domingo, agosto 19, 2012

Nós os três.

Da árvore de meus Pais chega queixa silenciosa; apelo envergonhado; promessa de paz interior. Pouco importa se alucino, vejo a partida como traição:(.

117 comentários:

Maria Pereira disse...

Alucine à vontade. Já tem idade para isso.

rainbow disse...


"Amar é querer estar perto, se longe;e mais perto, se perto."
Vinicius de Moraes

Bom dia para todos

http://www.youtube.com/watch?v=HBZ8ulc5NTg

:)

Caidê disse...

Bom dia, bom domingo

http://www.youtube.com/watch?v=jiKnFjgtwKQ&feature=related

:)))

Fonseca do Pinhal disse...

Conseguiu expressar numa frase tudo aquilo que eu também sinto em relação aos meus, mas precisaria de três ou quatro páginas para dizer …
Obrigado Drº, no dia em que também sofro pelo SLB

Caidê disse...

PEQUENA ELEGIA CHAMADA DOMINGO

O domingo era uma coisa pequena.

Uma coisa tão pequena
que cabia inteirinha nos teus olhos.
Nas tuas mãos
estavam os montes e os rios
e as nuvens.
Mas as rosas,
as rosas estavam na tua boca.

Hoje os montes e os rios
e as nuvens
não vêm nas tuas mãos.
(Se ao menos elas viessem
sem montes e sem nuvens
e sem rios...)
O domingo está apenas nos meus olhos e é grande.
Os montes estão distantes e ocultam
os rios e as nuvens e as rosas.

Eugénio de Andrade

bea disse...

O que eu gosto do Eugénio, pá! Começo a lê-lo e logo o reconheço no primeiro passo; mesmo se me não lembro de ter lido o poema.

Obrigada Caidê.

bea disse...

Professor
subscrevo Maria Pereira. E alucinar é preciso. Mas não entendi bem se a traição da partida é a deles ou a sua.

se é deles
Atraiçoa-nos quem nos partiu? Nada é prometido acerca do tempo que vivemos, como pensar em traição se nem à vida temos de pedir contas, que ela não promete.

se é sua
entendo-o.

bea disse...

Rain

tão verdadadeiro, Vinicius.
A canção é muito bem disposta :) goodbye e hello são parecidos, um é de chegar outro de partir e qualquer um de encontrar.

Eugénio devia estar com uma saudade danada.

Caidê
Obrigada pelo trem das 11 que tanto cantei. Foi o meu trem. A partir ou a ficar, andava sempre ao contrário do pessoal. Não tinha tempo.

A vida é surpreendente. Quando menos esperamos retira-nos de nós, impõe-nos outra ordem; faltam-nos coisas e pessoas, falha-nos o tempo feito de hábito.

http://www.youtube.com/watch?v=9V4JcOnd7RM&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=BpuWkoYGpSw&feature=related

Então o SLB empatou em casa? também não é assim tão mau; os ciganos não gostam de ver bons princípios aos filhos :))

Bom fim de tarde a todos

Fonseca do Pinhal disse...

Professor: os ciganos não gostam de ver bons princípios aos filhos ... dos outros :-)
Bom resto de Domingo

bea disse...

Fonseca

é falta de desportivismo, ou só uma gracinha

Caidê disse...

Me desculpem. Não estou azeda. Eu explico: sou antropóloga e professora. E, não importa com que classe me identifiquei. Nem importa a minha classe de berço, nem importa a cor política. Simplesmente me acho pessoa.Própria de apelido.Sabem meu nick e é qb para os nossos entretiens.

Tirem o cavalinho da chuva. Se querem uma pessoa comum, eu não sou uma pessoa comum.Querem cumbersar com gente in. Eu não sou in.

À testa não ponho "é cigano" e pensa e faz. Ou é de origem africana e não admira . Ou é recluso. Ou é surdo. Ou é idoso.Ou é homossexual. Ou é prostituto/a. Ou é deficiente. Ou é "atrasado mental".
Merda! É gente que nasce com o seu Karma, outra maneira de dizer "destino social" e "história de vida".
Reparem: tenho o mesmo respeito por cada um desses como pelo senhor Ministro. Não repudio, nem preconceituo nenhum. Nem acima nem abaixo. A minha capacidade para trocar afetos com cada um é a mesma. Também não sou pessoa de ter pena!
Apenas aprendi a escutar cada um e a querer entender cada um.
Aprendam: cada cigano é um cigano. É uma pessoa.
Passem bem.
http://www.youtube.com/watch?v=V5PJ0YXrIOA

P.S. Bea, gostei das tuas sugestões musicais. Onde há feelings tou lá :)))


Cê_Tê ;) disse...

Fotografe a árvore de todos os ângulos, a horas diverdas e em todas as estações. Ás vezes a fotografia dá-nos uma tranquilizante sensação de proximdade... quem sabe...

E ou é de mim ou os comentários são igualmente belos.;*

´B. noite

andorinha disse...

Em relação ao post não sei bem o que dizer...
Tal como a Bea, também não entendi bem a que traição se refere.
Quem parte atraiçoa quem cá fica?
Tem a certeza que escutou bem a árvore?
Amanhã ela dir-lhe-á algo de diferente, provavelmente...


Maria Pereira,

E acaso há idades próprias para alucinar?:)

andorinha disse...

Só li agora a Cêtê. Subscrevo as suas palavras.

E hoje pouco mais digo, estou 'out'.
Estive todo o dia na praia e não dou uma para a caixa...:))))))

Fiquem bem.

Caidê disse...

"Professor: os ciganos não gostam de ver bons princípios aos filhos ... dos outros :-) "- achei isto tão imberbe e etnocêntrico!...

Cê_Tê ;) disse...

Voltei! ;)
Antes de ir confirmar as minhas suspeitas sobre a gíra utilizada pela Caidê ;P deixar um pedido- que foi o propósito do meu regresso ao "café". E que fique registada a requisição inaugural ;)
Caso venha a ser vendido neste estabelecimento (mesmo que na candonga ;P) algum sray ou pomada para tratar alucinações EU QUERO. Tem é que ser um genérico e de aplicação tópica.
E não creio que a idade seja ser relevante no tipo de dosagem ;)))
Agora é que vou. ;*
Andorinha, gostei que concordasses comigo- às vezes também (me) sabe bem ;P

Cê_Tê ;) disse...

Voltei! ;)
Antes de ir confirmar as minhas suspeitas sobre a gíra utilizada pela Caidê ;P deixar um pedido- que foi o propósito do meu regresso ao "café". E que fique registada a requisição inaugural ;)
Caso venha a ser vendido neste estabelecimento (mesmo que na candonga ;P) algum sray ou pomada para tratar alucinações EU QUERO. Tem é que ser um genérico e de aplicação tópica.
E não creio que a idade seja ser relevante no tipo de dosagem ;)))
Agora é que vou. ;*
Andorinha, gostei que concordasses comigo- às vezes também (me) sabe bem ;P

Cê_Tê ;) disse...

Voltei! ;)
Antes de ir confirmar as minhas suspeitas sobre a gíra utilizada pela Caidê ;P deixar um pedido- que foi o propósito do meu regresso ao "café". E que fique registada a requisição inaugural ;)
Caso venha a ser vendido neste estabelecimento (mesmo que na candonga ;P) algum sray ou pomada para tratar alucinações EU QUERO. Tem é que ser um genérico e de aplicação tópica.
E não creio que a idade seja ser relevante no tipo de dosagem ;)))
Agora é que vou. ;*
Andorinha, gostei que concordasses comigo- às vezes também (me) sabe bem ;P

Caidê disse...

Pronto! Já mailei diretamente para o autor do discurso que me pôs a colapsar. Às vezes ainda me esqueço que há sempre a visão do outro.
Um pouquinho de solidariedade na pena e na voz de um senior:
http://www.youtube.com/watch?v=ogJmrd-RnBM&feature=related

Anfitrite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Interessada disse...

Julio

Todas as partidas são traições ao que fica, mas é uma lei da vida que não podemos (nem seria aconselhável, julgo eu)ultrapassar.
Não sei se não lhe deixei já a frase que segue no Facebook, mas a ideia nela contida, é o importante:
"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós; deixam um pouco de si, levam um pouco de nós". Antoine de Saint-Exupéry

Bea

Não sou nenhuma tontinha que se anda sempre a rir, e não pode regressar quem nunca foi embora. Passo por cá de vez em quando porque gosto de perseguir o Júlio, e para saber se já nasceu algum murconzinho para rejuvenescer o blogue.
Como me dizia um amigo, há pouco tempo...Andam por aí a vender um mundo em que a alegria se tornou uma ditadura e não uma verdade! Tu tens que pensar em coisas boas porque isso só te trará coisas boas; tu tens que pensar no que te completa porque isso te trará sucesso.
Mas isso não é verdade, é aparência! E desse ponto de vista, faz sentido juntar Prozac, silicones, canções pretensamente alegres e tudo o mais.
Agradeço o beijo que senti como sincera expressão de afecto, e retribuo de igual forma.
Um smile para contrastar com a fotografia :D




Anfitrite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bea disse...

