segunda-feira, junho 11, 2007

À italiana!

Os quatro rotíssimos num táxi, ansiosos por um banho e ar condicionado. O condutor apitando a um pacífico casal que atravessava fora da passadeira. A "boca" de um esspectador que parecia saído de um anúncio da Regisconta. Travões a fundo e o nosso anfitrião disparado porta fora - "Ó senhor do fato e gravata!". Os dois em altos berros no meio da rua, em que também repousava (?) o táxi, à mercê de qualquer Fittipaldi que se lhe viesse esborrachar na traseira. O gladiador de volta, trazendo a tiracolo uma condução ainda mais escalafriante do que a anterior. Várias dessas romanas encantadoras nas suas vespas à beira do Serviço de Urgência sem o saberem. Um silêncio sepulcral no carro, a lava do vulcão esperava um pretexto para se derramar sobre nós. A travagem. A nota da minha mão para a dele, as moedas em sentido inverso. O alívio de bater a porta atrás de mim. E o horror por ver que o Júlio se esquecera de fechar a dele, aberta como uma asa suicidária à espera do arranque. Eu sem pinga de sangue, o Júlio, atarantado, a exorcizar o desastre em castelhano - "perdón, perdón". A porta de regresso ao flanco do táxi, que arrancou preso da mesma fúria. O sorriso da menina da recepção, plastificado como sempre, e no entanto..., nem ela sabe quão perto estive de lhe saltar para o colo alegremente:).

29 comentários:

Fora-de-Lei disse...

Hummm... com que então queria saltar para o colo da menina da recepção ?!

Mas não era o Santana Lopes - que numa música de campanha - dizia que precisava de colo ?

Ou será que o Professor quis antes dizer que nem ela (a romana recepcionista) sabe quão perto o JMV esteve de se insinuar de modo a saltar-lhe para a cueca ?!


PS 1: bolas, já é a segunda vez que um "precalço" seu me traz à memória o (quase) esquecido PSL... ;-)

PS 2: se viajar até Turim, veja lá se aproveita para entrar em contacto com a Vechia Signora por forma a que eles deixem o Miccoli regressar a Lisboa. Bem falta faz ao SLB...

andorinha disse...

Boa tarde.

Isso está bonito, está!:)
Romanas encantadoras, meninas da recepção para cujo colo apetece saltar apesar do sorriso plastificado...e isto é o que pode confessar aqui, imagino o resto:))))))

FDL (6.25)

Tu nem no defeso deixas de pensar em futebol...:)

Fora-de-Lei disse...

andorinha 6:52 PM

"Tu nem no defeso deixas de pensar em futebol..."

E quando já estiver no "defeso" da vida, também não deixarei de pensar em 'saltos prá cueca'. O pior, é que - se calhar - terei que me ficar mesmo só pelos pensamentos... ;-)

CêTê disse...

Ou estou pior!;p ou me parece que não era o Prof que cobiçou os mimos da recepcionista!;]] Li mal?



Vejam o futuro em:
http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=818742&div_id=291

Triste;[[[[[[[[

andorinha disse...

FDL (8.15)

Provavelmente.....:)
Loooooooooooooooooooooooool

Cêtê,
Não te percebo:)
Então quem foi???

thorazine disse...

Taxistas, muito mais do que motoristas de autocarro, têm a mania que são os cavaleiros do asfalto. Por exemplo, já várias vezes tive problemas desde que permitiram a subida de carros na rua dos Clérigos pois as passadeiras não foram modificadas e os taxistas nunca param. Mas eu ponho sempre a perninha para os obrigar "arretar"!! ;))

Claro que há taxistas simpáticos e que fazem verdadeiro "serviço público" em termos de turismo. MAs na estrada, talvez por passarem muitas horas ao volante, têm um pouco sentimento de posse.

E agora lembrei-me do início de um livro do Daniel (bom nome!) Goldman em que diz que uma das experiências mais marcantes que teve foi de entrar num bus em NY e deparar-se com um motorista que durante toda a viagem tinha um diálogo ,quase monólogo, com toda a gente que entrava enquanto ia debitando eventos culturais para os já passageiros. Acho que até lhe chamou psicólogo social!

CêTê disse...

Andorinha, terá sido um dos outros três- o narrador- mais propriamente quem pagou a despesa!LOL
O filho, talvez..;]

CêTê disse...

E AGORA NÃO ME PERGUNTES- Qual dos filhos?





