quinta-feira, agosto 25, 2005

Atentado ao pudor.

O juiz olhou-o, incrédulo. Parecia um homem decente, incapaz de acto tão repulsivo na via pública. Sem antecedentes criminais, pai de família extremoso. Pelo menos assim o tinham descrito alguns amigos, também eles atónitos. A mulher exilara-se com as crianças em casa dos pais. Os papéis de divórcio já faziam um caminho pacífico através da burocracia, ele fora o primeiro a admitir que o casamento estava condenado. Na realidade, confessava tudo, menos duas coisas: remorsos e motivo.
O Meretíssimo até agradecia a ausência de arrependimento, o facto tornava menos problemática a sentença exemplar que lhe reservava. Mas o motivo... E não resistiu,
- Por que o fez, homem de Deus?
O repugnante exibicionista fitou-o intensamente. Os olhos brilhavam tanto que Sua Excelência se encostou para trás no cadeirão e procurou de soslaio a segurança do guarda armado que dormitava ao canto da sala. E o desalmado, em vez de alinhavar um daqueles "não sei, senhor Dr. Juiz" sumidos em busca de compaixão, encolheu os ombros e exibiu-se de novo, agora pela palavra:

"Creio que foi o sorriso,
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso".*


Foi condenado por atentado ao pudor e com a indicação de se tratar de um provável reincidente no futuro. Não disse nada, não pediu nada. Consta que ainda permanece na prisão, não solicitou precárias e passa o tempo na cela a desenhar. A cada novo esboço murmura "não era assim" e recomeça. Só desenha sorrisos de mulher...

* Eugénio de Andrade, O Sorriso. Em O Outro Nome da Terra.

185 comentários:

Anónimo disse...

excelente!

gonçalo disse...

Prof. JMV,

Este pode ser um exemplo de um acto exibicionista que não traduz poder sexual.

Pode o exibicionismo ser apenas afecto?

Já agora, porque é que o exibicionismo sexual é mais frequente, eu diria mesmo quase exclusivo do homem?

andorinha disse...

Júlio,
Agradeço em meu nome e no da Yulunga o facto de nos ter ouvido.:)))
Um sorriso vale muitas vezes mais do que mil palavras ( passe o lugar-comum).

Anónimo disse...

é passe ou passo?

Pamina disse...

Boa tarde JMV e Maralhal,

Gostei do post. Muito bem metido o poema.

O Gonçalo(5.10) perguntou se o exibicionismo podia ser apenas afecto. Neste caso não será um lindo acto de gratidão?

Manolo Heredia disse...

O transtorno histriônico de personalidade, ou histeria, é caracterizado por um comportamento colorido, dramático e extrovertido que se apresenta sempre exuberantemente. Os histriônicos tendem a exagerar seus pensamentos e sentimentos, apresentam acessos de mau humor, lágrimas e acusações sempre que percebem não serem o centro das atenções ou quando não recebem elogios e aprovações. Freqüentemente animados e dramáticos, tendem a chamar a atenção sobre si mesmos e podem, de início, encantar as pessoas com quem travam conhecimento por seu entusiasmo, aparente franqueza ou capacidade de sedução. Tais qualidades, contudo, perdem sua força à medida que esses indivíduos continuamente exigem o papel de "dono da festa", manifestando pronunciados traços de vaidade, egocentrismo, exibicionismo e dramaticidade. No afã de representar um papel que lhes é negado pela vida ou por suas próprias limitações pessoais, os histriônicos fazem teatro para si e para todos os demais, a sua grande plateia. Pode haver fases onde eles já não sabem onde termina a realidade e começa a fantasia, passando a acreditar em seus próprios mitos e em suas próprias encenações.

e. disse...

Atentado ao pudor

Um sorriso chamado Júlio tem sarcasmo e língua nos dentes tem rugas e brilho nos olhos e enrola-se para dentro da camisa num deleite de delito.

Julio Machado Vaz disse...

Gonçalo,
O exibicionismo como entidade clínica compulsiva (parafilia)- bem como as outras parafilias - é considerado tipicamente masculino. Mas a palavra tem na linguagem corrente um âmbito muito mais vasto, como sabe, não se reduz ao estereotipo do homenzinho de gabardina à espera do olhar chocado das mulheres. E então, certos actos "exibicionistas" não passam de tentativas de sedução, não acha? Como outros de afagos ao próprio ego:). Logo, por que não os afectos também? Quanto mais lato o âmbito, mais complexas as motivações.

Julio Machado Vaz disse...

Manolo,
Aí está! O que você descreve nunca poderia cair na estreita gaveta da parafilia.

gonçalo disse...

Prof. JMV,

Penso que sim, até porque mostrar é algo "vital" na sedução. É difícil conceber a sedução, "despida" de qualquer demonstração.

Manolo Heredia disse...

Outra vez "Morte em Veneza"!

Teresoca disse...

O meu primeiro contacto com Eugénio de Andrade foi através do nosso Murcon no então programa "A Bela e o Monstro" que o leu como ninguém. Desde aí comprei um livro que de vez em quando leio uma pagina ou outra. A prosa do poeta para mim, consegue superar a poesia. Excelente exercício de sensibilidade que nos faz pensar também no certo e no errado. Obrigada professor.

andorinha disse...

e. (5.38)
Lindo.:)

Lúcia disse...

Boas a todos: Sim senhor... a gente chega aqui e aprende, aprende...
Mas o que acham da história que o Prof. colocou no post?
Soa um pouco a: o réu disse, tão poeticamente, o que sentiu, fez um jogo tão belo de palavras, espelhavam uma pureza aparente tão grande que dá vontade de absolver.

Não vos lembra um pouco o Habla con Ella do Almodovar, onde a história nos é contada pela parte prevaricadora, i.e., o enfermeiro?

yulunga disse...

Bem...
A visão que tenho dos homens das gabardines não é assim tão romantica quanto esta do prazer obtido por um sorriso.
Pelo que sei o prazer que obtêm não é pelo sorriso das "vitimas" mas pelo medo e incomodo que estas mostram, pelo poder que julgam exercer e raramente são homens que tentam a abordagem fisica.
Mas se calhar esta é a versão romanceada.

Pamina disse...

E.(5.38),

Como diz a Andorinha, muito bonito.
Julgo, contudo, que a posição não é fixa. Estou-me a lembrar particularmente de uma vez em que o "sorriso" saltou para o outro lado e se desnudou num acto que não chamaria de exibicionismo, pois esta palavra é conotada com vaidade, mas de ternura.

Semiramis disse...

yulunga,

Também há aqueles e aquelas que atravessam os campos de futebol.

;)

yulunga disse...

Manolo
Engraçado que me revi um pouco aqui "um comportamento colorido, dramático e extrovertido que se apresenta sempre exuberantemente" e em mais algumas coisitas, no entanto com motivações diferentes. Os comportamentos estereotipados têm obrigatoriamente que ter sempre as mesmas motivações? E o facto de terem motivações diferentes que levem a um comportamento "tipo" indiciam a presença do mesmo tipo de transtorno?

yulunga disse...

E quando falo de motivações falo das que antecedem: o que nos leva a...
E as que precedem: o que obtemos com...

Sara disse...

**********************************************************************************************************************************************************************************************************************************************
Yulunga,
Tens razão.
Até é umn abuso confundir este poema com um biçal exibicionismo.****************

yulunga disse...

semiramis
isso são umas apostazecas para conseguir uns trocos para umas bejecas after jogo.

sara disse...

