terça-feira, março 28, 2006

Este timing pode ser um tiro no pé da esquerda:(

Filme político de Moretti gera polémica em Itália



José Mário Silva

Aestreia na passada sexta-feira, a pouco mais de duas semanas das eleições legislativas italianas, que se realizam nos dias 9 e 10 de Abril, de um filme anti-Berlusconi, assinado por Nani Moretti - um realizador assumidamente de esquerda, que gosta de trazer a política para o centro dos seus filmes - está a gerar acesa controvérsia em Itália, sobretudo dentro dos partidos que vivem, com uma certa ansiedade, a aproximação de um dos mais renhidos plebiscitos dos últimos tempos.

O senador Michele Bonatesta, da Aliança Nacional (partido de Gianfranco Fini, o segundo maior do governo de coligação liderado pela Força Itália), não se coibiu de afirmar que Il Caimano [O Caimão], último trabalho de Moretti, é "a quintessência do tédio e do ódio a Berlusconi", procurando apenas transformar-se no "emblema da criminalização e demonização do primeiro-ministro".

Já Francesco Rutelli, líder de uma das forças (Margarita) com maior peso na oposição parlamentar ao Cavalieri, revelou-se bastante evasivo: "Não creio que tenha tempo de o ver [ao filme] antes das eleições." Igualmente cauteloso, Romano Prodi, ex-presidente da Comissão Europeia e principal favorito (segundo as sondagens) à vitória nas eleições de Abril, à frente da plataforma Oliveira (centro-esquerda), limitou-se a desejar que o impacto de Il Caimano seja "útil e não provoque danos na campanha eleitoral".

Essa parece ser também a vontade do próprio Moretti, que se manteve bastante discreto nos últimos dias, assistindo apenas a uma das várias projecções promocionais do filme e reduzindo as entrevistas radiofónicas e televisivas ao mínimo indispensável.

Por seu lado, o primeiro-ministro, novamente "debaixo de fogo" no celulóide (depois da ficção Bye Bye Berlusconi, do alemão Jan Henrik Stahlberg, apresentada em Fevereiro no Festival de Cinema de Berlim), reagiu ao seu estilo. Quando os jornalistas lhe perguntaram se tenciona ver a obra de Moretti, respondeu com rispidez: "Não, claro que não, absolutamente não."

As resistências a Il Caimano - um termo que foi cunhado pelo jurista Franco Cordero nas páginas do La Repubblica - não se resumem contudo aos partidos envolvidos no frenesim pré-eleitoral. Todas as estações televisivas, mesmo as poucas que estão fora da esfera de influência de Berlusconi, ignoraram olimpicamente a estreia do filme. E se os canais pertencentes ao grupo Mediaset (Rete 4, Italia 1, Canal 5) nem sequer se deram ao trabalho de explicar porquê, a TG2 (pública) apresentou uma nota, lida no telejornal da noite, em que justificava o silêncio como forma de respeitar a igualdade na gestão do tempo de antena das várias coligações que concorrem ao próximo acto eleitoral.

Não por acaso, Il Caimano, produzido pela Sacher, é a primeira obra do autor de Palombella Rossa que nem sequer se candidatou aos financiamentos públicos da RAI, assim garantindo uma total independência e liberdade criativa.

Após uma espécie de interregno em O Quarto do Filho, melancólica reflexão sobre o impacto da morte de um adolescente numa família de classe média, que arrebatou a Palma de Ouro em Cannes (2001), Moretti regressa ao tom mordaz, humorístico e assumidamente "esquerdista" de Abril (1998), rodado entre a primeira vitória de Berlusconi (1994) e a sua única derrota (1996), às mãos de Romano Prodi.

Il Caimano acompanha os muitos obstáculos encontrados por uma jovem realizadora (Margherita Buy) e um produtor de filmes série B (Silvio Orlando) quando tentam fazer um filme sobre Berlusconi, começando pela dificuldade em encontrar um actor disposto a assumir o papel do líder da Força Itália.

Em entrevista à revista L'Espresso, em Agosto de 2005, Moretti previu que o centro-esquerda, caso vença estas eleições, encontrará um "país armadilhado economicamente e de rastos do ponto de vista psicológico, constitucional e moral".


DN.

26 comentários:

lobices disse...

...já lá dizia, ontem no Prós e Contras, o Mestre Manuel de Oliveira: "o silêncio é o espaço que fica entre dois barulhos"
...talvez, na verdade, os timmings não sejam os ideais, segundo o que relata o DN mas, sinceramente, estou a zero no que diz respeito a esse filme...