LOL



Pede esclarecimento ao Prof.que a mim não me liga pevides.;P

andorinha disse...

Cêtê,

Loooooooooooooooool
A mim também não me liga, estamos feitas:)))))))

andorinha disse...

Thora,

Tu vê lá se algum dia um deles não "arreta" e te arreda a ti para o lado:)

Depois já não te tenho aqui para implicares comigo:)))))))))))

JFR disse...

A Cêtê tem dúvidas e eu também. Analisemos o post:

1 - São quatro;
2 - O anúncio da Regisconta determina uns anitos ao autor do post. Provavelmente, exclui os filhos;
3 - A mesma conclusão para a referência ao Fittipaldi. Se fosse o Schummacher, Alonso menos de 30. Senna, Prost até 40. Agora Fittipaldi! Mais de 50.
4 - Homem. Bom observador. Que sabe separar o "trigo do joio". Apesar do momento, não deixou de reparar nas romanas. Olarila!

.....

Até ao momento, só duas certezas:
São quatro e o narrador é homem.

Continuando ....

5 - "Um silêncio sepulcral ..." Aqui a "coisa" torna-se difícil. Naquela situação, com mulheres dentro do táxi, seria possível o silêncio?
6 - O narrador é que pagou "a corrida". Isso também é certo. Confirma-se que é homem. Na Itália, uma mulher pagar a conta? O taxista olhava de lado e com a sobrancelha erguida!
7- É óbvio que, ou há dois Júlio's no táxi, ou o narrador não é o Prof. Júlio MV;
8 - Mas "o Júlio atarantado" por ter deixado a porta aberta, indicia tratar-se de quem? De quem?

.....
Temos neste momento identificados dois passageiros: o narrador e JMV.

Continuando ... as dificuldades voltam.

9 - "...estive de lhe saltar para o colo alegremente" Mas então, esta não é uma frase e uma reacção típica do nosso Prof.?

Estou baralhado.

Afinal, só concluo o seguinte:

São quatro! E o Júlio é homem.:)))))))))))))))))))

Sirk disse...

A vocês, CêTê e Andy, não liga pevides...a mim nem nem abóboras :D mas 'tá-se bem. A malta vem aqui para se devertir.
Este relato está o máximo! De tal modo que não foi esquecido o Gladiador nem nada! eheheheh
Isso que era um frenesi, apre!, eu até só de ler fiquei numa "pilha de nervos". :D

Buona notte a tutti murconi "malucôni"

LOL

Sirk disse...

Calculo que venham aqui para se divertir e não "devertir", mas hoje convido a variar :\. Pode ser que "devertir" até corra melhor.
:D

CêTê, minha amiga do (_!_)ção já foste ao mail, já? Apre!

As cores da vida disse...

:)*

penelope disse...

"Seara da LUZ

O Ministério da Agricultura e Pescas em conjunto com o Ministério da Indústria, obrigaram a Câmara Municipal de Lisboa a decretar o estádio da luz, localizado no Alto dos Moinhos junto á 2ª Circular, terreno agrícola de interesse público, deixando de ter a designação de estádio para passar a designar-se SEARA DA LUZ.


Os motivos apresentados prendem-se com a utilização desmesurada e contínua de foices.


Senão vejamos :

- FOICE a Liga dos Campeões
- FOICE a Taça Uefa
- FOICE a Superliga
- FOICE a Taça BES
- FOICE o 2º Lugar na Superliga
- FOICE a Taça de Portugal
- FOICE o acesso directo á Liga dos Campeões
- FOICE o Veiga
- FOICE o Micolli
- FOICE o investimento nas acções

Assim, Luis Filipe Vieira já está a estudar a hipótese de se candidatar a um subsídio de Jovem Agricultor para a época 2007 / 2008, e considera a hipótese de mudar o nome do clube que preside para Grémio Agrícola de Benfica e deslocalizar as instalações do clube para o Alentejo, para assim poder albergar no próximo congresso os mais de 100.000 ceifeiros que são sócios da nova agremiação agrícola."

(recebido por mail)

Com um abraço especial a todos os Murcónicos ceifeiros :)

A Menina da Lua disse...

