sexta-feira, setembro 29, 2006

Aves nocturnas.

Ontem trabalhei até tarde. E num intervalo de referências bibliográficas, slides e requebros de Power-Point dei comigo a fitar o telefone a horas em que o receamos - "o que terá acontecido e a quem?". Não foi difícil puxar o rabo da nostalgia escondida com ele de fora, era do meu Velho que desejava escutar a voz. Também ele ave nocturna, falava a horas obscenas com um entusiasmo juvenil - "então que tal o dia, meu querido filho?". Ouvia distraído e arrastava-me para a sua amada política. Esteja onde estiver - e eu penso que não está em lugar nenhum, a não ser em alguns neurónios que migraram para corações que o amavam... -, ainda bem que não ligou. Porque lhe falaria de angústias que o deixariam aflito e eu não gostava de o saber assim. Nas poucas vezes em que o fiz, o silêncio era tão pesado que eu mordia a língua, arrependido. Lá do fundo, sem artifícios que me ofenderiam, a voz saía-lhe triste e meiga, "veja se ao menos descansa".
Ainda bem que não ligou.

56 comentários:

andorinha disse...

Bom dia.

Júlio,
Só lhe digo o mesmo, veja se ao menos descansa:)

Fique bem:)
Um abraço

fiury disse...

alguém que nos impoe dosear o esforço sabe que as misses sao para cumprir até ao fim.

Aspásia disse...

Prof.

Todos esperamos um dia que os nossos pais ou mães que já perdemos, voltem a ligar. Mas como tal é impossível, "ligamos-lhes" nós muitas vezes através do que em nós deixaram.
E dos seus objectos e roupas que continuam aqui imperturbáveis como se todos os dias ainda os tocassem e vestissem e que nós acariciamos com dedos de saudade.
Prof. também ando muito cansada por variados motivos que não interessa aqui especificar.
O repouso é fundamental. Sem ele, então, o que é brilhante pode ofuscar-se e o que é apenas cinzento passa a negro.
Faço eco das palavras da Andorinha: tente descansar mais e não querer fazer tudo e mais alguma coisa ao mesmo tempo (também sofro desse mal).
Nós somos humanos, não somos estas máquinas amigas que temos à frente dos olhos e dedilhamos e que podem trabalhar em fulltime e multitask.

Vai ver que depois de um fim de semana repousante no seu refúgio, se irá sentir renovado.
E tenho a certeza que os seus Pais continuam sempre a afligir-se com o seu cansaço, como os nossos connosco. Não os aflijamos mais, eles já tiveram a sua dose.

Um grande abraço desta sua amiga.

AQUILES disse...

E há tanta coisa que se não disse.

fiury disse...

"missões"

moon disse...

É...Há dias assim.
E era tão bom que todos tivessemos alguém a quem abrir a alma e o coração sem pudores ou receios de preocupar ou 'magoar'. Alguém que nos confortasse mesmo na ausência de palavras e que por vezes "corresse" a dar-nos colo. Era tão bom...

Um abraço, Professor

Fora-de-Lei disse...

Por mais sofisticados que sejam os sistemas de comutação, esses telefonemas serão sempre impossíveis. (In)felizmente...

Katerinna disse...

Ele não ligou.. mas esteve ali bem pertinho... com toda a certeza!...

Pamina disse...

Boa tarde

"The distance that the dead have gone
Does not at first appear --
Their coming back seems possible
For many an ardent year."

(Excerto dum poema de Emily Dickinson-Tinha na cabeça, pois li há pouco tempo, no início dum livro traduzido por uma amiga.)

Vi o Volver: o homem é amor desejo sexual, a mulher amor altruista, amor que cuida, amor de mãe, amor de filha. Não só, conta o post. Também há "verdadeiro amor" de pai. E de filho. Pois claro.

PAH, nã sei! disse...

Boa tarde caro Dr.

Boas a todos...

Priviligiada por ainda ter os meus pais a meu lado...

Priviligiada por morarem a uns 100 metros de minha casa...

Priviligiada por, todos os dias poder dizer: como estás murcão? (nome carinhoso, ao que meu pai carinhosamente responde: estou bem murcona!! :)

Priviligiada por poder dizer (aos 34 anos): mãe, dói-me tanto... (marcas que um irritante "Lúpus" me deixa) e, ter em resposta: anda cá "trenga"! Já passa!!

