quinta-feira, junho 06, 2013

A canção favorita de minha santa Mãe:).


34 comentários:

João Pedro Barbosa disse...

Cheers!

João Pedro Barbosa disse...

"Sete e Sete São Quatorse e Mais Sete Vinte e Um Tenhos Sete Namoradas e Não Gosto de Nenhuma"

http://3.bp.blogspot.com/-uWIQRgwn15k/Ua_AcI8sO2I/AAAAAAAAClI/SzloA1K144M/s1600/DSC_0155.JPG

João Pedro Barbosa disse...

Se nascemos disléxicos! Para quê contrariar?

João Pedro Barbosa disse...

Be "A"!

Já nos compreendemos.

Maria Virgínia disse...

Gosto muito!

emblemático, o tema 'only you'!

fique bem, Júlio. também!*

rainbow disse...


http://www.youtube.com/watch?v=I2pxEIKeQs0

Cê_Tê ;) disse...


Muito bom gosto. A sua mãe lá saberia o porquê... coisas ditas de forma tão simples sobre coisas por vezes tão complexas.

Bom dia para todos ;)

Cê_Tê ;) disse...

(Rainbow: BELÍSSIMA essa versão!!!!!!)

Manuel disse...

Caro Prof.
Conhece este texto espectacular, talvez o melhor e mais lúcido que este rapazola escreveu em toda a vida?

«F.C. Porto, a primeira sucursal do Benfica»
Henrique Raposo
Expresso, 8:00 sexta feira, 31 de maio de 2013

O fenómeno já me irritou, mas agora acho piada à coisa: os portistas não comemoram a vitória do FC Porto, comemoram a derrota do Benfica. E há aqui uma diferença. O FC Porto é uma irrelevância na minha relação com o Benfica. Eu comemoro as vitórias do Benfica, eu sinto alegria pelo Benfica, ponto final. Os portistas, porém, não têm esta relação com o FC Porto. Para se sentirem portistas, eles têm de odiar uma coisa exterior ao clube, o Benfica, Lisboa, os magrebinos, os mouros, etc. Ou seja, a agremiação nortenha não é auto-suficiente, não é grande o suficiente, precisa do meu Benfica. Naturalmente, eu só podia achar piada a este fenómeno que deveria interessar aos departamentos de antropologia. Porquê? Porque confirma a superioridade do Benfica. Para existir como adepto, o portista precisa do Benfica. O benfiquista só precisa do Benfica.
No dia-a-dia, eu não acompanho os jogos do FC Porto. Nem sei quando joga. Ao invés, cada portista é um especialista do Benfica. Sabem sempre quem está lesionado, quem é o árbitro do jogo do Glorioso e vêem os jogos do Benfica com mais intensidade do que os jogos do FC Porto. Naqueles corações em perpétua vingança, a derrota do Benfica é mais saborosa do que a vitória do FC Porto. Até apetece dizer que cada portista é um benfiquista em potência. É como se cada portista tivesse à espera do momento certo para fazer o seu coming out futebolístico, é pá, afinal eu sou benfiquista, ó paizinho, importa-se de passar o sal a um mouro? O portista é uma dependência emotiva do Glorioso.
E esta dependência chega a ser cómica. Estamos a falar de um clube que domina há uma geração (25 anos) o futebol português. Apesar deste domínio do tamanho dos Clérigos, a agremiação em causa mantém a mentalidade de cerco, a mentalidade do Asterix que vai desafiar o centro romano. Isto é um pouco ridículo, repito, porque passados 25 anos o centro do futebol português está no Norte e no FC Porto, em particular. O centro já não é o Benfica, que ganhou 4 títulos nos últimos 23 anos. Ao longo deste tempo, o FC Porto devia ter desenvolvido uma cultura autónoma, uma cultura de clube grande, uma cultura de Império do Meio que não precisa do "outro" para saber quem é. Mas de forma um pouco estranha isso não aconteceu. Porquê? A visão pequenina de Pinto da Costa não o permite: depois de tantos êxitos internos, depois de 2 Ligas dos Campeões e 2 Ligas Europa, o líder da agremiação diz que a sua maior alegria foi "vencer um campeonato na Luz". Ora, esta incapacidade do FC Porto para criar uma cultura sem a variável Benfica dá-me um certo conforto. Só ficarei preocupado quando descobrir portistas a comemorar as vitórias do FC Porto e não as derrotas do Benfica.
Ler mais: http://expresso.sapo.pt/fc-porto-a-primeira-sucursal-do-benfica=f810665#ixzz2V5kIoVXo

João Pedro Barbosa disse...

