sábado, agosto 06, 2011

Halfway, diziam os Black Eyed Peas.

Maria,

Sabes como fico depois das vitórias do Benfica - no dialecto que aí se fala, mellow:). Giro pelos canais, enquanto esperava a palavra de Jesus. E de súbito os acordes, "aqueles" acordes, os óculos do velho Orbison, a sua amizade com o velho Harrison, Julia Roberts e o teu olhar de soslaio - "vocês, homens" -, as memórias navegam comigo rumo à cozinha, por precaução inútil e burguesa espreito o campo varrido pelos holofotes e ensaio passo de dança, estalar de dedos, voz roufenha - Pretty woman, walking down the street, pretty woman, the kind I like to...
Há palavras obscenas longe de ti:(.

62 comentários:

Manuel disse...

Caro Prof.

Há uma frase batida na gíria banal do dia-a-dia segundo a qual se diz: «Ninguém é perfeito».
Confesso que nunca entendi essa sua adoração pelo Jesus (o de pechisbeque, não o verdadeiro), enfim, se calhar sou eu que tenho a «fita a rodar ao contrário».
Mas olhe que a procissão ainda nem vai no adro, «cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém».

andorinha disse...

:)))

"Há palavras obscenas longe de ti:("

Lindo! Bela declaração de amor e sem Spas, perfumes, ramos de flores, laçarotes e todas essas "niquices":)

As palavras simples são as mais belas e as mais sinceras!
E não precisam de mais adornos.

andorinha disse...

Manuel,

Pois, também não gosto muito do homem, mas agora é o que temos...

"Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém..."
Pois não, mas não precisas de dizer isso ao Júlio. Benfiquista mais cauteloso não conheço:)

Marial disse...

Ímpio e Bart

deixei-lhes comentários no post anterior!
Já tinha visto esta nova publicação, mas não fazia grande sentido colocar aqui o que vos digo lá, pois vinha na sequência de comentários colocados no post anterior!!!...
(espero que leiam!)

Manuel disse...

Andorinhita:

Cauteloso «ma non tropo», um cauteloso não se entusiasma por tão pouco, muito menos deve avaliar as qualidades e possibilidades da equipa pelo amor clubista, ainda por cima com um «manager» e um presidente daqueles.
E o «Bimbo da Custa num se bai deixar durmir ountra bez», como o próprio disse. E o Moutinho, o Falcão, o Hulk e companhia parece que vão continuar.

Julio Machado Vaz disse...

Manuel,

Eu nem sequer concordo com muitas das opções do homem! Mas ouvi-lo dizer Trazxxxxxxxxpor foi um momento alto da semana, seja justo:).

ana b. disse...

...meet?

Hummm! Cheira-me a private joke...:)

Manuel disse...

Caro Prof.

Eu não ouvi, mas se o tivesse ouvido duvidava que não fosse a voz off de alguém.
Mas se o Prof. o diz, fico rendido, o homem é capaz de ser um pouco menos bronco (e se calhar menos vaidoso) do que eu penso.
Veremos o que fará.
Mas uma coisa lhe garanto, quando começou na época gloriosa, e até metade, eu estava rendido, pensava que tínhamos homem, mas depois comecei a ver tanta burrice seguida e esmoreci de tal modo a minha empatia para com o sujeito ao ponto de hoje não poder com ele.
O irrealismo e os castelos no ar do ano passado, e certas atitudes (Quim, Nuno Gomes, etc.), mostraram que lhe falta estaleca.
Não passa de um «pequeno-grande treinador».

Anfitrite disse...

Professor,

Se tivesse acabado de ouvir, um lição por um professor de 88 anos, com uma lucidez e uma Sabedoria, inacreditáveis, talvez ainda estivesse, como eu, de boca aberta de espanto, e não a sorrir pelas alarvidades, de um sujeito, que já tinha obrigação de ter aprendido a falar um pouco melhor. É preciso não ter brio nenhum. O desporto não é só para estúpidos.
Agora ouvir o Professor Eduardo Lourenço é qualquer coisa que nos
empolga. E talvez dissesse como ele: "Não me resta outra coisa, se não ser um mistico sem Fé. Ou ainda, sobre a morte: "Não se pensa noutra coisa mesmo quando não se pensa". São frases descontextualizadas, mas que me ficaram na cabeça porque senti uma espécie de encantamento e gostaria de estar um dia inteiro a ouvi-lo.
É diferente de lê-lo. Porque a sua presença explica e implica a nossa atracção, apesar de ainda ter um pouco a voz das Beiras.

andorinha disse...