Corrijo: boçal em vez de bical.

yulunga disse...

Sara
Se calhar o homem até nem era exibicionista mas sim poeta. Naquele dia é que lhe deve ter dado para aquilo.

Fly_Away disse...

O manolo poderia deixar um pouco as considerações psiquiátricas e psicológicas (das quais sou - devo confessar - ligeiramente obcecada, talvez por defeito académico e profissional) e focar-se somente na poesia do texto?...

Coisa mai linda!

Oh Professor, agora esteve bem!

Julio Machado Vaz disse...

Lúcia,
Não é fisicamente possível alguém despir-se na rua dentro do sorriso de ninguém, não estou a pedir clemência para um exibicionista poeta:).

Julio Machado Vaz disse...

Lúcia,
Não é fisicamente possível alguém despir-se na rua dentro do sorriso de ninguém, não estou a pedir clemência para um exibicionista poeta:).

andorinha disse...

Yulunga,
Tu tens algum transtorno de personalidade, rapariga?!
Todos nós "encaixamos" sempre num ou noutro padrão psicológico.
Se se vai por aí...
Continua a ser quem és e não te preocupes com rótulos.:)

Orange disse...

Vivam os exibicionistas que arrancam sorrisos alheios!

yulunga disse...

Passarita
Não tem nada a ver.
E é lógico que se tu te enquadras dentro dum comportamento que está catalogado como sendo um transtorno porque não questionar?
Já vi é que o Manolo percebe do assunto. Então porque não fazer perguntas, tirar duvidas? A idade dos "porquês" deve ser sempre que nos apetecer.

Fora-de-Lei disse...

Julio Machado Vaz 5:40 PM

"O exibicionismo como entidade clínica compulsiva (parafilia)é considerado tipicamente masculino."

Então e aquelas mulheres que sabem que são "boas como o milho", quando passam na rua ou chegam ao local de trabalho com brutas mini-saias e/ou decotes exagerados, não são exibicionistas ?!

Será o exibicionismo tipicamente masculino ? Duvido... Que eu saiba, existirão muito mais mulheres deste estilo do que "homenzinhos de gabardina à espera do olhar chocado das mulheres". Ou o exibicionismo só pode ser considerado como tal se houver atentado ao pudor ?

Mas se calhar sou eu que - por força da minha ignorância na matéria - estou a ver muito mal o filme...

Lúcia disse...

Ó professor:
nem eu pensaria outra coisa.
O que quis dizer foi que há maneiras de vermos um acto ético e socialmente reprovável pelos olhos de quem o pratica, tornando-se esse acto mais compreensível e, por vezes, belo, porque arriscado.

A comparação com o enfermeiro do filme Almodovar foi nesse sentido: um acto abominável que nos é apresentado de uma forma que nos parece belo, porque belo e puro parece ser o sentimento. Claro que não é uma coisa nem outra e o homem tinha era grandes problemas. Mas lá que cheguei a ter pena dele, cheguei...

O nosso homem do Eugénio, ao proferir aquelas palavras deu sentido a algo que tinha tudo para ser ética e socialmente reprovável. E no entanto, ao lê-las, parece que tudo se justificou.

É esta dicotomia entre a repulsa devido a valores éticos e a visão de quem pratica os actos que eu acho que a arte descreve muito bem.

Será que me fiz entender? Mas não seria estranho de todo um psi com a sua reputação pedir clemência para exibicionistas ou outros. Afinal entende-os melhor que o comum dos murcons:))

yulunga disse...

Fora da lei
Essas não são exibicionistas.
São umas oferecidas, isso sim.
As menos bafejadas pela mão da mãe-natureza, essas sim são atentados ao pudor.

Fora-de-Lei disse...

yulunga 7:04 PM

O facto de serem exibicionistas torna-as oferecidas ? Não é forçoso... penso eu de que.

Quanto às menos dotadas serem um "atentado ao pudor", isso concordo... ;-))

Semiramis disse...

Professor,

A última frase da história não está a mais? Ou é provocação?

Por diversos motivos, mas sobretudo porque este sorriso do Eugénio sempre me pareceu um sorriso trigueiro de rapaz.

E é curioso, eu não consigo que ele se exiba para mim. O que leio nele é só entrega.

Lúcia disse...

Semiramis: é isso mesmo: é só entrega. Gostei.

yulunga disse...

Fora da lei
Claro que não as considero oferecidas, mas eu gosto sempre de ter o que dizer.

E pronto

Até amanhã maralhal.
Boas blogadas.

sara disse...

EXIBICIPNISMO:
É masculino, porque ñão consta que as mulheres vão fazer exibições genitais para a porta das Escolas.
Os e as poetas "exibem-se" nos textos que escrevem e nas recensões críticas que saem, ou não, nos jornais, mas mesas redondas, nos lançamentos,nas evistas literárias, nos ensaios que escrevem sobre a sua obra, etc. O exibicionista do post nem é poeta nem nunca ouviu falar do Eugénio. É uma espécie de Frankenstein lavadinho, criado pelo Murcon.
A "autopsicografia" do Pessoa ortónimo que me ajude. Ou algum dos comentadores independentes, que não é subserviente aos donos do blogue.

sissi disse...

Fora-de-lei, você deixou-me fora-de-mim, homem! Cáspite! Como utilizadora compulsiva de decotes, você deixou-me sem palavras... Explique-me lá, por favor, qual é analogia do decote e da mini saia com o exibicionismo. E não me diga que é porque ambos mostram parte do corpo porque isso seria redutor, e você não é assim tão simplista/simplório, pois não fora-de-lei-que-me-deixou-fora-de-mim? ;-) Agora quero saber tudinho! De que forma é que ambos os assuntos se cruzam, emparelham, se tocam, por Zeus! Que mal fazem as pessoas, que como eu repito, usam um decote? E quando é que essa maldade, tão grande tão grande, pode indiciar uma parafilia, como falaram? Mal sabia a Mary Quant, quando deu à luz a mini-saia, que estava a contribuir em larga escala para a engorda de analistas e psis que tais...
Olhe que você...tzt, tzt...
Vá...passe lá no Palácio Real para um Chá das Cinco que a coisa resolve-se. Mas antes responda, por favor, que já estou a limpar o zagalote!
;-)

gonçalo disse...

Os actos exibicionistas são considerados crime, com uma pena que pode ir até 1 ano de prisão. O que se pretende proteger é a liberdade sexual. Para que haja crime é necessário que a vítima se sinta importunada. O procedimento depende de queixa.

É curioso notar que houve uma evolução, e bem, em relação ao Código Penal de 1982. Para além deste, previa-se um outro crime, o do exibicionismo e ultraje público ao pudor. Qualquer pessoa podia denunciar alguém que ofendesse o sentimento geral de pudor ou a moralidade sexual. O desrespeito a estes conceitos, bem como os próprios conceitos, eram avaliados caso a caso, havendo até jurisprudência interessante sobre o assunto. Tratava-se de punir uma espécie de ofensa a normas socialmente aceites. Felizmente, hoje penaliza-se apenas o incómodo provocado a uma pessoa em concreto.

Dito isto, é fácil imaginar que se o autor do acto exibicionista for uma "mulher sexualmente apelativa" (não me lembro de melhor conceito...), não estou a ver nenhum homem a ir à Polícia apresentar queixa!:)))))))))))))))

Fora-de-Lei disse...

sissi 8:02 PM

"Explique-me lá, por favor, qual é analogia do decote e da mini saia com o exibicionismo."