Hai! Manuel.

As pequenas equipes sempre jogaram melhor que o normal. Contra o FCP. Bayern, Braga, Celtic, em Tokyo, e a primeira do Mourinho!

João Pedro Barbosa disse...

Maria Virgínia (1:40)

"A melhor musica das mães só os nossos pais é que sabem"

http://1.bp.blogspot.com/-d2SVVA7crTQ/UbBXrZdIahI/AAAAAAAAClY/XlgkdBHVUqM/s1600/DSC_0156.JPG

Olga Amaral disse...

Bom gosto... uma canção intemporal.

João Pedro Barbosa disse...

Beba com atenção. Conduza de forma regrada.

andorinha disse...

Bom dia:)

Ouvi-a do outro lado e estou agora a ouvi-la aqui.

Linda! Estas velharias retiradas do baú trazem-me cá uma nostalgia...


Manuel,

Gostei de ler.


"Até apetece dizer que cada portista é um benfiquista em potência."

looooooooooooool

andorinha disse...

http://santanacastilho.blogspot.pt/2013/06/os-tres-pastorinhos-e-greve-dos.html?spref=fb

Os três pastorinhos e a greve dos professores.

Um texto imperdível do Professor Santana Castilho. Sobretudo para aqueles que ainda não acordaram...

Inté...

João Pedro Barbosa disse...

aNDORINHA,

Já estou a cantarolar a musica. Vou passar pelo Molhe para limpar as vistas.

UM PASSEIO IMPERDIVEL

João Pedro Barbosa disse...

Cê_Tê ;)...

Os devotos da Luz estão com as pilhas descarregadas. É tempo de investirem na hidroelétrica! Nenhuma novidade dos ùltimos anos.

bea disse...

Não tenho uma canção favorita, acho que não, nunca pensei nisso. Mas devo ter gostos um bocado antigos, gosto dos Platters.

Rain
Richard Dreyfus não é um actor que admire, mas lembro-me que gostei do filme Always, palavra de que gosto e tento praticar. Já não tenho presente o enredo, penso que termine em morte, chorei no final e a alegria não nos puxa a lágrima. Mas a vida também termina em morte e é a coisa mais interessante que até hoje nos sucedeu.

Andorinha

esperemos que os professores estejam à altura do desconchavo. Desejemos que respondam; ou ficam em estado vegetativo.

Sejam Felizes. Todos. Vou trabalhar, é o que sei fazer:)

Anfitrite disse...

É o que mais nos têm feito -atirar fumo para os olhos, qualquer dia será gás sarin. Vejam se arranjam tempo para ver e capacidade para se indignarem, porque se não, qualquer dia, estamos todos amorfos e só acendemos na própria caixa. Isto é muito pouco comparado com a realidade.

http://www.rtp.pt/play/p761/e119582/justica-cega

Anfitrite disse...

Rain,

Tanto sonho sonhado ao som destas músicas.

http://www.youtube.com/watch?v=9r2pEdc1_lI

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Com papel ou?...


http://4.bp.blogspot.com/-HwyPZ4Rd4Ng/UbCkucE9OQI/AAAAAAAACmw/Mo1m7j5UE8E/s1600/DSC_0164.JPG

Sem Papel?...

http://1.bp.blogspot.com/-icfSFgfvDcU/UbClIm-lcTI/AAAAAAAACm4/j3ZKrsfi1I0/s1600/DSC_0171.JPG

João Pedro Barbosa disse...

bea,

As suas felicitações são obrigações!

Salt N Pepa - Let'S Talk About Sex (The Original)

http://www.youtube.com/watch?v=qzfo4txaQJA

andorinha disse...

Bea,

Eu não tenho uma música preferida porque tenho várias:)

"...esperemos que os professores estejam à altura do desconchavo. Desejemos que respondam; ou ficam em estado vegetativo."

Também espero. Penso que vamos estar. Se não lutarmos ninguém o fará por nós.
E a luta pode ser demorada. Estou/estamos preparados...

