domingo, novembro 15, 2009

Os patriarcas.

O estatuto de patriarca é curioso: quando o silêncio reina, à calma junta-se o medo da inutilidade; se chovem telefonemas e mails, lançamo-nos à estrada com dúvida rumorejante - "serei capaz?". E se somos, tememos o futuro de quem amamos; megalómanos entoamos pergunta com odor festivaleiro, "e depois de nós?".

A resposta é simples: o amanhã. Sem ficarem sós:).

62 comentários:

Eva Gonçalves disse...

Depois de nós... a vida segue o seu curso... sem nós!
Cumprimentos

Brancamar disse...

Sim, depois de nós todos sobrevivem e amanhã será o gosto renovado de voltarmos a ser nós mesmos, de reaprendermos a viver.

Beijinhos

P.S. Tenho visto aquele vídeo ali ao lado algumas veze, já o tinha visto quando andava lá por baixo, para além de recordar a voz e a canção que a minha mãe cantava, tenho uma fotografia com os meus filhos no mesmo sítio e nos mesmos gestos. Um dia destes mando-lha. :))

thorazine disse...

"..o amanhã. Sem ficarem sós:)"

Uma vez ouvi um neurocientista dizer que o cérebro físico não consegue distinguir entre informação recebida pelos orgãos dos sentidos e informação que é gerada dentro do próprio cérebro. Ou seja, enquanto houver, num cérebro algures, sinapses com informação sobre nós, nós andamos como o Santana, por aí.. :))

Bartolomeu disse...

Depois de nós...?! O vórtice...?! O anátema...?! Ou... o Zen?!
Ahahahahah!!!
Pensaram que seria somente anátema, ou zen!? Isséquerabom... nesse caso a loucura morria solteira, não?

A Menina da Lua disse...

Este poste fez-me pensar no seguinte:

Ontem assisti a um programa interessantíssimo no canal 2 que falava da nossa existência como seres vivos no planeta desde há 3,5 mil milhões de anos. Durante o processo, houve outras estruturas de matéria viva que ficaram pelo caminho dos tempos, houve o surgimento constante de novos seres vivos que deram como resultado entre outros, as plantas e os animais. Dentro dos animais, houve milhares de grupos e espécies que apareceram e desapareceram... Depois do aparecimento do Homem que foi ontem, decorreu todo o seu processo evolutivo até aos nossos dias e como que por milagre nós nascemos do resultado do único espermatozóide entre as 200 a 500 milhões de possibilidades que ganhou a corrida.
A "graça" e a sorte de estarmos vivos é tremenda... e não só pelo que aconteceu mas tambem por tudo aquilo que decorrerá da nossa micro existência. Imaginem quantos seres humanos vamos dar origem só pelo facto de termos sido pais!:)

Entender tudo isto dá outro valor à nossa própria vida e existência pois afinal os seres humanos até são os únicos seres vivos que conseguem ter essa consciência de de si e principalmente explicá-la aos outros...:)

Thora:)

De facto é assim como diz: as imagens que reconstituímos por evocação interior ocorrem lado a lado com aquelas formadas pelos estímulos do exterior e que nos vêm dos sentidos. Será então por isso que conseguimos assim manter vivos todos os que amamos e por isso os trazemos à nossa própria lembrança sempre que quisermos...:)

Boa semana para todos.

andorinha disse...

Depois de nós? O dilúvio...:)
Brincadeirinha...

A sua resposta diz tudo: o amanhã, sem ficarem sós.
Porque estaremos sempre com eles.

flor disse...

Medo?!...
Com todo o respeito

Sandra disse...

Durante "nós":

"O que não escrevi, calou-me.
O que não fiz, partiu-me.
O que não senti, doeu-se.
O que não vivi, morreu-se.
O que adiei, adeu-se.

Affonso Romano de Sant'Anna (Poeta e Jornalista Brasileiro, 1937- )"

Depois de nós...a resposta foi dada:
o amanhã. Sem ficarem sós:). (apenas sem nós)...

