento, só jogando com milésimos de segundos, com dinheiro que não existe.

Sabe que os doentes com paramiloidose, continuam na lista de espera para transplantes de fígado, porque apesar de já haver um medicamento aprovado e com autorização para ser vendido, e que resolveria a maioria dos problemas desses doentes, o medicamento ainda não foi posto à venda porque a Pfizer ainda não está satisfeita com o preço.

Isto é para a animar.
Biépi

bea disse...

Anphy

não estou mal disposta :) Estou farta. Agoniada. Sim.
Nada que me faça desistir. Já disse que só a morte me desanima de todo. Do resto, pouco ou muito,o meu metabolismo é lento e intermitente.
Desanimo da espécie, mas não desanimo da sua totalidade. Aliás a crença até no inacreditável é o pedacinho de cortiça na bóia

E não. Não gostamos nada todos de filosofar. Aliás, nem sabemos. Considero os portugueses dos povos menos aptos para o efeito. Se diz filosofia em termos de teorias da banha da cobra, sim, seremos dos melhores.Não ofendamos a filosofia.

Peço desculpa se ofendi, não era meu propósito; não gosto de fado, gosto da voz de Amália quando jovem, cheia de meandros e recantos que encontro muito semelhante à própria vida. Os mesmos gostos seria uma sensaboria.
Bom Dia a todos!

thorazine disse...

Professor,
hoje à tarde tive na fontinha e não o vi por lá :P Aquilo é praticamente ao lado do seu consultório. Para quando um engajamento novamente na política a sério, política de terreno? :))

http://escoladafontinha.blogspot.pt/

thorazine disse...

Aqui está a estorinha da Es.Col.A para quem não conhece: http://vimeo.com/39829386

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Interessada disse...

thorazine

Obrigada por ter deixado o link.
Devolvo-lhe a amabilidade com este, embora não saiba se já conhece.
É longo, mas vale a pena ser visto ainda que, se necessário, por segmentos.

http://video.google.pt/videoplay?docid=-1437724226641382024

Anfitrite disse...

Bea,

Não tem nada de pedir desculpa. A única besta aqui sou eu. De tal maneira que até me enjoa o excesso de boas maneiras dos outros.
Eu como amiga da Sabedoria não percebo nada. O meu negócio são os números. Mas também gosto da palavra certa no lugar certo. Só que nasci debaixo dum calhau, mas mesmo assim consegui muito na vida, apesar de nunca ter sido feliz. Mas mesmo assim sinto-me de bem comigo. e nunca senti rancor de ninguém, apenas mágoa. E revolto-me muitas vezes por não ter forças para conseguir fazer mais.

Eu hoje sinto-me de tal maneira, que até me imolaria, se em meu lugar viesse alguém que pudesse por ordem neste mundo imundo.
Mas não adianta se até com Cristo eles fizeram negócio!

Como não podemos esquecer de lembrar, aqui vai um vídeo que já foi posto aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=GtHzQe2Ryow

É também como resposta à interessada. O Thora é um homem porreiro que está muito à frente de nós. Até nem gosta de salamaleques e está muito mais engajado do que nós.

Agora este para quem quiser pensar.

http://www.youtube.com/watch?v=bRdo7WXTVoM&feature=artistob&playnext=1&list=TLaMZGtn4Rsxc

citando Solnado: Façam o favor de ser felizes!

Anfitrite disse...

Thora,

Vi agora nas sic-n as imagens do que se passou na Escola. Espero que não tenha sido nem o ferido, nem dos presos, já que não disse mais nada.

É revoltante ver como a polícia está a investir sobre as pessoas. Só lá faltam os pastores alemães para parecerem bem mais raivosos do que a polícia de choque do estado novo.

Bea,

Para não me dizer que eu só lhe dou más notícias.

http://comunidade.xl.pt/JNegocios/blogs/massamonetaria/archive/2012/04/16/ocde-portugal-tem-um-dos-menores-desequil-237-brios-or-231-amentais-de-longo-prazo.aspx

Isto deve-se ao trabalho do tal josé de Paris de que não gosta nada.
Não sei se tem remorsos na consciência, por causa do seu voto.
Mas posso garantir-lhe que nunca vi governantes tão imbecis, tão ineptos, tão insensatatos e que estão a destruir o país sem terem a minima ideia do mal que estão a fazer. Estes sim que me metem nojo e que eu não posso nem ouvir.
Os bancos lixaram o José mas agora sofrem e fazem sofrer.
Há dinheiro para investigar o negociante de sucata, mas o governo não trasfere dinheiro para a Procuradoria, para investigarem o caso dos submarinos. Caso que já foi julgado na Alemanha e que chegaram à conclusão que houve suborno. Cá nem há dinheiro para as traduções para o alemão. E assim o governo consegue manietar a justiça, nos casos que lhe interessa que não seja mexidos.

