quinta-feira, outubro 10, 2013

O sortalhão.

Maria,
Sabes como a existência de Deus e do Diabo me colocam na defensiva – ninguém me arranca um “sim”, mas aceito um “por que não?” sem taquicardia ou suor, afinal o ateísmo não passa de outra fé! Mas acredito piamente na sorte, precisasse ela de um crente embaixador e  levantaria o dedo, por prazer e obrigação. Mais uma viagem, mais um Congresso, mais uma voltinha sem carros de choque e Palácio de Cristal. De repente, a dúvida – onde e a que horas falo? Telefonema ao Pedro Vendeira, resposta pronta, “até amanhã, Professor”. Há trinta anos atrás eram os mais velhos a mimar-me, hoje é a geração mais nova, quantas vezes estive ombro a ombro com o Pedro? Inúmeras, pelo menos uma à sua frente, transido de um medo gélido que o maroto conseguiu apaziguar. Maria, tive fortuna ensanduichada, recebi abraço carinhoso de – pelo menos! - duas gerações. Assim não envergonhe eu o Pedro amanhã... Dois ingleses da minha geração sorriem à minha frente, escutando os Abba de mãos dadas. Quando acabar (?) de te escrever fugirei, sorrateiro, para a minha varanda. Com a pergunta abastardada do Eugénio a martelar-me a cabeça – por quanto tempo conseguirei trabalhar com estes jovens sem os envergonhar?

GMDT.

111 comentários:

andorinha disse...


:)

A pergunta não tem razão de ser...

GMDS.

Impio Blasfemo disse...

O que me dói não é o artelho!
Pois não, não é!
É talvez o pé
Ou a cabeça
Ou o coração
Para não falar da mão
Da vista ou da sensação
Que tudo vai acabar

“O que Me Dói não É
O que me dói não é
O que há no coração
Mas essas coisas lindas
Que nunca existirão...

São as formas sem forma
Que passam sem que a dor
As possa conhecer
Ou as sonhar o amor.

São como se a tristeza
Fosse árvore e, uma a uma,
Caíssem suas folhas
Entre o vestígio e a bruma. “ (Fernando Pessoa”

Saravà
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Bartolomeu!

Como a duvida persiste? Passemos a anedota.

UM GATO VIU UM RATO O RATO PERGUNTOU AO GATO JÁ APRENDESTE A MIAR E O GATO MIAU E O RATO DISSE SÓ TE FALTA LADRAR E O GATO RESPONDEU NÃO PRECISO O RATO QUESTIONOU-SE DE CERTEZA E LADROU E O GATO PASSOU A BRINCAR ENTRE AS PERNAS DO CÃO

bea disse...

Oh! Eu vinha aqui dizer qualquer coisa, mas até me esqueci. Era assim do estilo, "tá tudo benzinho?". E o senhor professor muda o post quando não se espera e a minha pergunta fica logo sem sítio onde cair. Assim não vale. tive que a deitar ao bolso.

É bom ter apanhado duas gerações. Sem dúvida. Mas até me parece que a sorte é o bocadinho mais pequeno. E valor, não? e trabalho que a tal sorte exige, também não? e a sua disponiilidade, também não? Ah...bom...

O que penso é que se os envergonhasse, não convidavam. E toda a gente sabe que amanhã ou quando seja, todos gostam de o ouvir. O senhor professor não tem vergonha de com esta bonita idade ainda termos de lhe repetir isto? Ai, ai, bad, bad, Mary.

bea disse...

Ímpio

Pessoa é um excepcional. Obrigada.

E Durmam Bem

andorinha disse...



"O senhor professor não tem vergonha de com esta bonita idade ainda termos de lhe repetir isto? Ai, ai, bad, bad, Mary."

Looooooooooooool, Bea.



Impio,

Obrigada:)

Abração

Fiquem bem.

Cê_Tê ;) disse...

[Como estou para disparatar, deixo para comentar noutro dia ;), não antes sem dizer que o professor por vezes me faz lembrar o Salazar- eu disse que estava para o disparate! ;)- é que a maioria das vezes só sabemos que "esteve" e não que "vai estar". "Deixe-se ir" que quando se sabe muito o que é mais delicioso é ir de associação livre em associação livre em torno do tema- o público quando quer saber coisas cruas e duras vais aos artigos, não procura Pessoas (Pessoas com letra GRANDE]! Xi-C.]

João Pedro Barbosa disse...

Aquiles?

Aquilo é que foi um aperto! Transmitis-te muito bem a mensagem.

João Pedro Barbosa disse...

Bea?

Estou com duas aos meus pés. Estou a viver o dia mais feliz da minha vida!

João Pedro Barbosa disse...

"Um momento musical"

Gal Costa - Sua Estupidez by Roberto Carlos - YouTube

http://www.youtube.com/watch?v=pS1h5koHpWE

João Pedro Barbosa disse...

Relembrando a Su para não ter que falar do Fora-de-Lei?

Leiam "Os comentários"! Que são a melhor parte.

João Pedro Barbosa disse...

GMDT?

Hoje está frio! Vamos passear.

João Pedro Barbosa disse...

Professor,

TEMOS HOJE EM DIA A CAPACIDADE DE RECEBER SMS

Adriano Levi disse...

Por falta de engenho, cito um dos meus preferidos: - O outono é mais estação da alma do que da natureza.
(Nietzsche)

João Pedro Barbosa disse...

Professor.

Deixe ficar o troco! Pelo menos!

João Pedro Barbosa disse...

