sexta-feira, julho 01, 2011

Educado ou masoquista?

Enquanto a cabeça estalava mantinha indemne o verniz...

57 comentários:

Cê_Tê ;) disse...

Por vezes não vale mesmo a pena. E nesses casos nem é Educação nem Masoquismo: é inteligência;)
Agora se assim não for pode ser
covardismo... que só se sublima se voltarmos à carga mais tarde.

(Estou eu para aqui a projectar e o prof. às tantas está a falar daa transferências dos jogadores do Benfica ;P)

Interessada disse...

Sempre considerei que educação é respeito pelo próximo, donde, não tem nada a ver com a capa de verniz que se coloca como máscara, precisamente para dissimular a falta de consideração que exista.
Talvez masoquismo, se mantinha o seu comportamento, apesar da dor de cabeça.

Ana, Julio e Andorinha:

Sff dêem ainda um pulinho ali a baixo, que o salto é pequeno.

andorinha disse...

Só existem essas duas hipóteses?!:)

Ao contrário da cachopa:), eu acho que vale sempre a pena...

pedro disse...

Instinto de sobrevivência contra a egemonia da competição como elemento saudavel e a amizade como elemento conhecer o outro e o mundo.

FDL,

Podias mudar a tua foto de perfil a fotografia dos moinhos de pimenta caem como uma luva. Além de que o Calvin faz rir toda gente e nem sempre consegues esse feito, Os moinhos dão um toque mais sério. A sério :).

andorinha disse...

Pedro,

Instinto de sobrevivência tantas vezes, sim.
Na vida profissional até eu tenho que usar verniz e não é só nas unhas:)))

Já viste a minha petulância? "Até eu..." Looooool

Anfitrite disse...

Professores!

Se precisarem de ajuda para decifrarem o algoritmo de classificação do prof. Nuno Crato, avisem.

Classificação que, se não me falha a memória, tinha sido suspensa, a pedido do PSD, já depois do anterior governo ter caído.

Mestre,

É por isso que eu às vezes me pego consigo. Detesto vernizes e fachadas. "My heart is an open booK", por isso, me classificam de desbocada, por não ter nada a esconder, e poder falar de tudo o que à minha vida diz respeito. Só não falo do Kamasutra, que será a sua área, porque isso não é assunto. É certo, que todos nós temos os nossos jardins secretos, mas esses não os divulgamos, porque são muito nossos, e não queremos que ninguém os ultraje, ou possa ficar com inveja.

ana b. disse...

Prof.

Não creio que seja masoquismo- inclino-me mais para a educação, balanceada com uma certa auto preservação. O confronto aberto cria, amiúde, tensão, angustia e gasto de energias.
Por isso, será também um sinal de inteligência, guardá-lo para os momentos que verdadeiramente os justifiquem.

Interessada:

Tem um comentário no post anterior.

Fora-de-Lei disse...

andorinha 10:51 PM

"... eu acho que vale sempre a pena..."

Desde que a alma não seja pequena. Mas eu acho que o prof se está a referir à capacidade de encaixe do Nuno Gomes... ;-)


pedro 11:10 PM

"FDL, podias mudar a tua foto de perfil a fotografia dos moinhos de pimenta caem como uma luva."

Mas olha que o pião é muito mais rotativo... ;-)

ana b. disse...

FDL:

Tem que concordar que a ideia do moinho de pimenta, está o máximo:)))
O Pedro tem o enorme talento em captar as nossas indiossincrasias:)

Mas deixe que lhe diga, que gosto imenso do seu boneco.
Há uns meses atrás, encontrei num blogue de livros um video, que me fez recordar imediatamente de si. Ou melhor, do seu boneco:)
Na altura, coloquei-o aqui, com essa mesma observação mas ninguém comentou.
Adoro o ar zangado de ambos:)

http://youtu.be/BuRuwR2JSXI

Fora-de-Lei disse...

ana b. 11:59 PM

"FDL, tem que concordar que a ideia do moinho de pimenta, está o máximo:)))"

Concordo em absoluto... ;-)

Assim como espero que concordem todo(a)s comigo que o assalto ao 13º mês é um verdadeiro roubo de igreja. Quem tiver alguma dificuldade em acreditar, é só ler a edição mais fresquinha do DR e fica logo a saber para onde vai o produto do roubo. É certinho como o soleil...

