sábado, abril 05, 2014

Boa noite, gente.

35 comentários:

andorinha disse...



Bom soninho e bom domingo:)

andorinha disse...


Pai com cancro em fase terminal encena casamento da filha de onze anos!

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/MundoInsolito/Interior.aspx?content_id=3796917


Que raio de ideia! Isto não será traumatizante para a criança?

Possível tema para O Amor é...


Bons sonhos (para mim:))))) e para quem vier)

Dália Gouveia disse...

Linda melodia! Bem haja.

Vou ali pernoitar num bercinho de cortiça :)))

Anfitrite disse...

Caidê,

Não deve agradecer a melodia (quase parece um "gosto" do Fb) porque esta letra foi composta sobre a dor e perda que Clapton sentiu após a morte de seu filho Conor de quatro anos de idade. Conor caiu da janela do 53º andar de um apartamento de um amigo de sua mãe em Nova Iorque em 20 de março de 1991. Clapton, que chegou ao apartamento pouco depois do acidente, ficou visivelmente desesperado. E esta música acabou sendo um dos maiores êxitos da sua carreira, infelizmente, diria eu.

Anfitrite disse...

Andorinha,
Eu não queria implicar contigo. Mas esta parece-me uma das maiores provas de amor que o pai lhe poderia ter dado. "Esta" criança de 11 anos já percebe, e mesmo que não venha a casar ficará com uma recordação linda. Aliás o vídeo fala no relacionamento especial entre o pai e a filha. Traumáticos são os casamentos que se fazem por procuração entre pessoas que não se conhecem, e entre castas que também ainda não se conhecem, além de esqueceres os casamentos engendradados entre toda a monarquia do nosso e de outros países. Mas nessa altura não era preciso estudar o assunto porque não havia tanto psicólogo a quem era necessário dar emprego.
É como as crianças hoje todas sofrerem ou de défice de atenção, ou serem hiper-agitadas. Coitadas! Não tiveram a sorte das crianças de há umas dezenas de anos atrás de andarem a correr pelas ruas, de irem e virem a pé para as escolas.
Agora estão fechadas em jaulas ou hipnotizadas em frente de um computador para os pais estarem descansados a fazer outras coisas. E depois os pais ainda ficam preocupados, com os contactos que os filhos arranjam, mas não se dão ao trabalham de ir ver os históricos nem de arranjar chaves para resolver o problema.

biépi

Anfitrite disse...

Mais um querido que se foi. Que me traz à memória as primeiras e grandes fotonovelas que a gente nem sabia o que era. Gabriela, Tieta, O Casarão, etc.
http://zap.aeiou.pt/morreu-o-ator-jose-wilker-24068

Julio Machado Vaz disse...

Anfitrite,

A belíssima canção a que se refere é Tears in Heaven. Esta foi composta por Ian Hunter. Bom Domingo!

AQUILES disse...

Anfy
" Mas nessa altura não era preciso estudar o assunto porque não havia tanto psicólogo a quem era necessário dar emprego."

Em cheio amiga. E há uma frase pergunta que me tira do sério: "Já teve acompanhamento psicológico?"

AQUILES disse...

Bea

Envolvo-a num abraço sólido e cedo-lhe o meu ombro. E em silêncio. Tenha um Bom Domingo.

bea disse...

Bom Dia:)

Todos os dias são outro dia seja o berço de cortiça ou do que seja.Interessa que durmamos. Só dormindo estaremos verdadeiramente noutro dia.

Anphy

A hiper actividade é um fenómeno com maior incidência nos nossos dias; e em grande parte a Anphy terá razão. Mas nem todos os médicos receitam a ritalina sem mais. Conheci um garoto que foi uma criança tão difícil como hoje é adulto fácil; fez exames médicos ao sistema nervoso e na verdade parece que as suas reacções não se enquadravam no completo dos parâmetros ditos normais; no entanto, nenhum neurologista ou médico especializado quis medicá-lo; e garanto-lhe que nunca ocorreu ao pediatra. Neste caso particular, julgo que resultou enquadrá-lo no quadro comum. Até porque os défices de atenção eram falsos e não foi aluno com dificuldades cognitivas.