Pedro?

Agora não posso falar! Estou a fazer uma bomba de hidrogénio mas ao contrário.

bea disse...

João Pedro

também tenho dois nos meus pés, pele com pele. Há horas. mas são ténis:)) não sei qual o dia mais feliz da minha vida, não uso esse metro padrão.

bea disse...

"Sua estupidez"
as canções adoçam-nos a vida, constituem mensagens bonitas e até sugestões verdadeiras, mas são inexactas no particular. Faltam pormenores de importância. É certo que ninguém chama estúpido com o charme da Gal, apetece, repete lá, vá, só mais uma vez. Só nas histórias - e nas canções e nos poemas e em alguns romances - o amor apaga tudo. Na vida, tem situações em que acontece mas não acontece, que é, apaga e volta de novo.


Um amor, se existe, é sempre bonito e alegre de dentro para fora. Porque só o pensamento de ele haver nos faz diferente o chão e o ar. No amor paira esse odor de gratidão profunda por alguém que nos gosta. Mas também por nós mesmos que somos ainda capazes de amar. E isso nos muda. Penso às vezes se não teremos de agradecer ao outro não apenas que goste de nós, mas também que nos tenha feito gostar dele e perseverar gostando.

Mas deixo ao professor e ao programa o amor é...
que tenho de ir ali prosaicamente.

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Queres um pacote de açucar para acabar o veleiro! Ou ainda estás a brincar com legos?

João Pedro Barbosa disse...

E questiono-me sobre isto?

Dois potes de ouro. Façam boa viagem!

bea disse...

Boa tarde para ti, Pedro.

João Pedro Barbosa disse...

#Senhoras Do Café!

O melhor? Seria traduzir em voz alta.

rainbow disse...


Bom fim de semana per tutti com este Hino à Alegria:

http://www.youtube.com/watch?v=pFmqO3Sf82M

andorinha disse...

Rainbow,

Lindo! Sublime!
Obrigada:)


Hannah Arendt um filme a não perder.
Ainda não vi. Pelo que li e pelo que amigas minhas comentaram, imprescindível ver!
Lá vou eu ao Porto que aqui na parvónia não está:(


"Ser ateísta não é acreditar que Deus não existe, é não acreditar que existe. Faz toda a diferença."

Comentário ontem no FB.
Caraças! Nunca tinha pensado nisso...
Isto é apenas um excerto de uma pequena conversa, interessantíssima, entre o Júlio e um amigo facebookiano.
Até me apeteceu meter a colherada mas refreei-me. Eram os dois que estavam na treta:)
Mas seria interessante poder-se ter uma conversa alargada sobre este tema.

Desculpem a "mistura" mas o meu pensamento é mesmo assim. E vou escrevendo à medida que vou pensando...:)

bea disse...

Rain

Obrigada pelo Hino da Alegria, é uma enérgica pincelada de beleza. Além de bonito é surpreendente. Digamos que o teu vídeo bordou a cheio e me renovou na memória um pequeno ponto pé de flor:)

Andorinha

também vou ver esse filme:)
quanto à conversa de FB, não vejo onde esteja a grande diferença. Parece-me antes o que disseste, uma treta. Em filosofia existem muitas e variadas arengas do género.

Hummm...Guimarães é parvónia?! Bolas, não sabes o que dizes.

tenho os fios a desligar

Para quem está de fim-de-semana: aproveitem-no. Com sabedoria.

João Pedro Barbosa disse...

Golo? Golo! Oh.

Impio Blasfemo disse...

Bea e Andorinha

Deixei a Serra da Lua e passei para a Serra do Sol (Sesimbra). Isto tem sido um virote nas mudanças. Tenho tido pouco tempo para blogar.
Quando li o post do PROF não sei bem explicar bem a razão veio-me à ideia "o que me doi..."; talvez o tenha interpretado mal o que é normal pois tive pouco tempo para reflectir sobre o mesmo. A mim, neste momento doem-me as costas, pois andar a acartar moveis e pendurar candeeiros dá isto, dor de costas, melhor do que dor de alma. A vida é assim, a uns doem as costas,a outros a alma, e a outros as costas e a alma; há de tudo, ou não vivéssemos em democracia.
Acabei

Abraços

IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

IMPIO & IMPIO

A pior dor é a do cotovelo...

João Pedro Barbosa disse...

O Sortalhão,

Querias que tivesse nascido mulher? Para saber como fazer! Lamento não desiludir-lo.

João Pedro Barbosa disse...

VENDEIRA AINDA TE LEMBRAS DE TE ATIRARES PARA O VINHO E AS PISCINAS QUE TIVESTE QUE FAZER ATÉ PODER CAIR PARA O LADO

João Pedro Barbosa disse...

(Que é de a cai D, já para não falar do chocolate da fatia de bolo que tinha ares de ter vindo do espaço)

João Pedro Barbosa disse...

Eu só estive com este Senhor! 3 vezes. Não sei o que me faz vir ao "Knock Room"?

bea disse...

Olá:), Bom Dia:))

Ímpio

mudaste para Sesimbra? Foi? é um lugar bonito, mas no verão não se aguenta, enche de gente e o areal da praia reduz a cada ano. Contudo, viver deve ser diferente de visitar. Desejo que a tua mudança termine rápido.

As dores nas costas provocadas por esforço físico passam. Há dores físicas piores, instaladas em território seu. A moer.