JFR:))

Gostei desse seu interrogar miudinho e bem sistematizado!:)

Quase que dá para detective!:)

Mas parece-me que isto tudo não passa dum grande equívoco; são quatro?
Hum! olhe que não! se nos lembrarmos do "Tempo dos Espelhos" a personagem fez-se duplicar:))

THORA:)

"E agora lembrei-me do início de um livro do Daniel (bom nome!) Goldman em que diz que uma das experiências mais marcantes que teve foi de entrar num bus em NY e deparar-se com um motorista que durante toda a viagem tinha um diálogo ,quase monólogo, com toda a gente que entrava enquanto ia debitando eventos culturais para os já passageiros. Acho que até lhe chamou psicólogo social!"

Nunca mais me esqueci dessa personagem; lembro-me muitas vezes dele. O Goldman acho que lhe chamou o distribuidor de "felicidades".É uma sorte e um dom nascer-se assim...:)

Julio Machado Vaz disse...

Maralhal,
Um dos outros três também se chama Júlio:).

A Menina da Lua disse...

Professor:)

Esse seu esclarecimento tornava-se fundamental:) se não a especulação seria enorme!:)

Mas tem de concordar que a probalidade de se repetir o nome em quatro era baixíssima:))

andorinha disse...

Cêtê,
Só agora li essa notícia no teu blog, porque por aqui não conseguia aceder.
Quero dizer, já tinha tido conhecimento pelos jornais e dizer que é triste é pouco.

É lamentável e desumano:((((((

Júlio,
De vez em quando gosta de confundir o maralhal.:)))
Mas foi o que eu pensei, até porque o post só poderia ter sido escrito por si; se fosse outra pessoa a escrever, pelo menos devia vir essa referência.
Mas como em mais de dois anos de Murcon isso nunca aconteceu...

Atá amanhã, malta.

JFR disse...

a menina da lua

Também me lembrei do "Tempo dos Espelhos" chegando a admitir a hipótese de o narrador ser o "alter-ego". Mas, duas razões suspenderam essa via:

a) O texto não estava a bold;:)))
b) Das duas portas referidas, uma fecha e outra fica aberta. Logo, não serão a mesma!

Se não tivesse rejeitado esta via, iria concluir que eram 3 (fisicamente) os turistas. E admitiria, como provável, ser JMV, o filho Arqº e a nora. Porquê este filho? É que, com um concerto dos "Beastie Boys" em Portugal, o outro filho (com acentuada vertente musical) não saíria daqui) :)))))

Estou a lembrar-me daquele vídeo da ARCO!:)))) Também os textos são passíveis de uma multiplicidade de interpretações. Mesmo as que não têm nada a ver com a realidade. Nem com a intenção do autor. Meras especulações. (É o caso do meu comentário).

Obrigado pela ajuda.

A Menina da Lua disse...

JFR:)

Você é divertido!

e ainda por cima puxa pelos neurónios!

Olhe veja lá não siga o exemplo dum livro intessante que há dias fui ao lançamento "As mulheres que lêm são Perigosas":))))

Xelim disse...

Temática de cavaqueira murcónica, bleaaaaaaah!

filipe disse...

o que acontece, nestes dias e nestas noites em que estou a evitar estudar com demasiada atenção e com vontade de estar a fazer outras coisas é que venho aqui todos os dias e oiço beatles durantes horas e horas. E isso é de mencionar. Paz

vitoscano disse...

Peço desculpa mas tenho de falar disto.Acabei de assistir ao ultimo episódio da melhor série de sempre Os Sopranos(se não viu tem mesmo de ver aconselho).Adorei a cena final especialmente a musica dos Journey-Don´t Stop Beliving muito bem escolhida ainda á esperança.Gostei tambem da parte da tentativa da filha para estacionar o carro hilariante e já agora o silencio no fim querem melhor final.,A ver se fazem um filme com estas personagens(parece que assinaram contrato para filme ou Mini Serie)Não queria que a melhor serie de sempre acaba-se assim, pois tal como o album do Beatles S Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band foi um marco á sua época e apartir dai a musica nunca mais foi a mesma , tambem esta serie é um marco de tal ordem que já nunca mais podem ser como eram(parte do post colocado em outros blogues).

vitoscano disse...

Depois de ter perdido esta maravilhosa série fico-me com o nosso amigo Dr House que para mim é a unica serie que é tão boa como a que acabou de terminar.Vamo-nos deixar de polemicas á volta do final,pois ele é este e é este que tem que ser e é absulutamente genial e não ser assustem se derrepente o ecrã ficar negro.

Migmaia disse...