Manuelito:)


Quando começar o campeonato falamos.
Está sempre de pé atrás...:)))

Eu hoje só vi a segunda parte, mas gostei do jogo. Acho que temos ali gente.

Moutinho? Falcao? Hulk?
Esses quem são????????????:)

Concordo contigo, acho que lhe falta estaleca.

Não pões aqui uma musiquinha para mim?
Hoje estou pedinchona, nem costumo ser assim:)
Ou então amanhã, antes de ires de férias, combinado?:)

Fiquem bem.

Impio Blasfemo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rainbow disse...

Bom, de futebol não entendo nada, de cinema um pouquito. Também andei a girar pelos canais e vi que ia dar o "feios, porcos e maus", um filme que vi há muito anos, e os "sete pecados mortais", filmes não muito de acordo com o espírito da silly season.
Também gostei da frase: "Há palavras obscenas longe de ti:("

Andorinha:

Pedalei mesmo, eu quando meto uma coisa na cabeça! Mas fui só até à zona ribeirinha desta vez, e no regresso, voltei para a cama:)

Manuel:

Obrigada pelas outras músicas, e bos férias:)

Bartolomeu disse...

Sabe, Júlio?!
O Luís Filipe, envia-me religiosamente a "mística". A que recebi esta semana ilustra a capa com 1 médio vindo do Chelsea, 1 guarda-redes do Braga e outro médio do Standard.
E eu quedo-me a olhar para o clube, as pessoas que o dirigem, os jogadores, os negócios, etc. e penso; nada faz sentido; não casa a bota com a terdigota. No entento, a mística mantem-se inalterada e inalterável, ao que parece...
Ninguém para o Benfica, ninguém para o Benfica, ninguém para o Benfica Alé ÔÔÔÔÔ!!!
Ná nada má lindo!
;)))

AQUILES disse...

Prof
Ainda continua distante da Maria ...
Mas esta fase ainda é a fase gostosa. Mantém o encanto.

Viktor disse...

Olá a todos!

Publiquei as fotos do almoço na Mindinha em Vieira do Minho no blog Jantar do Murcon. O endereço é:
jantardomurcon.blogspot.com

Desta vez, inclui alguns extras para salientar a beleza natural da região.

Até breve:)

Manuel disse...

Caríssimas (os) murcónicas (os):

Aqui vos deixo mais um pacote musical. Duvido que apreciem muito, mesmo assim arrisco, a vida sem riscos é como o pão sem sal, só é bom para os doentinhos.
São músicas da minha curiosidade (étnicas, do mundo, como se lhes quiser chamar).
Boas férias, curtam se gostarem, ou usem o DELETE.
(A Andorinha pediu-me uma com dedicatória, as dedicatórias são um pau de 2 bicos, de vez em quando esquecemo-nos de uma pessoa qualquer, as participações no Murcon são irregulares, depois as pessoas ficam aborrecidas por, no seu entender, «não lhes ligarmos». Tenho deixado as dedicatórias para as novas aparições, como a Rainbow há dias. Estas são para todas (os) as (os) que as quiserem ouvir. Andorinha, espero que compreendas e aceites, o meu afecto por ti, como pelos restantes, mantêm-se intacto).
Boas férias, até Setembro.
O nosso anfitrião e caríssimo Prof. JMV merece um voto especial de boas férias (bem precisa de descanso para que não lhe falte paciência para nos aturar), sejam elas em S. Xenxo ou noutro sítio qualquer, acompanhadas pelas melhores memórias, mais longínquas ou mais recentes.