CêTê disse...

Os grandes ódios podem geram grandes paixões, no mínimo movimentos de protecção de quem se quer vitimar- nem que esse possa ser um monstro.

Mas o Berlusconi é contudo, à distância de quem directamente não padece da sua directa influência, "uma figura"- em alguns traços comparável a algumas figuras públicas portuguesas com as quais me delicio. Gostava de ver algumas ousadas loucuras do B no Sócrates. Que bem lhe ficaria assediar uma mulher polícia... (mesmo que fosse por engano). LOL
Escandalizados? Ainda bem.


jinhs

Pamina disse...

Boa tarde.

Referindo-me ao título do post, espero que não. Realmente é preciso ter muito cuidado em tempo de campanha eleitoral para que não se verifiquem os efeitos contrários aos pretendidos.
O filme virá a ser exibido em Portugal? Fui investigar um pouco a história. Como diz o post, o filme gira em torno das dificuldades encontradas por um produtor para fazer um filme sobre a vida de Berlusconi, nomeadamente dificuldades financeiras e em encontrar um actor que queira representar o papel. Michele Placido (lembram-se do comissário Cattani do Polvo?) faz um destes actores que acaba por desistir do projecto e após a sua retirada a figura de Berlusconi é interpretada pelo próprio Moretti. O filme acaba com o julgamento de Berlusconi que é condenado a 7 anos de prisão (wishful thinking?).
Retirei estas frases dum site italiano:"Ma questa volta (nas cenas do tribunal) è Nanni in persona a dare corpo e volto al Presidente, che si difende con altre didascalie conosciute, il liberalismo, i comunisti, e poi la magistratura, i media e le scuole: tutto governato dalla sinistra."
Quem contesta, quem está contra mim é comunista, onde é que eu já ouvi isto?

alice disse...

Costumo gostar dos filmes de N. Moretti, identifico-me com aquela espécie de marginalidade saudável que ele representa.
Se ainda para mais , como diz a Pamina, entra no filme o Michele Placido (quem é que podia esquecer?) fico ansiosamente à espera... que passe em Portugal.
ap

RAM disse...

Morreti...
... Morreti traz-me à lembrança Moore.
Espero-me que o espírito liberal e crítico de ambos não venha a ficar associado a desfechos eleitorais similares.

andorinha disse...

Boa tarde.

Espero e penso que não (tiros no pé que dêem os outros):)
Mas penso que não será um filme, por muito polémico que seja, que vai decidir uma votação. Pode sempre existir o perigo, como refere a Cêtê de haver uma tentativa de vitimização, sabemos como é, em campanha tudo é válido, mas espero que os eleitores tenham o discernimento suficiente para analisarem os factos.

Quanto ao país que o centro-esquerda irá encontrar caso vença as eleições, faz-me lembrar um outro que todos conhecemos.

Dreamer,
Concordo contigo, este nosso cantinho é quase real, tenho sempre essa sensação quando aqui venho.:)
É engraçado que mesmo em relação às pessoas que não conheço pessoalmente, a sensação é quase a mesma, sinto que estou a falar com pessoas que fazem parte da "nossa" tertúlia.

maloud disse...

Gosto do Nani Moretti, que me foi "apresentado" há já vários anos pela minha mais velha. Espero que proximamente esteja em DVD, porque tenho horror à pipoca. Já La Camara dello Figlio {nem que falhe a ortografia, soa sempre melhor em italiano}vi em DVD.
Quanto ao Berlusconi, nem o Pedro, expoente máximo do burlesco na mãe pátria, se pode comparar com o ex-pianista de cruzeiros. A Itália ou o corre de vez, ou se torna definitivamente na anedota europeia. E os italianos de quem sou amiga não merecem.

andorinha disse...

Dreamer,

É isso, encontra-se sempre alguém com quem conversar.:)
Qual Totta, qual carapuça!:))))))
Beijinhos

yulunga disse...

Boa tarde maralhal.
Sobre o filme junto-me ao Lobices e à Dreamer; estou a zero.
Agradeço a explicação da Pamina que já me tirou um bocadinho da ignorância.
Mas já que entrei, apesar de estar a zero mas porque não gosto nada de ficar calada, pego na palavra Sacher que me faz sempre lembrar o Sachertorte - aquele bolinho magnifico da doçaria austriaca.
Dr. Murcon sabe o que tenho andado a fazer?
A ler o Murcon desde o inicio bem como todos os comentários. Pena que alguns tenham sido apagados pelos próprios. Nalguns casos dei por mim a falar sózinha ;-)
Mas não, não apaguem, mesmo que passado um tempo não se gostem de ler. O Murcon é um todo: textos e comentários.
Bem... essa leitura exaustiva foi a penitência que impus a mim própria por não ter ido ao almoço :-)
Boa tarde para todos em geral e beijinhos para os amigos.