Mas,

amedrontada sempre que o telefone toca "fora de horas"... (quando é engano apetece-me insultar... que raiva!!)

amedrontada por, na véspera de fazer 61 anos, hoje meu pai me disse: filha... (termo que só usa quando de assuntos sérios se tratam) estou cansado. Se começar a não aguentar as dores, serei mesmo eu a "tratar do assunto".

amedrontada porque acredito nele.

amedrontada por uma "porra" de uma bactéria (atenção aos aparelhos de ar-condicionado) lhe ter quase tirado a respiração...

amedrontada por minha mãe...

Espero nunca receber "o tal" telefonema...

thorazine disse...

"Esteja onde estiver - e eu penso que não está em lugar nenhum, a não ser em alguns neurónios que migraram para corações que o amavam..."

O meu não telefona. Mas utiliza os sonhos para transmitir "as mensagens" (provavelmente ja gravadas e só agora descodificadas). Há sonhos desses, em que eu preferia ficar preso no tempo do sonho, do que acordar e perceber mais um vez quase como se fosse a primeira que só o irei ver num próximo sonho.

Mais bonito ainda, é quando me consigo convencer que ele viaja sempre comigo...e que muitas das minhas acções são o reflexo do impacto da sua pessoa outrora.

lobices disse...

...todos os anos costumo "publicar" nos meus espaços uma carta a meu pai (carta essa que me atrevo a postar aqui)
...e todos os dias me lembro dele
...e em muitas noites, em muitos e variados sonhos, ele vem falar comigo; dá-me recados, ensina-me coisas, diz-me sempre com aquele olhar de súplica com que partiu
...é esse olhar que me persegue, o último olhar de meu pai como se a salvação estivesse nas minhas mãos; como que pedindo que não o deixasse partir
...por isso não espero telefonemas dele porque em toda a sua vida ele só me telefonou uma única vez: para me dizer que tinham tirado o seio à minha mãe... e foi a única vez na vida que o ouvi chorar
...não espero telefonemas porque sei que quando ele quer ele vem "falar" comigo e eu gosto de "falar" com ele
...partiu cedo, com 71
...vou eu agora a caminho dos 61
...plantei uma árvore, fiz filhos e tenho netos; tenho um livro escrito, ainda que não publicado
...tive os meus altos
...tive os meus baixos
...tenho pois o privilégio de estar vivo e de estar "preso" a tratar de minha mãe de 90 anos
...tenho privilégio de ter os filhos e os netos a pouco mais de 30 quilómetros
...tenho o privilégio de amar uma mulher, ainda que a 300 kms de distância
...tenho privilégio de ter sido operado à próstata e ter ficado tudo bem
...tenho o privilégio de ter Amigos e de os abraçar de vez em quando
...tenho o privilégio de ainda não me sentir cansado
...tenho o privilégio de poder estar aqui
...tenho o privilégio de não ter medo de poder vir a ter medo
...
...um bom fim de semana para todos com um abraço de amizade
...
"...faz hoje 20 anos que partiste... Estás noutro local, um local para onde foste, um local de sossego, de paz, não é ?... Tenho saudades tuas, pai !... Lembras-te do dia em que nos disseste até breve ?... Lembras-te dos dias em que sempre estiveste a nosso lado, lembras-te de tudo de bom que se passou antes de ires, lembras-te de tudo de mau que se passou antes de ires ?... Recordas o dia em que eu nasci, recordas o dia em que passaste ao estatuto de pai ?... Sei perfeitamente que te recordas e que só por isso te valeu a pena viver; sei que viveste em função dos teus, daqueles que faziam parte da tua própria vida, daqueles que eram a razão da tua existência!... Sei muito bem o quanto sofreste por mim e por todos os teus; sei perfeitamente o quanto lutaste para que nada me faltasse, para que tudo estivesse sempre bem... Lembras-te do dia em que te faltou algo para que eu não sentisse essa falta ?... Lembras-te do dia em que não comeste para que eu tivesse comida ?... Lembras-te do dia em que poupaste nos cigarritos para que eu tivesse dinheiro para o meu tabaco ?... Lembras-te do dia em que tiveste de pedir a um amigo para teres dinheiro para mim ?... Lembras-te do dia, de todos os dias da tua vida em que passaste mal para que em todos os dias da minha vida eu passasse bem ?... Lembras-te ?... Sei que te lembras e sei que sabes que tenho saudades tuas... um beijo para ti, pai!..."
...