«Nontsokolo»: Nomfusi & The Lucky Charms (África do Sul)
http://youtu.be/DH71D3sWMpc

«Waterfall»: Vishwa Mohan Bhatt (Índia)
http://youtu.be/TTXcuZW61DQ

«Apsilies»: Smyma Orchestra (Grécia)
http://youtu.be/DBAZoDUhBeo

«Maary Khaatyn»: Ayarkhaan (República de Sakha - Yakutia - Rússia)
http://youtu.be/W3KxSxcPxyc

«Mwana»: Staff Benda Bilili (República Democrática do Congo)
http://youtu.be/eqga1CmJKBU

«La Llorona»: Lila Downs & Mariachi Juvenil de Tecalitlan (México)
http://youtu.be/PEVO3X5cvaA

«Ex-vote»: Nathalie Natiembé (Ilha de Reunião – França)
http://youtu.be/hbDEFktI9ek

«Se jest on»: Jazz ExTempore Orchestra (Projecto Intercultural)
http://youtu.be/3OdJHXzUJZU

«Ecstasy of Gold»: Oddjob (Suécia)
http://youtu.be/CEX2ZBuUHJI

Aziz Sahmaoui & University of Gnawa au New Morning Maktoube et début Alf Hilat (Marrocos/Senegal)
http://youtu.be/xGaxcoZCrLk

«Ourar and Savon»: Orchestre National de Barbes (Argélia)
http://youtu.be/Yr_KGK9o9d4

ana b. disse...

Manuel:

Obrigada pelas suas propostas musicais. Em época de férias, sabe bem viajar pelo mundo. E também se viaja com a música.:)
Boas férias para si.
Quem sabe se nos encontraremos por lá...:)

Viktor:

Obrigada por ir mantendo o albúm de fotos atualizado:)

andorinha disse...

Rainbow,

:)


Manuel,

Claro que compreendo, não sou uma menina birrenta.:)))

Vou ouvi-las mais logo, não conheço nenhuma.

Boas férias. Aproveita-as bem:)

Até setembro, então.

free culture lisbon disse...

por favor caro Julio
permita-me o descaramento e a falta de educação da minha parte, pois para alem de ser o dono do blog eu nao sou obrigada a le-lo, mas eu gosto tantoooooooo000000

ok ,aqui vai....quero sensurar todos os posts adicionados a respeito de futebol, pedir-lhe que fale de outra coisa,( sim é triste..eu sei..cheguei a este ponto de querer obrigar as pessoas a não falar de determinados assuntos) mas eu estou assim, o meu lado ditatorial vem ao de cima com este assunto.
Não alimente ainda mais esta obsessão nacional, fale de ténis de mesa, a crise da agricultura no medio oriente, a falta de dadores de medula ossea, a prestaçao do Castelo branco no perdidos na tribo

tudo, tudo, tudo

menos futebol,
ja chegam os telejornais , os jornais, as revistas cor de rosa, os amigos, vizinhos e conhecidos.

para quem não liga a este desporto ouvir ,ler, ver este desporto vezes sem conta sem haver escapatoria (excepto se ficar cego, surdo e mudo, e mesmo assim acho me que me iriam atirar com uma bola à cabeça)
funciona como aquela tortura em que estamos amarrados a uma cadeira com pingos de agua a cair no topo da cabeça, durante dias ,meses e anos

até enlouquecer
pling pling pling pling pling

free culture lisbon disse...

Viktor

belas fotos, gostei muito

thorazine disse...

Boas noites maralhal!
Acabadinho de chegar do festival Andanças (Carvalhais, S. Pedro do Sul) ...uma semana de musica, pó e - mesmo para um pé-de-chumbo como eu - bastante dança! :))

Fica aqui um musical de uma banda que ouvi lá bastante engraçada. Podem arrastar até aos 8 minutos para ouvirem o single "trigueirinha": http://www.youtube.com/watch?v=5IKdMGznOxE&feature=player_embedded#at=490

Saudinha é o que vos desejo com um copo de tinto lá da terra..:)

andorinha disse...

Free,

A paisagem é lindíssima, a paisagem humana também, logo as fotos só podiam ser belíssimas:)

Quanto ao resto, se não gostas de futebol, falas de outra coisa qualquer.
Aliás, este post nem sequer é só sobre futebol...




Thorita:)


Miúdo fugidio!:)
Pó? Kéisso?:))))))))

Sex, sun and rock'n roll?
Que maravilha!
Eu bem digo que há mais vida para além da crise...

Mas mesmo assim, podias aparecer aqui mais vezes, miúdo, fazes falta e eu pessoalmente sinto-a e de que maneira:)

Quanto ao resto...tinto, branco, sangria, caipirinha e por aí fora...é verão é dar vazão:)

Bjs

pedro disse...