Com o atentado ao pudor, não há nenhuma analogia. Com o exibicionismo, é muito bem capaz de haver. Tirando despudoradas excepções, só as gajas boas usam brutas mini-saias e arrojados decotes. E isso é, para mim, exibicionismo. Mas do bom !

"Que mal fazem as pessoas que, como eu, usam um decote ?"

Não fazem mal nenhum. Aliás, é por isso mesmo que a imperatriz faz topless na praia... ;-))

gonçalo disse...

"Não constitui crime de ultraje público ao pudor, mas mera contravenção de regulamento policial, a conduta daquele, que, em voz alta e de modo a ser ouvido, ou a poder ser ouvido por outras pessoas na via pública, profere termos como "caralho", puta que o pariu" e "chulo". (Acórdão do Tribunal da Relação de Coimbra, de 9 de Novembro de 1983)

Como se vê, o palavrão gritado em público era apenas um "caso de polícia..."

Fora-de-Lei disse...

gonçalo 8:09 PM

"... não estou a ver nenhum homem a ir à Polícia apresentar queixa !"

Não sei, se calhar já faltou mais. Eles andem aí...

Bem, o melhor é eu calar-me senão ainda sou daqui corrido sob o epíteto de homófobo.

gonçalo disse...

Fora-da-Lei levanta uma questão que talvez mereça discussão, a distinção entre o bom e o mau exibicionismo. Tomomemos o exemplo de uma idosa que decide fazer uma "exibição genital" em público. É isto o mau exibicionismo?

Lúcia disse...

"Ó sua descaradona
Tira a roupa da janela
Que essa camisa sem dona
Lembra-me a dona sem ela..."

Esta pérola que Villaret recita pode muito bem servir de pintura ao diálogo entre a sissi e fora-de-lei.
Afinal quem é o sujeito descarado: quem provoca o pensamento ou quem pensa?! Algumas alas macho luso acharão que ela é que é descarada.

As burkas existem porque há quem imagine as mulheres sem elas... Ou não será?:))

P.S.: Dreamer: estive uns tempos arredada disto e acompanhava o murcon com alguma distância. Por isso, só hoje dei conta que já conhece o Silêncio e tanta gente da Mª Guinot. Espero que tenha gostado

z_ disse...

Muito bonito mesmo.... :)

Anónimo disse...

Daqui a nada estamos a entrar naquela de que as mulheres é que têm culpa das violações, porque usam mini-saias e decotes. Que nojeira!

Julio Machado Vaz disse...

Semiramis,
Claro que é malandrice, o sorriso do poema é de rapaz:))))

Anónimo disse...

Como é ser alquimista e sofrer a magia da paixão – incontrolável, irracional, devastadora, demolidora? Como pode quem sabe da química dos afectos por a salvo os projectos de vida já construídos e erguer acima das ondas as pessoas que continua a amar, ainda que de outra forma? Talvez passe … mesmo que recíproca…

lobices disse...

...será o silêncio um atentado ao pudor de quem grita?...
...será o silêncio um crime que mereça castigo?...
...será, também, possível desenhar silêncios?...
...
"...Há um silêncio absoluto aqui até mesmo dentro de mim... Estou só, acompanhado apenas da minha solidão; por isso, não estou sozinho; estou acompanhado, logo não estou só... Estranho...
O silêncio penetra dentro de mim sem pedir licença; também não sou capaz de lhe impedir a entrada; ele é tão livre quanto eu e eu, possuidor dessa liberdade, deixo-o entrar e sinto que a excitação que ele me provoca é sinal de prazer... Um prazer proveniente da paz que ele, o silêncio, alberga... Com ele, vem apenas o som da deslocação do ar quando ele chega sem avisar... É que, de repente, só (estando só) o sinto quando ouço o silêncio da sua chegada... Senta-se aqui ao meu lado e vejo perfeitamente que ele me olha de soslaio; mas não lhe ligo importância; quem se julga ele? Alguém de muito especial? Devo-lhe alguma deferência?... Não... Não lhe franqueio sempre a entrada? Então, que mais ele quer? Que lhe dirija a palavra? Não! Mil vezes não! Se o deixo penetrar-me é porque assim o desejo e o quero, em silêncio, em paz, ouvindo-o sem o ouvir; sabendo apenas que ele está aqui... A solidão, por seu lado, essa não se importa muito pela presença dele; já está habituada... Olha-o com desdém como se ele, o calado silêncio, fosse ninguém... Sabe muito bem que ele não me faz mossa; sabe perfeitamente que ela, a solidão, é que é a minha amante preferida, hoje cinzenta (pode ser) mas amanhã, quem sabe, se colorida... É apenas a paz que me traz sereno e me faz sentir o seu frio ameno; é que o silêncio tem temperatura, ora é doce e quente, ora azedo e frio; mas já reparei imensas vezes que quando é azedo se sente um frio ameno; não enregela nem me estremece o corpo; amorna-me a alma e deixo-me ficar na mordomia da sua presença... É tudo apenas um estado de solidão a sós com o silêncio que me faz companhia... Por isso, não esfria... Deixa-me estar como quero... E ele se queda também e fica... Não incomoda... Sabe que a qualquer momento que eu queira, o mando embora; sabe que um grito forte pode, num ápice, cortar o ar que ele deslocou ao chegar... Ele sabe isso e por isso não se preocupa comigo... Mantém apenas um vago olhar... Como quem não sabe se parta ou se deve ficar... Depende apenas e só do meu grito; se este, o grito, do meu peito sair com força, com ânimo, com desejo de ser quem sou e não quem quero parecer ser... O problema com que me debato é saber o que sou ou mesmo até quem sou... Serei eu próprio o silêncio?..."

noiseformind disse...

Andorinha e restantes que comentaram no posto "poética". Finalmente consegui comentar-vos nesse post. Já sei que já está morno e comida aquecida ninguém gosta, mas pronto, ao menos mostro ter memória ; ))))))))))))))

Fora-de-Lei disse...

gonçalo 8:24 PM

"Tomemos o exemplo de uma idosa que decide fazer uma "exibição genital" em público. É isto o mau exibicionismo ?"

Comparado com o arrojado decote da Sissi não é mau, é péssimo... ;-))

Fora-de-Lei disse...

Anonymous 9:08 PM

"Daqui a nada estamos a entrar naquela de que as mulheres é que têm culpa das violações, porque usam mini-saias e decotes."

Julgo saber que já houve juízes (portugueses e não só...) que tiveram isso em consideração. Se foi ou não suportado num parecer técnico de algum psicólogo / psiquiatra, desconheço.

henrique doria disse...

O texto é de uma "piedosa" mentira.Bem sabenos quanto o Eugénio gostava de rapazes, pelo que só poderia desenhar lábios de rapazes.
Mas não é por isso que os machistas como eu, e creio que o Professor, o amavam (amam) menos. Um abraço.

andorinha disse...

Noise,

Tens memória e muito mais.:)))))
Aproveita que hoje estou particularmente bem disposta.
Já te respondi lá novamente, ou pensas que tu é que tens sempre a última palavra??? :)))))))))
Just kidding....

e. disse...

Atentado ao sossego

Um sorriso sem palavras corta o ar, que deslocou ao chegar, chamando o Joaquim pelo nome, devagar.

lobices disse...

