segunda-feira, dezembro 31, 2012

Com passas. Uvas, claro:).

Vocês sabem que não acredito em alegria ou mudanças com data marcada, mas acredito na gratidão - obrigado por tudo e um 2013 o melhor possível, gente.

158 comentários:

rainbow disse...


Obrigada, igualmente para si:)
Abraço

Fora-de-Lei disse...

Porque o zé povinho a tudo se submete, é expectável um ano de 2013 ainda pior do que aquele que agora termina. De qualquer forma, para todos vocês os meus votos de Feliz Ano Novo.

ana disse...

obrigada! com a coluna direita ;)
Bom ano professor!

Pecola disse...

Um excelente 2013!

Manuel disse...

Para quem não foi ao clip de música da ana, aqui fica, excepcional:

«Maintenant, je sais»: Jean Gabin
http://youtu.be/orDR4JA91F4

P. S. Estava tão esperançado em que a corrupção acabasse em Portugal, com o novo Acordo Ortográfico só tínhamos corrução, mas a Dilma tramou-me, suspendeu a entrada em vigor daquela tralha até 2016, salvo erro.

Bom 2013, mesmo com corrupção.


João Pedro Barbosa disse...

"acredito na gratidão"

Eu nem abro o link do FDL! Hoje estive a chás!!!

Pedro disse...

bea,

Muitas passas e alfarrobas!

Caidê disse...

Agora, sim!

Está quase na hora da transição.

Havemos de lá chegar!

Que na vossa ceia de hoje não falte o doce pão da saúde, da força, da ternura, da solidariedade e da capacidade para continuar de coluna direita a querer e poder SER FELIZ!

Abraço para todo o mundo.

Caidê disse...

Com gratidão e reciprocidade se faz um Ano Novo e um Mundo Novo também. Se não nos faltar a alma...Bem hajam em 2013.

Anfitrite disse...


Nada do que é feito com hora e data marcadas tem o sabor da sinceridade e da espontaneidade.

Com dificuldade cheguei a 2013 e a todos desejo que não vos falte a Esperança e a Paz da revolta por ter cumprido o dever.

E agora também sei,e digo-o porque nunca engoli sapos, porque é que estamos assim. Fui ver o blogue do novo pseudónimo, que por aqui apareceu, desejando um excelente 2013, quando a jovem se está a rir do mal dos outros, porque não foi bem servida. O meu desejo é que tenha de servir os outros HUMILDEMENTE...

Gratidão Professor?!!!
Para me irem levar e buscar ao Hospital, paguei 150€, quando toda a minha vida tenho sido motorista dos outros...

Desculpai o desabafo, mas não cabe mais nada cá dentro, agora.

Quanto ao AO eu sabia que isso ía acontecer, mas como nós somos servilistas, temos que ser logo os primeiros a obedecer, até utilizando a língua dos outros, em vez da nossa. Os livreiros agradecem até porque o AO sempre foi um nado-morto.

http://www.youtube.com/watch?v=pkOBGeMYtys

Caminhos sem fim

Letra: Maria Rita de Carvalho
Música: Júlio Proença
Repertório: Maria Teresa de Noronha
Notas: Fado Proença

(Um fado para mim muito especial)

Um abraço do tamnho do que envolveu a Casa da Música e, podem crer, que apesar da tristeza, desejo-vos tudo de bom.

Anfitrite disse...

http://www.publico.pt/opiniao#bartoon

bea disse...

BOM ANO A TODOS!
Que consigamos arrumar 2013 e não sejamos arrumados por ele.

Obrigada nós, professor. Quero dizer, eu.
Oxalá que um 2013 de gente, que esta malta do governo e afins se esquece que todos somos pessoas.

João Pedro

O link do Fora de Lei é bem bonito. Enya tem voz de tempo e canta-o assim. Perdeste em não abrir. Abri o teu. O chá ajuda, já disse.

Na minha terra, alfarroba dá-se aos burros. A minha mãe nunca pensou em ma dar de modos que não me habituei. Também não curto estar a comer passas de castigo. Gosto mesmo é de uvas.
Bom ano também para ti :)

Anphy

“Nada do que é feito com hora e data marcadas tem o sabor da sinceridade e da espontaneidade”

Meu deus Anphy, bem sabe que ao generalizar retira a verdade que existe na expressão.

Muito obrigada pelo abraço de envolver a casa da música, cabemos todos, espaçoso :)

Melhorinhas. Também do humor. Descaminho-me demais a guiar, mas se precisar, levo-a. Não cobro, mas não sei é se chegamos ao destino.:)

durmam bem

Bartolomeu disse...

Sintonizo a "onda", professor Júlio.
Também não acredito (roubaram-me os motivos para creditar) em alegrias anunciadas para tempos; contados em tempo.
Tal como no "A Colónia Penal" de Kafka, estamos a ser condenados à morte por uma "máquina absurda", sem tão pouco conhecermos o crime que cometemos... talvez seja o de existirmos num tempo indevido.
Resta-nos, como diz, alimentar a gratidão, para poder continuar a creditar que a Humanidade ainda tem o poder de destruir máquinas alienadas e aliatórias.

Caidê disse...

Boa tarde!
http://www.youtube.com/watch?v=SXcTHNMBWms

rainbow disse...


Subscrevo muitas das coisas que foram ditas aqui.
Não acredito em alegria com data marcada, que 2013 poderá ser pior, que estamos a ser castigados sem sabermos o crime que cometemos.
Mas... há sempre uma luzinha ao fundo do túnel. E o nosso capital de esperança é infindável. Importa passarmos das palavras à acção e sermos firmes naquilo que queremos e naquilo que não queremos.

Bom Ano Para Todos
aqui dos trópicos:)

http://www.youtube.com/watch?v=EGLSk3AVcUU

Caidê disse...

Pedro
Passas foram 12 mais uma que era o 13º mês e mais outra para o 14º :))).
A propósito, alfarrobaste o teu mail?! Recebi um "delivery"!...???
Para ti:
http://www.youtube.com/watch?v=nolnTeXt8TE

Rain
Se os Trópicos não desistem os (Republicanos) da Avª da Liberdade também não se rendem :)))
Para ti:
http://www.youtube.com/watch?v=1a3nycaUkA0


Cê Tê
Para ti :)))):
http://www.youtube.com/watch?v=BzONmDvWXiU

Bea
Vem do post anterior, e juro que não traduzo, mas uma História de Amor sempre me pareceu bonita:
http://www.youtube.com/watch?v=iCG3gfuUh0M

Anphy
Para si:
http://www.youtube.com/watch?v=HgkowHa2jZ4

Manuel
Para si:
http://www.youtube.com/watch?v=RA7Zp0S5Jm4

Andorinha
Para ti:
http://www.youtube.com/watch?v=N6iL11qUAKQ

Professor
Para si:
http://www.youtube.com/watch?v=qx3EQQQ6yjM

Ana
Para ti:
http://www.youtube.com/watch?v=XkZJDxy_tWs

Menina
Para si:
http://www.youtube.com/watch?v=6hTVG3qC4RE

Cycle:
À toi même
http://www.youtube.com/watch?v=egFUMfiqMis

Bart
:)))
Para ti:
http://www.youtube.com/watch?v=4t9Zo3WkmPA

Impio
Para ti:
http://www.youtube.com/watch?v=3WneAM2F0aY

E foram as prendas do Dia de Reis com uns fusos horários de diferença :)))

Caidê disse...

FDL
Me perdoa!
A gente não interativa, pá!
http://www.youtube.com/watch?v=D-q3jaELQeo

Bartolomeu disse...

Thank You, Caidê!
And a very, very, very, good new year to you!
;))

Pedro disse...

Bart,

A piscar o olho! Pareces o Camões!

rainbow disse...


Caidê, a generosa:)

Muito querida nos presentes:)
Thank you for mine, so beautifull and romantic, a bit unrealistic, and yet...
Isto já é o sono, não ligues:)


Bons sonhos para todos

http://www.youtube.com/watch?v=PA0NU-cbeyU

Cê_Tê ;) disse...

Ora boooolas! Eu a imaginá-lo de cachimbo...;)

Beeeemmm

Um ano cheio de milagres.
(Já que em termos sociais não são esperadas reencarnações da Padeira da Aljubarrota então que apareça Alguém e que seja suficientemente hábil para ao menos recuperarmos um feriado.)

Parvoíces à parte- que ao menos não nos falte saúde e hu-A-mor;)

Abraço para partilhar com todos (já que o bacalhau, para muito já era)

(Caidê adorei! Bjnhs)



JFR disse...

Desejo um Bom Ano ao Prof Júlio e a todos os Murcónicos que por aqui vão passando e deixando algo de seu.

bea disse...

Lindas as propostas musicais que já ouvi. Falta o resto.

Moustaki queixa-se? Ou constata. Ou ambas. A voz de Josh Groban é algo terapêutica

Caidê

Não tive tempo para o resto, mas tenho umas bainhas para alinhavar e com música ficam mais a direito. Obrigada pela Casária que deus tem:)

Então, mas...afinal só eu é que acredito em alegrias com data marcada. Deixa, acredito à mesma, quero lá saber. E também não se entende, se este dia fosse o modelo dos outros muito preguiçávamos todo o ano. É que é mesmo um desacerto. Nem com as horas nos encontramos.

Fiquem bem. je suis en retard para o sommeil de beauté.

Anfitrite disse...

É bonito de se ver!

http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/banca___financas/detalhe/divida_de_vitor_baia_ao_bpn_passou_para_o_estado.html


Caidê me aguarde...

Pedro disse...

Como diz o Sr Constantino,

Para melhor sempre!

Um ano com muitos Grande Debate´s!

Eu promrti voltar ao vosso convivio só na Cstanheira mas não resisti á tentação do Jùlio.

Uma boa madrugada!

(isto não é para mim / já todos me tiraram a pinta)

Vou começar a dar-vos notícias pelo canal Panda!

Pedro disse...

O Amor é de hoje.
Está vivo.
E recomenda-se.

cycle disse...

Com passas. Figos, claro :)

Também não acredito em nada disso, mas acredito em tudo isso :)

Obrigada!

A Menina da Lua disse...

Professor

A gratidão é bonito sim! principalmente quem na contabilidade do deve e haver, pede pouco e dá mais aos outros...
Penso que não se deve colocar nos outros demasiadas expectativas, torna mais difícil a desilusão e mais fácil a gratidão que tem sempre muita força para ambos os lados...

