terça-feira, março 14, 2006

Serviço Público:).

Tiago Sousa Dias

As chamadas para linhas de valor acrescentado foram realizadas durante dois meses e meio
O ex-presidente de uma junta de freguesia do concelho da Guarda deixou levar-se pelo famoso “me liga vai” e terá gasto 49 mil euros em chamadas telefónicas para linhas eróticas, em menos de três meses. Quando chegou a factura, o autarca demitiu-se e a Portugal Telecom (PT) penhorou três terrenos para recuperar a dívida. Os bens foram vendidos ontem em Tribunal.

Correio da Manhã.

19 comentários:

maloud disse...

Isto assim! A seco! O Correio da Manhã está a perder qualidades. Que idade tem o autarca? É solteiro? Casado? Divorciado? União de Facto? Como é que se pode avaliar um homem, sem saber a sua circunstância?
Ah! o Correio da Manhã é muito competente, mas só ouviu o Adelino Salvado. Esqueceu-se de ler o Ortega e Gasset.

Rosario Andrade disse...

...é que ser político é duro, duro mesmo. A solidão do gabinete e das decisões que de qualquer forma vão desgostar alguma parte... um pouco de consolo e de compreensão do outro lado da linha. Apenas isso...

Abracicos!

andorinha disse...

Boa noite.

Temos que compreender o homem coitado. São os custos da interioridade. Ele sentia-se isolado e precisava de um pouco de diversão. Que mal tem isso?:)

plopes disse...

Boa noite, senhor doutor!

Parabéns pelo blog, pela forma certeira com que trata cada assunto. Sobre este post, quero dizer-lhe que o nosso país não é de fiar, mas isso o senhor sabe. Alegra-me o facto de alguns bandidos que brincam com o dinheiro dos nossos impostos serem apanhados. Pena que o castigo nunca seja exemplar, nesta terra de brandos costumes e de muito vinho tinto (enfim, até este está em crise, mas qualquer dia vamos vê-lo aí, ao preço da chuva, nas prateleiras dos chineses). Como sempre, o povo há-de pagar tudo. Boa noite, senhor doutor.

Lusco_Fusco disse...

Eh eh eh eh
Esta notícia não deve ter piada na zona, mas que me ri é um facto!
Serão gastos destes que fazem gastar os nossos ministros, num mês, o que a raínha de Inglaterra gasta num ano?????... Só pode! Está explicado. Era-me difícil perceber. Assim, tudo se torna mais fácil.
Porque não ligam eles para Bragança?! Entretinham as ninas (paz aos lares de Bragança) e nem sentiam as diferenças climatéricas :)))). A voz continuaria sonante e doce e os gastos... Esses?...Eram menores, chamadas nacionais.
Deviam seguir o slogan "O que é nacional, é bom!"
Que liguem para Bragança, matam dois coelhos duma cajadada só!
eheheheheeh

Um abraço Mahatma se era para chorar (e temos razão para isso), chorar...Chorei. Mas de riso.
MJ

maloud disse...

Este Correio da Manhã realmente está impossível. Omite tudo o que é relevante. Pode ser que alguém, com espírito jornalístico, saiba responder. Os terrenos eram do autarca ou da Junta? Faz toda a diferença, não é verdade?

CêTê disse...

Acabei de ver o filme do ano. Tenho os olhos inchados de tanto chorar e estou entaladinha- não posso soluçar. Não devo ser normal.
- a dor da mulher
- o desejo deles
- o desespero do que ama
- a loucura do que não quer amar
- e a mãe.

Amanhã brincarei c/ o assunto agora é tempo de restruturar.
abraços

SOUSA disse...

Seu...
Olhe lá ó patrãozinho: isso é outra provocação?
Olhe que essa "coisa" não é da família, NÂO! Os machos da minha cepa não se governam com registos telefónicos. NEM um só- por isso se descobrir mais alguma Sousa para chatear- algum das escutas tb não é nenhuma das poucas ovelhas negras da minha família. Ai as ovelhas....

Ana Afonso disse...

Ola a todos
Depois de uma ausencia por terras de Tio Sam boa voltar para saber que há coisas que não mudam !!! Portugal no seu melhor é isso mesmo nem mais !!! é só rir mesmo !!!
Fiquem bem
Abraços e sorrisos
Ana Afonso :)

Manolo Heredia disse...

É o poder do "amor" !

futebolês speaking people disse...