Interessada

meti-me consigo por causa do aspeto, não foi? o comentário não continha a exigencia de um sorriso, só a tentativa de saber se a mudança correspondia a bad mood, ou apenas diversão. Sorry, se me meti onde não fui chamada.

alegrias de plástico tenho-as a uns cinco metros; um constante gargalhar. O prozac (e outros) tem resultados incríveis. Mas também ignoro a vida dessas pessoas sem ele; e não sei se teremos de encaixar tudo em classes ou algumas coisas no indefinível porque sim.
ok, bela maneira de dizer que estamos velhos :)

Anphy

há muitas razões para não se escrever tudo de enfiada. e nem todas de pensar muito sobre ou rever o aspeto formal até à exaustão. logo a Anphy que é um peixinho azul no mar das doenças.

Mas o que gosto de a ler em prosa corrida não tem nome nem medida :)

a terra agrada-nos porque lhe pertencemos, porque é natureza; o "vil metal" é uma invenção do homem.

Gosto da terra com um amor que ela nem imagina e eu não domino, da ervita mais simples à densidade de
pedregulhos que nos embaça; no aroma que a madrugada lhe deixa nas quatro estações sentido cada manhã; do sol a macerar os cheiros até à exaustão da canícula; do seu recolher púdico à tardinha do dia; da perseverança de recomeço diário de que sou escrava por vontade e gosto. Ela me tem, deslembrada de mim, diluida em funduras insondáveis. Convicta de pertença natural.

http://www.youtube.com/watch?v=W6H_4YAF4zI

Impio Blasfemo disse...

Caidé

Sobre Burros http://vivercomlight.blogspot.pt/2010/06/platero-e-eu-juan-ramon-jimenez.html

Sobre Ciganos

“Eu vi um formoso Cigano
Sentado na beira do Rio
Com seus cabelos negros
E os olhos cor de anil
Quando eu me aproximava o cigano me chamou
Com seus dados nas mãos
O cigano me falou
Seus caminhos estão abertos
Na saúde, na paz e amor,
Foi se despedindo e me abençoou
Eu não sou daqui, mas vou levar saudades,
Eu sou o Cigano Pablo,
lá das Três Trindades.”

E para quem pense falar mal dos ciganos, sequer pensar alto, cuidado, muito cuidado, pois a maldição dos ciganos pode ser terrível. E lembrem-se que já houve quem dissesse que Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay.
Maldição do cigano -->> http://pt.wikipedia.org/wiki/Maldi%C3%A7%C3%A3o_do_Cigano

E agora “Como soy del campo, aquí me zampo”

Saravá
Impio

Impio Blasfemo disse...

Caidè

Esqueci-me de dizer que sobre o post anterior o pensamento partiu do ditado "Um olho no Burro, outro no Cigano"

Abraço
Ímpio

Julio Machado Vaz disse...

Gente,

desculpem não ser claro - a traição é a minha. Bom dia para todos.

A Menina da Lua disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Menina da Lua disse...



Claro que devemos aceitar a lei da vida... mas as memórias insistem em tornar vivas as pessoas dentro de nós...
Compreendo assim tambem, que é isso igualmente que dá o seu sentido à vida, à nossa própria vida...

Bom dia! fiquem bem com os anjos... e querubins tambem:))

rainbow disse...


Bom dia:)

Bea,

A canção do Chico Buarque tem um poema muito bonito.
Convicta que as Helenas de Atenas têm agora outras lutas, outras batalhas. E não são só os seus maridos os bravos guerreiros de Atenas, elas também o são.
Linda essa canção do Caetano:)

Caidê,
Há quanto tempo não ouvia os Gipsy Kings. Thanks:)
E vivam as etnias, desde o Alasca até à Oceania.

Andorinha,
Hoje, em REM, sonhei que andavas numa auto-caravana a correr o mundo:))

Bom dia para todos

http://www.youtube.com/watch?v=Qu20STvR1tQ

Carlos Alves disse...

"Pouco importa se alucino, vejo a partida como traição:(."

...desculpem não ser claro - a traição é a minha.

Professor,

onde pensa ir? não pode ficar para depois?

andorinha disse...

Bom dia:)

Têzinha:)

Voltaste? E tinha que ser logo três vezes? És mesmo uma exagerada...
Mas eu continuo a gostar de ti, deixa lá...:)


Bea,

Também não gosto de alegrias de plástico. Sou alérgica a tudo o que é plastificado:)

Gostei do que escreveste e do Caetano que nos ofereceste.

Tens lido as revistas "parvas" que lês em férias?:))))))

Impio,

Gostei do poema. Zampaste mas voltas, claro. Inventas cada verbo...:)

Rainbow,

"Hoje, em REM, sonhei que andavas numa auto-caravana a correr o mundo:))"

Ó miúda!:)))
O que tu foste sonhar!
Quem me dera poder fazer isso. Andar meses e meses por esse mundo fora, a conhecer gentes, culturas, sítios, enfim...sair da minha zona de conforto e vaguear por aí como os ciganos. Preenchia-me a vida.
Já fui "catalogada" como adolescente, imagina depois disto o que me vão chamar...:)

http://www.youtube.com/watch?v=mADiz_vn0RQ&feature=related

Fiquem bem.

Fonseca do Pinhal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fonseca do Pinhal disse...

Caidê,
Este :-) não lhe diz nada? Não entrou dentro do contexto???

Os ciganos, tal como a Caidê, devem-me, naturalmente, todo o respeito.

Não me conhece, portanto é abusivo da sua parte rotular uma pessoa que tem como princípio de vida o direito à diferença.

A sua inoportuna resposta induz algum problema de interpretação da sua parte!
Portanto das duas uma: retracte-se ou trate-se.
Boa tarde,

Caidê disse...

Caro Fonseca

Eu por mim pago-lhe já o que lhe deva :-).

Saúde, companheiro!

andorinha disse...

Candidato ao Senado diz que as vítimas de "legítima violação" raramente engravidam.


http://www.publico.pt/Mundo/candidato-ao-senado-causa-polemica-ao-dizer-que-as-vitimas-de-legitima-violacao-raramente-engravidam-1559753


Todd Akin, próximo dos conservadores do Tea Party, estava a dar uma entrevista à estação de televisão KTVI-TV quando foi questionado sobre a sua posição contra o aborto, sem qualquer excepção, nem mesmo quando a gravidez resulta de uma violação. “Parece-me, pelo que sei dos médicos, que isso é muito raro. Se for uma legítima violação, o corpo da mulher tem formas de tentar resolver essa questão”, respondeu.

Isto é um excerto!

Se eu visse este idiota na minha frente, acho que não me continha. Até a idiotice tem limites, f...-..!

E o que c...... é "legítima violação"??????????????

Eu nunca pensei dizer isto na minha vida, mas ele é que devia ser violado.
Fico possessa...

Caidê disse...

Recordar também é viver.

Ponham a cabeça na vossa melhor almofada e tenham uma noite feliz:

http://www.youtube.com/watch?v=mKxtnlWqDZE&feature=related

bea disse...

Rain

As mulheres que são mulheres de Atenas têm na verdade lutas diferentes:)
Boa noite pati

Andorinha

Gostaste? Caetano é um gosto antigo, agrada-me o tom íntimo em que tudo lhe sai; adolescente, vi nele o primeiro homem que cantava pacífico e sem alarido; regato que corre.
O que escrevi até ficou incompleto, devo ter apagado alguma coisa sem querer.

Não. Só li uma :) compenso com as folhas de jornal. Não me imaginaria em férias lendo um semanário de ponta a ponta; a vida muda o que quer :)
Quando li “legítima violação” fiquei sem saber se tinha de haver um inconcebível papel passado ao violador a atestar capacidades; mas admito que seja um erro de tradução. Ou muita caca de galinha dentro da cabeça de alguém. Sem desejar mal às filhas que não têm culpa, deviam sofrer tal coisa. Tão fora do assunto, só um mergulho na experiência os faria aterrar.

E Boa Noite a todos

rainbow disse...


Já é dia 21, so:
Cadê a Caidê?

Caidê,
Feliz Aniversário!:) Um abraço.
E como gostas de canções de amor, aqui fica o meu presentinho. Espero que gostes tanto dela como eu:

http://www.youtube.com/watch?v=NADyiuOPflw


Fonseca do Pinhal disse...

Caidê
Não me deve nada e por mim pode ficar assim … tudo bem, porque quem dá a “mão à palmatória” só pode ser pessoa de bem!
Um abraço

Caidê disse...

Rain(bow)

Que imensa ternura a tua e a desta voz e a destas palavras - todas certeiras! Não escolheria melhor.

Só o amor compensa, nunca o desamor.

Mudei a fotografia - agora a do Sacré Coeur faz todo o sentido :)))

Ah! E a da mochila - afinal é agosto e o copo ainda está meio cheio.

Impio

Há pouco foi numa rush hour - nem deu para referir o teu post. Impagável!

Agora vou recordar uma canção popular dos meus tempos de infância.
Vais-te rir, mas olha que o "tu" não és tu. Don't let me be misunderstood :)))

http://www.youtube.com/watch?v=j2MnCzMduqg



andorinha disse...

Caidê,

Muitos PARABÉNS, cachopa:)
Um abraço apertadinho.
E uma prendinha, também. Espero que gostes.

http://www.youtube.com/watch?v=Wy2wkORpplM

Bons sonhos e um excelente dia.

Anfitrite disse...

Caidê,

Desculpe a minha ausência, apesar de estar sempre presente. Sabe que lhe desejo tudo do melhor. E o que me ocorre agora é isto:

http://www.youtube.com/watch?v=j7bfudsfZjw

Para si tudo o que merece!

