terça-feira, abril 29, 2014

Boa noite, gente.

22 comentários:

andorinha disse...


Boa noite 4 u 2 :)))))

andorinha disse...



http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/internacional/mundo/professora-impedida-de-trabalhar-por-ser-obesa


Não sei que diga...Acho que está tudo doido...Tanta discriminação à solta:(


https://www.youtube.com/watch?v=WQKqp_rZbVk


Bom soninho:)

bea disse...

Durmam bem:)

João Pedro Barbosa disse...

Não Cobice
Os Pensamentos
Dos Outros
Queimei
Fumei
E
Andei

Não sei. Para que lado! Me? Pentear...

Andorinha...Não. Tires! A carapuça?

João Pedro Barbosa disse...

"A Primeira Bíblia Antes da Introdução"

https://www.youtube.com/watch?v=3q8nGnls1Ow

João Pedro Barbosa disse...

Professor,,, Eu? Ler os! Seus pensamentos.

Teria sonhos terríveishttp://joao-pedro-fonseca-da-rocha-barbosa.blogspot.pt/

João Pedro Barbosa disse...

A maior... Descoberta? De sempre! Foi o carro.

João Pedro Barbosa disse...

A... Águia. Vitória! Era bonita ainda de pequenina?

João Pedro Barbosa disse...

E O Um Bomba Lá Está Sem Que O Fez

https://www.youtube.com/watch?v=VqOaJZdhlUM

João Pedro Barbosa disse...

"Bolas de Berlim"

https://www.youtube.com/watch?v=HaerapRPS64

bea disse...

Olá, Bom Dia:))

Obrigada senhor professor, o video além de música bonita mostra rostos de mulher para o mais diferente bom gosto. Se fossemos buscar os de Paula Rego não seria o mesmo:); nem era preciso sermos tão brutalmente reais, bastaria que os pintores não imortalizassem quase só a nata da nata.

Andorinha
na verdade o século XXI está a ser surpreendentemente retrógrado.
bonita, a canção desses dois.

João Pedro
tenho certeza que sim. Para a mãe dela.

andorinha disse...


Boa tarde:)


Um café ao balcão a correr...

Inté...

João Pedro Barbosa disse...

Mas... Quem é? Que começou! Isto.

bea disse...

hummm...ouvi o amor é do último fim de semana. Bonitas as várias perspectivas de um mesmo sentimento. Sim, espero que hoje partilhado com o amor paternal. Mas, salvo as devidas excepções, também não creio que seja de igual profundidade. Existe correlação entre a igualdade de género e a fundura a que o sentimento incrusta.

Concordo com o professor, à geração dos mais velhos - homens sobretudo - não se deu abertura para falar de amor e menos às pessoas de quem é suposto todos gostarmos; dos pais/dos filhos.

Mas também é verdade que os sujeitos se conhecem muito bem e aprendem a valorizar pequenas miudezas que sinalizam o amor não dito. A relação entre as pessoas, sendo verdadeira e próxima, como é o caso, gera certezas inabaláveis, apesar da hipotética ausência de palavras.

bea disse...


Pensei melhor: a geração dos mais velhos tem muito maior dificuldade em expressar-se para os pais. Em relação aos filhos são até chatos, pegadiços como nunca viram ou aprenderam:), será mecanismo de compensação...
joão pedro
deve ter sido o professor, ele é que postou.

João Pedro Barbosa disse...

Não Sei Que Foi Buscar Isto

:https://www.youtube.com/watch?v=zvQJnBgG0ew

Anfitrite disse...



Apesar de ter o CD duplo e de já a ter visto ao vivo, não gosto de traidores. Primeiro viveu à grande na Bélgica. Depois vem para cá com projectos megalómanos, a convidar professores dos confins do mundo. Se o pão ainda não está democratizado, no nosso país, como é que ela quer democratizar o ensino da música? Ela que estude história e veja o que aconteceu aos grandes artistas flamengos e quase todos os outros que viveram na miséria. E são muito poucos os que são sobre-dotados.

Leiam este artigo, porque ele sabe explicar muito melhor aquilo que nós e os homens são.
http://abrupto.blogspot.pt/2014/04/vasco-e-os-costumes-dos-portugueses.html

andorinha disse...



"A relação entre as pessoas, sendo verdadeira e próxima, como é o caso, gera certezas inabaláveis, apesar da hipotética ausência de palavras."

Também acho...mas é verdade que as palavras sabem sempre bem:)

andorinha disse...


http://www.publico.pt/mundo/noticia/clayton-devia-ter-morrido-por-injeccao-letal-e-acabou-torturado-ate-a-morte-1634184


Li o artigo que me estava a chocar bastante. Agora sei que o que vou dizer não é politicamente correcto e poderá até ser interpretado como monstruoso, mas mudei de opinião ao ler os crimes pelos quais foi condenado.


Clayton, de 38 anos, foi condenado à morte em 2000 pela violação e morte de uma jovem que raptara e que enterrou viva; Charles Warner por matar e violar uma menina de onze anos.

Rapta, viola e enterra viva uma jovem???
Todo o sofrimento que teve foi pouco!
É o que sinto, não me adianta nada dizer o contra´rio...sinto na mesma.

bea disse...

Anphy

a gente já leu ontem:) e olhe eu também gostei deste; até gostei melhor.

http://expresso.sapo.pt/graca-moura-e-alguns-desconfortos-comuns=f867500

Andorinha

sou uma defensora da palavra, mas há pessoas cuja natureza é de tal forma acolhedora e é tão permanente o seu amor por nós que não precisamos dela, surge irrisória, um pleonasmo afectivo. É assim o amor de alguns pais. Tão maior e verdadeiro que afirmá-lo é redundância.

bea disse...

Andorinha

não li tudo, confrange-me a malvadez da espécie. mas é de pensar se o acaso não tem dias e horas inteligentes. Talvez haja uma justiça cósmica. Porquê ser compassivo com quem é tão malvado.

andorinha disse...


Bea,

Em sintonia total contigo:)

Até no artigo que trazes.