Caidé!:)

Muito obrigada pela sua escolha, já não os ouvia há anos!:) e concordo com a Rain; foi muito querida nos presentes!:)

Anphy:)

Seja bem aparecida! Desejo-lhe que este ano tudo possa ser melhor para si...mas tem de acreditar viu!:)

Bart

"A Colónia Penal de Kafka"!!?? Credo!:)
Anime-se homem! vai ver que este ano é que é!:))

Bartolomeu disse...

Mas que seja de uma vez, A Menina da Lua!
Porque isto assim... às pinguinhas, sempre cada dia mais fundo, está a tirar-nos o ânimo para após o estoiro inevitável, voltarmos a colocar as pecinhas todas nos sítios certos.

bea disse...

Bom Dia :)
é provável que esteja um tanto desalinhada do pessoal, mas foi o que saiu.

"Às vezes somos um tanto estúpidos. Um quê de emproados neste viver aflito de não sermos quem queremos, não termos o que desejamos, nos fugir a felicidade instante a que aspiramos. E esquecemos o importante de estar vivo. De ser. Nem que como uma lagartita das couves. Ser. Estar. E se bate funda esta certeza, a mente ainda incrédula do inegável, agradecemos.

Estar vivo é um milagre que se repete diário, e nós distraídos, a olhar para outro lado, a ver as sombras sem atentar que os cinzas são ainda cor, nos descansam do colorido multiforme, pertencem à paisagem iluminada onde existimos e que não é fotografia. É vida, palpita. Com mais ou menos luz, com e sem nuvens. Existimos. Em glória de poros e células ainda vivas, com vezes de nos atirarem à cara queixas de incompreensão, como se entre nós e o corpo uma barreira de som e logo velocidades diferentes, e ele, “não acompanho, não acompanho, ora bolas para isto dantes é que era”. E o nosso todo maior que a soma das partes, mas a depender dela. E dantes é como nas histórias, passou. E julgo que a serenidade seja só isso, não apenas o aceitar o corpo e a vida que se tem dentro dele, mas desejá-los assim. Como se os anos nos tragam um estar diferente e outro se não deseje. É tão só uma sintonia.

E também por isso aqui estamos. De certa forma, uns com os outros. Certeza muito grata ao meu coração. Bem hajam :)
(deu-me para aqui)

um beijinho a todos e tb um abraço à Anphy que precisa. faz-lhe falta. e isso.

Pedro disse...

Anphy,

Vendo abraços a 0€ mas não pago despesas de custo sem selo de circulação!

Deu-me para aqui.

Caidê,

Não estou inspirado para te deixar uma prenda mas saber que chegas bem é uma surpresa que partilho contigo.

Prenda de Deus,

You are the best!

P.S. Se me esqueci de alguém, foi depropósito:).

Pedro disse...

E para o ùnico herdeiro do Murcon que parece estar nas mãos de Deus e se o Woody me autorizar a agradar a todos mesmo que seja essa a chave do insucesso. Fico tranquilo, não sou o primeiro.

Pink Floyd - The Dark Side of the Moon (1973) [Full Album] (HD 1080p)

https://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=328WhjAXpcs

cycle disse...

bea,
just for you

http://www.youtube.com/watch?v=PbgKEjNBHqM

cycle disse...

ai Pedro, Pedro... andaste a ber as fotos do meu vlogue :))))

Pedro disse...

Não fui mas vou ver!

Caidê disse...

Menina
Obrigada :))

Pedro
It's not true. Youuuuuu are the best !:))) E a despropósito desalfarrobaste ou quê? :)))E fico-me pelos Pink !

Rain
Escolhi para ti "Sempre" (algo de teu que me ficara na memória e tb gostei do filme, claro). Mantovani já é tique meu :))). E tu não vês que a arte não tem de ser realista? Mas é Arte Romântica, sim. Arte não questiono, já quanto a certos artistas .... :))) Olha, ou calha serem muito ou pouco românticos :)))

Anphy
Fui abrir o link e é claro como água limpa que é por causa dessas e doutras que vivemos na época dos austeros.

Bea
Cesária e "História de Amor" - cá para mim era dose para desalinhavar tudo! :)))

Cê Tê
Pois! Ai, as cordas!...

Vou ali buscar um tema enquanto vocês pensam :))) nalgum.

Manuel disse...

Caidê:

Muito obrigado, eu pago em duplicado.
(Desculpa a qualidade do som).

Dulce Pontes & Estrella Morente (Expo de Zaragoza, 2008)
http://youtu.be/I0ql6sILTIg

«Canção do Mar»: Dulce Pontes & Estrella Morente (Cáceres)
http://youtu.be/aBLbwIo3mek

E uma extra, de um sujeito dos que mais gosto.
Galego, canta Rosália e outros poetas como ninguém.
«Dulce viño de olvido»: Amâncio Prada
http://youtu.be/WFkjIVzmTpM

Anfitrite disse...

Pedro:

Aceito todos os abraços que tragam energia positiva. Mas eu só dou abraços: Por gratidão ou por emoção. Não vendo nada de borla, nem empresto dinheiro a juros negativos. Coisa impensável nos tempos em que eu estudei. Eu que calculei tanta renda, com juros à cabeça, ou no final e muito mais.

Bea:

Pode crer que bem preciso. Mas ninguém dá por isso. Ainda há bocado ao marcar uma consulta de endocrinologia, para um médico que desconhecia, perguntei à técnica do telefone (agora já não há telefonistas), perguntei-lhe se o médico era simpático e ela respondeu-me: acho que sim, mas se não for, ao falar com a senhora fica, com certeza…

Caidê:
Não sei o que dizer ao ser tratada com tanta solenidade. Esse fado era bom para a minha Mãe, que adorava a Amália. Mas a mim trouxe-me gratas recordações. É que pouco depois da abertura das aulas, em Faro, havia a feira de Santa Iria, que abria oficialmente a 20 de Outubro, e durava muito tempo, duas ou três semanas. Era uma feira famosa, no Algarve, abrangia toda a parte de trás da parte antiga da cidade. Então a malta estava desejando que houvesse uns furos (como era o princípio os horários não estavam todos preenchidos, outros que faltavam) para irmos a correr ver a evolução de toda a montagem, até ao funcionamento pleno. Eram barracas, circos, carrosséis, poço da morte, espelhos mágicos, eu sei lá o que havia de animação. Por coincidência esta música era sempre uma das que os vários altifalantes transmitiam. E eu trauteava-a e gingava que nem uma Mãe Preta.
Mais uma corrida, mais uma viagem… E eu adorava sair, do carrossel oito, em andamento…, com o pé direito, para não me estatelar.

Aqui vai esta, para fugir à rotina e que é obrigatório ver:

http://vimeo.com/15427858

Isto para nos esquecermos que ontem ouvimos mais um ser em putrefação, mas que ainda assim foge com o rabo do fogo, pensando que não se queima. Que palhaço! Como foi possível juntar tanta escumalha para estragar a vida dos outros.

Por favor INDIGNAI-VOS e sede gente. Esqueçam o parecer bem. Tenham vergonha.



Impio Blasfemo disse...

Caidé

Obrigado pela “Barbará”. Retribuo com um poema também do Prevert

http://escamandro.wordpress.com/2012/05/15/6-poemas-de-jacques-prevert/
“Confissão pública (Loteria crítica)
Misturamos tudo
é fato
Aproveitamos o dia de Pentecostes para pendurar os ovos de Páscoa de São Bartolomeu na árvore de Natal do Catorze de Julho
Teve um mau efeito
Os ovos estavam vermelhos demais
A pomba se salvou
Misturamos tudo
é fato
Dia e ano desejo e remorso e leite e café
No mês de Maria que parecia o mais belo colocamos a Sexta-feira Treze e o Grande Domingo dos Camelos o dia da morte de Luís XVI o Ano terrível a Hora do amante e cinco minutos da pausa pro almoço
E somamos sem rima nem razão nem ruína nem mansão sem usina e sem prisão a grande semana de quarenta horas e aquela das quatro quintas-feiras
E um minuto de baderna
por favor
Perdemos nosso tempo
é fato
Um minuto de crise de alegria de canções para rir e de ruídos e de longas noites para dormir no inverno com as horas suplementares para sonhar que se está no verão e de longos dias para fazer amor e das rivieras para se banhar e de grandes sóis para se secar
Perdemos nosso tempo
é fato
mas era um mau tempo
Nós avançamos o pêndulo
Arrancamos as folhas mortas do calendário
Mas não tocamos as campainhas
é fato
Só escorregamos pelo corrimão das escadas
Falamos de jardins suspensos
você já estava em fortalezas voadoras e vinha desbastar a cidade mais rápido do que um pequeno barbeiro desbasta a própria vila num domingo de manhã
Ruínas em vinte e quatro horas
O próprio tintureiro morre
Como você quer que se fique de luto”

Abraço e Bom ANO
IMPIO

bea disse...

Boa noite, gente :)

Anphy

já aviso que não me vou indignar porque já não são horas para isso, uma pessoa indigna-se com tempo que é para permanecer indignada pelo menos umas horas. e agora já estou com sono e saía uma indignação de chacha. nada que valesse a pena.E não brinco, estou moídíssima que também tenho os meus dias de maleita :)

quanto àquele senhor que espera anos para dizer o que todos já disseram, nem comento. Repito, juntaram-se todos em molho, é uma simultaneidade de dar dó. como é que se conseguiu este bolo tão informe e uniforme, para onde seja que se olhe? terá sido a conjugação astral. só pode.

tenham uma noite boa :)

andorinha disse...

Obrigada pela criação deste cantinho.
Abençoado o dia 20 de fevereiro de 2005:)

Caidê,

Sublime! Cohen...sempre. Bigada:)

Ainda não tive tempo de ler/ouvir mais nada...

Anfitrite disse...

¿ɐpnɾɐ ǝɯ ɯǝnb ˙ɹɐ o ɐɹɐd sɐuɹǝd ǝp noʇsǝ ˙oʇɹǝsuoɔ oɥuǝʇ oɐu áן

http://www.youtube.com/watch?v=13SqV1lQ-TQ

Rain, Espero que tenha mais de 18 anos:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=D0xE5iL2mjE#!

Parque me lembrei da nossa ana b, aqui vai este vídeo para os homens deste blogue:

http://www.youtube.com/watch?v=AX67zREDwqI&playnext=1&list=PLDA622227914E209A

Os que estão em falta já têm muito com que se entreter.

Sejam felizes!

Anfitrite disse...

Andy,

De propósito, não mandei nada para ti, porque tens andado muito na galderice.
E é tua obrigação escreveres como gente, porque se não qualquer dia não há AO que te desculpe.
☺☺☺☺

Caidê disse...