Aspásia disse...

Breve Momento de Meditação


Vale a Vida ser vivida
num frenesim, num afã?
Porquê tanta correria,
se tudo termina, um dia,
desfeito em poeira vã?

“Esta vida são dois dias”,
diz o rifão popular…
E nem ânsias nem folias,
nem Davides nem Golias
a poderão prolongar.

Fatal destino é a meta
desta corrida, afinal…
Para quê, pois, correr tanto,
em dor, cansaço e quebranto,
p´ra ter por prémio um coval?

Nisto, amigo, toma tento:
não temas ficar p´ra trás…
modera o teu andamento,
descansa por um momento
− e mais Vida viverás.

Aspásia 97

gabriela disse...

eu costumo pensar na letra da música 125 azul do luís represas que diz:"só Deus tem os que mais ama",é um concolo para todas as minhas perdas que nao foram muitas mas foram,são e serão sempre muito sentidas.
Beijos

gabriela disse...

"consolo"

innername disse...

este texto de hoje doeu professor.
que o silêncio de um não telefonema é preferível ao telefonema de ter que morder a língua para não magoar quem nos ama e nos deseja sempre bem.

Aspásia disse...

Pah

Parabéns ao teu Pai e à filha que tem.

Um grande beijo para ambos.

Aspásia disse...

Estou tão cansada hoje também... só queria meter-me na cama e dormir 12 horas seguidas mas vou é reagir... o meu velhote está à minha espera para jantar...

Até logo.

Ameninadalua disse...

São aves que voam por nós trazendo
as lembranças do que não fomos capaz ainda de esquecer; algumas doces, outras nem tanto...
Mas com toda a certeza deixam-nos sempre o sentimento enorme de perda...
Porem são momentos muito íntimos e nossos que nos fazem sentir próximos de nós mesmos...

yulunga disse...

Bom dia maralhal.

Dr. Murcon
Hoje não lhe digo nada.
Deixo-lhe apenas isto: :-)

thorazine disse...

Mundado de tema por um momento:

"George Galloway é um polémico activista anti-guerra e deputado inglês eleito pela plataforma RESPECT. Convidado para uma entrevista no canal Sky News, conhecido pela sua inclinação pró-Bush, Galloway não dá tréguas à entrevistadora e desmonta por completo a manipulação informativa do canal."

http://www.youtube.com/watch?v=P1-3kavJVmY

Se puderem vejam o vídeo até ao fim, vale a pena! :))))

thorazine disse...

Mudando!!! RRRRRRR

yulunga disse...

Thorazine
Posso-te mandar uma grande beijoca pela partilha do video Free Hugs?
;-)

thorazine disse...

Preferia um abraço, mas pronto! :P
Esse video despertou-me um sentimento muito bom..recordei-me que há muita coisa que se pode fazer para deixar-mos de ser meras obreiras neste enorme formigueiro. :)))

Obrigado por também teres gostado! ;))

Um abraço..e uma beijoca

Klatuu o embuçado disse...

Quem aos seus sai... etc... (bem me parecia que você vinha de uma linhagem de morcegos)...

P. S. Convido-o a reflectir sobre o meu mais recente contributo para a psicanálise nacional...

P. S. S. Quando os filhos-da-puta me enfiarem na pildra... vou alegar que sou doido... Conto com o seu apoio de perito! :)=

Katerinna disse...

Perguntaram ao Dalai Lama...

"O que te mais supreende na humanidade?

E ele respondeu:

... Os homens... Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde.
E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente... de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro.
E vivem como se nunca fossem morrer... e morrem como se nunca tivessem vivido."

Maria disse...

Caro Prof. Maxado Vache,

Descobri, infelizmente, apenas há pouco tempo este blogue quando lia “O tempo dos espelhos”. Tenho observado com curiosidade a intensa comunicação entre os seus leitores. Aproveito esta oportunidade para lhe deixar uma mensagem que já tem muitos anos. Obrigada por me fazer companhia. Obrigada por partilhar também comigo um pouco da sua vida e desta forma ajudar a pacificar as angústias da minha. Gostava de saber escrever para lhe poder contar o conforto que sentia, acerca de quinze anos atrás, quando adormecia a ouvi-lo conversar, no “Sexo dos anjos”. E a partir dessa altura como me foi também ensinando, sem que precisasse de pedir, a viver.