Assim como foram ilibados todos do Caso Portucale, só os sobreiros é que nem tiveram a honra de morrer de pé. E ninguém deu ordem para os matar, mas o dinheiro entrou nas contas do CDS. E andamos todos iludidos porque não queremos pensar. limitamo-nos a ouvir as notícias mas não pensamos nelas.

Entretanto o PP tem orgasmos quando fala da ajuda à guiné-Bissau. Pensa como colonialista e esquece-se que quem manda lá são os cartéis da droga, e os portugueses que lá vivem muitos têm dupla nacionalidade, porque lhes dá jeito por muitas razões. As mulheres para virem parir, de borla e em boas condições, à MACosta. Outros por causa dos negócios ilícitos. Há lá tanta ilha isolada sem controlo algum, onde podem fazer o que querem.
E o ministro da defesa também ficou feliz, porque deram trabalho às corvetas e fragatas e uns p´remios de risco aos militares e gastou-se mais uns milhões em combustíveis e não só.
Inté

Anfitrite disse...

Como os títulos enganam!

http://www.ionline.pt/portugal/lei-foi-cumprida-escola-da-fontinha-esta-ruinas-entaipada

bea disse...

Bom Dia!!!

Anphy

Quem me educou não me falou sequer da palavra ódio e sempre me ensinou outras coisas; não sei o caminho, nem penso que aprendê-lo me seja útil. Como toda a gente, há coisas e pessoas a que sou indiferente porque as desconheço ou não me interessam, de que gosto mais ou menos e de que não gosto mesmo nada e por isso me são também desinteressantes. josé Sócrates está no último caso. Poderei dar a mão à palmatória se me enganei, reconhecer que, em alguns casos do seu caminho na política, o sujeito foi como que vilipendiado, que noutros fez coisas boas - até o execrável Salazar fez algumas, ninguém consegue prejudicar a tempo inteiro, não somos seres da totalidade, ainda quando o desejamos - . O que não inibe o facto de ser alguém em quem não me reconheço nem reconheci. Continuo a afirmar que o PS não tem por ora qualquer alternativa sustentada. Se tem, o povo desconhece. E seria conveniente uma mostra. Em política, são necessárias algumas certezas para que a intuição funcione.

Não tenho qualquer remorso sobre votos. Sou canhota de raíz. Além disso, as pessoas de lábios finos, estilo linha, dizia o meu querido professor de psicologia, são uns déspotas. Ou podem ser. Antes do 25 de Abril,demorava-se na análise das linhas do perfil de Salazar; se hoje, teria bastante material para.


Vou tentar ver o que por aqui foram deixando...

Thora...que andas fazendo que tanto nos tardas?

bea disse...

Anphy

Nunca foi feliz?!
Ora essa. Não há tal, em seres humanos. Suponho que noutros animais também não, dado que não sabem o que seja.

Pense lá bem, vá até ao fundinho de tudo; de certeza, encontra muitos momentos bons. Apesar da isquémia :) - tive de ir ao google - Não vou tão longe como imolar-me, mas julgo que faria alguma coisa que servisse para dar uma rota de esperança ao país.
É grave espezinhar a esperança de um povo.

Anphy, Melhorinhas.

Fiquem bem

pedro disse...

Como Portugal, não é só Lisboa, Porto e Coimbra:

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/barragem-foz-tua-manifesto-40-personalidades-tvi24/1341783-4071.html

Finalmente que chove. Espero um Maio soalheiro.

Por hoje é tudo!

Abraços

Interessada disse...

Na tentativa de que a Anfi fique mais contentinha com este vídeo, e sem salamaleques :))) digo eu....

http://vimeo.com/40477489

A Menina da Lua disse...

Interessada:)

Eu não sei se a Anfi vai gostar (espero que sim) mas eu ADOREI:) Que giro !fantástico!