Anphy
Não foi por solenidade. "Barco Negro" é muito bonito para mim. E depois havia a cinematografia a lembrar - e já não consigo lembrar, por exemplo, Cinema Paradise, que também gosto muito, sem me lembrar de si :))). Por outro lado, se o fado é indubitável canção de um povo, e, assim, é como que também uma das suas raízes culturais, este fado em particular evoca-me "raízes". Então, creio ser elogioso dizer que a Anphy parece ser alguém com muitas raízes e que o vento não leva assim, com um sopro. Pode ter revoltas de carne e osso dentro de si, gritos que tem de dar, intolerâncias que tem de exprimir, mas é, ao que creio, ALGUÉM enraizado que apenas não se resigna a rendições. Vá, vá agora, INDIGNE-SE, que nós já esperamos sua indignaçãozinha. :)))
O link é que ainda não abriu!... Xiça!... (des-solenizei! prontus)

Ímpio
Obrigada.
Fui ao link da fonte e tb gostei deste por ser forte:


O discurso sobre a paz

No final de um discurso extremamente importante
o grande homem de Estado, estrebuchante
com uma bela frase furada
fica hesitante
e desampara a bocarra escancarada
resfolegante
mostra os dentes
e a cárie dentária de seu raciocínio pacificante
deixa exposto o nervo da guerra
a delicada questão do montante.

Manuel
Ai o flamengo!E é mesmo uma pena o som!... E não conhecia Amâncio Prada. E adoro ouvir cantar em galego, castelhano, catalão,... francês...
Ainda:
http://www.youtube.com/watch?v=8jApnqH-TWE

Pedro
Então não é que os últimos de O Amor é...são muito interessantes?! Ninguém diria, não é? :)))

Acabei de ouvir o de 22 e já ouvi o de 29. E ouvi 4 ou 5 curtos (de trás para a frente). No de 22 havia muito mais pano para mangas - ó se havia! O último curto tb tinha momentos altos :)))

O tema com que finda o de 22 é fantástico, mas fez-me lembrar que já há algum tempo que o nosso Professor não nos presenteia com um post de dois andares com uma varanda musical. Não tará na altura? Vá lá!... É para começar o ano! :)))

Cupido disse...

Anfitrite,

Já me indignei! Estás bem?

Cupido disse...

Caidê,

Eu estive a ouvir ás 9!

andorinha disse...

Anfy,

Eu e a galderice somos boas companheiras nos momentos de lazer, já sabes disso:)
Mas agora regressei...
Fico contente por notares a minha falta.

Já não tens conserto, não:) Lol
Custou-me a ler, caraças!:)

Fica bem.

Anfitrite disse...

Caidê:

A solenidade não era da música, que considero dos mais lindos que a Amália cantou. Eu até costumo "cantá-lo" só porque sei a letra de cor. E imagine que hoje, quando acordei, comecei a cantá-lo,na cama, só para ver até onde é que íam as minhas cordas. Era outra coisa que a minha mãe não me deixava fazer, porque dizia que dava azar.
Quando me referi à solenidade foi porque achei piada porque tratou quase toda a gente por tu e a mim pranteia-me com um "para si" e um solene fado. Só não gostei do imbecil que estava a tentar traduzir o fado, como se uma cockney percebesse o significado daquilo que o fado exprime. Ela já devia estar a ver alguém afogado no Tamisa.

Faça favor de abrir todos os links que mandei, porque são todos dignos de respeito.
E pode crer: O Cinema Paraíso é o filme do Cinema,
e da vida que o cinema muitas vezes representa.

E o meu querido Jacques Perrin dá sempre gosto rever:

http://www.youtube.com/watch?v=wEFugVbzsSo

Até por outros filmes que ele fez. Lembrei-me dum agora que vi numa sessão clássica que é um espanto.
Não está á venda mas talvez a Rain o descubra. Eu só o descobri em polaco. Chama-se o filme, em português "Dois Destinos" e faz-nos lembrar aqueles belos filmes do neo-realismo italiano e seguintes. Para aguçar o apetite
aqui vai uma sinopse que encontrei.

http://www.imdb.com/title/tt0056966/?ref_=fn_al_tt_1

Cronaca Familiare
Full SynopsisCast & CrewAwardsRelated Movies
A touching story of brothers raised apart and then brought together under tragic circumstances, this drama by Valerio Zurlini remains true to Vasco Pratolini's novel. Told in a series of flashbacks as Enrico (Marcello Mastroianni) remembers the past, the brothers are separated after their mother dies. Enrico is raised by a humble guardian who works as a butler, his brother Lorenzo (Jacques Perrin) is taken in by a grandmother who gives him all he wants or needs. Enrico grows up to become a hard-working journalist, spending most of his time in Rome. Lorenzo is a young idealist living in Florence with no real need to work. The brothers rarely see each other, but when they finally meet after an extended absence, Lorenzo is gravely ill and dying. ~ Eleanor Mannikka, Rovi

É por estas e por outras que eu não posso com o inglês que nos roubaram o que de melhor nós tivemos: O cinema italiano e o francês, assim como a música.

Claro que há bons filmes em inglês! Sobretudo os de autor, mas não lhes perdoou que eles dêem cabo dos outros pondo as rotativas a fazer notas. E depois de estragarem tudo nós ainda vamos sofrer mais porque só temos eunucos nesta Europa.



Já descobri:

http://www.interfilmes.com/filme_24949_Dois.Destinos-(Cronaca.familiare).html





Cupido disse...

Anfitrite,

Se eu te conhecesse quando fosses mais nova! Perdias as manias todas!

bea disse...

Bom Dia

Oh! tenho aqui uns malmequeres indiscretos a gritarem-me que é manhã, como se eu fosse cega e não soubesse do sol e da luz e vou ali que a Anphy me faz até remorsar, que é como quem diz ter remorsos, de não lhe ter aberto os links. E por não ser de escolhas, esperem lá que vou ver todos e depois a gente conversa. Gosto do barco negro da Amália, não sei se a minha mãe gostaria, que não herdei esta tragédia grega acampada na mente. Se fora polaca ou escandinava, sei lá bem, gostaria na mesma. É a voz e seus meandros de atracção.De Amália ela só.

havia uma senhora poeta que comia pétalas de rosa vermelhas :) para o que lhe havia de dar! mas é uma cuscuvilhice gira.
téjá

bea disse...

Bem se vê que o cupido é atemporal. quando somos mais novos ainda nem tivemos o tempo de ganhar manias. Sorry, Anphy, bem sei que é boa nas respostas. já me retiro.

cycle disse...

Cada bez que aqui benho encontro-os mais bonitos :))))

Manuel disse...

Caidê:
É um «crime» não conheceres o Amancio Prada.
Vai já à Fnac comprar o CD «3 poetas en el círculo», em que ele canta Alvaro Junquera / Federico Garcia Lorca / Agustín Garcia Calvo.
Se não adorares diz que eu devolvo-te a massa que gastaste.
Aqui te deixo apenas três, uma por cada poeta:

«A dama e o cabaleiro»: Amancio Prada (canta Alvaro Junquera)
http://youtu.be/XMnX-t86V6E

«Gacela del amor desesperado»: Amancio Prada (canta Federico Garcia Lorca)
http://youtu.be/aQo8mOh6AHc

«El mundo que yo no viva»: Amancio Prada, acompanhado de Chicho Sánchez Ferlosio (canta Agustín Garcia Calvo)
http://youtu.be/Xp2IqlZJeK4

e mais uma extra:

«Aios rios, adios fontes»: Amancio Prada (canta Rosália de Castro)
http://youtu.be/86nzp0_Hafo

É redundante referir que todos podem desfrutar estas pérolas (se delas gostarem), dediquei-as à Caidê porque ela me provocou.

Manuel disse...

Anfitrite:
A nossa amiga ana b. está dedicada à sua outra paixão - a literatura.
Se a quiser encontrar vá ao blogue «Horas Extraordinárias», da Maria do Rosário Pedreira.

bea disse...

Anphy

não consigo gostar de Maria Teresa de Noronha:) estranha-me a sisudez do fado a sério. Ressalvo Amália, por ser ela. Mas pronto, Maria Teresa canta um amor infinito. Menos mal.

Caidê

Espiolhei as prendas :) todinhas. Devassei.

Prefiro o cinema paraíso à versão de mantovani que tem toda a gente muito romantica e arranjadinha, a parecer dentro de um filme de há muitos anos atrás. Como se assim a vida (ok, é só uma opinião de quem não é romantico; desculpa Rain, não era pa estragar o teu encanto).mas este povo que lavas no rio também é bonito em seus novos arranjos. E Eric Clapton um amor conseguido. “As time goes by” arrasa na voz de Laura Fygi. U2, um pouco triste o desacerto. E Serge Reggiani revê talvez um instante que o tocou. Com uma mulher dentro. E que não deu por ele que era espetador. A vida brinca às vezes connosco. De nós. Miguel Araújo é um brincalhão sem razão, os homens fazem muita falta. Mas às vezes cheiram a vinho, sim. O resto inventou, são invenções dele. Prefiro os aviões.
e vou enviar o comment antes que me escape de novo

bea disse...

Anphy tenho que ir patinar no gelo. Desculpinhas, ainda não é desta que vejo os links todos. E nem precisa avisar, se querem segredos, é pá arranjem-se de outra forma, que estes links abro todos excepto os que me pedem a idade. que é isso? não se pergunta a idade a uma senhora...ai.

E portem-se

não percebi por que razão lembrando-se da Ana dedica uma canção aos homens. Mas está bem. certo. seremos nós assim tão mauzinhos que a fizemos emigrar para o blogue da Mª do Rosário Pedreira que só conheço do flagrante de António Zambujo que afinal é dela? e acho uma graça.

saúdinha

Cupido disse...



Inscrições Abertas 2013-2014














Caixa de Entrada


x


































































João Pedro Barbosa



16:27 (há 28 minutos)














para mantgomes










Estimados Clientes,


Estão abertas as inscrições para 15 vagas ao que se pede 300€. Todas as vagas já foram assassinadas (perdão) ASSINADAS.



Pedro



P.S. 15x300x0.94=4230



Poteja este e-mail. Nunca o divulgue.



Rua Dr. Jùlio Gesta, 11

4450-173

Matosinhos

Portugal

Cupido disse...

Não impliquem com o sujeito!

