quarta-feira, agosto 10, 2011

O jantar.

O massacre esperou as costas deferentes do chefe e serviu de anfitrião às entradas. (Aquele preço mereciam a pompa de outro baptismo - o couvert.) Emoldurou bolos de bacalhau, presunto, pâté de atum, azeitonas recheadas e meia-dúzia de camarões mínimos que teimavam em não abandonar as cascas. Subiu a bordo das colheres de sopa, ensaiou a Paixão nos dentes dos garfos, fez equilibrismo nos gumes das facas, pôs-lhe a cabeça (mais) à roda pela mão de um honesto branco.
E de repente um silêncio improvável, gozado com a volúpia que reservamos aos milagres breves, assim o afirma o narrador e não se engana, de trás da lista de sobremesas surgiu a primeira interrogação da noite, ou talvez ordem disfarçada de pergunta, verdade é que soou a estalo de chicote beijando as patas de cavalo amestrado,
- Então?
Dizer o quê? "Tocaste variações em educação menor do discurso de sempre nos últimos tempos"? "A que racionalização foste buscar tanta autoridade moral?" "Já te ocorreu falar comigo e não de mim?"
Sorriso afável,
- Conheces-me, aqui não resisto ao bolo de chocolate.
Sílabas marteladas,
- Não faças de mim parvo, sou o teu melhor amigo.
O sorriso desaguou num esgar em que o azedume ombreava com a saudade,
- Magnífica e única razão para te poupar à resposta que mereces.
Para o chefe, irreprensivelmente surdo,
- Dois garfos e um bolo de chocolate, há que vigiar as calorias!
Fizeram-no em silêncio.
A amizade suspirou, engoliu um café, pagou o preço mas não a conta e desapareceu na noite.



22 comentários:

pedro disse...

"pagou o preço não a conta". Como as contas do pOrto ou á sua moda. Histórias de marinheiros que não sabem se se vão encontrar no dia seguinte. Há amizades assim.

andorinha disse...

Isto é um post complicado para o verão.:)))
Há por aqui muita nuance que me está a escapar...

"Conheces-me, aqui não resisto ao bolo de chocolate."

Pois...tentar ganhar tempo ou fazer de conta que não se entende...
O que leva dois amigos a agirem assim?

"Já te ocorreu falar comigo e não de mim?"

Para mim esta é a pergunta mais importante do post.
Há amizades que falham aqui.

A amizade pagou o preço e desapareceu na noite?
Perante o que se passou seria difícil ser de outra forma, não?

"Li" desta forma, mas não tenho a certeza de ter "lido" bem...

O verão é lixado, pá!:)

Moon disse...

Puxa...

Este é mesmo à Psi...:)

Problemas de dupla personalidade?

Bartolomeu disse...

E depois, admira-se que as gajas da Printed, suspeitem a existência de uma amante...

ana b. disse...

Prof:

Esse bolo pareceu-me de chocolate bem amargo...:)

andorinha disse...

Bom dia:)

Há, Pedro, sem dúvida...
E são valiosíssimas como qualquer amizade com A.

Quanto às outras, aquelas com "a" até nos podemos encontrar todos os dias que daí não vem mal nenhum ao mundo...nem bem:)))))


Fiquem bem, malta.

Cê_Tê ;) disse...

Há jantares assim, mesmo no meio de verdadeiras multidões.

Parece-me um monólogo...
ou até outra coisa... Mas pode ser o que for- é denso, não por artifícios literários rebuscados, mas porque às vezes as coisas são assim...

Mas nada é tão trágico como se pensa ser;). Em TUDO há sempre um lado cómico que vale a pena explorar ainda que não seja de bom tom fazê-lo sempre, convenhamos.;P



Um dia luminoso para todos (até para os camarões que foram sacrificados;)

Cê_Tê ;) disse...

O post ficou a rodar... e na volta para desligar o pc não resisti a reler e a comentar por consequência.

Quantos homens de carne e osso ali se movem ou sentam à volta da mesa?

(Gostei do post ainda que seja sofrido.)

Cê_Tê ;) disse...

E sim há também técnica...

Alexandra disse...

O post do Prof. faz-me lembrar o livro "As velas ardem até ao fim", que li por sugestão deixada no blog pela Ana B. e de que gostei muito. Julgo que o próximo a ler será "A mulher certa". A não ser que queiram "gentilmente" deixar outras sugestões de boas leituras...

Fiquem bem!

rainbow disse...

Bom dia:)

Da minha perspectiva, o post parece ser um monólogo.

Regressei da minha little viagem.
Tinha-me esquecido que há terras com casas muito brancas, e no máximo com dois andares. O céu pertíssimo da minha cabeça, o campo mesmo ali ao lado.
Um hotelzinho acolhedor cheio de malta com portáteis:)
Foi bom.

Aqui ficam umas músicas com cheirinho a verão, espero que gostem:

http://www.youtube.com/watch?v=-cYnJX7VO4w&ob=av2e

http://www.youtube.com/watch?v=hG9C0VwruXE&ob=av2e

http://www.youtube.com/watch?v=YkS-ttHspLs

E agora vou para a confusão:)

isabel disse...

dois garfos e um bolo de chocolate :)* em silêncio...

que alternativa restava à amizade ? ;)


Bom de mais este Jantar!!! apetece repetir repetir repetir sem olhar às calorias :)*

andorinha disse...

Um monólogo?
Já duas pessoas a pensarem o mesmo?
Faz-me pensar...não "li" assim...



Isabel,

"Bom de mais este jantar!!! apetece repetir, repetir..."


Como assim?
Um jantar tão sofrido e apetece repetir?!

andorinha disse...

Cêtê,

Técnica e muita...:)))

isabel disse...

Andorinha,

não estamos a falar do mesmo Jantar :)

ana b. disse...

Alexandra,

Não quero que lhe falte nada:

- Humilhação- Philip Roth
- A vida em surdina- David Lodge
- O Apocalipse dos trabalhadores- Valter Hugo Mãe

Também do Marai:

Divorcio em Buda
A Herança de Ester

Todos excelentes!

Alexandra disse...

Ana,

Muito obrigada (por não querer que me falte nada...)
Vou aceitar as suas sugestões e ver o que arranjo por aqui pelos meus lados...

andorinha disse...

Isabel,

Bem me parece...:)

isabel disse...

Andorinha,

o que está de mais é " O jantar " ! Impossível não repetir lendo :)

ana b. disse...

Alexandra:

Não tem nada a agradecer:)
Não resisto a mais uma sugestão. Trata-se do escritor colombiano

Hector Abada Faciolince:

-Nós somos o esquecimento que seremos;
-Receitas de amor para mulheres tristes.

Qualquer um deles, magnífico. O último é um verdadeiro bombom!

Boas leituras:)

andorinha disse...

Isabel,

Eu percebi.:)
Quando me respondeste, percebi que te estavas a referir ao post.

Dá vontade de repetir, sim...concordo.
E nem sequer aumentamos de peso!:)))

Fios de Seda disse...

Sempre pagando preços a cada dia que passa! Das contas, melhor mesmo não falar.
O prof faz-me falta aqui por estas bandas para dar uma ajuda a pagar os ditos cujos "preços":-)