Anfitrite disse...

FDL,

Aqui está mais bem explicado:

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=493821

E para que não fiquem tristes, deliciem esses ouvidos.

http://www.youtube.com/watch?v=doV2WxYJR0E

Interessada,

Entrou aqui há pouco tempo, embora se considere uma anciâ no blogue, mas como eu gosto muito de ser polícia sinaleiro, e para ir na posição correcta, informo-a que não sabe da missa a metade. Eu não me importo de certo epíteto, até gosto, mas tenha cuidado quanto às pessoas que se dizem frontais, directas, bem educadas, mas que são um verdadeiro tijolo.

Pedro,

Por causa do tijolo, já a casa toda?
Como o FDL remeteu a resposta para a Ana e ela não reparou, eu digo-lhe que até aos 50, as pessoas preferem jantar na cama.


Ana,

Uma pessoa não tem tempo, e no meu caso a delicadeza, para ouvir e comentar todos os vídeos. Nem todas são super-mulheres como você.
Agora vi o vídeo, mas prefiro a imagem de reguila do FDL.

Já agora quero ver um sorriso.


Humor de fim de semana
Um alentejano queria livrar-se de um gato. Levou-o até uma esquina distante e voltou para a casa. Quando chegou a casa, o gato já lá estava. Levou-o novamente, agora para mais longe. No regresso, encontrou o gato novamente em casa. Fez isso mais umas três vezes e o gato voltava sempre para casa. Furioso, pensou:
'Vou lixar este gato!' Pôs-lhe uma venda nos olhos, amarrou-o, meteu-o num saco opaco e colocou-o na mala do carro. Subiu à serra mais distante, entrou e saiu de diversas estradinhas. Deu mil voltas... e acabou por soltar o gato no meio do mato. Passados umas horas, o alentejano liga para casa pelo telemóvel... - Tá, Maria, o gato já chegou? - Sim... - Ainda bem, deixa-me falar com ele porque eu estou perdido...

Anfitrite disse...

Mais outra. Segundo foi afirmado pelo novo governo não se justifica que se dêem subsídios a filmes, peças de teatro e a escritores para escreverem, que ninguém vê, ou lê. Venha a cultura lucrativa como vários exemplos que vocês conhecem.

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=493941

Imaginem que até foi para secretário de estado dos transportes um administrador do Metro do Porto-a Empresa de transportes que mais prejuízo dá no país. Mas disso agora ninguém fala, está tudo hipnotizado?

ana b. disse...

FDL:

Não me diga uma coisa dessas que eu fico logo com a sua cara de zangado:)))

Anfi:

Mas onde diabo foi você desencantar o Fábio?:)))
É o que eu digo, você não existe...:)))
Adorei a anedota do gato:)))

pedro disse...

Anfy,

Eu ainda ia pôr jantar entre aspas mas achei que estaria a mudar muito de assunto. Quanto ao kamasutra não há posiçoes prefeitas eu continuo no meu tantrismo á sombra da bananeira tão interessante nas urbes de hoje e de outros tempos.

PARA A PROVINCIA EM FORÇA;).

pedro disse...

Compinchas,

No fundo a comunicação é, foi e será o grande desafio. Guerras e grandes amizades começam muitas vezes por erros de comunicação. Cabe a cada um de nós escolher. Mas na indecisão antes educado que masoquista sem cair em contradições e há sempre uma solução: começar o jogo de novo sem tropeçar em regras\

pedro disse...

Andorinha,

O Murcon funciona ainda num sistema simples de tabelas de marés. Defenitivamente ainda somos poucos. Ainda há muito Murcon para "explorar":).

Bons Despertares

...

andorinha disse...