"Bruxas? Não existem - dirão os senhores permptórios, naturalistas e suficientes.
Pois não.
Mas caça às bruxas, isso afirmo-vos eu que há"

Lisboa - 1973

Aventuras de João Sem Medo

José Gomes Ferreira

(Panfleto Mágico em forma de Romance)

Manuel disse...

bea:
A Maria do Rosário Pedreira é a editora principal do Leya e o blogue dela é sobre literatura e livros.
Muito interessante, assim como as pessoas que o frequentam e os comentários.
Vale a pena ir lá todos os dias.
E é também poetisa, publicou há dias um livro com toda a sua poesia reunida.
Muito antes do António Zambujo já se tinha cruzado com a maior (para mim) fadista portuguesa da actualidade, Aldina Duarte.
Ora ouça, pela voz da própria Maria do Rosário Pedreira:

«Mãe»: Aldina Duarte / Maria do Rosário Pedreira - CD Mulheres ao Espelho
http://youtu.be/G3zuxltqR4I

E agora a Aldina:
«Ai meu amor se bastasse»: Aldina Duarte - CD Apenas o Amor
http://youtu.be/RvqCd4uLflA

«Lírio Quebrado»: Aldina Duarte - CD Apenas o Amor
http://youtu.be/1nrsa2nv7vY

Caidê disse...

Boa tarde, garotada :)))!

Manuel
Pensando depois melhor creio que cometi dois crimes em um, pois já cá tinhas deixado Amâncio Prada antes - acho! Perdoa, lá. Tenho vazios cada vez mais frequentes...vou arranjar a dita agenda :))). Ouvi mais na altura e ouvi agora os temas que juntaste.

Mas...o que me deslumbrou elevado à maior potência finita foi o poema "Mãe" da Maria do Rosário Pedreira. É trágico mas é obra-prima!

Bea
Espiolhaste????? Agora, queremos desforra. Vá!... Dedica tu um temazinho a cada um de nós. Que isto de pertencer aos escreventes daqui tem preço. Grande vida! Não pode ser só patinar no gelo!...

Pedro
Eu tinha mais razão do que tu - youuuuuuuuuuu are the best! Às 9h já a ouvir "O Amor..."? Não consigo ser tão precoce. E isso é porque, bem vistas as coisas, quando entro às 8 também não há jeito!... :)))

Anphy
Tás boa, menina?!
Abri os links toidos !... O da Rain é lindo, é!... Mas o da Ana B. - binte pointos!

:)))

BláBláBlá disse...

"Quem vai ao mar previne-se em terra"

eondoic

https://www.youtube.com/watch?v=lD7m36aCN5w

Caidê disse...

Pedro
Não me provoques:
http://www.youtube.com/watch?v=EWVNk5yJ2aI

Caidê disse...

Tenham uma noite repousante e um final de semana tranquilo:
http://www.youtube.com/watch?v=V_w_UWpSfQw

rainbow disse...

Boa noite:)

E lá vou ter que ver outra vez o "Cinema Paraíso" e procurar o filme "Dois Destinos":)

Bea

Não estragaste nada, don´t worry.
Não és romântica? Não faz mal,nós perdoamos-te:)

Anfi e Caidê

Os links que me dedicaram são interessantes:) Não sei se por serem opostos ou complementares.
Merci bien, retribuo com este:

http://www.youtube.com/watch?v=veAozDyQadA

Anfitrite disse...

Manuel:

Obrigada pelas suas músicas, pela sua informação e pela sua descrição. Mas a Ana b é uma das minhas amigas do FB. Ela anda muito por essa página, até porque ela já contribuiu para a edição dum livro e o autor até agradece a colaboração dela, na primeira página do livro. Toda ela está dedicada às artes, até à fotografia. Mas, para mim, o dia não tem 48 horas, como o dela.

Para si, espero não haver repetição, nem ferir os seus sensíveis ouvidos:

http://www.youtube.com/watch?v=tg0jOpr1Uhk&noredirect=1

Pedro,

Ainda não te neguei nada que me tivesses pedido. Tu é que me estás a pôr de lado, à partida. E eu não tenho manias, nem preconceitos. Tenho convicções.
Só porque viste o nevoeiro, pela primeira vez, por aquelas bandas, não tens de defender o indefensável. Eu até os considero culpados do que se está a passar ainda na Índia. E garanto-te que tive de fazer um segundo exame de "Ciências Sociais", só porque entendi que não havia de estudar as castas da Índia. O professor expremeu-me na oral, com cinco perguntas, das oito que fez, sobre o mesmo asunto, porque ele não era de dispensar quase ninguém. Mas sei que repeti a cadeira no segundo semestre e dispensei mesmo à oral, porque se não estava tramada.

Bea,

Eu só queria conhecer a Maria Teresa de Noronha, e várias vezes fui a um sítio (para amigos/conhecidos), onde o João Ferreira Rosa dizia que ela talvez aparecesse, se pudesse. Mas nunca pode, porque estava sempre doente, e acho que foi uma pessoa que sofreu muito.

Eu apenas disse que gostava muito deste fado:

Letra de Maria Rita de Carvalho e música de Júlio Proença-Fado Proença.

Quantos caminhos cruzados
estrada feitas em bocados
vida que Deus baralhou,
o nosso amor foi mais forte,
e lutando contra a morte,
Deus afinal nos juntou.

Juntámos o nosso amor,
risos desgostos e dor,
sonhamos assim viver,
do sonho à realidade,
só nos separa a saudade,
e o desejo de esquecer.

Foi um minuto somente,
que perdura eternamente,
dentro de ti e de mim,
pode a vida separar-nos,
pode a sorte abandonar-nos,
este amor não terá fim.

http://www.youtube.com/watch?v=pkOBGeMYtys

E se não gosta deste fado é porque tem mau gosto. Para mim é o verdaveiro tipo de fado. Não tem nada a ver com as canções da Amália.


Dediquei a canção aos homens, porque numa cajadada matei dis coelhos(seria bom). Este é o arista
que a ana mais vezes viu ao vivo. E por outro lado satisfaz a quem tem bom gosto: mulheres e a homens sem preconceitos.
Acho que até o FDLei gosta, porque está mais amaciado.

Caidê:

Vou indo, meio parada.Para ganhar(es) forças para o novo periodo:

http://www.youtube.com/watch?v=7disNqhPUGk

E porque gosto muito, para todos os outros, sejando o fim desta quadrilha que nos tem assaltado

http://www.youtube.com/watch?v=JSUIQgEVDM4

Boa noite!

Oiçam hoje a Quadratura do Círculo e agora está adar um sempre bom na rtp-inf.-Ordem do bia.

BláBláBlá disse...

Trêz andares acima:

http://www.youtube.com/watch?v=l4sdRt4RdiU

bea disse...

Mau, mau, mau. Não gosto desse fado e tenho mau gosto com muito prazer. Quero lá agora saber! Se não fora por ser um matter de gosto marcava já um duelo.
Tou superofendida, pronto. Bué

Manuel disse...

bea:

Está a falar do que lhe deixei ou do que lhe deixou a Anfy?

BláBláBlá disse...

bea,

Vou fazer fotografia com a bea entre as ideias.

Até já!

bea disse...

Manuel

eu bem sei quem são as duas meninas de que fala. se as veja na rua nan nas conheço, mas sei :). Terei de ver esse blogue, se é de literatura e livros pode ser interessante. Obrigada :)

Caidê

tens razão. Não dou música :) mas prometo pensar nisso. Não sei se há a "olhá broboleta que satira ó ari", que ouvia cantar e pensava que era estrangeiro. quando já tinha entendido que era português, ficava na mesma que os versos eram do mais arrevezado; havia uma menina qualquer que não se queria casar e depois "não se quer casar vai morrer donzela ela vai pá cova, pá meticapela". Como é que uma criança de 7 anos acerta com isto? nunca por nunca ser. ainda hoje não sei o que é a meticapela. mas vou ao google e é logo um espampanante saber.

bea disse...

Manuel :)
sorry, é para a Anphy que está neura. Deve ter aquela touquinha de 1900 enfiada

João Pedro
não estás a uma velocidade acima das tuas rotações normais? é uma chiadeira. Tu tem cuidado contigo.

e agora fiquem bem que vou deitar as minhas células uma a uma. acamá-las.

BláBláBlá disse...

bea,

Já está!

Anfitrite disse...

bea,

Ofereço-lhe este porque tem um bonito vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=BkxKnW2gEKA&feature=player_embedded#!

Credo!

Ao falar em 1900 lembrou-me do filme do Bertolucci, e estou arrepiada com a cena do gato.
Mas para ficar melhor vou pensar na cena do velório do "último Tango em Paris", onde aprendi um vocabulário que desconhecia em grande parte.

Anfitrite disse...

Porque será que este desgoverno só ajuda os Bancos? Será porque eles ajudaram o outro a ir para a rua?

http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/banca___financas/detalhe/governo_autoriza_600_trabalhadores_que_vao_sair_do_bcp_a_receberem_subsidio_de_desemprego.html

Para já não falar no dinheiro que agora foi para o Banif, porque as mulheres herdeiras do senhor Horácio Roque não se entendem com a herança?

BláBláBlá disse...

Bom Dia!

Anfitrite,

Já não chega a vinho para tanta festarola.

Bea,

Não tem que agradecer!

( http://www.flickr.com/photos/61436452@N06/ )

BláBláBlá disse...

Como se dizia noutros tempos mas não correndo o risco de ser xenófobo, vão as aspas a acompanhar!

"Há mouro na costa"

Not Signed

https://www.youtube.com/watch?v=AG5OIdA_5zQ

bea disse...

Anphy

não vi esse o filme de Bertolucci :)que não é um dos realizadores da minha preferência

e também não terminei o ultimo tango que me pareceu duas solidões a resolverem-se em sexo (fui ver ao google ainda assim não me tenha enganado, mas era o filme que pensava). No google, que é uma referência do cinema. Passo.

bea disse...

Obrigada pelo video, Anphy - esqueci-me à bocadinho :) e BFS

BláBláBlá disse...

Aproveitem para apanhar a "besaina" hoje! Que amanhã há reunião às oito.

BláBláBlá disse...

Aqui a malta começa a beber cedo!

andorinha disse...

Deus meu!....:)
Quantas horas tem o dia para vocêzes?:))))

Cheguei agora e deparo-me com um labirinto...
Recomeçou a lufa lufa e eu preferia a galderice:))))))

Volto mais logo para ver os links.
Inté...

BláBláBlá disse...

Como diria o Sartre,

(Nunca se foi tão livre como durante a ocupação)

andorinha disse...

Acabei de ouvir O Amor é...de hoje.
Faço cem likes:))))

Quando é que as mulheres serão respeitadas e valorizadas enquanto mulheres e não pelo tamanho das mamas?
Ou outro atributo físico qualquer?