Há muitas formas de concretizar sonhos...e a arte ajuda... principalmente o Cinema, onde pela primeira vez o homem tem ao seu alcance a possibilidade de criar sonhos...cujas realidades não sendo suas, tambem estão dentro de si...

A magia que vemos nas coisas fazem-nos criar novos sonhos...assim como os mitos transformam e iluminam a criatividade dum povo ou dum país.

Bom fim de semana para todos e Anfi olhe que a Bea tem razão; ninguem é assim infeliz e tal como ela diz: procure...lá fundo, vai ver, teve com toda a certeza momentos bem felizes. Anime-se!:)

Fiquem bem!

Manuel disse...

Boas músicas e bom fim-de-semana:

Haydn The Creation Die Schöpfung Davis, Matthews, Bostridge, Henschel 1of18
http://youtu.be/XCZMsuiJnR4

«Cantata n. 147 (Bach)»: Choral Jesus bleibet meine Freude
http://youtu.be/XbyWtyBr4Sk

Anfitrite disse...

Boa noite!

Vocês comovem-me e depois não vejo para escrever.

Bea,

Não, nunca fui feliz! Realmente tive alguns momentos agradáveis, sobretudo quando
consegui viajar. Fora isso, a responsabilidade nunca me deixou voar. Além disso também sempre sofri com o mal que vejo à minha volta. Na minha cabeça ainda estão vivos
momentos dolorosos que vivi desde sempre, e que a minha memória hoje ainda valoriza mais que na altura.
Todavia sinto-me bem comigo própria, só me arrependo do que não fiz. Como já disse não consigo guardar rancor e entre outras coisas simples era capaz de dar guarida se me aparecesse à porta, até quem me roubou e me fez muito mal. Mas talvez porque não tenha amado o suficiente, também não consigo odiar.
Pior que a isquémia também já tirei um melanoma, daqueles que não têm tratamento. Felizmente, depois da morte da minha mãe, andava tão enervada, que ficava com a cara irritada e vermelha.
Imagine que eu devo ter cara de cu, porque a médica mo foi descobrir na bochecha do rabo e que eu nunca tinha visto. Na semana seguinte, já estava, sozinha, a tirá-lo. E depois fui eu própia, levar o produto para análise. Passada uma semana a médica estava a telefonar-me, para confirmar o resultado e para marcar outra cirurgia, para limpar tudo à volta, e lá vou eu de novo, levar o produto para nova análise. Agora vou semestralmente às revisões e imagine que, no intervalo, já retirei outro, este só carcinoma, na Cuf de Cascais, porque a m/ médica não tinha vagas. Imagine que na Cuf, estive três meses à espera do resultado, porque perderam o resultado da análise. Depois de muito me mxer, telefona-me na véspera dos meus anos, uma enfermeira a dizer que eu tinha de ir à revisão porque já tinham passado três meses. Quando eu ainda não sabia o resultado, e a senhora só telefonou potque tinha vindo de férias e estava a fazer a revisãõ ao ficheiro e viu a segunda via que chegou entretanto. Não dogo mais nada porque ainda tenho coisas que me incomodam muito mais. Quando morrer não será de doença prolongada, mas de sofrimento prolongado. Por eu ser capaz de me expor aqui é que eu detesto hipocrisias.
Também nunca pude com pessoas de lábios finos. Os que conheço são mesmo cínicos e safados, e não sou descendente do Cesare Lombroso.
Já agora vou só dizer isto. E não é para a contrariar, é só porque tenho analisado números que conheço e por saber de outras situações. Para mim josé Sócrates foi o nosso melhor primeiro-ministro no contexto em que governou. Não o conheço, mas pode ter-se tornado arrogante, devido à grande contestação que sofreu. Não o compare com Salazar. Ele foi o que mais lutou por Portugal e por alguma
hoje ainda falam tanto mal dele. É que ele também cortou privilégios aos ricos. Ele hoje podia estar a viver de ricas reformas, que outros mais novos do que ele, e que passaram pela política estão a viver e a gozar connosco. Com ele preocupam-se por ele não recebe nada. Mas agora que os processos que lhe moveram são públicos e que toda a gente pode consultar, já não falam nisso, a não ser o c da manhã q ainda põe uns títulos fátuos. Como me preocupo com um cão faminto, preocupo-me que ele seja vítima de tanta inveja e injustiça.
Devo dizer-lhe que também sou sinistra, como chamam aos canhotos. E até passei a desenvolver a mão esquerda, porque, como de costume, antevi que ía ser operada à mão direita, quando nada o fazia supor. E é verdade o PS hoje não vale nada. Aquele espantalho, diz que se sente vinculado ao acordo da tríade, quando o governo está a ultrapassar tudo o que é crível, e foi por eles terem recusado o apoio ao PEC IV, porque diziam que as medidas de austeridade eram demais, que Sócrates teve de recorrer à ajuda.

até já...