FDL (11.44)

Não comeces já a estragar-me o dia...:)

Pedro,

Gostei muito dos teus dois comentários, muito ajuizados:)

"Começar o jogo de novo sem tropeçar em regras".
Excelente máxima, chavalo:)

Não sei se somos poucos, (também não convem sermos muitosssss,(Looool) mas que ainda há muito Murcon para "explorar", há.

Bom despertar para ti também e para todos aqueles que não acordam já azedos.

Fica bem:)

pedro disse...

Professor!

Educado ou Moaista?

Deve ser pergunta para o Barroso!

Bom Jantar

e

Bons Despertares

pedro disse...

Será por ter mudado a fase da lua que está tudo no relax?

andorinha disse...

Se calhar é, Pedro, não tinha pensado nisso...:)


Bons sonhos e bom despertar!

Isto é logo 2 em 1:))))

Entretanto, vou-me "esparramar" no sofá e ver um ou dois filmes.

andorinha disse...

Recebidas de um amigo:

Ninguém jamais vencerá a guerra dos sexos: há muita confraternização entre os inimigos. Henry Kissinger


Pra amarrar cavalo no campo e mulher em casa, só carece de um pau firme. FDL...perdão:) Luís Fernado Veríssimo


Sexo é hereditário. Se seus pais nunca fizeram, você não fará. David Drew Zing

Três pequenas chalaças que dariam pano para mangas...

Mas agora vou mesmo.
Até amanhã, malta.

Interessada disse...

Anfitrite:

Não percebo o que é que uma penhora fiscal ao Francisco José Viegas, que nem se sabe porquê, tem a ver com qualquer tipo de crítica à política cultural dum governo.
Os agentes culturais deviam, no seu entender, de não estar debaixo da lei dum país, ou de estar sob uma lei de excepção?

Interessada disse...

Pedro:

Em que planeta tens andado? O Barroso há muito que não é maoista, se é que alguma vez foi...

Gostei muito de toda essa força interior (a juventude é fantástica. é uma pena depois acomodarem-se):)

Mas gostava que me ensinasse que regras é que o Júlio estabeleceu aqui no Murcon, pois desconheço-as, e não quero deixar de as cumprir.

Fora-de-Lei disse...

andorinha 11:19 PM

Vou fingir que não vi nada e deixo-te(vos) aqui esta: «A vida é uma doença sexualmente transmitida.» John Fodewell

Interessada disse...

Já que isto hoje está um pouco paradinho, vou aproveitar o espaço.

Andorinha:

Ainda referindo-me a um post anterior:"Eu noto ( mas pode só ser impressão minha) uma diminuição da interação entre vários murcónicos."

Acho que a interacção tem interesse se for no âmbito de um debate de ideias. E penso que estarás de acordo comigo.
Ora, se assim for, o que tu dizes traduz que o convívio tem estado a ser muito mais são, porque isento de quezílias, que é a interacção negativa, ou seja a não desejada.

Júlio:

Apesar de estar englobada, mais ou menos, na média de esperança de vida que o abrange, ainda estou a tempo de crescer, pelo que lhe peço que comigo esqueça o verniz, sempre que achar conveniente.
Esteja à vontade ;)

Anfitrite disse...

Interessada,

Não deve ter ouvido um discurso, onde se dizia que a cultura tem de dar lucro. Que não vai poder haver
subsídios para filmes que não se vêem, peças de teatro que não têm frequência, escritores que são subsidiados para escrever. Portanto vamos voltar ao saudoso Parque Mayer, que já nem existe, vamos fazer expectáculos pornográficos, que têm assistência garantida, Vamos fechar a Casa da Música, o CCB, Serralves a pagar impostos, fechar museus, etc.. Será que se salvará o Filipe La Féria? Vamos aumentar o IVA, nos livros e afins para a taxa normal, q, por enquanto, ainda está nos 23%.
Dá-me a impressão que está ligada a uma certa facção de autores. Não estou a falar da Inês Pedrosa de quem eu gosto muito, e que leio desde o tempo da crónica feminina(rs). Esta sou eu, sem verniz, apenas com os meus alfinetes.

http://www.youtube.com/watch?v=hYMSvyqHHwA

Pedro,

Acho bem que continue com o seu tantrismo, porque dá muita paz de espírito, e use também os necessários mantras.