...to e. at 10:43 PM:
...
:)

abrunho disse...

Ja sei o livro que vou comprar a seguir... Tou sem palavras...

abrunho disse...

Ah, espera ai. Que ignorante que eu sou! Que distraida! A prosa e sua, so o poema e do Eugenio Andrade. Ainda estou mais sem palavras. Entao pra quando o livro?

Lúcia disse...

Anda-se, por aqui, a falar há muito do Eugénio. Felizmente.
E felizmente que então transcrevo este poema. Tão curto e diz tanto..

"Os amantes sem dinheiro

Tinham o rosto aberto a quem passava.
Tinham lendas e mitos
e frio no coração.
Tinham jardins onde a lua passeava
de mãos dadas com a água
e um anjo de pedra por irmão.

Tinham como toda a gente
o milagre de cada dia
escorrendo pelos telhados;
e olhos de oiro
onde ardiam
os sonhos mais tresmalhados.

Tinham fome e sede como os bichos,
e silêncio
à roda dos seus passos.
Mas a cada gesto que faziam
um pássaro nascia dos seus dedos
e deslumbrado penetrava nos espaços".

idosa disse...

Ó fedelho, fica sabendo que tenho um púbis lindo, airado e com os lábios abaixo, cor-de-rosa, quando abro as coxas bronzeadas. Tomaras tu, em vez desse penduricalho enfezado, que só daria exibicionismos deprimentes.

Anónimo disse...

E eu e eu! Até porque há umasa tintas capilares anti-alérgicas, próprias para aloirar o púbis, se não preferirmos a depilação. Estes velhinhos rendidos, que ficam sem tusa e sem próstata aos entas, têm a mania de desvalorizar as velhotas, os pobres.

noiseformind disse...

Éme,
E Amigos e Envio é a pedra de roseta que traduz todos esses afectos entre o masculino e o feminino, a partir da sua leitura toda a obra de Eugénio ganhar um duplo sentido inexcedível. Digo isto pq andei a passarinhar e encontrei este cantinho, que
partilho pq não sou raivoso ; )))))))))))

Quanto ao teu texto tou a mariná-lo, e olha que já te li coisas muito parecidas... demasiado parecidas... ai ai ai ; )))))

noiseformind disse...

Senão, como ler este pedacito de prosa???????????????? (encontrei-o perdido quando há umas semanitas cheguei a este recanto ; ))))))))))))))))

Raivosos, atiraram-se contra a sombra
de umas acácias que por ali havia,
o corpo dorido de tanto desejar.
Olharam em redor, ninguém os vira,
a terra era de areia, a sombra dura,
também a carne endurecera
e secara a boca, só os olhos
tinham ainda alguma água fresca
Os dedos cegos foram os primeiros
a rasgar, ferir, e logo os dentes
morderam, nem sequer
ao sexo deram tempo de penetrar.
Eram muito jovens; a terra não,
a terra estava exausta,
o coração mordido pelas vespas,
só queria morrer.45

Julio Machado Vaz disse...

Noise,
A velhice é um naufrágio, plagiamo-nos a nós próprios:).

noiseformind disse...

O nome é Cães Raivosos, digam lá se sem o nome "oficial" algumas vez vos passou pela cabeça este não ser um encontro juvenil homossexual? ; ))))))))

OSousadaPonte disse...

Carissimo Professor:

A musica é porreirinha...mas poderia dar a opção de a tocar ou não. É que isto num escritório com colunas potentes inibe um murcão de vir ao murcon. E ne queira saber a quantidade de olhares reprovadores que estas coisas provocam. Bom é muito bom ser patrão e nao assalariado...mas mesmo assim !

noiseformind disse...

Éme,
Mas é um plágio transverval, quase um estilo próprio teu, tranquilizas sempre os elementos traumáticos para manteres o conto suspenso, arte tua, filigrana da tua safra. O divórico corre paralelamente neste conto, tal como passas mão ligeira por funda seara quando falavas do encontro sexual do qual vinha o condutor do outro conto que aqui contaste. Já viste a ironia latente para quem a procurar? O polícia não sabia a multa para a felicidade, o juíz tranquilizou-se com a felicidade do reu tão profundamente o acusar ; ))))))))))))))))
E por isto que tou à rasca para escolher que livros levar para autografares no Jantar (mas continuo com a ideia de só levar O Fio Invisível) ; ))))))))))))

Anónimo disse...

Hey, I'm just doing my daily blogging "hello's" through people's comment sections. I find it's nice to have people commenting on all the writing, don't you?

I've got a depression treatment site.

It's all related to depression treatment, so if that's something you're looking for, feel free to visit.

noiseformind disse...

E já que estou a falar mal de ti ; )))))))))))))))))))))))))))
Eu diria que assim como no Pedro Abrunhosa o elo mais fraco são as limitações que ele tem ao nível da interpretação, contigo o problema é definir a acção sem ser pelo narrador. Como se o narrador te ficasse pegado e não conseguisses tirar essa camisola para deixar as personagens falarem connosco. Estão reféns de ti pq lhes queres dizer os pensamentos e as opiniões ; ))))))))))))))

Anónimo disse...

Your blog is great If you like make money online, I'm sure you'd be interested in paid surveys know about paid surveys

Anónimo disse...

Terrific blog! Please check out this site
too!

O gineceu disse...

Vamos sair daqui, amigas, porque só andamos a ajudar o avô Machado e os seus pintaroxos armados a analistas textológicos, quando só são "testiculógicos", a fazer livrinhos, com as deixas dos nossos criativos comentários. O Noise coitado, essa virgem, só agora é que leu o poema, talvez do último ou penúltimo livro do Eugénio....
Estás na infância da arte, mas contikua, fizeste um bom esforço.

Anónimo disse...

This blog is awesome! If you get a chance you may want to visit this Free Downloads site, it's pretty awesome too!

Orange disse...

Este spam é do melhor...

noiseformind disse...

Elsa,
ando preocupado, já à muito que ninguém vem cá oferecer métodos para aumento do pénis. Será que já perceberam que o temos todos assim tão grande ou afinal desistiram por já sermos aqui no blog caso clínico sem tratamento possível? ; ))))))))))))))

Anónimo disse...

I have bookmarked you for future reference. Please check out this
page too!

dreamer disse...

Hi Porty

Em silêncio vim ler o post do Prof e os posts de hoje...
e é com um sorriso que te agradeço mais uma vez...:)))
(Só um reparo: O Yussuf (Cat Stevens - Into White)) está bem mas o Eric Clapton (My father's eyes) é que ficou com o nome do Gato;))))

dreamer disse...

To Lúcia

Gostei muito...;)))

Silence and so many people

"`Sometimes it's in the middle of the silence
That I discover the words to say
It's a rock or it's soul
Of a love yet to happen"
M. Guinot

Sweet dreams

dreamer disse...

"Somewhere there is someone that dreams of your smile, and finds in your presence that life is worthwhile, so when you are lonely remember it’s true, someone somewhere is thinking of you."

I usually smile with my eyes...;))

Sweet dreams to all of you

eubozeno disse...

Que belo contacto com a estranheza!

dreamer disse...

Só uma sugestão...
A música de entrada não poderia ou deveria ser a música preferida do Prof ?? ;)))

Paula disse...

Noise 12:57 AM

Sensibilizada pela sua preocupação, informo que estou em condições de lhe enviar emails regulares com saldos sobre o referido assunto.

