terça-feira, julho 29, 2014

Pois...

Construtores do caos
por VIRIATO SOROMENHO MARQUESHoje

DN.

O caso GES-BES tem suscitado uma pergunta simples: como foi possível que gravíssimas práticas fraudulentas tivessem escapado durante anos à vigilância das autoridades de regulação, incluindo à vigilância da troika sobre o setor bancário? A resposta é tão dura quanto simples: nos últimos 30 anos muitos governos (de direita e de esquerda) foram responsáveis pela criação dos alçapões e das opacidades que transformaram o sistema financeiro europeu (e mundial) num campo minado onde aventureiros põem em perigo a segurança de milhões de pessoas. Em 1933, em plena Grande Depressão, o Congresso dos EUA produziu uma lei (Glass-Steagall Act) que restaurou a confiança no sistema financeiro: separou e protegeu os bancos comerciais, face aos bancos de investimento. Por outras palavras: os bancos que recebiam as poupanças dos depositantes e que emprestavam às empresas na economia real não podiam fazer operações especulativas com produtos financeiros. Durante décadas essa higiénica distância permitiu prosperidade económica, a par de visibilidade e eficácia no trabalho dos reguladores. Contudo, o lóbi financista, embalado pelo mantra do neoliberalismo, não descansou enquanto não meteu no bolso os governos e os parlamentos necessários para misturar tudo de novo. Em 1999, o Congresso americano revogou a lei de 1933, regressando à promiscuidade especulativa. Por todo o lado, incluindo a UE, as leis "liberalizaram-se", no sentido de criar obscuridade, onde antes havia transparência. Criaram-se condições para mascarar a exposição da poupança das famílias, no labirinto arriscado das ações, das obrigações e de uma miríade de derivados toxicamente imaginativos. Os políticos que se queixam dos banqueiros deveriam ter vergonha. O caos habita nas leis que eles próprios assinaram. Seria interessante saber como e porquê...

13 comentários:

andorinha disse...


É sempre um gosto ler este homem. E aprende-se.


"Os políticos que se queixam dos banqueiros deveriam ter vergonha. O caos habita nas leis que eles próprios assinaram. Seria interessante saber como e porquê..."

Seria, mas acho que nunca saberemos...:(

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite? Então o João Lopes! Vai deixar o canal quatro. Isolado...

João Pedro Barbosa disse...

Em Casa Em Que Não Há Pão Todos Ralham E Ninguém Tem Razão / Ver Os Outros Pelas Costas Não Evita Continuar A Sentir A Sua Presença

"https://www.google.pt/search?q=Chanel&oq=Chanel&aqs=chrome..69i57j0l5.4167j0j7&sourceid=chrome&es_sm=0&ie=UTF-8"

João Pedro Barbosa disse...

Está bem Redigido? Só faltam! Os. Comentários...

Impio Blasfemo disse...

Sob o caso BES-GES o que mais me surpreende e que até à data não vi abordado é o facto de que todos os anos as contas de uma qualquer instituição sofrem a auditoria de um ROC (Revisor Oficial de Contas). Para quem não esteja dentro deste assunto, numa explicação simples, um ROC deve verificar entre várias coisas se os balanços (entenda-se contas) que a empresa apresenta são verdadeiro. Se falhar tem responsabilidades civis, criminais, fiscais e disciplinares (dadas pela Ordem dos ROC). Há técnicas que permitem verificar a veracidade dos valores apresentados pela empresa quando faz aquilo que vulgarmente denominamos de consolidação das contas. Se à posteriori se detectam falhas devidas a fraude o ROC nunca pode, ou melhor, não deve argumentar, que lhe deram contas falseadas pois tecnicamente falando ele tem mecanismos para detectar que lhe apresentaram valores falseados. Pelo que a minha pergunta é simples:- Onde andam os ROC que sucessivamente auditaram o BES e o GES etc?

Abraços e desculpem a “tecnicidade”

IMPIO

andorinha disse...


Impio,

Se as coisas se passassem como dizes, dificilmente haveria falcatruas. Não sei...digo eu que pouco entendo do assunto.
Cá para mim esses ROC devem ser cúmplices de toda a engrenagem. Ou então não conseguem mesmo detectar fraudes.
Se até a supervisão do BP falha...

E achas que neste país há responsabilidades civis, criminais, fiscais ou disciplinares?

"Tecnicidade" desculpada e, mais do que isso, bem vinda:)

Abraço

rainbow disse...


Os donos do mundo não descansam. São predadores implacáveis.


Andorinha

Falaste sobre os amigos no andar de baixo, e saiu-me isto:)

Aos Amigos

Contigo, minha âncora
e minha vela
permaneço quieta no teu ombro.
Ou sigo quando me empurras
suavemente rumo ao oceano
para descobrir novos horizontes
desbravar novos caminhos.
Por ti, minha pérola
meu tesouro meu cofre
repleto de conchas raras
de novelos e contradições,
sou livremente cativa.


Faltam dois dias!E depois férias!:))Beijinhos.

Boas férias para todos,
Um abraço



andorinha disse...


Rainbow,


Então vou falar mais vezes:))))

Sexta está já aí ao virar da esquina

Beijinhos

João Pedro Barbosa disse...

Muito Trabalho Para Este Ano Que Está A Começar

"https://www.google.pt/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=Youtube"

Moon disse...

Tipico... :(

João Pedro Barbosa disse...

Moon? Para Setembro! Quem tirar férias. Manter sigilo...

João Pedro Barbosa disse...

EU A Partilhar Partilha Por Um

"http://www.youtube.com/watch?v=bR586YlEhpI"

João Pedro Barbosa disse...

Aquela cadeira já está ali pousada à tanto tempo