Anfitrite disse...

continuação
E quando quiserem que eu fale da Islândia eu falo. Digo só que ela não pertence à UE, que tem moeda própia, que tem 300e tal mil habitantes, nem chega ao dobro do Concelho de Cascais, e que nunca mais vai voltar a crescer como no ínicio da década, porque quase esgotou as reservas de pesca e está a poluir o ambiemte mais do que qq país desenvolvido, para produzir gás, que 99% da população é alfabetizada e que trabalham que nem uns desalmados. Quando quiserem mais eu digo. Além disso o governo era neo-liberal. Agora está lá um de esquerda, mas será para queimar como foi sempre aqui o PS, pq o PC é maluco e para o BE está a acabar o caviar.

Irter,

Ainda não tive tempo de ver nada do que me dedicaram, porque eu quando comeco a ler tenho de responder logo, não meço as palavras, nem uso corrector.
Mas vi que é inteligente e que percebeu o que eu disse. Entende agora porque é que eu destesto as boas maneiras excessivas, sejam elas sinceras, ou falsas.`´E que eu vi gente
afastando-se de superiores hierárquicos curvando-se e de marcha atrás.

Já estou cansada. Obrigada Menina da Lua, apareça mais, que é para deixar isto mais doce. Obrigada pelo seu conselho, mas eu também farto-me de falar comigo, mas não ganho juízo.

Pedro,
nós precisamos de água para as barragens, estejam ela onde estiverem:)


Para todos um bom fim de semana.

http://www.youtube.com/watch?v=cj5vpflF0gQ&feature=related
E como está na moda o colonialismo, vejam o Império que nós tivemos

http://www.youtube.com/watch_popup?v=Rrx0W_5KmQo&vq=hd720
E como é fim de semana, que quiser e tiver tempo leiam esta entrevista, já com algum tempo, mas que abre olhos.

http://www.ionline.pt/mundo/john-perkins-portugal-esta-ser-assassinado-muitos-paises-terceiro-mundo-ja-foram

Impio Blasfemo disse...

Eh Murcónicos, então vamos lá alegrar!
Ahh, se nós tivéssemos mar.


Da crónica de João Quadros no Negócio On-Line:

"Os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE)
demonstram que o Pingo Doce (da Jerónimo Martins) e o Modelo Continente (do
grupo Sonae) estão entre os maiores importadores portugueses."
Porque é que estes dados não me causam admiração? Talvez porque, esta
semana, tive a oportunidade de verificar que a zona de frescos dos
supermercados parece uns jogos sem fronteiras de pescado e marisco.
Uma ONU do ultra-congelado. Eu explico.

Por alto, vi: camarão do Equador, burrié da Irlanda, perca egípcia,
sapateira de Madagáscar, polvo marroquino, berbigão das Fidji, abrótea do
Haiti... Uma pessoa chega a sentir vergonha por haver marisco mais viajado
que nós. Eu não tenho vontade de comer uma abrótea que veio do Haiti ou um
berbigão que veio das exóticas Fidji. Para mim, tudo o que fica a mais de
2.000 quilómetros de casa é exótico. Eu sou curioso, tenho vontade de falar
com o berbigão, tenho curiosidade de saber como é que é o país dele, se a
água é quente, se tem irmãs, etc.

Vamos lá ver. Uma pessoa vai ao supermercado comprar duas cabeças de
pescada, não tem de sentir que não conhece o mundo. Não é saudável ter
inveja de uma gamba. Uma dona de casa vai fazer compras e fica a chorar
junto do linguado de Cuba, porque se lembra que foi tão feliz na lua-de-mel
em Havana e agora já nem a Badajoz vai. Não se faz. E é desagradável
constatar que o tamboril (da Escócia) fez mais quilómetros para ali chegar
que os que vamos fazer durante todo o ano.
Há quem acabe por levar peixe-espada do Quénia só para ter alguém
interessante e viajado lá em casa. Eu vi perca egípcia em Telheiras... fica
estranho. Perca egípcia soa a Hercule Poirot e Morte no Nilo. A minha mãe
olha para uma perca egípcia e esquece que está num supermercado e
imagina-se no Museu do Cairo e esquece-se das compras.
Fica ali a sonhar, no gelo, capaz de se constipar.