Ganda Júlio!
Sendo eu uma feminista dos quatro costados, como não havia de gostar de si?:)))

A propósito, lembrei-me da Alexandra Lencastre e das operações plásticas que fez recentemente. Eu olho para a mulher e não a reconheço.
Eu considerava-a uma mulher elegante, sensual e agora olho para ela e vejo um rosto de cera. Mais liso, sim, mas de cera.
O que será que ela vê quando se olha ao espelho?
Se fosse eu que sofresse uma transformação daquelas, de certeza que passaria a sofrer de algum distúrbio psicológico. Quem eu passaria a ver, não era eu...
Deve ser terrível...
Tudo bem, entendo que a pressão sobre as atrizes deve ser imensa, de qualquer forma...

Rais'partam os homens!:) loooool

BláBláBlá disse...

Force Murcon to block ChildPornography!

Manuel disse...

Andorimha:

«Rais'partam os homens!:) loooool»

Quem não se respeita a si não merece respeito dos outros.
Os homens, como as mulheres, estão muito longe de serem perfeitos, mas atribuir-lhes a culpa de tudo é um bodinho excessivo, não achas?
Eu nunca vi nenhuma mulher que se imponha, que se respeite, não ser respeitada.
Mas quantas vezes não são elas que se desrespeitam a si próprias?

BláBláBlá disse...

Manuel,

É para não se incomodarem! Conformadas que estão com o conjuntinho da montra:)

Bartolomeu disse...

Andorinha,
quando perguntas: «Quando é que as mulheres serão respeitadas e valorizadas enquanto mulheres...», referes-te ao respeito das mulheres pelas mulheres?
É que nessa matéria, tenho a sensação de que as mulheres são muito mais críticas e depreciativas umas para com as outras, do que os homens.
Não querendo genralizar, como é obvio, em minha opinião, aquilo que falta aos homens quando apreciam uma mulher pelo tamanho dos seios, não considero que seja educação mas sim, facilidade de expressão. Para chegar a esta conclusão, faço uso das evidências, sem bambear para os conceitos de Édipo: 1- As mulheres possuem seios.
2-As mulheres gostam de evidênciar o tamanho a forma a dureza dos seios (não é por acaso que existem medidas-padrão que classificam os seios "ideais").
3-As mulheres gostam que os seus seios sejam alvo de apreciação e de valorização.
4-As mulheres apreciam ser tocadas e acariciadas nos seios.
4-Os homens gostam dos seios femininos.
5-Os homens valorizam os seios das mulheres que os possuem estética, sensual e sexualmente agradáveis e desejáveis.
6-Os homens são ventríloquos; quando os ouves dizer "ca ganda par de mamas", não são eles que estão a falar, mas sim uma "entidade" que se aloja dentro deles à nascensa e que perante a visão hipnótica de um par de seios... apetecível, os compele a abrir a boca, mas não lhes permite que controlem a vocalização.
É verdade... trata-se de um processo dífícil de entender, sobretudo se o tipo "possuído" não estiver sentado ao volante de um Ferrari e tiver no pulso um Breitling e umas etiquetas no fato que digam "Zenha".
Uns boçais, que não merecem as mamas que lhes desfilam pela frente!
;)))

BláBláBlá disse...

Prenda de Deus,

O melhor atributo que possuis! Convense-te! É um paleio muito disfuncional:)

Caidê disse...

Rain, Anphy, Bea

Mas, Rain, do oposto ao complementar restará alternativa?
http://www.youtube.com/watch?v=fwc4u7x9TMA

Upppssssssss! Não sei se devia!...

O melhor é ir jantar. Volto já.

BlahBlahBlah disse...

Caidê,

"Muito se tem falado e discutido sobre a influência das condições geográficas na evolução dos territórios; defendeu-se mesmo um «determinismo geográfico», que Pierre Gourou «mudou», a meio do século, para «possibilismo geográfico»: o meio influencia o homem, para logo de seguida ser por eleinfluenciado e trasnformado, na medida das suas técnicas e filosofia. Entre os vários condicionalismos geográficos que afectam uma região, a posição assume um papel de primordial importância."

Raquel Soeiro de Brito

(Introdução Geográfica)

História de Portugal

Primeiro Volume
Antes de Portugal

Direcção de José Mattoso

BlahBlahBlah disse...

Caidê,

Em resposta ás tuas inquietudes!

LOVE IS FUNNY!

Caidê disse...

Pedro

Vou tentar traduzir: "O Amor é... cómico"?
Agora vou ilustrar:
http://www.youtube.com/watch?v=IzpfZaZfsZg

Prontus, agora vou beber o café.

BlahBlahBlah disse...

Faço-te companhia;)

Anfitrite disse...

Caidê:

Claro que devia. A pornofrafia não tem nada a ver com o amor. A ternura , a sensibilidade, a... são sempre lindas de ver e estamos no sítio certo para o discutir.

Bart:

Eu acho que os homens que gostam de mamas grandes foi porque passaram fome à nascença. Eu acho que at+e nem é atractivo, nem apelativo, nem elegante. O que parece a Dolly Parton? Uma marafona de trapos. A Jane Mansfield quase a mesma coisa.
Ah, mas o prazer de sentir o peito colado às costas, com um Lambo nas maos é comum de dois.

A Alexandra Lencastre sempre foi uma mulher traumatizada e que não vai saber envelhecer. Agora parece um croquete, quando se senta, e que nao sabe onde por as mamas.

Bea:

Nao precisa de agradecimentos.

Eu até tenho medo de dedicar uma
música oa Manuel, dada a sua sensibilidade acústica, e ele nunca me responde se gostou ou nao.

http://www.youtube.com/watch?v=uV9iGv4sKNI&feature=player_embedded

Pedro:

Quando há vinho a mais deixa-se de apreciar a festa.

andorinha disse...

Manuel,

Eu pus looool, não te esqueças.
E concordo contigo, sim, que muitas mulheres não se respeitam a si próprias. Tenho pena...:(


Bart,

Que os homens gostem de ver um belo par de mamas parece-me "normal" e não tenho nada contra.
Mas ali tratava-se de selecionar mulheres para um emprego.
E aí, meu amigo:), mantenho tudo o que disse.

Caidê,

Claro que devias. Tem imagens lindas...


"Quando há vinho a mais deixa-se de apreciar a festa."

Grande verdade, Anfy.

BlahBlahBlah disse...

Nada como um inimigo comum para iciniar uma boa conversa.

BlahBlahBlah disse...

Trabalho é trabalho / Conhaque é conhaque

http://p3.publico.pt/actualidade/ci%C3%AAncia/516/h%C3%A1-um-artista-no-laborat%C3%B3rio-onde-se-estuda-o-cancro-resize-photos

andorinha disse...


Pedro,

Gostei muito de relembrar esse teu trabalho:)

Inimigos? Onde?

www.youtube.com/watch?v=Wy2wkORpplM

Fica bem:)

BlahBlahBlah disse...

I will be back! Stronger than never!

Anónimos disse...

Digo o que penso
Escrevo o que digo
Penso o que faço
Faço o que digo

Manuel disse...

Caidê:

Sua provocadora.
E logo à sexta-feira à noite, hem.

Anfy;

Essa da minha sensibilidade acústica faz-me lembrar o linguajar do futebolês: «os jogadores tiveram atitude».
Como se fosse possível não ter atitude, seja ela qual for.

Sensibilide acústica todos temos.
Gostei da música, vou saborear mais calmamente.

Tome lá:

«Farto de voar»: Sérgio Godinho
http://youtu.be/fw5CvXvR0VA

Fresca como há 42 anos.

Caidê disse...

Pedro
Boa a tua companhia. Café aromatizadíssimo. Temos de combinar mais vezes :)))).

Manuel
Não é verdade que uma mulher que até se dá ao respeito esteja salvaguardada de arremessos assediantes e de situações difíceis.E os homens que o fazem fazem-no por poder! E não se tratam de atos sedutores puros não!
Como o Rui Moreira e o Prof. disseram hoje no programa esse tipo de gente vê na mulher uma coisa que se tem encantos é porque lhos está a oferecer (disseram-no através do pensamento " estava mesmo a pedi-las").

Andorinha
É verdade que algumas mulheres têm um entendimento sobre relações afetivo-sexuais bem instrumental e fútil - contaminadas pelo sistema!...

Caidê disse...

Manuel
Além do Sábado e do Domingo Sexta à noite é o meu dia :))) preferido.

Caidê disse...

Para o berço, porque embora cada um tenha os seus gostos (musicalmente falando),o amor, dizem, não escolhe idades:
http://www.youtube.com/watch?v=EklciRHZnUQ

Ah! E eu gosto muito de cordas :)))

bea disse...

Então gente ? discutem a condição feminina?

Tenho muitas dúvidas que só por se darem ao respeito as mulheres sejam respeitadas. E a história ou o quotidiano estão cheios de exemplos. Em cada mulher há uma Alexandra a espreitar se não haja outras coisas a que dê ou aprenda a dar mais peso. O que depende de muitos fatores e mais da própria pessoa. E sim, os homens género masculino, também veiculam essa ideia de que a beleza feminina tem parâmetros específicos a que obedece e que apreciam. E as mulheres livres e emancipadas, submetem-se. Querem todas ser a mesma. A bem ou a mal. Obedecem. Sociedade mais de obediência que a nossa, não existe. Ou foi sempre assim. Já se sufocava nos espartilhos e sofria de flato noutros séculos. Houve doença nascida de tanto aperto, palidez e desmaio lânguido de falta de ar (que a depilação também é tortura do arco da velha, valha-nos deus).
Dizemo-nos mais evoluídos, mais livres, mais autênticos. Mas rebentam-nos os implantes, não conseguimos sorrir com expressão. Alisamos, arruinando a alma de cada rosto.
E os queridos homens podem até, ah, a beleza não é tudo e tal e tal e tal. Mas preferem as mulheres bonitas. Ainda que, felizmente, e isto para qualquer pessoa, o que agrada a uns não agrada a outros. Não gostam todos de mulheres mamudas. A questão é lixarmo-nos para o que preferem. E sermos como somos e nos apetece. Se não gostarem, paciência. È deveras insalubre viver dependurada do seu agrado. E um desperdício de tempo.

E agradar interessa? Sim. Faz bem ao ego. Sem servidão.

bea disse...

"Ah, mas o prazer de sentir o peito colado às costas, com um Lambo nas maos é comum de dois."

Anphy, o que é isto? calão? ou inventou há poucochinho?

Fragmentos Culturais disse...

Bom Ano !
(deixemos avançar uma ou duas utopias.)

Anónimos disse...

bea,

Entre recados e avisos. Afinal a péspera de reis não é assim tão importante.

Anónimos disse...

