domingo, dezembro 01, 2013

Judy Garland...You Made Me Love You (1951)

45 comentários:

bea disse...

dorminhocos!

então o professor põe uma canção tão bonita...

fica para quando acordem, pronto.

Agora vou discorrer sobre "You made me love you" porque o trabalho já está de braços no ar feito palerma, mas tem vezes em que gosto de contrariá-lo.

Pois, não havendo propósito, esse título pode não ser uma verdade inteira. Que assim há-de ter sido, raro o amor nasce por vontade. Mas essa meia verdade é que é bonita. Corrijo, a parte mais bonita. Coisas! Que acontecem. E têm beleza própria.

Não é dado a todos sentir esse apelo por alguém. Não é. O amor escasseia e não apenas na retribuição; é escassa a capacidade de o sentir, de o sofrer, de haver tempo para nele haver morte e ressurgir. Nós o normalizámos sem atender o quanto pode ser alheio à grelha que lhe construímos.

deixo o resto para voses, que os horários me chamam. as horas, os minutos, a loucura exasperada dos relógios.

vou ali agarrar um ponteiro.
sejam felizes

Impio Blasfemo disse...

Bea

Acordei e dei uma volta ao blog do Rui Tavares. Aqui a música é outra………
Uma defesa essencial
http://ruitavares.net/blog/
Mas porque de músicas, agora, corre o tempo e o espaço no murcon, aqui vai um poema do Vergílio Ferreira

“Por Entre os Sons da Música
Por entre os sons da música, ao ouvido
como a uma porta que ficou entreaberta
o que se me revela em ter sentido
é o que por essa música encoberta

acena em vão do outro lado dela
e eu sinto como a voz que respondesse
ao que em mim não chamou nem está nela,
porque é só o desejar que aí batesse. “ (Vergílio Ferreira)

Abraço
IMPIO

Impio Blasfemo disse...

E já que de canções o mote é o presente
Aqui deixo esta que
Infelizmente
É bem presente

Abraço
IMPIO

http://www.youtube.com/watch?v=bKnEaCweikg

LA POESÍA ES UN ARMA CARGADA DE FUTURO

"Cuando ya nada se espera personalmente exaltante,
mas se palpita y se sigue más acá de la conciencia,
fieramente existiendo, ciegamente afirmado,
como un pulso que golpea las tinieblas,
cuando se miran de frente
los vertiginosos ojos claros de la muerte,
se dicen las verdades:
las bárbaras, terribles, amorosas crueldades.
Se dicen los poemas
que ensanchan los pulmones de cuantos, asfixiados,
piden ser, piden ritmo,
piden ley para aquello que sienten excesivo.
Con la velocidad del instinto,
con el rayo del prodigio,
como mágica evidencia, lo real se nos convierte
en lo idéntico a sí mismo.
Poesía para el pobre, poesía necesaria
como el pan de cada día,
como el aire que exigimos trece veces por minuto,
para ser y en tanto somos dar un sí que glorifica.
Porque vivimos a golpes, porque apenas si nos dejan
decir que somos quien somos,
nuestros cantares no pueden ser sin pecado un adorno.
Estamos tocando el fondo.
Maldigo la poesía concebida como un lujo
cultural por los neutrales
que, lavándose las manos, se desentienden y evaden.
Maldigo la poesía de quien no toma partido hasta mancharse.
Hago mías las faltas. Siento en mí a cuantos sufren
y canto respirando.
Canto, y canto, y cantando más allá de mis penas
personales, me ensancho.
Quisiera daros vida, provocar nuevos actos,
y calculo por eso con técnica qué puedo.
Me siento un ingeniero del verso y un obrero
que trabaja con otros a España en sus aceros.
Tal es mi poesía: poesía-herramienta
a la vez que latido de lo unánime y ciego.
Tal es, arma cargada de futuro expansivo
con que te apunto al pecho.
No es una poesía gota a gota pensada.
No es un bello producto. No es un fruto perfecto.
Es algo como el aire que todos respiramos
y es el canto que espacia cuanto dentro llevamos.
Son palabras que todos repetimos sintiendo
como nuestras, y vuelan. Son más que lo mentado.
Son lo más necesario: lo que no tiene nombre.
Son gritos en el cielo, y en la tierra son actos."