Deixei para o fim o polvo marroquino. É complicado pedir polvo marroquino,
assim às claras. Eu não consigo perguntar: "tem polvo marroquino?", sem
olhar à volta a ver se vem lá polícia. "Queria quinhentos de polvo
marroquino" - tem de ser dito em voz mais baixa e rouca. Acabei por optar
por robalo de Chernobyl para o almoço. Não há nada como umas coxinhas de
robalo de Chernobyl.

Eu, às vezes penso: o que não poupávamos se Portugal tivesse mar."


Abraços
Ímpio

rainbow disse...

Boa noite:)

Anfi,

Não concordo com o que referiu: que as pessoas ouvem as notícias e não pensam nelas.

Por exemplo, a notícia das recentes nomeações para o TC anda na minha cabeça há dias.
Um dos livros que habita cá em casa é a Constituição. Só de pensar na hipótese tão apelativa para a direita da revisão constitucional, me arrepia e revolta.
Você, melhor do que eu, sabe as consequências que daí viriam.
E todos nós sabemos que muitas das medidas deste governo são anti-constituicionais.
Não é só você que pensa nas desgraças que vão acontecendo neste país. Mas todos nós somos diferentes.
Eu sou uma realista-optimista e tenho a mania de pensar,( e citando Ricardo A. Pereira), que a minha existência é apenas um grãozinho de areia na eternidade. E isto não é filosofia barata, ou futilidade, é um facto.
O que não invalida tomar posições políticas e de cidadania. Uma coisa não é incompatível com a outra. Pelo menos, enquanto este grãozinho habitar este Planeta.
As suas melhoras.

Deixo-vos esta ilusão:

http://www.youtube.com/watch?v=rB75Ofz8B7M

Bons sonhos para todos

rainbow disse...

Ímpio,

Ainda há os perceves de Sagres:)

Interessada disse...

Menina

Fiquei radiante por se ter encantado com o Jetman de 4 turbinas. Também acho que deve ser maravilhoso, se bem que me pareça que deve dar mais prazer com menos velocidade.
Não percebi a frase que passo a transcrever: "o Cinema, onde pela primeira vez o homem tem ao seu alcance a possibilidade de criar sonhos...". pela 1ª vez??????
Se gosta de sonhar não deixe de ver o filme "O Exótico Hotel Marigold". É uma comédia inglesa muito graciosa que está nos cinemas, mas que também consegue por download na internet.
Deixo-lhe o link para o trailer
http://www.imdb.com/title/tt1412386/
É passado na Índia, e como tem muita cor, é de se ver em écran grande; como de resto qualquer coisa que se chame cinema :)

Ímpio

Hehehe, o que não poupávamos se Portugal tivesse mar -ontem estive para pôr isso aqui.

Manuel

Desta vez sou eu que lhe agradeço a inspiração.
Um dos tenores de quem gosto muito é Ian Bostridge, um dos cantores líricos da Criação de Hayden com que nos presenteou.
Não sei se se recorda de um vídeo com ele, que em tempos aqui deixei para a Pamina.
Vou colocá-lo novamente, bem como a continuação do seu :)

Anfitrite disse...

Impio,

Se visse a reportagem que eu vi, no outro dia, nunca mais comia marisco.

Como são lindas as gambas e as lagostas criadas nos rios de merda do Bangladesh. Sabe que por aqueles lados não há latrinas e as pessoas até defecam num comboio em andamento.
Os rios quase que são sólidos. Depois são congelados e manuseados em armazéns, bem piores que os nossos chiqueiros antigos. Depois com as aparas e os rabos fazem as saborosas delícias do mar, que nós aqui adoramos para fazer salada russa, etc. Marisco este que é exportado para todo o mundo, até para os EUA.
Entretanto nós aqui vamos abataer milhões de galinhas, porque a UE, não nos dá mais tempo de espera, para fazerem as suites para as galinhas. Depois passaremos a importar ovos, uma das poucas coisas que exportávamos, porque eramos excedentários. Entretanto não utizamos os fundos comunitários porque não quisemos, ou não pudemos entrar com a quota.parte nacional. E como está tudo em baixa surgem OPAs que se fartam e o país está sendo vendido a retalho e em saldo.