:)

ad disse...

depois de nós

fica o erro que deixarmos,
o amor que construirmos

fica a memória,
que seja boa,

até minguar nos que ficarem depois de nós

lobices disse...

...depois nós... vós... eles...
...abreijosssssssssssssssss

yulunga disse...

Dr. Murcon
Às vezes faz perguntas lixadas.
Mas acho que fica o nosso legado, com tudo o que tenha de bom e de mau.
Não sou pessimista, nadinha mesmo, mas infelizmente parece-me que ultimamente o Homem tem deixado muito maus legados às gerações seguintes.
Mas esse processo é como a recuperação de um toxicodependente. Só quando batem no fundo arranjam forças para se livrar do vicio. Acredito, pois, que quando tivermos bem a noção dos erros cometidos começaremos a deixar boa obra feita e ferramentas para que a mesma tenha continuidade.

Fora-de-Lei disse...

E depois de mim ? Que se lixe... they will never walk alone!

yulunga disse...

Fora da Lei
Jogas Farmville?
Queres ser meu vizinho?
LOL

thorazine disse...

:)

"na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs
e eu. depois, a minha irmã mais velha
casou-se. depois, a minha irmã mais nova
casou-se. depois, o meu pai morreu. hoje,
na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está
na casa dela, menos a minha irmã mais
nova que está na casa dela, menos o meu
pai, menos a minha mãe viúva. cada um
deles é um lugar vazio nesta mesa onde
como sozinho. mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo, seremos
sempre cinco"
— José Luis Peixoto

andorinha disse...

Thora,

:)
É isso, miúdo...

Anfitrite disse...

Hoje fiquei triste ao ler este postal. Porque será que uma pessoa que tem todas as condições, e mais uma, do que eu, para ser feliz, duvida das suas capacidades e da sua eficácia humana? Será porque é muito mais inteligente do que eu? Ou será porque eu já estou mais próxima do que disse Diógenes: "Só é verdadeiramente livre quem está sempre pronto para morrer". Desfaça-se de tudo como ele, vá viver para um barril, peça esmolas a uma estátua, para se treinar a receber recusas. Porque, pelos vistos, até hoje, não recebeu muitas, daquelas que doem mesmo.
Se não quiser seguir este conselho, não se preocupe, porque a solidão também ajuda os outros a crescerem. No entanto agora apora dê-lhes carinho, compreensão, tudo daquilo que não vai poder dar quando cá já não estiver. Não tenha vergonha de ser despudorado nos afectos. Deixe-se de etiquetas.
Boa semana.

árvore disse...

E depois de nós, e depois daqueles que nos guardam e fazem reviver das suas memórias, ficam os gestos, os actos e as atitudes que acertivamente "cometemos" e se reproduziram naqueles a quem marcamos. Como se de nossos prolongamentos se tratasse. Tal como transmissão genética dominante, mas que por convívio se passa.
O que é, afinal, a eternidade?

fiury disse...

que desespero: que só alguns patriarcas ou matriarcas sentem:(

haverá sempre aqui e ali alguns anjos da guarda a quem possamos meter uma cunha:)

d'assis disse...

Que esquisita esta "sorte de estarmos vivos": Somos uma brincadeirinha de um deus a jogar xadrez no Universo ... E nós aqui "a lixarmo-nos" em vez do Nirvana,ein!

Caidê disse...

Este post é muito tendencioso!
O patriarca? Então e a matriarca foi de férias?
Se ela está por perto, aconselha-se a fazer divisão social das agitações do quotidiano.
Nas calmias, o amor é muito relaxante e nem se dá pelo tempo.
Simplesmente preenche o vazio. A ausência é que é o vazio.

Quando o nevoeiro nos encobre, só nos descobrimos através do outro.

Que quereria dizer Marx com: "Eu não faço receitas de cozinha para as tascas do futuro"?

Fora-de-Lei disse...

yulunga 5:41 PM

Sister in arms, eu não jogo FarmVille...

Caidê disse...