Angie disse...

Não percam o video clip s/ o Berlusconni em
http://youtube.com/watch?v=p2TRnDBI2o4
(copiem para a barra de endereços, porque aqui os links nunca me saem...não sei porquê, mas tb não estou preocupada)

CêTê disse...

A cada golaço:
1. Agitar o inalador.
2. Expirar durante 1 ou 2 segundos.
3. Colocar o inalador na boca ou a uma distância de 2,5 a 5 centímetros da boca. Em seguida, começar a inspirar lentamente, como se estivesse sorvendo uma sopa quente.
4. No início da inspiração, pressionar a parte superior do inalador.
5. Inspirar lentamente até que seus pulmões estejam cheios. (Isso deve levar 5 ou 6 segundos.)
6. Prender a respiração por 4 a 6 segundos.
7. Expirar e repetir o procedimento 5 ou 7 minutos mais tarde.

mtc disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Ameninadalua disse...

Cê tê :)))))))))))

Bom esses são os cuidados mínimos a ter...mas podem existir situações que requerem cuidados mais intensivos....tais como massagem cardíaca, etc etc...( o diabo seja surdo e mudo)

Estes benfiquistas!...:)

Ameninadalua disse...

Olá Yulunga!

Pelos vistos sempre bem disposta!

Como está a decorrer o jogo assim até dá para nos cumprimentarmos...tambem ninguem nos lê neste momento:))))

mtc disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Ameninadalua disse...

Dreamer!

Bom ! eles devem estar aí a aparecer! mas sabe-se lá Deus com que cara! empataram...mas podia ter sido bem pior :)))

Mas olhe que não são só eles...há imensas elas:))

CêTê disse...

Quando preciso de consensos pergunto durante o jogo. "Sim, sim!" "Ok, está bem". ;]]]]´
Não há momento melhor. (Nos outros em que estão em completa anoxia perdem a memória e os eventuais acordos não têm qualquer validade- nesses só se acorda o imediatamente a seguir) LOOOOL
Estou assim por causa de uma desgraçada de uma micose que me deixa do mesmo grupo partidário do Berlusconi.
Estão a ver porque nunca poderei comer bolinhos com os murconicos? A escrever estes disparates com a ministra de educação que veio para ficar era "saneada" da f(pública).
Golos para vocês.

CVC- O Moreto "não é bem bem" ou é má vontade minha?

mtc disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
CêTê disse...

MeninadaLua,
Nada a temer. Lá com o Sousa e sem a Menina Maria ao lado o professor não arrisca uma crise que exia outro tipo de intervenção. Julgo eu! ;]

andorinha disse...

Dreamer,

Tu és impossível, ao almoço a falares de bolinhos de bacalhau, agora de Sachertorte que também já comi e adorei.
Isso faz-se?:)))

E quanto a só estarem aqui meninas, nós estamos aqui em maior número de há uns tempos para cá, já repararam?

andorinha disse...

ameninadalua,

E então? O futebol quando nasce é para todos.:))))))))))
A cara não é má; poderia ser melhor se não nos tivessem roubado um penalty...

andorinha disse...

Como diria o Fora de lei, que está aqui em espírito Viva o GLORIOSO !

CêTê disse...

A sério que eu não sei porque gostam tanto de futebol(?)
Deve haver um qualquer denominador comum do foro psiquiátrico para esse tipo de simpatia. Pensemos em que hemisfério corporal (não-cerebral) se manifesta a destreza... hum... conjeturas provocatórias. ;]]]]]]

Boa noite a todos. Vou sair do café antes da invasão.

andorinha disse...

Dreamer e Cêtê,

Não precisam de sair, há espaço para todos.:)))

Ameninadalua disse...

Andorinha!

Roubaram um penalty?
Bom então devem vir mesmo com má cara...
O melhor é fugir , como diz a Dreamer... e a própria Cê tê já o fez...

É verdade o que aconteceu ao Fora-de-lei?

andorinha disse...

ameninadalua,

O árbitro não marcou, parece que são sempre contra os Portugueses.:(
Mas não precisam de fugir, não foram vocês.:)))

O Fora de lei não pode comentar porque não está registado.