Um grande abraço!

P.S.-Retrate-se bem, porque há bocas que mesmo sem a gente querer ns levam para o que pensamos.Note bem: "devem-me, naturalmemte, todo o respeito". Olhe que não é "merecem".

Anfitrite disse...

Minha querida bea,

Tenho vindo aqui para lhe dizer que não recebi mensagem nenhuma e esqueço-me sempre. É só copiar e colar que vem cá ter, eu já fiz a experiência e, muitas outras têm vindo.

Como VC me entende! Àquela hora só a Bea podia estar presente. Os meus repentes são assim e bem sentidos. Se não fosse o segundo e, por razões que só eu conheço, teria lá ficado. Guardei cópia, se achar que devo pôr. Os sentires não se jogam fora.

http://www.youtube.com/watch?v=s-zkUREUJhM&feature=player_embedded#!

http://www.youtube.com/watch?v=xRE5h8B0F6w&feature=player_embedded#!



Rain,

Hoje não estou inspirada para escrever mas devo-lhe uma resposta. Ainda bem que gostou do Birdy. Pensei que em certa medida pudesse achá-lo desactualizado. Os sentimentos não mas as as situações sim.
Já que me falou dos Gorilas na Bruma(ainda por cima me fizeram lembrar o meu Misty), quando eu vejo um filme que sei que tem por basea realidade, softo a dobrar. Aquela revolta e inquietação dela, mais para o final mexeram comigo. At´vi a notícia, tempos mais tarde, de que o gorila, que tinha feito o papel principal, tinha sido morto. O Homem é o ser mais predador que existe. Na`´Africa do Sul agora há uma maternidade para hipopótamos bébes, para os alimentarem, porque só não sei em quanto tempo(pouco), mataram 300 hipopótamos e muitas estavam a alimentar.
Ainda falando de filmes, com o África Minha passou-se o mesmo e por aí fora.

http://www.youtube.com/watch?v=Tx4cRw6TIIg&feature=player_embedded#!

http://www.youtube.com/watch?v=aEjY-qKQezE&feature=youtu.be


Cê_TÊ

Também atrasada mas obrigada pelos Parabéns.

Sendo eu uma sua seguidora porque deixei de ter acesso aos seus desabafos?

Tome lá uma alucinação.

http://www.youtube.com/watch?v=-yZPrrboTkY&feature=player_embedded#!

Andy,

És muito benemérita nas tuas pragas. Se calhar até gostava, já que pensa assim. Ele devia era ser castrado a sangue frio, com um serrote todo ferrugento.

E as caravanas não têm idade.

Tenho uma amiga mais velha do que tu, que comprou uma. Mas enquanto ela não se habituou a ela, fui eu que tive de ir conduzir o trambolho, porque era enorme e nem servo ao freio tinha. Quando travava vinha a casa toda para cima de mim.

http://www.youtube.com/watch?v=TY06aeOmVYE&feature=related

Ímpio

Faz-me lembrar a raça cigana:

http://www.youtube.com/watch?v=e9RS4biqyAc&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=UWCmubP5h9c&feature=related

E par quem tem alguém à espera

http://www.youtube.com/watch?v=JpPt1hOB9LY&feature=related

Anfitrite disse...

Professor

O Antoine de Saint-Éxupery passou tão depressa que ninguém mais lhe encontrou o rasto!

Só não pesrcebeu o que o senhor disse quem não tem lido o que o senhor escreve. Claro que a traição é sua. É o senhor que está triste. E será tal a traição que, se acontecer, nunca mais se recomporá. E eu estou atravessada porque apaguei um comentário que veio de dentro das entranhas, mas que o senhor deveria lê-lo, se não fosse tanta a cortesia que por aqui anda.

Tome lá para limpar a consciência:

http://www.youtube.com/watch?v=j2MnCzMduqg

Esta tem um sentido especial. É de alguém que regressa a casa depois de tudo destruido, e com a emoção na voz

http://www.youtube.com/watch?v=KKxaMAxC3Go&feature=player_embedded#!


Bea,

Esqueci-me de agradedecer o elogio. É que tomei-o como se fosse para mim. Gostava tanto das ondas a baterem em mim.


Caidê,

Então como hoje é pequenina, voltou a dar a mão à palmatória? Não foi no nó dos dedos? É que dizem que aí dói muito. Eu nunca apanhei e acho que já não se usa.

Jinhos querida! É das pessoas que bem os merece. Agora há três pessoas aqui que eu me apetecia pôr mum molhe e dar-lhes um abraço do tamanho do mundo. Não faço mais comentários para não ferir susceptilidades.

http://www.youtube.com/watch?v=a2rU2NeSlpo&feature=player_embedded

Anfitrite disse...

Três piadas para começarem o dia bem dispostos:

«1-
Mulher: Meu marido sumiu!!!
Policial: Qual é a altura dele?
Mulher: Eu nunca perguntei qual era a altura dele!
Policial: Ele é magro, é saudável?
Mulher: Não é muito magro... acho que é saudável...
Policial: Qual a cor dos olhos dele?
Mulher: Marrom claro ou meio verde... Eu nunca prestei muita atenção.
Policial: E a cor dos cabelos?
Mulher: A cor dos cabelos dele muda de acordo com o sol que ele pega.
Policial: O que ele estava usando?
Mulher: Terno, ou talvez uma coisa mais casual, eu não vi quando ele saiu.
Policial: Havia alguém com ele?
Mulher: Sim, meu cachorro, um Labrador chamado Calvin, amarrado numa coleira dourada, altura 80 cm , saudável, lindos olhos caramelos, pelo marrom quase preto, a unha do seu dedão esquerdo estava um pouquinho lascada, ele nunca late, estava usando também uma linda roupinha dourada com listras azuis, ele não gosta de comida vegetariana, a gente come junto, a gente corre junto, muitas vezes ficamos só ali, lado a lado, fazendo companhia um para o outro.
E a mulher começou a chorar.
Policial: OK! Vamos começar por procurar o cachorro!»
-----


2ª-«A mulher terminou a sessão com o psicólogo que lhe diz:

-"Para a semana trabalharemos com o inconsciente".

Responde ela:

- "Não acredito que o meu marido queira vir" »

----

3ª.-«Voici l'histoire d'une logique parfaite d'homme:

Une épouse demande à son mari:

"Peux-tu aller au marché et acheter un carton de lait, et s'il y a des oeufs, prends en 6"

Quelques instants plus tard, le mari revient avec 6 cartons de lait.
Sa femme lui demande:

"Pourquoi as-tu acheté 6 cartons de lait?"

Le mari répond:

''Il y avait des oeufs''»



(Je suis sûr que vous allez la relire)

--

Façam o favor deser felizes!!!














































bea disse...

Caidê

porque sempre nos dá música e dispõe para nós:

http://www.youtube.com/watch?v=h8FTT1WXyMU

PARABÉNS:)

bea disse...

Anphy

Como diria minha avó, o que eu empreendo em algumas coisas que escreve! a pensar que o out look era assim um relâmpago, sumiu-se-me tudo num clique, e nada. É que estaria um bocado queixinhas, não se perde que me tenha volatilizado.

“Se não fosse o segundo e, por razões que só eu conheço, teria lá ficado.” Empreendi :) . É boa vontade sua, pode crer; mas foi de coração inocente.

Dudu Nobre “Nosso direito de fazer o mundo melhorar” Amei a atitude :) é isso aí, alguém anda a impedir-nos o exercício de um direito. Não tenho é certeza se o povo já deu esta volta. E se a deu por cima.

Muito obrigada por Sílvio Rodriguez, é privilégio conhecer-lhe ao menos a biografia -diz Lobo Antunes que são coscuvilhices a mostrar o nosso lado alcoviteiro :) Mas a voz supera o que haja de biográfico. Talvez que nela a biografia verdadeira, sem coscuvilhice. Só verdade. Feita música.

A sua alucinação é linda de ouvir; vou comprar uns binóculos para ver se as que vejo são mesmo bumblebeees :)

e o resto vou ouvir ainda, que pouco mais posso.

PS era para si o elogio :)blue. tá bem, tá.

beijinhos a todos

bea disse...

as anedotas estão boas. As três. Prefiro a mais curta :)
Obrigada pelo sorriso

A Menina da Lua disse...

Caidé:)

Muitos Parabens! pelo seu aniversário e mesmo sem a conhecer, tambem pela sua simpatia!:)

Como gosto imenso de festejar aniversário:) desejo-lhe um dia luminoso e feliz tal como este de hoje lindo de verão. :)

Carlos Alves disse...

Acontece. Acordamos triste. Olhamos à nossa volta, e NADA. Sentimos a nostalgia, dos abraços sentidos, dos que partiram, dos bons momentos, das boas memórias, dos etecetras vários, mas ainda assim TRISTES. Porque recordar é ainda viver e EMOCIONAR-SE. Isso prova que está VIVO. Então, que melhor, senão os FILHOS, a NORA, os NETOS, a INESITA... e O AMOR É... e NÓS os seus ouvintes e amigos do coração? Um abraço, PROFESSOR!!!

Manuel disse...

Murcónicos:

Vim só dar uma escapadinha (estou de partida) e não quis deixar de brindar a nossa querida amiga Caidê em relação a este dia especial (embora com um pequeno atraso que desculpará devido às circunstâncias) com uma das mais belas canções portuguesas de sempre (pelo menos para mim).