Mas não desanime porque entretando os espanhóis vão arrebanhando tudo que há na nossa costa, não sei par que compraram os submarinos. Vai aumentar a zona económica exclusiva, não sei para quê. Será para sermos invadidos pela invencível armada?

Entretanto distraia-se com imagens, algo futuristas, e oiça boa música.

http://tebe-interesno.livejournal.com/?skip=13

Interessada disse...

Anfi

Há 40 anos atrás, era assim nas linhas férreas portuguesas.

Interessada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Interessada disse...

Em que pensam eles

pedro disse...

Anfitrite,

Como poderia "eu" lhe tirar a "razão". Faz parte de si.

Se houvesse uns cammons a ir pela estrada sem ser numa de racing. Concerteza que os 0,1% da energia produzida pela barragem do Tua nem chegava a ser residual. Além de que com estes cammons é menos seguro andar na estrada ou arrabaldes doque ter uma corda ao pescoço. A noticia de hoje fala que o numero de suicidos em 2010 foi maior que o numero de mortes na estrada. Como a noticia tem que "bater", concerteza que se esqueçeram das mortes que acontecem após os acidentes, já fora das estradas.

Como poderia "eu" lhe tirar a razão?!

Mas prontos: construa-se um "dique" de Cascais á Arrábida. Além de acabar com os problemas da capital, podia-se associar um sistema de aproveitamento das marés e andavamos todos a pilhas.

Anfitrite disse...

Pedro,

Há uma coisa que me faz confusão. É que sendo a maior parte do globo composta por água, como é que se fala em falta de água. Deve ser um grande mistério e ainda não me deu para investigar. É tão fácil dessalinizar água. Os espanhóis já o fazem e nós andamos aqui feitos parvos, como sempre. Ainda por cima construimos a MAIOR barragem, que ainda está em grande parte por aproveitar, mas que está cheia de água que chegou ao fim do ciclo, depois de ler lavado todos os produtos radioactivos das centrais nucleares espanholas e não só, e que até contamina os produtos que rega.
De que me servea razão? Eu preferia estar errada.

Anfitrite disse...

Inter,

Mas nós era por um buraco. Eles vão pendurados nas nas carruagens e todos apanham com ela em cima.

pedro disse...

Rain,

Concordo com a Anfy.
Se qualquer um de nós estivesse privado de informação para massas durante 10 ou 20 anos. Era como as telenovelas: só os atores é que mudavam, o enrredo é sempre o mesmo.

E questiono-me "eu"!
No tempo da velha senhora, foram os caminhos de ferro. Nos tempos da nova senhora, pouco falata para ir ao café de autoestrada e muitas delas, mal construidas ou tiveram que ser construidas 2 vezes.

Não sei porquê? Mas acabamos sempre no mesmo desde que ganhmos algum orgulho. Já não não chegava enriquecer a Flandres com as especiarias do Oriente e encher vilas e cidades de talha dourada para continuarmos uns autênticos palermas.

Ainda vão resistindo alguns resistentes por esse Portugal fora e preservar ou coexistir com oque nos faz portugueses: "um jardim á beira mar plantado"

Afunde-se o país e viramos uma especie de Caraibas da Peninsula. Dificil mudar o nome. Talvez: arquipelago de Portugal. Com os Açores, a Madeira, a ilha do Gerêz e da Estrela.

Anfy,

O Mexia: agradece!

pedro disse...

Anfy,

Há uma coisa que me orgulho deste Portugal: são o brandos costumes. Porque encontrar um minimo denominador comum entre a Grécia e a Islândia, talvez seja mesmo impossivel.
Continua-se assim: a chover no molhado. E como somos piegas, talvez isso jogue a nosso favor. Vê-se o exemplo de outros lugares em que o sol banha as pessoas de resiliência e em termos de coerência, deixam muito a desejar.
O gemido alivia a dor e tristezas não pagam dividas.

E fico-me por aqui: não para, não dizer asneiras mas porque me falta tempo.

Interessada disse...

Para quem esteja interessado, vou deixar o link para um vídeo que é uma adenda ao que deixei ontem ao thorazine.


http://video.google.pt/videoplay?docid=-2996112039116116532

Anfitrite disse...