E para que todos se acalmem e durmam em paz.

http://www.youtube.com/watch?v=2QZIj0s_QsM&feature=related

Em especial para a Ana e para a Menina da lua:

http://www.youtube.com/watch?v=_hGBf4exIBw&feature=related

Interessada disse...

Anfitrite:

Desculpe, mas continua a não explicar o que esses discursos, que menciona, têm a ver com o caso do Francisco José Viegas.
Muito obrigada pelo vídeo que me ofereceu. É sempre bom rever a lindíssima Audrey Hepburn.

ana b. disse...

Anfi:

Para si, a magia da música do Y. Tiersen com o talento e sensualidade da voz da Jane Birkin

http://youtu.be/M7rdB0hiY_s

E ainda esta obra prima:

http://youtu.be/rK6B6gfrsiw

Last but not least, a homenagem à JB mãe, neste encantador video:

http://youtu.be/zo_lHaa8DSY

pedro disse...

Anfitrites,

"Aquilo" a que me refiro de ismos é algo muito pré-histórico na idade Média já teria morrido ou entrado em alguma congregação. Hoje como no renascimento pode-se falar que me foi dada uma nova oportunidade; o preço a pagar a bidimensionalisação dos horizontes. Limito-me a viver na idade sem registos porque cada entrada na água por mais memória que tenhamos é sempre a primeira vez. Se passamos muito tempo a vestir as vestes da moda quando nos habituamos a andar "nus" isso é suficiente em qualquer lugar que estejamos. Mais simple não consigo é essa a limitação e as fronteiras da Água as unicas que me sinto tentado a ultrapassar tudo o resto são bibliotecas de descrições com interesse de passa tempo. Ainda desconheces a aurea da paragem do tempo onde a incerteza ultrapassa a vontade animal e o vazio é a unica coisa que o outro pode receber e apenas responde com o mesmo vazio e tudo continua igual. Uma profunda amizade que nenhuma filosofia consegue explicar. Esta cheira-me que não vai com aviso de recepcção sinto isso como uma carta aberta ou circular sem carimbo e empreganda na frescura de cada estação que nos mantem inspirados a cada instante, não leva ponto final porque nem tudo tem que ter um ponto final

pedro disse...

Anfitrites e... Tritões ;) (falta um "s" onde será?)

pedro disse...

Cheinho de erros:).

Interessada disse...

Pedro:

Gostava muito de permanecer aqui na tua companhia, mas não posso. Mais logo, mais logo..está bem?

Vai tentando o teu texto:
Somos o resultado evidente de uma manipulação do Júlio, embora não saibamos qual o papel que nos cabe perante uma imensa plateia que por aqui passa e nos observa.
O fim escolhido pelo dramaturgo Béquete, que eu creio ser o mentor deste blogue, terá sido real, ou o fim da representação, ainda em cena, todos nós desconhecemos?

Interessada disse...

Pedro:

Claro que o "s" em falta não oferece dúvidas. É na Isolda, que tem muitas curvas.

Zé Duro disse...

Educado ou masoquista? Hum... parece mais uma acomodação às conveniências!
O tempo, que tudo traz e tudo leva, também poderá ser um acertado agente de mudança. E a frase, ainda que inconveniente (ou talvez não) passaria a ser: Enquanto o verniz estalava mantinha indemne a cabeça.

andorinha disse...

FDL,

A vida é uma doença???
Oxalá seja crónica por muitos anos:)))

Interessada (12.04)

Não exatamente. Na minha opinião o convívio tem estado a ser são mas menos empolgante.
Uma boa discussão, acalorada e acesa dá outro sabor ao café:)
Por vezes sinto essa falta, de debates intensos que já aqui se fizeram com pontos de vista divergentes....
Agora há mais unanimismo e quando há um simulacro de discussão é praticamente sempre por motivos formais e não de conteúdo.
Sinto a falta daquela "chama" que já houve, mas como disse, são fases.