As dores de alma...depende. Existem as agudas da juventude e as outras todas, mais difíceis de ir embora. Com algumas temos de aprender a viver. E são tão companhia como outra coisa qualquer.Mas eu quem sou para falar acerca...uma ervita do caminho.

Um bom sábado a todos incluindo eu, mim, que hoje vesti os meus olhos de diamante para olhar um querubim transviado e tenho de polir-lhes o brilho e outros afins do amor.

Inté, como usa a Andorinha

Fiquem bem. Está nebuloso, mas pode que só por fora.

bea disse...

http://www.youtube.com/watch?v=wzxq24YYJ3U
uma canção para vos acompanhar o dia

bea disse...

Anphy e João Pedro
só agora vi os comments do andar de baixo. Logo respondo-vos, tá?

Anfitrite disse...

A prova provada de que não há ateus é quando alguém diz que o é.

Aproxima-se o Inverno do meu descontentamento. A mudança da hora deixa-me sempre na escuridão.


http://www.youtube.com/embed/G0PekTUmBdY?feature=player_embedded

rainbow disse...



Ainda não disse nada sobre o post, mas o pessoal já disse tudo.
Os conhecimentos, a disponibilidade e a capacidade de comunicação pesam mais que a sorte.
Aposto que correu tudo mui bien:)

Andorinha
Também adorei aquele "Hino à Alegria". E alegria faz muita falta,amiga.
Sobre a conversa do Professor no FB sobre fé e ateísmo, de facto o ateísmo é a negação de crenças. No entanto, e dado que os ateus estão geralmente ligados a um pensamento com rigor científico, que se baseia em provas, como poderá alguém provar a não existência de Deus? Mais me parece uma teimosia tão dogmática, como os dogmas religiosos.
Não sei se Deus existe ou não, mas perturba-me e comove-me um Universo com biliões de galáxias, cada uma com biliões de estrelas. E um planeta belíssimo e fervilhante de vida.
Às vezes, a balança tomba para o lado da fé.

Ímpio
Como disse aqui a São, isto já não é um país. A maioria dos portugueses têm dores nas costas, na alma e nos bolsos.

Que as mudanças terminem rápido.

Anfi
As "Conversas em família" voltaram sim, para horror de todos nós.
Já converteu muitos filmes para DVD?

Andorinha, again:)
Merci pela dica do filme.
Eu vou ver o Jobs, sobre a vida de Steve Jobs.

Bea
Fico contente por teres gostado bué:) do vídeo. Olha, a mim fez-me uma lagriminha.
E a "tua" canção foi sempre a minha preferida do Sérgio.


Abraços a tutti

andorinha disse...

Vim só tomar um café e ver se estão bem:)

"A maioria dos portugueses têm dores nas costas, na alma e nos bolsos."

Se é, amiga...

Anfy,

Looooooooooool

Impio,

Boas mudanças, amigo. Desde que haja mar"tásse" bem:)

Abraços a tutti

bea disse...

Anphy

Obrigada pelo video, tão engraçados os velhotes e os pobres dos automobilistas!

Não há muito tempo julgava longe os andarilhos. Agora pondero se terei carro onde caiba aquela tralha, se aquilo fecha como os guarda chuvas, se consigo guiar...mas como é um futuro muito atabalhoado, despenso rápido.

Se lá chegue, vai sobrar-me o tempo de pensar; já que tanta coisa não farei, penso. E se o pensamento esvair? Olha, paciência. Talvez seja melhor, ignoro o que me acontece, viro bicho.

Rain

foi. o teu video trouxe-me uma nostalgia fininha.atravessou-me.

hummm...é a minha canção, sim. Assumo. Pronto.

Hannah Arendt é uma personagem magnética, veremos o que o cinema conseguiu. 4ª à noite já digo alguma coisa acerca de. Steve Jobs pouco me interessa, mas Cate Blanchett continua a.

Anfitrite disse...

Rain,

Já fiz umas mudanças. Já está instalado no sítio, mas ainda não tive tempo de ler as instruções todas, até porque esta tarefa requer um pouco de planeamento.
O Eixo do Mal, de hoje, merece ficar gravado para a posteriodade.

http://www.youtube.com/watch?v=E_iLa0U4m5w&list=RD02E_iLa0U4m5w

(O original foi retirado por causa dos direitos de autor).

Bea,
Por enquanto ainda não há andarilhos desmontáveis. Mas há outras coisas mais práticas. Eu conheci uma médica que, desde jovem foi afectada, não sei se por aneurismas, na base do cérebro, e que apesar de muitas operações, cada vez foi ficando mais deficiente, mas que conduziu até que pôs fim à vida e, que eu uma vez tentei apanhar uma muleta, que ela deixou cair, enquanto assinava o livro de ponto, mas que ela "afinou" porque não queria depender de ninguém. Por isso deixou o caminho livre para o marido, que já voltou a casar, com a melhor amiga dela, e até já um filho, coisa que ela não lhe pôde dar.
Na minha cave ainda tenho um andarilho, um tripé e não sei que mais, desde que a minha Mãe partiu a bacia. Se lhe disser que tentei dá-los ao Hospital Ortopédico Dr. António José de Almeida (que agora é um condomínio de luxo, mas recuperaram o nome para o novo de Cascais), e nunca mos receberam porque tinham de ser entregues à assistente social, que nunca lá encontrei, talvez porque os meus horários não coincidissem com os dela. Não foi Há muito tempo.

http://www.hjalmeida.min-saude.pt/historia.asp


Cê_Tê ;) disse...

Passei para deixar um bjnh!;*
Bom resto de FD. ;)

bea disse...

