quarta-feira, junho 13, 2007

Sinais? Quais sinais?

Em Florença todos os acessos ao hotel eram proibidos, além de haver sinais de sentido obrigatório..., em sentido contrário uns dos outros! Desesperados, seguimos o mapa sem ligar à sinalização, "limpando" três proibições pelo caminho. O recepcionista cortês, eu curioso e extenuado - "como raio se chega aqui sem prevaricar?". Resposta tranquila - "não se chega". Mas evidentemente, onde tinha eu a cabeça?:). Continuo a preferir Florença a Roma, é mais aconchegada. Americanos por todo o lado, com os mais jovens a beberem forte e feio. Um Bob Dylan transalpino na Ponte Vecchio a cantar Father and Son de Cat Stevens. "Take your time...". Sentei-me no chão e assisti ao espectáculo. Dele e dos vendedores ambulantes, em constante jogo do gato e do rato com uma polícia que os persegue (?) muuuiiito preguiçosamente. Já tarde, o rapaz assassinou Neil Young e eu percebi que chegara a hora de recolher. Na TV, o Instinto Fatal II. Não restavam dúvidas - hora de recolher e de dormir!

52 comentários:

Teka disse...

Caro professor

Mesmo com os precalços, mesmo suados, cansados e desesperados com as pernas a pesarem toneladas... VIAJAR continia a ser para mim a palavra mais mágica do mundo...
Digo-lhe EU que por força de reveses do destino, não saio deste rectangulo plantado à beira mar, há 3 penosos anos.
Adorei perder-me em Roma nas catacumbas, andar de Gondula em Veneza, comer pizzas no meio da rua em Florença e sentar-me no meio da praça em Siena e... e... e...
VIAJAR o verbo mais rico desta nossa língua.
Bem haja por nos pôr a sonhar através dos seus relatos...

Sirk disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sirk disse...

"Instinto fatal II" é para (des)cruzar as pernas e assistir...agora "recolher" e ainda por cima "dormir"!
É o que faz prevaricar no trânsito...
;))))

Sirk disse...

Apaguei o 2.º comentário porque continha calinadas a pontapé.

"Perdôni, perdôni..."

:D

Manuel da Gaita disse...

Ó professor, e as gajas italianas?
Um abraço e divirta-se. Infelizmente só estive em Italia de passagem para um outro lado qualquer no mundo... tenho pena mas sempre foi para mim um local de escala e não de paragem.

espertinha disse...

Benvenuto in Italia!

moon disse...

Muito bem...!
Com que então a malta aqui a trabalhar e sua excelência a divertir-se à boa maneira italiana...
A continuar assim, um dia destes, ainda vamos ter uma produção das «férias» à la Ettore Scola: "Rotíssimos, atarantados e desesperados..." (isto só porque o outro título não se adapta: "feios, porcos...":)))))))

Fora-de-Lei disse...

Instinto Fatal II ? Vale sobretudo por essa sempre bella ragazza que dá pelo nome de Sharon Stone...

A Menina da Lua disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Menina da Lua disse...

Boa noite!


"Continuo a preferir Florença a Roma,"

Eu tambem...e já agora até lhe acrescento Veneza que apesar de ser maravilhosa não tem a ambiência de surpresa e encanto que encontramos a cada esquina ou em qualquer daquelas praças "lindas de morrer" que Florença tem...

Florença sempre foi e será a minha cidade preferida. Claro que Barcelona e o Rio de Janeiro são outras lindíssimas cidades mas isso é outra conversa; aí foi a natureza que com o seu ar benfazejo as beneficiou :)

andorinha disse...

Boa noite.

Tenciona continuar a fazer-nos inveja durante muito tempo?:))))
Eu também diria que viajar é o verbo mais rico da nossa língua, mas vem já o Noise contradizer-me...

Aproveite bem, divirta-se, mas cuidado com as italianas:)

Sirk,
Tu é que estás sempre a prevaricar, quanto mais não seja com esses pensamentos libidinosos.

:)))

PAH, nã sei! disse...

"Chefinho"?

Só para desejar boas visitas e que não lhe falte "as vistinhas" :)

Ah!! Ao passar os olhitos pelos tempos do "xôr" Chico lembrei-me... Que é feito de Mister Sousáá? :)

Pamina disse...