E eu que já tinha o presente preparado! Fizeram-me esta desfeita.

Quem está no seu juizo! Vá parar bem no fundo do abismo;)

Anónimos disse...

Sem escafandro! É claro.

Anónimos disse...

Que ganda carapuçada!

Anónimos disse...

Afinal são eles e elas que estão conformados com o conjuntinho da montra. Tótós!!!

Bartolomeu disse...

Andorinha,
no meu comentário anterior não defendi que a selecção para um emprego, deva ser feita com base nos atributos físicos da proponente, ou... na sua ausência.
Aquilo a que pretendi aproximar-me, foi à natureza das coisas, ao efeito da causa.
E depois, sabes bem que casos isolados, apesar de existirem, não fazem a regra.
E ainda, que os casos talvez mais comuns (e volto a dizer: não quero generalizar) de meninas que se decotam e sobem a saia para se apresentar nas entrevistas de emprego, resultam em muitos casos, em efeito nulo, precisamente porque o entrevistador percebe que para além dos atributos físicos, a menina pouco ou nada mais possui que possa interessar à empresa que pretende preencher uma vaga de emprego.
;)

Bartolomeu disse...

bea, minha querida amiga, aprecio imenso a simplicidade e genuinidade que transpira dos teus comentários.
Escreves: «E os queridos homens podem até, ah, a beleza não é tudo e tal e tal e tal. Mas preferem as mulheres bonitas.».
Sim, sem generalizar, obviamente, para a maioria dos homens aquilo que os atrai no imediato, é o tipo de beleza exterior. No entanto, os mais cautelosos e os que já viveram experiências, não valorizam esses sinais exteriores de beleza, sem antes avaliar os interiores, sobretudo, aqueles que na mulher, preenchem aquele espaço acima do pescoço, por detrás dos olhos.
;)
Ou seja; eu penso que a tua frase pode em muitos casos ser substituida por outra: O querido homem mika a chavala e pensa: belo nako, deixa lá ver se tem alguma coisa na cachola.
;))

Manuel disse...

Caidê:

Certo, mas a autodegradação da condição feminina é bem pior do que o aviltamento por terceiros.

Concordo contigo, sexta-feira é todos os dias.

Aqui te fica.

«Wonderful tonight»: Eric Clapton
http://www.youtube.com/watch?v=EklciRHZnUQ

Anónimos disse...

Manuel,

Dormiste bem!

Um Bom dia:)

Buena Vista Social Club Full Album

http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=qjy_lWhXGqY

Anónimos disse...

Esta é para os Homens e Mulheres da Águia do Eusébio e da Amália!

Depeche Mode - Personal Jesus (Pump Mix)

http://www.youtube.com/watch?v=6PoXgM5zNgc

Anónimos disse...

Este senhor! Não dá para entender! Mal cheguei aqui o semblante carrancudo era incontornavel.

Anónimos disse...

Agora, está de beicinho!

A Menina da Lua disse...

Bom dia!

Mas que interessante discussão!...realmente somos personalidades bem diferentes aqui!:)

Pois isto do Amor é...tem muito que se lhe diga.:)
Cada vez estou mais convencida que não existe regras a generalizar; cada um interessa-se pelas mais diferentes razões e cada um por si tambem se interessa ao longo do tempo, por diferentes pessoas por razões bem diferentes ou seja pode-se gostar de diferentes pessoas por diferentes razões...

Para os mais exigentes em explicações :) aqui fica uma conferência do especializado Alain Badiou que fala do tema:
"What Is Love. Sexuality and Desire"

http://www.youtube.com/watch?v=iPZeXfJQbQw

De qualquer modo já tenho mais certezas na opinião no que respeita ao "bom ou ao mau" comportamento que os homens devem ter perante as mulheres; por muito diferentes razões que existam na atracção pelas mulheres da parte deles, o abuso ou falta de respeito é sempre de condenar...mesmo nos casos em que elas se possam ter posto ao jeito...pois o consentimento é fundamental!:)
Porem a linguagem e as palavras, nem sempre traduzem tudo... ou melhor por vezes parecem traduzir a negação, o contrário ou o oposto...

Vai-se lá entender a vida e mais quem cá anda:)))

Bom fim de semana !

bea disse...

Bom Dia:) porque hoje é sábado!!!!

Bart

só fizeste uma adenda ao que disse. Repara que não mudaste tanto o dito como isso. Primeiro olhas e agrada; depois vês se tem algo mais... e ai de quem não agrada ao olhar? não terá hipótese?

Nada do que fazes exclui o corpo que, de forma directa ou indirecta, está. Julgo que a atracção vem de uma mistura de factores, onde o corpo não é o menor por ser nele que a sentes e ser com ele que a comunicas. Mas posso jurar de pés juntos que não tem nada a ver com ideais de beleza. Os ideais são arquetípicos, modelam. E têm dois contra de peso: pretendem uma igualdade inatingível e, por isso, duplamente cansativos (à vista e ao ânimo); Quem os persegue desassossegadamente,esquece a singularidade, o único de sermos nós dentro do tempo que nos vai cabendo. A personalizar sinais do modelo. talvez.

No trabalho, mãos diferentes fazem o mesmo. Executam . No que é amor e arte, não.(direi até que mesmo no trabalho há traços pessoais que ficam. na obra. nos colegas que te rodeiam. nos bosses...que nem a colocar parafusos o dia todo uma pessoa é máquina)

Anphy

escusa de estar com coisas de sensibilidade e mais não sei o quê e pornografia não sei quantos. Não tenho nadinha contra a pornografia. só não me interessa, quer o quê?! encontro uma perda de tempo. Mas se existe será porque tem adeptos.

Olha lá Anónimos, isso de péspera de reis é o quê? não sei às quantas ando. Hoje é dia 5? ah pois é, diz no Pc e depois?

A Menina da Lua disse...

A conferência que referi em cima encontra-se dividida em mais que um video que podem encontrar na escolhas ao lado no Youtube. Esse que referi não é o primeiro.

rainbow disse...


Bom dia daqui dos trópicos:)

Subscrevo o comentário da Bea, Caidê thanks pela música do Eric Clapton, acho que o Manuel se enganou, e em vez do "Wonderfull tonight" deixou o mesmo que a Caidê:)

Bom sábado para todos

http://www.youtube.com/watch?v=an97c-1fp8k


Manuel disse...

rainbow:

Tem razão.

Caidê, desculpa, aqui fica a verdadeira:

«Wonderful tonight»: Eric Clapton
http://youtu.be/zWI4-uLCosU

Anónimos disse...

Menina da Lua,

personalidaes é com maiúscula!

Anónimos disse...

bea,

Também conheci uma pessoa que só via desenhos animados. O pior é que na intimidade, os seus parceiros faziam dela a Branca de Neve e os Sete Anões:)

Anónimos disse...

Até que apareceu o Principe Encantado;)

Anónimos disse...

bea,

Fica aqui a Abelha Maia, na versão original:

http://2.bp.blogspot.com/-GcWF3yW2C0g/UOg0q02SI_I/AAAAAAAAAY8/LgDH1QvT708/s1600/DSC_0009.png

andorinha disse...

Bom dia:)

"Tenho muitas dúvidas que só por se darem ao respeito as mulheres sejam respeitadas. E a história ou o quotidiano estão cheios de exemplos."

Concordo, Bea. Ontem não refleti bem...
A Caidê diz o mesmo e concordo, também:))))))))


"E as mulheres livres e emancipadas, submetem-se. Querem todas ser a mesma. A bem ou a mal. Obedecem."

Cruzes!!!Onde foste tu buscar esta aberrante ideia? Estou totalmente em desacordo. Nem todas se submetem. Eu não e não sou a única, sei-o bem. Prezo tanto a minha individualidade que nem me imagino a querer ser igual a todo o mundo.E isto não é arrogância, não pensem.
Essa individualidade traz-me por vezes chatices? Traz. Mas que posso eu fazer? Violentar-me? Nunca, por isso...


Bart,

"O querido homem mika a chavala e pensa: belo nako, deixa lá ver se tem alguma coisa na cachola.
;))"


Se fosse sempre assim, até nem seria mau. O pior é que mesmo que não tenha nada na cachola, marcha que nem ginjas:) Looooool


Rainbow,

Não falo mais contigo enquanto me falares dos trópicos:))))))))

Here comes the sun

www.youtube.com/watch?v=yGKPHFrHVVY

Vou...aproveitar um restinho de galderice:)
Fiquem bem. Bom fds.

rainbow disse...


Andorinha

OK. Mas, se te faz sentir melhor:), hoje o Sol está ausente por aqui.

Caidê,

Esqueci-me de agradecer a canção da Rita Lee, que tem uma particularidade interessante. É passada vezes sem conta numa cadeia de hipermercados. É só pôr os neurónios a funcionar e questionarmos o porquê. São espertos os especialistas de marketing, não achas? Que mundo este...

Anfi,

Já tenho o filme "Dois Destinos" que no original se chama "Cronaca familiare", mas ainda não vi.

Abraços

bea disse...

Anónimos

por acaso aprendi a gostar um bocadinho de alguns desenhos animados neste blogue, vê tu. Sem ficar fã. quando tiver tempo vejo a abelha maia e o resto :)obrigada.

A minha mente é muito primária. Não entendo subentendidos de anões e brancas de neve. Se são os da história, pareceram-me inofensivos.. Não há especial simpatia por aquele príncipe entrevisto no início e que aparece no final para ser muito feliz. Na verdade quase não pertence ao enredo; é um adereço como o sapatinho de cristal ou a abóbora que se transforma em coche na outra história:)
Quem inventou a branca de neve tinha um lado feminista. ou talvez só feminino.

bea disse...

Andorinha

o que queria dizer não era "Todas"; era, exacta e concretamente, que seria melhor que, pelo menos, nós mulheres nos soubéssemos. e reconhecêssemos que não somos a liberdade que nos apregoamos. E arrisco dizer na generalidade. só o homem é escravo dos estereótipos que criou. Por vezes penso se umas liberdades se pagam com outras, como em Anaximandro a vida se paga com a morte. Se não colamos na submissão insinuante dos tempos modernos. Mas isto dava uma conversa muito comprida e estou em desesperança do tema, de mim, dos homens e do mundo em geral. Como se autoproclamava aquela geração de 70 do Eça? em que havia um desalento de tão pouco se ter conseguido...creio que se pensarmos bem, a todos os níveis, estamos ainda lá.Ou tão perto.

Mas se calhar, ainda bem que é para termos alguma coisa por que lutar.

À luta.