«Cavalo à solta»: Fernando Tordo (Ary dos Santos)
http://youtu.be/KCGhjRFvzlo

andorinha disse...

Bom dia:)


Anfy,

Tu és demais, cachopa!:)

Por acaso também reparei no "devem-me" em vez de "merecem-me". Pois...são dos tais lapsos...
Também não deixas passar nada, chiça!
Contigo todo o cuidado é pouco!:)))))))

A questão da caravana não tem nada a ver com a idade. Até agora esta ainda não me impediu de nada:)
Queria andar mesmo meses com ela atrelada e não posso, tenho que trabalhar, of course!:)

Gostei imenso da canção do Jethro Tull
E diz-me tanto...e tem tanto a ver comigo...com a pessoa que sou às vezes...
Porra, Anfy! Tu tens poderes divinatórios também?:))))

"The nest is for nothing when the bird has flown"...
Percebo, mas é sempre um porto de abrigo.
E ao contrário da canção, eu consigo despir a pele de professora. Felizmente, ou não poderia ser boa professora.

Obrigada por tudo, mulher. Pelas anedotas, também. Ri-me a valer. A última, então, está demais:)

Manuel,

Boas férias. Aproveita-as bem:)

Cavalo à solta é, sem dúvida, uma das grandes canções do nosso património musical.

Inté...

rainbow disse...


Boa tarde:)

Caidê,

A foto...toda gira de mochila:)
E no Sacré Coeur...Que saudades de Paris.
Olha, toma lá mais esta música:

http://www.youtube.com/watch?v=ehPUqBlSnaI

Andorinha,
"Legítima violação", isto é, no caso de haver mesmo violação. O que pressupõe, no entender daquela cabecinha pensadora, que há violações que o não são.
Olha, é como a Bea diz, precisavam passar pela experiência.
Claro que o próprio partido já está a correr com ele. Mesmo que pensem da mesma maneira, o que lhes importa é as eleições e demarcarem-se de declarações comprometedoras.
É tudo muito revoltante:(

Anfi,
A Anfi ausenta-se uns dias, mas depois dá-nos preciosidades:)
Gostei muito dos links, dos vídeos, das músicas. Adorei a canção da Vanessa da Mata.
O filme "Gorilas na Bruma" emocionou-me.Entendi o que ela sentia.
Os gorilas da montanha são uma espécie em vias de extinção. Na vida real ela foi assassinada.
Também gostei de "África minha", como todos os filmes passados em África, pois em criança vivi na África do Sul.
Gostei das anedotas e da história da caravana:)
Abracinho.

Manuel,
Boas férias e obrigada pela canção.
Intemporal.

Bom dia para todos

http://www.youtube.com/watch?v=XdYwR6HwZIY&feature=g-vrec

Cê_Tê ;) disse...

De fugida...
Parabéns Caidê! Bjnhs ;***

Desculpem o eco do meu post de cima...;(
Tentarei apagar o eco depois.

Boa tarde para todos! Xico. ;)

Cê_Tê ;) disse...

De fugida...
Parabéns Caidê! Bjnhs ;***

Desculpem o eco do meu post de cima...;(
Tentarei apagar o eco depois.

Boa tarde para todos! Xico. ;)

bea disse...

Cê_Tê :) levei que tempos a descobrir o que é Xico, sempre a embicar no quem.

ò senhor professor, então disse que a Sandie Shaw tinha pés grandes? e ela só não lhe mandou um aperto porque não o ouviu. Ui. As meninas hoje têm os pés iguais e maiores que os avôs. Os pézinhos são umas coisas que fazem de meia, mas não são. certo, as baixinhas terão pés pequenos. E isto será se as chinesas não teimarem um bocado.


bea disse...

tudo joga bem no cavalo à solta.
Ao ouvir encontrei esta tão morna com cheiro de infância do António Zambujo
http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=Iow0SJ6CtwM

Vou banhar-me em frescas águas e perfume de lírios

andorinha disse...

Vim só tomar um café de fugida...
Aqui deixo para vocês:

http://www.youtube.com/watch?v=XaEaQygNosI

Achei lindo! Uma rosa, Saramago.

Fiquem bem:)

Impio Blasfemo disse...

Caídé

Parabéns!

Andorinha

Essa da violação legítima é de cabo de esquadra. Faz-me questionar se, na cabeça do dito cujo, iluminado por este novo conceito júridico, violação ilegítima será aquela que não teve tempo de ter pré-aviso.
Um pouco mais, presumo no entender também dele, será o direito à violação legítima, algo que ainda deve ser mais extraordinário, nos anais do direito internacional, para não falar no direito de livre circulação dos violadores legítimos, a título de mero exemplo.
Mas para disparates já chega. E agora “Como soy del campo, aquí me zampo” que é um ditado espanhol que quer dizer qualuquer coisa como "não vou meter a foice em seara alheia" pois de facto, leis não é o meu forte.

Abraços

Ímpio

Caidê disse...

A todos os felicitadores deste meu quinquagésimo e… ( mais não desvendo) um agradecimento muito rechonchudinho e reconhecido. Como adivinham, com o vosso sol fica mais cintilante o meu azul.

Anphy
Um abracinho pelo “Fly Me To The Moon”, que revisito quantas vezes nas várias versões exatamente para encher de canção a vida nas horas mais “de eu para mim”.
E ecoa agora só para si: http://www.youtube.com/watch?v=GLvGcQ6i7Pk&feature=related

Andorinha
Um rock que vem do Porto ? :))) Nem eu esqueci de ti… ( na leveza de teus voos). Podes abrir: não é o Rod Stewart :))). Desculpa, também não é o Kevin Costner :)))
http://www.youtube.com/watch?v=jCZc4YfOckw

Bea
Todo o tempo do mundo :))). Como já troco os olhitos a esta hora, dedico-lhe:
http://www.youtube.com/watch?v=my85PH5xOxs&feature=related

Manuel
“Cavalo à solta” é lindo, lindo. Leva-me à liberdade incondicional que o quotidiano freia algumas vezes.
Sou menos conhecedora e criativa nos meus temas…Veja se gosta e o dispõe bem :)))

http://www.youtube.com/watch?v=NUDhA4hXdS8&feature=related


Rain
Ai, ai, ai… Midnight in Paris? Havemos de rumar lá outra vez!Ah, pois havemos!

Mas falemos de amor :))), para variar um bocadinho...

http://www.youtube.com/watch?v=eMmKrSKPN9c

Cê Tê
Vamos ver se esta predispõe… :)))
http://www.youtube.com/watch?v=fgaYgij-5TA&feature=related

Ímpio
Espero que gostes. Creio que é melhor que a última :))).
http://www.youtube.com/watch?v=zjZd3yvMo-g&feature=related

E agora, acreditem, estou tão partidita que o soninho nem vai perguntar pela almofada.

Mas valeu! Obrigada.

Impio Blasfemo disse...

Caidé

Claro que gostei da tua sugestão. Reproduzo a letra.
http://letras.mus.br/serrat-joan-manuel/436563/

Cada Loco Con Su Tema
Serrat Joan Manuel

Cada loco con su tema,
contra gustos no hay disputas:
artefactos, bestias, hombres y mujeres,
cada uno es como es,
cada quién es cada cual
y baja las escaleras como quiere.
Pero, puestos a escoger, soy partidario
de las voces de la calle
más que del diccionario,
me privan más los barrios
que el centro de la ciudad
y los artesanos más que la factoría,
la razón que la fuerza,
el instinto que la urbanidad
y un siux más que el Séptimo de Caballería.
Prefiero los caminos a las fronteras
y una mariposa al Rockefeller Center
y el farero de Capdepera ¹
al vigía de Occidente.
Prefiero querer a poder,
palpar a pisar,
ganar a perder,
besar a reñir,
bailar a desfilar
y disfrutar a medir.
Prefiero volar a correr,
hacer a pensar,
amar a querer,
tomar a pedir.
Antes que nada soy
partidario de vivir.
Cada loco con su tema,
contra gustos no hay disputas:
artefactos, bestias, hombres y mujeres,
cada uno es como es,
cada quién es cada cual
y baja las escaleras como quiere.
Pero, puestos a escoger, prefiero
un buen polvo a un rapapolvo
y un bombero a un bombardero,
crecer a sentar cabeza, prefiero
la carne al metal
y las ventanas a las ventanillas,
el lunar de tu cara
a la Pinacoteca Nacional
y la revolución a las pesadillas.
Prefiero, el tiempo al oro,
la vida al sueño,
el perro al collar,
las nueces al ruido
y al sabio por conocer
que a los locos conocidos.
Prefiero, querer a poder,
palpar a pisar,
ganar a perder,
besar a reñir,
bailar a desfilar
y disfrutar a medir.
Prefiero volar a correr,
hacer a pensar,
amar a querer,
tomar a pedir.
Antes que nada soy
partidario de vivir.

bea disse...

Caidê
ficámos desvanecidos. Eu fiquei. é suprema esta seleção musical. Thank's. Caiu tão bem na aflição do dia.

Caidê disse...

Intervalo para um carinho de voz:
http://www.youtube.com/watch?v=ro8Y62XhO6E&feature=related

Caidê disse...

Menina da Lua
UPSSSSSS!
http://www.youtube.com/watch?v=3bINmmNpViM&feature=related

Caidê disse...