Boa noite.

Em Florença, a companhia de recepcionista complacente ou de pseudo diva da 7ª arte parece-me que seria blasfémia:).
Na minha opinião, a Florença nem sequer é para se ir com uma paixoneta, mas sítio para se estar com alguém de quem se goste muito (não necessariamente como casal, também pode ser com um parente ou amigo/a querido/a, mas o primeiro caso claro que é mais gostoso). Se não poder ser, então, vale mais só do que mal acompanhado/a por sucedâneo ocasional.
E não será sempre assim? Há lugares onde poderá dar para facilitar, ali definitivamente não, penso io di che...

CêTê disse...

Boa noite!
Não tenho tem$o para viajar ;/. A.S, ainda pensei que daqui a uns anos iria ver os grandes parques naturais pelo mundo fora de chapéu vermelho na cabeça (e de cadeira de rodas)à boa maneira de reformada incluída num grande bando. Mas já nem essa esperança... Depois não sei "ser" e tenho desmazelado na graxa à velhada que vai morrendo e me assitia por "direito" herança...;]
Só me restam os anúcios Dove!;] e a convicção de uma nova moda "Mulher Natura"- (que a depilação a lazer DÓOOOOI).
Florença? Talvez preferisse Veneza- "Antes do Amanhecer". Não perceberia a má interpretação de Neil Young...


Quanto ao "Instinto Fatal"... detestável.
******

Alguém viu o "Babel"?


abraços

CêTê disse...

Ahhh!


A.S- Antes do Sócrates!;]]]]

Tangerina disse...

Olá, boa noite.

Experimente Berlim, aquilo é muito grunge, vale bem a pena:)

Fred disse...

Obrigadíssimo pelo convite, mas em época de exames não se vai a florença…! =p
Pode ser que, quando me livrar disto tudo, e se tudo correr bem, ainda faça umas férias, mas desta feita a sul! Capri, Costa Amalfitana, Calábria, e as ilhas… há muito para ver!
Mas sim, Florença é belíssima, não é por acaso que já lá voltei!
Boas viagens professor! Divirta-se e vá contando as histórias por aqui! Depois confrontamos experiências na nossa sempre Invicta!
Um abraço!

Sirk disse...

Andy, tu achas que eu sou tipa para vir ao blog do sexólogo mais famoso deste país (sou paga para tecer estes elogios) rezar uma novena ou vir para aqui tentar impressionar a malta? Não, eu não sou dessas. Até porque eu já descobri há bué que no fundo, no fundo, eles preferem as que usam copa C. :D

Opá, mas tu pensas que o profe não a sabe toda... ele falou no tal filme, cuja protagonista é conhecida pelo seu cruzar de pernas, para quê?, para a malta vir aqui falar de rissóis? Ai valha-vos Deus, valha!

:D

Sirk disse...

Antes de bazar, deixem-me dizer que anda por aqui malta com muita piada. Já repararam no Manuel que diz ter uma gaita?
É assim mesmo!, quem as tem deve publicitá-las...
LOOOOOOOOOOOOOOL

Inté e portem-se pior, porque para mal estou cá eu.

Xelim disse...

O Murcon pode ser o sexólogo mais famoso deste país, mas não deixa de ser um sexólogo de cavaqueira. Aliás foi precisamente com as "cavacas que vendeu" que conquistou audiências.

andorinha disse...

Pior do que tu, é complicado, Sirkitita, podemos sempre tentar mas duvido que estejamos à altura:))))

E agora também vou bazar.
Até amanhã, malta:)

Pamina disse...

Para descontrair antes da caminha, ainda dentro da associação Itália-Papa, ouvi esta anedota num programa alemão de televisão. Teria vindo mais a propósito no outro post, mas gravei o dito programa e só hoje é que tive tempo de ver.

O Papa vai de férias à Alemanha e a certa altura apetece-lhe conduzir. Entusiasma-se, carrega no acelerador e acaba por ser apanhado em excesso de velocidade. O polícia fica um bocado encavacado e resolve contactar a central.
-Tenho aqui o carro dum VIP que vinha em grande excesso de velocidade e não sei se hei-de multar...
-Quem é, algum ministro?
-Nada disso, muito mais importante.
-Não me digas que é a Chanceler?!
-Não, ainda mais importante...
-Então quem é?
-Não sei, mas o chauffer dele é o Papa!