Boa noite:)tanto se trabalha caramba.

pois, Anphy, talvez a senhora estivesse farta de sofrer, que, para abrir caminho ao marido bastava o divórcio, não precisava a morte. Pode crer que ser dependente é do pior que há.

Também gostei do Eixo do mal. Foram sapientes.

E obrigada pela música; fui ver a letra e pareceu-me meia triste.

Mas deve andar tudo em maré de tristeza, na sexta o senhor professor ou estava cansado ou tristinho, valia que tinha uma luz clara, quase parecia uma aura, senhor professor não se ofenda, é a brincar, toda a gente sabe que o senhor não tem a ver com esses obstáculos.

um abracinho a todos

andorinha disse...

"...4ª à noite já digo alguma coisa acerca de"

Mas não digas muito, Bea. Eu só vou ver no próximo fds e não gosto que me estraguem a surpresa:)


Sobre O Eixo do Mal subscrevo as vossas palavras, Anfy e Bea.
Já é quase só o que vejo na TV.

A música é linda e não acho a letra nada triste.


"Mas deve andar tudo em maré de tristeza..."

E em que outra maré havemos de andar, Bea?
Eu já disse aqui, ando triste, desmotivada, revoltada, sei lá que mais...
Claro que tem que se remar contra a maré mas são muito poucos os motivos para andarmos alegres.



www.youtube.com/watch?v=oN86d0CdgHQ


Abracinho, gente. Mas pode que ainda volte (isto sou eu a tentar imitar a Bea) :)))))))))

rainbow disse...


Boa noite, depois dum dia cheio de sol e calor.
Será que o clima ainda é nosso?

Pois é, gostei de ouvir ontem Jorge Sampaio defender o TC.
E o Eixo do Mal foi de facto um dos melhores destes últimos.

A propósito, a crónica de Daniel Oliveira:

http://expresso.sapo.pt/antespelocontrario?mid1=ex.menus/23&m2=503


Anfi
Ainda não tinha visto o vídeo dos velhotes, obrigada, está o máximo:)
E também pelo "Raindrops", uma versão simples, mas bonita.
E só hoje vi o filme "Azul" com a Juliette Binoche, afinal não o tinha visto ainda e simplesmente adorei. É um filme belíssimo.

Andorinha
Vi o Jobs, sobre a vida e o percurso profissional de Steve Jobs e a Apple, e para quem, como eu, não leu o livro, não é assim tão decepcionante.
Obrigada pelo "Country Roads".

Bea
Eles trabalham que se fartam para nos tramarem.

Cê-Tê
Um beijinhos também para ti.

Bons sonhos para todos

Anfitrite disse...

AndY,

Desculpa lá, mas eu acho que a música é triste. Por isso é que a deixei. Mas a perita na língua e na senântica és tu.

Bea,

Ela estava mesmo farta de sofrer. Até tinha um lugar para deficiente, à porta do posto, para o carro dela. Tanto que escolheu morrer com uma dose excessiva de morfina ( apesar de tudo estar no segredo dos deuses). O marido não lhe dava o divórcio. Ele até tirou a especialização em Neurologia, para ver se lhe podia valer. E hoje é investigador. Mas esta deu-lhe volta ao juízo. Tanto assim que ele descartou-se logo da mãe, porque já não precisava dela. E não diga mais nada porque fico incomodada.
Quanto à dependência sei o que é estar dependente e o que é estar dependente de quem está dependente, porque se deixa de ter vida própia. Sabe que num internamente, se a minha mãe acrdásse às quatro da manhã, e não me visse lá começava a gritar porque teria acontecido alguma coisa à filha. Pensava ela que que seriam 16 horas, hora da visita. Tinham de a acalmar dizendo que era de madrugada. Pior ainda quando estava nos cuidados intendivos e eu só tinha 5 minutos pra a visita.
http://www.youtube.com/watch?v=6c-TOnInRW8

Boa semana para todos.


P.S. Sabiam que poupar 100 milhões de €s, por ano, em pensões de sobrevivência, corte que atinge só 25 000 pessoas, dá uma média aritmética simples de 40 000€ por pessoa. Será possível, ou sou eu que estou doida? Este país não tem mesmo salvação. O que vale é que Soares já pede a prisão dos deliquentes. Que bom ter quase 90 anos e estar tão lúcido. Lembrei-me da grande entrevista, esta semana, feita a um Senhor de 93 anos-Adriano Moreira- que disse: O pior é que o direito de veto, do Conselho de Segurança da ONU, nem sempre é usado a favor da Humanidade.

bea disse...

Andorinha

Sim achei a música linda, até a encontro assim ela só, mais bonita.

tb não gosto que me contem os filmes, vou contar noutro lado. Promised.

Anphy

é muito presa a vida quando assim acontece. Mas sabe que conheço pessoas que tratam os seus com tanto amor e carinho que seguramente as doenças andam neles mais devagar e têm maior qualidade de vida. Não há como sentirmos que não somos um peso - mesmo que sejamos - e que somos amados. E não sei porque se perdeu este cuidado com os velhos.É um cuidado amoroso, dá gosto ver. Fala-se em falta de tempo, mas antigamente havia muito menos tempo livre, menos condições económicas, a vida das mulheres era mais arrastada. Mas os velhos faziam parte, não eram desviados para lares e afins. Como é que hoje não temos tempo se existem tantas formas que podemos combinar sem os afastar da sua casa e de nós.Vou tentar que os meus velhos não se afastem do habitual salvo se o desejem. E não acredito que.