"TENHO O MAIOR ORGULHO DE JOGAR NA TERRA ONDE CRISTO NASCEU"
(Djair,do Belenenses ao chegar a Belém / Restelo no dia em que assinou contrato com esse clube)

"NEM QUE EU TIVESSE DOIS PULMÕES ALCANÇAVA ESSA BOLA"
(Roger, ex-jogador do Benfica)

"EM PORTUGAL É QUE É BOM. LÁ A GENTE RECEBE SEMANALMENTE DE 15 EM 15 DIAS"
(Argel, ex-jogador do Benfica)

QUANDO O JOGO ESTÁ A MIL, MINHA NAFTALINA SOBE"
(Jardel, ex-jogador do Sporting)

"EU DISCONCORDO COM O QUE VOCÊ DISSE"
(Derlei, ex-jogador do Porto)

"NO PORTO É TODO MUNDO MUITO SIMPÁTICO, É UM POVO MUITO HOSPITALAR"
(Deco)

"O DIFÍCIL, COMO VOCÊS SABEM, NÃO É FÁCIL"
(Jardel, ex-jogador do Sporting)

"HAJA O QUE HAJAR, O PORTO VAI SER CAMPEÃO"
(Deco)

"QUEREM FAZER DO BOAVISTA UM BODE RESPIRATÓRIO"
(Jaime Pacheco)

"JOGAR À DEFESA PODE SER UMA FACA DE DOIS LEGUMES"
(Jaime Pacheco)

Angie disse...

Parafraseando o Pessoa…AUTARCA APANHADO EM FLAGRANTE DELIT(R)O …das partes baixas 
Pois!
E o património de todos os eleitores é que paga.
Porque foram mesmo os terrenos da Junta a ir ao ar (segundo li)!
Infelizmente, sendo quase surreal, o caso bem podia ser um “retrato robot” dos eleitos locais em Portugal. Assim tal qual, nada fugindo à realidade.
Claro, há excepções (I):
-Nem todos seriam tão…tão incautos.
(Isto é, davam o tal litro de outra maneira…)
E claro, há excepções (II):
-Porque em milhares de eleitos locais, há uma percentagem (não muito ínfima) de gente boa, inteligente, preparada, culta, que trabalha para quem o elege. E não se esquece de dar o exemplo em tudo o que deve dar. Sem se que lhes exija que sejam santos de altar, mas marcando superiormente pela obra e ainda pelo que são como cidadãos, homens ou mulheres, etc.
Mas trata-se de excepções.
Oh, se trata!
O normal é isto: o abuso da coisa pública, associada a uma prática “edificante” de poder que passa pela exibição, pelo comércio do favor, pelo culto narcísico dos seus paupérrimos egos, pela absoluta falta de educação política, cívica e pessoal.
E também por isto que o caso retrata em particular: porque parece que a “coisa pública” exercida à rédea solta é afrodisíaca, e então a libido dispara ao ritmo da subida da auto estima e da escalada social…. Um papelinho!
Felizmente (???) que havia um telefone para canalizar os ímpetos sexuais do autarca. Porque o normal teria sido exercer o assédio sem ser propriamente ao bocal do telefone…mas sobre alguma subalterna, de preferência sem provimento definitivo no quadro de pessoal da junta…para aguentar e calar.
Caso muito menos surreal do que parece. A única singularidade deste é que foi…apanhado.
Vai demorar décadas até que o nível destes políticos suba, só vos digo.
E pronto! :O+:O+ Correndo o risco de me armar em pitonisa, mais não digo:O+ :O+

yulunga disse...

Boa tarde maralhal.

EH EH EH a sério? Gandas malucos.
Pois eu cá acho muito bem que o façam, e principalmente homens fogosos que não podem levar a companheira para o trabalho, mas com o dinheiro deles claro.

Pois isto deu-me cá uma ideia para resolver o meu problema de desemprego com a vantagem do meu número não ser de valor acrescentado. O slogan até podia ser: Tenha o triplo do prazer por um terço do preço

Pois em relação à demissão já vem sem hábito; faz-se merda pede-se demissão.
E nestes casos a palavra tuga, que tanto detesto, faz todo o sentido; o tótó do tuga descobre e nada faz.
Pois cá comigo os politicos, que por acaso até são nossos funcionários, em casos de demissão por erros tinham duas opções:
- Assume, resolve, responde por ele e acaba o seu mandato bem comportadinho e vigiado.
- Demite-se, assume e responde por ele, devolve os ordenados que recebeu e indeminiza o estado com os que falta receber até completar o mandato.
Se calhar os politicos já não brincavam tanto com a politica que por sinal até é coisa séria.

yulunga disse...