Sendo chamada à pluralidade pelo retomar mediático do tema do matrimónio homossexual (progr. RTP N), o meu post também me parece tendencioso. Os pares não têm de ser obviamente constituídos entre patriarca e matriarca. Só o amor faz falta. Mas o conceito de amor é em si plural: lá no fundo, na cave, cada um de nós se foi formando num resultado conceptual sincrético sobre "amor".


Há outra coisa que o post me sugere: o indivíduo pensar-se em termos de utilidade pode ser dramático; porque culturalmente somos mais permeáveis a esse pensar sobre nós e menos a pensarmo-nos em função menos economicista e mais estética. E nem sei se a estética abarca o "gostar de", o "ter prazer com". Pensarmo-nos a partir de juízos mais sensitivos e não pelo "penso logo existo" positivista é-nos um pouquinho estranho, não? Não é para promover o indivíduo no sentido liberal ou neo-liberal, de sujeito cativo de seus prazeres. Quero regressar ao descobrirmo-nos pelo outro.

Fora-de-Lei disse...

Nos casamentos (normais) entre homens e mulheres acontece que, por vezes, o casamento não é consumado, decorrendo daí um divórcio "com justa causa" ou, até mesmo, a anulação do casamento. Pergunto eu: se isso acontecer entre dois gays recém-casados, como irá ser possível à parte queixosa fazer prova de que o casamento em questão não foi consumado ?

Julgo que se abre aqui uma nova (e excelente) oportunidade de negócio. Em certos países árabes, há clínicas que ganham balúrdios com a implantação de hímens artificiais. Para resolver o problema jurídico dos casamentos gays não consumados, se alguém inventar uma espécie de selo de garantia para o retrospício, esse alguém poderá ficar riquíssimo em pouco tempo.

yulunga disse...

AHAHAHAHAHAHAHAH

AHAHAHAHAHAHAHAH

Canseiroso disse...

Nestes comentários todos o que me entristece mesmo é o desânimo em vida, da Anfitrite.
Minha senhora, (Anfitrite) deixe lá o Murcon, porque ele não está preocupado com a morte,antes pelo contrário.
A senhora sim,que diz ter recebido «esmolas que doem mesmo...» preocupa-me, porque parece querer dizer que não há maior morte que amar e não ser correspondido/a...
E já agora aproveito para dizer a respeito do postal do Murcon,que é mal empregado o tempo que se passa a tentar ser patriarca, quando há tanta plebeia indefesa a precisar apenas de beijos.
Saudações provocatórias

Carolina disse...

Uma música de Cesária Évora:
Ausência

http://www.youtube.com/watch?v=Ynw3HUOFKTI

oa meus melhores beijos e abraços
Carolina (Sherazade)

thorazine disse...

FDL,
visto que já passaste dos 50 mais dia menos dia vão ter que te tirar "o selo".Isto é, se ainda não tiraram...naquelas noites de copos para a maluqueira..

Mas agora lendo bem..

"Nos casamentos (normais) entre homens e mulheres acontece que, por vezes, o casamento não é consumado, decorrendo daí um divórcio "com justa causa" ou, até mesmo, a anulação do casamento."

De que século és tu?

Fora-de-Lei disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fora-de-Lei disse...

thorazine 11:20 PM

"De que século és tu?"

Eu sei que estamos em pleno Século XXI mas, só em 2008, foram anulados - de norte a sul do país - 9 casamentos pelo facto dos noivos / maridos não os terem consumado. O facto é que, sem a respectiva prova material da "negligência" em causa, tais casamentos não poderiam nunca ter sido anulados. É verdade que a tradição já não é o que era, mas...

As "normas / minutas" do Registo Civil também terão que ser alteradas.

De:

- "Pancrácio Bigodes, aceita por esposa, Asdrúbal Epaminondas, aqui presente, prometendo amá-la, respeitá-la e etecétera e tal ?”