Fique bem,

Maria

Aspásia disse...

Maria

Não eras a única... só que eu não "adormecia"... ouvia tudinho!!!

;)

andorinha disse...

Boa noite.

Tal como a pah também sou uma privilegiada por ter os meus pais vivos e por morarem a 100 metros de minha casa.
Sei bem também o que é o receio de telefonemas tardios que me deixam sempre em sobressalto.

Sobretudo para a pah, o Lobices e o Thora deixo aqui um beijo grande:)

Aspásia,
Arriba, mulher!:)

PAH, nã sei! disse...

eu também!! ouvia tudinho!!!
e duas vezes!! de manhã e à noite!! era a versão "stereo" da coisa :)

CêTê disse...

Bula artesanal

O edredon, ainda que cedo para tanta quentura, passa-se entre os joelhos. Dobra-se o corpo em concha tampando a orelha para que não teime vigia madrugada fora.
Chocolate morno...
E o exercício de um último aconchegar e um beijo que não o de desejo.

Boa noite ;*

PAH, nã sei! disse...

Ah!!

Para o caro Professor não me "dar na cabeça... nunca esquecendo o valente "Zé" Gabriel!!!

Viva disse...

Boa noite pessoal

Prof. sabe não deixo de me sentir triste quando sou daquelas que não quero telefonema nenhum do meu pai. É que ele nunca cuidou, aliás so fez mal, muito mal. Mas as feridas já curaram, ficaram as cicatrizes apenas, igual á outra da operação ao rim que, só quando tenho vejo as pessoas na praia a espreitarem para ver se percebem que risco é aquele é que me lembro da existencia dela. O problema é eu não conseguir saber a falta que o primeiro me fez, e saber perfeitamente a falta que me faz a causa da 2ª.

E o mais engraçado é que nunca sei bem se fico triste por nunca sentir essa saudade, ou se fico triste por aqueles que a sentem.

Bem quanto ao "sexo dos anjos" eu ficava acordada. Aliás como em todos os programas em que entra o Prof. Saudades de si, de o ouvir e ver (na tv claro) essas por incrivel que pareça tenho.

:)))

Aspásia disse...

E eu que tenho 100 cassettes do "Sexo dos Anjos"? Quem dá mais, quem dá mais???
E que as digitalize antes que desmagnetizem...

;)

Aspásia disse...

Proooooffff....

ATENÇÃO! ESTÁ NA HORA DE IR FAZER DODO!!!

Bem, como amanhá é Sábado, volto a avisá-lo à meia-noite...

;))

Viva disse...

Aspia

Boa. Éssas cassettes são dignas de conservar.

Um soninho descansado para ti

:))))

Aspásia disse...

Viva

Estou precisada. Thanks, for you too.

:)

Cris disse...

O meu partiu precisamente há oito anos... neste dia! Também nunca mais me ligou, mas eu gosto de pensar q estará em um qualquer lugar onde simplesmente n existem telefones...
Já n olho para o telefone... cerro simplesmente as pálpebras e relembro o seu sorriso... permanecem as saudades... imensas!

beijito

Lusco_Fusco disse...

Boa noite!
Por vezes a vida carrega-nos com fardos cujo peso repartiríamos de bom grado. Sonhamos o coração atento, o colo, a orientação e, porque não, o afago na cabeça que nos impulsiona... É em momentos desses que conhecemos a força que nos sustenta (essa mão existe, ainda que invisível).
Um abraço
MJ

yulunga disse...

Telefonemas tardios...
Dormia quando recebi um do hospital às 3 da manhã (parece impossível mas é verdade).
Recebi a noticia e a minha resposta foi:
Ah... está bem. Obrigada.
Quando desliguei não sabia o que fazer às mãos, a quem ligar, que pé haveria de mexer primeiro.
Até hoje nunca "digeri" esse telefonema.

(Chinezzinha) disse...

Querido Professor,
Hoje também sou uma ave nocturna. Estive a dar uma "arrumação" ao meu blog e agora vou ver se durmo.rss

Só cá vim desejar-lhe um excelente fim-de-semana.:)

Beijinhos com carinho

Ana

chato disse...

Só para deixar o voto de um bom (chato) fim de semana para todos.
É verdade. afinal quando é o jantar ou almoço ou lá o que isso é?
Que chatice, não dizem nada.
É chato, eu sei.