No entanto Anphy, há quem precise. A medicação existe-lhes como para todos os doentes: ajuda a vencer a doença. Julgo eu, que pouco entendo.

Andorinha

É macabra a cena do casamento. Não sei como é que a mãe autorizou uma coisa daquelas. Nenhum filho esquece os pais quando casa e, por vezes, nada lhes resta deles senão a memória que é afinal o que conta. Isto devia o senhor saber ou, estando super afectado pelo afastamento definitivo, alguém pôr-lhe algum juízo na cabeça.

Belo legado para uma criança! Talvez ela não queira mais casar (o que não será assim tão importante senão pelo trauma que pode originar a atitude e lá fica a marcar lugar e afectar comportamentos). Coisa mais parva! E egoísta.

Oh! Gostava de José Wilker:( espero bem que não tenha sofrido com a passagem. Teve papéis inesquecíveis. Actor muito versátil, deixou-nos registos de comicidade incríveis. De galã dramático a coronel retorcido, tudo lhe servia.

Que descanse em paz. Fez bastante por mim sem o saber. E por mais gente, tenho certeza.

Oh! O senhor professor por aqui:), na casa que é sua.

E bom Dia a todos que venham por bem; e também aos outros, hoje é dia do Senhor e não devemos ser beras; melhor fechar as portas do inferno por um bocadinho que seja e deixá-los a arder muito quentinhos enquanto vamos à nossa vida

bea disse...

Aquiles, muito obrigada. Melhorei, no meu berço de cortiça:)); a sério.

andorinha disse...

Bom diaaaa:)


Anfy,

Neste caso não estás a implicar, estás a expressar uma opinião diferente.
Eu concordo com a Bea, acho uma coisa macabra, sem sentido e possivelmente traumatizante para a criança.

Todos os outros casamentos de que falas são sem sentido, mas este também o é.
É uma coisa que fazes muito, vais buscar outros casos "censuráveis" para tentares convencer a malta de que o caso em questão (não só este) não o é.
É uma estratégia argumentativa que usas muito e não é a melhor:)))


Bea,

Pois melhoraste...foram os nossos miminhos e afagos que também ajudaram:)

Também gostava de José Wilker.
Ainda me lembro dele na Gabriela!
Depois perdi-lhe um bocado o rasto, mas isso não invalida que sinta a perda.


Bom domingo para vocês:)

Anfitrite disse...


Professor,

Obrigada pelo esclarecimento, mas eu desde que meta lágrimas fico logo sem ver nada. Ao contrário da Bea, sou um saco de plástico todo furado e cheio de água.
A informação/desinformação na minha cabeça é tanta, que antes de ouvir a música tive logo de embirrar com a Caidê.
E por causa do autor da canção ser de lá, agora lembrei-me desta (que também tenho o cd), que ouvia todos os dias quando vinha para casa e que me lembra um grande e lindo filme.

https://www.youtube.com/watch?v=Nu1uPr6gQ3c


Anfitrite disse...

Andorinha,

Tu não te metas com a minha maneira de argumentar. Eu não nasci para argumentar. Nasci para dizer o que penso. E se tu tivesses visto o link que deixei aqui a semana passada, porque se morre de amor ou desamor na Índia, ficavas a saber com que idade as crianças se matam e os adultos por lhe serem logo destinados os noivos.

E talvez eu tenha reagido assim porque não tive quem me levasse ao altar. É bem verdade que não fui lá, fiquei-me apenas pelo civil, e nem lá devia ter entrado. Mas eu continuo a pensar que foi um gesto lindo para mais tarde recordar. E quem pensar o contrário está errado. A miúda estava feliz mas triste por ir perder o pai.