Pedro,

Gostei muito do que escreveste, apesar de julgar que não consegui entender tudo. Mas aos poucos eu chego lá...:)

Todos temos novas oportunidades na vida se fizermos por isso.
E não, nem tudo tem que ter um ponto final



Interessada,

"Somos o resultado evidente de uma manipulação do Júlio, embora não saibamos qual o papel que nos cabe perante uma imensa plateia que por aqui passa e nos observa."


Somos???????????????

Importas-te de explicar em que te baseias para fazer essa afirmação?

De novo esta teoria da conspiração?:)))))

Foi o Júlio que escreveu aquela "peça"??????!!!!!

Chiça! Tens uma imaginação delirante!:)

Interessada disse...

Andorinha:

Não posso realmente avaliar o agora com o dantes, pois como é do teu conhecimento, eu ando há pouco tempo aqui pelo burgo.
Concordo contigo, quando dizes que uma boa discussão, acalorada e acesa dá outro sabor ao café. Mas a vida nem sempre pode ser tão empolgante assim ;) Olha que eu até gostava!
Não entendo aquela história do simulacro de discussão, por motivos formais (???), mas também não lhe dou importância.Nós só temos que tomar em consideração, e afrontar, o que quizermos.
De qq forma, eu penso que, até por experiência própria, por vezes as pessoas vão dando uma palavrinha, só para conviver amenamente. Ajuda a passar o tempo e pode ser saudável.

Quanto à minha imaginação, é óbvio que, a partir do momento em que surge uma incógnita entre nós, a tentação é de preencher aquele vazio, e encontrar uma explicação.
Outros deram outros palpites. O meu vai para o Júlio, que é natural que tenha alguns conhecimentos de psicodrama, uma vez que exerce psiquiatria clínica.
Não percebo o que isso tem de muito estranho.

Óbviamente que somos manipulados pelo Júlio. Não é ele que dá o mote para a conversa? Pois aí já está a condicionar o teu papel.

Olha que eu posso ter uma imaginação mirabulante, mas tu por vezes és uma chatinha do caraças.
É que não dá gozo nenhum estar aqui a explicar tudo tintin por tintin.

Anfitrite disse...

Pedro,

cheguei agora. Só passei por alto pelo teu comentário, ainda não o absorvi todo(até pq estou embuchada e agoniada com o q ouvi do maquiavélico martelo, q sem dizer nada envenenou tanta gente), mas falas em água e eu já reparei que ela é para ti um dos principais elementos. Mas se nos habituarmos a estar nus, também deixamos de reparar em nós.

Já volto. Chegou a M.Teresa Horta, que me trouxe à lembrança um livro, que me ofereceram nos meus teen, que se chamava "Candelabro", com esta dedicatória: "Para ti, minha Esperança longuínqua".
Por isso vês que, por mais que nos dispamos, a nossa memória cobre-nos de sentires.

Interessada,
Como lhe devo uma resposta digo-lhe que aqui não consigo fazer um desenho. Mas se procurar nos Media encontrará essa resposta. Ainda ontem, uma entrevista com um ente da sua família política terminava assim:"«É uma situação deplorável, mas que se compreende porque o Estado não tem que ser um produtor de cultura», conclui"

Interessada disse...

Andorinha e Pedro:

Engraçado:
Ía fazer aqui um reparo porque os três estávamos de acordo numa coisa: nem tudo tem que ter um fim, quando comecei a pensar, e discordei logo.Lol
Claro que, se tudo na vida se transforma pela inevitável metamorfose, TUDO TEM UM FIM.

Pedro:

Que aconteceu? Daqui a nada vou a banhos e ver se pesco um pargo.

andorinha disse...

Interessada,

"Olha que eu posso ter uma imaginação mirabulante, mas tu por vezes és uma chatinha do caraças."

Looooooooooooooooool

Fizeste-me rir, a sério. Já me chamaram coisas muito piores mas isso nunca:)

"...por vezes as pessoas vão dando uma palavrinha, só para conviver amenamente. Ajuda a passar o tempo e pode ser saudável."