Durmam bem que à 2ª entro cedo

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Vou actualizar a folha do cem! A tabuada de contas? Deixo para amanhã.

andorinha disse...

Rainbow,

Sol e calor?
Isso é mesmo só para nos fazer inveja.
Não gostei...

:)

Daniel Oliveira, excelente, como sempre.


Anfy,

Gostei de James Morrison.
A esta hora já não consigo entender nada desses milhões que falas para aí...
Já mal vos vejo...:)))

http://www.youtube.com/watch?v=hbJuEFs7-kU

Boa semana, gente:)

João Pedro Barbosa disse...

A Sortelha,

Os lugares repetem-se os povoados não
Nos tempos que viveremos
As contas de cabeça
Fazem as contas a vida

João Pedro Barbosa disse...

"Shine On You Crazy Diamond" 1990 - Pink Floyd

http://www.youtube.com/watch?v=hbtaXQN4kCw&feature=em-subs_digest

bea disse...

BOM DIA E BOA SEMANA A TODOS

Agradeço as músicas, - Anphy, Andorinha, João Pedro - são um bom início de semana. Rain, obrigada por Daniel Oliveira, sempre factualmente assertivo.

Sortelha é tão bonitinha, Joâo Pedro. Tão.

João Pedro Barbosa disse...

Bea!

Podia-me dar o seu nome completo? Obrigada.

João Pedro Barbosa disse...

"Penso que a autora não gostou"

http://www.youtube.com/watch?v=5Mjfq3NHLn4&feature=em-subs_digest

João Pedro Barbosa disse...

Bea!

Foi um fim de semana em que estive que estar inconectável? Foi lindo.

Anfitrite disse...

João Pedro,

Tens razão! Quando oiço aqueles vermes, a raiva/revolta/nojo, são tão grabdes que nem consigo racicionar.

http://www.youtube.com/watch?v=IwAPdCFJWaA&feature=related

Para além do além...

João Pedro Barbosa disse...

pedro.

bea disse...

O meu nome completo é Beatriz.e ponto:)
Não sei como descobres coisas tão bonitas. Mas fazes bem em descobrir. Agradeço a minha parte. Não tinha ideia de que se fosse tocar lá acima nos martelinhos do piano:) na verdade não tenho ideia de tanta coisa, que o Almada tem que ter razão.
E fiquem bem

João Pedro Barbosa disse...

A Almada encaixava-lhe melhor! Beatriz para é para os amigos. Venha cá Almada?

João Pedro Barbosa disse...

José Cid - Adios, adieu, auf wiedersehen, goodbye

http://www.youtube.com/watch?v=sBY9kTPbqsw

João Pedro Barbosa disse...

Almada! Verifique? Da Praça da Republica até Filipa de Lencastre.

bea disse...

Anphy!!!

tão romântica está hoje...hummm...onde foi passear que chegou com as canções italianas na ideia? São tão agradáveis e os italianos tão cheios de charme...que bem jovenzinhos conquistam senhoras com o dobro da idade. E enquanto as encostam ao peito, dedos entrelaçados, os seus olhos enigmáticos a alcançar a alegria das raparigas que borbulha num canto da praça.
É a vida.

João Pedro

"Morra o Dantas, PIM". O que mais gostava no poema era o remate: PIM. Parecia-me a brincar, coisa de criança que se diverte.

João Pedro Barbosa disse...

Bea!

O largo dos Lóios? Fez-me lembrar Vitor Jara.

Te Recuerdo Amanda

http://www.youtube.com/watch?v=GRmre8ggkcY

bea disse...

Algures, em Évora, há-de haver um largo desses, já que ali há um palácio de tal nome

Boa noite minha gente

João Pedro Barbosa disse...

Lusco Fusco,

O que nos espera na meta depois de seis horas a comer muita fruta absorvendo bem o conservante e acompanhado a compasso o ritmo do momento.

P.S. Um Sunrise!

andorinha disse...


"Porque se o outro não é uma pessoa mas é um troféu, acabamos sozinhos com um armário cheio de taças."

JMV em O Amor é...de hoje.

Um "ganda" Like.


E com esta me vou...
Fiquem bem:)

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha,

Agora não posso responder! Fica para mais tarde. Está bem?

Anfitrite disse...

Para ouvirem de manhã:

http://www.youtube.com/watch?v=6c-TOnInRW8

Andy,

Não sabias que eras alcoólica e que escondias as taças nos armários rsrs.

João Pedro Barbosa disse...

Gisela!

Numero curioso que a acompanha. Ai a musica? Esse esperanto da era moderna...

João Pedro Barbosa disse...

Kings Of Convenience - Misread

http://www.youtube.com/watch?v=WOxE7IRizjI

bea disse...

Andorinha

terei de ouvir o amor é... Se não considerares o outro uma pessoa não há amor, nada é tão bonito nem tão doloroso, nem tão. A intensidade da conquista chama-se poder e vitória (não a águia) a amorosa é um apelo a repartir e ao bem do outro, o qual podes até nunca compartilhar - não deixas por isso de querer-lhe o melhor ou de involuntária estares junto.

Nada têm a ver.

Os conquistadores não sabem o que perdem.Que é sempre mais feliz quem ama em qualidade. Indubitável.

Anphy!!! Que bonito. Vou ali pedalar um bocadinho.

João Pedro Barbosa disse...

A MINHA ROTINA! PERMANENTE E CONSTANTE? QUE SE LEVA NUM INSTANTE.

bea disse...