Uma noite descansada.

Migmaia disse...

Buona cera!

É com enorme curiosidade que venho espreitar, mas (quase sempre) maior é satisfação que o Espaço me proporciona.
Com a Excelência do mote do Prof. JMV, e com uma orquestra, tão harmoniosa como espontânea, composta pelos também Ilustres (para mim e como eu) anónimos participantes (esta dissertação custou-me quase 1 hora…)

A viagem a Itália do Prof. JMV III, hoje pareceu-me mais banda desenhada, lembrei-me do Tintin nas suas viagens. Que também são nossas. E essa é a prova que não precisamos de sair do lugar, para as fazer. Na Insustentável leveza ser, Milan Kundera, relata das mais belas viagens. Conhecer uma mulher, como dizia Tomás, era como conhecer um novo País, com seus encantos e mistérios. Mas as viagens também me trazem ao Porto. Perdoem-me Fiorentinos, Romanos e todos os demais. Não é só pelo Dragão, mas não há cidade mais bela!
A propósito da Invicta, Viagens também é o nome de um álbum de um ilustre músico da cidade: Abrunhosa.
De regresso a Itália, e por (o Prof.) falar em música, para uma referencia, a uma recomendável versão de Bowie do Space Oddity – Raggazo Sollo: Arrepiante!

Para “trip” do dia, e como fotografia de Itália, o caminho para o Hotel:

"como raio se chega aqui sem prevaricar?". Resposta tranquila - "não se chega".


Lembrei-me entretanto se este recepcionista não teria qualquer afinidade com o Paulo Bento, não só pelo estilo na resposta. Também pelo conteúdo, como se a pergunta fosse: como se chega ao título? …O que me vale, é que este Bento não veste a camisola XVI…!

Barão da Tróia II disse...

Florença, deve ser giro.

A Menina da Lua disse...

CÊTÊ

Vi o "Babel" sim! e curiosamente ultimamente tenho falado imenso do filme com amigos.

Filme impressionante pela crueza das realidades humanas apresentadas e pelas ilações a tirar disso. E já agora tambem nos mostra que afinal a ideia de "felicidade" está sempre a trocar-nos as voltas...

andorinha disse...

Boa tarde.

Migmaia,
Andas inspirado, depois de tão prolongada ausência...
São os efeitos benéficos da Primavera?:))))
Só discordo de ti numa coisa: a cidade mais bonita do país é Lisboa, a "minha" cidade".
Não é FDL?:))))))

Em relação ao Porto já me habituei a gostar, mas foi amor à 50ª vista!:)
Foi um amor construído ao longo do tempo.
"Primeiro estranha-se, depois entranha-se." já lá dizia o anúncio...

Até mais logo, gente:)

thorazine disse...

Andorinha,
"Primeiro estranha-se, depois entranha-se." - já dizia o poeta!!, neste caso FP! :))

Para os portuenses anuncio que está uma mini feira do livro na estação de São Bento com preços bem em conta! E algumas obras dignas de prateleira de alfarrabista! ;))

Maria disse...

Apaixonei-me em Florença há 3 meses atrás...Cidade encantada...

Fora-de-Lei disse...

andorinha 12:30 PM

"Só discordo de ti numa coisa: a cidade mais bonita do país é Lisboa, a "minha" cidade". Não é FDL?"

Sem tirar nem pôr !!!

Manuel da Gaita disse...

Para mim, Coimbra também é a cidade mais bonita do país. Depois é Lisboa.

Mas cada um é como cada qual, e a cidade mais bonita para cada um de nós, é aquela em que nos sentimos melhor.... ( esta regra não se aplica ao Barreiro e a Cacém).

Mas já que este blog é de um sexólogo e de quem o frequenta, gostava de saber a opinião do professor em relação às italianas

Fora-de-Lei disse...

Manuel da Gaita 4:16 PM

As italianas ? Umas malucas...!

Migmaia disse...

Boas,

...as Italianas, são bravíssimas e belíssimas! Quase como as Portuguesas!!!