Gabriel Celaya

andorinha disse...

Bea,

Aqui estou eu a assumir-me como dorminhoca empedernida:)
E hoje nem está muito mal, 13h são horas decentes.lol

Ouvi. Gostei. Mas só vos vim dizer um Olá.

Agora vou curtir um solinho. Agasalhada, Júlio. Li o seu conselho:)

Curtam o domingo. Inté...

João Pedro Barbosa disse...

Hohe? Via! A Serra Toda Amarela.

Teresa disse...

Deixe-me sugerir o original da canção, do filme Broadway Melody (1938).
A cena é inesquecível e Judy tinha apenas 14 anos.

http://www.youtube.com/watch?v=cFSczLif0q4

andorinha disse...

Bea,

Ouvi de novo. Saboreei melhor.

"Não é dado a todos sentir esse apelo por alguém. Não é. O amor escasseia e não apenas na retribuição; é escassa a capacidade de o sentir, de o sofrer, de haver tempo para nele haver morte e ressurgir..."

Tão lindo, Bea.

Espero que não fiques de novo pendurada no relógio:) looool



Impio,

Bom artigo o do Rui Tavares, sem dúvida.

A ouvir Paco Ibañez.
Emocionante! Grande letra!

Vou levá-la para o meu canto. Não pode ficar só aqui:))))))))

andorinha disse...


Continuando em maré de cantigas.
Esta mandou-me o amigo Aquiles.
É no Brasil, mas podia ser cá.


www.youtube.com/embed/FQhb7tfOODY

bea disse...

Boa noite:)

Ímpio

Obrigada pelas tuas prendinhas.
estou ouvindo Paco Ibañez e já li o poema que é muito bonito. E actual, infelizmente. Também li o que escreveu Rui Tavares; gente perversa que nem os seus protege. E digo-te que gostei mais do blogue que da entrevista que ouvi hoje com Maria Flor Pedroso. Tenho dúvidas acerca de mais um partido. De centro esquerda? tenho dúvidas.

bea disse...

Andorinha

Boa semana:) Obrigada pelas tuas palavras. e pela música do Brasil a apontar dedos que não são suficientes. Verdade, podia ser Portugal.

Teresa

que bem cantava essa garotinha de nome Judy Garland:) Obrigada também.

andorinha disse...

Bea,

Não ouvi a entrevista...
Gosto de Rui Tavares mas a ideia da criação de mais um partido não me parece fundamentada. Centro-esquerda?
Isso é o quê?
Mais fragmentação à esquerda, é o que é:(

Boa semana também pati:)

João Pedro Barbosa disse...

Jerónimo! Com muito jindugo, e esquerda bem aberta;).

P.S. Só vim ver as vizualisações!

João Pedro Barbosa disse...

Professor? Eu estou rodeado! De economistas.

João Pedro Barbosa disse...

Está tudo. A comer! Bichos da conta?

João Pedro Barbosa disse...

"Horário da CP"

Estou a ouvir a musica. Poderei! Mudar para verde?

bea disse...

Boa noite:)

Durmam Bem. Vim só dar aqui um jeito na dobra do lençol e verificar a janela.

Podem descansar, está tudo pronto para o sono

beijinhos a todos

João Pedro Barbosa disse...

(Steve Jobs)

"Está com o complexo da pagaia"

Volto já.

P.S. Aprendi a falar pelo "Skype"

João Pedro Barbosa disse...

épá. K! Chatice?

João Pedro Barbosa disse...