Bea,

veja a caracterização das doenças e depois fale em remédios e do tipo de vida que as crianças levam.

Já agora vou pôr-lhe um filme/documentário do Hitchcock que só agora viu a luz do dia para ver quando tiver tempo e para ver se a ponho a chorar para lavar essa alma suja com as maldades dos outros.

http://zap.aeiou.pt/filme-demasiado-chocante-de-hitchcock-sobre-o-holocausto-esperou-70-anos-para-ser-lançado-12739

Sejam felizes, porque nos espera uma boa vida.

Anfitrite disse...

Bea,

E já agora mais outra, para ver a sensibilidade das pessoas. Por isso é que eu quero ser cremada, ao menos sempre fico com um cheirinho a churrasco.

http://visao.sapo.pt/sueco-paralisado-ouve-medicos-discutir-a-doacao-dos-seus-orgaos=f775808


Aquiles,

Eu não preciso dum ombro para chorar, mas sempre me dava jeito a oferta, por causa das minhas hérnias cervicais. E este é só para si.

https://www.youtube.com/watch?v=4BIGcFD5VUA

Fique bem.

Anfitrite disse...

Bea,

Não fui eu que escrevi isto. E é bem verdade que sempre houve casos patológicos, mas que a indústria farmacêutica tem muita culpa tem. E o mais engraçado é que eu levantei um problema e agora o ministro da saúde diz que vai descomparticipar os ansiolíticos e os antidepressivos. Será que o homem me leu ou só quer poupar mais dinheiro? Não lhe basta ter criado laboratórios fantasmas (unipessoais) para fornecerem genéricos ao preço da chuva, que nem dá para pagar a embalagem, só para que o cálculo da comparticipação seja o mínimo possível? Pensar dá muito trabalho!

Anfitrite disse...

Esqueci-me do link. Devo estar atacada pelo alemão.

http://portugalmundial.com/2013/07/ritalina-o-monstro-da-infancia/

Anfitrite disse...


Bea
Agora sou eu que estou a precisar de acalmar.Veja só os efeitos colaterais:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Metilfenidato#Efeitos_colaterais

rainbow disse...


Muito bom saber que esta tribo continua aqui.

Andorinha e Bea

Retribuo o beijinho da Bea e o abracinho da Andorinha (do andar de baixo).
As vossas palavras são um oásis.
E Bea, não percas o teu sorriso. Olha que depois, leva tempo a encontrá-lo...

Anfi

Vi o filme "Filadélfia" e também um que mencionou há dias "Um método perigoso", temáticas muito diferentes, mas bons filmes.

Before sunrise:

https://www.youtube.com/watch?v=fkRuHhhYAqg

Abraços



João Pedro Barbosa disse...

Mais Que Respeitar A Alma Dos Mortos É Saber Fazer Respeitar A Alma Dos Vivos

andorinha disse...

Dª Anfitrite:)


"E quem pensar o contrário está errado"

Looool Até tenho medo de dialogar contigo! Decretas e está decretado:)))

E se não foste ao altar, como querias que te tivessem lá levado, mulher?:)

Acedi ao link mas confesso que não sei se vou ver o filme. Já vi muita coisa sobre o holocausto, não preciso de ver mais horrores para saber o que foi. E para nunca esquecer.

O caso do doente sueco é arrepiante.


Mas depois de um domingo calmo e tranquilo chego aqui e isto está inundado de "calamidades" por tua causa...:(


Perante isto devias sentir-te na obrigação de mais logo nos presenteares com algo belo. É o mínimo que podes fazer!:)))
E já tens trazido aqui coisas lindíssimas...vá lá...:)


Rainbow,

Your smile has just gone for a walk. It will be back soon:))))

Beijo, miga:)

João Pedro Barbosa disse...

( Andorinha... Alzheimer? Tem nome! De produto que limpa tudo. )

"https://www.youtube.com/watch?v=lB1YexOfvoE"

João Pedro Barbosa disse...

