quinta-feira, julho 06, 2006

A surpresa.

Leio o Público de hoje e pasmo - PS e CDU entendem que o Porto Feliz, programa municipal de combate à exclusão, deve ser avaliado por uma entidade externa à Câmara do Porto. Sublinho uma frase do Dr. Manuel Pizarro, Deputado e Vereador do PS na Câmara: "O Dr.Rui Rio reconheceu a inexistência dos mecanismos de avaliação. E nem o Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), que financia o programa, consegue avaliá-lo porque o programa se furta a essa avaliação".
Vamos por partes. Quando o Porto Feliz foi iniciado, em rotura com o defunto Projecto Cidade, escrevi no JN que não percebia a lógica de tal comportamento. O anterior Programa podia perfeitamente ser melhorado nas áreas em que apresentasse deficiências, ainda por cima porque vários dos especialistas do Porto Feliz nele se tinham empenhado. As dúvidas colocadas e a solidariedade expressa ao Dr.José Gonzalez, então Director Regional do IDT e posteriormente vítima de um saneamento político vergonhoso por defender a honra do Ministério da Saúde, valeram-me o epíteto de porta-voz do PS por parte do ideólogo do Porto Feliz. (Aliás, tão seguro das "novas" metodologias a empregar que prometeu demitir-se um ano depois se o êxito não fosse o anunciado de forma estentórea. Não foi. Mas teve de ser o próprio PSD a não o convidar para as listas autárquicas seguintes...).
Tive então o cuidado de recusar todas as solicitações que me fizeram para opinar sobre o Porto Feliz do ponto de vista técnico. Seria um erro e uma deselegância. Uma coisa é afirmar-me convencido das motivações políticas da substituição de uma estratégia e hierarquia dirigente por outras, diverso é debitar opiniões sem os dados científicos na mão. A todos respondi o mesmo - ouvi colegas meus anunciarem a futura publicação de metodologias, resultados e intenções, nessa altura talvez possa pronunciar-me. Se tal aconteceu, escapou-me. O que não seria surpreendente, atendendo ao meu afastamento dos centros de decisão e avaliação.
E agora "isto". O Dr.Rui Rio vai à Assembleia e divulga um punhado de números que nada explicam. Entendamo-nos: a avaliação científica pressupõe o diálogo entre técnicos credenciados e experientes. Surpreende-me que o Dr.Rui Rio não se tenha feito acompanhar por nenhum, capaz de responder às perguntas que aparentemente o deixaram num silêncio talvez não obrigatório, quem sabe?
Mas a frase do Dr. Manuel Pizarro merece-me um comentário frontal e destinado ao IDT, Serviço a abarrotar de velhos amigos meus: se o IDT concorda que o Porto Feliz "se furta" à avaliação, o seu dever é suspender qualquer tipo de apoio até a situação estar clarificada. A desejável variedade das intervenções por parte dos muitos actores nos diferentes cenários locais não significa funcionar à revelia do Serviço responsável pela execução e (!!!!!) avaliação da Estratégia Global para a Toxicodependência.
Esta exigência não traduz centralismo, apenas dever cumprido.

30 comentários:

APC disse...

A passagem "se (...), logo (...)" pareceu-me, também a mim (que nada sei do projecto) a única lógica posível, em se falando da avaliação de um projecto que "a ela se furta" ;-)

APC disse...

* a ela = a essa / à mesma (é mais correctinho)

tt disse...

Ainda sobre a «espantosa» ideia da senhora ministra,aqui um "bom" exemplo, quase em tempo de férias:
«Abaliaçom do Prufeçôre do mêu Filho

As razões dum Pai

O gajo não presta. O gajo fala, fala, fala, mas o puto não entende pêba do que ele tá práli a dizer e por isso é que num aprende. Depois, só porque o puto recebe uma mensage no telemóbel, qu’até fui eu que lha mandei porque ele tinha deixado o gato fechado na cozinha,
põe-se aos gritos cu’ ele que preturba a aula. Preturba mas é o caralho.... cu’ o gato podia dar-nos cabo do almosso. O gajo é mas é parbo. Nom tem cumpreençom pelos alunos, é o que é. Deu nega ao meu puto, mas agora quem bai ter a nega é ele! E bamos aber se pró ano, se calhar outra vez ao puto este gajo como Prufeçôre, ele num le vai dar uma nota de jeito... num percisa ser um 5, qu’ eu tanbém sei c’u meu
puto não tem grande queda pr’os estudos, mas o q’ele não tem é d’andar praí a perjudicar o futuro dos miudos q’assim com notas dessas, como é que bão comseguir tirar as facoldades?
O gajo quer é ser ele e os da sua laia a sere dotores só eles.
Eu cá já decidi. Nota negatiba!
Mai nada!»