Anónimos disse...

bea,

Se não fôr a Branca de Neve, pode ser O Amor Em Tempos de Cólera! Vai dar ao mesmo. Mas a Valsa de Kundera, nunca!

Adeus

Anónimos disse...

Afinal, são permitidos comentários anónimos! Oh!Oh!Oh!

bea disse...

Desconheço a valsa do adeus, só li o que todos lêem, a Insustentável leveza do ser. E também o livro do riso e do esquecimento.

fui ver a sinopse do livro, mas tem muita gente e parece-me meio a brincar.

Mas como já te despediste...ok. é para sempre ou só para um bocado? com os bloguers a gente nunca sabe.

Bom jantar. Curte o sábado.

bea disse...

senhor professor, não sei se sabe mas , pois, tem uns comentários anónimos.
(tá bem sou mesmo queixinhas, pronto)

Pedro disse...

bea,

Não falo mais contigo! Ainda te dá um treko...

Impio Blasfemo disse...

http://www.manuelalegre.com/301000/1/002878,000014/index.htm

Resgate

Há qualquer coisa aqui de que não gostam
da terra das pessoas ou talvez
deles próprios
cortam isto e aquilo e sobretudo
cortam em nós
culpados sem sabermos de quê
transformados em números estatísticas
défices de vida e de sonho
dívida pública dívida
de alma
há qualquer coisa em nós de que não gostam
talvez o riso esse
desperdício.
Trazem palavras de outra língua
e quando falam a boca não tem lábios
trazem sermões e regras e dias sem futuro
nós pecadores do Sul nos confessamos
amamos a terra o vinho o sol o mar
amamos o amor e não pedimos desculpa.

Por isso podem cortar
punir
tirar a música às vogais
recrutar quem vos sirva
não podem cortar o verão
nem o azul que mora
aqui
não podem cortar quem somos.

Águeda 23/12/2012
Manuel Alegre

Abração para todos
IMPIO

perhaps disse...

eu...beeemmm...boa noite

perhaps disse...

Ímpio, é um poema tão verdade de doer.
bigada, viu?

Pedro disse...

Perhaps,

Sexo
Muito sexo
Que isso
Passa

Cê_Tê ;) disse...

Passei. Li alguns comentários ;)
Não sei porque ficaram as
( o )( o )na cabeça ;)))

TB ouvi o programa... (e é bom a atualização estar mais rápida.)


O café pareceu-me com um ambiente semelhante ao de há uns anitos... coisas!

Bjnhs.;*

É bom passar por aqui;)

Anfitrite disse...

Rain:
Vai ficar um pouco desanimada com o filme porque é muito triste e já está um pouco desactualizado.
Em que versão conseguiu? É que o italiano dobrado, ou legendado, em inglês, quando sobreposto, não é nada agradável.
Uma vez vi a Barbra Streisend e o Robert Redford, em Madrid, a falarem espanhol e ia morrendo de susto.

Bea:
Lambo=Lamborghini. Mente perversa.
Olhe que o “1900” não tem comparação com o “Último Tango”. Perdeu um grande filme, tão duro e tão real que até impressiona. Eu até fiquei com raiva ao Donald Sutherland pelo grande papel que desempenhou, que estive um tempo sem o poder ver.

Anfitrite disse...

Manuel:
Eu prefiro o linguajar do Bolhão ao do Fêcêpê.
E por ter havido quem não nasceu surdo, nem com deficiências auditivas, aqui segue um conjunto de frases que os tornaram famosos. O que não é o meu caso.

FRASES QUE MARCARAM.....OS SEUS AUTORES !
-Estar vivo é o contrário de estar morto. - Lili Caneças.
-Nós somos humanos como as pessoas. Nuno Gomes, SL Benfica.
-Quem corre agora é o Fonseca, mas está parado. - Jorge Perestrelo.
-Inácio fechou os olhos e olhou para o céu! - Nuno Luz (SIC)
O meu coração só tem uma cor: azul e branco. - João Pinto, antigo capitão do FC Porto
-A China é um país muito grande, habitado por muitos chineses... - Charles de Gaulle
-Lá vai Paneira no seu estilo inconfundível... (pausa) ...mas não, é Veloso. - Gabriel Alves
-Juskowiak tem a vantagem de ter duas pernas! - Gabriel Alves
-É trágico! Está a arder uma vasta área de pinhal de eucaliptos. - jornalista da RTP
.Um morreu e o outro está morto. - Manuela Moura Guedes
-Prognósticos só depois do jogo. - João Pinto (FCP)
-Antes de apertar o pescoço da mulher até à morte, o velho reformado suicidou-se. - João Cunha, testemunha de crime
-Quatro hectares de trigo foram queimados. Em princípio trata-se de incêndio. - Lídia Moreno (Rádio Voz de Arganil)
-O acidente foi no tristemente célebre Retângulo das Bermudas. - Paulo Aguiar (TV Globo)
-O acidente fez um total de um morto e três desaparecidos. Teme-se que não haja vítimas.Juliana Faria (TV Globo)
-Os antigos prisioneiros terão assim a alegria do reencontro para reviver os anos de sofrimento. - Maria do Céu Carmo, psiquiatra
-À chegada da polícia, o cadáver encontrava-se rigorosamente imóvel. Ribeiro de Jesus, PSP de Faro
-O acidente provocou forte comoção em toda a região, onde o veículo era bem conhecido. António Bravo (SIC).
-Ela contraiu a doença em vida. - Dr. Joaquim Infante, Hospital de Santa Maria.
-Há muitos redatores que, para quem veio do nada, são muito fiéis às suas origens. - António Tadeia, Crónicas do Correio da Manhã.
-A vítima foi estrangulada a golpes de facão. - Ângelo Bálsamo, Jornal do Incrível.
-A polícia encontrou no esgoto um tronco que provém, seguramente, de um corpo cortado em pedaços. E tudo indica que este tronco faça parte das pernas encontradas na semana passada. - Agente Paulo Castro, Relações Públicas da P.J.
-Os sete artistas compõem um trio de talento. Manuela Moura Guedes (TVI).
-Esta nova terapia traz esperanças a todos aqueles que morrem de cancro em cada ano. - Dr. Alves Macedo, oncologista.
Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe. - Jardel, ex-jogador do Sporting.
-Querem fazer do Boavista o bode respiratório. Jaime Pacheco, treinador do Boavista.
-Não tem outra, temos que jogar com essa mesma. - Jaime Pacheco, treinador do Boavista, ao responder à pergunta do repórter se eles iriam jogar com aquela chuva.
-Se entra na chuva é para se queimar. Denilson, jogador da Seleção do Brasil.
-Haja o que hajar, o Porto vai ser campeão. Deco, ex-jogador do FC Porto.
-O difícil, como vocês sabem, não é fácil. - Jardel.
-Jogador tem que ser completo como o pato, que é um bicho aquático gramático. - César Prates, ex-jogador do Sporting.
-No Porto é todo mundo muito simpático. É um povo muito hospitalar. - Deco, ex-Jogador do FC Porto, a comentar a hospitalidade da população.
-Eu disconcordo com o que vocês disse. - Derlei, do F. C. PORTO, em entrevista ao Jornal Record
-Em Portugal é que é bom. Lá, a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias. Argel, jogador do Benfica.
-Nem que eu tivesse dois pulmões alcançava essa bola. - Roger, jogador do Benfica
-Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu. - Djair, jogador do Belenenses ao chegar a Belém (zona do Restelo ? Mosteiro dos Jerónimos) no dia que assinou contrato com este clube
-Finalmente, a água corrente foi instalada no cemitério, para satisfação dos habitantes. - Pr. da Junta da Freguesia do Fundão

Anfitrite disse...

Já agora indignem-se mais:

Que vergonha! Recebem indemnização para deixarem de trabalhar e ainda têm direito a receber subsídio de desemprego, quando a maioria deles, ou todos, nunca descontaram para a segurança social. Conheço várias pessoas, que sairam com indmniz...ação e estão sem receber um tostão, à espera que chegue a idade da reforma. Mas os Bancos, que ajudaram a destruir este País, têm direito a ter condições especiais e os bancários, além de regalias também especiais, ainda vão roubar os que descontaram toda a vida. Só aos funcionários públicos é que lhes retiram tudo e ficam sem direito a nada. Não desejo o mal de ninguém. Só desejava um pouco de igualdade na distribuição dos sacrifícios.

http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/banca___financas/detalhe/governo_autoriza_600_trabalhadores_que_vao_sair_do_bcp_a_receberem_subsidio_de_desemprego.html

http://www.ionline.pt/portugal/sindicato-critica-governo-dar-subsidio-desemprego-trabalhadores-despedidos-bcp

É para estes meninos que nós fazemos sacrifícios e nos tiram o pão da boca. Governo tem 164 “especialistas” a ganhar até 5775 euros por mês | iOnline
www.ionline.pt
Auditoria do Tribunal de Contas revela dúvidas sobre a experiência profissional destes técnicos, até porque 15% têm entre 24 e 29 anos

Impio Blasfemo disse...

http://letras.terra.com/rima-criminosa/1805211/

Não Existe A Fórmula Do Amor

Rima Criminosa

Ladrão está na UTI sangrando vomitando sangue
Enquanto boy arrombado dá colar de perola pra sua amante
Rico não tem dó carteira de transplante de órgãos
Igual o ladrão na justiça sonhando com hábeas courpus
Sua filha com dez anos já fazendo ponto na esquina
E o seu filho matando o vigia bem louco de cocaína
Aqui é só traficante carregando sua 12
Ou o pivete no farol no seu vidro vendendo doce
Não tem cargo bom emprego digno de respeito
Pra conseguir o almoço só com 10 tiros no seu peito
Quando eu tive na sua mansão vai rezar por favor não me mata
Vai implora rezar pra eu não enfia bala
Você vai perceber que ajudo pra mim ta aqui
Desfigurando seu rosto te mandando pra UTI
Vai pensar antes de comprar colar de ouro pra sua piranha
E antes de levar seu filho pra tira foto com Mickey na Disneylândia
Você tem de tudo do bom e do melhor
Pro meu povo só resta arma cocaína farinha e pó
Que destrói a favela e te assusta no condomínio
Que faz você rezar pra eu não descarregar a minha PT no seu filho
O pivete que antigamente soltava pipa
Hoje assalta teu BMW e te mata pelo toca fita
Que invade seu condomínio em busca do malote
Que abre sua cabeça pelo dinheiro do cofre
E é isso boy o que vai acontecer
Enquanto você mergulha na piscina eu não tenho o que comer
E é isso arrombado o que vai acontecer
Eu abrindo seu crânio com a minha PT