Professor
Falemos de reprodução. Agora deixemos a sexualidade para mais tarde.
Deixemos também o amor para depois. Não! Isso não podemos adiar.
Não é "Vemos, ouvimos e lemos", mas podia bem ser.
:(((

http://www.youtube.com/watch?v=fqS2LC3wibY

Caidê disse...

Devo estar hiperativa. Há cada vez mais !...

Ora vamos lá parar por aqui, que está na hora do berço.

Contem os mé-més... :)))

http://www.youtube.com/watch?v=tnFy1luxL0A

http://www.youtube.com/watch?v=kjRo_CHSdt0&feature=related



rainbow disse...


Caidê,

Estás imparável!:)
Faço minhas as palavras da Bea, adorei todas as músicas. E para mim, parece que adivinhaste, sou fã de Vanessa Mae, com os Scorpions ou sem eles.Gracias.

Bons sonhos para todos

http://www.youtube.com/watch?v=cFoXcO8llNI


bea disse...

Caidê

Parece que o aniversário ainda não acabou :)

bea disse...

Rain

"The colors of a rainbow.....so pretty ..in the sky
Are there on the faces.....of people ..going by"

com dedicatória :)

rainbow disse...



Bea:)
Good morning!

Bom dia para todos
Fiquem com esta:

http://www.youtube.com/watch?v=lzTVd9I8hNk







andorinha disse...

Bom dia:)


Para vocês:

http://www.youtube.com/watch?v=h8FTT1WXyMU

Meninas e meninos, já só faltam oito dias para o grande evento:)

Jantar murcónico no dia 30 no Porto

Ainda há lugares:))))))

Caidê disse...

Hoje é dia de
http://www.youtube.com/watch?v=aP6orw0M-bY&feature=related

Andorinha
Um dia de cada vez, miúda :)))

A Menina da Lua disse...

Caidé:)

Muito obrigada pela musiquinha do Gary Moore!

À laia de presentinho tambem lhe deixo este belíssimo bailado do "Prelude From Cello" de Bach aqui tocado numa adaptação feita pelo próprio Sting. Lindíssimo!:)

http://www.youtube.com/watch?v=j5uiPP7Z4Fo

A Menina da Lua disse...

Professor

Lamento informar mas não me vai ser possível estar presente no jantar murcónico.
Compromisso de última hora coincide com a data do jantar e não deu para alterar ou adiar para outro dia.

Acredite tenho imensa pena mas sei que haverá com toda a certeza outra oportunidade, a começar pela hipótese lançada pelo Bartolomeu de se efectivar um jantarinho murcónico cá pelas bandas de Lisboa.

Espero que tudo corra bem e que todos se consolem com a calorosa e prazenteira presença do Professor:)

Caidê disse...

Ontem ao início da madrugada, na RTP2, Vandana shiva fez uma comunicação excelente. Não vos consigo dar o link, o que me faz supor que a transmissão não estava prevista na programação.

Vandana Shiva é uma mulher indiana com licenciatura feita no Reino Unido na área da Química e Biotecnologia, ao que retive. Voltou ao seu país, letrada na língua dominante (como lhe chama). Desmistificou vários conceitos (e paradigmas), que entram como inquestionáveis em muitas das análises correntes sobre economia e sobre crise ecónómica.

Repôs a assimetria Norte-Sul, mas também a assimetria Ocidente-Oriente. Retornou à colonização, para postular um perfil para a recolonização atual. Contestou o mercado como medida de todas as coisas e ilustrou com o trabalho das mulheres ao qual o mercado não reconhece valor monetário. Acrescentou que o mercado não dá valor a quem cuida, porque não é um cultura de cuidados a prestar, mas tão só de crescimento económico.
No entanto, dizia, 9% de crescimento económico representam muito mais por cento de destruição ambiental e humana numa cultura antropocêntrica insustentável.
E apresentou casos lindíssimos de tribunal levados a cabo por uma cidadania ativa contra registos de patente feitos por macroempresas em torno da manipulação genética sobre as culturas e das virtudes terapêuticas de certas espécies para a vida humana - afinal apropriações de mercado do saber de iletrados que aprenderam a viver próximo da natureza e a falar com ela.
De memória, e sem rever o discurso desta cientista oriental, sou incapaz de vos reproduzir tão cativante discurso.
- Ah, mulher! A tua semente vingará!

Caidê disse...

E esta, einhhhhh?
http://clix.visao.pt/homens-devem-ter-o-direito-de-recusar-a-paternidade=f682436

andorinha disse...

Caidê,

Pelo que escreves, grande mulher, sim. Pena não haver o link.

Não consigo aceder ao link da paternidade dos homens:)
"A sua pesquisa não encontrou documento correspondente" ou algo do género...:(

Eu sei que é um dia de cada vez, mas foi só para alertar murcónicos mais distraídos:)

http://www.youtube.com/watch?v=3-dbaWv-eTE

bea disse...

Boa noite

Menina

Juntar Sting e uma bailarina é lindo. Muito obrigada:)ver deslizar alguém com tanta graça e leveza é uma benção.

estou já muito embotada, sem análise, parece-me que já só faltava mais esta cerejinha dos homens a recusar paternidades. E de quem são esses filhos? só das mães?
amanhã penso nisto

biépi.
ai quem me dera o vitinho

Cê_Tê ;) disse...

Bea, ;P Xi- Coração, claro. A culpa é minha. ;P

Anf.- Depois explico. Desculpe. ;*

Caidê disse...

Menina da Lua
O Prelúdio é lindoooooooooo! Obrigada, pela minha parte.
E eu, simplesmente, adoro dança. Há ali uma consciência do corpo e de cada pedaço de si e há tamanha elegância no movimento, que...deslumbra. A coreografia do clip oferece uma fotografia com tanta comunicação...

........

Venho do "Café Hollywood" :)))Não, por acaso não, mas vim do alive dos Az . Que bem que os miúdos estiveram em palco! A Baía, essa, estava repleta pela multidão adepta da onda.
http://www.youtube.com/watch?v=RMKOjXSxInk
"Ó pá, que estás a fazer pá? Ó pá dança, pá" :)))
..............
Andorinha
Eu fiz copy-paste do link daqui e abriu, de novo, direitinho.
Mas mais um copy-paste não custa nada:


A lei portuguesa devia reconhecer aos homens o direito de recusar a paternidade de um filho nascido contra a sua vontade. A tese está contida na investigação "O Direito do Homem a Rejeitar a Paternidade de Filho Nascido Contra a Sua Vontade. A Igualdade na Decisão de Procriar", um trabalho de Jorge Martins Ribeiro no âmbito do mestrado em Direitos Humanos na Universidade do Minho.

Sem desvalorizar as diferenças biológicas existentes no processo de procriação, o estudo de Jorge Martins Ribeiro teve como objetivo perceber até que ponto existe uma efetiva igualdade de direitos reprodutivos entre ambos os sexos e questionar este sistema jurídico que impõe aos homens uma paternidade com a qual não concordam. O trabalho critica "a justeza da imposição de uma parental idade não desejada, assente na política do facto consumado, de imposição da paternidade a partir da verdade biológica, o que, por vezes, acabará por não servir as pessoas envolvidas, muito menos a criança".

Na óptica do investigador, é uma questão de igualdade. "Do mesmo modo que a mulher tem o direito legalmente reconhecido de abortar ou não abortar, perante uma gravidez não planeada, o homem deve poder decidir se quer ou não ser pai", sustenta.

Desde 1967 que o ordenamento jurídico português (alicerçado no direito da criança a conhecer a sua identidade e ascendência biológica) impõe a obrigatoriedade de o Estado, perante o registo de um recém-nascido sem identificação do pai, desencadear uma ação oficiosa de paternidade, mesmo se contra a vontade dos progenitores. Neste âmbito, os presumíveis pais podem ser sujeitos a um teste de ADN e, sendo este positivo, à obrigatoriedade de perfilharem a criança.

"Criou-se assim uma geração de pais à força", sustenta o investigador.

A tese de mestrado de Jorge Martins Ribeiro está a gerar um aceso debate em diversos blogues na Internet e nas redes sociais. "

...........

Não é muito agradável saber que se "há crise" um deles se esquece que esteve lá sem a prevenção com que depois pretende ter estado.

Pois, por enquanto ainda não se pode acordar que se faz o aborto, mas que "Vais lá tu ou vou lá eu?".

O que pode é, facilmente, perguntar-se: " Tens alguma coisa que ter um crianço sem a minha autorização?"

A menos que se estejam a reinvindicar famílias monoparentais à partida - seria, realmente, uma nova configuração familiar com berço que se lhe diga. Neo-uniparentalidade legítima ou coisa idêntica?

Mais uma para pôr na lei!

É pá, eu sei que o desemprego tá fogo, mas os juristas, ao contrário dos professores, cada vez arranjam mais matéria prima.

C'um raio!
.............
Andorinha
Já só faltam sete????
Dias, mulher!O que havia de ser?
Agora, aposto, que estavas distraída :)))
Mas também nos podemos distrair até lá, ou não? Até lá e lá, prontos!


.........






Caidê disse...

Rainzita
Shrekaste-me pela manhã! :)))

bea disse...