Victor, parabéns pelas fotos. Obrigada.

Impio Blasfemo disse...

Anfi

Vou por “considerações” ao tema. Oiço Anouar Brahem - Le voyage de Sahar e fiquei reflexivo.
A primeira questão que coloco é se este texto será Pavloviano? Fala-se de Benfica e todos salivam…… O Contraponto seria “fala-se de Sporting e todos choram….”. A propósito, o Sporting é o meu clube. Porquê? Porque me veio no raio do ADN. Um dia falamos sobre isso….
Bom, vou-me deixar-me de impertinências…..
Sou algo “exegeta” do que escrevo. E exegeta rima com maleta, profeta, meta, borboleta, corneta, seta, careta, teta, gazeta e treta.
Caí na asneira de começar a escrever sobre a “treta do futebol”, mas ao ver o seu comentário referindo a conferência do Eduardo Lourenço, fiz Delete ao texto. Eu bem dizia que 7 voltas à língua não eram suficientes e que este raio de tema era bem difícil de abordar. Vou continuar a dar voltas à língua e, no final, se calhar, baldo-me….saio, à surrelfa, pela porta dos fundos….
Mas há outras referências no texto que ninguém ainda pegou. Refiro-me aos óculos do Roy Orbison, ligado a Elvis Presley e aos Everly Brothers. Gravou “Bye Bye Love” e aqui, quase fazendo uma espargata, consigo ligar ao Sporting (não gosto de falar das paixões alheias) e ver-nos a nós (os sportinguistas), todos os anos, a cantar esta música em relação a muitas taças onde o clube participa. Dizia eu que os “assuntos” são interdisciplinares mas há “pontes e pontes” e esta foi difícil, se acaso acertei nela.
Eh pá! Enganei-me. A amizade era com o velho Harrison. Não era esta a ponte. Eh pá, isto agora com o GPS era fácil. Habituamo-nos a modernices e depois não queremos por os neurónios a funcionar. Fui ver……
Boa, estamos então a falar dos Traveling Wilburys, um grupo onde estava o Bob Dylan o George Harrison ( o dos Beatles – “While my guitar gently weeps”) entre outros…..
Mas que raio de ligação é esta com o futebol?
Help Anfi. Estou exausto…passo-lhe a bola e peço-lhe que continue o jogo…Estou com os bofes à boca. Drible e marque golo. Afinal, segundo dizem, o futebol é um jogo colectivo. E se for fora não se importe; há mais jogos!

Abraços
Ímpio

andorinha disse...

Estou a ler na revista do JN uma reportagem sobre gente que se faz à vida, jovens que se desenrascam, que têm vários canudos, mas que desempenham tarefas que nada têm a ver com eles.

Até aqui nada que me espante ou me faça pensar ou franzir o sobrolho.
Têm espírito empreendedor, acho ótimo.

Aprofundando a leitura verifico que entre os jovens entrevistados há quem tenha dois ou três empregos, quem trabalhe fins de semana a fio, ou seja, a vida deles limita-se a trabalho, trabalho e mais trabalho.

Não sei se aplauda...vive-se para trabalhar ou trabalha-se para viver?

Eu, na situação e na idade deles não sei se o faria. Muito provavelmente não.
Tentaria antes emigrar.

A reportagem até pinta a coisa com cores mais ou menos alegres, fazendo crer que todos eles convivem bem com as situações que têm, mas será mesmo assim?
Ficam-me muitas dúvidas, mesmo...

Gente, vemo-nos amanhã, combinado?:)

rainbow disse...

Acabei de ler uma notícia que me deixou literalmente de boca aberta. Portimão vai afundar 4 navios da Armada para fazer um museu sub-aquático. E eu pergunto: para quê??

Vou mas é ouvir as músicas que o Manuel deixou.

Ah, também gostei muito das fotos.

Bons sonhos:)

Caidê disse...

Escapei até Lisboa. De regresso a casa :)))) (só por uma noite). Saudades, gente!
Lindo post: cheio de amores!
E as fotos do almocito! Surpresa!...

Um acordar lindo para amanhã -
Samba de Verão

http://www.youtube.com/watch?v=CyHylbVyT6c&feature=related

Bartolomeu disse...

