terça-feira, setembro 26, 2006

A saga continua.

Mesmo levando em conta o futebol praticado desde o início da época, a segunda parte do Benfica no jogo de hoje só justifica um adjectivo: degradante. Quanto à estratégia de substituições de Fernando Santos, ela define um treinador deprimente. O Manchester? Veio para empatar e saiu-lhe a lotaria. Demonstrou por que razão Mourinho será de novo campeão lá para Novembro:).

15 comentários:

andorinha disse...

Concordo totalmente.
Já disse no post anterior, não sei onde vamos parar.
Caminhamos a passos largos para o abismo.
Este Fernando Santos, sinceramente...
E não concordo nada com a política que o clube tem seguido nos últimos anos a nível de treinadores. Cada ano um diferente, não há um trabalho em continuidade.
Enfim, isto digo eu que sou treinadora de bancada...

andorinha disse...

Deprimente? sem dúvida.
Incompetente, também.

Fora-de-Lei disse...

"Quanto à estratégia de substituições de Fernando Santos, ela define um treinador deprimente."

Deprimente ? Eu acho que o Sr. Engenheiro Católico - actualmente ao serviço do Glorioso - ainda consegue ser mais deprimido do que deprimente.

O homem é o sofrimento em pessoa. Até parece que já estamos na Páscoa...

A propósito de Páscoa, antevejo que o FS não chegue ao Natal.

Papoila disse...

Do Benfica hoje não quero falar... falemos do som deste blog que ajuda a desanuviar o grande melão e a raiva pelo treinador deprimente o senhor F.S.
Vim hoje desafiar o Murcon a inscrever-se neste site http://grupos.com.pt/Blogopedia/Entrada
É um site onde se dão a conhecer os blogs de lingua portuguesa.
Quando tiver oportunidade gostaria de o receber lá no campo.
Abraço

Fora-de-Lei disse...

andorinha 10:31 PM

Andorinha, eu um dia (20.08.20006) escrevi isto:

Fernando Santos - um erro de casting !

Fernando Santos, um benfiquista "de alma e coração" que há uns anos atrás quase pedia desculpa ao mundo por ser benfiquista, é o novo treinador do Glorioso. Tenho muita pena, mas Fernando Santos não irá acrescentar qualquer valor ao futebol do Benfica.

Na apresentação de hoje à noite, Fernando Santos despediu-se da Comunicação Social com uma dedicatória especial ao seu pai: "Está lá em cima. Faz 10 anos que faleceu e trouxe-me a este estádio quando eu tinha 50 dias de idade".

Acredito. Mas também não me esqueço de coisas menos agradáveis ditas por este senhor em relação ao Glorioso, nomeadamente quando o seu patrão era o Jorge Nuno...


E tu respondeste-me:

Já estás a agoirar ??? És tu e o Júlio ! Raio de benfiquistas sem fé, vocês os dois. Bom fds."

Afinal, parece que - também tu - já estás armada em pech vogel... ;-))

Aspásia disse...

Andorinha

eu que sou treinadora de bancada...

... ou de beiral?

:)))

andorinha disse...

Fora de lei(11.18)

Eu tenho sempre confiança nas pessoas até prova em contrário.
Ingenuidade minha...provavelmente.
Mas eu não estou a agoirar, os resultados é que estão à vista:(

E acredito plenamente que ele seja benfiquista desde pequenino, só que isso não o capacita mais do que qualquer outro para ser treinador do Benfica.

Aspásia,
Sei lá, mulher...
O que vale é que amnahã é outro dia:)

chato disse...

Vamos lá ver ao menos se o meu sporting passa!

goncalo disse...

