quarta-feira, agosto 01, 2007

Ovídio, Parte III



Posso apenas prometer-vos, sem receio de qualquer espécie, que se trata da obra mais pindérica até hoje realizada pelas producoesmurcon. Então o chapelinho faz de mim o rei da piroseira:).

29 comentários:

peciscas disse...

Ó homens e mulheres do meu país,
O(u)vídi(e)(-)o...

lobices disse...

...reitero o que escreveu o peciscas!!!!!!

A Menina da Lua disse...

Oh Professor!

Que divertido:))

Ovídio lido assim à beira rio no Porto e animado com o seu tom cúmplice e brincalhão, deu como resultado estas minhas boas gargalhadas...

Fica então a espectativa do próximo programa em Serralves que apesar de não ter este especialíssimo "privado murcónico":)nos dará mais uma vez a oportunidade da garantida e grata satisfação de o ouvir.

Pamina disse...

Boa tarde.

Gostei muito de recordar estes conselhos do Emídio:))).

Queria pedir um favor aos leitores que moram no Porto, como é um meio pequeno talvez me possam ajudar: era para saber se alguém conhece aquele senhor que ia a passar e que foi entrevistado. Se me pudessem dar o contacto, seria óptimo. É que gostei da pinta dele:))).

thorazine disse...

pamina,
se não estou em erro é filho da Zirinha, vendedora do bolhão..tem umas pencas tenrinhas, tenrinhas, tenrinhas...:))

Depois de oubídeo o bídeo começo a reparar que a nossa sociedade realmente não nasceu do nada! Não tinha a noção que já antes do JC se fazia o culto À imagem! Nem que o cheiro a bode era dispensado..

lobices disse...

...a melhor, na verdade, é os mouros não saberem onde fica o Santo Ovídio LOLOL
...abraço Profe e parabéns pela interpretação perfeita do Sr. Emídio

thorazine disse...

Fica um bocado abaixo do Monte da Virgem!!! :)))))))

Só agora começo a perceber a etimologia das zonas Gaienses!!! ;))))

thorazine disse...

Ah...e ainda mais para baixo temos a "Rasa"!!! LOL

É tudo uma dedicação à Deusa! Gaia! :))

thorazine disse...

Sugestão: Canal História! :))

andorinha disse...

Boa noite.

Mudam-se os tempos, permanecem as verdades:)

Gostei muito do entrevistado final.
Um tripeiro genuíno sem papas na língua...:)))

Lusco_fusco disse...

Boa noite!
Foi um prazer ouvi-lo Mahatma :))))
A canção da média luz....ihihihihi
Há quem diga que mulher não finge ;-), sobrevive. Já pensou na concorrência? E, como ovidio diz, antes isso que uma cama gelada lolol
Um abraço

moon disse...

Boa noite!

Bem, eu estou cheia de chorar a rir em frente ao computador. Já nem me lembro de me rir assim há uns tempos...
Esse sentido de humor arrasa com qualquer um(a)!
Confesso que fiquei assustada com o dito chapelinho... (só este e o 'barrete' que usou a seguir ao jantar de Natal, ia-me dando o treko...:(:))))))
Está-me a parecer que não é só o Ovidio a ter um big ego. Quem usa os chapéus com essa naturalidade... Acho giro esse estar de bem com a vida! Torna-o mais bonito.
Acho que esta foi a produção que mais gozo me deu (ou será pica?):)))))))
Gracias!!!
Vik, valeu!!

moon disse...

PS: Como estou a chegar de férias e a depilação já passou do prazo de validade, à cautela amanhã vou tratar disso, não vá o diabo tecê-las... Uf...

Bartolomeu disse...

Pirosismo, pirosice, pirosidade, é o conceito inócuo que une a humanidade. Tenebroso. Mais que o aparecimento da calvice, tão, quanto a ineficácia do afrodisíaco. Porém, tão vulgar quanto a existência.

Migmaia disse...

Bom dia,

Hilariante! Parabéns às Produções Murcónicas e ao seu excelente Apresentador: Qual jovem revelação da melhor e mais fina comédia que tenho visto ( e que me perdoe o Emídio ou o Ovídeo).
E passo a citar momentos e expressões, das que mais me fizeram rir:

“1,70 rafados”;
“a pica das esposas” e os aviões a passar (aqui também um louvor à realização).
O conceito de Patroa à moda do Porto também está muito bom.
A gentileza para com a Comunidade: não atender o telemóvel, indepente/ do tempo que possa vir a tocar.