- "Asdrúbal Epaminondas, aceita por marido, Pancrácio Bigodes, aqui presente, prometendo amá-lo, respeitá-lo e etecétera e tal ?”


a formulação terá que ser alterada para qualquer coisa do estilo:

- "Pancrácio Bigodes, aceita por passivo, Asdrúbal Epaminondas, aqui presente, prometendo amá-lo, respeitá-lo e etecétera e tal ?”

- "Asdrúbal Epaminondas, aceita por activo, Pancrácio Bigodes, aqui presente, prometendo amá-lo, respeitá-lo e etecétera e tal ?”


Convenhamos, no entanto, que aqui não há negócio em perspectiva pois o SIMPLEX do governo resolverá a situação em menos de um fósforo.

yulunga disse...

Também não sei em que se baseiam para anular um casamento por o homem não o ter consumado. Mas afinal o que é isso?
Hoje em dia a maioria dos casais tem relações antes do casamento. Já está mais do que consumado. Agora se na noite de núpcias e durante uns dias nada se passa pode ser por o homem estar com um problema no frontespício :-P

Caidê disse...

Yulunga

Bolas! Já nem sequer se pode fazer férias na lua-de-mel!...

"Lua de mel, lua de fel":onde foi que eu já ouvi isto?

FDL
Acho que educados para o SIMPLEX, as coisas se podem realmente resolver num fósforo. É viver e aprender, ora pois!

yulunga disse...

Caidê
Ai não pode não.
Lua-de-mel é lua-de-mel, nem que se já se tenha vivido junto um montão de anos.

Fora da Lei
Nada mais simplex que a palavra cônjuge.

Fora-de-Lei disse...

yulunga 1:31 AM

"Hoje em dia a maioria dos casais tem relações antes do casamento. Já está mais do que consumado. Agora se na noite de núpcias e durante uns dias nada se passa pode ser por o homem estar com um problema no frontespício :-P"

Um dos 9 casos ocorridos em 2008 foi, digamos, tão grotesco que a sessão de tribunal que decidiu pela anulação do casamento até veio relatada nalguns jornais diários. Foi quase um caso futebolístico. Ou seja, como o relvado não se encontrava em condições, o noivo recusou jogar no pelado. A noiva, algo ressabiada, marcou-lhe falta de comparência. Ainda segundo os mesmos jornais, e para que não existissem mais vítimas de situações similares, o noivo resolveu criar um website onde as potenciais noivas podem apontar a data prevista de casamento, dando-lhes a aplicação uma resposta com 95% de certeza se nessa data estarão, ou não, com o "chico".

Claro que haverá mitos noivos que não gostam da utilização das novas tecnologias para estes fins, pois estão sempre danadinhos para ter um pretexto que lhes permita "fazer uma perninha" no pelado. Conclusão: independentemente das boas intenções, é difícil - ou mesmo impossível - agradar a gregos e troianos.

yulunga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
yulunga disse...

Fora da Lei
Entendi.
Temos então um noivo pouco informado em relação à sexualidade da mulher e que não soube aproveitar uma ocasião de ouro para celebrar a lua-de-mel.
Calculo que saibas que nessa "altura" as mulheres estão muito mais sensiveís e com um elevado grau de excitação. E como muito do sexo também passa pela cabeça, inconscientemente claro, o facto de se ter a certeza que não se engravida nessas alturas também as predispõe mais à entrega.
Obviamente que ter sexo nessas alturas é coisa a discutir entre o casal; coisa que pouco se "vê" - falar do que agrada ou desagrada a cada uma das partes, e de como se há-de dar a volta para que ninguém se sinta desconfortável na relação.

Mas voltando à falta de "comparência", eu acho muito dificil comprovar isso. Mas imagino que dê um espectáculo e tanto em tribunal.
Coisa feia a meu ver.

fiury disse...

Há certos truques dos quais nos podemos munir para compreender melhor os outros e sermos tolerantes com aquillo que dizem. Aprendi um que me permite, assim como facilmente e racionalmente distingo entre um frigorífico e um avião: distinguir um Homem inteligente de um Homem sábio. É um pequeno truque utilitário: para quê complicar?

lobices disse...