Oh, João Pedro, versejas!

Tens razão, ser rotina não quebra, antes dinamiza; é que há rotinas esplendorosas e nem sempre as agradecemos; é certo, talvez a vida disfarce, assobie para o lado e nem ligue a obrigados nossos, mas a gratidão faz bem a quem a sente. E hoje acordei em banho maria, prontus.

João Pedro Barbosa disse...

Eu vinha trazer Carlos do Carmo mas faz-me lembrar outra pessoa...

bea disse...

E...?

João Pedro Barbosa disse...

...

Anfitrite disse...

Você, aí?!

Continuando na aura romântica, a bea sabe que a Angie Dickinson, era a mulher com as pernas mais famosas do cinema?
Que saudades eu tenho dos meus cinemas de reprise, o Vergas, que era o Jardim Cinema, na Av. Álvares Cabral, onde ficava também o Liceu Pedro Nunes, o Chiado Terrasse, onde também via as sessões do CCUL, na mesma rua da S. Luís, onde via as estreias, as sessões clássicas do Politeama à terça e no Império à quinta, se não estou em erro, aqui e no seu Estúdio também vi estreias fabulosas, assim como no S. Jorge e Monumental. Já no Quarteto, que ficava menos fora de mão, ou do pé, chateava-me, porque não tinha lugares marcados e eu não tinha tempo para fazer sala, e a canalha, como sempre foi muito egoísta, sentava-se toda nas coxias, e eu tinha de incomodar, se não chegasse a horas. Hoje são as malvadas pipocas que me tiram do sério. Aqui há tempo, estava eu a ver um filme, que mais parecia uma peça de teatro, sobre Freud, Yung e o seu amor Sabina, com imagens e diálogos fabulosos, e atrás de mim estava uma fila inteira a comer, da mesma manjedoura de pipocas, que eu tive de me virar para trás e dizer que não estávamos num pic.nic, para já não falar do cheiro incomodativo.
Por isso aqui lhe mando mais uma música, esta da segunda versão de Sabrina, mas a primeira fabulosa, com a Audrey vi no Terrasse. Segue também um link, onde estão filmes completos que tiveram das mais belas bandas sonoras.

Http://www.youtube.com/watch?v=0HhgBq_qb2Y

Http://www.youtube.com/watch?v=OhC-scwB8dk

Deste filme há uma cena linda que nunca mais me esqueci: qd a Angie entra numa sala fabulosa e se ouve pela sala toda, a música
que sai dum magnífico gramofome.

Continuem a sonhar..

Esqueci-me. Não há sonho possível. Vejam o resultado lindo da magnífica intervenção do sublime ministro dos NE. Não é que eu me importe, mas mal começo a sonhar viram-me logo as tripas.

Http://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=88025


andorinha disse...

Ora vivam!:)


Anfy,

Voltaste aos insultos?
Alcoólica, eu?
Está tudo acabado entre nós.

Ainda por cima (só soube agora) não me avisaste ontem que o Daniel Oliveira ia estar no Prós e Contras.
Eu ando sempre a leste e tu a par de tudo. Por isso, não me avisares foi uma tremenda falta de consideração.


Bea,

Tens de ouvir O Amor é..., sim.
Andas a falhar em relação ao Júlio, ai, ai...:)

Subscrevo o que dizes.

Eu ia falar sobre os cinemas com a Anfy, mas como não falo com ela, falo contigo, pode ser?:)))

Lembro-me desses cinemas da minha meninice em Lisboa. Fico com saudades. Penso que o primeiro cinema a que fui foi o Cinearte, ali à 24 de Julho. Acho que já não existe. Lá só fui a matinés com a família, ainda era catraia para ir sozinha.
Depois nos tempos da faculdade, aí sim, corri-os todos:)
Adorava ir ao Quarteto. Ficava ali em pé quase encostada à porta para ser das primeiras a entrar. Vi lá filmes belíssimos.
E sem as malfadadas pipocas. Realmente é insuportável estar-se concentrada a ver um filme e ouvir todos aqueles roedores:(

Aqui para nós que ninguém nos ouve:), acho que vou ver os links que ela deixou...

Inté...

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite,

Há que fazer das tripas coração...

Anfitrite disse...

João pedro,

Bem precisava. Ficava com um coração cheio de merda e a cheirar mal. Deixava de sofrer. Estou farta de rir desde que há hora e meia começou a apresentação do OE. Já não tenho adjectivos. Acabou-se o meu léxico de insultos.
Por outro lado sinto-me estúpida. Eu que conferi tanto cálculo de vencimentos, hoje não sou capaz de fazer o cálculo de qualquer vencimento ou de reforma. Sinto-me desactualizada.