Pamina disse...

Boa noite.

Desconhecia toda esta problemática, mas depois de ler o post, fico com a ideia (talvez injusta) que os resultados não devem ser famosos e que portanto não interessará aos responsáveis apresentar relatórios detalhados. Se os números apresentados "nada explicam", parece-me que de facto caberá ao IDT insistir, de modo a poder efectuar uma avaliação do programa em condições. Caso efectivamente os dados necessários continuem a não lhes ser facultados e o referido diálogo entre técnicos seja recusado, então talvez a única coisa a fazer seja mesmo "cortar os cordões à bolsa".

andorinha disse...

Boa noite.

Também desconhecia toda esta situação.
Em qualquer programa/projecto os mecanismos de avaliação são fundamentais. Se eles não existem ( e aqui penso que se deveria avaliar o porquê da sua não existência) como se pode concluir se esse programa/projecto está a ser eficaz ou não?
Concordo com a Pamina, se o IDT que financia o programa não consegue avaliá-lo, então deveria estabelecer um prazo para que elementos credíveis e fiáveis de avaliação lhe sejam fornecidos; se não forem, a única solução será, realmente, suspenderem o financiamento.

Fora-de-Lei disse...

Guerras do alecrim e manjerona entre o PSD e o PS. E quem se lixa, quem é ?! O mexilhão !

Ameninadalua disse...

Professor

Eu não estou a par dos projectos de que fala , por isso não saberei falar deles ou mesmo criticá-los.
Agora o que eu consigo entender é que a sua surpresa se deve a maneiras e posturas muito diferentes de estar na vida; por um lado temos as "politiquices" e as posturas "interessadas e interesseiras"...e por outro temos a sua, onde os valores e os princípios prevalecem e como muito bem sabe, essas são posições muito difíceis de conciliar...

Mas, como sempre a vida nos ensina e surpreende, quem sabe se proceder de acordo com as nossas próprias convicções não nos possa trazer a justiça e a gratificação para o nosso lado?:)

Ameninadalua disse...

Um desafio ao Maralhal!

Vejam se conseguem ler este texto. É muito interessante esta nossa capacidade de ler muito para alem das letras e das proprias palavras:))

3M D14 D3 V3R40, 3574V4 N4 PR414, 0853RV4ND0 DU45 CR14NC45 8R1NC4ND0 N4 4R314. 3L45 7R484LH4V4M MU170 C0N57RU1ND0 UM C4573L0 D3 4R314, C0M 70RR35, P4554R3L45 3 P4554G3NS 1N73RN45. QU4ND0 3575V4M QU453 4C484ND0, V310 UM4 0ND4 3 D357RU1U 7UD0, R3DU21ND0 0 C4573L0 4 UM M0N73 D3 4R314 3 35PUM4.
4CH31 QU3, D3P015 D3 74N70 35F0RC0 3 CU1D4D0, 45 CR14NC45 C41R14M N0 CH0R0, C0RR3R4M P3L4 PR414, FUG1ND0 D4 4GU4, R1ND0 D3 M405 D4D45 3 C0M3C4R4M 4 C0N57RU1R 0U7R0 C4573L0. C0MPR33ND1 QU3 H4V14 4PR3ND1D0 UM4 GR4ND3 L1C40; G4574M05 MU170 73MP0 D4 N0554 V1D4 C0N57RU1ND0 4LGUM4 C0154 3 M415 C3D0 0U M415 74RD3, UM4 0ND4 P0D3R4 V1R 3 D357RU1R 7UD0 0 QU3 L3V4M05 74N70 73MP0 P4R4 C0N57RU1R. M45 QU4ND0 1550 4C0N73C3R 50M3N73 4QU3L3 QU3 73M 45 M405 D3 4LGU3M P4R4 53GUR4R, 53R4 C4P42 D3 50RR1R! S0 0 QU3 P3RM4N3C3 3 4 4M124D3, 0 4M0R 3 C4R1NH0.

Aspásia disse...

Menina da Lua

Já conhecia este texto do blog da MT-Teresa. É de facto um exemplo do que o nosso cérebro pode fazer, ao inferir de uma forma aproximada um mesmo conteúdo.
Suponho que ainda não há um programa de computador que consiga "ler" esse texto como nós. Para o computador, o código hexadecimal ASCII (codificação de texto) de um "3" é muito diferente do código para o "E"...
Por enquanto... são os nossos cérebros que batem os computadores no poder de síntese... enquanto eles nos batem na análise, devido à velocidade de processamento (ex. os programas "Jogadores de Xadrez".

804 N0173...

Aspásia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Aspásia disse...

"ao inferir, de uma forma aproximada, um mesmo conteúdo."