Para isso prefiro os meus amigos reais, mas cada um é como cada qual:)

Somos manipulados pelo Júlio??????????????????????
Porque dá o mote para a conversa????
Não entendo o teu conceito de manipulação.
Nessa ordem de ideias, quem inicia uma conversa será sempre um manipulador...Ora isso não faz nenhum sentido.

Ele até já tem dito tantas vezes que intervem pouco para que haja o mínimo possível de "contaminação"!

Ou então, como já tantas vezes aqui foi sugerido por ilustres "camaradas" somos todos peixinhos num aquário a sermos analisados pelo Júlio.

Ó pá, sabes o que eu acho? Que vocês não estão bons da cabeça:)))))

E ele ter escrito a peça?
Não consigo parar de rir só de o imaginar:))) Loooooooooooooooool

E sinceramente, não sinto curiosidade nenhuma em relação ao autor/a da dita cuja.

Interessada disse...

Quando temos alguma capacidade mental, explicamo-nos; quando não, tentamos artes performativas.

andorinha disse...

Interessada,

Nem tudo tem que ter um ponto final, pode ter reticências, um ponto de exclamação...por aí fora.

Estarmos sempre sujeitos a um ponto final seria muito redutor.


Só mais uma pergunta: devo então deduzir que gostas de ser manipulada?

ana b. disse...

Andorinha e Interessada:

Não acho que tenha sido o Prof.
Mas, ao contráro da Andorinha, adorava saber quem foi:)
E também não acho que o Prof. nos manipule - ele limita-se a dar o mote da conversa. A prova é que, frequentemente, após um novo post, nós continuamos a comentar no anterior, até acharmos necessário e esgotarmos o assunto.

pedro disse...

Desde que conheço a internet. Nunca vi um espaço tão interactivo usando uma ferramenta tão simples..Ficamos imunzados com o choque tecnológico.

Anfitrites e Tritões

Em relação á água e ao desvestir é verdade que deixamos de reparar em nós mas outros reparam e por isso é importante vives daquilo que és e não daquilo que pretendes parecer.

Eu também não repararei muito em mim quando conheci a Andorinha. Reparamos os dois um no outro e o "murcon" foi um bom tema de converssa

andorinha disse...

Ana,

Até que enfim que há uma alma caridosa:) que concorda comigo.

Exato, é como dizes. Por vezes quase nem ligamos ao post e falamos do que nos dá na gana.:)


Interessada,

Como sou chatinha continuo à espera de resposta:)
Mas olha, acho até que posso retribuir o adjetivo.
Aqui há uns dias fartaste-me de me perguntar o que era o "berço" e eu respondi, portanto...deves-me essa:)

andorinha disse...

Pedro,


"...é importante vives daquilo que és e não daquilo que pretendes parecer."

Ó pá, miúdo!:)
É mesmo, mas cada vez mais encontro gente que apenas pretende parecer:(


"Reparamos os dois um no outro e o "murcon" foi um bom tema de converssa"

Deixas-me sem palavras e comovida, mesmo.
o "Murcon" foi o início, depois voámos por aí fora...

Vai ser ótimo rever-te no sábado. São estes momentos que fazem a vida valer a pena.

Interessada disse...

Claro que eu não gosto de ser manipulada (hihihi...em casos muito especiais até posso gostar-não explico!:))), mas não me considero manipulada pelo Júlio. Ele só nos coloca em determinado carril, a que está autorizado, pelo papel que aqui desempenha, e aí termina a manipulação que nos levará a actuar de determinada forma.
Nunca me pressionou de alguma forma (mesmo quando eu fui menos compreensiva c ele- e tenho-vos como testemunhas),e não acredito que o tenha feito com alguém, aqui no blogue.

Andorinha:

Agora vou mesmo a banhos, e por isso não estranhes se não obtiveres de imediato alguma resposta minha.

Caidê disse...

"Educado ou masoquista"?

Só há masoquistas se houver sádicos....

Às vezes, para se ser educado tem de se ter muito golpe de cinta...

Os que não querem que sejamos dão-nos a volta ao miolo e, se obsessivos, só largam quando perdemos a cabeça e passamos à asneirada. Des-educados não querem ficar sós.