Bom Dia :)

acerca da tese de mestrado referida pela Caidê

a atual lei sobre a parentalidade parece-me justa. Ainda que existam casos em que, por anteriores à promulgação da lei, os filhos não tenham tido direito ao uso do nome que lhes pertencia. Há corações estúpidamente insensatos, que se amarram para a vida, numa pessoa que não os respeitou; e têm o tal filho de que se rejeita continuamente a paternidade, com o apoio dessa aberração que admitia "pai incógnito". Corações-solidão que, contra todas as marés, cultivaram a esperança até à morte. Banhados no mesmo amor insensato e sozinho, doente que não sabe da cura.Depois, há filhos a tentar cumprir desejos, em execução testamentária. E que, como uma maldição, são a imagem de quem até à morte os negou.

Conclusão: há corações estupidamente insensatos e outros apenas estúpidos e malvados.
(Desculpem o parentesis)

e propõe o ex.mo a renovação deste direito de paternidade?...ou será que reivindica o deixaste de usar proteções e não me avisaste?! por exemplo.

E não haverá naquela cabecita alguma confusão?

a existir um problema, resolve-se entre os dois progenitores, marginal a quem está tão sem ser chamado como qualquer um de nós.

Algumas teses de mestrado parecem-me inutilidade em páginas inúmeras. Mas eu quem sou num país de doutores? não decerto um deles; ainda acabo acusada de inveja:)

Fiquem bem

bea disse...

Vandana Shiva é um nome a reter.E oxalá a sua semente vingue. Como diz a Caidê, a quem vivamente agradeço o testemunho e também o facto de estar acordada e ver a rtp2 :))

Tenho dúvidas acerca do antropocêntrismo da nossa era. Somos parte de uma cadeia, não vejo que obliterar esta verdade seja cultura do antropocentrismo. É mais própria do egoísmo a consideração de que somos o expoente máximo e que, por "essa inteligência que deus nos deu" desrespeitamos os outros elementos.
Está tudo ligado e não há antropocentrismo sem a compreensão e aplicação deste princípio.

rainbow disse...


"A traição. Dos políticos que há décadas seguem o paradigma das promessas não cumpridas.
Traição nossa que os elegemos.
Traição tua que trocaste a música por números. E traição minha que te abandonei para ser fiel a mim própria.
Mas tudo é vida. E ela é tão bela e única.
Perdoa-me por continuar a sonhar.
Eu já me perdoei."

Bom dia para todos:)

http://www.youtube.com/watch?v=ASePmZ7Uy0I

P.S.- Caidê, hoje não shrekei:)

Caidê disse...

E depois de Vandana Shiva.

http://www.youtube.com/watch?v=zsOGZKRVqHQ&feature=share

rainbow disse...


Caidê:)

Grande discurso do Presidente do Uruguai! Obrigada por partilhares.
"Viemos à vida para sermos felizes. Porque a vida é curta e se vai"
Nada mais verdadeiro. Vale mesmo a pena ouvir.

Caidê disse...

Intervalo para um café.
Podem comer um geladito primeiro :)))

http://www.youtube.com/watch?v=a5GXexYoy34

UM VOO CEGO A NADA, REINALDO FERREIRA

QUERO UM CAVALO DE VÁRIAS CORES
Quero um cavalo de várias cores,
Quero-o depressa, que vou partir.
Esperam-me prados com tantas flores,
Que só cavalos de várias cores
Podem servir.

Quero uma sela feita de restos
Dalguma nuvem que ande no céu.
Quero-a evasiva – nimbos e cerros –
Sobre os valados, sobre os aterros,
Que o mundo é meu.

Quero que as rédeas façam prodígios:
Voa, cavalo, galopa mais,
Trepa às camadas do céu sem fundo,
Rumo àquele ponto, exterior ao mundo,
Para onde tendem as catedrais.

Deixem que eu parta, agora, já,
Antes que murchem todas as flores.
Tenho a loucura, sei o caminho,
Mas como posso partir sozinho
Sem um cavalo de várias cores?


andorinha disse...

Bom dia:)

Belo dia de inverno aqui no berço:))))

Caidê,

Eu sei que são sete dias, não me apanhaste distraída. Hoje não:)))))

Quanto a essa tese de mestrado, oh pá, sei lá...estou dividida.
Assim como uma mulher tem o direito de decidir abortar sozinha, de decidir ter um filho sozinha ( tenho uma amiga que teve um filho depois de ter "andado" um tempo com um amigo, engravidou, as coisas já andavam tremidas entre eles, mas ele ao saber da gravidez quis assumir o filho e possivelmente tentar dar novo rumo à relação. Ela pura e simplesmente disse que aquilo não mudava nada.
Não a estou a criticar, foi a decisão dela, se foi esse o rumo que quis dar à sua vida, nada a dizer...
Se isto é assim em relação às mulheres porque não terão os homens direito a dizer que não querem ter um filho?
Se isso é discutido no casal deve ser objeto de consenso.

"Na óptica do investigador, é uma questão de igualdade. "Do mesmo modo que a mulher tem o direito legalmente reconhecido de abortar ou não abortar, perante uma gravidez não planeada, o homem deve poder decidir se quer ou não ser pai", sustenta."

Concordo. Sou totalmente pela igualdade de género. Penso que aqui, assim como no caso da decisão da custódia dos filhos ( por norma atribuida às mulheres não sei porquê...) os homens estão em desvantagem.
Isto digo eu que sou uma feminista assumida. Se alguma lê isto, ainda me mata:)
Mas gosto de pensar pela minha cabeça e não seguir canones.
É isto, por agora. Os neurónios ainda não estão a 100%...:)

O resto vou ouvir mais logo. Acordo tarde:), depois fico com mais dificuldade em gerir o tempo...:)

Fiquem bem, meninas:)

Caidê disse...

Andorinha
Eu não estou dividida quanto ao valor "igualdade de género".
Os permeios é que me obrigam a refletir, claro!

Em relação à filiação, vejo três eixos: o biológico, o social e o do coração (adoção).

Em relação à maternidade, entram os meus valores afetivos e subjetivos: "Milagre"!

Em relação à interrupção voluntária da gravidez, sempre fui a favor da liberalização e da assistência médica no caso. Claro que a interrupção não deve ser um método anticoncepcional!...:(

Tenho outras posturas que construí como pessoa e que influenciam os meus comportamentos e atitudes: tendo para o pragmatismo e para uma racionalidade projectiva.

Por princípio, para mim, "as coisas são como são", e é do que são que parto para o raciocínio, não do que deveriam ter sido.

É claro que os progenitores idealmente devem querer chegar a consenso. Mas podem não chegar. Mas podem chegar apenas a consenso parcial mais ou menos abrangente acerca da situação.

Dividam-se conceptualmente (se quiserem legalmente também) parentalidade biológica e social. Um homem não poderá negar a biológica, mas poderá negar a social. Isso é o que na prática já ocorre em muitos casos. Não me chocaria se fosse verbalizada e posta no papel "preto no branco" logo à partida. E como não gosto de coisas irremediáveis até aceitaria a revogabilidade da negação à parentalidade social pelo pai biológico a posteriori.

Pessoalmente, custar-me-ia muito prosseguir a gravidez se isso para o pai biológico fosse um drama. Poria várias coisas na balança e também essa. Estaria sempre de uma forma muito honesta na problemática, entenda-se.

O meu filho teve o livre sim do pai biológico. Após o divórcio dos pais não teve mais pai social. Achei ter sido "minha falta" essa privação de pai social. Não lhe dera um "pai ideal".

Depois, o pragmatismo veio em meu auxílio. Preparei-o para "as coisas são como são" e isso não é caso para traumas. Estar vivo e ter tanta coisa linda pela frente basta-nos. E ele tinha certa sorte pois sabia que eu seria sempre castelo.

Na parentalidade de coração também sou a favor quer da biparentalidade quer da monoparentalidade. O essencial é o coração e a adoção. Se a criança necessita ter referentes masculinos e femininos para o seu equilíbrio não me parece obrigatório que tenham de ser chamados por pai biológico ou por mãe biológica.

Além disso, equilibrá-la-á uma relação forte de cuidado, amor e segurança que a predisponha para a vinculação futura.

Para quem queira tornar-se mãe ou pai social faz todo o sentido ter um projeto para a parentalidade.

O amor não deveria ser a origem não da existência mas da vida?

Tenham bons regressos às origens nesta tarde de agosto cálida.E amem se puderem :)))








Impio Blasfemo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Impio Blasfemo disse...

Lembro-me que quando aderi ao murcon o tema em questão tinha a ver com as mulheres não poderem ser padres.
Na revista Visão desta semana vem um excelente artigo de Maria João Sande Lemos “O Vaticano é um antro de misóginos”.
Na leitura de férias ando a ler na praia os “Lamentos da Vida” de Dorothy Parker. O primeiro conto tem o título de “O Senhor Durand”. Misoginia é diferente de machismo e o Sr. Durand é um machão à antiga (princípio do século XX), contudo quer a misoginia quer o machismo tratam bastante mal a mulher.
Ficam aqui sugestões de leituras.
Saravá
Ímpio

Fonseca do Pinhal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fonseca do Pinhal disse...