APC disse...

Desta vez bateu-se o recorde do número de comentários no post até à "descumbersa" :-) Mas enfim... Conversando, desconversando e reconversando... Assim a gente vai andando; e isso é que é preciso!:-)
LOL
(Apeteceu-me! //cora)

APC disse...

* Do menor número, queria eu dizer.

b' disse...

bom dia!!!

apc, não deixa de ser um bom sinal
afinal o maralhal, se não está bem dentro do assunto, não dá palpites ;))))

beijinhos e abraços e bom fim-de-semana para todos

@:)

mentecalma disse...

Esta "sala" de comentários é um bom exemplo do que pode ser a vontade de estar e dizer presente mesmo que o "corpo" não esteja; ou seja: quando o tema não nos diz nada porque fora do contexto para nós ou até mesmo porque dele nada sabemos, nem por isso deixamos de vir aqui marcar o "ponto".
Isto tem significado.
Se não sabemos discutir o assunto do post para que vimos aqui mandar "bitaites"? Apenas porque queremos dizer: "Estamos cá!"
Por outro lado, o anverso, é considerar que isso, essa presença quase que forçada pode querer dizer ou indiciar uma necessidade de marcarmos o "terreno" e de dizermos que queremos fazer parte do "grupo".
E, na verdade, meus cridos e minhas cridas, "isto" é um grupo: o ganda grupo do Murcon!
Viva o Murcon e a Selecção!

Maria disse...

Para as muitas enjoadinhas que há para aí... visitem:

http://botelhodeoliveira.blogspot.com/

Pa todos Vocês, um grande e aproveitado fim-de-semana.

Para si Prof., Cantelães um weekend do melhor!!!!

Maria(off course... not yours ;))

Ameninadalua disse...

Aspásia

Essa dos computadores "ainda" não nos terem ultrapassado a determinados níveis de complexidade de compreensão dá-nos algum "descanso" mas não sei por quanto tempo:)

E já que estamos numa de conversa de "bitaites":), os estudos ao nível do futuro da informática mostram-nos possibilidades incríveis, não só na conceptualização mas tambem na sua aplicabilidade e nestas coisas, como todos bem sabemos os interesses marcam e determinam tudo, até a substituição do homem pela máquina...:)

No "2001 Odisseia no Espaço" do Kubric, esta questão já era apresentada e está longe de estar resolvida ou para o "Bem" ou para o "Mal"...:)

lobices disse...

...por falar em "bitaites" e já que se falou no 2001, não se esqueçam que em 1986 David Cronenberg dirigiu uma obra prima dõ filme de terror: "A Mosca"
...com Jeff Goldblum no protagonista, o filme (que nos mostra também uma Gena Davies ainda muito nova) dá-nos uma dimensão do horror numa beleza plástica que só a sétima arte nos pode transmitir...
...hoje, para quem nunca viu, um filme de culto, na rtp um lá para depois da meia noite
...abreijos

thorazine disse...

Na sic notícias está a dar um documentária sobre as crianças selvagens! Brutesco.

noiseformind disse...

APC,
Mas que nada!!!! Tu é que lançaste isto logo para o vazio no teu primievo comentário, mostrando que só de ortografia se fazem muitas mentes ; )))))) depois a malta, revoltada com tamanha decadência, fez-se à vida e aos neurónios e toca a escrever qualquer coisinha de jeito, em nome da dignidade do blog ; )))

