quinta-feira, junho 06, 2013

Em Montserrat, à procura de Deus ou de transcendência humana. Com Barcelona a meus pés e joelhos:).


30 comentários:

andorinha disse...


Gostei:)

Mas não me fale em Barcelona:)
Quem me dera lá estar neste momento...

Fique bem:)

João Pedro Barbosa disse...

Júlio,

"Que pensamento mégalomano é esse. Fez-me lembrar Fevereiro de 2008. De chegada à cidade prometida, numa noite de domingo à procura de um lugar para dormir. Perdido o tempo nas novas cidades, rumei à praça da catalunha. Subia as escadas do metro e me acompanhvam na subida uma escadaria de sem-abrigos. Depois do ùltimo degarau, foi isso que me passou pela cabeça mas de joelhos nunca. De pés sempre! Ou melhor, megulhado em boa companhia."

P.S.Parabéns! Cê_Tê ;).

João Pedro Barbosa disse...

Bobby McFerrin - Don't Worry Be Happy

http://www.youtube.com/watch?v=yHFDa9efCQU

João Pedro Barbosa disse...

"Falar antes do tempo"

http://ccaa.elpais.com/ccaa/2013/06/05/catalunya/1370463373_728987.html

João Pedro Barbosa disse...

"Não tenho palavras para descrever"

http://4.bp.blogspot.com/-h4ZLsajz4F4/UbE8JDmm-bI/AAAAAAAACoI/fTivn4gdO90/s1600/DSC_0178.JPG

João Pedro Barbosa disse...

"No intervalo do recreio"

http://vimeo.com/67567928

P.S. Só em explicações está a ser mais que a "encomenda"!

João Pedro Barbosa disse...

O que arde cura
O que aperta segura
O que pesa
Não caí

P.S.http://2.bp.blogspot.com/-wbmNcEImwbY/UbG0LPfmS-I/AAAAAAAACoY/MJDzn2ZAHu0/s1600/eondoics.jpg

Bartolomeu disse...

Até aqui, estava integralmente convencido que quando o Homem se transcende, torna-se Deus. Mesmo que por instantes. Mesmo que essa trans formação, ou transportação se devam à vontade divina. E que o veiculo que transporta essa vontade, possa ser o som da guitarra de Mark Knopfler, ou o zumbido de uma abelha, um raio de Sol por entre a folhagem ou até, um reflexo de Lua na superfície de um lago.
Afinal... diz-nos os professor que não senhor, que Deus é Ele mesmo e que é necessário procura-lo, assim como à transcendÊncia, podendo para o encontro ser utilizado o mesmo transporte: a guitarra do Mark.
Ok, fica registado.

João Pedro Barbosa disse...

Barcelinhos ou Barcelona?
Gerês ou Montserrat?
Serra do Pilar ou Torre Eiffel?
Portugal ou o Mundo?

João Pedro Barbosa disse...

Que Fazes aí Lisboa - Amália Rodrigues

http://www.youtube.com/watch?v=Tn9lnLX1c-s

bea disse...

tenham um bom fim de semana prolongado

Anfitrite disse...

Andorinha,

O João Pedro mostro-te Barcelona...

e não esqueças... estamos todos sós!!


"And when you're feeling lonely and small,
You need somebody there to hold you.
......

...Ah, there's nothing wrong with you...
Darling, I get lonely, too."


http://www.youtube.com/watch?v=dhgShqI45ik

Anfitrite disse...

Professores não se esqueçam: Eu era um professor exemplar!


Retirado do Jumento:


Cavaco Silva fez prova de vida

Cavaco reapareceu para fazer prova de vida, dizer banalidades sobre o relatório do FMI e para sugerir que os professores só podem fazer férias nos fins de semana e nas férias, já que em aulas ou nos exames é sempre a vida dos alunos que está em causa.

Mas regista-se a preocupação de Cavaco Silva com o alunos e com o seu futuro, a crer num processo disciplinar de que foi alvo enquanto foi professor da Universidade Nova nesse tempo o futuro dos seus alunos da Nova não parecia preocupa-lo tanto.

Recorde-se este momento exemplar de Cavaco Silva, que faz do Presidente uma autoridade moral em matéria de professorado, num post do blogue Random Precision:

«Naqueles longínquos anos 80 o Prof. Aníbal Cavaco Silva era docente na Universidade Nova de Lisboa.
Mas o prestígio académico e político que entretanto granjeara (recorde-se que havia já sido ministro das Finanças do 1º Governo da A.D.) cedo levaram a que fosse igualmente convidado para dar aulas na Universidade Católica.

Ora, embora esta acumulação de funções muito certamente nunca lhe tivesse suscitado dúvidas ou sequer provocado quaisquer enganos, o que é facto é que, pelos vistos, ela se revelou excessivamente onerosa para o Prof. Cavaco Silva.

Como é natural, as faltas às aulas – obviamente às aulas da Universidade Nova – começaram a suceder-se a um ritmo cada vez mais intolerável para os órgãos directivos da Universidade.
A tal ponto que não restou outra alternativa ao Reitor da Universidade Nova, na ocasião o Prof. Alfredo de Sousa, que não instaurar ao Prof. Aníbal Cavaco Silva um processo disciplinar conducente ao seu despedimento por acumulação de faltas injustificadas.

Instruído o processo disciplinar na Universidade Nova, foi o mesmo devidamente encaminhado para o Ministério da Educação a quem, como é bom de ver, competia uma decisão definitiva sobre o assunto.

Na ocasião era ministro da Educação o Prof. João de Deus Pinheiro.