Na minha primeira incursão no Murcon (que conheci apenas nesse dia) reconheço que não o fiz da melhor maneira.
A expressão que eu citei nesse dia é muito usada aqui no Norte e o Professor provavelmente já a ouviu muitas vezes. Ela é usada em brincadeiras (de gosto duvidoso é certo) mas sem a intenção de menorizar a etnia cigana.
Eu usei-a sem conhecer o público-alvo a que se dirigia e pensando que estava a responder directamente ao Professor.
Enganei-me e, portanto, quem dá a “mão à palmatória” sou eu. Aproveito para apresentar desculpas sinceras a Caidê e … para dar razão a Anfitrite: o verbo que devia (e queria) ter utilizado era “merecer” e não “dever”.
Um abraço a todos, fiquem bem!

A Menina da Lua disse...

Fonseca do Pinhal:)

Dont worry be happy now!:)

Não houve mortos...nem ninguem ficou ferido!:))

Enfim! sem querer falar por outras pessoas, fica-lhe bem esse seu tom educado!
Gostei!:)

bea disse...

tão, malta

estais bem? ou só a litle beat?

A Menina da Lua disse...

Quanto à paternidade forçada! a abordagem só deve ser feita sempre na perspectiva do interesse da criança a nascer ou seja; caso os pais não se entendam na decisão e ela permanecer viva, as responsabilidades deverão sempre que possível ser partilhadas.

A criança é que nunca poderá estar ao sabor das conveniências de qualquer um dos pais. Esta luta demorou a ser entendida e conquistada mas acabou por ser assumida ainda durante o fascismo ...

Isto não põe em causa por parte do pai a justa contestação e natural indignação caso ele tenha sido alvo de engano ou mesmo traição por parte da mulher ; do género ela ter fingido e se ter afirmado protegida:(.
Cabe-lhe o total direito de dissuasão e de tentar enquanto puder desenvolver os meios possíveis e legais de se afirmar.
Contudo é importante que a decisão por parte da mulher tambem tenha em conta que a paternidade forçada não se traduz em disponibilidades afectivas e efectivas para um real papel paternal e que ao assumir sozinha se arrisca a garantir para o filho, uma herança paternal coxa com base apenas no apoio material e monetário que a lei obriga o que é lamentavelmente muito pouco.

Fonseca do Pinhal disse...

Menina da lua :-)
Obrigado.
Sabe bem esse "raio de luz lunar" que enviou e me tocou ...

Boa tarde para si e para Bea tb

Anfitrite disse...

Fonseca do pinhal:

Prepare-se para o embate porque isto aqui não é um blogue monocórdico. Isto e um café onde a gente se reune para trocar ideias(quem as tem).
Não fique muito sossegado, porque a Menina da lua é isso mesmo. Pensa que tudo é etéreo e suave. Mas cá estou eu que sou a única que não é filósofa nem de Letras, para dar porrada sempre que for preciso e puder. Também não gosto de gente muito bem educada, quando me soa a falso. Quanto ao resto sou um coração derretido.
Olhe que a mim também me bateram quando cá entrei e não foi com a sapiência da Caidê. Quando ela está inspirada ninguém a supera. A bea essa é uma filósofa muito engraçada.
Biépi

Anfitrite disse...

Quanto aos pais, embora não me sinta inspirada, digo apenas e já tinha lido e relido essa notícia quando a Caidê a trouxe para aqui, que toda a pessoa tem direito a ter um pai e uma mãe. Há as transviadas que fazem inseminação artificial de pai incógnito, mas isso é outra história. Os que são fabricados normalmente tem o direito e devem saber quem lhes deu origem. Se o homem não quer ser pai, faça uma vasoctomia, ou tomo as necessárias providências. Não é como aqueles que vão às putas e pagam mais caro para não usar camisa. Esses são um perigo para a humanidade e deviam ser castrados. Hoje fico-me por aqui.

Anfitrite disse...

Mas como falei em pais e voltando à origem deste postal, já tinha posto aqui um comentário que retirei. Mas não me sinto bem, tenho que desembuchar.
Eu sei que um conselho só se deve dar quando é pedido, ou em caso de vida ou de morte, mas eu não consigo ficar calada quando penso que os outros estão a fazer asneira.
Pois é senhor professor tire lá a cabeça do torno e leia o que eu escrevi de sopetão, quando li o seu desabafo e que guardei uma cópia, pois acho que as boas intenções não se devem jogar fora.
Aqui vai o copiar e colar:

«Anfitrite disse...
Eu não queria dizer nada, porque estou em falta com todo o mundo, mas tenho andado em exames médicos e estou cansada. falarei mais tarde. Mas como disse a Caidê colapsei e apetece-me dizer ao professor que já tem idade para ter juízo e não para alucinar, como disseram por aí.
Então ficou tão feliz quando o Guilherme encontrou unm naco de terra ideal para fazer o retiro dos seus sonhos, que quis juntar todos aí, vivos ou mortos, e agora anda com a cabeça no ar? Eu não estou a pensar no que digo. Só estou a dizer o que sinto! Há alguma coisa que tenha mais valor do que um bocadinho de erva só nossa e do que uma árvore com a semente que nos deu origem?! Não crie mais mais moinhos de vento. O senhor é capaz de fazer uma pequena ideia qo que está para acontecer amanhã? Nem pode! O amanhã nunca virá. Se houver chuva, trespasses, vento, fogo, na altura se resolverá. Já deu aos seu filhos mais do que tinha que dar. Agora está a preocupar-se com os sorvedouros. A mim só me deram a porca da vida e eu estou aqui. Já fui chupada até ao tutano, mas tenho muito gosto em ter sido útil e não sinto raiva de ninguém. Deixe-se de Materialismos, cada um viverá a vida à sua maneira. E o senhor fez o que tinha a fazer e com muito gosto. Quem não esteve presente na inauguração está agora AÍ!
Eu não deixo a minha casa, porque está cá enterrado Há 25 anos o cão que mais amei, além de outros fieis amigos. Tanbém não dou nem vendo, deixo cair o espaço por onde andei e andaram os que me deram origem. Para que quero eu uns tostôes? Não é o senhor que diz que os filhos deixam de nos pertencer depois de nascer? Não lhes deu já as ferramentas necessárias para sobreviverem?
Já me estou a repetir. Vou calar-me até porque não tenho o dom da palavra. Mas a coisa quando é muito elaborada não é sentida.

P.S. E já agora fique sabendo que a única coisa que tem valor(utilidade) neste mundo é a terra. O vil metal vai desaparecer.
Seja feliz e rebole-se na relva e deixe as cadeiras de paralíticos.

2:10 a.m.»

Fonseca do Pinhal disse...

Cara Anfitrite :-)
Obrigado pelo aviso! Eu também não sou assim tão dócil :-)). Até gosto do confronto (de ideias) … mas quando me engano (acontece) nada me custa admiti-lo, mesmo que corra o risco de soar a falso a quem está de “pé atrás”.
Pelo que pude apreciar consideram o Morcon um café que proporciona tertúlias. Digamos uma assembleia de partilha (ou confronto saudável) de ideias e, parece, constituída maioritariamente por senhoras afirmativas, instruídas e com personalidade. O autor do blogue, Professor Júlio Machado Vaz lança o mote postando o tema e depois surge o debate. É isso? Estou enganado?
Por hoje não me vou envolver no interessante tema “abortar sozinha”. Mas prometo que (se não me considerarem um intruso) participarei num outro qualquer em que me sinta à altura.
Fique bem :-))

bea disse...

Pronto. Se continuais discutindo é que estais normalzinho. Dado que a Caidê se espraiou longamente sobre o tema em análise, e porque à minha cabecita não chegaram metade das hipóteses que colocou; e tb porque - os senhores homens me desculpem - já disse que não encontro o assunto assim tão importante, passo.

Andorinha

Há muitos filhos que nasceram porque as mães assim o decidiram. Mais de metade da população, talvez. Chama-me o que quiseres. Nem sou feminista:)

Caidê
E por que razão os filhos são maioritarias vezes entregues às mães,deus santo? porque é que os progenitores se não entendem e continuam - os dois - a educar os filhos que são dos dois? e dividem tarefas, sei lá, não sou muito boa nisto, só me parece que a responsabilidade e o bem dos filhos são comuns.

bea disse...

Rain

As crianças e os velhos são quem faz os melhores discursos. Vêem uns com a inocência e outros com a sabedoria. O presidente do Uruguai é um Senhor. Que põe dedos sobre a ferida ao dizer que os governos não governam, são governados. Que vivemos para ter e não para ser não interessa se felizes, mas mais felizes seguramente. Gostei do exemplo da lâmpada. Por ter a maldita mania de gostar das coisas e elas se estragarem sem me participarem sequer e fica um buraquito no lugar e não será mesma coisa substitui-las. Pronto, já derivei. Sorry. Por que razão trabalhamos tanto se o esforço de alguns de nós é mesmo precisar de cada vez menos?! Temos de treinar o despojamento.

O Poema do cavalo de várias cores que Filipa Pais tão bem canta e mas não encontrei, parece-me que o dedico à Rain :) se a Caidê não se importa. E outra da Filipa que se canta bem

http://www.youtube.com/watch?v=EamWWxxkZfc&feature=related

e este?

http://www.youtube.com/watch?v=jcs2XiZfLEQ&feature=related

e quem não apreciou não continua

http://www.youtube.com/watch?v=Ld2hDc5R9iQ&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=DYtWvzd2wI4&feature=related

agora vou ler a Anphy. que regressada.

então até já

bea disse...

Fonseca

desvaneço. Thank's.

Anfitrite disse...