Anfitrite disse...

Ana,

Para si:

http://www.youtube.com/watch?v=0REJ-lCGiKU&feature=player_embedded#at=49

A sua filha gosta de música e cinema como a mãe?

Anfitrite disse...

Pedro,


Nada tem ponto final. A vida é uma continuação de reticências...

http://www.youtube.com/watch?v=B7zJ0yVSSvE

Interessada disse...

Andorinha:

Parabéns. Adorei esta, mas depois esqeci-me de lhe fazer menção.

"Nem tudo tem que ter um ponto final, pode ter reticências, um ponto de exclamação...por aí fora."

Looooooool

andorinha disse...

Interessada,


"Ele só nos coloca em determinado carril, a que está autorizado, pelo papel que aqui desempenha, e aí termina a manipulação que nos levará a actuar de determinada forma."

Looooooooooooooooooool
Loooooooooooooooooooooooooooool

Desculpa lá, mas isto é hilariante!


Bons banhos e não apanhes demasiado sol:)))))))))))))

Anfitrite disse...

http://www.youtube.com/watch?v=ASrXlOr-p1c&feature=player_embedded#at=18

Laughing Out Loud

Anfitrite disse...

http://sicnoticias.sapo.pt/especiais/portugal2011/2011/07/03/socrates-nao-declarou-qualquer-poupanca-ou-aplicacao-financeira-em-6-anos-de-governo

Anfitrite disse...

http://sicnoticias.sapo.pt/vida/2011/07/03/portugueses-gastaram-em-media-9-milhoes-de-euros-por-dia-em-medicamentos-em-2010

Desculpem lá, isto quer dizer que, só os utentes, gastaram mais de 3mil e 100 milhões de €¡ Então e quanto é que gastou o Estado nas comparticipações?¿¿ E qual terá sido o lucro do sector?
SÓ EM MEDICAMENTOS?!- Isto está-me a parecer muito estranho! Aproximar-se-á já aí uma redução de comparticipações??? Ou será uma redução nos preços¿¿¿¿
Se juntarmos o meu caso, e tantos outros, em que são taxados à taxa máxima, porque não são considerados medicamentos, embora o sejam, isto está mesmo muito mal.
Quantas cabras, ovelhas e vacas estarão a ser vacinadas à minha custa? E quanto se gastou em medicamentos nos hospitais, nos doentes, nos trabalhadores dos mesmos e amigos que têm acesso aos mesmos.

pedro disse...

Anfizitaita,

Já é hora do murcon começar a ter uma versão impressa bilingue.

Bom Despertar com a Cotonete

pedro disse...

A ver se internacionalizamos um bocadinho "O Amor é...". Ia ser um descanso

ana b. disse...

Anfi:

Que máximo!:)))
Adorei o seu video- o miúdo é engraçadissimo!
A minha filha gosta de cinema mas receio que não goste tanto como a mãe. No entanto há uma coisa que me agrada: é muito criteriosa nos filmes que escolhe. Só após ver o trailer é que decide se quer ou não, ver o filme. Muitos dos filmes de animação que trazem uma grande carga promocional não lhe dizem nada. Isso agrada-me e augura um futuro promissor ao lado da mãe, nas salas de cinema:))
Quanto à música, também já tem o gosto de pôr musica a tocar, embora os nossos gostos divirjam um bocado. Ela é mais pela Shakira:))) No entanto, na semana passada, pediu-me para lhe comprar o último CD dos Morangos com Açucar, porque tinha uma musica muito gira. Quando fui a ver qual era, deparei-me com esta:

http://youtu.be/Q8Tiz6INF7I

Como eu tenho esta musica gravada em inumeras versões e por diferentes cantores, ficou espantada como afinal gostava das minhas musicas:))
Ao jantar, eu tenho o ritual de escolher diariamente o CD que nos acompanhará à refeição Faço-o com o mesmo rigor com que outros escolhem o vinho. Há uns tempos para cá, combinamos escolher à vez: um dia eu, outro ela: Por isso agora ando muito atualizada em Shakiras, Rhiannas a afins:))) Mas é justo!