Para Andorinha:
Desde que desceu da árvore, o Homem não fêz outra coisa que adaptar-se às circunstâncias, mesmo quando adaptou a pedra ao pau para arrear na mechela do veado, ou quando amarrou o silex à vara para espetar o coração do mamute e mais tarde, quando furou a pedra redonda e a adaptou ao tronco, transportando com maior facilidade objectos mais pesados.
Verificamos que em todas as fases da sua existência, têm sido as exigências e a precariedade que têm determinado a evolução.
O mundo encontra-se globalmente a atravessar uma nova fase de rigorosas dificuldades para o homem. Desta vez, essas dificuldades não lhe foram criadas pela natureza mas sim, por si próprio. O Homem, na ânsia de aumentar o seu conforto e segurança, criou regras das quais se tornou dependente, a maioria desses regras demonstram-se agora insustentáveis e desagregadoras.
Então o próprio Homem, está a tomar consciência que entrou de livre vontade para um longo túnel, exageradamente iluminado e que, em determinado ponto desse túnel, alguém, ou algo, pergou-lhe a partida e apagou a luz.
Agora, alguns homens, tentam desesperadamente, correndo em diversas direcções, encontrar a saída desse túnel. Acham que vislumbram um raio de luz em determinado ponto, e correm para lá. Outros, correm noutra direcção, julgando que também viram um flash...
Mas poucos, ou até, talvez nenhum, reflectiu ainda, que o túnel pode não passar de uma ilusão e que a ausência de luz, pode ser afinal, porque o anterior excesso de luminosidade os tenha cegado.
Esperemos que a Humanidade recupere rápidamente a visão e aprenda com a cegueira temporária a não voltar deixar-se deslumbrar pelas luzes muito brilhantes...

Impio Blasfemo disse...

Bart

E agora o que resta dizer? Que os treinadores deviam também ser filósofos? Ou que os filósofos deviam aprender a treinar equipas de futebol?
Que a Mística devia falar do Zizek?
Se calhar...se calhar....
E as claques....Como é que era? Que motivações lhes dás? Zygmunt Bauman?.....Hummmm! Penso que não iam gostar......
Halfway, diziam os Black Eyed Peas...Pois!

"Ooh, I can´t go any further than this...."

Abraços

Ímpio

pedro disse...

Andorinha,

Li com atenção o teu ultimo comentário. Devemos estar a evitar uma emigração enevitável. Concerteza que quando se vive para trabalhar algo intimo alimenta essa atitude e é comum compensar esse exagero com coisas completamentes supérfulas / não penso que seja muito seguro. _por isso_ Emigrar é ecologico para quem fica e para quem vai. EMIGRAR É FIXE! ;) (E SEMPRE SE VÃO TENDO OS SELOS, CARTAS E GOMAS PARA ATUALISAR AS COORDENADAS) Emigremos Irmãos para bem da Natureza.

pedro disse...

E viva as crises que pelo menos quando não caem em guerras sempre dão um contibuto para nos conhecermos melhor. Viva a Crise. Viva!Viva!Viva!

pedro disse...

Já estávamos um pouco aborrecidos com o Progresso! Não!?

pedro disse...

Free Culture Lisbon, O mundo sem futebol continua a existir como sem tecnologias ou sem guerras. Por isso se o Ronaldo não fala de futebol; o Bill Gates não fala de computadores e o Obama de guerras com os amigos. Então que estamos nós aqui a fazer?

Como sempre; a falar pelos cotuvelos...

pedro disse...

SENHOR: mesmo as palavras obscenas podem despertar um sorriso:). babado;)Quando o Amor cresceu de forma a despir a vestes dos significativos.

Bartolomeu disse...

Ímpio; talvez um pequeno calhau baste, para que um enorme penedo, não role montanha abaixo...
;)

pedro disse...

Bart, agora fizeste-me lembrar o Dartacão e os três Mosqueteiros.

andorinha disse...

Bom dia:)


Bart,

Para mim??!!
Para eu quebrar a "promessa" que tinha feito de não mais te dirigir a palavra?
Vá lá que me apanhaste bem disposta...:)

Até subscrevo o que dizes, realçando sobretudo os dois últimos parágrafos.

Se voltas a apagar algum comentário que faças dirigido a mim, podes crer que nunca mais te respondo. Estamos entendidos?:)
Gosto pouco de falar para o "boneco"...