Rain,
Ainda não tinha reparado no seu comentário. Venho aqui aos solavancos, respondo ao último e só com tempo e que faço a revisão.
O que se está a passar com o TC é a maior das vergonhas. Num orgão que deve zelar pela Constituição, agora são os partidos que indicam os juízes. Ainda por cima estão à espera da nomeação deste para decidirem sobre os recursos que lá têm. Segundo se diz com os que lá estão as medidas tomadas pelo governo eram consideradas inconstituicionais, por isso se está a passar esta pouca vergonha toda e devem estar em manobras para arranjar(ou comprar) um que desempate. Talvez seja por isso que o outro como é Maçon, e agora andam em cima deles, não tenha podido prometer nada e resolveu desistir. Se eles tem feito o que têm com esta Constituição, o que será que nos vai acontecer depois. Agora até o estúpido do inseguro, Quer que o limite do défice seja aprovado apenas com uma maioria simples e posto na lei do Orçamento. Isto quer dizer que nunca mais nos entenderemos, porque se vier outro governo, só uma qq. maioria pode alterar tudo outra vez. Embora eu ache que não deveria figurar em lado nenhum. Os alemães e os franceses foram os primeiros a não cumprir limites e nunca foram penalizados.Agora até já querem por fronteiras nos países mais débeis. Isto para eles importarem os especialistas e nós ficarmos com a ralé. E o qwue mais me preocupa é o ranhoso do seu vizinho. A esse é que me apetecia mesmo partir-lhe o focinho em frente à televisão, mas de modo que ele tivesse que ser substituido.

Que pena eu não gostar de perceves. Nunca fui capaz de provar. Mas ainda sou do tempo em que apanhava conquinlhas à beira mar. Sabe que eu sou algarvia de gema e tomei muitos banhos ao colo de minha mãe a berrar que nem uma cabra.
Vou me calar..

http://www.youtube.com/watch?v=yFTvbcNhEgc

hasta mañana


Pedro inho,

Eu gosto de brandos costumes, mas não gosto de ver ninguém abusar de outrem. Nunca vi tanta gente a roubar quem trabalha.
Realmente não há comparação entre a Grécia e a Islândia, nem connosco, nem com a Irlanda, mas não é pela situação económica. É porque somos mesmo diferentes. Economicamente a Irlanda está pior que nós, mas como são do grupo inglês, aquilo está tudo em família e vão colocando a sua dívida num circulo vicioso entre eles, mas qualquer dia a bolha rebenta outra vez. E como eles têm referendo para tudo têm-lhe feito umas concessões, mas não é por muito tempo.

Se calhar o Mexia sabe mais do que a gente pensa. Eles querem é que o segredo fique entre eles. Ele também sabe o que se passa aqui:

http://www.youtube.com/embed/2yL7t0j_4tQ

fica bem

rainbow disse...

Bom dia per tutti:)

Vamos lá a animar:

http://www.youtube.com/watch?v=frRUbGVvQg4

Anfi,

"...Se eles tem feito o que têm com esta Constituição, o que será que nos vai acontecer depois..."

É isso que me preocupa, serem os partidos a nomearem os juízes.
Merci bien pela música que me deixou. Gostei muito. Abraço.

Um bom fim de semana para todos

rainbow disse...

Anfi,

Só agora reparei: você não gosta de perceves, ou pior ainda, nunca foi capaz de provar perceves? Não merece o ar que respira:))
É das coisas mais deliciosas, sabe a mar.

Inté...

Interessada disse...

Cá está ele novamente, com novas imagens

http://www.youtube.com/watch?v=dDY89LYxK0w

andorinha disse...

Boa tarde:)

Ainda de fugida, só para dizer que não desertei e que vos estive a ler a todos. Há coisas importantíssimas que são ditas que não tenho agora tempo de especificar.
Mas concordo com muito do que foi escrito pela Anfy, pela Rain e Bea. Também sou canhota, aliás sou supercanhota:) e há dias em que "rebento".

Anfy,

Desejo sinceramente que tudo te corra bem. Aprendi a gostar de ti mulher, gosto dessa franqueza à flor da pele.

A partir de segunda já espero poder participar nas conversas, finalmente.

Fiquem bem. Bom fds:)

Anfitrite disse...

FORA DE LEI!!!!


Hoje estamos duplamente de parabéns.

Quem me dera ser capaz de atingir aquela velocidade e na direcção exacta. Vá tratando dos bilhetes porque se o Real tiver a taça garantida eu vou ao jogo final.