Não existe a formula do amor

Atrás das grades numa cela fria de um presídio
Agora não adianta reza orar beija o crucifixo
Pois o cidadão comum não agüento vê seu filho de barriga vazia
Pego a semi-automática e enquadro a burguesa vadia
De colar anel de ouro corrente gargantilha
É seqüestro latrocínio na cadela rica
Que não sabe o que é viver nas margens do esgoto
Não sabe o que é não ter nada pra comer no almoço
Que só pensa em desfiles roupa etiqueta bijoterias
E pra ela que se foda o favelado da periferia
Que mora num barraco de apenas um cômodo
Enquanto a madame pedi mais um vinho pro mordomo
Outro favelado morre na mão de traficante na mão da policia
É outro moleque morrendo na mesa de cirurgia
E outro com dez anos já fumando crack
É outro com a 9 na mão trocando tiro com o denarc
Com o estomago vazio eu vou ter que invadir seu prédio
Pega o dinheiro e abri sua nuca com a 380
Eu não vou ta na sua porta sujo pedindo esmola
Nem fica no sinaleiro desde das 2 horas
Vou assaltar um banco e sacar o dinheiro do caixa
Da fuga de golf da agencia bancaria
A criança perdeu a inocência com o cachimbo de pedra
Enquadrando seu Audi vai desce logo do carro porra depressa
Não haverá paz se houver desigualdade social
Vai ter empresário no instituto medico legal

Com uma micro-usi assaltante de banco
Apontando na cara do refém o meu cano
Vai reza por favor não me mate tenho filhos pra criar
Por que então invés de doa cesta básica compro AP com vista pro mar
A playboyzada no shopping nem liga pro moleque faminto
Torrando a cada loja que passa um salário mínimo
Vai ta de Audi Mitsubish citroeen
E eu nem tenho mamadeira pra da pro neném
Vou abrir a nuca do boy pra fuma crack
Já cansei de ver meu barraco com goteira na lage
Eu não queria ver tantas mortes a cada minuto
Nem o burguês que não deu a senha virar defunto
Nem o pivete te ameaçando com o canivete
Que te da facada pelo seu talão de cheque
Mas o que vejo é tiro da tropa de choque
Ou o cuzão na tv defendendo pobre só pelo ibope
Enquanto houver hipocrisia e políticos corruptos
Vai ter no crânio do boy uma pá de furo
O seu filho ta no shoping comprando um tênis bem louco
O meu ta chorando com fome sem ter nada no almoço
Vai virar assassino ladrão de banco sanguinário
Que pela corrente rasga a cara do empresário
Ou vai ser mais um mendigo caído no chão sujo
Enquanto o filho do boy tem conforto e luxo
O seu sangue me atraí e disso que eu preciso
Abri você no meio pra alimenta meu filho
Então por isso boy vai agiliza cala a boca
Passa logo os dólares vai depressa porra.

andorinha disse...

Bea,

"...que seria melhor que, pelo menos, nós mulheres nos soubéssemos. e reconhecêssemos que não somos a liberdade que nos apregoamos. E arrisco dizer na generalidade. só o homem é escravo dos estereótipos que criou. Por vezes penso se umas liberdades se pagam com outras..."

Penso que sim, as liberdades pagam-se. Mas é uma questão de opção.


Cêtê,

"O café pareceu-me com um ambiente semelhante ao de há uns anitos... coisas!"

Como assim? Já houve tantos ambientes, estás-te a referir a quê? Não te amofines, já sabes que sou curiosa:)))

Impio,

Brilhante o poema de Manuel Alegre.
Obrigada.


Anfy,

O que eu já me ri...loooool
Algumas frases poderão ter sido ditas na brincadeira, mas outras...valha-me Deus!:)

www.youtube.com/watch?v=aQXsM1l2wZ8

Fiquem bem.

Caidê disse...

Manuel
Não fazia mal "Old Love" pago com "Old Love" daria sempre a "Wonderful tonight" :)))

Dizes que"...a autodegradação da condição feminina é bem pior do que o aviltamento por terceiros." e eu estou de acordo, mas não sei se professamos os mesmos motivos ao defendermos a mesma opinião.

A Mulher ainda tem muita luta a fazer para verdadeiramente não ser, como dizia o Professor no último programa com o Rui Moreira, "uma minoria maioritária" e, digo eu, desclassificada. No entanto, nem todas as mulheres têm consciência do que as faz ser "minoria" e nem todas se implicam no que haveria de ser a sua "luta de classes".

A Andorinha diz que é femininista.
Eu (acho que) não sou femininista porque para mim a igualdade de direitos entre homem e mulher é inquestionável, tem de ser assim entendida à partida e politicamente tem de ser assumida por evidências.

Quando uma mulher é vítima de falta de poder quando em interação com um homem, a raiz da desigualdade de poderes e da dominãncia de um versus a subjugação de outro tem de ser procurada no sistema dominante que se organiza em termos de mais poderosos e menos poderosos em esferas diversíssimas da vida social. Na sociedade, como mulher, uma mulher tem vários papéis - individualidade, filha, mãe, amante, profissional, esposa...- e se no quadro das suas interações experimenta o lugar do mais desapoderado, então é porque o papel que ela aí desempenha é um papel desapoderado.E é mais esse o fator da desigualdade do que aquele que advém do facto de ela ser simplesmente uma individualidade mulher. É que uma mulher com grande poder económico dá, se quiser, bailarico a um qualquer homem desapoderado de meios económicos. Então, já não é por aí que devemos organizar a luta para chegarmos a maiores igualdades - é o sistema social que temos de alvejar lá onde virmos acontecerem desigualdades estratificadas socialmente injustas e cuja única racionalidade é alimentar o sistema. Lá diziam os pais da Sociologia - os Factos Sociais são totais.

Mas voltando à frase do Manuel...
aproveito para trazer a observação da Rain sobre o Marketing à tona do pensamento que aqui exprimo. E faço-o só para dizer a maior das banalidades que é "O sexo vende". Para vender mais dá-se mais visibilidade ao produto, ou tout court, como aumentando o volume das ditas, ou subrepticiamente (sugerindo fugazmente) e deixando que a água cresça na boca (uma imagem publicitária pouco demorada pode provocar mais efeito do que uma mais longa).

Mulher que usa o dito appeal para algo alcançar fá-lo para se sentir mais poderosa perante quem lhe cede e pode até tornar-se manipuladora em muitas situações.

Agora não é porque essa dada mulher usa as mamas como instrumento da sua estratégia que eu fico em desacordo com esse agir. As mamas não me incomodam verdadeiramente. A estratégia em execução e a intencionalidade é que me afastam profundamente dela. Quer dizer, o meu julgamento moral guia-se por aí.

Wonderful tonight to everYbody :)))

http://www.youtube.com/watch?v=zzg8Vm8rYrs



Anfitrite disse...

Para não dizerem que sou eu a má língua, leiam o que puderem de quem sabe mais do que eu.

http://jumento.blogspot.pt/

E não se esqueçam que hoje é "Dia de Reis". Façam favor de comer uma romã que é para terem fartura todo o ano.

Caidê:

Se eu soubesse escrever como você muito mais coisa adiantaria. Mas agora também não estou inspirada. Mas sabe perfeitamente que, ainda hoje, estamos à espera das quotas que os homens nos dão, que toda a mulher que sobe pofrissionalmente é porque o fez na horizontal, ou porque é frustada, ou porque é feia e não arranjou marido, ou porque se vendeu, ou porque traiu alguém, etc. Tanta coisa haveria a dizer. De qualquer modo eu acho que uma mulher se deve ventir bem com o seu aspecto. Corrigir defeitos, se possível, mas tudo o que é para dar nas vistas é porque alguma coisa não vai bem na cabeça. No entanto, sempre que vejo a dra. Teodora Cardoso, apetecia-me pegar nela e dar uma reviravolta naquela toca que ela traz em cima da cabeça. Já disse aqui que gostava de ter sido cabeleireira. Mas nas férias grandes, como eu não tinha direito a brincar, havia uma modista muito famosa em Loulé, que fazia o favor de me aceitar, e me punha a chulear, a abrir costuras, etc. e eu matreira houvia as conversas daquelas madamas todas e das frustações de algumas e aunda hoje me lembro de uma dizer que lhe tinham crescido peles nos cantos das unhas porrque as tinha cortado a uma terça-feira.
Mas o certo é que aprendi a fazer costura e, as calças mais lindas que tive, foram feitas por mim. Ah, e também apanhava as malhas das meias das minhas tias, com uma agulha de crochet em troca duns tostões. Tudo isto só me fez bem. Só me fez mal aquilo que não me aconteceu!

http://www.youtube.com/watch?v=Nl3U_vtLAg8

Pedro disse...

O Sol

Vem de madrugada
Afoga-se no horizonte
Brilha todo o dia
E á noite reparte-se
Com saudades

Bom Dia

( já está tudo na faina? )

Pedro disse...

Cê_Tê ;)

Aqui fica uma do Dragonbreath02

Metallica- Black album (full album)

https://www.youtube.com/watch?v=qpff9If1J_g

Para os outros! Jesus está convosco!

Impio Blasfemo disse...

ANDORINHA

O poema do Manuel Alegre é brilhante como dizes, o outro (Rima Criminosa) não é brilhante mas retrata também o problema da desigualdade, ou dos desequilíbrios ou das assimetrias, como agora se diz, sociais. Uns cá outros no Brasil, como deu para perceber. Por este mundo fora Há muita gente arregimentada para aumentar essas desigualdades; pilha-galinhas de colarinho branco.... Gasparinhos ....enfim, povo sofre!!

IMPIO

bea disse...

Anphy

qual mente perversa?! eu não sabia o que era.Tem que se desimaginar, não sei pensar coisas perversas, quer o quê?

Perverso para mim é bater nos inocentes, caluniar e assim. Fazer mal aos outros por querer e para magoar sem que eles nos tenham feito mal a nós.

E isto, pode crer, não consigo. E nem sequer tem mérito. acho que é genético.

João Pedro

é melhor que te vistas.

bea disse...

Anphy!!!

passo-me com o que escreveu às 3:25. Foi da hora? Ó pá, tenho aí umas meias com umas malhas caídas, ainda tem a agulha de croché? ou já não sabe apanhar?

O meu pai bem me queria pôr à costura...ele lá sabia.

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Sua tarada! Eu estou vestido mas da cinta para baixo!

andorinha disse...

Pedro,

Loooooooooooooooool

bea disse...

Pedro
meti-me contigo e não devia; é que te tomei por uma pessoa normal, desculpa. Não sucede mais.

João Pedro Barbosa disse...

Bea,

És uma querida!