sexta-feira, abril 04, 2014

Quatro minutos e meio de intervalo no trabalho. García-Márquez está melhor:).

34 comentários:

andorinha disse...



Abençoado intervalo:)))))


Boa música e óptimas notícias.
García Márquez tem-me acompanhado ao longo da vida. Tem sido para mim um prazer!

bea disse...

Mau...então não estava mais que morto o senhor? Ou é só na minha cabeça?

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite? Vim-lhe! Devolver. O trevo...

João Pedro Barbosa disse...

Bea? Não me esqueci! De. Si...

João Pedro Barbosa disse...

Gorillaz (Demon Days Full Album)

https://www.youtube.com/watch?v=3JBf9pFEHR0

Impio Blasfemo disse...

Anfitrite e Andorinha

Também ontem ouvi o debate entre o Galamba e o Nuno Melo e de facto pouca paciência me restou. Falava-se de buracos e do BPN e do Constâncio e da SuperVisão ou da FaltaDeVisão, enfim, um enorme lavar de roupa suja que todos estamos a pagar, menos uns tantos, poucos, os que cometeram desfalques e o(s) que devia(m) ter evitado e nada ou quase nada fez ou fizeram.

Mas lembra-me em tempos um  Frente a Frente e o Exmo Ministro da Economia, o Álvaro. Francamente, nessa altura fiquei galvanizado, tão galvanizado fiquei que nem dobrava o pescoço nem a espinhela para atar os sapatos com o medo de estragar a galvanização. Foi tamanha a corrente que me passou pelos neurónios que me senti um verdadeiro lampião e não foi por morar em Benfica. Mas melhorei, e embora me mantivesse algum tempo na fase de pirilampo...ora acende,ora apaga, ora acende, ora apaga....a resiliência não é eterna, apagou-se, foi-se a galvanização, entrou a ferrugem, o tempo faz destas coisas.
Falta-me decerto o tal espírito navegador que um alucinado jovem de sotaque nortenho bem frisou, nesse Frente a Frente, ser essencial para a nossa viragem na crise. Dizia o dito visionário marketeiro ou verdadeiro spin doctor em espiral de loucura alucinogénica, todo ele cheio de anglicanismos num jargão, para mim, totalmente novo, que nos faltava sermos descarados. Bom, deve estar arredado de notícias e se calhar a ler as gloriosas crónicas do reino do tempo do Vasco da Gama, porque descaramento não nos parece faltar. Esqueceu-se deste buraquito do BPN, e do buraquito da Madeira, essa nossa Pérola do Atlântico, buraquito este que, segundo as más línguas, línguas viperinas e jacobinas do Continente, foi feito por uma pessoa a quem o dito descaramento é coisa que não lhe vem à cabeça; ele nem sequer sabe o que é....nem sequer consegue vislumbrar em que página do dicionário do "Contenete" esta odiosa palavra existe; decididamente, a palavra, para ele, emigrou, foi para as Américas! E assim, nós "Contenentais" cubanos e idiotas, invejosos do esplendor ilheu feito de obra escavada na rocha, um verdadeiro queijo gruyére em rocha vulcânica escavado, iremos atentos venerandos e considerados, pagar o sobrecusto desse e doutros buracos que às profundezas de Hades nos irão conduzir. Talvez, com alguma sorte e talento consigamos negociar uma parceria pública/privada com o dito deus, aproveitando o calor dos seus fornos (dizem que por lá há calor para dar e vender) e nesta égide dos mercados globalizados, consigamos montar uma central geotérmica na Madeira e porque não outra também no “Contenente” pois já que de buracos, e bem fundos, estamos a falar. Tenho apenas um ligeiro temor que esta nova parceria público/privada, à semelhança das suas antecessoras, não se torne mais uma verdadeira pedra de Sísifo. que todos em conjunto e em silêncio acartemos às nossas costas, por longos anos, já que a maldição dos deuses do Norte, dos Tribunais e das SuperVisões, sobre nós caiu.
 

Abraço
IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Ímpio... Não li quase nada. Estou a ouvir umas coisas e a ver outras! Que é de ver estrelas?

bea disse...

Olha João Pedro, vira lá os gorilas pa outro lado que estão a ocupar muito espaço e o cheiro dos bichos com a chuva fica mais activo e não tem piada nenhuma.

bea disse...

Ímpio

eu li tudinho. Mas vamos decretar uma pausa nesta bodega em que nos entalaram...preciso de respirar um bocadinho e não tenho por onde.