Boss,
Escrevi aqui um comentário atroz, mas depois acabei por não o publicar. Afinal, que culpa tens tu de ser uma pessoa honesta e um pouco ingénua? Mas ainda achas que isto tem alguma coisa a ver com algum projecto e que esse projecto por acaso tem alguma coisa a ver nem que seja remotamente com ajudar seja quem fôr que não seja a imagem de uma mão-cheia de políticos? Mas em que país vives tu, homem? É que com tantos aninhos de vida já não se perdoa tamanha inocência. Olha, exemplo. Entro pelo Porto ali pela Faculdade de Letras. Que é que tem lá no passeio dela? um cartaz publicitário ELECTRÓNICO à Câmara, pago pelo erário público!!!!!!!!!! Que é que faz a irmã do RR, até há pouco professora do secundário? Trabalha no S. João!!!!! Mas tu por acaso tens dúvidas que a malta na presença da gamela não se faz logo? Olha, um exemplo recente, de 48 horas. O gabinete do Souto Moura, segundo o relatório encomendado pelo Tribunal de Contas a uma empresa de auditoria externa aos custos de construção do Estádio de Braga (a Deloite, passe a publicidade), recebeu mais de 3 milhões de euros por baixo da mesa, indevidos portanto. Mas achas que eu passei a achar o Souto Moura pessoa menos de bem? Esperto foi ele!!!! Estava ali a manjedoura, há mas é que afinfar-lhe os beiços. Eu próprio lido com muitas coisas do meu dia-a-dia nesta base. No meu primeiro ano em Portugal reparei que no Verão aparecia uma "ave-rara" que metia uns cartazes a dizer AREA CONCESSIONADA e ao lado o sinal de PROIBIDO PASSEAR CÃES. Quer dizer, eu, com tanto bicho, durante 3 meses tinha de os confinar a casa. Mas que culpa tinham os bichos de durante 3 meses a malta querer ir para a praia????????? Que fiz? Protestei? Procurei um regime de excepção? Que nada, homem. Há 4 anos que a concessão da praia aqui em frente é comprada por uma empresa luxemburguesa que manda colocar religiosamente como únicos sinais de que a praia é concessionada a bandeira verde, o nadador salvador e dois sinais: É GRATUITO MONTAR BARRACAS e PERMITIDO O PASSEIO DE CÃES SEM TRELA ; ))))))))))))) com os protestos todos dos banhistas claro ; ))))))))))) mas é assim que a coisa se faz. Com dinheiro e abusando da posição que ele concede. Assim as coisas funcionam, e no meio do lodaçal moral originado por esta forma de "ser português" há mas é que viver a nossa vidinha ; ))))))))

Até que o exemplo mude. Mas sabes tão bem comigo que nestas coisas o exemplo vem de cima. E não de pobres exemplos de classe média remediada como nós os dois...

noiseformind disse...

Aspásia,
Não querendo chamar-te ignorante, que nisto de computadores ignorantes somos todos, o que disseste não faz nenhum sentido. Um computador com um simples algoritmo de subsituição e um dicionário em arquivo conseguiria descodificar o texto em pouquíssimos segundos ; )))))
E se nesse programa inserirmos que para uma letra, depois de encontrada uma palavra válida após sustituição, essa letra é sempre o mesmo nro, o tempo de busca ficaria, num computador de vários GHZ, reduzido a... quase nada!!! ; )))))))))))) O problema nunca é do computador... é sempre do progamador ; ))))))))))))

Boss,
Descobri o pq de tantas miúdas sexies (sendo aqui sexy com o duplo sentido de sensual e de quase 60 anos) se colocarem de decote em riste para ti ; )))))))) Não, não é o feromónio, nada disso. Descobri que um dos anagramas possíveis para o teu nome de família MACHADO VAZ é CHAMA DA VOZ ; )))))))))) e esta hein????????????????????

Maria disse...

"algoritmo "??????? Kekeisso, Noise?????
Estes putos inventam cada uma!!!
Lá vou ter de ir ao dicionário...

APC disse...

Um algoritmo é uma coisa importante, acreditem ;-) "Bejam" numa enciclopédia em vez de num dicionário e depois digam-me lá se não foi bom! :-)
Bjinhos***

thorazine disse...

Bem, encontrei este site: http://www.feralchildren.com/en/index.php

Têm bastante informação sobre crianças selvagens. Para mim é um tema bastante interessante porque através do estudo destas crianças é possível ir diferenciando o que é inato ao ser humano e o que é cultura. Alguem sabe de algum livro publicado na nossa lingua sobre o tema?

andorinha disse...

Boa tarde.

Noise (2.28)
Adaptaste-te muito facilmente aos maus hábitos portugueses...Loooooool
Olha, até eu não me importava de ser irmã do Rui Rio.:)))

Até mais logo, gente:)

Maria disse...

Na encíclopedia, não dá! Ela fica muito bem na estante!

Aspásia disse...

Boa tarde

Noise

De facto com um programa adequado, incluindo uma tabela de equivalências, qualquer computador dos nossos dias decifraria o texto. Quando disse isso estava a pensar num computador sem SW adequado a esse caso, enfim, como estes onde estamos a teclar... também não sei se tal programa já existe, é uma situação muito particular; seria um bom trabalho para um estudante de Informática... passar com D3Z4N0V3...;)

Por exemplo, o meu leitor de ecran, coitado, com esse texto parece que está a apregoar os a lotaria... aí tenho mesmo de ser eu a ler... e hoje vou ter que descansar algo os olhos, estou a atingir a dose crítica de esforço ocular...

Até breve...

Aspásia disse...

"apregoar os números da lotaria"

Aspásia disse...

Ah, e esse anagrama da Chama da Voz foi bom!

E cai bem ao Prof. porque ele de facto tem chama na voz... e não só... (sorry, Maria)...

APC disse...

[Tsc-tsc-tsc... Habia nexexidade de menxionar a berdade?...]
.
.
.
Hum...?