Ora, o que é facto é que o processo disciplinar instaurado ao Prof. Aníbal Cavaco Silva, e que conduziria provavelmente ao seu despedimento do cargo de docente da Universidade Nova, foi andando aos tropeções, de serviço em serviço e de corredor em corredor, pelos confins do Ministério da Educação.

Até que, ninguém sabe bem como nem porquê,... desapareceu sem deixar rasto...
E até ao dia de hoje nunca mais apareceu.

Dos intervenientes desta história, com um final comprovadamente tão feliz, sabe-se que entretanto o Prof. Cavaco Silva foi nomeado Primeiro-ministro.

E sabe-se também que o Prof. João de Deus Pinheiro veio mais tarde a ser nomeado ministro dos Negócios Estrangeiros de um dos Governos do Prof. Cavaco Silva, sem que tivesse constituído impedimento a tal nomeação o seu anterior desempenho, tido geralmente como medíocre, à frente do Ministério da Educação.

Do mesmo modo, o seu desempenho como ministro dos Negócios Estrangeiros, pejado de erros e sucessivas “gaffes”, a tal ponto de ser ultrapassado em competência e protagonismo por um dos seus jovens secretários de Estado, de nome José Manuel Durão Barroso, não constituiu impedimento para que o Primeiro-ministro Aníbal Cavaco Silva viesse mais tarde a guindar João de Deus Pinheiro para o cargo de Comissário Europeu.

De qualquer modo, e como é bom de ver, também não foi o desempenho do Prof. João de Deus Pinheiro como Comissário Europeu, sempre pejado de incidentes e críticas, e de quem se dizia que andava por Bruxelas a jogar golfe e pouco mais, que impediu mais tarde o Primeiro-ministro Cavaco Silva de o reconduzir no cargo.

A amizade é, de facto, uma coisa muito bonita...»

Impio Blasfemo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Pedro Barbosa disse...

"Heróis somos todos. Ricos são o ídolos."

João Pedro Barbosa disse...

Júlio,

Uma vez um colega seu disse e passo a citar.

- Você de um grão de areia consegue fazer uma monatnha.

Andorinha!

Quem era o sabutador?

De bestial a beta e como já estive bestial não me incomoda voltar à besta.

João Pedro Barbosa disse...

Quem não estiver de folga nos próximos três dias. Não se esqueçam! Na vossa folga quem agora folga vai estar a trabalhar.

Bea,

Como não sabe fazer outra coisa. Sorte de quem quer trabalhar!

João Pedro Barbosa disse...

O queres ser? Quando fores grande!
Quero que me paguem para trabalhar.

P.S.http://1.bp.blogspot.com/-t82bPCw4qDw/UbIApVahpYI/AAAAAAAACo4/AdmVeFJUUEo/s1600/DSC_0185.JPG

João Pedro Barbosa disse...

Não esquecer que no ínicio para jogar futebol. Quem vinha de fora tinha o Barcelona e quem era da terra teria que jogar no Espanhol. Imagino que o Leixões terá começado pelo mesmo caminho!

João Pedro Barbosa disse...

"Numa viagem entre Gaudi´s Metropolian Area & Nasoni´s Metrepolian Area. Vi a Atlântico e foi como se nunca o tivesse visto antes. Repatriado e ainda por cima com um mar destes pela frente! Até que vim parar ao Murcon e desgracei-me todo..."

João Pedro Barbosa disse...

Se dentro de uma cidade se consegue fazer o mesmo que dentro de um quarto. Para quê recodar Newton?

"Ser viajado não nos obriga a atravessar ocenos e continentes, apenas acordar e saber que algo está diferente no lugar que percorremos!"

Isto em teoria. Na prática é mais complicado de demonstrar e como não é preciso. Guiamos-nos pelos bons caminhos.

bea disse...

Anphy

são amizades que só conspurcam o termo.

Andorinha

hoje, na mercearia da minha aldeia, vi chá de romã:) Já cá chegou. pensava que brincavas. e não é que existe?

andorinha disse...

Bom dia:)

Meninas e meninos:), à sexta a esta hora não imaginam como estou, completamente rotaaaaaaaaaaaaa.
Por isso não entendi metade do que disseram:)


Anfy,

O João Pedro mostrou-me Barcelona, sim... e estamos todos sós...sometimes...e daí?:)


Sobre CS não gasto nem mais uma vírgula...:)


Pedro,

Também não entendi nada de sabotadores, bestiais e bestas...:))))

(5.58) Gostei:)
Em boa hora aqui vieste parar, miúdo...


Bea,

Eu não brinco com coisas sérias:))))
Ainda há pouco bebi. Mas agora já fresquinho...

João Pedro Barbosa disse...

bea,

A(r)umâ? Amor!...

andorinha,

Como as coisas mudam!

João Pedro Barbosa disse...

bea,

Não vale a pena. A andorinha nasceu perfeita. Entortou-se e nunca mais se endireitou!

João Pedro Barbosa disse...

Anfitrite!

Vou atirar a moeda ao lago, com as duas faces da mesma moeda. De um lado a (andorinha) do outro lado a (bea)!

Anfitrite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Pedro Barbosa disse...

Cê_Tê ;)

A Anfitrite, a bea e a andorinha? Esta gente nunca teve um dia feliz na vida!

andorinha disse...

Pedro,

As coisas mudam, nasci perfeita, entortei-me, moedas ao ar...as you wish...:)
Too sleepy to understand you...

Mas não sou a Bea, sou a andorinha desde 2005.
A Bea é a Bea e eu sou eu, duas pessoas distintas, ok?:)

Estou com sono...vou à deita...

Fiquem bem.

João Pedro Barbosa disse...

Andorinha,

Google: "eondoics" e repensa!