Vou fazer como a Andorinha, tento não ouvir o telejornal e pego ao serviço das notícias na segunda que ainda vou a tempo de saber tudo que é mau.
Além disso, ontem fui tentada pelo plano de vida de Miguel Esteves Cardoso que afirma não ver telejornais há mais de 10 anos (ele é um bocado mentiroso, mas dá boas entrevistas, ri-se qb e melhora-nos). É uma criança com rugas.

bea disse...

E desculpem muito mas vou ouvir uma resma de tubos de ensaio porque curto o Bruno Nogueira. Pronto.
Portem-se bem ou mal. E tenham santas noites

João Pedro Barbosa disse...

COMO QUEIRAM

Unknown disse...

Boa noite

Já tinha este vídeo nos meus favoritos há meses mas hoje lembrei-me de o partilhar. É sobre Dali, de que o professor gosta tanto (nem poderia não gostar... deve ser o que mais se aproxima da ilustração da Mente, dos enigmas, dos simbolismos,...)
Eu prefiro o Van. , apesar de gostar de gostar muito de alguns quadros de Dali. (Mas isso não interessa nada ;)
https://www.youtube.com/watch?v=iSRbueitLto&list=PLaXh5K3Yzz-_a-4IS8aiomqcmZJZGeYRX

Este para todos.
https://www.youtube.com/watch?v=TwmL23wlfkU&list=PLaXh5K3Yzz-_a-4IS8aiomqcmZJZGeYRX


Bjnhs

CêTê

andorinha disse...

Impio,

Eu só vi uns dez minutos, talvez, os finais. Que barulheira, que chinfrim, que peixeirada!

Se aquilo é um debate, se aquilo é instrutivo, estamos conversados.
Por isso eu deixei de perder o meu tempo com m....dessas.
O tempo é precioso, ainda mais para nós, "velhotes":)

Bea,

"Mas vamos decretar uma pausa nesta bodega em que nos entalaram...preciso de respirar um bocadinho e não tenho por onde."

Vês como me entendes? Vês como só te levo por bons caminhos?


:)

Também vou...ler e ouvir música...descompressão total:)

andorinha disse...

Dúvida


Regou as plantas como a Mãe fazia. E, de súbito, a dúvida. Se o Pai fosse vivo...Assim, hesitou entre psiquiatra e padre. Decidiu-se por homem de Igreja, além de resposta, ambicionava ombro e coração abertos, livres de preconceitos.
Capela na sombra, voz acolhedora:
- Posso ajudar?
E ele:
- Se o choro lava a alma, porque não a vejo no estendal do jardim?
O padre em murmúrio cúmplice:
- A Deus agradam as almas lavadas, meu filho, mas horrorizam as que secam.
Regressou em paz à varanda solitária.


JMV conversando com a Maria e connosco. Um texto que guardei na alma desde o primeiro dia em que o li.


Fiquem bem:)

João Pedro Barbosa disse...

E Assim se interrompem os trabalhos nos Paços de São Bento.... Discórdia à mesa. Unidade nos sanitários! Perquê?

bea disse...

Andorinha

eu por acaso também me lembro desse post. Ainda não o entendo. Mas há melhor na lista do professor.

Guardaste na alma???! hum...não é um bom sítio; o que se pode guardar num lugar imaterial e de que tanta gente duvida:)
tens a certeza de que não foi numa gavetinha escondida da memória. vai lá espreitar, olha que pode estar lá, num cantinho ; a memória é um lugar formado por recantos.

BFS pati

andorinha disse...

Bea,

Tá bem, prontus...guardei numa gavetinha escondida da memória:)))

Também acho que há melhores,seja a nível estético, literário ou de vivências/afectos partilhados. Alguns deixam-me à beira das lágrimas.
Mas este "tocou-me" de uma forma especial, não te sei explicar bem porquê.
E acompanha-me muitas vezes...

De certeza que o entendes, terás a tua interpretação, pelo menos.

Eu tenho a arrogância de dizer que entendo:)))))


Bom fds 'patitambém', miga:)

AQUILES disse...

Para um serão quente em noite fria:

https://www.youtube.com/watch?v=_IafnG-A5mU

E sim, não vejam telejornais que são estupidificantes.

andorinha disse...


Obrigada, Aquiles. Vou ouvir daqui a pouco.

Telejornais? Junta-te aos bons...:)
Como disse mais acima, nós, "velhotes" temos que gerir bem o nosso tempo...e viver:)

Abraço

João Pedro Barbosa disse...