Andorinha:

Antes de mais agradeço do fundo os mimos que, são uma motivação para uma presença mais assídua. De qualquer forma, a espécie de luto está a passar e o estado de espírito é como o da primavera...mas eu cá gosto mesmo é do verão!
Pena que o tempo esteja tão cinzento. Encontro-me em Sesimbra, e se o sol aparecesse, as condições seriam excelentes para a prática...estou a sonhar (não alto mas por escrito), porque pouco tempo sobra.

Thora:

Até quando a mini-feira do livro, se tiveres conhecimento p. f.?

Quanto à cidade mais linda, claro que será aquela que nos fáz sentir melhor, a que mais nos aconchega a alma! Não importa a latitude, longitude ou altitude, tão pouco se é grande ou pequena, apenas que caiba e brilhe no nosso "coração"!

CêTê disse...

A_Menina_da_Lua,

É forte, o filme, não é? Um filme que só pode ter sido relaizado por alguém que viaja e/ou vive em/por locais multiculturais.

(Para lá da injustiça da lei, do empecilho burocrático, da ridicula e revoltante seriação das urgências...)

A rendição do míudo!!!, o abraço do polícia!!, a velhota da droga, o beijo, o suspense de uma morte anunciada... Mas ACIMA de tudo a mexicana!!! A desgraça daquela mulher que não abraçou as crianças.

Adorei pelo realismo da(s) interpretação(ões).
Quem não viu, não perca!;]

Manuel da Gaita disse...

Caro Fora-de-Lei:
Quase tão doidas como as pirâmides do Egipto!
Já viste que o professor nunca mais responde? Deve estar a efectuar trabalho de campo para apurar a verdade

Manuel da Gaita disse...

ò Mingaia,
O hotel do Mar em Sesimbra é bem porreiro.
Uma vez acordei lá,completamente ressacado, e acredita, perante a paisagem ao abrir a persiana do quarto, passou-me completamente os resquicios da bebedeira perante tamanha paisagem fabulosa do porto... e pensei cá para comigo "Deus existe e é um cínico, colocou-me esta paisagem longe de casa". Se Deus existe, eu sou contra!

andorinha disse...

Boa noite.

Migmaia,

"...as Italianas, são bravíssimas e belíssimas! Quase como as Portuguesas!!!"

Belo ( e merecido):) piropo!:)

Eu também gosto imenso do Verão.
E estás em Sesimbra?
Férias também? Que inveja!:)))))
Aqui na cidade-berço o tempo está péssimo.
Para trabalhar até é o melhor:)

Fora-de-Lei disse...

Manuel da Gaita 9:26 PM

"Já viste que o professor nunca mais responde? Deve estar a efectuar trabalho de campo para apurar a verdade."

Ou então foi jantar com o Nuno Gomes, o qual está lá em Florença a matar saudades do passado e a ver se consegue enganar algum clube italiano...

A Menina da Lua disse...

CÊTÊ:)

"É forte, o filme, não é? Um filme que só pode ter sido relaizado por alguém que viaja e/ou vive em/por locais multiculturais."

Claro que só pode ser por alguem que viaja e conhece; o entendimento e aceitação das diferentes realidades só pode ser realizado dentro de nós quando no mínimo as conhecemos...As intolerâncias e as agressividades decorrem duma rejeição pelo desconhecido, quando não apenas fruto da má fé...

É um filme duma dureza muito grande mas onde e apesar de tudo mostra que existe tranversalmente a todos os povos a ressalva da importância do Amor e da Ternura entre as pessoas...

MARIA:)

"Apaixonei-me em Florença há 3 meses atrás...Cidade encantada"

Cheia de sorte:))
Aproveite-a bem...:)

Manuel da Gaita disse...

Pois é... ainda bem que me lembraste... esse Nuno Gomes também passa bem por uma italiana boa quando um gajo está bebedo!
Tu achas que o prof. se enganou, e está neste momento a galar o Nuno Gomes pensando que é a Sophia Loren?

andorinha disse...

Cêtê,
Esse foi, sem dúvida, um dos melhores filmes que vi o ano passado.
É dos tais que vou rever.

Somos todos seres humanos com os mesmos anseios e frustrações independentemente de vivermos em Marrocos, no México ou no Japão.

irneh disse...