Anfitrite disse...

Hey malta:)

Acordem! Movam esses dedos. Oiçam o melhot guitarrista.

http://www.youtube.com/watch?v=AOsgv_X_cV8

bea disse...

Gente, vocês estão a fazer um diário do que vai mal em Portugal, mas garanto que não conseguem apanhar tudo. Leio e dá-me uma veneta parva. Se tivesse uma pá do forno à mão era expulsá-los à pazada. Ou com a caçadeira, o que atarda o processo que tenho primeiro que aprender a atirar e de seguida a acertar. Dantes a gente pensava que as leis eram leis e se cumpriam por isso mesmo, mas agora já não sabemos o que vai fazer o tribunal constitucional ou a quem obedece. E isto me parece muito contra a constituição.
Lembrei-me de Lobo Antunes numa entrevista: “A situação dos portugueses é infame e indigna-me, não consigo perdoar à classe política e aos grupos económicos; como confiar quando quem nos fala não é confiável e a cultura que propõem é apavorante? Não senti amor nos poucos governantes que conheci. Provocam o afastamento do povo. Os políticos temem a cultura.”
Um pleno

bea disse...

Anphy

tem pancada de cancros? e depois é sempre em grande. Bolas! o que vale é que a wikipédia tem tudo :) Eu…tem a certeza que um psiquiatra não? Um psicólogo, sei lá. E alguém que lhe ponha as doenças em linha, as análises, os timings… quer que lhe faça um calendário? Gosto de fazer horários. Não pode andar assim sozinha; no meio de tanta doença ainda se perde. E estou como o Ímpio que estava com veia de anfitrite, se é pouco elegante estar a olhar para um carapau da Sibéria, imagine o que é não conseguir desenvencilhar-se desse entrelaçado patológico. Não pode. Quanto à geografia…não se pode sentar e deita-se de barriga para baixo. Ah, e deve fazer o penso com um espelho.

Rain

Sorry Rain, os perceves são intenso de mar, tb não me atraem. Fiquei um bocado indisposta com aquela história do marisco indiano. Isso é verdade verdadinha? Na minha praia há conquilhas e peixes a passar todos contentes enquanto tomamos banho. Uma rebaldaria. Asseada :)

E vou agradecer o “sugar, sugar” já não sei a quem, que ouvi não sei quando que não foi hoje e tinha um desenho animado bué fixe. À maneira.

bea disse...

Anphy

vai ao jogo do real Madrid?! Tão doentinha de tudo e põe-se a fazer coisas destas. Pronto, tá bem,fica de pé. Por causa das coisas,também pode prender o melanoma ao pé da mesa antes de partir. E vai descansadinha

Bom domingo a todos.

pedro disse...

Anfy,

Tenho reparado que tem andado a destribuir sorrisos. Ou não estava atento ou alguma coisinha mudou!

Quanto ao post. Lembro-me que Agostinho da Silva dizia que desde que cada um existe veio para trazer qualquer coisa nova. Depois caimos em novidades, obsoletas.
Espero que estas vos entusias-me para esse designio, que além de novo procura a intemporalidade:

http://water-inside.blogspot.pt/

E vou andando a vos chatear com mais picks.

Uma Boa Noite Para Todos

(comentem aqui/nunca foi minha intenção, fazer concorrência/e uma imagem vale mais que mil comentários)

Vou atualizando. Porque me faltam palavras!

bea disse...

Pedro

já tinha visto várias das tuas fotos :) Vê tu que gostei particularmente da dos pinheiros cheios de pinhas, no meio da rocha. Crescem por entre o intransponível da pedra, tentáculos que a abraçam engalfinhados, dedos que se prolongam até palpar o pão que comem.
A força com que a natureza se sustenta atordoa.

Ontem vi as fotos do 25 de Abril de Eduardo Gageiro. Não é só o arquivo de um tempo. Está o sonho, o sentimento ativo de quem se alegrou sem inteira consciência, de quem um escuro sofrimento e enfim o dia claro, de quem ousou e se comoveu com a ousadia. Mas sobretudo há uma espécie de luz em que cada um se dissolveu, uma esperança que se atualizou e surpreendeu até os que pensavam estar preparados para a ela. Naquela gente vejo o que Pessoa julgou impossível: "ter e continuar desejando".

Bom Dia :)