Atenciosamente,
:))))))))))))))))))))))))))

L'enfant Terrible disse...

Lúcia said...
Boas a todos: Sim senhor... a gente chega aqui e aprende, aprende...
Mas o que acham da história que o Prof. colocou no post?

Julio Machado Vaz said...
Lúcia,
Não é fisicamente possível alguém despir-se na rua dentro do sorriso de ninguém, não estou a pedir clemência para um exibicionista poeta:).

EU digo que, fora eu o Juiz, não o conseguiria condenar. E olhem que me considero intransigente em muitos aspectos...

e. disse...

Voto nesta ideia: 'A música de entrada poderia/deveria ser a música preferida do Prof'

Anónimo disse...

Carell In For Carrey In Almighty 2
Carell In For Carrey In Almighty 2 Steve Carell is making a deal to star for Universal in Evan Almighty, a follow-up to Jim Carrey's Bruce Almighty, Variety reported.
Hey, you have a great blog here! I'm definitely going to bookmark you!
I have a internet business site/blog. It pretty much covers internet business related stuff.

Come and check it out if you get time :-)

noiseformind disse...

E.,
Então não acreditas que Madonna esteja aqui por indicação Murcuniana? Ai mulher de pouca fé ; ))))))))))))))) Sempre o mesmo problema: a incapacidade de aceitar que os gostos sejam diferentes;)))))) eu acho muito bem que a música seja "do agrado" do Éme, mas sem ortodoxias exageradas. SAbendo assim que nunca vo ouvir aqui Tupca, Eminem, 50 Cente, Greend Day, PEaches ou algum dos meus DJ's favoritos. Aliás, engraçado não te teres sentido incomodada com as diversas Mega-mixes aqui colocadas ; )))))))))) mas com MAdonna e o "preto" do Prince já dizes que as musúcas deviam ser as "favoritas" do prof;))))))))))))) não descarte uma Ciência de desconhece, os caminhos dos Murcon são misteriosos ; ))))))

Paula,
Upa upa upa ; ))))))))))) mas eu sou da velha escola, acredito que o único métido seguro de dar aumento ao bichano é com uso (e abuso)

l'enfant terrible,
atentado ao pudor vai de exibir genitália a toque corporal não permitido em local público. Não me parece que haja poesia no mundo que safe seja quem for. NO ENTANTO; )))))))))))))))))) o Éme nesta bela prosa faz uma coisa que escapa definitivamente À realidade dos nossos tribunais: a existência de uma vida social estável é, na esmagadora maioria dos casos, motivos de revisão em baixa da pena e não do seu agravamento. E aí eu discordo. Se uma pessoa teve condições sociais favoráveis e MESMO assim desenvolveu uma parafilia deveria ser ESPECIALMENTE punida pois é maior o descrédito que traz à sociedade. Quanto mais integrado está um indivíduo mais chocante é o crime para o meio em que se insere pois menos enquadramento da violência para as vítimas é possível.

Dou o exemplo da Casa Pia. Aqueles tipos não se limitaram a abusar de crianças. Montaram um esquema completo de emcobrimento, faziam testes aos miúdos para ver se a "carne estava fresca" etc, etc, etc. O facto de estarem socialmente inseridos e os meios financeiros disponíveis provocam especial lesibilidade do Estado pois obriga a muitas mais despesas e expedientes. Sendo assim, apesar de todos os recursos evocados fossem eles considerados culpados, deveriam ser ESPECIALMENTE culpados, pois provocaram no Estado muito mais gastos. Somos um estado em que as garantias não são as mesmas para um pedreiro e para um director financeiro ;((((((((((((((

Hoje chove, prevê-se uma manifestação de incendiários em frente a S. Bento, estão a perder dinheiro em gasolina e fósforos sem poderem exerzer a sua (tão apreciada por noticiários televisivos) profissão ; )))))))))

PortoCroft disse...

Dreamer,

Culpa do teclado. ;)))

Esta caixa de comentários, faz-me lembrar, todos os dias, aquela velhinha história do "Velho, do rapaz e do burro".

Pela minha parte, as vossas sugestões, na medida do possível, serão sempre atendidas. As critícas gratuitas nunca. Por muito que sejam irritantes.

noiseformind disse...

Ports,
mas numa coisa a e. tem razão: a música favorita do Éme deveria estar aqui!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! :)))))))))))))))))

First I was afraid
I was petrified
Kept thinking I could never live
without you by my side
But I spent so many nights
thinking how you did me wrong
I grew strong
I learned how to carry on
and so you're back
from outer space
I just walked in to find you here
with that sad look upon your face
I should have changed my stupid lock
I should have made you leave your key
If I had known for just one second
you'd be back to bother me

Go on now go walk out the door
just turn around now
'cause you're not welcome anymore
weren't you the one who tried to hurt me with goodbye
you think I'd crumble
you think I'd lay down and die
Oh no, not I
I will survive
as long as i know how to love
I know I will stay alive
I've got all my life to live
I've got all my love to give
and I'll survive
I will survive

It took all the strength I had
not to fall apart
kept trying hard to mend
the pieces of my broken heart
and I spent oh so many nights
just feeling sorry for myself
I used to cry
Now I hold my head up high
and you see me
somebody new
I'm not that chained up little person
still in love with you
and so you felt like dropping in
and just expect me to be free
now I'm saving all my loving
for someone who's loving me

noiseformind disse...

E caso essa grande injustiça aconteça de não meteres essa música ; ))))))) cá fica o link

yulunga disse...

Sem mini-saia, sem decotes, sem rachas ou transparências que possam chocar...
Aqui estou para vos desejar o habitual:
Bom dia, bom dia maralhal.

noiseformind disse...

Ok... não é exactamente o original... nem é exactamente uma música... mas it's FUNNY

noiseformind disse...

Sem rachas? Yullie goes Andrógena? ; ))))))

yulunga disse...

Noisie
Também

Lucília disse...

Li este poema pela primeira vez aí pelos 17 anos e é,como tudo o que conheço do Eugénio,lindíssimo!
Ao Doria:
Parece-me irrelevante fazer aqui (ou seja onde for) referência aos gostos do Eugénio;mentira ou não,a poesia (neste caso,a prosa com que o Júlio enriqueceu este poema) é o que queiramos que seja.
E falando de exibicionismo,parece-me que nada tem que ver com afecto,antes com a ausência dele.
Ou não,Professor?
Um bom dia a todos.

Manolo Heredia disse...

Sissi,
Não há nenhum mistério: Os decotes e mini-saias que diz usar passam despercebidos num bar aonde todas as mulheres vistam assim, e é exibicionismo num bar de marroquinos acabados de chegar. Uma atitude é exibicionista ou não conforme os padrões da normalidade vigentes. É exibicionismo quando provoca o impulso no outro, objectivamente.
O interesse sexual que o homem tem pela mulher, deixou de beneficiar do ordenamento de que outras espécies de mamíferos beneficiam, o cio. O homem passou então a acha que uma mulher "é boa" quando vê nela saúde e juventude (beleza) e deseja-a porque a considera uma boa parceira para reprodução com sucesso (inconscientemente, claro). O decote e a mini-saia são a forma dela dizer (exibir): "vê, como eu sou boa!".
Já agora, se quiser saber o que se passa do lado da mulher, pergunte-me.

sissi disse...

Caro Manolo,
o que se passa do lado da mulher?

noiseformind disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Ideia Original da Yullie (tás a ver como só me aproprio do teu corpo e nunca das tuas ideias?)

yulunga disse...