Fonseca do Pinhal:

Como os homens ganham mais tiveram direito a ir de férias. As mulheres ficaram a fazer as limpezas anuais.
O murcon é mais ou menos isso que enunciou. O Professor costumava interferir mais mas, como agora está com uns problemas existências, pensa que está velho e, que tem de arrumar a casa. Ele esquece-se que a morte, às vezes, começa por onde menos se espera.
Fique bem:)

bea disse...

Ánphy!!! Bolas! ainda bem que conhece o professor. Eu não me atrevia a tanto.
Então o professor ainda anda numa cadeirinha daquelas todas artilhadas? é? e eu estou numa caminha muito mal deitada e ai que tudo me dói, santa engrácia. E não me vejo livre disto, e hoje o médico que deve ser sei lá de que país e eu não entendia nada do que dizia o senhor e nem percebia senão a tradução da enfermeira. e quando sozinhos perguntou, filhos, respondi sim; e depois perguntou casado, e eu, não, não solteiros. E ele não acrescentou; pensei qual seria a importância de os meus filhos serem ou não casados. Mas adiante que os médicos às vezes são tão malucos como qualquer de nós. quando saí ouvi nas minhas costas, distinto, "bonita". pensei que estaria a treinar o português. Passadas umas cinco horas,quer dizer, agora mesmo, lembrei-me se a pergunta não seria "casada".

pronto, eu treino e treino as histórias de supetão, mas não lhe chego aos calcanhares, Anphy. Põe-me bem disposta lê-la, quer o quê? bolas, tanto medo que tive de si e agora olha. prontos. Eu que até quero é morrer gastinha e estou no caminho certo, já tenho partes do corpo gagás. só que gritam muito alto. já lhes disse que não sou surda, que os ouvidos são ainda da minha idade, mas aos gritos a noite toda na mesma. Mal educadas, não foi assim que as ensinei, o corpo a certa altura boicota-nos o querer e nada. que a alma, se existe, não se levanta a dar-lhe na cabeça, e ele desarvorado madrugada fora. ó com um caraças.
e se tem uma história melhor...

rainbow disse...


Boa noite:)

Bea,

"Temos que treinar o despojamento".

Que frase sábia!
Para quem não sabe, eu tenho uma paixão por ficção científica. E um dos "meus" livros do género é "Os Despojados" de Ursula K. Le Guin, livro que ganhou três prémios literários, que descreve um planeta dominado por uma civilização anarquista utópica, onde a tónica é precisamente o despojamento.
Agora, por tua causa:),vou ler este livro outra vez, pois li-o há tantos anos, que não me lembro dos pormenores.
E deixo aqui um link que descobri, para verem que é um livro com qualidade:

http://criticanarede.com/lds_despojados.html

Bea ,obrigada pela dedicatória do "Poema do Cavalo". Já tinha lido, quando a Caidê o deixou, mas depois do link do discurso do Presidente do Uruguai, até me esqueci.
Descobri a canção da Filipa Pais com esse poema:)

http://www.youtube.com/watch?v=l3xwF2qYCyI

bea disse...

Ai! eu também queria arrumar o sótão. mas desisti. dá muito trabaho. não me apetece.

Onde andará o Fora de Lei que muito prezo?

Anphy

nunca soube filosofar, não diga coisas.

senhor professor

não sei se a Anphy sabe o que diz quando aconselha. Rebolar na relva até que é bom. rentes ao cheiros da terra e sem nos sujarmos. Gosto mesmo. olhamos o céu à distância das ervas.o pior é a levantar. Ou não?

E vou andando, contar as estrelitas em cada hora talvez. que é que raio anda a fazer o meu anjo da guarda?

Santas noites a todos

Anfitrite disse...

Bea,
Ele queria dizer: -Arranjou a bonita! E eu continuo à espera. Já sabe que o meu conhecimento é profundo, mas não acredita. Aguardo notícias.
Pelos vistos continua a mexer-se muito.
Fique bem...quieta.

Estive aqui uma porção de tempo a tentar fazer o lugar do Manuel, a escolher as melhores músicas e vai daí esta porcaria encalhou porque já estava sobrecarregado e escafedeu-se tudo. Fica para depois.
☺☺☺♫♫♫

rainbow disse...


Bom dia:)

Andorinha,

Pois é, na quarta já estou de partida:)

Bea,
Já comecei a reler "Os despojados".

Anfi,
Sugestões murcónicas: a Pamina recomendou-me o filme "360" de Fernando Meirelles. Já o vi e recomendo-o também.
Aguardo o mais recente W. Allen.
Deixo aqui o trailer:

http://www.youtube.com/watch?v=WIbYqxqtP38

Caidê,
É hoje que vais ver Pedro Abrunhosa?:)

Bom dia para todos

http://www.youtube.com/watch?v=nRRs7YgyOZo



Caidê disse...

Meninas
Gostei das da Filipa Pais!

Fonseca
Acuso boa recepção da sua mensagem.
Por mim, puxe uma cadeirinha e sente-se. Olhe, quer que mande vir um fino e uns tremoços? Ou prefere um copinho de vinho e um pastel de nata?
Tome lá esta, que lhe dedico eu:
http://www.youtube.com/watch?v=s77l25CIJkY&feature=related

Bea
O aniversário ainda não acabou :))).
Ontem foi para os que só podiam ao fim de semana. Andorinha, eu bem esperei cá por ti, mas como não vieste... Lá andei pela Pensão do Amor e depois fomos dar elasticidade aos músculos e olear as articulações. A Brigada do Reumático começava nos "...entas", mas aquilo é que foi ginástica, mulher!... E eu ainda queria ritmo africano, agora tu vê lá se me dessem ouvidos... que seria da minha bacia!...

Professor
Deixe-se de cadeira milagrosa toda tremeliques! Tem mais opções: massageeeeeeeeeeens, daaaaaaaaaaaança...ou Tai Chi, prontos!

Vou dedicar-lhe dois linkzinhos:
http://www.youtube.com/watch?v=A9VlQUa63ng&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=x9_vhYpR9xo&playnext=1&list=PL6E67EE3A896D4E5F&feature=results_video

Não há duas sem três :)))
http://www.youtube.com/watch?v=RWGIxK3iPv4&feature=related


Rainbow
Fiquei curiosa acerca da obra de "Os Despojados".
Obrigada pelo "que ainda não foi feito" :)))
Dezasseis e trinta à minha porta. Vamos ver o Pedro! :)))
http://www.youtube.com/watch?v=qDkie_rJanM&feature=related

Ímpio
Bom sol e continuação de boas leituras :)))

Para todos um bom sábado. Com canções.
http://www.youtube.com/watch?v=tXKZxrdPUU8&feature=related



andorinha disse...

Boa noite:)

De fugida, mas tinha que vir tomar café...:)

Excelente o discurso do presidente do Uruguai como já aqui foi referido. Faltam mais homens assim!

Rainbow,

Eu sei, já estou em contagem decrescente...:)
Haviam de me ver: pareço uma criança à espera de uma festa ou de um brinquedo novo. Estou a caricaturar, mas vivo muito as coisas por antecipação, também.

Um bom sábado para todos. Logo voltarei se as caipirinhas mo permitirem:)))

Fiquem bem.

bea disse...

E o que cuustei a chegar aqui.

Boa tarde gente!!!

então, e já que todos andam dizendo o que lêem, ontem comecei "A teoria Geral do esquecimento" do Agualusa. E vi "A very long engagement" não sei quando.gostei, parece-me que a intérprete é a amélie que tanta gente gosta.

Anphy

nada de confusões, hoje voltei lá, e "bonita" é a palavra que o médico sabe distinta, mas utiliza indistintamente; ouvi-o chamar assim um velhote todo coxinho. Pronto. é isso. Certo é não ter contado as sessenta estrelitas de cada hora.e esperar que o milagre se repita hoje. Gosto de acreditar em milagres :))

Andorinha

ontem no super estava uma jovem a comprar limas e aguardente de cana. Iria para a tua festa.

Caidê

Não sabia que as artes marciais eram curativas.

estou com o soninho atrasado, meia chalupa, já bebia uma caipirinha :))

bea disse...

Rain

nunca li os despojados e nem fazia ideia de que existisse tal livro. Fui ver o que diz a crítica. Bem favorável. é de comprar:) Não gosto do crítico, não sei bem porquê, já li escritos dele com que simpatizo; em filosofia defende uma linha de pragmatismo lógico que não me é simpática, mau grado dar-lhe razão em alguns aspetos. A filosofia extravasa o plano da argumentação lógica

Fonseca do Pinhal disse...

Caidê
Sugestão aceite. Os finos com tremoços e amendoins (já experimentou esta mistura?) já cá cantam! E, depois de fazer a digestão, os meus 14 Km de corrida também já foram (ida e volta - da praia da Aguda até de Silvalde, que é uma aldeia de pescadores a sul de Espinho).
Gostei de regressar ao passado (com uma mensagem bem actual) e ver a enorme interpretação da nossa sempre grande Ivone Silva. Em jeito de agradecimento, deixo-lhe este link para ver alguém com futuro … http://www.youtube.com/watch?v=OztlyAbOFsM
Fique bem

andorinha disse...

estou com o soninho atrasado, meia chalupa, já bebia uma caipirinha :))

Loooooooooool, Bea.

Ainda ficavas mais chalupa...:)))

cycle disse...

...