Pedro,

Emigrar é fixe? Penso que sim, até porque se alargam horizontes...:)

Mas selos, cartas e gomas o que são???

Por um lado é triste que seja necessária a Crise para se repensar mentalidades. Mas de outra forma não repensariam, não é?
O ser humano é lixado!:)))

Continuemos a falar, quer seja pelos cotovelos ou não:))))

Agora outras gentes me esperam.
Até mais logo:)

andorinha disse...

Esqueci-me: acordaste com a pedalada toda, chavalo:))))))

Assim se vê a força do PC...ui, perdão:)...da juventude...

:)

Bartolomeu disse...

Não dei por teres feito essa promessa, Andorinha.
Pela falta de te ter levado a quebra-la, peço-te, e ao santo a quem a fizeste, as mais humildes e sinceras desculpas.
Eu, como sou fraco promissor, prefiro não prometer... depois, logo se verá.

pedro disse...

Prontos Bart, já não estás sozinho e já desligas as luzes antes de adormecer. Parabéns:)

pedro disse...

As cartas, os selos e a goma é as formas como a nossa graça chega na altura que tem que chegar mesmo apesar das distâncias. Sempre assim foi. Mesmo em forma de lenda ou Era uma vez; permaneçemos ligados a uma verdade que se revela sem a mão humana.

pedro disse...

Também não tem que ser a mão "Divina". Na realidade por vezes a verdade remetenos para um lado imaginário. Assim cada um tem a sua.

Cê_Tê ;) disse...

"Há palavras obscenas longe de ti:(."
Concordo contigo, andorinha.
Mas também com a ana b.;/

(Um próximo livro de posts inéditos esgotaria no dia seguinte...:I)

Impio Blasfemo disse...

BART:- "talvez um pequeno calhau baste, para que um enorme penedo, não role montanha abaixo..."

Voto nessa! E se os filósofos podem fazer tudo, até dirigir bancos segundo Sloterdijk, porque não um treinador trilhar as sendas da filosofia? Afinal, se calhar, é tudo uma questão de treino e de corrida....
Correr atrás das ideias, alternando com a corrida atrás da bola, 50/50, se calhar é uma boa....

Abraços

Ímpio

pedro disse...

Bart, gostei do calhau e da montanha e do penedo que não rolou ravina abaixo. Nem foi preciso calhau. Foi um falso alarme.

Impio, eu sabia que conseguias ir mais longe. Mas não vás deixar cair a pedra e fazer rolar uma avalanche. O melhor é pousar a pedra e segurar uma palha seca. Pelo menos essa já não arde.

Bons Sonhos

pedro disse...

"BONS TREINOS"

rainbow disse...

Olá a todos:)

As vossas fotos fizeram-me recordar uma viagem que fiz há muitos anos ao norte.
Houve uma coisa que eu retive na memória, além das belíssimas paisagens, como é óbvio: à medida em que ia subindo geograficamente em direcção ao norte, a comida nos restaurantes ia aumentando de volume.
Começou logo em Leiria: meia dose de cozido-a-portuguesa dava para duas pessoas. Em Braga, nunca vi tanta comida numa só dose, e no Gerês, idem.:)

O Minho é, de facto, muito bonito.
Tem paisagens belíssimas.

Impio Blasfemo disse...

Bart e Pedro:-Juro que, sem cinismos filosóficos ou qualquer ou tipo de cinismo de mau gosto, os "calhaus" são vocês. Pelo que se alguém tem de ter cuidado são vocês e não eu que não passo de um modesto "grão de areia". E como um grão de areia não tem capacidade de se transformar em "calhau", por muito que queira, não será por mim que a montanha desaba ou não desaba! Quando muito entrarei para dentro de uma "ostra" e esta formará, com sorte, uma "pérola mais ou menos perfeita".

Quanto ao TREINO, pois o fato (e não facto) de treino veio comigo e o "MAL-ESTAR-DA-MODERNIDADE" também. Assim, lá estarei nos 50/50 (HalfWay)



Abraços

Ímpio

Bartolomeu disse...

Hmmm???
Ostras?
Onde, quando?
Levo umas de "Quinta de Gomariz (loureiro)".
Pedro, salta pr'o fogão e trata de preparar aquele arroz-doce que tu sabes, bute aí chavalo!

pedro disse...