IMPORTANTE VER

http://www.youtube.com/watch?v=JpOB4xkpjgQ

lobices disse...

convite:

http://lobices-4.blogspot.com/

thorazine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
thorazine disse...

lobices: http://www.publico.clix.pt/Sociedade/comentario-vacina-da-gripe-a--lucidez-ou-paranoia-a-escolha-e-sua_1410509

Essas "teorias da conspiração" não são tão inócuas com as outras, estas vão ter consequências a curto prazo. Pessoas vão morrer por acreditarem na (des)informação que corre pela net. Por exemplo, essa senhora, apesar de ser médica, acredita que já foi salva 3 vezes por extra-terrestres. Se o meu médico me falasse numa consulta sobre ovnis-curadores eu nem uma dose tomava do medicamento que ele me receitasse..lol

A malta da comunicação social também não ajuda em nada. Aliás, eu começo a ficar revoltado com os média e a acreditar que realmente a função deles é tornar as pessoas ainda mais estúpidas. Ontem vi na RTP1 a manchete: "Vão morrer mais fetos em grávidas vacinadas". No entanto só no fim da noticia é que explicam: como as grávidas estão no plano de vacinação, e como a taxa de mortes fetais é de 1/dia, obviamente vão morrer mais fetos depois das mães serem vacinadas. Assim como, possivelmente, irão morrer fetos depois das mães comerem pudim. Ou pessoas atropeladas depois de tomar a vacina.

A vacina é tão segura como as outras: as vacinas do influenza também são sazonais e desenvolvidas tb num par de meses. O paracetamol(ben-U-Ron) também é seguro, no entanto 1000 pessoas morrem por ano devido a intoxicação!

Fora-de-Lei disse...

thorazine 12:06 PM

Neste momento deve existir um largo número de mulheres grávidas perfeitamente aterrorizadas mas não se vê qualquer acção da parte do governo e/ou dos merdia no sentido de mitigar o efeito causado pelos acontecimentos mais recentes...

Su disse...

e os não patriarcas?

jocas maradas

thorazine disse...

FDL,
as pessoas também são livres de pensarem por elas próprias ou acreditarem no que quiserem, ai entra a democracia. No entanto a ministra Ana Jorge já disse 1001 vezes que a vacina é segura e as mortes dos fetos estão dentro da normalidade e nem estão relacionados com a vacina.

Fora-de-Lei disse...

thorazine 12:34 PM

O problema é que se calhar, até a população mais esclarecida, não identifica qualquer rigor científico nessas afirmações da Ministra da Saúde. Até porque ela se dirige à população na qualidade de política e não de cientista..

yulunga disse...

Thorazine
A comunicação social tanto ajuda como desajuda, tanto elucida como baralha e isso não é feito de forma inocente. Depende de onde querem chegar.
Mas também há uma coisa que a mim me faz muita confusão e julgo (digo julgo porque também não vejo muitas reportagens sobre a gripe porque perdi a paciência) que houve uma situação que não foi bem explicada.
Em Itália deu-se para lá um "sururu" por causa de uma vacina sem efeitos secundários que iria ser administrada aos militares e outros grupos de maior relevo, e outra que tem efeitos secundários à restante população.
Afinal há uma vacina sem efeitos secundários? E se há porque não se distribui essa?
Se houve explicação sobre isso diz aí qualquer coisa porque eu não sei de nada.
A haver outra vacina sem qualquer efeito secundário isto começa a cheirar a interesses de grandes laboratórios.
Logicamente que qualquer doença se transforma num negócio, mas publicitar uma doença tornando-a pior do é não me parece muito ético.

yulunga disse...

E nem a propósito.
De manhã estive com um senhor que me recusou um aperto de mão por causa da gripe.
Falámos o que tinhamos a falar e passei-lhe umas fotocópias pra mão; da minha mão pra mão dele logicamente.
Lambeu os dedos e conferiu os documentos.