Posso fazer uma errata?
Pois em relação à demissão já vem sendo hábito e não sem hábito.
:(

Anna disse...

boas tardes. uma pergunta me sobeja: o autarca vai ter direito á reforma na mesma????qto ao mais... cuidado q isso do sexo telefonico ou lá o que é é uma doença....o doutori pode falar disso mesmo. não sei em q quadro se insere mas parece me poder falar se de doença.
asc

porta disse...

Pior ainda,

também na Guarda:

parte das fachadas do edifício da Edilidade são forradas em granito do Afeganistão.

Pedra erótica?

Anónimo disse...

Já que o futebolês qq coisa começou...


" O FCP estava à beira do abismo, mas felizmente deu um passo em frente"
João Pinto ex-capitão do FCP

" O Rui Filipe era um (h)omem com Ó grande" João Pinto (ex- capitão do FCP)a propósito da morte do colega Rui Filipe num desastre de automóvel)

" O meu coração só tem uma cor: azul e branco"
idem idem (em boa verdade o branco não é cor, mas a criatura não estaria propriamente a pensar em tal)

O velhíssimo:
"prognósticos só no fim do jogo"

idem idem

"Chuta com o pé que tem mais à mão"

Alves dos Santos (que Deus tenha) antigo comentador desportivo na RTP

"Qual é o caminho mais perto entre dois pontos? Qual é? É o avião" (treinador X querendo explicar porque queria bolas pelo ar para a grande área) ehehehe

"macrociclo, mesociclo , triciclos pfffff" (treinador de futebol desdenhando da matéria de um curso de futebol)

"inspira, respira, descontrola" eheheh (também um famoso treinador nos exercícios de relaxamento)


e ...

Bom, citei tudo de memória. Mas julgo não ter atraiçoado (nem composto) o espírito das tiradas

saudações
Mariadosol

BlahBlahBlah disse...

Chamadas telefónicas para linhas eróticas - Quase 10 mil contos em menos de três meses... o que me intriga é a quantos minutos corresponderá este valor? Alguem sabe??

O autarca demitiu-se, a PT penhorou três terrenos para recuperar a dívida que foram vendidos ontem em Tribunal?!? Então e o senhor não é responsabilizado pela dívida? Ser autarca não corresponde a um cargo de Gerência?? Não estou a ver nenhum gerente contratado de nenhuma empresa privada neste País a fazer uma coisa destas e não ser responsabilizado e obrigado a ressarcir a empresa do custo que foi óbviamente utilizado para fins pessoais.

Angie disse...

BlahBlahBlah disse...

«O autarca demitiu-se, a PT penhorou três terrenos para recuperar a dívida ...Então e o senhor não é responsabilizado pela dívida?»

Se ainda cá vier, posso tentar responder:

Como é evidente, o dito eleito só não será responsabilizado se alguém não quiser.
A autarquia goza do chamado "direito de regresso" sobre o autarca.

De facto, à 1ª vista parece-me que surgem aqui 3 processos judiciais possíveis pela prática de 1 só acto:
Uma coisa é o processo cível pelo não pagamento da dívida telefónica em que a autarquia incorreu face à PT, e correspondente indeminização ( feita através da penhora, dado que as juntas possuem 1 património financeiro próprio escassíssimo)
Demandante:PT
Réu: autarquia (titular do contrato tlf)

Outra coisa será o processo que a autarquia intentará sobre o cidadão que exercia o cargo público (e até a representava!). Este é o tal "direito de regresso", baseado no facto de que as dívidas não foram contraídas por causa do serviço público, mas sim para fins pessoais e devem por isso ser imputadas ao seu autor (e à sua esfera patrimonial).
Demandante:Autarquia
Réu: Cidadão X, ex-autarca

Finalmente, ainda há outro processo possível, mas este, da alçada dos trib. administrativos.
O abuso de direito, por claro desvio dos fins públicos a que estava adstrito no exercício das suas funções.
Sanção à vista: perda de mandato?
O cidadão x já se demitiu...

(Ainda havia uma 4ª via: umas possibilidades obscuras na alçada penal)

É isto, "salvo melhor opinião".

Não são as leis que resolvem tudo, e muitas vezes as que temos até são suficientes, mas não passam do papel (por ignorância, cultura de deixa-andar ou nepotismo).
Mas se há domínio em que o legislador teria muito a fazer é este último...Preciso era que a sociedade gastasse as energias a reivindicar ao Estado este tipo de garantias "colectivas", para a "desfelgueirização" do sistema. E se deixasse talvez de outras lutas parvas...

(Não estou 100% certa, mas julgo que em Inglaterra, p. exº, a "economia" processual seria bem diferente).