segunda-feira, agosto 06, 2007

Diário verborreico.

Não gostei de Atenas.
Gostei da Acrópole.
Adorei os taxistas gregos, que pensavam ser o nosso salário mínimo superior ao "helénico":).
O aeroporto de Atenas fez-me suspirar pelo avião, só para fugir a tal confusão terrena.
A piscina do hotel de Mykonos dá para o mar na Net e para uma estrada e um poste eléctrico na realidade.
O Chardonnay chileno é honestíssimo.
O Benfica ganhou o torneio do Guadiana e ainda só tem meia-dúzia de lesionados, incluindo Nuno Gomes, cujo tempo de paragem era 10 dias há vários meses atrás. Fui solidário pela Net, mas o tempo acabou a três minutos do fim do jogo e tive de resolver a minha angústia à força de sms para Portugal.
Carolina Salgado vai escrever segundo livro. A julgar pelas declarações da irmã, o título deve ser O Império contra-ataca...
Cavaco Silva, segundo um jornalista, derrubou o templo do estado de graça de Sócrates com um comentário sobre a demissão da Directora do Museu Nacional de Arte Antiga, adequadamente Dalila de seu nome. Não o sabia tão incisivo...
O Professor Jesualdo Ferreira não está preparado para perder mais jogadores. É a versão ex-benfiquista/actual dragão furioso dos pesadelos de Fernando Santos sobre a saída de Simão.
O BCP encena hoje a sua versão do célebre filme OK Corral. Joe Berardo já ensaiou o V de vitória para os jornalistas, mas por enquanto aposta no consenso.
Em contrapartida, Marques Mendes não parece muito entusiasmado com a hipótese de duelos televisivos com Luís Filipe Menezes. Não admira, este ameaçou comparecer com 130.000 apoiantes.
A aterragem em Mykonos fez o ameriacno sentado a meu lado explodir num visceral "shit", mas eu dei-me por satisfeito, o avião parou a vinte metros do fim da pista.
Desconfio que 15 dias de Cantelães não vão chegar para recuperar destas férias...

17 comentários:

Bartolomeu disse...

Como o mundo é pequno...
Satisfaz-nos a certaza da imutabilidade desta nossa aldeia virada para o atlântico, com imensos postes eléctricos a intermediar a paisagem.
Carolina quÊ? É Grega? Uma deusa do Olimpo, uma pitonísia?
Cavaco... Socrates...?
Estáva mesmo convencido que se chamavam Rómulo e Remo...

Bartolomeu disse...

PS:
Perdoem o "i" da pitonisa... descoordenação entre o raciocínio e a digitália... :(

Afectos disse...

Como sempre "in". Bem-vindo à nossa santa terrinha ;)

A Menina da Lua disse...

Oh professor!

Quase que nos encontrávamos!!..regressei dessas bandas há pouco mais que uma semana e tambem concordo plenamente consigo:
"Não gostei de Atenas.
Gostei da Acrópole."

Na Acrópole senti uma magia especial não só pelas construções mas principalmente por aquilo que elas trazem de significado a tras de si.

Quanto a Mikonos é uma Ilha muito simpática que de pobres pescadores já tem muito pouco. As taberninhas de petiscos à beira mar são muito convidativas para já não falar do seu magnífico pôr do sol...Como aqui já falei de todas as ilhas preferi Santorini.

"Desconfio que 15 dias de Cantelães não vão chegar para recuperar destas férias..."

Tambem igualmente a mim me aconteceu o mesmo, tenho estado esta semana a fazer férias das férias:)

Grandes coincidências:))

cdgabinete disse...

Na minha curta visita a Atenas, a sensação foi a mesma... Sem dúvida que vale a pena a visita à Acropole, mas Atenas em si deixou-me um tanto ou quanto desiludida...

Su disse...

gregos..............
um diario interessante......tal como o pensamento............com tanta informação-.........e contra:)

jocas maradas de bom tempo.......em ate.nas:)

lobices disse...

...20 metros da pista?
...chiça ... era mesmo de dizer shit

andorinha disse...

Boa noite.

O título está giro, Diário verborreico:)

"A piscina do hotel de Mykonos dá para o mar na Net e para uma estrada e um poste eléctrico na realidade"

:)))) Loooooooooooooooooooooool
Desculpe lá, mas não pude deixar de me rir.
Publicidade enganosa há em todo o lado...

Em lesionados já começamos a ganhar:((((((

Boa recuperação em Cantelães!:)

Ni disse...

PROF...

Sorri ao ler este post(al).
Senti-o como um ramalhete, não de «rubras papoulas», mas de rubras e verdejantes palavras... de quem gostou de regressar...
...

MENINA DA LUA:

A tua referência a Santorini tocou uma tecla secreta 'cá dentro'. Das que soltam no ar um 'SOL' em mi(m).

Permite-me que te conte um pequeno pormenor: desde muito menina descobri que o prazer partilhado é muitas e muitas vezes multiplicado.
Lembro-me, por ex., de escolher o maior bago de uva e deliciar-me com o sorriso de prazer que transparecia do rosto da minha mãe, quando lho colocava na boca, com os meus dedos pequeninos. Com amigos, com amores, com os meus 2 filhos é assim. Não creio que seja altruísmo. Talvez seja até o oposto... não sei. Mas... há 3 locais que sei que gostaria de conhecer não só por mim, mas através dos olhos, do paladar, do odor... até dos silêncios... de alguém especial. Posso até ser ridícula. Mas se não ousarmos ser ridículos matamos os sonhos ... e eu não me importo que me achem ridícula. Importava-me, sim, de negar a minha essência.