"estou a brincar..." Cometi o erro de desenhar a Torre Da Babilónia ao contrário. Quem viu gostou! Que leu ficou maravilhada com a primeira apresentação?

(Nasci de farmácia e tive que ir a biblioteca trepar as prateleiras para trazer do fundo mar=)

http://en.wikipedia.org/wiki/Architecture_Without_Architects

João Pedro Barbosa disse...

Não funciona a toque de caixa

http://en.wikipedia.org/wiki/Frank_Lloyd_Wright

Já venho abrir a caixa.

So. Um! Momento?

João Pedro Barbosa disse...

TENHO UM MEDRONHEIRO QUE DE ABRIR A JANELA PELOS FRISOS DÁ BROA 24

João Pedro Barbosa disse...

Teresa,

Separa as águas!

João Pedro Barbosa disse...

http://blogs.worldbank.org/voices/fr/peche-illegale-s-inspirer-de-la-lutte-contre-l-exploitation-forestiere-illegale?cid=EXT_Twitterbanquemondiale_P_EXT

João Pedro Barbosa disse...

Deus,

Abra a caixa!

João Pedro Barbosa disse...

This Mortal Coil - Song to the Siren "Cocteau Twins"

http://www.youtube.com/watch?v=4mUmdR69nbM

João Pedro Barbosa disse...

Peixe que não puxe carroça
Leva troço que fica a porta

João Pedro Barbosa disse...

O MEDO
É
O
MEU
DEUS

João Pedro Barbosa disse...

hAVIA AGUA FRIA

João Pedro Barbosa disse...

mAS ESTÁ MORNA

Anfitrite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anfitrite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anfitrite disse...

A verdade é que hoje, como no meu tempo de intervenção política no movimento estudantil, o PC tem como único objectivo assegurar o seu lugar de "putativo guardião" dos ideais de esquerda, nem que para isso a direita saia beneficiada.

RAM sobre a entrevista de Rui Tavares

Para mim as sociedades unipessoais, Ldª. não levam a lado nenhum.

E se querem mais música tomem lá esta:

http://www.youtube.com/watch?v=J6sFMuRrZy8#t=18

João Pedro Barbosa disse...

Sabem qual é a maior invenção. Depois do papel de sozinha! A pega do pano da loiça?

João Pedro Barbosa disse...

Queres? Torcida! Ou molhada.

João Pedro Barbosa disse...

Selena Gomez ♥♥ - Sexy & HD 1080p

http://www.youtube.com/watch?v=UL_fgjCyLi0

João Pedro Barbosa disse...

A rocha? Está! Protegida.

João Pedro Barbosa disse...

sÓ FALTA CROMAR

João Pedro Barbosa disse...

"eSTA FICA NA HISTÓRIA"

dOS QUANDRADINHOS MILIMÉTRICOS

http://www.youtube.com/watch?v=-0Wq3a4poj8

João Pedro Barbosa disse...

EPOIS DO UNDER SCORES COMO É CLARO

João Pedro Barbosa disse...

"que rico sol que está lá ao fundo"

Queres mais chunbo ou jumbo Leva o capacete(

http://www.dragoart.com/tuts/496/2/1/2443/how-to-draw-the-rolling-stones-lips-and-tongue-step-4.htm

João Pedro Barbosa disse...

Agora já passou a bandeirada. E! Faz bis?

João Pedro Barbosa disse...

Pico
Acorda
Que
A agulha
Engrossa

Teresa disse...

Das duas, uma:

Ou há para aqui uma private joke colectiva ou vim parar a uma caixa de comentários alucinada.

Raspo-me.

bea disse...

Mayra Andrade foi talhada em canela; sabe-lhe na voz e na cor. Obrigada por este cheirinho de apetite, Anphy.

andorinha disse...


Anfy,

A ouvir Mayra & Benjamin. Delícia!
Obrigada:)


Não vi a entrevista de Rui Tavares, logo não me posso pronunciar...