Bart e Ímpio tenho que reconhecer que não tenho a energia de uma idade superior. È como aos trinta tentar explicar a uma criança de 10 ou 20 o que é a vida. Vou-me meter com os da minha idade. Porque a juventude dos 40 e daí para cima ainda não é para mim. Há muita coisa que ainda não percebo e outras que deixei de entender. Como já tinha prometido o arroz doce; fico-me apenas pela sugestão. Depois da fase do arroz doce já passei por outras fases. Neste momento estou á espera de ser rasteirado por uma Leopoldina e aí a imaginação renasce. É verdade; precisamos mesmo de um "pretty woman"-quem feio ama bonito lhe parece- Além de chavalo padeço de alguma Nabiçe. (não sei se já tinham reparado) Nabo ( que achas Bart! Nabo Chavalo (é um bom heterónimo) Fico á espera de um post sobre fotografia. Defenitivamente a area da cultura geral não me é segura. Atingi o limite da murconizice. Fico com oque aprendi e mais alguns amigos (uns literários outros um pouco mais que Chateanos). Vamos lá deixar as peneiras e largar as personalidades Oniricas. Continuo ligado e continuem com este espaço meio real meio onirico. O que aprendi e as pessoas que conheci e partilhei momentos para além do Chateanço...(valeu a pena / contra todas as espectativas) Agora Chateanço só mesmo por telemovel...(Entrar em competição de Vintages não vale a pena- é Vintage é Vintage:

pedro disse...

Como não vou ficar á espera de resposta (o que vier virá por bem) desejo a todos e aos compinchas dos jantares. Uma saudinha das boas não iremos ter o azar de apanhar uma saudinha das más. SAUDINHA.DAS.BOAS@EVERYWHERE.ORG

Bartolomeu disse...

Se bem percebi... não percebi nada desta conversa.
Mas pronto... fica assim.

andorinha disse...

Bart,

Agora não tens que pedir desculpa, quebrei-a porque quis:)

Pedro,

Tens mais energia do que a que pensas ter, Nabo Chavalo:))))) Looooooool

Estás à espera de ser rasteirado por uma Leopoldina?
Cuidado, pá, não te magoes muito...:)


"Atingi o limite da murconizice."
Isso dizes tu, mas eu acho que não:)

"Entrar em competição de Vintages não vale a pena..."
Um Nabo Chavalo nunca diria isto, por isso de nabo não tens nada e de chavalo, muito pouco.:)

Boa janta.

pedro disse...

Obrigada;)

ana b. disse...

Prdro:

Competição de Vintages?:)))

Murcons:

Acabadinho de ver/ler:

Do talentosíssimo (em todos os aspetos:))) ) Robert Redford
http://youtu.be/rugTn3kkub8

Do Pedro Guilherme-Moreira: "A Manhã do Mundo"

http://amanhadomundo.blogspot.com/

Tratado sobre o medo, a coragem, a morte.

Imperdível, ambos!!
Depois não digam que não avisei:)

andorinha disse...

Ana,

Obrigada pelas dicas.

O filme vou ver se/quando chegar a esta santa terrinha ou então dou um salto ao Porto.

O livro fica para já em lista de espera.
Tenho muita coisa para ler e o verão põe-me preguiçosa:)

Anfitrite disse...