Manolo
Olha, no National Geographic diz que as femeas quase sempre escolhem o macho mais robusto por forma a terem crias saudaveis e robustas tambem para que possam sobreviver e isto inconscientemente também.
Vistas bem as coisas nós e os animais somos iguais

noiseformind disse...

Manolo,
Acho que não levaste a tua teoria até ao fim mas eu completo, sem cobrar nada por isso, o teu raciocínio;

"O decote e a mini-saia são a forma dela dizer (exibir): "vê, como eu sou boa!". Estão mesmo a pedir para serem violadas, ai estão estão" Temos macho!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ; )))))))))))

Manolo Heredia disse...

Sissi, aí vai:
Durante milhares de anos houve separação de tarefas no casal; o homem era guerreiro ou trabalhador braçal e a mulher tratava da casa, por isso ele desenvolveu maior corpulência e um caracter mais buçal, associado à força bruta para a luta ou para o trabalho braçal. Quanto mais forte e bruto mais apto estava para defender o núcleo familiar, numa sociedade aonde a lei era a força.
A mulher acha que um homem "é bom" quando encontra nele poder, força para defender a família. Deseja esse homem porque o considera um bom parceiro para reprodução com sucesso (inconscientemente, claro). Daí o interesse das mulheres pelos homens fardados e pelos homens altos (último resquício da parte física), pelos ricos. Tudo sinais exteriores de poder. A forma que o homem tem de dizer "vê como eu sou bom!" é exibir sinais exteriores de poder.

noiseformind disse...

E já agora, Manolo, diz-me uma coisinha... como é que se vê se uma mulher tem cancro ou SIDA através dessa análise macha? Podes-nos iluminar? Estámos na escuridão, procuramos a luz do Saber: )))))))))))

noiseformind disse...

Manolo,
Estás a confundir todas as mulheres com as prostitutas brasileiras que tens conhecido nos últimos anos looooooool looooooooool looooooooool loooooooooool looooooooool loooooooooooooooool loooooooooooooooooooool looooooooooooooool

Fora-de-Lei disse...

noiseformind 10:21 AM

"Estão mesmo a pedir para serem violadas, ai estão estão".

Não houve aqui há uns anitos um juíz no Algarve que disse que duas norueguesas (?) violadas / violentadas eram as culpadas por se passearem de forma provocante em terrenos do macho latino ? Ou será que eu sonhei esta estória...?!

Manolo Heredia disse...

Noise,
Diz-me como interpretas o que eu escrevi, dir-te-ei quem és!

Anónimo disse...

Your blog is creative Keep up the great work. Check out my site when you've time Wedding Photographers Northampton UK It's about locally based Wedding Photographers Northampton UK

Rebeca disse...

E será que o exibicionismo surge quando se perde (ou julga que se perde) o poder de sedução? Enquanto a mini saia funciona, para quê a gabardine?

noiseformind disse...

foda-de-lei,
Ou seja, e tu foste logo morar para o Algarve não foi? ; )))))))))))))))))

Manolo,
Não é interpretação, é simpatia pelos brutos de espírito. Como uma mulher se veste é só por vontade dela e dela mesma. Não há ninguém com direito de se apropriar da sua vontade. O espírito do violador começa a formar-se quando se começa a desprezar as escolhas pessoas e individuais das outras pessoa. Tenho dito.

yulunga disse...

Manolo
posso saber porque não me respondeste ao que te perguntei ontem?

Manolo Heredia disse...

noise,
uma coisa são tropismos (apetites) e os mecanismos que os desencadeiam, mecanismos naturais, determinados pela evolução da espécie, normalmente inconscientes (como foi dito). Outra coisa é a intensidade com que o indivíduo actua para dar satisfação a esses apetites. A partir de determinado limiar de intensidade é patológico.
Que cinzenta seria uma sociedade em que um belo decote não fizesse nenhuma diferença!

Manolo Heredia disse...

Yul,
não consigo identificar a pergunta. à noite a minha filha mais nova monopolizou o PC.

Fora-de-Lei disse...

noiseformind 10:44 AM

"foda-de-lei... e tu foste logo morar para o Algarve não foi ?"

Face à jurisprudência gerada pela decisão deste juíz, deixei a minha Lisboa natal e marchei, de imediato, para os algarves. A moldura penal era-me de tal modo favorável que passei a ser o foda-de-lei... ;-))

Fora-de-Lei disse...

Manolo Heredia 10:52 AM

"A partir de determinado limiar de intensidade é patológico."

Mas não poderão haver atenuantes ? Imagina-se um gajo que acabou de sair do xelindró e que, mal põe os pés na rua, vê passar por ele uma mini-saia fora do normal...

PS: quero afirmar claramente que estou apenas a colocar uma questão académica. Para mim, não há nada que justifique a violação de seja quem for...

noiseformind disse...

Manolo,
E que cores berrantes teria uma sociedade em que o decote fosse desculpa para a violação, que é o que acontece com esse palavreado pseudo-freudiano. Como sabe a funçaõ sexual é dormente no homem, associada a realização e ego, não se trata apenas de despejar os ditos em favor da espécie. Alguém quer vir almoçar ao grego?

noiseformind disse...

fora-de-lei,
Ou seja, o teu novo nome indica-te como certificador legal do gajedo em condições por terras algarvientas ; )))))))))))

yulunga disse...

Manolo
Sobre a histeria. Foi quase logo ao inicio.
Fica para depois se te apetecer, senão... olha deixa-me na ignorância.

Manolo Heredia disse...

noise,
o que é isso de dormente. Sou um ignorante nestas coisas, vê-se logo!

Manolo Heredia disse...

yul,
a pergunta de ontem é muito difícil, talvez o prof. tenha uma resposta, eu não!

dreamer disse...

dreamer said...
Só uma sugestão...
A música de entrada não poderia ou deveria ser a música preferida do Prof ?? ;)))

2.51 am...............:((

Olá Bom Dia a todos

Aqui estou eu na caixinha de entrada...;)

Porty
Como tu és rápido a teclar ;))
Não quis de forma alguma "criticar" Porty...
O som do murcon não podia ser melhor...e nem me deixa ir dormir para sonhar..;)

Só que de vez em quando salto de canal à procura de alguns dos meus "discos pedidos" ou para ouvir outras músicas e não sei porquê oiço sempre um grito do Tarzocas ;)))
Penso que as músicas que se seguem ao grito neste caso entre ontem e hoje (a primeira actualmente é a Madonna), suponho que seja um disco pedido;))

Quando eu digo música de entrada não é a Madonna, Noisy, que também gosto muito, mas são os gritos do Tarzocas e da Jane..

Preferia ouvir A música do Prof;)


See you :)))

PortoCroft disse...

Dreamer,

Sorry. Ainda não encontrei o som da Cheeta!... ;))))))

Maze disse...

Bom dia maralhal
As ideias continuam boas. Nisto de e decotes e mini-sais, só tenho a coisa a dizer: gosto. Não sei qual é a motivação que uma mulher tem para usar, mas deve ser porque gosta. não acredito que uma mulher não saiba que eu tambm posso gostar, e neste processo ja existe o "chegar ao outro". Isto depois pode ter muitas implicações....

Manolo Heredia disse...