Sabes, menina da lua, não sei quando irei a Santorini... mas apeteceu-me dizer-te... que hoje tocaste num sonho meu... e cada vez que se toca num sonho... ele aumenta. Sorriso.
Obrigada.

Abraço da (me)NI*(na do mar)

A Menina da Lua disse...

Ni

" desde muito menina descobri que o prazer partilhado é muitas e muitas vezes multiplicado."

Mas que bonito sentir o seu!:))
Não só concordo com ele como igualmente procuro na minha própria vivência realizá-lo...
A partilha dá-nos de facto um prazer em duplicado,é virtuosa e cria dinâmica à vida...

Eu sei que não substitui o prazer de lá estar mas já que tanto a entusiasma Santorini, aqui lhe envio através do seu mail uma foto tirada por mim da magnífica vista ao cimo de Santorini que como já aqui afirmei nos faz sentir na presença da magia dos deuses do Olimpo.

Obrigado pelas suas simpáticas palavras e tambem pela oportunidade desta minha partilha lhe ter tocado um pouco dos seus sonhos...:)

Um abraço tambem para si:)

Ema disse...

Grécia.. Belo país para visitar. Apesar das publicidades enganosas com que nos deparamos..

Marx disse...

Caro Prof., adorei a sua verborreia. Como sempre. Estou em crer que "a" do salário mínimo não será exclusivo dos taxistas gregos. Todos os taxistas do mundo sofrerão desse pensamento. Tal como "a" da piscina do hotel. Também sucede isso no ALLgarve. Quando as fotos, na net ou nas revistas, foram tiradas há trinta anos atrás. Antes de surgirem as estradas e os postes. Quanto ao Nuno Gomes, receio bem que a "lesão para 10 dias" já o venha a afectar desde que regressou de Itália. Finalmente, como bem lembra o Lobices, eu também faria coro com o americano. Chiça!

Laura disse...

«Não o sabia tão incisivo».
Professor! Será que a memória é mesmo curta, como dizem?
Então a lenda do cavaquismo fez-se com quê?
Panos quentes?:):)
Sem querer levantar polémica (já serôdia) eu sempre confiei no sentido de timing dele e na clareza de pensamento.
Agora o lugar é outro, bem sei. Mas entre a mais que expectável atitude (aliás, sincera) de querer colaborar na reforma e para isso dar espaço ao governo (coisa que ele avalia porque já lá esteve); E a passividade ou acriticismo, vai um mundo.
É claro que devemos contar com isto e muito mais dele, mas não espero que seja como eco do PSD, antes como pai democrático da nação.
-Não é isso um PR?

A totózice que alguns lhe querem apontar, aproveitando o seu discurso pouco solto, é tb. mais 1 lenda.

Ainda bem que ele não exagera, vale mais que interfira em poucos, mas bons momentos. Senão isto era 1 guerra civil.

'Tá bem que o homem não correponda ao tipo sénior e patriarcal de político, com grande savoir faire.
Mas ainda assim, entre a inefável aparência da acção corrente ou a efectiva capacidade da acção-que-conta-mesmo, prefiro a certeza da segunda...

E por falar em aparências... já sei que gosta do seu vizinho de Gaia! Mas apostaria umas bolas de berlim aqui da praia em como ele não vai lá chegar... São boas e circulam em edição clandestina, como os livros do M.Alegre antes de 74.
Depois da compra ilegal, olho para elas na hora de as dar aos descendentes e fico a pensar para comigo: o país crítico está aqui dentro. Somos um BOLA DE BERLIM...

Boas férias e ainda bem que não foi apanhado pelos incêndios na velha Helénia!

CêTê disse...

Bom regresso!;]

Vai ver que bastarão 3 dias e 3 noites em Catelães para que das "férias" fiquem as recordações maiores e tudo o resto pareça ficção.

Ricardo S. Reis dos Santos disse...

Talvez isto que vou dizer diga efectivamente mais do que aquilo que eu quero dizer. Ou talvez tudo isto que vou dizer não passe de uma manifestação sublime da minha loucura mansa, ou da minha palermice. Seja como for, cá vai: que saudades dos festivais dionisíacos daquele tempo. Entenda-se, não do que realmente eram os festivais (who knows?) mas o que se revelam na minha fantasia. Sim, saudade. Precisamente saudade. Nada mais do que saudade. Ah, Grécia dos velhos tempos! Daqueles tempos. Precisamente desses. Que nos deixaste decair nesse mito socrático do "homem ideal" e nos deixaste caminhar pela via mais escura da selva até ao meio do nosso caminho. Ah, Grécia dos meus tempos. Daqueles tempos. Precisamente desses que nunca tive.

Seja bem-vindo, caro professor.

andorinha disse...

Cêtê,

Bom regresso, também:)

A Menina da Lua disse...

Ricardo Reis Santos:))

"Ou talvez tudo isto que vou dizer não passe de uma manifestação sublime da minha loucura mansa,"

Gostei desta sua "loucura"...

e já agora por tambem me fazer lembrar e não só... a Grécia antiga, partilho igualmente um pouco esta sua ficção: "Ah, Grécia dos meus tempos. Daqueles tempos. Precisamente desses que nunca tive.":))


Engraçado este seu trocadilho!...