Fora-de-Lei disse...

yulunga 3:22 PM

Conclusão: os homens ficam malucos contigo... ;-)

yulunga disse...

Fora da Lei
LOL
Ficou depois, acho eu, porque lhe fiz o reparo.
Há maldades às quais não resisto, Deus me perdoe.

andorinha disse...

Yulunga(3.22)

Looooooooooooooooooooooooool
Se a estupidez chega a esse ponto, não há nada a fazer...

andorinha disse...

Em relação à polémica sobre a vacinação ou não contra a gripe A, tendo a concordar com o Thora.
Li o artigo e ouvi a entrevista da senhora. Entre um e outro parece-me muito mais fiável o artigo.
Aliás a fulana ao afirmar que o que se pretende ao vacinar-se em primeiro lugar crianças e grávidas é exterminar a próxima geração parece não estar na plena posse das suas faculdades mentais:)))

No meio de tudo isto só uma coisa me suscita algumas dúvidas: por que razão alguns médicos e enfermeiros recusam ser vacinados?
Haverá alguma coisa que sabem e nos estão a esconder?

thorazine disse...

yulunga,
não há medicamentos sem reacções adversas. Como te disse há pessoas que são alérgicas ao ben-u-ron e que morrem após uma dose. Em milhares de milhões de doses obviamente que vai haver baixas, por uma condição pré-existente impossível de prever. Mas, como nestas coisas somos gado, temos de pensar no global...e no global a vacina é segura! Sobre o caso de Itália..é treta. Sabes que isto da globalização da informação é um pau de dois bicos, e enquanto informa por um lado desinforma por outro.

Tem aqui um documento sobre as propriedades da vacina: http://www.emea.europa.eu/humandocs/PDFs/EPAR/pandemrix/emea-combined-h832pt.pdf

Sei que tem muitos nomes complicados...mas se forem para baixo vão ver uma tabelinha com os resultados dos ensaios clínicos. Obviamente que as empresas farmacêuticas querem lucro, mas para terem lucro têm que, no mínimo, não matar pessoas para os governos continuarem a comprar vacinas. :)

E por exemplo, o facto de os USA não aceitarem a vacina portuguesa foi pelo facto de a "nossa" vacina ter na composição um composto anti-séptico - tiomersal - que foi banido dos USA, e não pelo composto activo. As doses que cada vacina tem desse composto são mínimas, bastante seguras dentro dos standards europeus. No entanto, cada organismo tem a sua forma de trabalhar, e a FDA tem aquela. Como também há produtos que circulam lá livremente e e são banidos na europa.

Há também outra visão: a nossa vacina é vendida em packs de 10 para vacinação em massa, o que implica a utilização do tiomersal, e nos USA são individuais. Nós aqui temos serviço nacional de saúde e ele não. Nos USA já morreram 2000 pessoas devido a complicações dps da infecção e em toda a europa morreram 400! :S

andorinha,
alguns médicos e enfermeiros, como os da Saúde 24, não são grupo de risco nem possíveis focos de transmissão. Há outros que também lhes deu para a parvalheira: para receitar medicamentos para os outros confiam na regulação da qualidade pelo infarmed, mas quando é para eles, e porque leram na net um artigo escrito por um bruxo, já não confiam! :S Não por serem médicos que têm que primar pela inteligência..

yulunga disse...

Andorinha
Não é bem estupidez. É pura paranóia que estão a colocar na cabeça das pessoas.
Se a gripe fosse assim tãaaaaaao perigosa deveria andar tudo de máscara e luvas. Com as luvas nunca levaríamos as mãos à boca, aos olhos ou ao nariz.
Fazer isso é tão automático. Olha as pobres pessoas que atendem ao balcão um dia inteiro. As coisas que dão em mãos e recebem. Mesmo nós no dia a dia mexemos em dinheiro, botões de elevador, de multibanco. Seria bonito cada acto de toque que fizessemos fôssemos de mão esticada procurar uma casa de banho para lavar as mãos.
Pura paranóia.