Confesso Que Vivo E O Contrário Não Seria Igual

João Pedro Barbosa disse...

Air - Moon Safari [Full Album]

https://www.youtube.com/watch?v=wo8aSo5Tv1E

João Pedro Barbosa disse...

Bea? Que tal A Guerra Quente! Sabendo como foi a fria. Mais do mesmo...

Anfitrite disse...

Bea,

Não sei se viu o filme de David Cronenberg "Um método Perigoso". E se viu o tratamento que aplicaram a Sabina, uma senhora que viria a tornar-se a Mãe da Psicanálise e com um vida perfeitamente normal, que casou e teve filhos, e que acabou fuzilada, em 1942, juntamente com as suas duas filhas, pelos nazis. Para mim ela foi superior a Feud e Yung, apesar da infância traumática que teve, conforme relata este blogue que anexo.
http://www.psicologiadialetica.com/2012/02/sabina-spielrein-e-o-filme-um-metodo.html

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite? As tragédias! Infelizmente. São sempre uma fonte de culto...

bea disse...

o que a net ontem não deixou postar:
oh não, andorinha. Não interpreto. Habituei-me a não o fazer se o discurso me parece ligar mal. E neste blog é frequente (Bill Evans manda-me tentar mais tarde; palerma!). Tem vezes em que digo que não entendo e não sou esclarecida porque vocês emigram ou julgam que chego lá sozinha. Mas apenas deixo de pensar nisso:)
Digamos que sou muito literal - disseram-me esta semana -; e considero que assiste a toda a gente o direito a expressar-se como deseje. E mais ao professor. Ainda por cima toda a gente entende menos eu…que só o rafeiro me acompanha a perder-se no labirinto.
E para hoje: Bom Dia!!! (de chuvinha)

bea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bea disse...

Anphy

tenho memória de ter visto o filme a partir do murcon, quem sabe foi a Anphy que o trouxe. Gostei dele. E até julgo que pensei qualquer coisa sobre - mas ligo pouco ao que penso, como sabe, e não faço ideia do que tenha sido.

Quanto a ajuizar sobre o valor desses três, compará-los...não posso nem sei; apenas conheço mal a teoria de Freud e um filme é insuficiente para; como um livro romanceado.

Contudo, acredito em si:) e se um dia estude os outros dois, vou ver se concordo consigo, tá? (não é tratar de ver se, é verificar se)

tenha um sábado retumbante. bjinho

andorinha disse...

Bea,

Já me fizeste rir, rapariga:)))))
Primeiro isto:

"mas ligo pouco ao que penso, como sabe, e não faço ideia do que tenha sido."

looool

"Tem vezes em que digo que não entendo e não sou esclarecida porque vocês emigram ou julgam que chego lá sozinha. Mas apenas deixo de pensar nisso:)"

:))) Em relação ao texto considero-o uma metáfora lindíssima! Sobre a vida, sobre a alma...
A alma deve estar lavada( não entro aqui com noções de pecado nem nada disso), mas não seca (ao contrário da roupa que se lava e se põe a secar), pois devemos estar abertos a nós e ao outro, termos sensibilidade para quem nos rodeia e para quem já partiu.
As lágrimas não devem fazer secar a alma.É a metáfora que acho brilhante!
O autor regressou em paz à varanda porque a sua alma não está seca.

Foi assim que li. Se estiver a dizer bacoradas, "fáxabor" de corrigir, Júlio:)


Nem ao fds posso perder o meu tom professoral?:))))))))))))))))))

Bom dia pati, também. E partilhemos a chuva...

:)

bea disse...

Choro pouco, infelizmente, andorinha. mas, apesar disso - e talvez sem a alma lavada - não secou.

bea disse...

...e lavar a alma faz bem a tudo:)

Boa noite

andorinha disse...


O que importa é que não tenha secado, Bea:)))

andorinha disse...


Escrevemos quase ao mesmo tempo:))))))))))))))

Pode-se lavar a alma sem chorar...

Anfitrite disse...

Bea,

Sim. Fui eu que o levei ao murcon, porque gostei bastante do filme, que para além de tudo tinha imagens lindíssimas e quase parecia uma peça de teatro (aliás o argumentista foi o autor duma peça, que também serviu de base ao filme), mas eu falei para resmungar porque num filme que requeria silêncio tinha atrás de mim uma vara de porcos a comerem pipocas todos da mesma manjedoura e que eu tive de lhes chamar a atenção, porque não gosto de engolir em seco.

andorinha disse...


Anfy,

:))))))))))))