Noise,
A ...realização e ego... é um corolário da truca-truca para a espécie. A própria cultura o é, pois é um mecanismo segregado (eu não disse criado) pela espécie humana para elevar o nível de cooperação entre os indivíduos, proporcionando mais oportunidades de sobrevivência / reprodução. Só elevados níveis de cooperação permitem à espécie dominar as outras espécies, pondo-as a trabalhar para si (hoje há frango!).
Resistir aos apetites é cultura, a justiça é cultura, por isso o juiz do Algarve é criticado. O apetite deve ser refreado em nome da cooperação (da cultura). As ondas de choque provocadas por uma violação são prejudiciais à boa convivência em sociedade porque, pondo em causa a cooperação pôem em causa a sobrevivência.

dreamer disse...

Porty

Encontrei;))

Cheeta became the longest lived known chimpanzee upon passing the age of 64.
Cheeta is still alive as of 2005, living at a private residence in Palm Springs ...

Um pouco longe...:(((

O Prof de certeza que arranja algo mais perto, mais perto de nós... :)))))

PortoCroft disse...

Dreamer,

Está quase na reforma. ;)

dreamer disse...

Porty

Não pode ter reforma antecipada?? ;)))

Anónimo disse...

Thanks for the nice blog - do you want to make
money at home
? 5 secrets...

PortoCroft disse...

Dreamer,

Eu ou a Cheeta? ;))))

Anónimo disse...

Threadwatch Bloggers go Live
Threadwatch has recently persuaded some of it's more knowledgeable members to run specific blogs, or columns.
Great blog, I'll definatly recommend it to some of my friends that are into horse racing

I also have a site on pitbull puppy

Please feel free to take a look

dreamer disse...

Porty

Tu nunca...
A CHEETA, O TARZOCAS E A JANE...Já merecem;)

Pensar que o Som do Murcon começou com
O Bridge over troubled waters;;))

That was a nice one;))

yulunga disse...

Maze
As pessoas cuidam-se e vestem-se para elas próprias, para os outros também e neste caso com principal incidência para o sexo oposto (exceptuando alguns casos).
Qualquer pessoa gosta de se ver ao espelho bem como de receber elogios e de se sentir desejada.

dreamer disse...

Yullie

Very well said ;))

yulunga disse...

Rituais de sedução (tanto para conquistar uma amizade como uma relação amorosa) que fazemos a nós próprios e aos outros.
Depois no que respeita às relações amorosas passa-se algo que julgo ser inconsciente e que é a expressão corporal que mostra disponibilidade e que se "solta" espontânea.

Manolo Heredia disse...

Yul,12.08,
Nem sempre. Há o "vestida para matar"! Toda a gente se veste para produzir um certo efeito. Claro que os narcisistas vestem-se para si próprios, para alimentar o seu narcisismo, por isso há tanta gente ridícula. Isto é fora dos padrões aceites como "para agradar".

yulunga disse...

Porty, trocaste o separador?
;-)

PortoCroft disse...

Yullie,

Pois. Saciada a Jane, há que fazer a Dreamer sonhar. ;)))))

Anónimo disse...

Loving yourself is a quiet thing. You don’t need blaring trumpets or a billboard to announce it to the world. Instead, when you’ve learned how to love yourself, you will feel the quiet inward turning of your consciousness toward you, to your value, to the unrepeatable beauty that you are.

(Daphne)

yulunga disse...

Oh Manolo
Tu és um pouco extremista ou não?
Quando alguém é egocêntrico é histérico, quando gosta demasiado de si próprio é narcisista. Caramba..
Agora entendo porque me agradeceste quando vesti a burqa.

gonçalo disse...

Caro Professor Machado Vaz,

O exibicionismo é um tema muito complexo, de resto a exemplo da esmagadora maioria dos assuntos que debatemos no Murcon.

Os que sofrem da patologia do exibicionismo têm também tendência para o voyeurismo. Assim como os sádicos, muitas vezes demonstram também traços masoquistas. Sem pretender simplificar em excesso, digo que o exibicionismo ou o voyeurismo, na sua dimensão de doença mental, podem resultar de uma incapacidade relacional ou de uma ausência de afectos. Mas, o que talvez seja ainda mais interessante de anlisar, é a causa da tendência para se ser uma coisa e o seu contrário, como voyeur e exibicionista, e por aí fora...

Pamina disse...

Boa tarde Maralhal,

Então ninguém comenta o marciano gingão do Noise(9.35)? Não conseguiram abrir?

Depois de ler os comentários sobre o texto:
Em momento de comemoração de mais de 100.000 visitas ao Murcon, continuo a concordar com a interpretação da E. (5.38), com a ressalva que já fiz do sedutor ser também seduzido.
Contudo, analisando o texto de um modo menos simbólico, vou pegar numa frase do comentário da Semiramis (7.17):"o que leio nele é só entrega". Também "leio" o mesmo. Este homem não é descrito como um exibicionista do tal género que atravessa a rua a correr com a gabardine aberta, mas como um homem normalíssimo que nunca tinha feito nada parecido. Só que perante um sorriso daqueles, ele corta todas as amarras (casamento, filhos) e, quebrando as regras, entrega-se todo, indo até às últimas consequências (perda da liberdade que poderia ter sido aligeirada, caso ele tivesse feito o acto de contrição e renegado aquela paixão).
Depois da queda, continua a tentar recapturar aquele momento/aquela mulher e nada mais lhe interessa. Visto por este prisma, é mais uma história de sedução/obsessão, algo suicidária, do que a descrição do que habitualmente chamamos de acto exibicionista (o tal do maluquinho da gabardine).
Parece a canção do Zé Cabra:"deixei tudo por ela, deixei, deixei…"
(Por favor Portocroft não ponha aqui a canção, pois até os meus gatos são mais afinados).

Rataplan disse...

Lobices,

Outra vez a falar de solidão?
Já uma vez lhe perguntei e volto a faze-lo, O que se passa?
Não me leve a mal, mas não posso ficar indiferente. Peço desculpa, desde já, pela invasão.

Anónimo disse...

"Coming Apart: Why Relationships End and How to Live Through the Ending of Yours"

Daphne
Conari Press, 1987

This book will tell you why you got into your relationship, the meaning of it, the emotional process you’ll go through while it’s ending, and how to build a new life once it’s over. Known as the “Breakup Bible”, this book is a must-read for anyone going through the anguish of divorce or the ending of any other significant relationship.




Finding True Love: The Four Essential Keys to Discovering the Love of Your Life


Daphne
Order on Amazon ;)


The Men We Never Knew:
How to Deepen Your Relationship with the Man you Love

Daphne
Conari Press, 1993

"For women, so they can finally understand men, and for men, so they can finally understand themselves. Learn why men seem unemotional, why they resist commitment, which behaviors by women turn them off and what you can do to get more of the intimacy you want.

To order: 1-800-423-7087

;))))))))))))))))))))))

PortoCroft disse...

Pamina,

Se fizesse isso, seria um atentado ao bom gosto.;) Ninguém merece!

dreamer disse...

Porty
...divertido...sempre divertido...:)))

No canal 1 o welcome parece uma cena de vidros partidos, tudo aos tiros e carros a fugir...que cena;))

No canal 2...o ruído das ondas? Não percebo o que é dito... a sério!!
Traduz-me lá, sff :))

Não tens aí nada de mais suave, com o som das ondas...é bonito...sim...mas olha...que tal tipo café del mar ou gothan project;))

Diz-me o que achas....

bigmouth disse...