Thorazine vou dar uma vista de olhos sim.
Pessoalmente acho que no global qualquer vacina é segura sim, mas esta vacinação em massa para mim é puro negócio.

yulunga disse...

Deviam fazer vacinações em massa contra malária, cólera, febre tifóide, etc, que tantas crianças mata em África. Doenças que na maioria dos países nem se dá por elas mas que noutros mata de forma assustadora.
Mas claro quem quer saber de meia dúzia de pretinhos. Quem quer fazer negócio com países ou que não têm meios financeiros para os fazer, ou porque têm dirigentes tão corruptos que todo o cêntimo vai pro bolso?
Onde anda o OMS? A promover a vacina da gripe A?

thorazine disse...

off topic: http://www.eatmedaily.com/2009/09/psychological-experiments-in-self-control-the-marshmallow-test/

LOLOLOL

yulunga disse...

LOL
Ninguém merece.

andorinha disse...

Thora,

Não me refiro a esses da linha de saúde 24, refiro-me a médicos e enfermeiros que trabalham em hospitais ou clínicas.
Não entendo a relutância em se vacinarem e penso até que seria uma questão de cidadania fazê-lo.
Lidam com imensa gente e têm uma enorme responsabilidade em relação à preservação da sua saúde e da dos doentes que com eles contactam.

Yullie,

Tens razão, é mais paranóia do que outra coisa.

Fora-de-Lei disse...

A propósito da vacina para a Gripe A, agora já há quem diga que o problema é o adjuvante...

thorazine disse...

"5. No que respeita ao adjuvante (esqualeno) que faz parte de vacinas aprovadas pela EMEA e que estão a ser utilizadas na Europa, esclarece-se o seguinte:
a. O esqualeno encontra-se na constituição do adjuvante presente na vacina Pandemrix.
b. O esqualeno é uma substância que ocorre naturalmente no organismo humano, sendo sintetizado no fígado.
c. Encontra-se na composição de uma grande variedade de alimentos, medicamentos e suplementos alimentares.
d. O esqualeno tem sido utilizado noutras vacinas. Mais de 22 milhões de vacinas contendo esqualeno foram já administradas sem que tenha sido identificado qualquer risco significativo.
6. As vacinas para a gripe pandémica foram aprovadas pela Comissão Europeia, após avaliação rigorosa da Agência Europeia do Medicamento no que respeita à sua qualidade, segurança e eficácia.
2/2
7. Em conclusão, a presença de esqualeno nas vacinas aprovadas na Europa para a gripe pandémica permite o uso de menor quantidade de material viral sem aumentar o risco, mantendo a eficácia daquela vacina."

FDL,
o adjuvante que se usa nesta vacina já era utilizado noutras vacinas. 22 milhoes é um ensaio clínico muitoooooo grande! :)

andorinha,
concordo! :)

Fora-de-Lei disse...

thorazine 12:12 AM

"FDL, o adjuvante que se usa nesta vacina já era utilizado noutras vacinas. 22 milhoes é um ensaio clínico muitoooooo grande!"

Adjuvante esse que, pelos vistos, não faz parte integrante da vacina numa série de países europeus, a começar pela vizinha Espanha...

thorazine disse...

FDL,
em espanha os gays já podem casar e adoptar. E aqui não..:)

disse...

"e depois de nós?".
A resposta é muito complexa: o amanhã. Sem ficarem sós:)

O Amor é um grande aliado do sofrimento. Basta pensar que a dádiva da vida é, simultaneamente, a forma de amor e de sofrimento supremo. Não devia ser mas é...

Gosto muito de o ler e de o ouvir, Professor.

eda disse...

按摩棒電動按摩棒飛機杯自慰套自慰套情趣內衣
角色扮演情趣,情趣用品跳蛋情趣跳蛋

G點性感丁字褲吊帶襪丁字褲無線跳蛋

衣蝶
情趣按摩棒
潤滑液SM內衣性感內衣自慰器充氣娃娃AV情趣情趣用品