O que se passou ontem com o SLB e com o FCP demonstra uma coisa que para mim sempre foi evidente: a mediocridade e a falta de liderança dos treinadores portugueses. O Mourinho é um génio de excepção, não é resultado de uma escola de treinadores em Portugal. Apesar de sportinguista, acreditem que me senti envergonhado com as exibições do SLB e do FCP, dando a ideia de que voltámos aos tempos do antigamente, acabrunhados, em que raramente conseguíamos resultados no Europa. Nós temos um problema teerível com o papel de liderar, porque implica saber decidir e sobretudo porque, para nós, liderar a sério traz a ideia de uma certa dureza desumana tão incómoda aos nossos brandos costumes, e que contrasta em absoluto com o país do respeitinho e do "pobre, mas honrado..."
Ao olhar para a cara do Eng.º Santos, tive pena do homem, impotente, desesperado, sem saber o que fazer. E o problema é que ele não tem noção da sua incompetência, justifica-se sempre com o azar, como se a sorte não desse muito trabalho...Para mal dos rivais, julgo que será despedido, apesar de ter sido uma escolha pessoal do LFVieira.

lobices disse...

...eu não acredito em bons treinadores, em bons jogos ou em bons jogadores
...não acredito na lógica do futebol como se fosse uma ciência aplicável, estilo matemática em que já se sabe que 2 + 2 = 4
...não acredito que uma estratégia de ataque ou de defesa dê os resultados esperados
...não acredito na culpa do treinador ou na culpa do azar ou da estrelinha da sorte
...não acredito pela simples razão que a imponderabilidade é a base do jogo: ou seja, o simples facto de a bola ser redonda e existirem variados factores, tais como a bota que toca nela, o vento que sopra, o efeito que ela leva, o ponto exacto do impacto, o toque mesmo ao de leve na relva, naquela ervinha que estava no caminho dela, no momento exacto de reacção do guarda redes, e mais um infindável números de variáveis, faz com que o futebol não seja nem possa ser uma ciência exacta
...daí que, o futebol é, como quase todas as outras actividades aleatórias, um jogo de sorte
...depende de muitos factores e não é um treinador que os conhece todos e os resolve
...no momento em que um jogador toca na bola, sincera e absolutamente tudo pode acontecer
...é uma utopia pensar ser possível gerir um jogo no campo como se gere uma folha de cálculo aqui no programa excel
...pode haver formas mais assertivas de se jogar, de se incentivar, de se estrategar, de se pensar "como" fazer para que coisa e tal aconteça mas, basta que a bota do jogador toque num milímetro ao lado da bola para que ela faça um trajecto diferente do desejado
...daí que, a bola, tal como num jogo de snocker ou bilhar simples ou a 3 tabelas, é um objecto aleatório com movimentos imprevisiveis
...diria mesmo, que é mais fácil meter a bola 8 no buraco com uma única tacada do que ganhar um jogo de futebol apenas porque o treinador disse para fazer isto ou aquilo
...a lei das probabilidades e todas as imponderabilidades e todas as variáveis, tornam o jogo de futebol um jogo de sorte ou azar
...muitas vezes se viu o David ganhar ao Golias mas e só e apenas porque a pedra levou o caminho certo, exacto e concreto para a cabeça do gigante
...não se iludam

Katerinna disse...

Nos contos de fada... os princípes não têm idade...

Aspásia disse...

Katerinna

Nem as princesas, cara amiga! Isto de idades é apenas um acidente de percurso... não só nos contos "principescos" mas também na vida "real"!...

;))

Rui Silva disse...

Foi uma vitória à italiana. O Benfica fez um grande esforço durante toda a primeira parte e até tinha conseguido controlar o Manchester, mas como a moral dos jogadores anda baixa, o golo sofrido foi recebido como um apito final. Não deu para mais.

Recuperar os índices anímicos dos jogadores é essencial.

andorinha disse...

Gonçalo.
Deus te oiça, e quanto antes melhor!:)))

Su disse...

prof ..só para dizer que nada entendo de futebol....já estou.me a sentir mal.....:)))))))))
jocas maradas nada deprimentes:)ok