Ciao a tutti!

Só agora consegui espreitar e valeu o esforço (quase religioso), pois já me diverti qb!!

O texto é divertidíssimo e típico de um filme Italiano, assim tipo os do “Totó”. O mix de paixão, miséria e alegria, ao descrever cenas comuns do quotidiano (deles), é muito engraçado. As referências citadas pelo Prof., remontam precisamente ao tempo em que vi esses filmes. Até pareceu ouvir as buzinas e o barulho das vespas enquanto lia.
Só não consegui imaginar o Prof. a saltar para o colo da “donna”. Talvez por não o conhecer e pelo respeito que me inspira. Agora, o inverso já não estranharia de todo, face a tão ilustre representante Lusitano…”,

Gostaria de partilhar que, na minha modesta perspectiva, a Mulher Italiana é de todas a mais bonita e sensual, (e só capaz de ser igualada pela Portuguesa!). A língua também ajuda e toda a cultura com o seu forte sentido estético.

Há pormenores que são elucidativos, como a alimentação. Enquanto a miséria obrigava os Tugas a dividirem a sardinha, os Italianos desenvolviam pastas e pizas. Hoje, provavelmente, a gastronomia mais universal, batendo mesmo o Mcdonalds. Outro aspecto curioso, é o das blasfémias. Estando o Vaticano em Itália e sendo dos Povos mais religiosos e tementes a Deus, é incrível os insultos constantes. Assim como nós dizemos as caralhadas e outras que tais, os Italianos tem no Top: Porco Dio, Porca Madonna, Dio cane. E nem por isso Deus os castiga: veja-se os espirros do Etna por exemplo...

Como a hora já vai adiantada e daqui a pouco já é “un altro giorno”,

Arrivederci, ce vediamo domani!

Ps. Parabéns ao jfr pelo magnífico exercício de investigação, bem como à Penélope pela Seara da Luz.

Ps’. Em Italiano, Portuguese significa algo tipo penetra, alguém que entra sem ser convidado e com fins ilícitos. Já agora, e a título também de curiosidade, o Italiano deve ser das línguas com mais dialectos.

Ps’’Este fim-de-semana no Coliseu do Porto, esteve em cena uma peça sobre a vida atribulada de um Taxista (José Pedro Gomes) e do seu vizinho bem intencionado (António Feio) mas que só complicava. Infelizmente não vi, mas pelos relatos sei que (também) foi hilariante.

noiseformind disse...

vitoscano,
Sei de fonte segura que essas 8 tentativas de estacionamento frustradas do Lexus foram encomendadas pelo Fora-de-lei ao Chase ; )))))))))))))

Em relação ao último episódio preferia a versão que circulou por aí, em que o Butch & Friend depois da primeira sitdown eram abtidos a tiro pelo Tony com a arma que o Bobby deu no aniversário (violento) do Tony depois do Phil ter bazado. Nessa versão o Paulie tornava-se chefe da família Soprano e o Tony fazia-se à vida com os imensos lucros do dinheiro que tinha off-shore (o tal dinheiro que ele andou a entregar aos russos na segunda série).

Mas o final tinha de ser em aberto. Tirando a 5ª série (a que acabou com a prisão do Johnny Sacks) Tony Soprano nunca esteve sequer perto da cadeia, n era agora que isso ia acontecer.

Pena o Sil...

E ainda bem que o AJ encontrou o caminho. No fundo no fundo, como psi, para mim a mensagem é de esperança: se até uma familia como os Sopranos consegue encontrar o caminho, se calhar há um caminho para muitas outras famílias.

P.S. Momento hilariante já perto do fim: AJ a dizer que se recusa a conduzir um SUV ao mesmo tempo que entra para um M3 looooooooooooool

Fora-de-Lei disse...

noiseformind 2:13 PM

"Sei de fonte segura que essas oito tentativas de estacionamento frustradas do Lexus foram encomendadas pelo Fora-de-Lei ao Chase..."

Em vez de te chibares, deverias era ter pegado n' "o sorriso da menina da recepção, plastificado como sempre" como motto para uma profunda dissertação sobre quão longe aquela boca poderia chegar desde que não fosse apenas usada para sorrir.

Isso sim, isso seria um verdadeiro tratado sobre falatio plastificato bem ao estilo do Noise que nós conhecemos...

Sirk disse...

Boa tarde a tutti. Não anda por aqui nessuno, caragui.
:D