Perante a situação actual e o que se prevê, só não lutará quem for cobarde ou imbecil, alheado da realidade.

andorinha disse...

http://www.publico.pt/politica/noticia/pr-pede-que-alunos-sejam-poupados-a-greve-dos-professores-1596675

Vocês não conseguem sequer fazer uma pequena ideia do asco que este tipo me causa. É melhor estar calado porque quando fala são só bacoradas.

Portei-me bem, consegui não escrever palavrões:))))
Só eu os oiço....

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha,

A vida é uma luta e até nos sonhos temos que lutar sem inimigos ou aliados.

Make love not war!

andorinha disse...

"...a greve é um mecanismo legítimo e constitucional, mas é também um direito que no seu uso tem sempre de ser ponderado face aos transtornos que gera. Esta greve, nestes dias, põe em causa o esforço dos professores, desorienta a vida dos pais e das famílias e apaga o brio do trabalho dos professores”."

Afirmação do Excelentíssimo Senhor Deputado do CDS, Michael Seufert.

Fico comovidaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
O que seria de mim/nós sem gente como esta? Que se preocupa connosco?
É que nunca me tinha passado pela cabeça que esta greve apagasse o brio do trabalho dos professores!
Obrigada, Michaelzito por ajudares a fazer luz nesta minha cabeça de professorazeca.
Sendo assim, vou repensar a minha posição...lol

Estive ontem numa reunião na escola com delegados sindicais. No final fomos alertados para a campanha de desinformação que por aí viria.
Também calculei que sim. E ainda a procissão vai no adro...


Pedro,

A vida por vezes é uma luta. Nesses momentos não há nada a fazer senão lutar.
Há sempre tempo para o amor, não é a luta que o impede.

Moon disse...

A sua santa Mãe tinha muito bom gosto!
Cannot be denied:)

AQUILES disse...

E já agora, se me permitem, o que eu mais gosto nos Platters:
http://www.youtube.com/watch?v=RIBoPsThloE

rainbow disse...


Boa noite a todos

Obrigada pelos links.


Cê-Tê

É mesmo linda aquela versão, o filme "Always" de Spielberg. É um dos meus.

Bea

Pois Richard Dreyfus foi sempre um actor que admirei, especialmente no Always. O filme não acaba com morte, ele morre a meio do filme. Percebo porque tenhas chorado naquele final. E, tal como tu, adoro a palavra Sempre.

Anfi

É verdade, tantos sonhos so som de tantas músicas. "Only you" é linda.
E os sonhos desfazem-se, porque a realidade é demasiado crua, como por exemplo, o facto de crianças deste país irem parar ao hospital, com fome. Aconteceu muito perto. No meu J.I. fizémos o que pudemos para ajudar um menino de 3 anos, que nos visita duas vezes por semana para ir brincar com as "nossas" crianças. E sabemos que não é solução a longo prazo.
E eles vêm com as requalificações, e os despedimentos em massa.
Crianças passam fome!
Querida Anfi, tenho a alma passada a ferro, com esta notícia do menino ter ido para o hospital.Só teve alta porque arranjaram um cabaz de emergência. Nós, na escola, arranjámos, entre nós e os pais, uns 30.

Andorinha,

Um abraço dos meus.


Bons sonhos para todos

AQUILES disse...

E neste, vale sobretudo o trabalho da maestrina:
http://www.youtube.com/watch?v=GSLkw5Y5-Ck

andorinha disse...

Rainbow,

Entendo a tua alma. Que situação dramática, a desse menino. E como essa quantas haverá?
E os tipos estão noutra...somos números...

Um abraço também pati
Apertadinhooooo:)

AQUILES disse...

A fome já agride grande parte da população. Já o disse aqui, que o problema de crianças com fome já chegou a ser debatido na Assembleia Regional, embora o debate tivesse um resultado estéril.
Podemos falar imenso, por aqui e por ali, sobre numerosos casos que cada um conhece, mas isto só tem solução quando todos falarmos menos e agirmos mais. A malta tem que se revoltar, e não de forma egoísta, corporativa e nada solidária. Uma revolta tem de ser bruta, tem de ser à força. Já não há outra via. Enquanto nos entretemos a debitar opiniões "eles" descansam e continuam o saque impunes.

andorinha disse...

Tendo a concordar cada vez mais contigo, Aquiles.
Não vejo outra forma de nos livramos da opressão.

Vou dormir. Amanhã há trabalho à espera.

Maria Virgínia disse...

Nem sempre, João Pedro Barbosa, nem sempre...
Alguns, nem têm ouvido para a música... :)