Ímpio,

Gosto do seu pseudónimo. Se fosse eu ter-me-ía chamado Ímpio Asceta. Não tenho vida para isto. Só li o comentário em que se me dirige. E, baralhando para dar de novo, digo-lhe que estou farta de procurar a ver se encontro algum vídeo com a tal entrevista c/ o prof. Ed. Lourenço, pq dava pano para mangas. Por ex: ele pergunta: O que faz a NATO(eu prefiro OTAN)? Flagela a Líbia e esquece-se da Síria, só porque esta não tem petróleo?! Andam a brincar às guerrinhas. Esqueça....
Falou do meu querido Harrison, o único que eu amei nos Beatles, my sweet lord... olhe que a guitarra dele está farta de gemer aqui.
Como nem a ponte do Rio Seco me salva, digo-lhe que sou benfiquista, pq na altura em que se optava por um clube, os meninos finos tinham a cagança de ir para o sporting. Eu sempre estive do lado dos oprimidos. Mesmo assim só fui uma vez ao futebol, era o Louletano(suponho eu) da 3ª ou 4ª divisão. Um jogador, levou com uma bola nas trombas, começou a jorrar sangue pelo nariz e eu pisguei-me. mais desporto colectiivo?... Fui uma vez, com um colega meu que jogava râguebi, no CDUL, viu-os andar todos ao molho e fé en deus. Só ouvia gritar: "eh pá tuche"( o som era este, ainda hoje não sei o que quer dizer). No fim apareceu-me com o focinho todo negro, bah, não gostei.
Já agora dizem por aí que os jovens licenciados têm aptidões a mais para aquilo q fazem e q trabalham muito. E nós?? Mesmo em época doirada, eu tinha o meu emprego a tempo inteiro. Saía ía para um part time. Depois chegava a casa jantava
e ficava a trabalhar por conta própria. Que se lixem os que se queixam e que sempre mamaram em todos. Quando é que houve regalias? Quando começou a segurança social? Ganharam-se direitos no espaço de trinta anos, mas em vez de aproveitarem, só estragaram. Somos um povo de pobres com mentalidades de ricos. Emigrar?!...Leiam todos primeiro, pelo menos "Sapa(teia) Açoreana" e "Gente Feliz com Lágrimas ". Ou então aproveitem umas férias para ir ver a vida dos emigrantes e sobretudo os dos anos 60 e 70, que apesar de já terem a sua casa bem mobilada, pôem plásticos nos sofás para não se estragarem. E só abrema sala para as visitas. Quem fala em emigração devia ser obrigado a emigrar. Ouvi uma reportagem este fim de semana, com emigrantes que estão cá a passar férias (que continuam a ser emigrantes cá, e lá fora continuam a ser imigrantes, não têm outro nome). Quando lhes perguntaram se gostariam de voltar, começavam a chorar e a dizer que não podiam porque não tinham condições, porque se pudessem vinham já hoje. Quando fui ao Canadá, vi um anúncio, na porta de um banco, a pedirem um Caixa. Entrei e fui fazer uma aplicação, como dizem os imigrantes. A remuneração semanal era cento e tal dólares. Dava muito menos ao mês, do que eu ganhava cá, na altura. Lá fora, só pagam bem, a quem faz aquilo que eles não querem fazer. Fiz a mesma experiência em Lausana, era a mesma coisa.
Mais uma coisa. Detesto ingleses, que mais ñ seja pq foram os responsáveis pela criação da América, e pq continuam a ser bengala deles, para flagelarem o mundo. Sem essa bengala não avançavam sozinhos.
Não tenho forças para mais. Para juntar aos ídolos que referiu, aqui vai um piegas, que ainda ninguém se lembrou, mas está na época( pq os ipad's estragam-se com a areia, ou a água):

http://www.youtube.com/watch?v=2ENzT9k1LRs&feature=related


Outra muito falada, e para mim eterna:

http://www.youtube.com/watch?v=ojR_VQrZOLI


P.S.- Sabe que me fartei de rir por ter treslido o meu comentário, onde eu dizia q ñ era prof.? É que eu fui ler e se não soubesse o que se passava, não tinha entendido nada. Não gosto de ler o que escrevo, nem que me trascrevam, por isso saiem estas pérolas.
Depois de tudo isto, não vai ter forças para se me dirigir de novo.


Bartolo, Seu brincalhão!

Não sabia que não sabia aquilo que passou a saber. Mas olhe que alguém disse que: "Há três coisas que não se recuperam: A palavra dita, a flecha lançada e a oportunidade perdida".

ana b. disse...

Anfi:

Adorei a sua proposta musical do Pat Boone.:)
Super-nostálgica...

Bartolomeu disse...

Anfi... eu devo é estar a ficar louro, e o espelho não reflecte... ainda!

Impio Blasfemo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Impio Blasfemo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Princesa Isabel disse...

Esta Maria é uma personagem sortuda!
Podendo soar a repetitivo, face aos comentários anteriores, atrevo-me a dizer que "Há palavras obscenas longe de ti:(" é de facto uma afirmação linda e enterra de vez aquela do "palavras para quê?".
O Mundo está a precisar de verdadeiras palavras de Amor.
Um abraço Professor!
Acho que vou ter o prazer de o conhecer em breve. Let's see! :)