Um blog do prof. Júlio Machado Vaz prometia, à partida, ser de muita qualidade. O que eu desconhecia era que por aqui houvesse tantas piadinhas libidinosas! Mas já vi que há muitos teóricos que exercem boas práticas...
Vou continuar a ler, porque sempre que aqui passo, rio-me com vontade...

thorazine disse...

migmaia,
se bem me lembro é de 14 de Junho a 14 de Julho! :)

Manuel da Gaita disse...

ó Irneh:
Lembrar-me-ei de ti na próxima dose de metadona

bica escaldada disse...

Um filme que só pode ter sido relaizado por alguém que viaja e/ou vive em/por locais multiculturais.

Há algum lugar que não seja multicultural???

Nem o Hitler atingiu a raça pura(?) nem existem lugares não contaminados pela multiculturalidade...!!!

irneh disse...

Manuel da Gaita, não sabia que estavas num processo de desintoxicação... Deves estar no princípio, porque ainda não fez muito efeito...
Também recebes o rendimento mínimo garantido, para garantirem que tomas a metadona? Por onde andam os nossos impostos...enfim...

Manuel da Gaita disse...

Olá Irneh,
Pois é verdade, está a ser um processo doloroso e ainda vai no principio, mas como deves imaginar, haja força e alguma vontade e tudo se consegue.
Claro que recebo o RMG, mas não chega para os meus gastos díarios... Por isso, todas as manhãs coloco a minha sogra, que é paralitica, à entrada do Pingo Doce a mendigar. Sempre ajuda, e com os meus filhos dois filhos menores a trabalharem na fábrico do Sr. Freitas, até nem vivo mal.
Olha, se tiveres problemas com arrumadores ou com romenos, diz que és amiga do Manuel da Gaita.

Fred disse...

não quero ser mauzinho, mas achei o Babel um filme muito muito fraquinho… Acho que não foi bem conseguido, as histórias e os "azares" são metidos a martelo, e não foca (ainda para mais fá-lo de forma exagerada e quase cínica) nada que outros filmes já não o tenham feito e muito melhor…
Mas opiniões cada um tem as suas, e gostos não se discutem (ou discutem-se muito, mas as conclusões nunca são únicas! =p).
Cumprimentos, bons filmes! =)

Manuel da Gaita disse...

o maior filme de sempre é o The Cure for Insomnia, que tem 87 horas e deixa Manoel de Oliveira envergonhado

irneh disse...

Muito obrigada pelos esclarecimentos. Aqui pela minha terrinha ainda não há arrumadores, mas lembrar-me-ei de ti quando for à(s) grande(s) cidade(s)e se me vir com problemas invoco logo o teu nome e espero não o invocar em vão! E, entretanto, é melhor ir-me limitando aqui ao deserto, porque o pessoal da cidade é lixadinho e nem sempre gosta muito que apareçam campónios, a não ser que seja para lhes levar a hortaliça...:))

Xau...

Manuel da Gaita disse...

Ó Irene:
Não sabia que no deserto se plantava hortaliça.
Olha, fui dar uma vista de olhos no teu blog e gostei do que li e do que vi. Acho que vou por um link no meu blog para o teu. Mas não vai ser hoje porque daqui a pouco tenho que sair para me ir embebedar com os meus amigos e falarmos um pouco sobre futebol e sobre gajas.
Nesse aspecto, tenho pena que o nosso querido mentor e professor não nos tenha confidenciado a sua opinião sobre as italianas, a não ser que nos diga que as italianas são "uns cimbalinos com pouco café".
xau..

CêTê disse...

andorinha, essa de o teres visto no ano passado é para me chamares "atrasada"?;]]LOL


SirK, eu logo via que a "Gaita do Manuel"- (salvo seja) não te ia passar ao lado!lol

Manuel da Gaita disse...

Ó Cêtê:
gostei da parte do "salvo seja", e quando estamos a falar de gaitas num blog de um sexólogo, o melhor é o debate sobre o tema ficar ficar por aqui.
Ainda para mais, a minha mulher quando sai ás 23h do trabalho que tem na lavandaria do "5 à sec" costuma andar a ver o que andei a escrever e depois passa-se comigo: "andas a falar da tua gaita com outras mulheres enquanto eu estou a engomar calças de nylon?"... a minha mulher detesta engomar e passar calças de nylon. Manias!
Epá...já são 23.25! tenho que sair e ir ter com os meus amigos para me embebedar!