(eu sei k vou ser virtualmente cruxificada por este comentário, mas...)

não chega de Eugénio Andrade?

(venham de lá essas pedras...)

PortoCroft disse...

Dreamer,

Já não é o Tarzan? Presumo que nem a Jane esparramada nem te chateava. Que te dizer?

Keep on dreaming!

lobices disse...

...ok
...chega de Eugénio de Andrade!
...venham outros/as
...por exemplo:
sei lá...

e. disse...

noise
sou surda
não sabia q era a madonna a abrir o blog
sugeri uma teoria
mas aceito todas as práticas
passar bem
e.

PortoCroft disse...

Dreamer,

E nem tarda nada, começas a levar com anúncios da Margarina Vaqueiro. ;))))))))))

yulunga disse...

Lobices
O comentário do Ratapaln tocou-me cá as campainhas... mas está-se bem ou foi desvario de escritor?

yulunga disse...

Porty
Margarina Vaqueiro?
Tu és velhaco. Sempre a untar o tapete que colocas aos pés das damas.

e. disse...

Atentado à clemência
Um sorriso sem travões dilacera os trovões da mente e desliza, em desmandos, desferindo dúbios desaforos.

dreamer disse...

Porty

Prefiro Mimosa...;))

Hoje estás num dia não :(( ??

Olha nunca te lembraste da faixa :
The heart asks pleasure first
Michael Nyman
The Piano


E sempre com um sorriso...:)

e. disse...

Pamina

Só agora cheguei a si - que difícil andar neste carrocel...

Diria por mim que um sedutor(a) adora ser seduzido(a).

Concorda?

e. disse...

Portocroft
Isto do som, está optimo!
Sinto-o nos ossos da nuca e,
bate bem.

e. disse...

Portocroft
Percebe agora pq gosto de RoysKoop?

dreamer disse...

Porty

Vou sonhar...
E olha como sei que és virgito Parabéns (não se já foi ou está para ser ...mas lembro-me de que ainda és de Agosto...:)))
E parabéns por todo o belíssimo trabalho aqui no Som do Murcon.

::)))))))))

e. disse...

Portocroft
Röyksoop, aliás ... remind me

PortoCroft disse...

Dreamer,

Mimosa? Anotado. ;)))))

I'm trying. I'm trying. But you won't make it easy on me. ;))))))

Não tenho dias não. São todos dias sim. ;)))))

bigmouth disse...

lobices,

Esse "sei lá..." quer dizer que não há nada para além de Eugénio de Andrade?!

PortoCroft disse...

Dreamer,

Já foi. Já foi. :(

Obrigado. É um oferecimento da Margarina Mimosa!... ;)))))))))))))

PortoCroft disse...

e,

Sei sim. ;)

lobices disse...

...sejam-me permitidos "desvarios" de escrita

e. disse...

Atentado à compostura

Um sorriso escondido atrás de uma imperial galhofa escangalha a postura inclusiva e maralhal.

Pamina disse...

Olá E.(3.01),

Pois, num post com 160 comentários a comunicação por vezes é difícil:)

O Saramago disse numa entrevista, a propósito do "Dissoluto Absolvido":
"...a dicotomia entre seduzir e ser seduzido é mera aparência, não tem realidade. Ninguém seduz se não é seduzido, ninguém é seduzido se não seduz."

PortoCroft disse...

e.,;)))

"Nã me faça rire que fique feie!" ;)))))))

e. disse...

;)))

e. disse...

Pamina, olá

Ei-lo, o Saramago,

que tão bem finge ser intangível e insensível.

yulunga disse...

Lobices
;-)
E de facto essa foto é que é a parte de dentro descaradamente escarrapachada.

yulunga disse...

Porty
Olha lá o borde(r)line foi de acordo com o post?

e. disse...

Yulunga

Desculpe meter-me mas ... de acordo com o post seria Alicia Keys in Fallin', não acha?

Maze disse...

Yulunga
Mas será que não temos "responsabilidade" no impacto que provocamos no outro? podemos dizer que não tenho nada a haver com os efeitos colaterais do meu "vestir"? pq se tenho responsabilidade (culpa) o juiz deve ter alguma razão.... Isto é muito complicado...

PortoCroft disse...

Yulunga,

Tento dar aos "post" o respectivo "feedback" musical. Nem sempre é possível. ;)

yulunga disse...

e.
Desconheço :(
Mas pode ser... tá-se bem.

Porty
Lá empenhado és tu.

Maze
Talvez sim.
A liberdade de uns começa onde a dos outros acaba e mais uns quantos chavões.
Cada um sabe de si e mais uns quantos que desdizem os primeiros, tal e qual ao provérbios.
Pessoalmente sou pela segunda hipótese desde que não invadam o meu espaço.
E se calhar também é complicado.
Sou eu que devo desviar o olhar do que não me agrada ou será outra pessoa a não ter certo tipo de comportamentos? Quem tem que ceder?

Manolo Heredia disse...

A palavra "seduzir" foi usada durante muitos anos como sinónimo de "enganar" quando quando um homem obtinha favores sexuais após promessas de casamento...

Anónimo disse...

Sr. Professor

Ao dourar a pílula do exibicionista, com um poema de muito diferente estrato,(situacional e afectivo), cometeu uma gaffe ético-estética. E quanto às críticas gratuitas, passa-lhe pela narcísica mente, que há mesmo quem não goste de púlpitos e paróquias? E esses nicks todos o que são? ANÓNIMOS PARA TODA A GENTE, MENOS PARA A CONFRARIA, SALVO ALGUMAS EXCEPÇÕES.

bigmouth disse...

Divirtam-se!

Dica para o fds: A última colecção de Magnuns (da Olá)... os cinco sentidos! Agora já há umas caixinhas no supermercado k traz os cinco! Dá para provar todos de seguida... sem sair da mesa. Cool!

yulunga disse...

Bigmouth
Bom fim-de-semana.
Continuo a preferir o meu "mais que tudo", alimenta-me a costela preguiçosa... sem sair da cama. :-)

Anónimo disse...

de anonymous para anonymous

que gaffe a sua a de vir interromper a missa.

vade retro para a sua paróquia

Manolo Heredia disse...

anónimo, 4:30,
muito bem! o E. Andrade ainda tem família. O prof. que se cuide!

RAM disse...

Isto hoje está fantástico! Parece que já estão todos em fim-de-semana. :))))))
Vamos bater novo recorde é?: 200 comentários a um post do anfitrião???

PortoCroft e E.,

E que tal Sigur Ros, não?!

bigmouth disse...

yulunga,

uma coisa não invalida a outra, querida amiga!

Anónimo disse...

ninguém revela nunca a sua verdadeira personalidade, ao longo da vida! Considerando que esta sofre constantes transformações, a essência está lá, dura verdade de aceitar para quem acha que conheçe a 100% alguém.

yulunga disse...

anonimo
Exactamente.

Anónimo disse...

Afinal, o etudo do sorriso é importantissimo. Parabéns, Prof. Doutor Freitas-Magalhães pelos seus estudos inéditos e únicos sobre o sorriso.

harvir disse...

Hi i am totally blown away with the blogs people have created its so much fun to read alot of good info and you have also one of the best blogs !! Have some time check my link to !!Work from home based business

lokokid disse...

Hi i am totally blown away with the blogs people have created its so much fun to read alot of good info and you have also one of the best blogs !! Have some time check my link to !!Business opportunity make money at home