Nunca é tarde... Para fazer um selfie? Com mão de obra chinesa! E tecnologia de ponta alemã.

João Pedro Barbosa disse...

"Portishead - Glory Times (1995) (Full Album)"

https://www.youtube.com/watch?v=klL43-ka7-s

P.S. Bons. Velho! Tempos?

andorinha disse...

As crianças que ficam para trás


http://www.publico.pt/sociedade/noticia/as-criancas-que-ficam-para-tras-1631163#/0


Lemos e ficamos 'doentes'.
Sacanas que estão a infernizar a vida a todo um povo.:(((

andorinha disse...


Fanhais - Vemos, ouvimos e lemos

https://www.youtube.com/watch?v=JACl3RRZRpE

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite? No Mar é assim! Temos que sair. Que lá a água não era doce...

João Pedro Barbosa disse...

Bea? Como! Eu. Ia a dizer...

João Pedro Barbosa disse...

https://www.google.pt/search?q=Beatriz+Santos&oq=Beatriz+Santos&aqs=chrome..69i57j0l3.7723j0j1&sourceid=chrome&ie=UTF-8

bea disse...

Boa noite:)

Anphy

Não consigo ver essas atrocidades e não é por me fazerem chorar. Fico enojada, seriamente agoniada; com o estômago às voltas. E já entrei em pausa extensa, não me apetece nada ir aos vómitos para a casa de banho. Estou habituada à minha alma suja:), não há crise. E não são chamadas maldades. As maldades são próprias das pessoas normais, isso é desumanidade, como o termo indica, animalidades - sem ofensa aos animais que até nem têm culpa e por mais que façam não conseguem tal grau de horror. Fim.

Tem razão, Filadelfia é um bom filme.

Garanto-lhe que o cheiro do forno crematório é muito pior que churrasco. Quero lá saber do que me façam quando morra! Já morri…não pertenço.

O senhor sueco deve ter sentido uma angústia king size.

Não me venha com conversas de doenças e sintomas, um dia destes adoeci a família toda assim, de ouvido:) não gosto muito do tema.

Por acaso tenho má impressão da ritalina e de quem droga crianças que só dão muito trabalho e são vivaças. Mas não será que a doença existe mesmo?

Rain

Pois é, tenho de sorrir, séria sou um bocado feia. E triste. E franzida. Rir faz bem a tudo e é preciso.

Sorrisos para ti e a andorinha, porque ajudaram, sim :) :);

Considero before sunrise o melhor dos três filmes

João Pedro

Jobim é bom em qualquer língua, mas o brasileiro é o seu lugar. Bigada.

mas que testamento, meus deuses

João Pedro Barbosa disse...

Bea? Estou certo que não é quem eu penso! Até foi muito mal recebido. Vai fazer um ano que não nos vemos e assim será apenas na memória de ser mal amado e no entanto teve a maior atenção...

P.S. Posso ter perdido o cão o que não me fez perder o rebanho e ser cão e pastor do meu tempo :)

João Pedro Barbosa disse...

Bigada? Ou picada! Querem mais pica. Pico...

João Pedro Barbosa disse...

"Fukushima Mon Amour"

https://www.youtube.com/watch?v=FOR6vJ8oePs

bea disse...

Ninguém é quem o outro pensa João Pedro. Nem como nos pensa. Somos sempre diferentes, talvez felizmente.

mas é por isso que o contacto entre as pessoas tem algum interesse. Penso eu de que.

Do resto não me apetece falar porque tinha de dizer coisas que também não me apetece dizer. E que sabes.
Fica bem. E curte o dia.

Caidê disse...

Anphy

Eu só disse que a melodia é linda e são para mim assim as que ouço de Clapton, também aquela, também a outra.

Depois também estava a trabalhar e foi só uma escapadinha para desanuviar o cerebelo. Até esqueci mudar de mail.

Ando à procura de uma folga. Alguém viu por aí?

Sorrisinhos malandros !...