Andy,
como é que conseguiste dizer tanta coisa sem te rires?
Olha que tinha muito mais para dizer. Sabes que uma vez fui ao Condes, com uma colega, ver "E tudo o vento levou". Acontece que quando me sentei cruzei as pernas e assentei o pé na cadeira da frente. A seguir vem um senhor que se senta na cadeira e eu fiquei com o pé entalado. Enquanto toda a gente chorava no filme eu e a Luísa estavamos mortas de riso. Ela bem me dizia para eu bater nas costas do senhor para ele me soltar o pé. E eu dizia: estás doida? Agora ao fim deste tempo todo é que me vou queixar? Após muita dificuldade lá consegui descalçar o sapato, que ficou preso e eu fiquei de pé descalço.
Tenho outra mais gira. Estava eu de férias em Loulé, onde estava também um primo mais velho, e uma cambada de gente resolveu ir ver o "Psico", no Cine-Clube Louletano. Estava eu porreira sentadinha e um rapaz muito atrevido, que estava na cadeira da frente, que tinham as costas baixas, resolveu pôr o braço para trás, para me apalpar as pernas. Depois de muito desvio e apesar da minha "inocência", dirijo-me ao meu primo António e pedi-lhe o isqueiro. No meio do suspense total, não sei se foi na cena do chuveiro, se foi na da mãe a balançar-se na cadeira, resolvi acender o isqueiro para queimar as unhas/dedos do sujeito. Sei que se fez luz, todos se viraram para trás e o sujeito deu um salto ao retirar o braço. ihihihih.
Não te aviso de nada porque tu disseste que praticamente deixaste de ver tV. Além disso o Daniel de Oliveira, no outro dia, disse que era social-democrata. Pensava que já não estavas interessada.

Good night & bad nightmares.

andorinha disse...

Anfy,

Consigo, não ando sempre com loles:)
Mas custou-me um bocado, confesso.

As histórias que tu tens para contar, mulher!
Essas duas são hilariantes!

Continuo a gostar bastante do Daniel Oliveira. Quero lá saber se ele disse que é social democrata.
Se todos os social democratas fossem como ele, estaríamos nós numa situação bem diferente. E então, até eu seria:)

Vejo sempre o Eixo, quando me lembro a Quadratura do Círculo e pouco mais.
Telejornais deixei de ver porque já não suporto ver os trastes que nos f.... todos os dias. E a manipulação da informação.
Fora isso vejo canais temáticos no Cabo.

C'est tout:)

Good night and no nightmares

João Pedro Barbosa disse...

Tenho uma boa noticia! Passamos aos play-off. Para Angola, sem força!

Anfitrite disse...

Toma lá o Daniel

http://expresso.sapo.pt/os-ricos-com-2000-euros-que-paguem-a-crise=f835654

João Pedro Barbosa disse...

Bea!

Resuma-se para o insignificado.

Cê_Tê ;) disse...


Calce umas sapatilhas, vista o fato-de-treino (pode ser um pijama às riscas ;))) e fuja, professor ;)))


http://www.youtube.com/watch?v=_53AK4xea0A

Porquê? Por causa dos cobradores de impostos, ora! ;P

Cê_Tê ;) disse...

1xi-c. para todos e para cada um. (Já ia a 700 metros...;)

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite?

Resumindo! Vivemos numa terra de parolos. Não me refiro ao envolvente dos meus dias que é muito rico apenas acentuo que andam todos e todas a sonhar com o mesmo...

bea disse...

Vamos fazer um brinde! Bora ir! Tchim-Tchim.

PARABÉNS ao Senhor Professor que hoje é Bebé!!!
E um abracinho doce

Maria Virgínia disse...

beijinho de Parabéns, querido Júlio!
<3 gmds <3

Anfitrite disse...

João Pedro,
Até o meu computadr encravou. deve ter ficado envergonhado porque eu vou ficar cravada de dividas.
Tinha-te perguntado mais po menos isto: Como é que tu consegues falar de coisas que se passaram num tempo, que não é o teu, quando ninguém quer já falar disso, como se não tivessem existido e quando as situações se assemelham?
Já agora pergunto-te se sabes quem disse esta frase? "Havemos de chorar os mortos se os vivos os não merecerem". Há quem tenha a mania de omitir os segundos "os", como se ele não soubesse falar português. Esquecem-se que ele está a dizer que choraremos os mortos se os vivos não forem dignos deles e não da acção/atitude.

Não tinha ouvido antes. Agora é que eu vou tornar-me viciada em facturas. Já tinha perdido a esperança de ser rica, afinal há agora a possibilidade de me sair a sorte grande ao comprar uma factura. Ainda dizem que estamos num país de almas (de)penadas.

Anfitrite disse...

Parabéns, Professor.
E anime-se. Para o ano já é considerado idoso e só passa a pagar metade do preço dos bilhetes de acesso a muita coisa, como nos tranportes, museus, and so on. Nem tudo é mau mesta vida.
Já agora uma canção que alguém lhe dedicaria:

http://www.youtube.com/watch?v=6iCaXTXf1Dw

Anfitrite disse...

Estes sujeitos não têm mesmo vergonha nenhuma. Na realidade não fazem cá falta nenhuma. Não vai faltar droga neste país quando regressarem. Vai ser um fartar vilanagem!

http://expresso.sapo.pt/cavaco-passos-e-machete-na-cimeira-ibero-americana-no-panama=f835623?utm_source=newsletter&utm_medium=mail&utm_campaign=newsletter&utm_content=2013-10-15

bea disse...

Apesar do impossível da equação: bom dia:)

Senhor professor

que as horas sejam repartidas com quem o gosta, em reciprocidade. Que haver quem goste de nós é uma benção. E agradecemos. Sempre.

É quase um idoso:)) está perto, do paraíso dos descontos. Aproveite este ano de ser quem é, e, já agora, que nos juntemos aqui muitas vezes. Mesmo o senhor professor não estando, deixa o escrito e está na mesma (D. Bosco deixava o chapéu, por que não as palavras?!)

E porte-se. Ou desporte-se.

Fiquem bem, comam um doce, bebam um refresco, trauteiem uma canção. O professor e nós merecemos.

Cê_Tê ;) disse...


Até...

http://www.youtube.com/watch?v=anNRry5yfIQ

João Pedro Barbosa disse...