PAH, nã sei! disse...

pah... carrega no link: fotos do Jantar do Murcon... et voilá!

Fell me(na) disse...

A poética e sombria evocação do espaço das dores, a ausencia... nuvens que chegam e partem... um modo silencioso de amar onde o luto nao tem lugar.

Gotinha disse...

Off-topic
Venho dar os parabéns pela casa que hoje tive o prazer de ver na revista Tabu... a casa de que já falou várias vezes...
É uma casa que pede para ser preenchida por amigos e netos em tropelias e risos e música intimista!!
;-)

ARTEMINORCA disse...

Boa noite!
Também eu sou nova por aqui. Digamos que era só ouvinte e leitora assídua, agora terei o privilégio, se me permitir, de partilhar opiniões. Penso que é este o principal encanto da blogosfera.
Quanto aos telefonemas tardios e entre pais e filhos... Engraçado, às vezes não acontecem porque alguém já partiu, outras vezes não acontecem porque alguém nunca esteve e outras vezes acontecem e é como se não acontecessem. E isto tudo se dá em cenários de revolta, de saudade, de amor, de rivalidade, de incompreensão... Estranha a vida!
Abraço de adnmiração, Lu

Xelim disse...

(

A cêtê com a foto a fazer-se passar por mulher mistério, sexy, e gaja boa!

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!

)

Não pesco nada disto disse...

Xelim, que "falta de chá"!
Que conhece V/ Ex.ª do perfil e da identidade das pessoas que aqui comentam, para fazer um reparo desses?!

Não necessito de resposta. Reflicta.

CêTê disse...

Bom dia! ;]

Xelim, eu SOU tudo o que diz que eu quero parecer e de intensa forma.
Mas olhe que me fez reflectir sobre as imagens que escolhemos...de facto podem dizer muito de nós. ;]



mudando de prato:)
Pensava eu ter notícias frescas mas deve estar tudo a "Xonar".
Pelos vistos se a NG não tem novidades avia-se (não do verbo Haver) uma "Tabu" ;]]]]]
Gotinha, obrigada pela divulgação e já agora: parabens pelo seu blog!;]]]
Bom resto de fds.

Su disse...

passo ..deixo.lhe uma joca marada de bom tempo....em si...o bom tempo...

Xelim disse...

Não pesco nada disto

O "Não necessito de resposta" denota uma preocupação exagerada.

És muito preocupada/o.

Eu, Xelim, especialista. Tu não pescares, p(r)onto!

papalagui disse...

O meu pai ligava sempre a horas menos próprias. De há um ano a esta parte não ligou mais e todos os dias continuo a desejar que o telemóvel pudesse tocar de novo e eu ouvisse do lado de lá a voz dele sempre à procura da minha.

Não pesco nada disto disse...

especialista, Xelim,

"...denota uma preocupação exagerada."

Claro que não.

CêTê disse...

"não pesco nada disto",
o Xelim deve andar muiiiiiiiiiito distraído para não ter reparado noutras imagens já publicadas! Fixou-se- vá-se lá saber porquê(1);]]]) naquela! E esvaíu-se... lol.

1)Uma excelente foto, diga-se de passagem.

Por isso "não pesco nada disto" quem anda a molhar a isca na lama não o/a senhor@ é o Xelim ;]]]]

Ao Xelim ainda lhe saí na rifa uma asiática vítima de talidomida ou um morenaço com criptorquia e fenda palitina.loool

bons sonhos

Gotinha disse...

Cetê,
pela divulgação de...??!

Vera Effigies disse...

Boa tarde!
Passei e espreitei. Não podia deixar de dizer Olá a todos.
Dei uma espreitadela aos posts anteriores, quanto ao último, desejo que o professor Mahatma(?) seja condenado ao degredo de amor se tanto é esse "wish" dele :))).
Num dos posts li que a Senhora da Fé estava fechada. Raramente está aberta. Mas(bsbsbsbs segredo) Se perguntar onde é "Quartas" pode pedir a chave às senhoras, de certeza a facultam:) ou indicam quem a tem. Mas Professor pode rezar do lado de fora a Senhora "ouve" do mesmo modo :))))

Um abraço e desfrute bem aqueles ares sadios. A poluição política, está de tal ordem, que, cada vez mais, acredito em vegetais. São os únicos seres vivos que se aliam a um amigão, para produzir a fotossíntese.
Beneficiemos deles enquanto nos deixam... :(
MJ