Depois a parte que não permitia “assassínios de texto”, mas que acaba por revelar um dom cançonetista (pena não ouvirmos o “media luz” hasta al final). Aqui, atendendo ao conteúdo, é mencionada a(s) bolinha(s). Que, com certeza planeado pelas Produções, se encontra, não propriamente no canto direito do ecrã, mas sim junto ao ombro do Prof. Penso que por dificuldades técnicas em colocar o dito circulo, improvisaram um cano que se encontrava no muro…bem bisto!

Aquela entrevista no final, sinceramente, penso que deveria ser censurada…

Um bom dia!

suruka disse...

Estou fascinado.

E que musica fantástica.

JFR disse...

Um momento sensacional. Merecedor de análise profunda.

As escadas encostadas ao muro, dando uma aura de clandestinidade tão apropriada ao tema. O chapéu um adereço dessa própria clandestinidade. Clandestino é ainda o patrocínio do Restaurador Olex. E, já agora, para onde se dirigiam as duas mulheres? Porque é que após a passagem delas houve uma interrupção da filmagem e uma mudança de plano? Repare-se no ar muito mais afoito do protogonista, depois desse interregno! E as maldades do realizador com o plano do micro e do buraco na parede em conjunção, bem como, a finalização com as canas bem ao alto! Que significado?Qual é a transmissão pretendida?

No final, um momento hilariante. No entanto, fiquei com dúvidas quanto à actividade do passante. Disse que estava na indústria de curtumes! Referia-se a peles? É que pela hora, mais parecia a indústria de curtir!

andorinha disse...

JFR,

Fizeste-me rir a bom rir com essa tua análise.

As escadas encostadas ao muro foram realmente o melhor cenário para uma certa clandestinidade imposta pelo tema, concordo contigo:))))

"Repare-se no ar muito mais afoito do protagonista, depois desse interregno!"

:))))) Looooooooooooooooooool

PS: Os homens são muito maliciosos:))

Laura disse...

40 graus...e aí está: Vim espreitar a sombra agradável do Murcon!
Ainda não tive tempo de ver o video, mas estou como a Andorinha.:)
Já me ri a bom rir com a crónica queirosiana do jfr, fazendo as vezes de 1 saboroso aperitivo!.
Pois é,a linguagem tb. pode ser fresca! Ouff, e bem precisamos de sensações destas com este calor infernal!
Boas férias, bom fim de semana ou então boas ondas em que que circunstância for!

Julio Machado Vaz disse...

jfr,
Essa das canas sensibilizou-me muito:).

yulunga disse...

Bom dia maralhal.
Realmente Dr. Murcon... eu não gostei nada de lhe ver o chapéu :-(

thorazine disse...

Edward G. Robinson meteu as mãos no coldre só para sentir o frio do revolver..

andorinha disse...

Boa noite.

"Essa das canas sensibilizou-me muito."

Eu sabia:))))) Looooooooooooooool

andorinha disse...

Acabei de ver um excelente filme, A vida dos outros.
A quem não o viu, recomendo vivamente.
Estava agora indolentemente a dar uma volta por alguns blogues, quando me deparo com pérolas como esta:

Este blog está aberto apenas a leitores convidados.
Parece que não foi convidado para ler este blog. Se pensa tratar-se de um erro, deverá contactar o autor do blog e solicitar um convite.

Como já aqui uma vez disse, acho isto hilariante.
Loooooooooooooooooooooooool
Loooooooooooooooooooooooooooooool

A blogosfera deve exacerbar traços neuróticos pré-existentes, isto digo eu que não sou psi:)))))))

Fiquem bem, malta:)
"Vêmo-nos" amanhã e não é preciso convite:))))))))))))))))))

lobices disse...

...um bom fim de semana pró maralhal todo
...abreijos

elisa... disse...

O mar é sempre um bom fundo...lol
Gostei de o ouvir, sim senhor...

Marx disse...

Acabei de me registar e ver as Produções Murcon. Se este foi o programa "mais pindérico", vou já ver os anteriores. C'a Ganda Emídio dos Curtumes! Parabéns, Prof. e produtor. Adorei! Fico na expectativa dos próximos. Sem pipocas e coca-cola...

Su disse...

eheheh afinal ambos temos delirios:)....

gostei dos varios momentos.....


jocas maradas

cdgabinete disse...

Professor... as produções murcónicas são sempre benvindas, mas de facto o chapéu não é um elemento muito favorecedor...