Julinho? Com força. Bufa!

João Pedro Barbosa disse...

ANFITRITE: OS NETOS HONRAM OS AVÓS

rainbow disse...


Hoje é um dia especial aqui no Murcon. Mas também é o dia da Alimentação, por isso, uma espetada de fruta do "meu" J.I. para o aniversariante e um presente:

http://www.youtube.com/watch?v=tkB6ugFKi3g

Parabéns, Felicidades, Abraço:)

andorinha disse...

PARABÉNS, menino:)

Tudo de bom, hoje e sempre.
Continuação de um óptimo dia. Curta-o.

www.youtube.com/watch?v=a3MgQqT3uHY

Um abraço apertadinhoooooooo

andorinha disse...


"Fiquem bem, comam um doce, bebam um refresco, trauteiem uma canção. O professor e nós merecemos."

Tão querido isto, Bea...

João Pedro Barbosa disse...

Duas de rajada?

João Pedro Barbosa disse...

Marilyn Monroe - Happy Birthday Mr. President

http://www.youtube.com/watch?v=EqolSvoWNck

João Pedro Barbosa disse...

Qualquer pessoa? Faz associações. Que não tem nada a ver.

Anfitrite disse...

Maralhal

Antes que as coisas aconteçam deixem-me dizer isto:

Andei a vasculhar no murcon e num ano o Fora-de-lei disse isto:

Fora-de-Lei disse...
"Não quero distinguir entre veteranos e "caloiros", apenas agradecer visitas e ternura."

Acho muito bem que não faça distinções entre velhinhos e maçaricos mas o que tá mal é não agradecer os presentes que lhe foram / são oferecidos... ;-)))))


E, a seguir a este postal do professor:

Definitivamente sexagenário:).
Gente,

Grato pela lembrança de alguns, mas não lamentem a ausência de "festa" no blog. Admito que encaro hoje os aniversários com um franzir de sobrolho, pela contagem decrescente que traduzem, mas nunca os vivi como dias "privilegiados". Por isso vos agradeço o espreitar quotidiano, os diálogos que mantêm, a crítica e o apoio episódicos. Há muito que o Murcon deixou de ser novidade ou moda, mas sobrevive. Como o amor tranquilo que sucede à paixão turbulenta...


O Fora de Lei respondeu:

Fora-de-Lei disse...

Parabéns, Professor!

"Há muito que o Murcon deixou de ser novidade ou moda, mas sobrevive. Como o amor tranquilo que sucede à paixão turbulenta..."

A arte está em saber se durante essa transição da paixão turbulenta para o amor tranquilo aconteceu alguma "facadinha"... ;-)


Será que o FORA DE LEI é profeta ou foi alguma jura que o professor fez à Maria.


P.S. mas devo dizer que me sinto orgulhosa de ter participado neste blogue. Li coisas lindas e também disses algumas de jeito, que eu nem pensava ser capaz. Abraços!

João Pedro Barbosa disse...

E AINDA A PROCISSÃO VAI NO ADRO

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite?

Que eu tenha conhecimento, sim! Pelo menos há uma chamada registada em seu nome.

João Pedro Barbosa disse...

Bea!

Onde estava a senhora no 16 do dez? Finalmente que acabou a cantiga.

andorinha disse...

"...mas devo dizer que me sinto orgulhosa de ter participado neste blogue."

Anfy,

Não entendi nada:))))))))))
De teres participado???
De participares, não será assim?

O que o Júlio postou o ano passado é "normal", pode fazê-lo de igual modo este ano.

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha!

Se a memória não me falha? Houve um que começou por Pedro.

andorinha disse...

Pedro,

Não entendi...

Hoje devo estar virada para os desentendimentos:)))))))))

bea disse...

Boa noite:)

João Pedro

fui ali a um sítio que é de manhã à noite:)

Anphy

isso é uma despedida ou foi só um lápis? é melhor não se pôr com partidas, neste aeroporto só se aceitam chegadas, pronto. As partidas são noutro lado.
Gisela! Hoje cruzei-me com umas senhoras muito in e pensei, "se uma delas é a Anphy?" A gente escreve anos a fio para uma pessoa, mantém uma espécie de conversa. Mas se a cruza na rua não a encontra porque não sabe quem é. Invejei-lhes o risco dos olhos, tão certinho. Pensei se usam régua, ou se compra já feito e é de colar sobre as pestanas. É que não alcanço uma limpeza daquelas.
Pronto, vou-me calar. No aniversáro do senhor professor a deitar conversa fora, vir falar de eye-liner. Bolas. Assim não vale. O senhor professor ainda bebé, só umas horinhas de ver mundo(nem vê ainda nada de jeito). Mas a fada madrinha já o tocou. Que lhe dá um sorriso simples e bonito, uma inteligência de qualidade, um coração que se estilhaça às vezes mas que é por bem, que corações de aço não prestam; e que se dedicará ao ser do amor, que ninguém sabe o que seja mas ele há-de teimar. Pois. Será um teimoso da quinta casa.

E olhem, a fada abalou. Sumiu-se.

JFR disse...

Os aniversários daqueles que admiramos e de quem gostamos é sempre um dia de alegria. Um abraço de parabéns e amizade.
José Rocha

João Pedro Barbosa disse...

José Rocha
E meus amigos
Mais vale
Ter um burro
Pela frente
Que uma cavalo

Enquanto
O burro
Pesca bem
À cenoura
O cavalo
Tem vontades impróprias